Casa em bom Jesus 2

1.538 visualizações

Publicada em

casa/em/bom/Jesus/souto/de/moura

Publicada em: Educação
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.538
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
3
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
21
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Casa em bom Jesus 2

  1. 1. Casa em Bom Jesus 2 Eduardo Souto de moura “A casa, com seus respectivos jardins, parece ser um tratamento topográfico e paisagístico do solo”. Souto de Moura.
  2. 2. Casa em Bom Jesus II Projeto: 1996-2004 Construção: 2004-2007 Local: Bom Jesus, Braga-PT Área do Terreno: 1.171m² Área da Edificação: 5.050m²
  3. 3. Eduardo Elísio Machado Souto de Moura
  4. 4. A 14 de Julho de 2011, Souto de Moura foi distinguido pela Faculdade de Arquitectura e Artes da Universidade Lusíada do Porto com o doutoramento Honoris Causa. No mesmo ano de 2011, a Universidade de Aveiro também lhe concedeu o título de Doutor Honoris Causa. Arquiteto seguidor de uma geração, que a partir dos anos 50, marcou a arquitetura portuguesa.
  5. 5. Principai s Obras Departamento de Geociências da Univ. de Aveiro, Portugal, 1990-1994 Serpentine Gallery Pavilion, Londres, 2005, em parceria com Álvaro Siza CASA EM CASCAIS, PORTUGAL, 2002 ESTÁDIO MUNICIPAL DE BRAGA, PORTUGAL, 2001 Casa do Cinema, Porto, Portugal, 2006 Museu Casa das Histórias, Cascais, Portugal, 2006
  6. 6. Características Predominantes de suas Obras • Influência da linguagem arquitetônica de Mies van de Rohe, onde a dialética é o princípio operativo. • Apresenta simplicidade, onde origina a busca incessante do aperfeiçoamento da técnica.
  7. 7. Localizaçã o - O edifício está localizado em uma colina acima da cidade de Braga, permitindo a vista para o mar entre as montanhas azuis que circundam a cidade. - O cliente queria uma casa em preto e branco, com grandes terraços com vista pra o vale.
  8. 8. A casa em Bom Jesus II, localizada na cidade de Braga, Portugal, está inserida numa colina com uma acentuada inclinação. O arquiteto optou por não modificar a topografia, e sim utilizá-la na composição formal da obra.
  9. 9. Ao fundo vê-se uma grande montanha coberta de vegetação. De determinados ângulos esta sobreposição de imagens pode fazer parecer que a casa nasce na base da montanha. No entanto a parte mais alta, no quinto nível, é o topo da elevação onde a edificação está locada. A montanha vista ao sul está fora da parte urbanizada da cidade.
  10. 10. Programa • Piso térreo: área de serviç o e espaç os sociais. • No primeiro andar: espaç os privados, quartos e biblioteca
  11. 11. 16. Salão de Jogos 17. Escritório 18. Armazenamento 19. Vault (?)
  12. 12. Plano de caverna (à direita) 1. Garagem 2. Quarto Arrumado 3. Área Técnica 4. Hall 5. Banheiro 6. Armazenamento 7. Cozinha 8. Piscina 9. Closet 10. Área Técnica 11. Spa
  13. 13. A Circulação se dá através de escadas e corredores.
  14. 14. Elevação Sudeste Elevação Nordeste Elevação Sudoeste
  15. 15. Elevação Sudoeste Elevação Sudoeste
  16. 16. Cortes Longitudinais
  17. 17. Estrutura - Nas paredes externas e muros de contenção: concreto aparente que por sua Rigidez se impõe de forma contrária às curvas do terreno.
  18. 18. - As partes não edificadas e coberturas possuem a vegetação como revestimento, o que contrasta com a reticulosidade do concreto fazendo uma combinação típica de vegetação e área concretada.
  19. 19. Volumetri a - Construção tipo: ‘’caixa’’. - Ângulos retos - Fluidez da forma - Simplicidade estética - Forma suave ao inserir no terreno - Combinação básica de elementos (concreto + vidro + vegetação)
  20. 20. ESPAÇ O A cada plataforma foi atribuída uma função: - Na base inferior: plantação de frutas. - Na segunda: uma piscina. - Na terceira: uso comum da casa. - Na quarta: espaços íntimos. - E na quinta: uma breve prolongação da colina, onde foi instalado um pequeno bosque.
  21. 21. - Espaços sociais possuem comunicação direta com o exterior - Grandes aberturas e pouco acabamento nas paredes. - As áreas íntimas: - mais reservadas - aberturas menores - mais tratamento nas paredes - posição mais elevada na edificação.
  22. 22. Referências http://www.architecturenewsplus.com/projects/2856 http://issuu.com/kevinchoy/docs/educado-souto-de-moura

×