27072010221224.introdução a java aula 1

935 visualizações

Publicada em

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
935
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
3
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
35
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

27072010221224.introdução a java aula 1

  1. 1. Introdução a linguagem Java Prof: Leo Cabral - Larback E-mail: leo@polimig.com.br Esta apresentação foi elaborada pelo professor Thiago Moreira - ttrmoreira@gmail.com
  2. 2. A História de Java  Muitas pessoas acreditam que os microprocessadores terão um grande impacto nos dispositivos eletrônicos destinados ao consumidor final.  Reconhecendo isso a Sun Microsystems financiou uma pesquisa corporativa interna com o codinome Green em 1991.
  3. 3. A História de Java  O Projeto resultou no desenvolvimento de um linguagem baseada em C e C++  Seu criador James Goling, chamou de Oak (carvalho) – Homenagem a uma árvore que dava para a janela do seu escritório da Sun.  Na época já existia uma linguagem de programação chamada Oak. Até que uma equipe da Sun visitou uma cafeteria local, o nome Java (cidade de origem de um tipo de café importado) foi sugerido e pegou.
  4. 4. A História de Java  O projeto Green atravessava grandes dificuldades.  Na época o mercado para dispositivos eletrônicos inteligentes não vingava.  Pior ainda, um contrato importante pela qual a Sun competia fora concedido a outra empresa.  O projeto corria sério risco de cancelamento.
  5. 5. A História de Java  A World Wide Web explodiu em popularidade em 1993.  Possibilidade para a Sun explorar o potencial de utilizar Java para criar páginas da web com o chamado conteúdo dinâmico.  Em maio 1995, a Sun anunciou Java formalmente em uma conferência importante.  Java gerou um interesse imediato na comunidade comercial por causa do fenomenal interesse pela World Wide Web.
  6. 6. A História de Java  Devido ao sucesso da linguagem java hoje em dia ela é utilizada para:  Criar páginas da Web com conteúdo dinâmico e interativo.  Desenvolvimento de aplicativo corporativos de grande porte  Aprimoramento de funcionalidades de servidores da World Wide Web.  Fornecer aplicativos para dispositivos destinados ao consumidor (como telefones celulares, pagers e assistentes pessoais digitais) e para muitas outras finalidades.
  7. 7. A História de Java 1991 Grupo de pesquisa “Green”, na Sun Microsystems 1994 Grande crescimento da Internet, oportunidade de lançaro Java 1995 Apresentada a Comunidade no SunWorld 95 1996 Lançamento do Netscape Navigator 2.0 com suporte ao Java 1997 Surge o JDK1.02 totalmente gratuíto 1998 Surge o Java 2 totalmente reformulado, novas Classes
  8. 8. Aceitação de Java no mercado Linguagens de programação utilizadas no desenvolvimento Interno das empresas em 2005. Fonte:
  9. 9. Aceitação de Java no mercado  Aplicações embarcadas no mercado automotivo.  Jogos eletrônicos para celulares.  Aplicações em equipamentos para deficientes físicos.  Internet  Aplicações Desktop (Ganharam força)  Diversos tipos de dispositivos móveis
  10. 10. Aceitação de Java no mercado  Percebendo o potencial do Java as gigantes IBM , ORACLE e obviamente a Sun investem pesado em Java.  A IBM investiu 40 milhões no desenvolvimento do projeto Eclipse, ferramenta opensource para desenvolvimento JAVA. Da mesma maneira, a IBM investe na utilização do Linux.  A Sun também criou sua ferramenta de desenvolvimento Java opensource. O NetBeans.  A Oracle possibilita que stored procedures sejam totalmente escritas em Java. Criou a IDE de desenvolvimento JDeveloper para desenvolvimento em Java.
  11. 11. Microsoft x Sun  A Microsoft cria o J++, e o anuncia como a ferramenta Java da Microsoft. Segundo a Microsoft, o J++ reúne o poder da plataforma Windows à produtividade do Java.  O J++ porém, utilizava a API do Windows para e feria a característica multiplataforma do Java.  Os programas feitos para J++ não “rodariam” em outras plataformas, afinal era necessário a API do Win32.
  12. 12. Microsoft x Sun  A Sun processa a Microsoft por uso indevido da linguagem e ganha a causa. A Microsoft não pode mais utilizar o selo de compatibilidade do J++ com o Java.
  13. 13. Microsoft x Sun  A Microsoft, como sempre, sabe reconhecer uma boa idéia e resolve lançar sua própria plataforma de desenvolvimento. A plataforma .Net  Baseada na sintaxe Java, a Microsoft cria uma nova linguagem, o chamado C#. A idéia é garantir uma migração de programadores Java para seu ambiente.
  14. 14. Microsoft x Sun  Os conceitos do .Net e Java são bastante diferentes e ambos bastante interessantes.  Enquanto a plataforma Java prega: Uma linguagem para vários ambientes.  A plataforma .Net prega várias linguagens em um único ambiente.  A Microsoft está fazendo um grande esforço para que seus usuários migrem para a nova plataforma.
  15. 15. E o Futuro ?  A utilização de Java nas aplicações desktops e não apenas servidores está em franca expansão, fato que deixou James Gosling muito feliz no último JavaOne.  Celulares e PDA´s utilizando Java estão concretizando a idéia da Sun de 14 anos atrás, isto é, a utilização em dispositivos eletrônicos.
  16. 16. E o Futuro ?  A Sun mudou sutilmente a estratégia da plataforma de modo que esta se torne conhecida também do homem comum, e não apenas dos desenvolvedores.
  17. 17. E o Futuro ?  A versão 1.5. do Java privilegia a facilidade de codificação para o programador, as novas características tornarão o desenvolvedor mais feliz.  A impressão é que o consórcio que desenvolve o Java sabe que sua força vem principalmente do programador. Se souber respeitá- lo acredita-se que a meta de 15 milhões de desenvolvedores será alcançada.
  18. 18. Plataforma Java  J2SE - Java 2 Standard Edition  Focado em aplicações para Desktop, conectividade com Banco de dados, interface gráfica etc...  J2EE - Java 2 Enterprise Edition  Focado em aplicações Corporativas, Aplicações Web distribuídas, Servlets, JSP, web-services etc...  J2ME - Java 2 Micro Edition  Focado em aplicações embarcadas(embutidas), PDA´s, celulares, além Java Card etc...
  19. 19. Plataforma Java
  20. 20. Certificações Java Fonte: http://www.sun.com/training/certification/java/java_progj2se.html
  21. 21. Ferramentas de Desenvolvimento em Java  Os desenvolvedores na tecnologia Java contam com diversas boas opções de software para ambiente de desenvolvimento integrado (IDE - integrated development environment), que vão do simples ao sofisticado, do gratuito ao caríssimo.  NetBeans, Sun Java Studio, Borland JBuilder, IntelliJ IDEA, Oracle JDeveloper, Eclipse, etc...
  22. 22. Recursos necessários para o desenvolvimento em Java  Java Developer’s Kit;  Compilador (Javac)  Máquina Virtual Java (JVM)  Visualizador de applets (appletviewer)  Bibliotecas de desenvolvimento, API  Javadoc - Gerador de documentação da API  Editor de textos  Onde encontrar http://java.sun.com/j2se/index.jsp
  23. 23. Java Virtual Machine
  24. 24. Java Virtual Machine A CLDC (Connected Limited Device Configuration) é utilizada em aparelhos com capacidade de processamento e armazenamento reduzidos, como PDAs, pager´s e telefones celulares. Possui, geralmente, restrições quanto o consumo de energia, conexão à rede e telas de tamanho reduzido. A CDC (Connected Device Configuration) é voltada para aparelhos que possuem uma maior capacidade de processamento e armazenamento, como set-top boxes e sistemas automotivos. KVM (K Virtual Machine) => máquina virtual para CLDC Java HotSpot => ganhos de performance
  25. 25. Bibliotecas de classes Java  Os programas em Java consistem em partes chamadas classes.  As classes são compostas de métodos que realizam tarefas e retornam ou não informações ao completarem suas tarefas.  Permite programar cada pedaço que talvez seja necessário para criar um programa em Java.
  26. 26. Classe: unidade de compilação Arquivo fonte : Nome1.java public class Nome1 { class Nome2 {... bytecodes bytecodes Nome1.class Nome2.class Arquivos executáveis: class
  27. 27. Um primeiro programa em Java: Imprimindo uma linha de texto 1. // Um primeiro programa Java. 2. 3. 4. public class BemVindo { 5. 6. // O método main inicia a execução do aplicativo Java 7. public static void main( String [ ] args ) 8. { 9. System.out.println( “Bem vindo a Programação em Java!" ); 10. 11. } // fim do método main 12. 13. } // fim da classe
  28. 28. O que eu fiz?  O programa feito anteriormente foi feito para exibir uma linha de texto.  Java utiliza notações estranhas para os não programadores.  A linha 9 faz o trabalho real do programa 9. System.out.println( “Bem vindo a Programação em Java!" );
  29. 29. Revisando meu primeiro programa 1. // Um primeiro programa Java.  // Indica que o restante da linha é um comentário /*Esse é um comentário de múltiplas linhas ele pode ser dividido em várias linhas*/
  30. 30. Revisando meu primeiro programa 4. public class BemVindo {  Inicia uma definição de classe para a classe Bem Vindo.  Cada programa Java consiste em pelo menos uma definição de classe que é definida por você – programador.  A chave a esquerda {, inicia o corpo da definição da classe. A chave direita (na linha 13 desse programa), }, termina a definição da classe.
  31. 31. Revisando meu primeiro programa 7. public static void main( String [ ] args )  A linha 7 faz parte de todo o aplicativo Java.  Os aplicativos Java começam a execução por main.  Os parênteses depois de main indicam que main é um bloco de construção de programa denominado método.  A chave a esquerda na linha 8 {, inicia o corpo da definição do método. A chave direita (na linha 11 desse programa), }, termina a definição do método.
  32. 32. Revisando meu primeiro programa 9. System.out.println( “Bem vindo a Programação em Java!" );  A linha 9 instrui o computador a realizar uma ação, a saber, imprimir o String de caracteres contido entre aspas duplas.  System.out é conhecido como objeto de saída padrão.  O método System.out.println exibe (ou imprime) uma linha de texto na janela de comando. 11. } // fim do método main 12. 13. } // fim da classe
  33. 33. Compilando e executando seu primeiro aplicativo Java  Compilando  javac BemVindo.java  Executando  java BemVindo
  34. 34. Saída esperada:  Bem vindo a Programação em Java!"
  35. 35. Estrutura de um programa em Java  Composto por uma ou mais classes  Cada classe é escrita em um arquivo fonte separado  O arquivo fonte deve ter o mesmo nome da classe, com o sufixo .java  Ex.: a classe BemVindo deve ser armazenada no arquivo BemVindo.java  Em geral na plataforma J2SE, todas as classes que compõem um programa deverão estar no mesmo diretório
  36. 36. Convenção para nomes  Java, como C/C++ distingue entre letras maiúsculas e minúsculas  Exemplo: bemvindo difere de Bemvindo (case sensitive)  Nomes de classes iniciam com maiúscula  Exemplo: class Bemvindo  Nomes de variáveis iniciam com minúsculas  Exemplo: int peso;  Nomes de métodos são verbos que iniciam com minúscula e após usam maiúsculas  Exemplo: alteraPeso  Representação: Unicode (16 bits - 65.536 caracteres)
  37. 37. Membros de classes  Uma classe possui como membros os campos de dados e os métodos.  Uma classe pode conter apenas dados.  Uma classe pode conter apenas métodos.  Se uma classe possui um método main com a assinatura padrão, ela é considerada um programa.
  38. 38. Nomeando Variáveis  Os nomes de variáveis não podem começar com um número;  Não se pode fazer: int 8position;  O que se pode fazer: int position8;  Exemplos de declaração de variáveis  int ano = 1998;  boolean sair;  int idade, altura, largura;  String nome = “Pedro”;
  39. 39. Tipos Primitivos  Tipo bits Valores  boolean 8 true ou false  char 16 ‘u0000’ a ‘uFFFF’  byte 8 -128 a +127  short 16 -32768 a +32767  int 32 -2.147.483.648 a +2.147.483.647  long 64 -9.223.372.036.854.775.808  +9.223.372.036.854.775.807  float 32 0.2329, -654.213, 78.9  double 64 35423.4589, 9999999
  40. 40. Operadores Aritméticos  Operador significado exemplo + Adição a + b - Subtração a - b * Multiplicação a * b / Divisão a / b % Resto da divisão inteira a % - Sinal negativo -a + Sinal positivo +a ++ Incremento unitário a++ -- Decremento unitário a --
  41. 41. Operadores Relacionais  Operador significado exemplo == Igual a == b != Diferente a != b > Maior que a > b >= Maior ou igual a a >= b < Menor que a < b <= Menor ou igual a a <= b
  42. 42. Operadores Lógicos  Operador significado exemplo && E lógico (and) a && b || OU lógico (or) a || b ! Negação (not) !a
  43. 43. Operadores de Atribuição  Suponha que c = 10. Expressão de Exemplo Explicação Atribui c += 7 c = c + 7 17 a c c -= 4 c = c - 4 6 a c e *= 2 c = c * 2 20 a c c /= 5 c = c / 5 2 a c g %= 3 c = c % 3 1 a c
  44. 44. Operadores de Incremento e Decremento Operador Chamado de Expressão de exemplo ++ pré-incremento ++a ++ pós-incremento a++ -- pré-decremento --b -- pós-decremento b--
  45. 45. Operadores de Incremento e Decremento  Suponha que c = 5. System.out.println(c); //imprime 5 System.out.println(c++); //imprime 5 depois pós-incrementa System.out.println(c); //imprime 6 System.out.println(++c); //imprime 7 depois pré-incrementa System.out.println(c); //imprime 7
  46. 46. Estrutura de seleção if /else if (condição){ instruções } if (x < y){ System.out.println(“ x é menor que y”); }else{ System.out.println(“ x não é menor que y”); } if (x == y ){ System.out.println(“x é igual a y”); }
  47. 47. Estrutura de controle switch switch (teste){ case ‘A’: resultUm; break; case ‘B’: resultDois; break; default: defaultresult; }
  48. 48. Estrutura de repetição for for (int i = 0; i < str.length(); i++){ System.out.println(“Satisfaz condição”); }
  49. 49. Estrutura de repetição while while (condição){ corpo do Loop; } int i = 0; boolean sair = false; while (!sair){ System.out.println(“Ficar...”); i++; if ( i >= 10 ){sair = true;} }
  50. 50. Estrutura de repetição do/while //Sem chaves do instrução while (condição); //Com chaves do { instrução }while (condição); //Exemplo do{ System.out.println(“Ficar...”); i++; if ( i >= 10 ){sair = true;} }while (!sair);
  51. 51. Instruções rotuladas break e continue //Exemplo de stop stop:{ for (condição){ if (condiçao){ break stop; //pula para o fim do bloco stop } } } //Exemplo de continue for (int contador = 1; contador <= 10; contador++){ if (contador == 5){ continue; //pula o código restante do laço } System.out.println(“O contador está em:” + contador); }
  52. 52. Exercício 1.1  Escreva uma instrução Java para realizar cada uma das seguintes tarefas.  Declarar que as variáveis sum e x são de tipo int.  Atribuir 1 à variável x.  Atribuir 0 à variável sum.  Adicionar a variável x à variável sum e atribua o resultado a variável sum.  Imprimir “A soma é:” e depois o valor da variável sum.
  53. 53. Respostas do exercício 1.1  Declarar que as variáveis sum e x são de tipo int.  int sum, x;  Atribuir 1 à variável x.  x = 1;  Atribuir 0 à variável sum.  sum = 0;  Adicionar a variável x à variável sum e atribua o resultado a variável sum.  sum += x ; ou sum = sum + x;  Imprimir “A soma é:” e depois o valor da variável sum.  System.out.println(“A soma é:” + sum);
  54. 54. Exercício 1.2  Combine as instruções que você escreveu no exercício 1.1 em um aplicativo Java que calcula e imprime a soma dos inteiros de 1 a 10. Utilize a estrutura while para repetir as instruções de cálculo e incremento. O laço deve terminar quando o valor de x se tornar 11.
  55. 55. Respostas do exercício 1.2 //Calcula a soma dos inteiros de 1 a 10 public class Calculadora { public static void main( String [ ] args) { int sum, x; x = 1; sum = 0; while ( x < = 10){ sum += x; ++x; } System.out.println(“ A soma é:” + sum); } }

×