SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 8
Baixar para ler offline
Energia
Perdas de energia numa casa e isolamento técnico de uma casa
Perdas de energia/calor que ocorrem numa
habitação
Grande parte da energia que gastamos em casa é para o aquecimento.
Mas por vezes essa energia, como o calor, é transferida do interior para o
exterior da casa dando-se perdas de energia.
No Inverno, essas transferências obriga-nos a ligar os aquecedores e isso faz
com que as contas da luz saiam mais caro ao nossos pais .
Felizmente, há medidas que nos ajudam a minimizar essas perdas, como o
isolamento.
Formas e locais onde se dão transmissões de calor
AS FORMAS DE TRANSMISSÃO DE CALOR SÃO:
• Por condução-
através de paredes, telhado e chão
• Por convecção –
através das frinchas das janelas, portas e telhado.
Condutividade térmica
Coberturas e paredes exteriores: Placas de poliestireno expandido,
poliestireno estruído , lãs minerais (rocha e vidro), poliuretano, etc.
Frinchas: Fita adesiva de espuma
Janelas: Vidros duplos com caixilharias de baixa transmissão térmica
Minimizar perdas de energia ou calor
ISOLAMENTO EXTERIOR: -Mudar as janelas,
-Isolar as paredes ,pisos, tetos e cobertura da casa,
ISOLAMENTO INTERIOR: -Painéis solares de aquecimentos
-Portas de madeira,
-Isolar paredes interiores.
Casas eficientes
Orientação
A fachada principal dos edifícios deve estar em direção sul e deverá conter a maior
área de envidraçados. A parte da casa virada a norte deve apresentar o mínimo de
janelas possível.
Sombra
Colocar portadas, estores exteriores e palas ou plantas e árvores de folha caduca. No
jardim colocar arbustos nos lados mais ventosos .
Pintura
Mas caso viva numa zona muito fria, é mais eficiente utilizar tons mais escuros.
Prefira tintas de água às de base solvente.
Deste modo as cores claras reflectem melhor a luz e diminuem a necessidade de
iluminação artificial
FINALE
Trabalho realizado por:
• Ana Filipa nº1
• João Santos nº13
• Nokuzola Ribeiro nº17
(Grupo VI)

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Análise: Comforto Ambiental Casa Sert em Cambridge
Análise: Comforto Ambiental Casa Sert em CambridgeAnálise: Comforto Ambiental Casa Sert em Cambridge
Análise: Comforto Ambiental Casa Sert em Cambridgeruadopaiol
 
Weinmann ecos tobias ott 14 00
Weinmann ecos tobias ott 14 00Weinmann ecos tobias ott 14 00
Weinmann ecos tobias ott 14 00forumsustentar
 
Weinmann ecos tobias ott 14 00
Weinmann ecos tobias ott 14 00Weinmann ecos tobias ott 14 00
Weinmann ecos tobias ott 14 00forumsustentar
 
Residência Cavanelas - API2
Residência Cavanelas - API2Residência Cavanelas - API2
Residência Cavanelas - API2Lucas Fernandes
 
Residência Cavanelas - Oscar Niemeyer
Residência Cavanelas - Oscar NiemeyerResidência Cavanelas - Oscar Niemeyer
Residência Cavanelas - Oscar NiemeyerMatheus Oliveira Silva
 
TRANSUSTAINABLE HOUSE BY SUGAWARADAISUKE ARCHITECTS
TRANSUSTAINABLE HOUSE BY SUGAWARADAISUKE ARCHITECTSTRANSUSTAINABLE HOUSE BY SUGAWARADAISUKE ARCHITECTS
TRANSUSTAINABLE HOUSE BY SUGAWARADAISUKE ARCHITECTSThaís Mara
 
Apresenta..(1)
Apresenta..(1)Apresenta..(1)
Apresenta..(1)Maria
 

Mais procurados (9)

Análise: Comforto Ambiental Casa Sert em Cambridge
Análise: Comforto Ambiental Casa Sert em CambridgeAnálise: Comforto Ambiental Casa Sert em Cambridge
Análise: Comforto Ambiental Casa Sert em Cambridge
 
refugiosaochico
refugiosaochicorefugiosaochico
refugiosaochico
 
casas_econ
casas_econcasas_econ
casas_econ
 
Weinmann ecos tobias ott 14 00
Weinmann ecos tobias ott 14 00Weinmann ecos tobias ott 14 00
Weinmann ecos tobias ott 14 00
 
Weinmann ecos tobias ott 14 00
Weinmann ecos tobias ott 14 00Weinmann ecos tobias ott 14 00
Weinmann ecos tobias ott 14 00
 
Residência Cavanelas - API2
Residência Cavanelas - API2Residência Cavanelas - API2
Residência Cavanelas - API2
 
Residência Cavanelas - Oscar Niemeyer
Residência Cavanelas - Oscar NiemeyerResidência Cavanelas - Oscar Niemeyer
Residência Cavanelas - Oscar Niemeyer
 
TRANSUSTAINABLE HOUSE BY SUGAWARADAISUKE ARCHITECTS
TRANSUSTAINABLE HOUSE BY SUGAWARADAISUKE ARCHITECTSTRANSUSTAINABLE HOUSE BY SUGAWARADAISUKE ARCHITECTS
TRANSUSTAINABLE HOUSE BY SUGAWARADAISUKE ARCHITECTS
 
Apresenta..(1)
Apresenta..(1)Apresenta..(1)
Apresenta..(1)
 

Semelhante a Energia

Slides Arquitetura Bioclimatica - Curso Conservação de Energia UERJ / SEBRAE/...
Slides Arquitetura Bioclimatica - Curso Conservação de Energia UERJ / SEBRAE/...Slides Arquitetura Bioclimatica - Curso Conservação de Energia UERJ / SEBRAE/...
Slides Arquitetura Bioclimatica - Curso Conservação de Energia UERJ / SEBRAE/...Myrthes Marcele F. Santos
 
Boletim Informativo Abril 2023.pdf
Boletim Informativo Abril 2023.pdfBoletim Informativo Abril 2023.pdf
Boletim Informativo Abril 2023.pdfFerreira Lapa
 
DESIGN DE INTERIORES - UNID III ILUMINAÇÃO E FORRO
DESIGN DE INTERIORES - UNID III ILUMINAÇÃO E FORRODESIGN DE INTERIORES - UNID III ILUMINAÇÃO E FORRO
DESIGN DE INTERIORES - UNID III ILUMINAÇÃO E FORROLuciana Santos
 
A minha casa de sonho
A minha casa de sonhoA minha casa de sonho
A minha casa de sonhoruigalvao
 

Semelhante a Energia (7)

Slides Arquitetura Bioclimatica - Curso Conservação de Energia UERJ / SEBRAE/...
Slides Arquitetura Bioclimatica - Curso Conservação de Energia UERJ / SEBRAE/...Slides Arquitetura Bioclimatica - Curso Conservação de Energia UERJ / SEBRAE/...
Slides Arquitetura Bioclimatica - Curso Conservação de Energia UERJ / SEBRAE/...
 
Boletim Informativo Abril 2023.pdf
Boletim Informativo Abril 2023.pdfBoletim Informativo Abril 2023.pdf
Boletim Informativo Abril 2023.pdf
 
DESIGN DE INTERIORES - UNID III ILUMINAÇÃO E FORRO
DESIGN DE INTERIORES - UNID III ILUMINAÇÃO E FORRODESIGN DE INTERIORES - UNID III ILUMINAÇÃO E FORRO
DESIGN DE INTERIORES - UNID III ILUMINAÇÃO E FORRO
 
A minha casa ecologica
A minha casa ecologicaA minha casa ecologica
A minha casa ecologica
 
Lâmpada
LâmpadaLâmpada
Lâmpada
 
A minha casa de sonho
A minha casa de sonhoA minha casa de sonho
A minha casa de sonho
 
Lâmpadas (lamps)
Lâmpadas (lamps)Lâmpadas (lamps)
Lâmpadas (lamps)
 

Mais de bibliotecacorga

Trabalho powerpoint daniela
Trabalho   powerpoint danielaTrabalho   powerpoint daniela
Trabalho powerpoint danielabibliotecacorga
 
Era uma vez um elefante _______
Era uma vez um elefante   _______Era uma vez um elefante   _______
Era uma vez um elefante _______bibliotecacorga
 
Apresentação conclusões
Apresentação   conclusõesApresentação   conclusões
Apresentação conclusõesbibliotecacorga
 
parcerias com livrarias e editoras - guião
parcerias com livrarias e editoras - guiãoparcerias com livrarias e editoras - guião
parcerias com livrarias e editoras - guiãobibliotecacorga
 
2 apresentacao internet_segura
2 apresentacao internet_segura2 apresentacao internet_segura
2 apresentacao internet_segurabibliotecacorga
 
Normas gerais de funcionamento da biblioteca escolar
Normas gerais de funcionamento da biblioteca escolarNormas gerais de funcionamento da biblioteca escolar
Normas gerais de funcionamento da biblioteca escolarbibliotecacorga
 
Normas gerais de funcionamento da biblioteca escolar
Normas gerais de funcionamento da biblioteca escolarNormas gerais de funcionamento da biblioteca escolar
Normas gerais de funcionamento da biblioteca escolarbibliotecacorga
 
I Biblioconferência leituras (a)meias
I Biblioconferência leituras (a)meiasI Biblioconferência leituras (a)meias
I Biblioconferência leituras (a)meiasbibliotecacorga
 
A menina que sorria a dormir
A menina que sorria a dormirA menina que sorria a dormir
A menina que sorria a dormirbibliotecacorga
 

Mais de bibliotecacorga (18)

Feira do livro
Feira do livroFeira do livro
Feira do livro
 
Tabela 6ª sessão
Tabela 6ª sessãoTabela 6ª sessão
Tabela 6ª sessão
 
Questionário energia
Questionário energiaQuestionário energia
Questionário energia
 
Energia grupo5
Energia  grupo5Energia  grupo5
Energia grupo5
 
E nergia david
E nergia davidE nergia david
E nergia david
 
Energia grupo3
Energia grupo3Energia grupo3
Energia grupo3
 
Trabalho powerpoint daniela
Trabalho   powerpoint danielaTrabalho   powerpoint daniela
Trabalho powerpoint daniela
 
Era uma vez um elefante _______
Era uma vez um elefante   _______Era uma vez um elefante   _______
Era uma vez um elefante _______
 
Apresentação conclusões
Apresentação   conclusõesApresentação   conclusões
Apresentação conclusões
 
parcerias com livrarias e editoras - guião
parcerias com livrarias e editoras - guiãoparcerias com livrarias e editoras - guião
parcerias com livrarias e editoras - guião
 
2 apresentacao internet_segura
2 apresentacao internet_segura2 apresentacao internet_segura
2 apresentacao internet_segura
 
Apresentação sida
Apresentação sida  Apresentação sida
Apresentação sida
 
Normas gerais de funcionamento da biblioteca escolar
Normas gerais de funcionamento da biblioteca escolarNormas gerais de funcionamento da biblioteca escolar
Normas gerais de funcionamento da biblioteca escolar
 
Normas gerais de funcionamento da biblioteca escolar
Normas gerais de funcionamento da biblioteca escolarNormas gerais de funcionamento da biblioteca escolar
Normas gerais de funcionamento da biblioteca escolar
 
Nasredin e o seu burro
Nasredin e o seu burroNasredin e o seu burro
Nasredin e o seu burro
 
Semana leitura
Semana leituraSemana leitura
Semana leitura
 
I Biblioconferência leituras (a)meias
I Biblioconferência leituras (a)meiasI Biblioconferência leituras (a)meias
I Biblioconferência leituras (a)meias
 
A menina que sorria a dormir
A menina que sorria a dormirA menina que sorria a dormir
A menina que sorria a dormir
 

Último

Mini livro sanfona - Povos Indigenas Brasileiros
Mini livro sanfona  - Povos Indigenas BrasileirosMini livro sanfona  - Povos Indigenas Brasileiros
Mini livro sanfona - Povos Indigenas BrasileirosMary Alvarenga
 
Slides Lição 2, Betel, Ordenança para participar da Ceia do Senhor, 2Tr24.pptx
Slides Lição 2, Betel, Ordenança para participar da Ceia do Senhor, 2Tr24.pptxSlides Lição 2, Betel, Ordenança para participar da Ceia do Senhor, 2Tr24.pptx
Slides Lição 2, Betel, Ordenança para participar da Ceia do Senhor, 2Tr24.pptxLuizHenriquedeAlmeid6
 
c) O crime ocorreu na forma simples ou qualificada? Justifique.
c) O crime ocorreu na forma simples ou qualificada? Justifique.c) O crime ocorreu na forma simples ou qualificada? Justifique.
c) O crime ocorreu na forma simples ou qualificada? Justifique.azulassessoria9
 
HORA DO CONTO_BECRE D. CARLOS I_2023_24RITA CALAIM_2023_24.pdf
HORA DO CONTO_BECRE D. CARLOS I_2023_24RITA CALAIM_2023_24.pdfHORA DO CONTO_BECRE D. CARLOS I_2023_24RITA CALAIM_2023_24.pdf
HORA DO CONTO_BECRE D. CARLOS I_2023_24RITA CALAIM_2023_24.pdfSandra Pratas
 
Estudo Dirigido de Literatura / Primeira Série do E.M.
Estudo Dirigido de Literatura / Primeira Série do E.M.Estudo Dirigido de Literatura / Primeira Série do E.M.
Estudo Dirigido de Literatura / Primeira Série do E.M.Paula Meyer Piagentini
 
VACINAR E DOAR, É SÓ COMEÇAR - - 1º BIMESTRE
VACINAR E DOAR, É SÓ COMEÇAR - - 1º BIMESTREVACINAR E DOAR, É SÓ COMEÇAR - - 1º BIMESTRE
VACINAR E DOAR, É SÓ COMEÇAR - - 1º BIMESTREIVONETETAVARESRAMOS
 
Minha Luta (Mein Kampf), A História do País que Lutou contra a União Soviétic...
Minha Luta (Mein Kampf), A História do País que Lutou contra a União Soviétic...Minha Luta (Mein Kampf), A História do País que Lutou contra a União Soviétic...
Minha Luta (Mein Kampf), A História do País que Lutou contra a União Soviétic...nexocan937
 
O Espetaculo das Racas - Cienti - Lilia Moritz Schwarcz capítulo 2.pdf
O Espetaculo das Racas - Cienti - Lilia Moritz Schwarcz capítulo 2.pdfO Espetaculo das Racas - Cienti - Lilia Moritz Schwarcz capítulo 2.pdf
O Espetaculo das Racas - Cienti - Lilia Moritz Schwarcz capítulo 2.pdfQueleLiberato
 
Poema em homenagem a Escola Santa Maria, pelos seus 37 anos.
Poema em homenagem a Escola Santa Maria, pelos seus 37 anos.Poema em homenagem a Escola Santa Maria, pelos seus 37 anos.
Poema em homenagem a Escola Santa Maria, pelos seus 37 anos.Mary Alvarenga
 
Livro de bio celular e molecular Junqueira e Carneiro.pdf
Livro de bio celular e molecular Junqueira e Carneiro.pdfLivro de bio celular e molecular Junqueira e Carneiro.pdf
Livro de bio celular e molecular Junqueira e Carneiro.pdfRafaela Vieira
 
Modernidade perspectiva sobre a África e América
Modernidade perspectiva sobre a África e AméricaModernidade perspectiva sobre a África e América
Modernidade perspectiva sobre a África e Américawilson778875
 
Gametogênese, formação dos gametas masculino e feminino
Gametogênese, formação dos gametas masculino e femininoGametogênese, formação dos gametas masculino e feminino
Gametogênese, formação dos gametas masculino e femininoCelianeOliveira8
 
Com base no excerto acima, escreva um texto explicando como a estrutura socia...
Com base no excerto acima, escreva um texto explicando como a estrutura socia...Com base no excerto acima, escreva um texto explicando como a estrutura socia...
Com base no excerto acima, escreva um texto explicando como a estrutura socia...azulassessoria9
 
Jogo de Revisão Terceira Série (Primeiro Trimestre)
Jogo de Revisão Terceira Série (Primeiro Trimestre)Jogo de Revisão Terceira Série (Primeiro Trimestre)
Jogo de Revisão Terceira Série (Primeiro Trimestre)Paula Meyer Piagentini
 
Slides Lição 3, CPAD, O Céu - o Destino do Cristão, 2Tr24,.pptx
Slides Lição 3, CPAD, O Céu - o Destino do Cristão, 2Tr24,.pptxSlides Lição 3, CPAD, O Céu - o Destino do Cristão, 2Tr24,.pptx
Slides Lição 3, CPAD, O Céu - o Destino do Cristão, 2Tr24,.pptxLuizHenriquedeAlmeid6
 
A alimentação na Idade Média era um mosaico de contrastes. Para a elite, banq...
A alimentação na Idade Média era um mosaico de contrastes. Para a elite, banq...A alimentação na Idade Média era um mosaico de contrastes. Para a elite, banq...
A alimentação na Idade Média era um mosaico de contrastes. Para a elite, banq...azulassessoria9
 
Slides Lição 01, Central Gospel, Os Sinais do Fim dos Tempos 2Tr24.pptx
Slides Lição 01, Central Gospel, Os Sinais do Fim dos Tempos 2Tr24.pptxSlides Lição 01, Central Gospel, Os Sinais do Fim dos Tempos 2Tr24.pptx
Slides Lição 01, Central Gospel, Os Sinais do Fim dos Tempos 2Tr24.pptxLuizHenriquedeAlmeid6
 
HORA DO CONTO_BECRE D. CARLOS I_2023_24pdf
HORA DO CONTO_BECRE D. CARLOS I_2023_24pdfHORA DO CONTO_BECRE D. CARLOS I_2023_24pdf
HORA DO CONTO_BECRE D. CARLOS I_2023_24pdfSandra Pratas
 
AULA-06---DIZIMA-PERIODICA_9fdc896dbd1d4cce85a9fbd2e670e62f.pptx
AULA-06---DIZIMA-PERIODICA_9fdc896dbd1d4cce85a9fbd2e670e62f.pptxAULA-06---DIZIMA-PERIODICA_9fdc896dbd1d4cce85a9fbd2e670e62f.pptx
AULA-06---DIZIMA-PERIODICA_9fdc896dbd1d4cce85a9fbd2e670e62f.pptxGislaineDuresCruz
 
Jogo de Revisão Primeira Série (Primeiro Trimestre)
Jogo de Revisão Primeira  Série (Primeiro Trimestre)Jogo de Revisão Primeira  Série (Primeiro Trimestre)
Jogo de Revisão Primeira Série (Primeiro Trimestre)Paula Meyer Piagentini
 

Último (20)

Mini livro sanfona - Povos Indigenas Brasileiros
Mini livro sanfona  - Povos Indigenas BrasileirosMini livro sanfona  - Povos Indigenas Brasileiros
Mini livro sanfona - Povos Indigenas Brasileiros
 
Slides Lição 2, Betel, Ordenança para participar da Ceia do Senhor, 2Tr24.pptx
Slides Lição 2, Betel, Ordenança para participar da Ceia do Senhor, 2Tr24.pptxSlides Lição 2, Betel, Ordenança para participar da Ceia do Senhor, 2Tr24.pptx
Slides Lição 2, Betel, Ordenança para participar da Ceia do Senhor, 2Tr24.pptx
 
c) O crime ocorreu na forma simples ou qualificada? Justifique.
c) O crime ocorreu na forma simples ou qualificada? Justifique.c) O crime ocorreu na forma simples ou qualificada? Justifique.
c) O crime ocorreu na forma simples ou qualificada? Justifique.
 
HORA DO CONTO_BECRE D. CARLOS I_2023_24RITA CALAIM_2023_24.pdf
HORA DO CONTO_BECRE D. CARLOS I_2023_24RITA CALAIM_2023_24.pdfHORA DO CONTO_BECRE D. CARLOS I_2023_24RITA CALAIM_2023_24.pdf
HORA DO CONTO_BECRE D. CARLOS I_2023_24RITA CALAIM_2023_24.pdf
 
Estudo Dirigido de Literatura / Primeira Série do E.M.
Estudo Dirigido de Literatura / Primeira Série do E.M.Estudo Dirigido de Literatura / Primeira Série do E.M.
Estudo Dirigido de Literatura / Primeira Série do E.M.
 
VACINAR E DOAR, É SÓ COMEÇAR - - 1º BIMESTRE
VACINAR E DOAR, É SÓ COMEÇAR - - 1º BIMESTREVACINAR E DOAR, É SÓ COMEÇAR - - 1º BIMESTRE
VACINAR E DOAR, É SÓ COMEÇAR - - 1º BIMESTRE
 
Minha Luta (Mein Kampf), A História do País que Lutou contra a União Soviétic...
Minha Luta (Mein Kampf), A História do País que Lutou contra a União Soviétic...Minha Luta (Mein Kampf), A História do País que Lutou contra a União Soviétic...
Minha Luta (Mein Kampf), A História do País que Lutou contra a União Soviétic...
 
O Espetaculo das Racas - Cienti - Lilia Moritz Schwarcz capítulo 2.pdf
O Espetaculo das Racas - Cienti - Lilia Moritz Schwarcz capítulo 2.pdfO Espetaculo das Racas - Cienti - Lilia Moritz Schwarcz capítulo 2.pdf
O Espetaculo das Racas - Cienti - Lilia Moritz Schwarcz capítulo 2.pdf
 
Poema em homenagem a Escola Santa Maria, pelos seus 37 anos.
Poema em homenagem a Escola Santa Maria, pelos seus 37 anos.Poema em homenagem a Escola Santa Maria, pelos seus 37 anos.
Poema em homenagem a Escola Santa Maria, pelos seus 37 anos.
 
Livro de bio celular e molecular Junqueira e Carneiro.pdf
Livro de bio celular e molecular Junqueira e Carneiro.pdfLivro de bio celular e molecular Junqueira e Carneiro.pdf
Livro de bio celular e molecular Junqueira e Carneiro.pdf
 
Modernidade perspectiva sobre a África e América
Modernidade perspectiva sobre a África e AméricaModernidade perspectiva sobre a África e América
Modernidade perspectiva sobre a África e América
 
Gametogênese, formação dos gametas masculino e feminino
Gametogênese, formação dos gametas masculino e femininoGametogênese, formação dos gametas masculino e feminino
Gametogênese, formação dos gametas masculino e feminino
 
Com base no excerto acima, escreva um texto explicando como a estrutura socia...
Com base no excerto acima, escreva um texto explicando como a estrutura socia...Com base no excerto acima, escreva um texto explicando como a estrutura socia...
Com base no excerto acima, escreva um texto explicando como a estrutura socia...
 
Jogo de Revisão Terceira Série (Primeiro Trimestre)
Jogo de Revisão Terceira Série (Primeiro Trimestre)Jogo de Revisão Terceira Série (Primeiro Trimestre)
Jogo de Revisão Terceira Série (Primeiro Trimestre)
 
Slides Lição 3, CPAD, O Céu - o Destino do Cristão, 2Tr24,.pptx
Slides Lição 3, CPAD, O Céu - o Destino do Cristão, 2Tr24,.pptxSlides Lição 3, CPAD, O Céu - o Destino do Cristão, 2Tr24,.pptx
Slides Lição 3, CPAD, O Céu - o Destino do Cristão, 2Tr24,.pptx
 
A alimentação na Idade Média era um mosaico de contrastes. Para a elite, banq...
A alimentação na Idade Média era um mosaico de contrastes. Para a elite, banq...A alimentação na Idade Média era um mosaico de contrastes. Para a elite, banq...
A alimentação na Idade Média era um mosaico de contrastes. Para a elite, banq...
 
Slides Lição 01, Central Gospel, Os Sinais do Fim dos Tempos 2Tr24.pptx
Slides Lição 01, Central Gospel, Os Sinais do Fim dos Tempos 2Tr24.pptxSlides Lição 01, Central Gospel, Os Sinais do Fim dos Tempos 2Tr24.pptx
Slides Lição 01, Central Gospel, Os Sinais do Fim dos Tempos 2Tr24.pptx
 
HORA DO CONTO_BECRE D. CARLOS I_2023_24pdf
HORA DO CONTO_BECRE D. CARLOS I_2023_24pdfHORA DO CONTO_BECRE D. CARLOS I_2023_24pdf
HORA DO CONTO_BECRE D. CARLOS I_2023_24pdf
 
AULA-06---DIZIMA-PERIODICA_9fdc896dbd1d4cce85a9fbd2e670e62f.pptx
AULA-06---DIZIMA-PERIODICA_9fdc896dbd1d4cce85a9fbd2e670e62f.pptxAULA-06---DIZIMA-PERIODICA_9fdc896dbd1d4cce85a9fbd2e670e62f.pptx
AULA-06---DIZIMA-PERIODICA_9fdc896dbd1d4cce85a9fbd2e670e62f.pptx
 
Jogo de Revisão Primeira Série (Primeiro Trimestre)
Jogo de Revisão Primeira  Série (Primeiro Trimestre)Jogo de Revisão Primeira  Série (Primeiro Trimestre)
Jogo de Revisão Primeira Série (Primeiro Trimestre)
 

Energia

  • 1. Energia Perdas de energia numa casa e isolamento técnico de uma casa
  • 2. Perdas de energia/calor que ocorrem numa habitação Grande parte da energia que gastamos em casa é para o aquecimento. Mas por vezes essa energia, como o calor, é transferida do interior para o exterior da casa dando-se perdas de energia. No Inverno, essas transferências obriga-nos a ligar os aquecedores e isso faz com que as contas da luz saiam mais caro ao nossos pais . Felizmente, há medidas que nos ajudam a minimizar essas perdas, como o isolamento.
  • 3.
  • 4. Formas e locais onde se dão transmissões de calor AS FORMAS DE TRANSMISSÃO DE CALOR SÃO: • Por condução- através de paredes, telhado e chão • Por convecção – através das frinchas das janelas, portas e telhado.
  • 5. Condutividade térmica Coberturas e paredes exteriores: Placas de poliestireno expandido, poliestireno estruído , lãs minerais (rocha e vidro), poliuretano, etc. Frinchas: Fita adesiva de espuma Janelas: Vidros duplos com caixilharias de baixa transmissão térmica
  • 6. Minimizar perdas de energia ou calor ISOLAMENTO EXTERIOR: -Mudar as janelas, -Isolar as paredes ,pisos, tetos e cobertura da casa, ISOLAMENTO INTERIOR: -Painéis solares de aquecimentos -Portas de madeira, -Isolar paredes interiores.
  • 7. Casas eficientes Orientação A fachada principal dos edifícios deve estar em direção sul e deverá conter a maior área de envidraçados. A parte da casa virada a norte deve apresentar o mínimo de janelas possível. Sombra Colocar portadas, estores exteriores e palas ou plantas e árvores de folha caduca. No jardim colocar arbustos nos lados mais ventosos . Pintura Mas caso viva numa zona muito fria, é mais eficiente utilizar tons mais escuros. Prefira tintas de água às de base solvente. Deste modo as cores claras reflectem melhor a luz e diminuem a necessidade de iluminação artificial
  • 8. FINALE Trabalho realizado por: • Ana Filipa nº1 • João Santos nº13 • Nokuzola Ribeiro nº17 (Grupo VI)