SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 19
Baixar para ler offline
BIBLIOTECA FZEA/USP
BIBLIOTECA FZEA/USP
O que é pesquisa bibliográfica?
A pesquisa bibliográfica é definição, busca e obtenção
de materiais informacionais que embasem uma
pesquisa científica.
Etapas (GIL, 2010)
a) Escolha do tema;
b) Levantamento bibliográfico preliminar;
c) Formulação do problema; elaboração do plano
provisório de assunto;
d) Busca de fontes;
e) Leitura do material;
f) Fichamento;
g) Organização lógica do assunto;
h) Redação do texto.
BIBLIOTECA FZEA/USP
O que quero pesquisar?
a) O que quero pesquisar – delimitação do tema;
É uma etapa aparentemente simples, mas que
demanda muita reflexão.
Em uma etapa inicial pode estar muito vago – o
levantamento bibliográfico auxilia na delimitação do
tema.
Vai orientar a estratégia de busca da informação –
quanto mais definido mais fácil o levantamento
bibliográfico
BIBLIOTECA FZEA/USP
b) Onde procurar – fontes de informação:
De acordo com Grogan (1970), as fontes de informação podem ser dividas
em três categorias:
Fontes de informação primária - incluem os textos completos
pertinentes ao produto de informação elaborado pelo autor
Teses e dissertações
Livros
Normas técnicas
Patentes
Trabalhos apresentados em eventos
Artigos de periódicos científicos
Fontes de informação secundária – contém informações sobre
documentos primários e são as organizadoras dos documentos primárias.
São obras referenciadas por um segundo autor
Bases de dados
Catálogos de biblioteca
Dicionários
Enciclopédias
BIBLIOTECA FZEA/USP
Fontes de informação terciária – têm como função principal
ajudar o leitor na pesquisa de fontes primárias e secundárias têm
objetivos didáticos ou apoio à tomada de decisão
Bibliografia de bibliografias
Manuais sobre fontes de informação, etc
c) Como montar uma estratégia de busca – operadores booleanos
Para montar uma estratégia de busca mais eficaz devemos conhecer
os termos utilizados na área – vocabulário, descritores, palavras-
chave.
Ordem de precedência: quando utilizar diferentes operadores no
mesmo campo, a pesquisa será processada na seguinte ordem:
1. NOT
2. AND
3. OR
BIBLIOTECA FZEA/USP
Uso do parênteses ()
Deve ser usado para estabelecer a ordem de operação em uma
estratégia de pesquisa, quando for necessário usar operadores
diferentes; determina a ordem do processamento da expressão de
pesquisa, isto é, cancela a ordem de precedência dos operadores.
ƒ( a OR b ) AND ca OR (b AND c)
(poluição ou contaminação) e água
( a OR b ) AND c
poluição ou (contaminação e água)
a OR (b AND c)
A
B
C
B
C
A
BIBLIOTECA FZEA/USP
Utilização dos operadores booleanos AND, OR, NOT
Ex: Buscar por: Fontes de poluição
fontes AND poluição
Mais restritivo o resultado
fontes OR poluição
Resultado maior mas nem
sempre vai tratar
especificamente do assunto
fontes poluição NOT água
Exclui dos resultados documentos
onde a água esteja relacionada como
fonte de poluição
Pesquisa de frases
Utilizar aspas duplas para recuperar uma frase exata um termo de
pesquisa.
Ex: “poluição da água”
AND OR NOT
BIBLIOTECA FZEA/USP
Truncamento
Auxiliam nas pesquisas para representar caracteres desconhecidos.
(*) um ou mais caracteres
(?) apenas um caractere
($) zero ou um caractere
ATENÇÃO!
(*) e (?) - podem ser utilizados no final e entre as palavras, mas nunca no
início. É necessário que tenha pelo menos 3 caracteres.
Exemplos: Polu* : poluição, poluentes, poluído
Wom?n : woman, women
($) – utilizado para recuperar termos americanos e britânicos e também
sobrenomes de autores que contém espaço, hífen ou apóstrofe.
Exemplo: H$ematology: hematology e haematology
ƒ
Utilização de vários caracteres
Ex: Organi?ation*: organisation, organisations, organization,
organizations, organizational
BIBLIOTECA FZEA/USP
Dicas
Stopwords: são os artigos, preposições e pronomes que não devem
ser utilizados no campo de pesquisa, pois não são reconhecidos.
Exemplos:
Vitamin A: recupera todos os registros contendo a palavra vitamin e
ignora a letra A
Milk with honey: recupera todos os registros que contenham as
palavras Milk e honey e ignora o with
ƒ
Hífen (-) e ponto e vírgula (;): as palavras separadas por estes
caracteres são interpretadas como uma frase exata e nesta ordem.
Ex: x-ray: x-ray, xray
Apóstrofes (`): não são caracteres pesquisados.
Ex: Churchill’s OR Churchills: Churchill’s e Churchills
BIBLIOTECA FZEA/USP
d) Resultado da pesquisa – refinamentos (filtros).
Deve-se evitar restringir muito a estratégia de busca, pois, isso
poderia eliminar informações importantes para a pesquisa.
Utilizar os filtros de busca das bases pesquisadas: ano, tipo de
material, língua, citações, autores, etc.
BIBLIOTECA FZEA/USP
Pesquisa nas bases de dados
a) Bases específicas por área de conhecimento
Engenharia de Alimentos:
FSTA – Food Science and Technology Abstracts
Descrição: É a principal base de dados mundial de informações sobre ciência
dos alimentos, tecnologia alimentar e nutrição. Os resumos são altamente
informativos e, sempre que possível, incluem informações adicionais de
relevância do alimento a partir do artigo original. A base de dados inclui
material de mais de 4.600 publicações em série, abrangendo todos os principais
produtos alimentares mais biotecnologia, microbiologia, segurança alimentar,
aditivos, nutrição, embalagens e alimentos para animais de estimação.
Cobertura abrange desde 1969 até o presente. O banco de dados inclui mais de
900.000 registros, com mais de 40.000 registros adicionados anualmente.
BIBLIOTECA FZEA/USP
Medicina Veterinária
BVS-Vet
Descrição: A Biblioteca Virtual em Medicina Veterinária e Zootecnia (BVS-Vet) é uma
coleção descentralizada e dinâmica de fontes de informação, que propicia de forma ágil e
organizada o acesso ao conhecimento técnico e científico das áreas de medicina
veterinária e zootecnia.
Engenharia de Biossistemas
Compendex (Engineering Village)
Descrição: Compendex é uma base de referência e resumo de pesquisas em engenharia
técnica e científica disponíveis, cobrindo todas as disciplinas da engenharia. Isso inclui
mais de 17 milhões de registros dentre citações bibliográficas e resumos, periódicos de
engenharias e anais de congressos e eventos de 73 países em 190 disciplinas da
Engenharia. Quando combinada com a base Engineering Index Backfile (1884-1969),
Compendex cobra mais de 120 anos da principal literatura da área de engenharia. Cada
registro é selecionado e indexado usando o Engineering Index Thesaurus que, fundado em
1884, possui registros de praticamente todas as principais inovações em engenharia ao
redor do mundo. O Ei backfile fornece uma visão histórica abrangente de inovações de
engenharia do 1884-1969 com mais de 1,7 milhões de registros digitalizados a partir dos
índices de impressão originais.
BIBLIOTECA FZEA/USP
Zootecnia
Zoological Records
Descrição: Base de dados mais antiga do mundo de biologia animal. É
considerada a principal referência taxonômica do mundo e com cobertura que
remonta a 1864 (mais de 150 anos), como o registro não oficial do mundo dos
nomes de animais. O amplo escopo da cobertura varia desde biodiversidade,
ambiente até taxonomia e ciências. Determina a primeira aparição de um
animal na literatura publicada, acompanha pesquisa em campos significativos
como biodiversidade, ecologia, conservação e preservação da vida selvagem.
Acompanha mudanças na classificação e nas relações dos organismos. É
possível verificar se há novas descrições de espécies. É possível identificar
potenciais colaboradores com registros de citações significativos, integrar
pesquisa, escrita e criação de bibliografia em um processo simplificado.
BIBLIOTECA FZEA/USP
b) Bases de dados Multidisciplinares – Portal Capes - SIBinet
Scopus
Descrição: A base de A dados Scopus (Elsevier) permite uma visão ampla de tudo que
está sendo publicado cientificamente sobre um tema. Por meio dos mecanismos de busca
e descoberta, facetas e refinamentos, você poderá encontrar as informações que
necessita sobre artigos e revistas, citações e referências, métricas de impacto, além de
autores e instituições de todas as áreas de conhecimento. São mais de 46 milhões de
registros, 70% com resumos, atualizados semanalmente. A base Scopus reúne
informações de aproximadamente 23.000 títulos de revistas de mais de 5.000 editoras de
todo o mundo, além de patentes, trabalhos de eventos e ebooks.
Web of Science
Descrição: Base multidisciplinar que indexa somente os periódicos mais citados em suas
respectivas áreas. É também um índice de citações, informando, para cada artigo, os
documentos por ele citados e os documentos que o citaram. Possui hoje mais de 9.000
periódicos indexados. É composta por: Science Citation Index Expanded (SCI-
EXPANDED): 1945 até o presente; Social Sciences Citation Index: 1956 até o presente;
Arts and Humanities Citation Index: 1975 até o presente. A partir de 2012 o conteúdo
foi ampliado com a inclusão do Conference Proceedings Citation Index- Science (CPCI-
S); Conference Proceedings Citation Index- Social Science & Humanities (CPCI-SSH).
BIBLIOTECA FZEA/USP
Patentes
O que é?
É um título de propriedade temporário, oficial, concedido pelo ESTADO, por
força de
lei, ao seu titular ou seus sucessores (pessoa física ou pessoa jurídica), que
passam a
possuir os direitos exclusivos sobre o bem, seja de um produto, de um
processo de
fabricação ou aperfeiçoamento de produtos e processos já existentes, objetos
de sua
patente. Terceiros podem explorar a patente somente com permissão do
titular (licença). Durante a vigência da patente, o titular é recompensado
pelos esforços e gastos despendidos na sua criação.
O que pode ser patenteado no Brasil?
Todas as criações que impliquem em desenvolvimento que acarrete em
solução de
um problema ou avanço tecnológico em relação ao que já existe e que
possuam aplicação industrial podem, a princípio, ser passíveis de proteção.
BIBLIOTECA FZEA/USP
Bases de Dados de Patentes
Derwent Innovations Index
Derwent Innovations Index é uma poderosa ferramenta de pesquisa de patentes que
combina Derwent World Patents Index® , Patents Citation IndexTM e Chemistry
Resource (assinatura separada necessária), um banco de dados da estrutura quí mica
que pode ser usado para localizar patentes contendo informações químicas. Derwent
Innovations Index é atualizado semanalmente e contém mais de 16 milhões de
invenções práticas, desde 1963 até os dias de hoje. As informações de patentes são
coletadas com 41 autoridades emissoras de patente em todo o mundo.
Google Patents
Descrição: Com o Google Patent Search, agora você pode pesquisar o texto completo das
patentes dos EUA e as patentes que lhe interessam.
Integrity
Descrição: A Thomson Reuters Integrity integra dados biológicos, químicos e
farmacêuticos de mais de 420.000 compostos com atividade biológica demonstrada,
explorando seus parâmetros farmacológicos, dados de farmacocinética, estudos clínicos,
alvos e genes relacionados, bem como mais de 235.000 registros de famílias de patentes,
permitindo aprimorar atividades de descoberta e desenvolvimento de fármacos. Sua
atualização é diária e o módulo Biomarcadores do Thomson Reuters IntegritySM oferece
informações com atualização contínua para dar suporte à pesquisa de biomarcadores em
qualquer estágio de pesquisa e desenvolvimento do fármaco. Esse módulo faz o link com
outras informações do Integrity, o que permite ao pesquisador contextualizar e acessar a
importância relativa de cada biomarcador.
BIBLIOTECA FZEA/USP
INPI – Instituto Nacional de Propriedade Industrial
É uma autarquia federal, criada em 1970, vinculada ao Ministério da
Indústria, Comércio Exterior e Serviços, responsável pelo aperfeiçoamento,
disseminação e gestão do sistema brasileiro de concessão e garantia de
direitos de propriedade intelectual para a indústria. Entre os serviços do
INPI, estão os registros de marcas, desenhos industriais, indicações
geográficas, programas de computador e topografias de circuitos, as
concessões de patentes e as averbações de contratos de franquia e das
distintas modalidades de transferência de tecnologia.
USPTO - Unites States Patent and Trademark Office
Agência federal americana responsável pelo registro de patentes e marcas
americanas.
Issued Patents (PatFT): Base das patentes americanas concedida, apresenta
textos completos de
patentes desde 1976 e imagem completa de patentes do período entre 1790 e
1975.
Published Applications (AppFT): Base de pedidos de patentes. Apresenta
texto completo de pedidos de patentes a partir de 2001.
Espacenet
Base de dados de patente européia, com registro de depósitos de patentes de
mais de 72
países e regiões, com abrangência a partir de 1836.
BIBLIOTECA FZEA/USP
Referências
GIL, A. C. Como elaborar projetos de pesquisa. 5. ed. São Paulo: Atlas, 2010.
GROGAN, D. Science and technology: na introduction to the literature. London:
Clive Bingley, 1970.
SISTEMA INTEGRADO DE BIBLIOTECAS DA UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO –
SIBi/USP. Bases de dados. Disponível em:<http://www.sibi.usp.br/bases-dados/>.
Acesso em: 07 abr. 2017.
BIBLIOTECA FZEA/USP
Contato
http://bibliotecafzea.blogspot.com.br/
https://www.facebook.com/bibliotecafzea/
https://www.fzea.usp.br/biblioteca
E-mail: bibfzea@usp.br
Telefones: (19) 3565-4122 / (19) 3565-4128
http://pt.slideshare.net/bibfzea

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Sociologia de Comte para Ensino Médio
Sociologia de Comte para Ensino MédioSociologia de Comte para Ensino Médio
Sociologia de Comte para Ensino MédioMatheus Rodrigues
 
HistóRia Da EducaçãO No Brasil Da Colonia Ao ImpéRio
HistóRia Da  EducaçãO No  Brasil  Da Colonia Ao ImpéRioHistóRia Da  EducaçãO No  Brasil  Da Colonia Ao ImpéRio
HistóRia Da EducaçãO No Brasil Da Colonia Ao ImpéRioNila Michele Bastos Santos
 
Psicologia escolar e educacional
Psicologia escolar e educacionalPsicologia escolar e educacional
Psicologia escolar e educacionalThiago de Almeida
 
Avaliação de filosofia 1º ano 2º bimetre
Avaliação de filosofia   1º ano    2º bimetreAvaliação de filosofia   1º ano    2º bimetre
Avaliação de filosofia 1º ano 2º bimetreananiasdoamaral
 
Aula 3 behaviorismos
Aula 3   behaviorismosAula 3   behaviorismos
Aula 3 behaviorismosLudmila Moura
 
Saberes e Praticas da Inclusão - Deficiência Fisica
Saberes e Praticas da Inclusão - Deficiência FisicaSaberes e Praticas da Inclusão - Deficiência Fisica
Saberes e Praticas da Inclusão - Deficiência Fisicaasustecnologia
 
O que e construtivismo
O que e construtivismoO que e construtivismo
O que e construtivismoLIVROS PSI
 
Dinâmicas de redes sociais
Dinâmicas de redes sociaisDinâmicas de redes sociais
Dinâmicas de redes sociaisSinapse
 
Resumo - CAP1 - As regras do método sociológico[Durkheim]
Resumo - CAP1 - As regras do método sociológico[Durkheim]Resumo - CAP1 - As regras do método sociológico[Durkheim]
Resumo - CAP1 - As regras do método sociológico[Durkheim]Matheus Alves
 
O ensino de Psicologia Social
O ensino de Psicologia SocialO ensino de Psicologia Social
O ensino de Psicologia Socialmnatrodrigues
 
Bruner apresentação 3
Bruner apresentação 3Bruner apresentação 3
Bruner apresentação 3Elaine Moreira
 
A ética e a moral – o problema da ação e dos valores
A ética e a moral – o problema da ação e dos valores   A ética e a moral – o problema da ação e dos valores
A ética e a moral – o problema da ação e dos valores Mary Alvarenga
 

Mais procurados (20)

Etica e cidadania lps
Etica e cidadania   lpsEtica e cidadania   lps
Etica e cidadania lps
 
Sociologia de Comte para Ensino Médio
Sociologia de Comte para Ensino MédioSociologia de Comte para Ensino Médio
Sociologia de Comte para Ensino Médio
 
O que é a psicologia
O que é a psicologiaO que é a psicologia
O que é a psicologia
 
Reflexos Inatos - conceitos básicos
Reflexos Inatos - conceitos básicosReflexos Inatos - conceitos básicos
Reflexos Inatos - conceitos básicos
 
Psicologia Comunitária
Psicologia Comunitária    Psicologia Comunitária
Psicologia Comunitária
 
HistóRia Da EducaçãO No Brasil Da Colonia Ao ImpéRio
HistóRia Da  EducaçãO No  Brasil  Da Colonia Ao ImpéRioHistóRia Da  EducaçãO No  Brasil  Da Colonia Ao ImpéRio
HistóRia Da EducaçãO No Brasil Da Colonia Ao ImpéRio
 
Psicologia escolar e educacional
Psicologia escolar e educacionalPsicologia escolar e educacional
Psicologia escolar e educacional
 
Pierre bourdieu
Pierre bourdieuPierre bourdieu
Pierre bourdieu
 
Avaliação de filosofia 1º ano 2º bimetre
Avaliação de filosofia   1º ano    2º bimetreAvaliação de filosofia   1º ano    2º bimetre
Avaliação de filosofia 1º ano 2º bimetre
 
Aula 3 behaviorismos
Aula 3   behaviorismosAula 3   behaviorismos
Aula 3 behaviorismos
 
Saberes e Praticas da Inclusão - Deficiência Fisica
Saberes e Praticas da Inclusão - Deficiência FisicaSaberes e Praticas da Inclusão - Deficiência Fisica
Saberes e Praticas da Inclusão - Deficiência Fisica
 
O que e construtivismo
O que e construtivismoO que e construtivismo
O que e construtivismo
 
Dinâmicas de redes sociais
Dinâmicas de redes sociaisDinâmicas de redes sociais
Dinâmicas de redes sociais
 
Resumo - CAP1 - As regras do método sociológico[Durkheim]
Resumo - CAP1 - As regras do método sociológico[Durkheim]Resumo - CAP1 - As regras do método sociológico[Durkheim]
Resumo - CAP1 - As regras do método sociológico[Durkheim]
 
Teorias da personalidade
Teorias da personalidadeTeorias da personalidade
Teorias da personalidade
 
Estruturalismo
EstruturalismoEstruturalismo
Estruturalismo
 
O ensino de Psicologia Social
O ensino de Psicologia SocialO ensino de Psicologia Social
O ensino de Psicologia Social
 
Bruner apresentação 3
Bruner apresentação 3Bruner apresentação 3
Bruner apresentação 3
 
A ética e a moral – o problema da ação e dos valores
A ética e a moral – o problema da ação e dos valores   A ética e a moral – o problema da ação e dos valores
A ética e a moral – o problema da ação e dos valores
 
Epistemologia introdução
Epistemologia   introduçãoEpistemologia   introdução
Epistemologia introdução
 

Semelhante a Levantamento bibliográfico e recuperação da informação

ApresentaçãO Si Bi Usp 26 Agosto 2009
ApresentaçãO Si Bi Usp  26 Agosto 2009ApresentaçãO Si Bi Usp  26 Agosto 2009
ApresentaçãO Si Bi Usp 26 Agosto 2009Adriana Barreiros
 
Uso e Gestão de Fontes Bibliográficas de Agroecologia em Trabalhos Técnicos-C...
Uso e Gestão de Fontes Bibliográficas de Agroecologia em Trabalhos Técnicos-C...Uso e Gestão de Fontes Bibliográficas de Agroecologia em Trabalhos Técnicos-C...
Uso e Gestão de Fontes Bibliográficas de Agroecologia em Trabalhos Técnicos-C...pascal aventurier
 
Oficina de bases de dados da área de Humanidades
Oficina de bases de dados da área de HumanidadesOficina de bases de dados da área de Humanidades
Oficina de bases de dados da área de HumanidadesBibliotecaFCLAR
 
Base de dados Scopus
Base de dados ScopusBase de dados Scopus
Base de dados ScopusLarissa Moura
 
#3# ebsco e b on-workshop de doutoramento__27 e 28 novembro 2015.ppt
#3# ebsco e b on-workshop de doutoramento__27 e 28 novembro 2015.ppt#3# ebsco e b on-workshop de doutoramento__27 e 28 novembro 2015.ppt
#3# ebsco e b on-workshop de doutoramento__27 e 28 novembro 2015.pptCarlos Lopes
 
Web of science Tutorial
Web of science TutorialWeb of science Tutorial
Web of science TutorialBalbinorosa
 
Apresentação de recursos de informação
Apresentação de recursos de informaçãoApresentação de recursos de informação
Apresentação de recursos de informaçãoEmilia Pacheco
 
Treinamento Portal Web Of Science
Treinamento Portal Web Of ScienceTreinamento Portal Web Of Science
Treinamento Portal Web Of ScienceSeABD BCo UFSCar'
 
#2# wos workshop de doutoramento__27 e 28 novembro 2015
#2# wos workshop de doutoramento__27 e 28 novembro 2015#2# wos workshop de doutoramento__27 e 28 novembro 2015
#2# wos workshop de doutoramento__27 e 28 novembro 2015Carlos Lopes
 
Base de dados - Scopus
Base de dados - ScopusBase de dados - Scopus
Base de dados - ScopusLarissa Moura
 
Curso - Prática de revisão bibliográfica - Autor: Essevalter de Sousa - UFOP
Curso - Prática de revisão bibliográfica - Autor: Essevalter de Sousa - UFOPCurso - Prática de revisão bibliográfica - Autor: Essevalter de Sousa - UFOP
Curso - Prática de revisão bibliográfica - Autor: Essevalter de Sousa - UFOPEssevalter de Sousa
 
Biblioteca FEAUSP: tutorial bases de dados (maio 2015)
Biblioteca FEAUSP: tutorial bases de dados (maio 2015)Biblioteca FEAUSP: tutorial bases de dados (maio 2015)
Biblioteca FEAUSP: tutorial bases de dados (maio 2015)Biblioteca FEAUSP
 
Oficina de citação e referências bibliográficas
Oficina de citação e referências bibliográficasOficina de citação e referências bibliográficas
Oficina de citação e referências bibliográficasBiblioteca Central FZEA/USP
 
Acção de formação unl sobre bases de dados_revisto_14 de maio_2011_carlos lo...
Acção de formação  unl sobre bases de dados_revisto_14 de maio_2011_carlos lo...Acção de formação  unl sobre bases de dados_revisto_14 de maio_2011_carlos lo...
Acção de formação unl sobre bases de dados_revisto_14 de maio_2011_carlos lo...Carlos Lopes
 

Semelhante a Levantamento bibliográfico e recuperação da informação (20)

Aula fontes de informação
Aula  fontes de informaçãoAula  fontes de informação
Aula fontes de informação
 
ApresentaçãO Si Bi Usp 26 Agosto 2009
ApresentaçãO Si Bi Usp  26 Agosto 2009ApresentaçãO Si Bi Usp  26 Agosto 2009
ApresentaçãO Si Bi Usp 26 Agosto 2009
 
Uso e Gestão de Fontes Bibliográficas de Agroecologia em Trabalhos Técnicos-C...
Uso e Gestão de Fontes Bibliográficas de Agroecologia em Trabalhos Técnicos-C...Uso e Gestão de Fontes Bibliográficas de Agroecologia em Trabalhos Técnicos-C...
Uso e Gestão de Fontes Bibliográficas de Agroecologia em Trabalhos Técnicos-C...
 
Oficina de bases de dados da área de Humanidades
Oficina de bases de dados da área de HumanidadesOficina de bases de dados da área de Humanidades
Oficina de bases de dados da área de Humanidades
 
Base de dados Scopus
Base de dados ScopusBase de dados Scopus
Base de dados Scopus
 
#3# ebsco e b on-workshop de doutoramento__27 e 28 novembro 2015.ppt
#3# ebsco e b on-workshop de doutoramento__27 e 28 novembro 2015.ppt#3# ebsco e b on-workshop de doutoramento__27 e 28 novembro 2015.ppt
#3# ebsco e b on-workshop de doutoramento__27 e 28 novembro 2015.ppt
 
Localiza literatura
Localiza literaturaLocaliza literatura
Localiza literatura
 
Como pesquisar artigos científicos
Como pesquisar artigos científicosComo pesquisar artigos científicos
Como pesquisar artigos científicos
 
Web of science Tutorial
Web of science TutorialWeb of science Tutorial
Web of science Tutorial
 
Apresentação de recursos de informação
Apresentação de recursos de informaçãoApresentação de recursos de informação
Apresentação de recursos de informação
 
Treinamento Portal Web Of Science
Treinamento Portal Web Of ScienceTreinamento Portal Web Of Science
Treinamento Portal Web Of Science
 
#2# wos workshop de doutoramento__27 e 28 novembro 2015
#2# wos workshop de doutoramento__27 e 28 novembro 2015#2# wos workshop de doutoramento__27 e 28 novembro 2015
#2# wos workshop de doutoramento__27 e 28 novembro 2015
 
Base de dados - Scopus
Base de dados - ScopusBase de dados - Scopus
Base de dados - Scopus
 
A pesquisa na base de dados ERIC
A pesquisa na base de dados ERICA pesquisa na base de dados ERIC
A pesquisa na base de dados ERIC
 
Oficina citação referência_atualizada
Oficina citação referência_atualizadaOficina citação referência_atualizada
Oficina citação referência_atualizada
 
Curso - Prática de revisão bibliográfica - Autor: Essevalter de Sousa - UFOP
Curso - Prática de revisão bibliográfica - Autor: Essevalter de Sousa - UFOPCurso - Prática de revisão bibliográfica - Autor: Essevalter de Sousa - UFOP
Curso - Prática de revisão bibliográfica - Autor: Essevalter de Sousa - UFOP
 
Biblioteca FEAUSP: tutorial bases de dados (maio 2015)
Biblioteca FEAUSP: tutorial bases de dados (maio 2015)Biblioteca FEAUSP: tutorial bases de dados (maio 2015)
Biblioteca FEAUSP: tutorial bases de dados (maio 2015)
 
Oficina de citação e referências bibliográficas
Oficina de citação e referências bibliográficasOficina de citação e referências bibliográficas
Oficina de citação e referências bibliográficas
 
Introdução a pesquisa bibliográfica
Introdução a pesquisa bibliográficaIntrodução a pesquisa bibliográfica
Introdução a pesquisa bibliográfica
 
Acção de formação unl sobre bases de dados_revisto_14 de maio_2011_carlos lo...
Acção de formação  unl sobre bases de dados_revisto_14 de maio_2011_carlos lo...Acção de formação  unl sobre bases de dados_revisto_14 de maio_2011_carlos lo...
Acção de formação unl sobre bases de dados_revisto_14 de maio_2011_carlos lo...
 

Mais de Biblioteca Central FZEA/USP

Tutorial para elaboração de ficha catalográfica para dissertações, teses e TC...
Tutorial para elaboração de ficha catalográfica para dissertações, teses e TC...Tutorial para elaboração de ficha catalográfica para dissertações, teses e TC...
Tutorial para elaboração de ficha catalográfica para dissertações, teses e TC...Biblioteca Central FZEA/USP
 
Tutorial Dedalus - Banco de Dados Bibliográficos da USP
Tutorial Dedalus - Banco de Dados Bibliográficos da USPTutorial Dedalus - Banco de Dados Bibliográficos da USP
Tutorial Dedalus - Banco de Dados Bibliográficos da USPBiblioteca Central FZEA/USP
 
Quer saber a classificaçao Qualis de uma revista?
Quer saber a classificaçao Qualis de uma revista?Quer saber a classificaçao Qualis de uma revista?
Quer saber a classificaçao Qualis de uma revista?Biblioteca Central FZEA/USP
 
Tutorial do Portal de Busca Integrada do SIBiUSP
Tutorial do Portal de Busca Integrada do SIBiUSPTutorial do Portal de Busca Integrada do SIBiUSP
Tutorial do Portal de Busca Integrada do SIBiUSPBiblioteca Central FZEA/USP
 
O que é plágio e medidas práticas para evitá-lo
O que é plágio e medidas práticas para evitá-loO que é plágio e medidas práticas para evitá-lo
O que é plágio e medidas práticas para evitá-loBiblioteca Central FZEA/USP
 
Oficina de normalização de projeto acadêmico de graduação
Oficina de normalização de projeto acadêmico de graduaçãoOficina de normalização de projeto acadêmico de graduação
Oficina de normalização de projeto acadêmico de graduaçãoBiblioteca Central FZEA/USP
 
Normas para elaboração de trabalhos acadêmicos na FZEA-USP
Normas para elaboração de trabalhos acadêmicos na FZEA-USPNormas para elaboração de trabalhos acadêmicos na FZEA-USP
Normas para elaboração de trabalhos acadêmicos na FZEA-USPBiblioteca Central FZEA/USP
 
Como inserir paginação frente-verso em documentos.
Como inserir paginação frente-verso em documentos.Como inserir paginação frente-verso em documentos.
Como inserir paginação frente-verso em documentos.Biblioteca Central FZEA/USP
 
Recursos e dicas de pesquisa para a Pós-graduação
Recursos e dicas de pesquisa para a Pós-graduaçãoRecursos e dicas de pesquisa para a Pós-graduação
Recursos e dicas de pesquisa para a Pós-graduaçãoBiblioteca Central FZEA/USP
 

Mais de Biblioteca Central FZEA/USP (19)

Oficina normalização projeto_graduação
Oficina normalização projeto_graduaçãoOficina normalização projeto_graduação
Oficina normalização projeto_graduação
 
Normalização pós graduação
Normalização pós graduaçãoNormalização pós graduação
Normalização pós graduação
 
Abnt normalização fzea_atualizada
Abnt normalização fzea_atualizadaAbnt normalização fzea_atualizada
Abnt normalização fzea_atualizada
 
Tutorial para elaboração de ficha catalográfica para dissertações, teses e TC...
Tutorial para elaboração de ficha catalográfica para dissertações, teses e TC...Tutorial para elaboração de ficha catalográfica para dissertações, teses e TC...
Tutorial para elaboração de ficha catalográfica para dissertações, teses e TC...
 
Tutorial Dedalus - Banco de Dados Bibliográficos da USP
Tutorial Dedalus - Banco de Dados Bibliográficos da USPTutorial Dedalus - Banco de Dados Bibliográficos da USP
Tutorial Dedalus - Banco de Dados Bibliográficos da USP
 
Quer saber a classificaçao Qualis de uma revista?
Quer saber a classificaçao Qualis de uma revista?Quer saber a classificaçao Qualis de uma revista?
Quer saber a classificaçao Qualis de uma revista?
 
Tutorial do Portal de Busca Integrada do SIBiUSP
Tutorial do Portal de Busca Integrada do SIBiUSPTutorial do Portal de Busca Integrada do SIBiUSP
Tutorial do Portal de Busca Integrada do SIBiUSP
 
O que é plágio e medidas práticas para evitá-lo
O que é plágio e medidas práticas para evitá-loO que é plágio e medidas práticas para evitá-lo
O que é plágio e medidas práticas para evitá-lo
 
Oficina de normalização de projeto acadêmico de graduação
Oficina de normalização de projeto acadêmico de graduaçãoOficina de normalização de projeto acadêmico de graduação
Oficina de normalização de projeto acadêmico de graduação
 
Normas para elaboração de trabalhos acadêmicos na FZEA-USP
Normas para elaboração de trabalhos acadêmicos na FZEA-USPNormas para elaboração de trabalhos acadêmicos na FZEA-USP
Normas para elaboração de trabalhos acadêmicos na FZEA-USP
 
JCR InCites
JCR InCitesJCR InCites
JCR InCites
 
Como inserir paginação frente-verso em documentos.
Como inserir paginação frente-verso em documentos.Como inserir paginação frente-verso em documentos.
Como inserir paginação frente-verso em documentos.
 
Recursos e dicas de pesquisa para a Pós-graduação
Recursos e dicas de pesquisa para a Pós-graduaçãoRecursos e dicas de pesquisa para a Pós-graduação
Recursos e dicas de pesquisa para a Pós-graduação
 
Google ID: Já ouviu falar? Já fez o seu?
Google ID: Já ouviu falar? Já fez o seu?Google ID: Já ouviu falar? Já fez o seu?
Google ID: Já ouviu falar? Já fez o seu?
 
Apresentando-se com o Currículo Lattes.
Apresentando-se com o Currículo Lattes.Apresentando-se com o Currículo Lattes.
Apresentando-se com o Currículo Lattes.
 
Conheca a Biblioteca FZEA-USP
Conheca a Biblioteca FZEA-USPConheca a Biblioteca FZEA-USP
Conheca a Biblioteca FZEA-USP
 
Como inserir paginação em documentos
Como inserir paginação em documentosComo inserir paginação em documentos
Como inserir paginação em documentos
 
Como fazer Sumário Automatizado
Como fazer Sumário AutomatizadoComo fazer Sumário Automatizado
Como fazer Sumário Automatizado
 
Como fazer citação segunda ABNT
Como fazer citação segunda ABNTComo fazer citação segunda ABNT
Como fazer citação segunda ABNT
 

Último

Com base no excerto acima, escreva um texto explicando como a estrutura socia...
Com base no excerto acima, escreva um texto explicando como a estrutura socia...Com base no excerto acima, escreva um texto explicando como a estrutura socia...
Com base no excerto acima, escreva um texto explicando como a estrutura socia...azulassessoria9
 
Mini livro sanfona - Diga não ao bullying
Mini livro sanfona - Diga não ao  bullyingMini livro sanfona - Diga não ao  bullying
Mini livro sanfona - Diga não ao bullyingMary Alvarenga
 
PARC 2024 Cadastro de estudante, turma e enturmação - BAHIA (2).pdf
PARC 2024 Cadastro de estudante, turma e enturmação - BAHIA (2).pdfPARC 2024 Cadastro de estudante, turma e enturmação - BAHIA (2).pdf
PARC 2024 Cadastro de estudante, turma e enturmação - BAHIA (2).pdfceajajacu
 
AULA-06---DIZIMA-PERIODICA_9fdc896dbd1d4cce85a9fbd2e670e62f.pptx
AULA-06---DIZIMA-PERIODICA_9fdc896dbd1d4cce85a9fbd2e670e62f.pptxAULA-06---DIZIMA-PERIODICA_9fdc896dbd1d4cce85a9fbd2e670e62f.pptx
AULA-06---DIZIMA-PERIODICA_9fdc896dbd1d4cce85a9fbd2e670e62f.pptxGislaineDuresCruz
 
Com base no excerto acima, escreva um texto explicando como a estrutura socia...
Com base no excerto acima, escreva um texto explicando como a estrutura socia...Com base no excerto acima, escreva um texto explicando como a estrutura socia...
Com base no excerto acima, escreva um texto explicando como a estrutura socia...azulassessoria9
 
Ler e compreender 7º ano - Aula 7 - 1º Bimestre
Ler e compreender 7º ano -  Aula 7 - 1º BimestreLer e compreender 7º ano -  Aula 7 - 1º Bimestre
Ler e compreender 7º ano - Aula 7 - 1º BimestreProfaCintiaDosSantos
 
A Inteligência Artificial na Educação e a Inclusão Linguística
A Inteligência Artificial na Educação e a Inclusão LinguísticaA Inteligência Artificial na Educação e a Inclusão Linguística
A Inteligência Artificial na Educação e a Inclusão LinguísticaFernanda Ledesma
 
UM CURSO DE INFORMATICA BASICA PARA IDOSOS
UM CURSO DE INFORMATICA BASICA PARA IDOSOSUM CURSO DE INFORMATICA BASICA PARA IDOSOS
UM CURSO DE INFORMATICA BASICA PARA IDOSOSdjgsantos1981
 
NOVA ORDEM MUNDIAL - Conceitos básicos na NOM
NOVA ORDEM MUNDIAL - Conceitos básicos na NOMNOVA ORDEM MUNDIAL - Conceitos básicos na NOM
NOVA ORDEM MUNDIAL - Conceitos básicos na NOMHenrique Pontes
 
Mini livro sanfona - Povos Indigenas Brasileiros
Mini livro sanfona  - Povos Indigenas BrasileirosMini livro sanfona  - Povos Indigenas Brasileiros
Mini livro sanfona - Povos Indigenas BrasileirosMary Alvarenga
 
Estudo Dirigido de Literatura / Primeira Série do E.M.
Estudo Dirigido de Literatura / Primeira Série do E.M.Estudo Dirigido de Literatura / Primeira Série do E.M.
Estudo Dirigido de Literatura / Primeira Série do E.M.Paula Meyer Piagentini
 
Gametogênese, formação dos gametas masculino e feminino
Gametogênese, formação dos gametas masculino e femininoGametogênese, formação dos gametas masculino e feminino
Gametogênese, formação dos gametas masculino e femininoCelianeOliveira8
 
Modelos Evolutivos em História das Religiões
Modelos Evolutivos em História das ReligiõesModelos Evolutivos em História das Religiões
Modelos Evolutivos em História das ReligiõesGilbraz Aragão
 
Jogo de Revisão Terceira Série (Primeiro Trimestre)
Jogo de Revisão Terceira Série (Primeiro Trimestre)Jogo de Revisão Terceira Série (Primeiro Trimestre)
Jogo de Revisão Terceira Série (Primeiro Trimestre)Paula Meyer Piagentini
 
v19n2s3a25.pdfgcbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbb
v19n2s3a25.pdfgcbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbv19n2s3a25.pdfgcbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbb
v19n2s3a25.pdfgcbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbyasminlarissa371
 
VACINAR E DOAR, É SÓ COMEÇAR - - 1º BIMESTRE
VACINAR E DOAR, É SÓ COMEÇAR - - 1º BIMESTREVACINAR E DOAR, É SÓ COMEÇAR - - 1º BIMESTRE
VACINAR E DOAR, É SÓ COMEÇAR - - 1º BIMESTREIVONETETAVARESRAMOS
 
Ser Mãe Atípica, uma jornada de amor e aceitação
Ser Mãe Atípica, uma jornada de amor e aceitaçãoSer Mãe Atípica, uma jornada de amor e aceitação
Ser Mãe Atípica, uma jornada de amor e aceitaçãoJayaneSales1
 
atividades diversas 1° ano alfabetização
atividades diversas 1° ano alfabetizaçãoatividades diversas 1° ano alfabetização
atividades diversas 1° ano alfabetizaçãodanielagracia9
 
POETAS CONTEMPORANEOS_TEMATICAS_explicacao.pptx
POETAS CONTEMPORANEOS_TEMATICAS_explicacao.pptxPOETAS CONTEMPORANEOS_TEMATICAS_explicacao.pptx
POETAS CONTEMPORANEOS_TEMATICAS_explicacao.pptxJMTCS
 

Último (20)

Com base no excerto acima, escreva um texto explicando como a estrutura socia...
Com base no excerto acima, escreva um texto explicando como a estrutura socia...Com base no excerto acima, escreva um texto explicando como a estrutura socia...
Com base no excerto acima, escreva um texto explicando como a estrutura socia...
 
Mini livro sanfona - Diga não ao bullying
Mini livro sanfona - Diga não ao  bullyingMini livro sanfona - Diga não ao  bullying
Mini livro sanfona - Diga não ao bullying
 
PARC 2024 Cadastro de estudante, turma e enturmação - BAHIA (2).pdf
PARC 2024 Cadastro de estudante, turma e enturmação - BAHIA (2).pdfPARC 2024 Cadastro de estudante, turma e enturmação - BAHIA (2).pdf
PARC 2024 Cadastro de estudante, turma e enturmação - BAHIA (2).pdf
 
AULA-06---DIZIMA-PERIODICA_9fdc896dbd1d4cce85a9fbd2e670e62f.pptx
AULA-06---DIZIMA-PERIODICA_9fdc896dbd1d4cce85a9fbd2e670e62f.pptxAULA-06---DIZIMA-PERIODICA_9fdc896dbd1d4cce85a9fbd2e670e62f.pptx
AULA-06---DIZIMA-PERIODICA_9fdc896dbd1d4cce85a9fbd2e670e62f.pptx
 
Com base no excerto acima, escreva um texto explicando como a estrutura socia...
Com base no excerto acima, escreva um texto explicando como a estrutura socia...Com base no excerto acima, escreva um texto explicando como a estrutura socia...
Com base no excerto acima, escreva um texto explicando como a estrutura socia...
 
Ler e compreender 7º ano - Aula 7 - 1º Bimestre
Ler e compreender 7º ano -  Aula 7 - 1º BimestreLer e compreender 7º ano -  Aula 7 - 1º Bimestre
Ler e compreender 7º ano - Aula 7 - 1º Bimestre
 
“O AMANHÃ EXIGE O MELHOR DE HOJE” _
“O AMANHÃ EXIGE O MELHOR DE HOJE”       _“O AMANHÃ EXIGE O MELHOR DE HOJE”       _
“O AMANHÃ EXIGE O MELHOR DE HOJE” _
 
A Inteligência Artificial na Educação e a Inclusão Linguística
A Inteligência Artificial na Educação e a Inclusão LinguísticaA Inteligência Artificial na Educação e a Inclusão Linguística
A Inteligência Artificial na Educação e a Inclusão Linguística
 
UM CURSO DE INFORMATICA BASICA PARA IDOSOS
UM CURSO DE INFORMATICA BASICA PARA IDOSOSUM CURSO DE INFORMATICA BASICA PARA IDOSOS
UM CURSO DE INFORMATICA BASICA PARA IDOSOS
 
NOVA ORDEM MUNDIAL - Conceitos básicos na NOM
NOVA ORDEM MUNDIAL - Conceitos básicos na NOMNOVA ORDEM MUNDIAL - Conceitos básicos na NOM
NOVA ORDEM MUNDIAL - Conceitos básicos na NOM
 
Mini livro sanfona - Povos Indigenas Brasileiros
Mini livro sanfona  - Povos Indigenas BrasileirosMini livro sanfona  - Povos Indigenas Brasileiros
Mini livro sanfona - Povos Indigenas Brasileiros
 
Estudo Dirigido de Literatura / Primeira Série do E.M.
Estudo Dirigido de Literatura / Primeira Série do E.M.Estudo Dirigido de Literatura / Primeira Série do E.M.
Estudo Dirigido de Literatura / Primeira Série do E.M.
 
Gametogênese, formação dos gametas masculino e feminino
Gametogênese, formação dos gametas masculino e femininoGametogênese, formação dos gametas masculino e feminino
Gametogênese, formação dos gametas masculino e feminino
 
Modelos Evolutivos em História das Religiões
Modelos Evolutivos em História das ReligiõesModelos Evolutivos em História das Religiões
Modelos Evolutivos em História das Religiões
 
Jogo de Revisão Terceira Série (Primeiro Trimestre)
Jogo de Revisão Terceira Série (Primeiro Trimestre)Jogo de Revisão Terceira Série (Primeiro Trimestre)
Jogo de Revisão Terceira Série (Primeiro Trimestre)
 
v19n2s3a25.pdfgcbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbb
v19n2s3a25.pdfgcbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbv19n2s3a25.pdfgcbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbb
v19n2s3a25.pdfgcbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbb
 
VACINAR E DOAR, É SÓ COMEÇAR - - 1º BIMESTRE
VACINAR E DOAR, É SÓ COMEÇAR - - 1º BIMESTREVACINAR E DOAR, É SÓ COMEÇAR - - 1º BIMESTRE
VACINAR E DOAR, É SÓ COMEÇAR - - 1º BIMESTRE
 
Ser Mãe Atípica, uma jornada de amor e aceitação
Ser Mãe Atípica, uma jornada de amor e aceitaçãoSer Mãe Atípica, uma jornada de amor e aceitação
Ser Mãe Atípica, uma jornada de amor e aceitação
 
atividades diversas 1° ano alfabetização
atividades diversas 1° ano alfabetizaçãoatividades diversas 1° ano alfabetização
atividades diversas 1° ano alfabetização
 
POETAS CONTEMPORANEOS_TEMATICAS_explicacao.pptx
POETAS CONTEMPORANEOS_TEMATICAS_explicacao.pptxPOETAS CONTEMPORANEOS_TEMATICAS_explicacao.pptx
POETAS CONTEMPORANEOS_TEMATICAS_explicacao.pptx
 

Levantamento bibliográfico e recuperação da informação

  • 2. BIBLIOTECA FZEA/USP O que é pesquisa bibliográfica? A pesquisa bibliográfica é definição, busca e obtenção de materiais informacionais que embasem uma pesquisa científica. Etapas (GIL, 2010) a) Escolha do tema; b) Levantamento bibliográfico preliminar; c) Formulação do problema; elaboração do plano provisório de assunto; d) Busca de fontes; e) Leitura do material; f) Fichamento; g) Organização lógica do assunto; h) Redação do texto.
  • 3. BIBLIOTECA FZEA/USP O que quero pesquisar? a) O que quero pesquisar – delimitação do tema; É uma etapa aparentemente simples, mas que demanda muita reflexão. Em uma etapa inicial pode estar muito vago – o levantamento bibliográfico auxilia na delimitação do tema. Vai orientar a estratégia de busca da informação – quanto mais definido mais fácil o levantamento bibliográfico
  • 4. BIBLIOTECA FZEA/USP b) Onde procurar – fontes de informação: De acordo com Grogan (1970), as fontes de informação podem ser dividas em três categorias: Fontes de informação primária - incluem os textos completos pertinentes ao produto de informação elaborado pelo autor Teses e dissertações Livros Normas técnicas Patentes Trabalhos apresentados em eventos Artigos de periódicos científicos Fontes de informação secundária – contém informações sobre documentos primários e são as organizadoras dos documentos primárias. São obras referenciadas por um segundo autor Bases de dados Catálogos de biblioteca Dicionários Enciclopédias
  • 5. BIBLIOTECA FZEA/USP Fontes de informação terciária – têm como função principal ajudar o leitor na pesquisa de fontes primárias e secundárias têm objetivos didáticos ou apoio à tomada de decisão Bibliografia de bibliografias Manuais sobre fontes de informação, etc c) Como montar uma estratégia de busca – operadores booleanos Para montar uma estratégia de busca mais eficaz devemos conhecer os termos utilizados na área – vocabulário, descritores, palavras- chave. Ordem de precedência: quando utilizar diferentes operadores no mesmo campo, a pesquisa será processada na seguinte ordem: 1. NOT 2. AND 3. OR
  • 6. BIBLIOTECA FZEA/USP Uso do parênteses () Deve ser usado para estabelecer a ordem de operação em uma estratégia de pesquisa, quando for necessário usar operadores diferentes; determina a ordem do processamento da expressão de pesquisa, isto é, cancela a ordem de precedência dos operadores. ƒ( a OR b ) AND ca OR (b AND c) (poluição ou contaminação) e água ( a OR b ) AND c poluição ou (contaminação e água) a OR (b AND c) A B C B C A
  • 7. BIBLIOTECA FZEA/USP Utilização dos operadores booleanos AND, OR, NOT Ex: Buscar por: Fontes de poluição fontes AND poluição Mais restritivo o resultado fontes OR poluição Resultado maior mas nem sempre vai tratar especificamente do assunto fontes poluição NOT água Exclui dos resultados documentos onde a água esteja relacionada como fonte de poluição Pesquisa de frases Utilizar aspas duplas para recuperar uma frase exata um termo de pesquisa. Ex: “poluição da água” AND OR NOT
  • 8. BIBLIOTECA FZEA/USP Truncamento Auxiliam nas pesquisas para representar caracteres desconhecidos. (*) um ou mais caracteres (?) apenas um caractere ($) zero ou um caractere ATENÇÃO! (*) e (?) - podem ser utilizados no final e entre as palavras, mas nunca no início. É necessário que tenha pelo menos 3 caracteres. Exemplos: Polu* : poluição, poluentes, poluído Wom?n : woman, women ($) – utilizado para recuperar termos americanos e britânicos e também sobrenomes de autores que contém espaço, hífen ou apóstrofe. Exemplo: H$ematology: hematology e haematology ƒ Utilização de vários caracteres Ex: Organi?ation*: organisation, organisations, organization, organizations, organizational
  • 9. BIBLIOTECA FZEA/USP Dicas Stopwords: são os artigos, preposições e pronomes que não devem ser utilizados no campo de pesquisa, pois não são reconhecidos. Exemplos: Vitamin A: recupera todos os registros contendo a palavra vitamin e ignora a letra A Milk with honey: recupera todos os registros que contenham as palavras Milk e honey e ignora o with ƒ Hífen (-) e ponto e vírgula (;): as palavras separadas por estes caracteres são interpretadas como uma frase exata e nesta ordem. Ex: x-ray: x-ray, xray Apóstrofes (`): não são caracteres pesquisados. Ex: Churchill’s OR Churchills: Churchill’s e Churchills
  • 10. BIBLIOTECA FZEA/USP d) Resultado da pesquisa – refinamentos (filtros). Deve-se evitar restringir muito a estratégia de busca, pois, isso poderia eliminar informações importantes para a pesquisa. Utilizar os filtros de busca das bases pesquisadas: ano, tipo de material, língua, citações, autores, etc.
  • 11. BIBLIOTECA FZEA/USP Pesquisa nas bases de dados a) Bases específicas por área de conhecimento Engenharia de Alimentos: FSTA – Food Science and Technology Abstracts Descrição: É a principal base de dados mundial de informações sobre ciência dos alimentos, tecnologia alimentar e nutrição. Os resumos são altamente informativos e, sempre que possível, incluem informações adicionais de relevância do alimento a partir do artigo original. A base de dados inclui material de mais de 4.600 publicações em série, abrangendo todos os principais produtos alimentares mais biotecnologia, microbiologia, segurança alimentar, aditivos, nutrição, embalagens e alimentos para animais de estimação. Cobertura abrange desde 1969 até o presente. O banco de dados inclui mais de 900.000 registros, com mais de 40.000 registros adicionados anualmente.
  • 12. BIBLIOTECA FZEA/USP Medicina Veterinária BVS-Vet Descrição: A Biblioteca Virtual em Medicina Veterinária e Zootecnia (BVS-Vet) é uma coleção descentralizada e dinâmica de fontes de informação, que propicia de forma ágil e organizada o acesso ao conhecimento técnico e científico das áreas de medicina veterinária e zootecnia. Engenharia de Biossistemas Compendex (Engineering Village) Descrição: Compendex é uma base de referência e resumo de pesquisas em engenharia técnica e científica disponíveis, cobrindo todas as disciplinas da engenharia. Isso inclui mais de 17 milhões de registros dentre citações bibliográficas e resumos, periódicos de engenharias e anais de congressos e eventos de 73 países em 190 disciplinas da Engenharia. Quando combinada com a base Engineering Index Backfile (1884-1969), Compendex cobra mais de 120 anos da principal literatura da área de engenharia. Cada registro é selecionado e indexado usando o Engineering Index Thesaurus que, fundado em 1884, possui registros de praticamente todas as principais inovações em engenharia ao redor do mundo. O Ei backfile fornece uma visão histórica abrangente de inovações de engenharia do 1884-1969 com mais de 1,7 milhões de registros digitalizados a partir dos índices de impressão originais.
  • 13. BIBLIOTECA FZEA/USP Zootecnia Zoological Records Descrição: Base de dados mais antiga do mundo de biologia animal. É considerada a principal referência taxonômica do mundo e com cobertura que remonta a 1864 (mais de 150 anos), como o registro não oficial do mundo dos nomes de animais. O amplo escopo da cobertura varia desde biodiversidade, ambiente até taxonomia e ciências. Determina a primeira aparição de um animal na literatura publicada, acompanha pesquisa em campos significativos como biodiversidade, ecologia, conservação e preservação da vida selvagem. Acompanha mudanças na classificação e nas relações dos organismos. É possível verificar se há novas descrições de espécies. É possível identificar potenciais colaboradores com registros de citações significativos, integrar pesquisa, escrita e criação de bibliografia em um processo simplificado.
  • 14. BIBLIOTECA FZEA/USP b) Bases de dados Multidisciplinares – Portal Capes - SIBinet Scopus Descrição: A base de A dados Scopus (Elsevier) permite uma visão ampla de tudo que está sendo publicado cientificamente sobre um tema. Por meio dos mecanismos de busca e descoberta, facetas e refinamentos, você poderá encontrar as informações que necessita sobre artigos e revistas, citações e referências, métricas de impacto, além de autores e instituições de todas as áreas de conhecimento. São mais de 46 milhões de registros, 70% com resumos, atualizados semanalmente. A base Scopus reúne informações de aproximadamente 23.000 títulos de revistas de mais de 5.000 editoras de todo o mundo, além de patentes, trabalhos de eventos e ebooks. Web of Science Descrição: Base multidisciplinar que indexa somente os periódicos mais citados em suas respectivas áreas. É também um índice de citações, informando, para cada artigo, os documentos por ele citados e os documentos que o citaram. Possui hoje mais de 9.000 periódicos indexados. É composta por: Science Citation Index Expanded (SCI- EXPANDED): 1945 até o presente; Social Sciences Citation Index: 1956 até o presente; Arts and Humanities Citation Index: 1975 até o presente. A partir de 2012 o conteúdo foi ampliado com a inclusão do Conference Proceedings Citation Index- Science (CPCI- S); Conference Proceedings Citation Index- Social Science & Humanities (CPCI-SSH).
  • 15. BIBLIOTECA FZEA/USP Patentes O que é? É um título de propriedade temporário, oficial, concedido pelo ESTADO, por força de lei, ao seu titular ou seus sucessores (pessoa física ou pessoa jurídica), que passam a possuir os direitos exclusivos sobre o bem, seja de um produto, de um processo de fabricação ou aperfeiçoamento de produtos e processos já existentes, objetos de sua patente. Terceiros podem explorar a patente somente com permissão do titular (licença). Durante a vigência da patente, o titular é recompensado pelos esforços e gastos despendidos na sua criação. O que pode ser patenteado no Brasil? Todas as criações que impliquem em desenvolvimento que acarrete em solução de um problema ou avanço tecnológico em relação ao que já existe e que possuam aplicação industrial podem, a princípio, ser passíveis de proteção.
  • 16. BIBLIOTECA FZEA/USP Bases de Dados de Patentes Derwent Innovations Index Derwent Innovations Index é uma poderosa ferramenta de pesquisa de patentes que combina Derwent World Patents Index® , Patents Citation IndexTM e Chemistry Resource (assinatura separada necessária), um banco de dados da estrutura quí mica que pode ser usado para localizar patentes contendo informações químicas. Derwent Innovations Index é atualizado semanalmente e contém mais de 16 milhões de invenções práticas, desde 1963 até os dias de hoje. As informações de patentes são coletadas com 41 autoridades emissoras de patente em todo o mundo. Google Patents Descrição: Com o Google Patent Search, agora você pode pesquisar o texto completo das patentes dos EUA e as patentes que lhe interessam. Integrity Descrição: A Thomson Reuters Integrity integra dados biológicos, químicos e farmacêuticos de mais de 420.000 compostos com atividade biológica demonstrada, explorando seus parâmetros farmacológicos, dados de farmacocinética, estudos clínicos, alvos e genes relacionados, bem como mais de 235.000 registros de famílias de patentes, permitindo aprimorar atividades de descoberta e desenvolvimento de fármacos. Sua atualização é diária e o módulo Biomarcadores do Thomson Reuters IntegritySM oferece informações com atualização contínua para dar suporte à pesquisa de biomarcadores em qualquer estágio de pesquisa e desenvolvimento do fármaco. Esse módulo faz o link com outras informações do Integrity, o que permite ao pesquisador contextualizar e acessar a importância relativa de cada biomarcador.
  • 17. BIBLIOTECA FZEA/USP INPI – Instituto Nacional de Propriedade Industrial É uma autarquia federal, criada em 1970, vinculada ao Ministério da Indústria, Comércio Exterior e Serviços, responsável pelo aperfeiçoamento, disseminação e gestão do sistema brasileiro de concessão e garantia de direitos de propriedade intelectual para a indústria. Entre os serviços do INPI, estão os registros de marcas, desenhos industriais, indicações geográficas, programas de computador e topografias de circuitos, as concessões de patentes e as averbações de contratos de franquia e das distintas modalidades de transferência de tecnologia. USPTO - Unites States Patent and Trademark Office Agência federal americana responsável pelo registro de patentes e marcas americanas. Issued Patents (PatFT): Base das patentes americanas concedida, apresenta textos completos de patentes desde 1976 e imagem completa de patentes do período entre 1790 e 1975. Published Applications (AppFT): Base de pedidos de patentes. Apresenta texto completo de pedidos de patentes a partir de 2001. Espacenet Base de dados de patente européia, com registro de depósitos de patentes de mais de 72 países e regiões, com abrangência a partir de 1836.
  • 18. BIBLIOTECA FZEA/USP Referências GIL, A. C. Como elaborar projetos de pesquisa. 5. ed. São Paulo: Atlas, 2010. GROGAN, D. Science and technology: na introduction to the literature. London: Clive Bingley, 1970. SISTEMA INTEGRADO DE BIBLIOTECAS DA UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO – SIBi/USP. Bases de dados. Disponível em:<http://www.sibi.usp.br/bases-dados/>. Acesso em: 07 abr. 2017.