Concurso "Aristides de Sousa Mendes"

1.296 visualizações

Publicada em

Direitos humanos

Publicada em: Educação
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.296
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
849
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
3
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Concurso "Aristides de Sousa Mendes"

  1. 1. • Aristides de Sousa Mendes do Amaral e Abranches nasceu no dia 19 de Julho de 1885, em Cabanas de Viriato.• Realizou os seus estudos em Coimbra, e tirou o curso de Direito.• Mais tarde, casou com D. Angelina e estes tiveram catorze filhos.• Sousa Mendes é nomeado cônsul em Bordéus(França), por Salazar.
  2. 2. • A partir da segunda guerra mundial, quando Hitler começou o seu reinado anti judeus, muitos deles fugiram para a fronteira entre Portugal e Espanha.• Aristides ficou muito comovido com a sua luta pela vida. Ele acreditava que os judeus estavam a ser injustiçados e decidiu ajudá- los, pois, nesta altura, era muito difícil viajar pela Europa.
  3. 3. • Aristides, para ajudar os judeus passou-lhes vistos: "A partir de agora, darei vistos a toda a gente, já não há nacionalidades, raça ou religião". – afirmou com firmeza.
  4. 4. • Salazar, ao saber do que Aristides estava a fazer, retirou-lhe o cargo de cônsul e todas as suas regalias.• Apesar de tudo, ele não se arrependeu do que tinha feito, mantendo a mesma compaixão para com os judeus.• Ele e a sua família sobreviveram graças ao apoio da comunidade judaica de Lisboa.• Morreu em Lisboa no dia 3 de Abril de 1954.
  5. 5. • Após a sua morte, foi plantada em Jerusalém, na Ala dos Justos, uma árvore em sua homenagem.• Também foi reconhecido com o “Prémio Internacional Sousa Mendes”.• Recentemente, foi criado um filme sobre a sua vida, em que o papel de Aristides é entregue a Vitor Norte.
  6. 6. • É por ele, pelo seu exemplo, que nós fizemos este trabalho, para alertar consciências, para evitar que não volte a acontecer outra desgraça que salpique o mundo de ideais racistas.
  7. 7. No final deste trabalho, apercebemo-nos que se quisermos, se formos corajosas, honestas e solidárias, conseguiremos construir um mundo melhor. Só precisamos que as palavras de Martin Luther king façam eco na nossa sensibilidade e nos ajudem a mudar o mundo, a torná-lo num lugar mais bonito para todos! O que me preocupa não é nem o grito dos corruptos, dosviolentos, dos desonestos, dos sem caráter, dos sem ética... O que me preocupa é o silêncio dos bons.
  8. 8. Trabalho realizado por:Ema Gonçalves Leite nº9 6ºAInês Carvalho Gonçalves nº14 6ºA

×