Líder de Pilar– Flávia Machado<br />
AGENDA<br /><ul><li>INTRODUÇÃO
GESTÃO DO ERRO HUMANO
GESTÃO DE TREINAMENTO DAS GRANDES PERDAS
DESENVOLVIMENTO DE PESSOAS
ENVOLVIMENTO E MOTIVAÇÃO
 RESULTADOS</li></li></ul><li>MISSÃO<br />VISÃO<br />OBJETIVOS<br />WCM ser um valor paratodos da organização<br />Fazer a...
Zeroacidente
Zeroreclamação do cliente
Zeroquebra
Zero defeito
Zerorefugo</li></ul>3<br />
COMENTÁRIOS DO YAMASHINA<br />“<br />“<br />Seu especialistas são competentes, mas a visão deve ser melhorada;<br />“<br /...
STEP 7<br />STEP 6<br />STEP 5<br />STEP 4<br />STEP 3<br />STEP 2<br />STEP 1<br />SETE STEPS PARA DESENVOLVIMENTO DE PES...
TIME<br />Finanças/ Qualidade<br />FLÁVIA<br />FERRY<br />Novas pessoas do time<br />FLÁVIA MACHADO<br />RECURSOS HUMANOS<...
RADAR CHART DO TIME<br />Time<br />Finanças/ Qualidade<br />FLÁVIA MACHADO<br />RECURSOS HUMANOS<br />Produção<br />Líder ...
AGENDA<br /><ul><li>INTRODUÇÃO
GESTÃO DO ERRO HUMANO
GESTÃO DE TREINAMENTO DAS GRANDES PERDAS
DESENVOLVIMENTO DE PESSOAS
ENVOLVIMENTO E MOTIVAÇÃO
 RESULTADOS</li></li></ul><li>TRAINING PROCESS BASED ON LOSSES AND ERROR PDCA<br />TOOLS<br />TRAINING NEEDS ANALYSIS<br /...
GESTÃO DOS ERROS HUMANOS<br />FLOW<br />INPUTS<br />TOOLS<br />REGISTRATION<br /><ul><li>Quality
Safety
Machine brakedown
 WO/LO</li></ul>10<br />
GESTÃO DOS ERROS HUMANOS<br />MATRIZ QA TRANSMISSÕES<br />MATRIZ QA MOTORES<br />4 M<br />4 M<br />QC<br />PD<br />11<br />
GESTÃO DOS ERROS HUMANOS<br />ESTRATIFICAÇÃO<br />4 M - MOTORES<br />4 M - TRANSMISSÕES<br />ESTRATIFICAÇÃO<br />12<br />
GESTÃO DOS ERROS HUMANOS<br />ESTRATIFICAÇÃO<br />ESTRATIFICAÇÃO<br />13<br />
GESTÃO DOS ERROS HUMANOS<br />Fraqueza do Processo<br />EXEMPLO UTE 3125 <br />PRINCIPAIS PROBLEMAS<br />PROBLEMA<br /> Fa...
GESTÃO DOS ERROS HUMANOS<br />TWTTP/HERCA<br />Fraqueza do Processo<br />ALERTA VISUAL APÓS TORQUE EFETUADO<br />TORQUE DO...
SOP
 W.O
 VISUAL AIDS  </li></ul>15<br />
GESTÃO DOS ERROS HUMANOS<br />RITMO<br />Fraqueza do processo<br /> <br /> Entender a fraqueza do processo<br /> Desenvolv...
GESTÃO DOS ERROS HUMANOS<br />PERCURSO FORMATIVO<br />MÓDULO III<br />OFICINA DE CRIAÇÃO<br />MÓDULO II<br />ROMPENDO PARA...
 Simplicidade e baixo custo nas solução de Erros cotidianos
Pensamento Lateral
 Design Thinking
 Design de Interação
O Erro no processo produtivo
Sensibilização sobre o erro humano e causa raiz
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Apresentacao final fabiane

3.142 visualizações

Publicada em

Publicada em: Tecnologia
  • Seja o primeiro a comentar

Apresentacao final fabiane

  1. 1. Líder de Pilar– Flávia Machado<br />
  2. 2. AGENDA<br /><ul><li>INTRODUÇÃO
  3. 3. GESTÃO DO ERRO HUMANO
  4. 4. GESTÃO DE TREINAMENTO DAS GRANDES PERDAS
  5. 5. DESENVOLVIMENTO DE PESSOAS
  6. 6. ENVOLVIMENTO E MOTIVAÇÃO
  7. 7. RESULTADOS</li></li></ul><li>MISSÃO<br />VISÃO<br />OBJETIVOS<br />WCM ser um valor paratodos da organização<br />Fazer as pessoasacreditaremque o zero é um número bonito e com o WCM o zero torna-se possível<br /><ul><li>Gestão de pessoas eficaz de acordo com o CD 5 anos e ematrix QA
  8. 8. Zeroacidente
  9. 9. Zeroreclamação do cliente
  10. 10. Zeroquebra
  11. 11. Zero defeito
  12. 12. Zerorefugo</li></ul>3<br />
  13. 13. COMENTÁRIOS DO YAMASHINA<br />“<br />“<br />Seu especialistas são competentes, mas a visão deve ser melhorada;<br />“<br />O link com o CD deve ser mais forte: ampliar o conhecimento de forma rápida o suficiente para sustentar a expansão;<br />“<br />Data<br />Nota<br />NOV 2010<br />3<br />“<br />Ter bastante coerência com os dados sobre erros humanos apresentado pelo CQ e as atividades realizadas pelo PD;<br />“<br />“<br />“<br />Usar a abordagem LUTI<br />4<br />
  14. 14. STEP 7<br />STEP 6<br />STEP 5<br />STEP 4<br />STEP 3<br />STEP 2<br />STEP 1<br />SETE STEPS PARA DESENVOLVIMENTO DE PESSOAS<br />Avaliaçãocontínuaparaassegurarprosperidadepara a empresa e as pessoas<br />Desenvolvercompetenciasespecíficasparadesenvolverpessoasexcepcionais<br />Elaborar um sistemaparadesenvolver e criarconceitos e técnicasmaisavançadas<br />Introduzir um sistema de treinamentocoerenteparadesenvolvercompetencias<br />Desenvolver um sistemaparamelhorarcompetências<br />Estabelecer um sistemainicial de educação e treinamentoparadesenvolvercompetencias<br />Definirprincípios e prioridades de educação e treinamento<br />Proativo<br />Preventivo<br />Reativo<br />5<br />
  15. 15. TIME<br />Finanças/ Qualidade<br />FLÁVIA<br />FERRY<br />Novas pessoas do time<br />FLÁVIA MACHADO<br />RECURSOS HUMANOS<br />EDER<br />MARQUES<br />DIRCEU<br />RODRIGUES<br />Produção<br />Líder de Pilar<br />Time RH<br />LUIS<br />FELIPE<br />ROBERTH<br />OLIVEIRA<br />MILTON<br />EN<br />QUERLEM<br />AM<br />FLÁVIA<br />SÍLVIA<br />FIORENZA<br />CARNIELLE<br />CLÁUDIO<br />FROES<br />EVERALDO<br />EEM<br />ÍRIO<br />SAFETY<br />ÉRIKA<br />MORREALE<br />MARIANA<br />ALCÂNTARA<br />Supply Chain<br />CAMILA<br />CD<br />IVES<br />FI<br />TAÍS <br />VALERIANO<br />CAIO <br />DUARTE<br />WATSON<br />ALBUQUERQUE<br />MILTON<br />ENERGY<br />SÉRGIO<br />WO<br />Eng. Produto/ Manufatura<br />EDUARDO<br />QC<br />WANDEL<br />PM<br />RICHARD <br />LORRAN<br />JERONIMO <br />VENTURA<br />MARIANA<br />YAZBEC<br />PAGANO<br />LG<br />SÉRGIO<br />ARAÚJO<br />6<br />
  16. 16. RADAR CHART DO TIME<br />Time<br />Finanças/ Qualidade<br />FLÁVIA MACHADO<br />RECURSOS HUMANOS<br />Produção<br />Líder de Pilar<br />Time RH<br />Supply Chain<br />Eng. Produto/ Manufatura<br />Novas pessoas do time<br />
  17. 17. AGENDA<br /><ul><li>INTRODUÇÃO
  18. 18. GESTÃO DO ERRO HUMANO
  19. 19. GESTÃO DE TREINAMENTO DAS GRANDES PERDAS
  20. 20. DESENVOLVIMENTO DE PESSOAS
  21. 21. ENVOLVIMENTO E MOTIVAÇÃO
  22. 22. RESULTADOS</li></li></ul><li>TRAINING PROCESS BASED ON LOSSES AND ERROR PDCA<br />TOOLS<br />TRAINING NEEDS ANALYSIS<br />EVALUATION OF COSTS AND TRAINING BENEFITS<br />REVIEW AND PROGRESS OF TRAINING ACCORDING TO THE RESULTS ACHIEVED<br />04 STEPS <br />REDUCTION OF QUALITY PROBLEMS, NVAA, BREAKDOWNS, HUMAN ERRORS<br />STANDARDIZATION AND DEPLOYMENT<br />HERCA ADVANCED<br />THEORY / SIMULATION<br />HUMAN ERROR<br />SOP/OPL<br />B/C = 8<br />TWTTP<br />TRAINING AREAS AND ON THE JOB TRAINING<br />EXPANSION<br />MTS<br />ETUS FIRE<br />ETU 3025<br />9<br />
  23. 23. GESTÃO DOS ERROS HUMANOS<br />FLOW<br />INPUTS<br />TOOLS<br />REGISTRATION<br /><ul><li>Quality
  24. 24. Safety
  25. 25. Machine brakedown
  26. 26. WO/LO</li></ul>10<br />
  27. 27. GESTÃO DOS ERROS HUMANOS<br />MATRIZ QA TRANSMISSÕES<br />MATRIZ QA MOTORES<br />4 M<br />4 M<br />QC<br />PD<br />11<br />
  28. 28. GESTÃO DOS ERROS HUMANOS<br />ESTRATIFICAÇÃO<br />4 M - MOTORES<br />4 M - TRANSMISSÕES<br />ESTRATIFICAÇÃO<br />12<br />
  29. 29. GESTÃO DOS ERROS HUMANOS<br />ESTRATIFICAÇÃO<br />ESTRATIFICAÇÃO<br />13<br />
  30. 30. GESTÃO DOS ERROS HUMANOS<br />Fraqueza do Processo<br />EXEMPLO UTE 3125 <br />PRINCIPAIS PROBLEMAS<br />PROBLEMA<br /> Falta de aperto polia DH ocasionada pela falha no torque do parafuso<br />14<br />
  31. 31. GESTÃO DOS ERROS HUMANOS<br />TWTTP/HERCA<br />Fraqueza do Processo<br />ALERTA VISUAL APÓS TORQUE EFETUADO<br />TORQUE DO PARAFUSO VINCULADO AO PLC<br />ZERO <br />DEFEITO<br />IMPLANTAÇÃO<br /> ERROR PROOFING<br />AÇÕES IMPLEMENTADAS<br /><ul><li>ERROR PROOFING
  32. 32. SOP
  33. 33. W.O
  34. 34. VISUAL AIDS </li></ul>15<br />
  35. 35. GESTÃO DOS ERROS HUMANOS<br />RITMO<br />Fraqueza do processo<br /> <br /> Entender a fraqueza do processo<br /> Desenvolver ações adequadas à prova de erros.<br />RADAR DO TIME<br />TIME DE POKA YOKE<br />PRINCIPAIS PROBLEMAS<br />QC<br />PD<br />16<br />
  36. 36. GESTÃO DOS ERROS HUMANOS<br />PERCURSO FORMATIVO<br />MÓDULO III<br />OFICINA DE CRIAÇÃO<br />MÓDULO II<br />ROMPENDO PARADIGMAS<br /> MUDANÇA DE CULTURA<br />MÓDULO I<br />ALINHAMENTO DOS CONCEITOS E DO PAPEL<br /><ul><li>Engajamento e encorajamento da ousadia na solução de Erros
  37. 37. Simplicidade e baixo custo nas solução de Erros cotidianos
  38. 38. Pensamento Lateral
  39. 39. Design Thinking
  40. 40. Design de Interação
  41. 41. O Erro no processo produtivo
  42. 42. Sensibilização sobre o erro humano e causa raiz
  43. 43. Curva do Esquecimento</li></ul>MATRIZ QA NET WORK<br />QC<br />PD<br />17<br />
  44. 44. B/CXXX<br />Result: zero defect<br />GESTÃO DOS ERROS HUMANOS<br />POSSIBILIDADE DE ERRO NA MONTAGEM DO REDENTOR <br />OPERAÇÃO 20S DA LINHA DO ALUMINIO UTE<br />IMPLANTAÇÃO<br /> POKA YOKE<br />BEFORE<br />AFTER<br />MATRIZ QA NETWORK TRANSMISSÕES<br />Foi reduzido o diâmetro do pino da prensa e magnetizada a base para condicionar a montagem do retentor apenas com a parte metálica voltada para cima.<br />O retentor era posicionado através da interferência do lábio com o pino da prensa, o que possibilitava a montagem invertida do mesmo<br />18<br />
  45. 45. GESTÃO DOS ERROS HUMANOS<br />97<br />32<br />OPL<br />SOP<br />44<br />225<br />19<br />VISUAL AID<br />OPERATION <br />TRAINING<br />
  46. 46. AGENDA<br /><ul><li>INTRODUÇÃO
  47. 47. GESTÃO DO ERRO HUMANO
  48. 48. GESTÃO DE TREINAMENTO DAS GRANDES PERDAS
  49. 49. DESENVOLVIMENTO DE PESSOAS
  50. 50. ENVOLVIMENTO E MOTIVAÇÃO
  51. 51. RESULTADOS</li></li></ul><li>TRAINING ACTIVITY DUE TO MAIN LOSSES - PDCA<br />CostDeployment<br />Matriz QA<br />Matriz S<br />Definição dos Projetos<br />Resultados<br />Padronização/ Expansão<br />GAPs de Competências<br />Definição de Perfil e Competência<br />Definição do Time do Projeto<br />Controle da Qualidade do Treinamento<br />Identificação e Certificação do Treinador<br />Organização do Treinamento<br />Plano Anual de Treinamento<br />Métodos de Treinamento<br />Matriz de Priorização<br />21<br />
  52. 52. 2010 - TRAINING ACTIVITY DUE TO MAIN LOSSES - PDCA<br />Pareto Losses – Manufacturing 7th cost deployment (values in R$M)<br />Stratification ETU - 3025<br />22<br />
  53. 53. 2010 - TRAINING ACTIVITY DUE TO MAIN LOSSES - PDCA<br />MATRIZ E<br />POTENCIAIS PROJETOS<br />MATRIZ DE RESPONSABILIDADES<br />23<br />
  54. 54. 2010 - TRAINING ACTIVITY DUE TO MAIN LOSSES - PDCA<br />MATRIZ DE RESPONSABILIDADES<br />COMPETÊNCIAS NECESSÁRIAS<br />CONCEITOS WO/LO<br />VÍDEO TIMER PRO<br />GOLDEN / STRIKE ZONE<br />SOP/OPL<br />TIME DE PROJETO<br />SIMULATION<br />MURI MURA MUDA<br />LÍDER UTE<br />PTS<br />LÍDER PILAR WO<br />OPERADOR<br />INPUT PARA PLANO DE TREINAMENTO<br />24<br />
  55. 55. 2010 - TRAINING ACTIVITY DUE TO MAIN LOSSES - PDCA<br />MATRIZ DE PRIORIZAÇÃO<br />PLANO DE TREINAMENTO<br />Organizar a longo prazo<br />Organizar a médio prazo<br />Organizar a curto prazo<br />Criar plano imediato com outras ações<br />25<br />
  56. 56. 2010 - TRAINING ACTIVITY DUE TO MAIN LOSSES - PDCA<br />MÉTODOS DE TREINAMENTO POR CLUSTER<br />COLOCAR AS METODOLOGIAS QUE UILIZAMOS PARA O MURI/ MURA/ MUDA<br />26<br />
  57. 57. Identificação das necessidades <br />Identificação das necessidades <br />2010 - TRAINING ACTIVITY DUE TO MAIN LOSSES - PDCA<br />Divulgar a demanda nos meios de comunicação com os pré-requisitos<br />Identificação no mercado da empresa especializada<br />IDENTIFICAÇÃO DO TREINADOR<br />Avaliação/ Seleção dos interessados<br />Reunião de briefing entre consultoria e técnicos da empresa<br />IDENTIFICAÇÃO TREINADOR<br />Avaliação e Certificação do Multiplicador<br />Formação dos Multiplicadores <br />Análise do currículo do consultor<br />Consultoria Externa<br />Acompanhamento de uma turma e realização de uma turma<br />Validação do conteúdo do curso<br />COLOCAR FOTO DO MULTIPLICADOR E N° DE TURMAS EM 2010<br />27<br />
  58. 58. 2010 - TRAINING ACTIVITY DUE TO MAIN LOSSES - PDCA<br />FLUXO DE ORGANIZAÇÃO DOS TREINAMENTOS<br />CONTROLE DE QUALIDADE<br />AVALIAÇÃO DE CONHECIMENTO<br />AVALIAÇÃO DE EFICÁCIA<br />PRÉ TESTE<br />COLOCAR FORMULÁRIO MAIS RESULTADO<br />PÓS TESTE<br />COLOCAR RESULTADO<br />28<br />
  59. 59. TRAINING ACTIVITY DUE TO MAIN LOSSES - PDCA<br />NVA and Desaturation Losses<br />ETU 3025 – YTD 2010<br />(Values KR$)<br />120 PEOPLE INVOLVED AND TRAINED<br />REDUÇÃO 36 % NVA<br />29<br />
  60. 60. TRAINING ACTIVITY DUE TO MAIN LOSSES - PDCA<br />MÉTODOS UTILIZADOS<br />AGENDA DOS CURSOS<br />CONTEÚDO DOS CURSO<br />PLANOS DE AULA<br />PLANO DE TREINAMENTO 2012<br />PLANO DE TREINAMENTO 2013<br />PLANO DE TREINAMENTO 2014<br />PLANO DE TREINAMENTO 2015<br />Cursos<br />Externos<br />30<br />
  61. 61. 2011 – 2015 - TRAINING ACTIVITY DUE TO MAIN LOSSES - PDCA<br />CD<br />PD<br />31<br />
  62. 62. 2011 – 2015 - TRAINING ACTIVITY DUE TO MAIN LOSSES - PDCA<br />PROJETOS PARA ATACAR PERDAS EM NVA <br />2010 - 2015<br />Projetos Redução<br />NVA 2010<br />Projetos Redução<br />NVA 2011<br />Projetos Redução<br />NVA 2012<br />Projetos Redução<br />NVA 2013<br />Projetos Redução<br />NVA 2014<br />Projetos Redução<br />NVA 2015<br />32<br />
  63. 63. AGENDA<br /><ul><li>INTRODUÇÃO
  64. 64. GESTÃO DO ERRO HUMANO
  65. 65. GESTÃO DE TREINAMENTO DAS GRANDES PERDAS
  66. 66. DESENVOLVIMENTO DE PESSOAS
  67. 67. ENVOLVIMENTO E MOTIVAÇÃO
  68. 68. RESULTADOS</li></li></ul><li>CLASSIFICAÇÃO DOS WHITE COLLARS<br />Classificação dos White Collars<br />Definição dos Projetos<br />CostDeployment<br />5 anos<br />Necessidades de White Collars<br />Estratégia de Desenvolvimento dos White Collars<br />34<br />
  69. 69. CLASSIFICAÇÃO DOS WHITE COLLARS<br />CostDeployment<br />5 anos<br />Total Losses Evolution (2009~2015)<br />(Values in MR$)<br />2014<br />2009<br />2011<br />2013<br />2010<br />2012<br />2015<br />35<br />
  70. 70. CLASSIFICAÇÃO DOS WHITE COLLARS<br />Definição dos Projetos <br />NVA Losses Evolution (2011~2015)<br />(Values in MR$)<br />2014<br />2011<br />2013<br />2015<br />2012<br />
  71. 71. CLASSIFICAÇÃO DOS WHITE COLLARS<br />Definição dos Projetos <br />NVA Losses Evolution (2011~2015)<br />(Values in MR$)<br />2014<br />2011<br />2013<br />2015<br />2012<br />37<br />
  72. 72. CLASSIFICAÇÃO DOS WHITE COLLARS<br />Definição dos Projetos <br />NVA Losses Evolution (2011~2015)<br />(Values in MR$)<br />2014<br />2011<br />2013<br />2015<br />2012<br />38<br />
  73. 73. CLASSIFICAÇÃO DOS WHITE COLLARS<br />Classificação dos White Collars<br />ou<br />Nível de Conhecimento: 0 – não conhece/ 1 – conhece mas, não aplica/ 2 – conhece e aplica com supervisão/ 3 – aplica com autonomia/ 4 – especialista/ 5 – multiplicador<br />39<br />
  74. 74. CLASSIFICAÇÃO DOS WHITE COLLARS<br />PROJETOS DE NVA<br />Necessidades de White Collars<br />47 pessoas<br />40<br />
  75. 75. CLASSIFICAÇÃO DOS WHITE COLLARS<br />Necessidades<br />Estratégia de Desenvolvimento dos White Collars<br />Coaching ou envolvimento em Projetos WCM<br />PLANO DE DESENVOLVIMENTO INDIVIDUAL<br /> FORMAÇÃO<br />TRAINEE<br />Padronização de rotinas<br />Avaliar as pessoas <br /><ul><li>Avaliação de Desempenho
  76. 76. PD Online – Mapa de Competências Técnico
  77. 77. PD Online – Mapa de Competências WCM
  78. 78. Turn over Qualitativo</li></ul>LUTI<br />Book Multiplicador Interno<br />PADRONIZAÇÃO<br />MONITORAMENTO<br />Evolução dos mapas de competências<br />N° de Kaizens/ Modalidade e Benefícios<br />Evolução na avaliação de desempenho<br />
  79. 79. CLASSIFICAÇÃO DOS WHITE COLLARS<br />PROGRAMA 2011<br />PROGRAMA 2010<br />10 ENGENHEIROS<br />11 TÉCNICOS<br />ESTRUTURA DO<br /> PROGRAMA<br />8 OPERADORES D<br />21 pessoas<br />42<br />

×