SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 78
Plano Aquarela 2020
Marketing Turístico Internacional
         O Brasil recebe o mundo
Turismo, Copa e Olimpíadas
Turismo, Copa e Olimpíadas
•   Fluxo de aprox. 5 milhões de visitantes
•   = $ 5,8 Bilhões Dólares (2008)
•   96,4% Pretende voltar
•   7 Lugar no mundo em eventos internacionais associativos
•   Sede da Copa do Mundo de Futebol da FIFA em 2014
•   Sede dos Jogos Olímpicos e Paraolímpicos de 2016
•   Um dos principais destinos emergentes do mundo
Turismo, Copa e Olimpíadas
• Grandes eventos esportivos são, para o pais que os recebe,
  uma excelente oportunidade.

• A historia tem mostrado como um pais pode impulsionar sua
  economia, transformar cidades e mudar sua imagem como
  destino turístico a partir da imensa exposição obtida durante
  um longo período do antes, durante e depois da realização do
  evento.
Turismo, Copa e Olimpíadas
• O legado de infraestrutura, qualificação profissional, e
  promoção internacional impulsionam o fluxo turístico e de
  investimentos por um longo período.

• O Plano Aquarela 2020 – Marketing Turístico Internacional do
  Brasil traz os caminhos a percorrer, os objetivos a serem
  alcançados e as ações essenciais para que o turismo Brasileiro
  avance com as oportunidades que estão por vir.
Turismo, Copa e Olimpíadas
• Os objetivos da promoção internacional, diante dessas
  grandes oportunidades, são :

• Contribuir para o sucesso da Copa do Mundo e dos Jogos
  Olímpicos.

• Maximizar os resultados para o turismo brasileiro.

• Otimizar a exposição mundial do pais para torná-lo mais
  conhecido.
Turismo, Copa e Olimpíadas
• Toda a exigência da FIFA e do COI para realização dos eventos,
   credencia o pais como destino de qualidade para qualquer
  grande evento e esse processo traz imensos benefícios ao
  turismo nacional e internacional.
Turismo, Copa e Olimpíadas
• Copa do Mundo Alemanha – 9 bilhões de Euros a mais para o
  PIB do pais.
• Copa da África do Sul – audiência acumulada de 30 bilhões de
  expectadores, devera atrair 430 mil visitantes estrangeiros.
• Olimpíadas de Sidney – 1,7 milhões de visitantes e 3,4 bilhões
  de dólares entre 1997 e 2004.
• Olimpíadas de Londres – 2,1 bilhões de libras de 2007 a 2017.
• Expectativa da EMBRATUR, com base em experiências em
  outros países e de 500 mil visitantes a mais durante a Copa do
  Mundo.
A perspectiva brasileira
A perspectiva brasileira
• Estudo realizado pela FIA encomendada pelo Ministério do
  esporte aponta uma chegada de cerca de 380 mil visitantes
  durante as Olimpíadas no Rio em 2016.

• A maioria dos participantes de eventos internacionais quer
  voltar ao Brasil.

• Pesquisa Embratur/FGV (2008/2009)
   o Sim - 92,57%
   o Não – 7,43%
A perspectiva brasileira
• Em seu retorno, o visitante quer realizar atividades de lazer e
  negócios.

• Pesquisa Embratur/FGV (2008/2009).
   o   Lazer – 75,62%
   o   Negócios – 28,97%
   o   Atividades Pessoais – 12,10%
   o   Visita a amigos e parentes – 5,84%
   o   Outros – 4,09%
A perspectiva brasileira
• Os eventos mudam a imagem das cidades onde são realizados.

• Pesquisa Embartur/FGV (2008/2009).
   o   Melhorou – 44,92%
   o   Permaneceu a mesma – 34,22%
   o   Não sabe – 11,43%
   o   Permaneceu a mesma – 5,14%
   o   Piorou – 4,29%
Novo plano para nova fase
Novo plano para uma nova fase
• Desde 2008, a Embratur (Instituto Brasileiro de Turismo,
  responsável pela execução da Política Nacional de Turismo)
  trabalha com sua equipe de profissionais, realiza estudos,
  viagens, encontros e se prepara para conhecer o
  funcionamento e o calendário da Copa do Mundo.

• Com a vitória, em outubro de 2009, da candidatura para sede
  dos Jogos Olímpicos Rio 2016, incorpora mais um grande
  desafio ao preparar as ações de promoção internacional do
  turismo brasileiro.
Novo plano para uma nova fase
• O desafio é construir um Plano de Marketing que continue
  capaz de:
   o responder à necessidade de promover o país,
   o aproveitar as oportunidades trazidas pelos grandes eventos esportivos,
   o e ao mesmo tempo, dar continuidade ao trabalho de apoio à comercialização
     dos produtos e destinos turísticos brasileiros no exterior.


• O Plano Aquarela 2020 deverá ser anualmente atualizado, de
  acordo com a evolução dos cenários externos e internos, bem
  como em função da concretização das metas anuais.
Objetivos estratégicos
• Aprimorar e ter resultados de longo prazo no trabalho de
  promoção turística internacional do Brasil.

• Envolver os setores público e privado do turismo nacional
  numa estratégia unificada do país para o exterior para melhor
  aproveitar as oportunidades do futuro.

• Promover o Brasil como destino turístico global de forma
  profissional, com base em estudos, pesquisas e metas de
  resultados além de 2014 e 2016.

• Aproveitar a realização dos grandes eventos esportivos
  mundiais para fazer o Brasil mais conhecido pelo mundo como
  destino turístico.
Eixos de atuação
• Aprender com as experiências anteriores dos países que já
  realizaram os grandes eventos esportivos, sobretudo a forma
  como integraram as oportunidades para o turismo e a imagem
  do país.

• Inovar na forma de maximizar os resultados para o turismo
  brasileiro, construindo uma experiência brasileira, levando em
  conta as particularidades do país e a oportunidade histórica de
  realizar, em um espaço de quatro anos, os dois maiores
  eventos esportivos do planeta.
Eixos de atuação
• Planejar e monitorar as ações, parcerias, resultados e novos
  desafios que surgirão de 2010 até 2020, para que o marketing
  turístico do Brasil tenha resultados efetivos nos objetivos de
  tornar o país mais conhecido, mais visitado pelos estrangeiros
  e garantir que o turismo seja uma atividade econômica cada
  vez mais importante para a geração de divisas e empregos.
Eixos de atuação
• Atualizar a imagem que o mundo tem do país. Em um período
  em que os olhos do mundo se voltam para o país, com a
  grande exposição na mídia durante os quatro anos em que se
  realizarão os dois megaeventos esportivos, é fundamental
  promover uma mudança de percepção das pessoas de todos
  os cantos do planeta sobre o país, seu povo, sua economia,
  seus produtos e seu papel no cenário internacional.
  Otimizar informações, melhorar canais de comunicação com a
  imprensa, utilizar a internet e seus infinitos recursos serão
  atividades agregadas às campanhas de publicidade e às ações
  de relações públicas a partir de 2010.
Eixos de atuação
• Proporcionar uma experiência sensacional aos turistas.
  Tornar inesquecível a experiência dos visitantes que virão ao
  Brasil para a Copa do Mundo de Futebol e para as Olimpíadas
  do Rio de Janeiro, aproveitar os grandes momentos para atrair
  visitantes a lazer, eventos e negócios nos próximos dez anos
  através de um planejamento permanente e muito
  profissionalismo.
  O conjunto de ações e esforços serão minuciosamente
  preparados e aproveitados em todo o seu potencial para
  transformar Copa e Olimpíadas em eventos do Brasil e do
  turismo brasileiro.
Cenário de futuro do turismo
O cenário de futuro do turismo
• Olhar para o desenvolvimento do futuro do turismo no mundo
  é uma das tarefas iniciais para estudar o posicionamento do
  Brasil e traçar as metas até 2020.

• As previsões do turismo internacional feitas pela OMT
  mostram que o crescimento do setor já é retomado em
  diversas regiões e a tendência para os próximos anos é de
  evolução positiva.
O cenário de futuro do turismo
• 2020 - cerca de 1,6 bilhão de pessoas devem viajar pelo mundo
  = crescimento de 69% em relação a 2008
• 2010 - crescimento entre 1 e 3%

• 2020 - a região das Américas deverá chegar a 282 milhões de
  viagens
  = crescimento de 92% comparado a 2008

• Haverá um crescimento ainda maior no caso da América do
  Sul, que deverá quase dobrar seu número atual (20,8 milhões
  de turistas em 2008).
O cenário de futuro do turismo
• Para traçar a posição do Brasil no cenário de crescimento é
  preciso levar em consideração o acesso ao país, em especial a
  situação da acessibilidade aérea.

• Analisando a situação atual, fica clara a dependência da via
  aérea para a chegada dos turistas internacionais ao país


                  TURISTAS INTERNACIONAIS
                   NO BRASIL - vias de acesso
O cenário de futuro do turismo
• O crescimento da saída dos brasileiros para o exterior também
  vai contribuir para incrementar a oferta de voos, como já
  aconteceu nos últimos anos.

• A acessibilidade aérea mundial e de nosso continente também
  deve aumentar de forma importante até 2020.

• A Associação Latino-Americana de Transporte Aéreo indica que
  o tráfego de passageiros para a região e intrarregional vai
  aumentar em media 6,6% ao ano até 2027.
O cenário de futuro do turismo
• O turismo marítimo, muito vinculado aos cruzeiros, deve
  experimentar um crescimento importante, como consequência
  do aumento do interesse pelo Brasil, das melhores condições
  de infraestrutura portuária que vêm sendo programadas e
  pelos eventos excepcionais que serão realizados no país.

• Tudo configura um cenário de melhoria da acessibilidade, além
  dos incrementos pontuais gerados durante eventos
  excepcionais como a Copa 2014 e as Olimpíadas Rio 2016.
O cenário de futuro do turismo
• Para o Brasil, é fundamental visualizar e valorizar os modais de
  acesso terrestre entre o país e demais nações do continente
  sulamericano.

• As fronteiras atuais, sobretudo as da região Sul, responsáveis
  pela entrada de diversos viajantes dos países vizinhos,
  exemplificam como o turismo brasileiro de fronteiras é
  importante para o crescimento do número de turistas e, ao
  mesmo tempo, para a integração do continente.

• Novas vias de acesso para o Peru, Bolívia e Chile, abrem novos
  roteiros e contribuem para a diversificação de experiências e
  maiores possibilidades de acesso ao Brasil.
Desafios para a promoção
• Se a importância desses eventos excepcionais para atrair o
  interesse mundial para o Brasil é indiscutível, especialmente
  para o turismo, alguns desafios da promoção internacional
  devem ser encarados desde a fase de planejamento.

• Pesquisas recentes realizadas pela Embratur demonstram um
  interesse de participação dos turistas pela possibilidade da
  alegria e das festas de rua, mas o esporte é a principal
  motivação que impulsiona o incremento do número e do gasto
  de turistas estrangeiros nos anos de realização dos eventos é o
  esporte.
Desafios para a promoção
• Este aumento de visitantes motivados pelos esportes, em
  destinos específicos, pode provocar uma queda do turista
  “clássico” (temendo um número excessivo de pessoas ou
  aumento de custos). É preciso adequar as estratégias de
  comunicação para atender, atingir e esclarecer todos os
  públicos e, ao mesmo tempo, aproveitar as oportunidades
  associadas aos eventos.

• A criação de produtos que sejam um mix esportivo-turístico
  para os públicos mais especializados é uma das formas de
  adequar oferta e demanda, com boa gestão internacional da
  informação turística do país e do relacionamento com a
  imprensa.
Aquarela 2020
O desenho do plano
Aquarela 2020 – O desenho do plano
• Foi colocado em prática em 2005
• Buscava analisar a situação do turismo no Mundo e no Brasil
• A estratégia utilizada foi construir um Plano Operacional
• Foram utilizados estudos, pesquisas e o envolvimento dos
  setores público e privado brasileiros
• O plano foi dividido em 3 passos:
Aquarela 2020 – O desenho do plano




• Qual a situação atual depois do trabalho realizado em 2004 e
  2009?
• Como se comporta o turismo no Brasil?
• Qual a opinião do turista estrangeiro sobre o país?
• Como está a oferta turística de produtos e serviços para o
  mercado internacional?
• O que pensam os líderes do setor público e privado do turismo
  brasileiro?
Aquarela 2020 – O desenho do plano




•   Qual a visão para 2020?
•   Que objetivos e metas vamos perseguir?
•   Que produtos vamos ofertar, em quais mercados?
•   Que orçamento será necessário para cumprir nossos objetivos
    e atingir as metas?
Aquarela 2020 – O desenho do plano




• Que ferramentas, que programas, que ações serão realizadas
  em cada país?
• Quais os mercados prioritários para a promoção internacional,
  levando em conta a realização da Copa do Mundo e das
  Olimpíadas no Brasil?
• Que agenda promocional será a mais adequada para as
  grandes possibilidade de comunicação sobre o Brasil como
  destino turístico nesse período?
Diagnóstico
O ponto de partida
O mercado turístico global
• Turismo global teve crescimento constante
• Pequena desaceleração em 2008 (2º semestre) devido à crise
  econômica
• Previsão OMT para 2020 – quase 1,6 bilhão de viajantes se
  movimentem pelo mundo
Brasil, situação atual
• Evolução positiva tanto do número absoluto de turistas como
  das divisas, representando uma evolução de 132% (2003 e
  2008)
Entrada de Turistas e divisas no Brasil
Brasil, situação atual
• Quase 1/3 da demanda internacional no país é impulsionada
  por eventos.
Brasil, situação atual
• O país está no ranking do ICCA (International Congress and
  Convention Association) entre os dez primeiros
• Um dos principais destinos turísticos de eventos associativos
  do mundo
• Crescente qualificação e melhoria de infraestrutura das
  cidades brasileiras
              Ranking ICCA - Eventos Internacionais*
O que pensa o turista estrangeiro
• Pesquisa de 2009 realizada pela EMBRATUR constatou:
O que pensa o turista estrangeiro
• Quando questionados sobre a propaganda do Brasil:
O que pensa o turista estrangeiro
• Com relação ao site e marca Brasil:
O que pensa o turista estrangeiro
• Aspectos negativos:
A oferta de produtos turísticos
                      brasileiros
• Necessidade de ampliar o número de operadores que
  comercializam destinos e produtos oferecidos

• Diversificar o que era oferecido
A opinião interna

• Reuniões em 2009 com líderes do setor público e privado do
  turismo brasileiro e representantes do setor
• Profissionalismo como objetivo a perseguir
• Maior fragilidade que poderá ficar exposta durante a
  realização dos eventos
• Aliar a imagem do provo brasileiro e da natureza à
  comunicação
• Unir nos eventos, modernidade e capacidade de realizar com
  competência e profissionalismo
Planejamento da estratégia
     A visão do futuro
O que queremos ser: a visão 2020
• A imagem de como queremos ser vistos no longo prazo:
Os objetivos do Plano Aquarela 2020
• Analisando os objetivos em 2004, e o que foi alcançado em
  2010, pode-se constatar:

   o O Brasil é o destino líder no turismo da América do Sul
   o O Brasil faz parte do imaginário de latinidade, onde estão Argentina, México e
     Caribe
   o O Brasil é um dos dez destinos mais importantes do mundo para a realização
     de eventos internacionais
   o O Brasil está distanciando-se cada vez mais do imaginário exótico
   o A Marca Brasil já tem um reconhecimento e valor de mercado.
Os objetivos do Plano Aquarela 2020
• Para continuar progredindo, é necessário formular uma nova
  estratégia:

   o Mostrar o Brasil como um país continental, imenso, com uma grande
     diversidade
   o Desenvolver uma arquitetura para a Marca Brasil baseada em quatro eixos:
       • Destino Brasil: marca guarda-chuva
       • Segmentos do Brasil: marcas para os segmentos de promoção
       • Produtos Brasil: apoio e parceria de operadoras, companhias aéreas, etc.
       • Priorizar o fortalecimento do mercado latino-americano: manter a
         estratégia de diversificação de mercados europeus e norte-americanos
As metas para 2020
• Previsão de crescimento excepcional nos anos da Copa do
  Mundo Brasil 2014 e das Olimpíadas Rio 2016

• Tendência de crescimento nos anos posteriores a esses
  eventos
As metas para 2020
• META: Aumentar em 113% o entrada de divisas com os gastos
                       304% a turismo internacional de 2010 a
  dos estrangeiros no Brasil
  2020.




• META: Aumentar em 500 mil turistas na Copa 2014 e 380 mil
  nas Olimpíadas 2016.
Países prioritários: onde promover?
• Possibilidades de crescimento de cada país emissor, ou
  atrativo do mercado

• Capacidade de crescimento de mercado em cada um doa
  países, tanto o número de visitantes como da receita

• Capacidade de crescimento do Brasil em cada mercado.
Países prioritários: onde promover?
• Países azuis: volume atual e
  importância para o turismo
  mundial
• Países verdes: volume atual
  e predisposição para viajar
  ao Brasil
• Países amarelos: hoje
  pequeno volume, mas
  podem crescer por terem
  interesse no Brasil
• Países brancos: hoje volume
  pequeno, mas são
  oportunidades.
O plano de ação
Siglas e Órgãos
•   Ministério do Turismo
•   EMBRATUR (Empresa Brasileira de Turismo)
•   Ministério do Esporte
•   APEX Brasil: Agência Brasileira de Promoção de Exportações e
    Investimentos.
•   SECOM: Secretaria de Comunicação da Presidência da
    República.
•   Ministério das Relações Exteriores
•   FIFA: Federação Internacional das Associações de Futebol
•   CBF: Confederação Brasileira de Futebol.
•   LOC: Comitê Organizador Local
•   COB: Comitê Olímpico Brasileiro
O plano de ação
• O planejamento da promoção turística internacional do
  Brasil busca dar continuidade de suas ações já desenvolvidas
  nos países prioritários para ampliar sua presença em termos
  de imagem e comercialização, bem como promover iniciativas
  para gerar novas oportunidades com a realização da Copa e
  das Olimpíadas aqui em 2014 e 2016 respectivamente.

• Alinhando as ações, uma promoção internacional envolve
  políticas públicas e empresas privadas atuando em conjunto
  para promover o país e seus aspectos turísticos .
O plano de ação
• Deve haver um alinhamento das políticas gerais do ministério
  do turismo para o planejamento e execução das ações para a
  Copa.

• Trabalho interno da EMBRATUR na preparação e coordenação
  do Plano Aquarela 2020, que passou a incorporar a Copa do
  mundo a partir do planejamento de 2008 e as Olimpíadas a
  partir de 2009.
O plano de ação
• Os principais aspectos abordados foram a definição do
  cronograma de trabalho e o
• inicio da construção de parcerias. Para o cronograma houve a
  interface entre a EMBRATUR , o Ministério do Turismo,
  Ministério do Esporte , a APEX e a SECOM; e na construção de
  parcerias houve a interface entre líderes do trabalho local, da
  FIFA , da CBF (LOC e da COB).

• Realizações de seminários internos envolvendo diretores e
  gerentes da EMBRATUR e a consultoria Chias Marketing para
  elaborar o primeiro documento de planejamento, cronograma
  e atuação para os dois eventos a Copa de 2014 e a Olimpíadas
  de 2016.
O plano de ação
• Elaboração de notas técnicas, documento que orientou a
  construção do Plano Aquarela 2020.

• Para a construção deste documento de notas técnicas foram
  necessários diversas ações como: viagens a Alemanha e África
  do Sul para estudo, reuniões com a FIFA, reuniões com a
  South Africa Turism, participações na Copa das Confederações
  na África do Sul,
O plano de ação
• Reunião e preparação do acordo de cooperação (EMBRATUR e
  Visit Britain), Realização em parceria com o comitê local da
  Copa, participação no SOCCEREX (feira da África do Sul),
  pesquisa com o turista estrangeiro, novas pesquisas, pesquisas
  com operadores de turismo, pesquisas de demanda
  internacional, reuniões setoriais de turismo do Brasil e
  relatórios de imagens do Brasil.
A agenda 2010
A agenda 2010
• O cronograma de 2010 é o ponto de partida para aproveitar
  grandes oportunidades
• que começam a aparecer depois do encerramento da Copa da
  África do Sul .

• Janeiro a Julho:

• Preparação das ações em parcerias executadas durante o
  Mundial da África do Sul, entre: o Ministério do Turismo ,
  Ministério do Esporte, a APEX, a EMBRATUR e a CBF.
A agenda 2010
• Inicio da agenda de promoção comercial do Brasil no exterior.
  (campanhas publicitárias em países prioritários , ações de
  relações públicas com a Imprensa internacional e eventos de
  apoio à comercialização no exterior).

• Participação para observação de melhores práticas
  aprendizado obtidos na Olimpíadas de inverno de Vancouver
  (Canadá).

• Realização de visita a Austrália, para conhecer o Tourism
  Australia (olimpíadas de Sidney 2000).
A agenda 2010
• Preparação da Campanha Global, congratulações a África
  para visitar o Brasil Sensacional em 2014.

• Realização de Ação de relações Públicas, tais relações
  públicas envolveram operadoras de turismo, empresários
  estrangeiros , imprensa internacional e a APEX.
A agenda 2010
• Apresentação no Brasil da nova campanha publicitária ,
  veiculada a partir de julho de 2010.

• Lançamento dos programas especiais de promoção
  internacional, para a Copa de 2014 e para as Olimpíadas de
  2016, apoio e promoção de eventos associativos e esportivos.

• Entrega as cidades-sede pela EMBRATUR , de um Kit de
  material promocional, informativo com a mesma identidade
  visual usada no exterior em 2010 (livro, vídeo, página web e
  banco de imagens).
A agenda 2010
Julho a Dezembro:

• Inicio a promoção do Brasil após o encerramento da Copa da
  África, com ações na própria África bem como em países
  selecionados de acordo a prioridades estabelecidas pelo Plano
  Aquarela.
A agenda 2010
• Ações na África, o Brasil tem direito a espaços para exposição
  da Copa no Brasil na imprensa, com formadores de opinião
  (família e esportiva) e com o grande público. Aqui atua como
  imprensa credenciada pois disponibiliza imagens sobre o
  Brasil. Este espaço é compartilhado com todos os atores
  públicos , nestes espaço faz-se o acompanhamento dos jogos
  brasileiros em ações de rua exposição de produtos brasileiros
  em espaços comerciais e eventos culturais que mostrem a
  diversidade de Brasil.
• Ações no Mundo: campanha de comunicação global do Brasil
  como sede da Copa de 2014 em diversos países incluindo
  publicidade e ações de relações públicas. Os programas de
  comunicação digital e de relações públicas atuarão intensiva e
  Permanentemente sobre o turismo do Brasil para o mundo.
A agenda 2010/2012 e
     2012/2016
Agenda 2010
• Viagem de aprendizado para Jogos Olímpicos de Inverno em
  Vancouver;

• As cidades sedes recebem material promocional da Embratur
  para promoção internacional;

• Lançamento do Site Brasil e 12 cidades;

• Inicio da implantação do Programa Brasil Eventos ICCA;
Agenda 2010
• Inicio das ações de promoção da Copa do Mundo Brasil 2014,
  na África do Sul;

• Eventos do Brasil na África do Sul e no mundo;

• Viagem de aprendizado com as melhores praticas da Copa do
  Mundo de futebol – África do Sul.
Agenda 2011
• V Jogos Mundiais Militares Rio 2011 – Rio de Janeiro;

• Relatório de monitoramento das ações e de promoção
  internacional;

• Preparação para informar ao mundo as oportunidades da Copa
  do Mundo de 2014.
Agenda 2011-2012
• Viagem de aprendizado ao Jogos Olímpicos e Paraolímpicos de
  Londres;

• Cerimônia de encerramento em Londres, o Brasil recebe a
  chama Olímpica;

• Realização da ações promocionais em Londres;
Agenda 2013
• Copa das Confederações – Ensaio Geral para Copa de 2014.

• Classificação dos Países para disputa da Copa do Mundo de
  2014.

• Definição das Cidades Sedes das Seleções no Brasil.

• Oferta de Roteiros e Informações específicas sobres as cidades
  sedes e sobre outros destinos brasileiros.
Agenda 2014
• Congresso da FIFA no Brasil;

• Copa do Mundo de Futebol;

• Grande exposição de mídia do Brasil: Audiência acumulada de
  28 bilhões de expectadores em todo mundo.
Agenda 2014-2016
• Comunicar ao mundo o sucesso da Copa do Mundo no Brasil;

• Intensificação da promoção do Rio de Janeiro como sede dos
  Jogos Olímpicos;

• Oferta de Roteiros e Informações específicas sobres as cidades
  sedes e sobre outros destinos brasileiros.
Agenda 2016
• Jogos Olímpicos e Paraolímpicos do Rio de Janeiro;

• Intensificação das ações de promoção do Brasil no mundo;

• Intensificação das Relações Públicas.
Agenda 2016 -2020
• Potencialização do legado de exposição da imagem do Brasil.
  Comunicar ao mundo o sucesso dos Jogos Olímpicos e
  Paraolímpicos do Rio de Janeiro;

• Manutenção do Ritmo Crescente do turismo internacional no
  Brasil;

• O Brasil se consolida entre os líderes do turismo mundial.
Apresentação aquarela 2020

Mais conteúdo relacionado

Semelhante a Apresentação aquarela 2020

Apresentação do Plano Aquarela
Apresentação do Plano AquarelaApresentação do Plano Aquarela
Apresentação do Plano AquarelaMarcelo Silva
 
3. Plano Aquarela 2020
3. Plano Aquarela 20203. Plano Aquarela 2020
3. Plano Aquarela 2020Toni Sando
 
Visa perspectivas do turismo no Brasil 2011
Visa perspectivas do turismo no Brasil 2011Visa perspectivas do turismo no Brasil 2011
Visa perspectivas do turismo no Brasil 2011Jeanine Pires
 
Copa '14: Nossa BH na Inovatec_Apresentação do Governo de Minas_Projeto Copa ...
Copa '14: Nossa BH na Inovatec_Apresentação do Governo de Minas_Projeto Copa ...Copa '14: Nossa BH na Inovatec_Apresentação do Governo de Minas_Projeto Copa ...
Copa '14: Nossa BH na Inovatec_Apresentação do Governo de Minas_Projeto Copa ...Movimento Nossa BH
 
Apresentação Setur Agenda Bahia
Apresentação Setur Agenda BahiaApresentação Setur Agenda Bahia
Apresentação Setur Agenda BahiaDaniel Meira
 
04 brasilia cetur_cnc_11092018
04 brasilia cetur_cnc_1109201804 brasilia cetur_cnc_11092018
04 brasilia cetur_cnc_11092018Sistema CNC
 
Ii seminário são paulo de braços abertos para a copa de 2014 – 08 11-2010 – a...
Ii seminário são paulo de braços abertos para a copa de 2014 – 08 11-2010 – a...Ii seminário são paulo de braços abertos para a copa de 2014 – 08 11-2010 – a...
Ii seminário são paulo de braços abertos para a copa de 2014 – 08 11-2010 – a...FecomercioSP
 
Proposta de patrocíncio campeonato de moto aquatica
Proposta de patrocíncio  campeonato de moto aquaticaProposta de patrocíncio  campeonato de moto aquatica
Proposta de patrocíncio campeonato de moto aquaticaDiego Vera
 
O que a COPA nos deixou de lição para os Jogos Olímpicos?Jun Yamamoto – Diret...
O que a COPA nos deixou de lição para os Jogos Olímpicos?Jun Yamamoto – Diret...O que a COPA nos deixou de lição para os Jogos Olímpicos?Jun Yamamoto – Diret...
O que a COPA nos deixou de lição para os Jogos Olímpicos?Jun Yamamoto – Diret...sheila freire
 
Webinar “Os Jogos Olímpicos chegaram, e agora?" - Painel 2: O que a COPA nos ...
Webinar “Os Jogos Olímpicos chegaram, e agora?" - Painel 2: O que a COPA nos ...Webinar “Os Jogos Olímpicos chegaram, e agora?" - Painel 2: O que a COPA nos ...
Webinar “Os Jogos Olímpicos chegaram, e agora?" - Painel 2: O que a COPA nos ...Anna Albernaz
 
Aimportnciadoturismonobrasilenomundofa35e192
Aimportnciadoturismonobrasilenomundofa35e192Aimportnciadoturismonobrasilenomundofa35e192
Aimportnciadoturismonobrasilenomundofa35e192Thais Mendes Pinheiro
 
Ii seminário são paulo de braços abertos para a copa de 2014 – 08 11-2010 – a...
Ii seminário são paulo de braços abertos para a copa de 2014 – 08 11-2010 – a...Ii seminário são paulo de braços abertos para a copa de 2014 – 08 11-2010 – a...
Ii seminário são paulo de braços abertos para a copa de 2014 – 08 11-2010 – a...FecomercioSP
 
Salão mineiro copa 2014 salão mineiro
Salão mineiro copa 2014 salão mineiroSalão mineiro copa 2014 salão mineiro
Salão mineiro copa 2014 salão mineiroEspalhe Minas
 

Semelhante a Apresentação aquarela 2020 (20)

Apresentação do Plano Aquarela
Apresentação do Plano AquarelaApresentação do Plano Aquarela
Apresentação do Plano Aquarela
 
3. Plano Aquarela 2020
3. Plano Aquarela 20203. Plano Aquarela 2020
3. Plano Aquarela 2020
 
Visa perspectivas do turismo no Brasil 2011
Visa perspectivas do turismo no Brasil 2011Visa perspectivas do turismo no Brasil 2011
Visa perspectivas do turismo no Brasil 2011
 
Copa '14: Nossa BH na Inovatec_Apresentação do Governo de Minas_Projeto Copa ...
Copa '14: Nossa BH na Inovatec_Apresentação do Governo de Minas_Projeto Copa ...Copa '14: Nossa BH na Inovatec_Apresentação do Governo de Minas_Projeto Copa ...
Copa '14: Nossa BH na Inovatec_Apresentação do Governo de Minas_Projeto Copa ...
 
Apresentação Setur Agenda Bahia
Apresentação Setur Agenda BahiaApresentação Setur Agenda Bahia
Apresentação Setur Agenda Bahia
 
Plano promocao brasil
Plano promocao brasilPlano promocao brasil
Plano promocao brasil
 
04 brasilia cetur_cnc_11092018
04 brasilia cetur_cnc_1109201804 brasilia cetur_cnc_11092018
04 brasilia cetur_cnc_11092018
 
Sebrae na Copa 2014
Sebrae na Copa 2014Sebrae na Copa 2014
Sebrae na Copa 2014
 
Plano nacional Turismo 2013
Plano nacional Turismo 2013Plano nacional Turismo 2013
Plano nacional Turismo 2013
 
Ii seminário são paulo de braços abertos para a copa de 2014 – 08 11-2010 – a...
Ii seminário são paulo de braços abertos para a copa de 2014 – 08 11-2010 – a...Ii seminário são paulo de braços abertos para a copa de 2014 – 08 11-2010 – a...
Ii seminário são paulo de braços abertos para a copa de 2014 – 08 11-2010 – a...
 
Eventos turísticos
Eventos turísticosEventos turísticos
Eventos turísticos
 
Proposta de patrocíncio campeonato de moto aquatica
Proposta de patrocíncio  campeonato de moto aquaticaProposta de patrocíncio  campeonato de moto aquatica
Proposta de patrocíncio campeonato de moto aquatica
 
O que a COPA nos deixou de lição para os Jogos Olímpicos?Jun Yamamoto – Diret...
O que a COPA nos deixou de lição para os Jogos Olímpicos?Jun Yamamoto – Diret...O que a COPA nos deixou de lição para os Jogos Olímpicos?Jun Yamamoto – Diret...
O que a COPA nos deixou de lição para os Jogos Olímpicos?Jun Yamamoto – Diret...
 
Webinar “Os Jogos Olímpicos chegaram, e agora?" - Painel 2: O que a COPA nos ...
Webinar “Os Jogos Olímpicos chegaram, e agora?" - Painel 2: O que a COPA nos ...Webinar “Os Jogos Olímpicos chegaram, e agora?" - Painel 2: O que a COPA nos ...
Webinar “Os Jogos Olímpicos chegaram, e agora?" - Painel 2: O que a COPA nos ...
 
Aimportnciadoturismonobrasilenomundofa35e192
Aimportnciadoturismonobrasilenomundofa35e192Aimportnciadoturismonobrasilenomundofa35e192
Aimportnciadoturismonobrasilenomundofa35e192
 
Agenda Bahia - Turismo
Agenda Bahia - TurismoAgenda Bahia - Turismo
Agenda Bahia - Turismo
 
Apresentação Agenda Bahia
Apresentação Agenda BahiaApresentação Agenda Bahia
Apresentação Agenda Bahia
 
Forum de turismo 2010 Setur
Forum de turismo 2010 SeturForum de turismo 2010 Setur
Forum de turismo 2010 Setur
 
Ii seminário são paulo de braços abertos para a copa de 2014 – 08 11-2010 – a...
Ii seminário são paulo de braços abertos para a copa de 2014 – 08 11-2010 – a...Ii seminário são paulo de braços abertos para a copa de 2014 – 08 11-2010 – a...
Ii seminário são paulo de braços abertos para a copa de 2014 – 08 11-2010 – a...
 
Salão mineiro copa 2014 salão mineiro
Salão mineiro copa 2014 salão mineiroSalão mineiro copa 2014 salão mineiro
Salão mineiro copa 2014 salão mineiro
 

Apresentação aquarela 2020

  • 1. Plano Aquarela 2020 Marketing Turístico Internacional O Brasil recebe o mundo
  • 2. Turismo, Copa e Olimpíadas
  • 3. Turismo, Copa e Olimpíadas • Fluxo de aprox. 5 milhões de visitantes • = $ 5,8 Bilhões Dólares (2008) • 96,4% Pretende voltar • 7 Lugar no mundo em eventos internacionais associativos • Sede da Copa do Mundo de Futebol da FIFA em 2014 • Sede dos Jogos Olímpicos e Paraolímpicos de 2016 • Um dos principais destinos emergentes do mundo
  • 4. Turismo, Copa e Olimpíadas • Grandes eventos esportivos são, para o pais que os recebe, uma excelente oportunidade. • A historia tem mostrado como um pais pode impulsionar sua economia, transformar cidades e mudar sua imagem como destino turístico a partir da imensa exposição obtida durante um longo período do antes, durante e depois da realização do evento.
  • 5. Turismo, Copa e Olimpíadas • O legado de infraestrutura, qualificação profissional, e promoção internacional impulsionam o fluxo turístico e de investimentos por um longo período. • O Plano Aquarela 2020 – Marketing Turístico Internacional do Brasil traz os caminhos a percorrer, os objetivos a serem alcançados e as ações essenciais para que o turismo Brasileiro avance com as oportunidades que estão por vir.
  • 6. Turismo, Copa e Olimpíadas • Os objetivos da promoção internacional, diante dessas grandes oportunidades, são : • Contribuir para o sucesso da Copa do Mundo e dos Jogos Olímpicos. • Maximizar os resultados para o turismo brasileiro. • Otimizar a exposição mundial do pais para torná-lo mais conhecido.
  • 7. Turismo, Copa e Olimpíadas • Toda a exigência da FIFA e do COI para realização dos eventos, credencia o pais como destino de qualidade para qualquer grande evento e esse processo traz imensos benefícios ao turismo nacional e internacional.
  • 8. Turismo, Copa e Olimpíadas • Copa do Mundo Alemanha – 9 bilhões de Euros a mais para o PIB do pais. • Copa da África do Sul – audiência acumulada de 30 bilhões de expectadores, devera atrair 430 mil visitantes estrangeiros. • Olimpíadas de Sidney – 1,7 milhões de visitantes e 3,4 bilhões de dólares entre 1997 e 2004. • Olimpíadas de Londres – 2,1 bilhões de libras de 2007 a 2017. • Expectativa da EMBRATUR, com base em experiências em outros países e de 500 mil visitantes a mais durante a Copa do Mundo.
  • 10. A perspectiva brasileira • Estudo realizado pela FIA encomendada pelo Ministério do esporte aponta uma chegada de cerca de 380 mil visitantes durante as Olimpíadas no Rio em 2016. • A maioria dos participantes de eventos internacionais quer voltar ao Brasil. • Pesquisa Embratur/FGV (2008/2009) o Sim - 92,57% o Não – 7,43%
  • 11. A perspectiva brasileira • Em seu retorno, o visitante quer realizar atividades de lazer e negócios. • Pesquisa Embratur/FGV (2008/2009). o Lazer – 75,62% o Negócios – 28,97% o Atividades Pessoais – 12,10% o Visita a amigos e parentes – 5,84% o Outros – 4,09%
  • 12. A perspectiva brasileira • Os eventos mudam a imagem das cidades onde são realizados. • Pesquisa Embartur/FGV (2008/2009). o Melhorou – 44,92% o Permaneceu a mesma – 34,22% o Não sabe – 11,43% o Permaneceu a mesma – 5,14% o Piorou – 4,29%
  • 13. Novo plano para nova fase
  • 14. Novo plano para uma nova fase • Desde 2008, a Embratur (Instituto Brasileiro de Turismo, responsável pela execução da Política Nacional de Turismo) trabalha com sua equipe de profissionais, realiza estudos, viagens, encontros e se prepara para conhecer o funcionamento e o calendário da Copa do Mundo. • Com a vitória, em outubro de 2009, da candidatura para sede dos Jogos Olímpicos Rio 2016, incorpora mais um grande desafio ao preparar as ações de promoção internacional do turismo brasileiro.
  • 15. Novo plano para uma nova fase • O desafio é construir um Plano de Marketing que continue capaz de: o responder à necessidade de promover o país, o aproveitar as oportunidades trazidas pelos grandes eventos esportivos, o e ao mesmo tempo, dar continuidade ao trabalho de apoio à comercialização dos produtos e destinos turísticos brasileiros no exterior. • O Plano Aquarela 2020 deverá ser anualmente atualizado, de acordo com a evolução dos cenários externos e internos, bem como em função da concretização das metas anuais.
  • 16. Objetivos estratégicos • Aprimorar e ter resultados de longo prazo no trabalho de promoção turística internacional do Brasil. • Envolver os setores público e privado do turismo nacional numa estratégia unificada do país para o exterior para melhor aproveitar as oportunidades do futuro. • Promover o Brasil como destino turístico global de forma profissional, com base em estudos, pesquisas e metas de resultados além de 2014 e 2016. • Aproveitar a realização dos grandes eventos esportivos mundiais para fazer o Brasil mais conhecido pelo mundo como destino turístico.
  • 17. Eixos de atuação • Aprender com as experiências anteriores dos países que já realizaram os grandes eventos esportivos, sobretudo a forma como integraram as oportunidades para o turismo e a imagem do país. • Inovar na forma de maximizar os resultados para o turismo brasileiro, construindo uma experiência brasileira, levando em conta as particularidades do país e a oportunidade histórica de realizar, em um espaço de quatro anos, os dois maiores eventos esportivos do planeta.
  • 18. Eixos de atuação • Planejar e monitorar as ações, parcerias, resultados e novos desafios que surgirão de 2010 até 2020, para que o marketing turístico do Brasil tenha resultados efetivos nos objetivos de tornar o país mais conhecido, mais visitado pelos estrangeiros e garantir que o turismo seja uma atividade econômica cada vez mais importante para a geração de divisas e empregos.
  • 19. Eixos de atuação • Atualizar a imagem que o mundo tem do país. Em um período em que os olhos do mundo se voltam para o país, com a grande exposição na mídia durante os quatro anos em que se realizarão os dois megaeventos esportivos, é fundamental promover uma mudança de percepção das pessoas de todos os cantos do planeta sobre o país, seu povo, sua economia, seus produtos e seu papel no cenário internacional. Otimizar informações, melhorar canais de comunicação com a imprensa, utilizar a internet e seus infinitos recursos serão atividades agregadas às campanhas de publicidade e às ações de relações públicas a partir de 2010.
  • 20. Eixos de atuação • Proporcionar uma experiência sensacional aos turistas. Tornar inesquecível a experiência dos visitantes que virão ao Brasil para a Copa do Mundo de Futebol e para as Olimpíadas do Rio de Janeiro, aproveitar os grandes momentos para atrair visitantes a lazer, eventos e negócios nos próximos dez anos através de um planejamento permanente e muito profissionalismo. O conjunto de ações e esforços serão minuciosamente preparados e aproveitados em todo o seu potencial para transformar Copa e Olimpíadas em eventos do Brasil e do turismo brasileiro.
  • 21. Cenário de futuro do turismo
  • 22. O cenário de futuro do turismo • Olhar para o desenvolvimento do futuro do turismo no mundo é uma das tarefas iniciais para estudar o posicionamento do Brasil e traçar as metas até 2020. • As previsões do turismo internacional feitas pela OMT mostram que o crescimento do setor já é retomado em diversas regiões e a tendência para os próximos anos é de evolução positiva.
  • 23. O cenário de futuro do turismo • 2020 - cerca de 1,6 bilhão de pessoas devem viajar pelo mundo = crescimento de 69% em relação a 2008 • 2010 - crescimento entre 1 e 3% • 2020 - a região das Américas deverá chegar a 282 milhões de viagens = crescimento de 92% comparado a 2008 • Haverá um crescimento ainda maior no caso da América do Sul, que deverá quase dobrar seu número atual (20,8 milhões de turistas em 2008).
  • 24. O cenário de futuro do turismo • Para traçar a posição do Brasil no cenário de crescimento é preciso levar em consideração o acesso ao país, em especial a situação da acessibilidade aérea. • Analisando a situação atual, fica clara a dependência da via aérea para a chegada dos turistas internacionais ao país TURISTAS INTERNACIONAIS NO BRASIL - vias de acesso
  • 25. O cenário de futuro do turismo • O crescimento da saída dos brasileiros para o exterior também vai contribuir para incrementar a oferta de voos, como já aconteceu nos últimos anos. • A acessibilidade aérea mundial e de nosso continente também deve aumentar de forma importante até 2020. • A Associação Latino-Americana de Transporte Aéreo indica que o tráfego de passageiros para a região e intrarregional vai aumentar em media 6,6% ao ano até 2027.
  • 26. O cenário de futuro do turismo • O turismo marítimo, muito vinculado aos cruzeiros, deve experimentar um crescimento importante, como consequência do aumento do interesse pelo Brasil, das melhores condições de infraestrutura portuária que vêm sendo programadas e pelos eventos excepcionais que serão realizados no país. • Tudo configura um cenário de melhoria da acessibilidade, além dos incrementos pontuais gerados durante eventos excepcionais como a Copa 2014 e as Olimpíadas Rio 2016.
  • 27. O cenário de futuro do turismo • Para o Brasil, é fundamental visualizar e valorizar os modais de acesso terrestre entre o país e demais nações do continente sulamericano. • As fronteiras atuais, sobretudo as da região Sul, responsáveis pela entrada de diversos viajantes dos países vizinhos, exemplificam como o turismo brasileiro de fronteiras é importante para o crescimento do número de turistas e, ao mesmo tempo, para a integração do continente. • Novas vias de acesso para o Peru, Bolívia e Chile, abrem novos roteiros e contribuem para a diversificação de experiências e maiores possibilidades de acesso ao Brasil.
  • 28. Desafios para a promoção • Se a importância desses eventos excepcionais para atrair o interesse mundial para o Brasil é indiscutível, especialmente para o turismo, alguns desafios da promoção internacional devem ser encarados desde a fase de planejamento. • Pesquisas recentes realizadas pela Embratur demonstram um interesse de participação dos turistas pela possibilidade da alegria e das festas de rua, mas o esporte é a principal motivação que impulsiona o incremento do número e do gasto de turistas estrangeiros nos anos de realização dos eventos é o esporte.
  • 29. Desafios para a promoção • Este aumento de visitantes motivados pelos esportes, em destinos específicos, pode provocar uma queda do turista “clássico” (temendo um número excessivo de pessoas ou aumento de custos). É preciso adequar as estratégias de comunicação para atender, atingir e esclarecer todos os públicos e, ao mesmo tempo, aproveitar as oportunidades associadas aos eventos. • A criação de produtos que sejam um mix esportivo-turístico para os públicos mais especializados é uma das formas de adequar oferta e demanda, com boa gestão internacional da informação turística do país e do relacionamento com a imprensa.
  • 31. Aquarela 2020 – O desenho do plano • Foi colocado em prática em 2005 • Buscava analisar a situação do turismo no Mundo e no Brasil • A estratégia utilizada foi construir um Plano Operacional • Foram utilizados estudos, pesquisas e o envolvimento dos setores público e privado brasileiros • O plano foi dividido em 3 passos:
  • 32. Aquarela 2020 – O desenho do plano • Qual a situação atual depois do trabalho realizado em 2004 e 2009? • Como se comporta o turismo no Brasil? • Qual a opinião do turista estrangeiro sobre o país? • Como está a oferta turística de produtos e serviços para o mercado internacional? • O que pensam os líderes do setor público e privado do turismo brasileiro?
  • 33. Aquarela 2020 – O desenho do plano • Qual a visão para 2020? • Que objetivos e metas vamos perseguir? • Que produtos vamos ofertar, em quais mercados? • Que orçamento será necessário para cumprir nossos objetivos e atingir as metas?
  • 34. Aquarela 2020 – O desenho do plano • Que ferramentas, que programas, que ações serão realizadas em cada país? • Quais os mercados prioritários para a promoção internacional, levando em conta a realização da Copa do Mundo e das Olimpíadas no Brasil? • Que agenda promocional será a mais adequada para as grandes possibilidade de comunicação sobre o Brasil como destino turístico nesse período?
  • 36. O mercado turístico global • Turismo global teve crescimento constante • Pequena desaceleração em 2008 (2º semestre) devido à crise econômica • Previsão OMT para 2020 – quase 1,6 bilhão de viajantes se movimentem pelo mundo
  • 37. Brasil, situação atual • Evolução positiva tanto do número absoluto de turistas como das divisas, representando uma evolução de 132% (2003 e 2008) Entrada de Turistas e divisas no Brasil
  • 38. Brasil, situação atual • Quase 1/3 da demanda internacional no país é impulsionada por eventos.
  • 39. Brasil, situação atual • O país está no ranking do ICCA (International Congress and Convention Association) entre os dez primeiros • Um dos principais destinos turísticos de eventos associativos do mundo • Crescente qualificação e melhoria de infraestrutura das cidades brasileiras Ranking ICCA - Eventos Internacionais*
  • 40. O que pensa o turista estrangeiro • Pesquisa de 2009 realizada pela EMBRATUR constatou:
  • 41. O que pensa o turista estrangeiro • Quando questionados sobre a propaganda do Brasil:
  • 42. O que pensa o turista estrangeiro • Com relação ao site e marca Brasil:
  • 43. O que pensa o turista estrangeiro • Aspectos negativos:
  • 44. A oferta de produtos turísticos brasileiros • Necessidade de ampliar o número de operadores que comercializam destinos e produtos oferecidos • Diversificar o que era oferecido
  • 45. A opinião interna • Reuniões em 2009 com líderes do setor público e privado do turismo brasileiro e representantes do setor • Profissionalismo como objetivo a perseguir • Maior fragilidade que poderá ficar exposta durante a realização dos eventos • Aliar a imagem do provo brasileiro e da natureza à comunicação • Unir nos eventos, modernidade e capacidade de realizar com competência e profissionalismo
  • 46. Planejamento da estratégia A visão do futuro
  • 47. O que queremos ser: a visão 2020 • A imagem de como queremos ser vistos no longo prazo:
  • 48. Os objetivos do Plano Aquarela 2020 • Analisando os objetivos em 2004, e o que foi alcançado em 2010, pode-se constatar: o O Brasil é o destino líder no turismo da América do Sul o O Brasil faz parte do imaginário de latinidade, onde estão Argentina, México e Caribe o O Brasil é um dos dez destinos mais importantes do mundo para a realização de eventos internacionais o O Brasil está distanciando-se cada vez mais do imaginário exótico o A Marca Brasil já tem um reconhecimento e valor de mercado.
  • 49. Os objetivos do Plano Aquarela 2020 • Para continuar progredindo, é necessário formular uma nova estratégia: o Mostrar o Brasil como um país continental, imenso, com uma grande diversidade o Desenvolver uma arquitetura para a Marca Brasil baseada em quatro eixos: • Destino Brasil: marca guarda-chuva • Segmentos do Brasil: marcas para os segmentos de promoção • Produtos Brasil: apoio e parceria de operadoras, companhias aéreas, etc. • Priorizar o fortalecimento do mercado latino-americano: manter a estratégia de diversificação de mercados europeus e norte-americanos
  • 50. As metas para 2020 • Previsão de crescimento excepcional nos anos da Copa do Mundo Brasil 2014 e das Olimpíadas Rio 2016 • Tendência de crescimento nos anos posteriores a esses eventos
  • 51. As metas para 2020 • META: Aumentar em 113% o entrada de divisas com os gastos 304% a turismo internacional de 2010 a dos estrangeiros no Brasil 2020. • META: Aumentar em 500 mil turistas na Copa 2014 e 380 mil nas Olimpíadas 2016.
  • 52. Países prioritários: onde promover? • Possibilidades de crescimento de cada país emissor, ou atrativo do mercado • Capacidade de crescimento de mercado em cada um doa países, tanto o número de visitantes como da receita • Capacidade de crescimento do Brasil em cada mercado.
  • 53. Países prioritários: onde promover? • Países azuis: volume atual e importância para o turismo mundial • Países verdes: volume atual e predisposição para viajar ao Brasil • Países amarelos: hoje pequeno volume, mas podem crescer por terem interesse no Brasil • Países brancos: hoje volume pequeno, mas são oportunidades.
  • 54. O plano de ação
  • 55. Siglas e Órgãos • Ministério do Turismo • EMBRATUR (Empresa Brasileira de Turismo) • Ministério do Esporte • APEX Brasil: Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos. • SECOM: Secretaria de Comunicação da Presidência da República. • Ministério das Relações Exteriores • FIFA: Federação Internacional das Associações de Futebol • CBF: Confederação Brasileira de Futebol. • LOC: Comitê Organizador Local • COB: Comitê Olímpico Brasileiro
  • 56. O plano de ação • O planejamento da promoção turística internacional do Brasil busca dar continuidade de suas ações já desenvolvidas nos países prioritários para ampliar sua presença em termos de imagem e comercialização, bem como promover iniciativas para gerar novas oportunidades com a realização da Copa e das Olimpíadas aqui em 2014 e 2016 respectivamente. • Alinhando as ações, uma promoção internacional envolve políticas públicas e empresas privadas atuando em conjunto para promover o país e seus aspectos turísticos .
  • 57. O plano de ação • Deve haver um alinhamento das políticas gerais do ministério do turismo para o planejamento e execução das ações para a Copa. • Trabalho interno da EMBRATUR na preparação e coordenação do Plano Aquarela 2020, que passou a incorporar a Copa do mundo a partir do planejamento de 2008 e as Olimpíadas a partir de 2009.
  • 58. O plano de ação • Os principais aspectos abordados foram a definição do cronograma de trabalho e o • inicio da construção de parcerias. Para o cronograma houve a interface entre a EMBRATUR , o Ministério do Turismo, Ministério do Esporte , a APEX e a SECOM; e na construção de parcerias houve a interface entre líderes do trabalho local, da FIFA , da CBF (LOC e da COB). • Realizações de seminários internos envolvendo diretores e gerentes da EMBRATUR e a consultoria Chias Marketing para elaborar o primeiro documento de planejamento, cronograma e atuação para os dois eventos a Copa de 2014 e a Olimpíadas de 2016.
  • 59. O plano de ação • Elaboração de notas técnicas, documento que orientou a construção do Plano Aquarela 2020. • Para a construção deste documento de notas técnicas foram necessários diversas ações como: viagens a Alemanha e África do Sul para estudo, reuniões com a FIFA, reuniões com a South Africa Turism, participações na Copa das Confederações na África do Sul,
  • 60. O plano de ação • Reunião e preparação do acordo de cooperação (EMBRATUR e Visit Britain), Realização em parceria com o comitê local da Copa, participação no SOCCEREX (feira da África do Sul), pesquisa com o turista estrangeiro, novas pesquisas, pesquisas com operadores de turismo, pesquisas de demanda internacional, reuniões setoriais de turismo do Brasil e relatórios de imagens do Brasil.
  • 62. A agenda 2010 • O cronograma de 2010 é o ponto de partida para aproveitar grandes oportunidades • que começam a aparecer depois do encerramento da Copa da África do Sul . • Janeiro a Julho: • Preparação das ações em parcerias executadas durante o Mundial da África do Sul, entre: o Ministério do Turismo , Ministério do Esporte, a APEX, a EMBRATUR e a CBF.
  • 63. A agenda 2010 • Inicio da agenda de promoção comercial do Brasil no exterior. (campanhas publicitárias em países prioritários , ações de relações públicas com a Imprensa internacional e eventos de apoio à comercialização no exterior). • Participação para observação de melhores práticas aprendizado obtidos na Olimpíadas de inverno de Vancouver (Canadá). • Realização de visita a Austrália, para conhecer o Tourism Australia (olimpíadas de Sidney 2000).
  • 64. A agenda 2010 • Preparação da Campanha Global, congratulações a África para visitar o Brasil Sensacional em 2014. • Realização de Ação de relações Públicas, tais relações públicas envolveram operadoras de turismo, empresários estrangeiros , imprensa internacional e a APEX.
  • 65. A agenda 2010 • Apresentação no Brasil da nova campanha publicitária , veiculada a partir de julho de 2010. • Lançamento dos programas especiais de promoção internacional, para a Copa de 2014 e para as Olimpíadas de 2016, apoio e promoção de eventos associativos e esportivos. • Entrega as cidades-sede pela EMBRATUR , de um Kit de material promocional, informativo com a mesma identidade visual usada no exterior em 2010 (livro, vídeo, página web e banco de imagens).
  • 66. A agenda 2010 Julho a Dezembro: • Inicio a promoção do Brasil após o encerramento da Copa da África, com ações na própria África bem como em países selecionados de acordo a prioridades estabelecidas pelo Plano Aquarela.
  • 67. A agenda 2010 • Ações na África, o Brasil tem direito a espaços para exposição da Copa no Brasil na imprensa, com formadores de opinião (família e esportiva) e com o grande público. Aqui atua como imprensa credenciada pois disponibiliza imagens sobre o Brasil. Este espaço é compartilhado com todos os atores públicos , nestes espaço faz-se o acompanhamento dos jogos brasileiros em ações de rua exposição de produtos brasileiros em espaços comerciais e eventos culturais que mostrem a diversidade de Brasil. • Ações no Mundo: campanha de comunicação global do Brasil como sede da Copa de 2014 em diversos países incluindo publicidade e ações de relações públicas. Os programas de comunicação digital e de relações públicas atuarão intensiva e Permanentemente sobre o turismo do Brasil para o mundo.
  • 68. A agenda 2010/2012 e 2012/2016
  • 69. Agenda 2010 • Viagem de aprendizado para Jogos Olímpicos de Inverno em Vancouver; • As cidades sedes recebem material promocional da Embratur para promoção internacional; • Lançamento do Site Brasil e 12 cidades; • Inicio da implantação do Programa Brasil Eventos ICCA;
  • 70. Agenda 2010 • Inicio das ações de promoção da Copa do Mundo Brasil 2014, na África do Sul; • Eventos do Brasil na África do Sul e no mundo; • Viagem de aprendizado com as melhores praticas da Copa do Mundo de futebol – África do Sul.
  • 71. Agenda 2011 • V Jogos Mundiais Militares Rio 2011 – Rio de Janeiro; • Relatório de monitoramento das ações e de promoção internacional; • Preparação para informar ao mundo as oportunidades da Copa do Mundo de 2014.
  • 72. Agenda 2011-2012 • Viagem de aprendizado ao Jogos Olímpicos e Paraolímpicos de Londres; • Cerimônia de encerramento em Londres, o Brasil recebe a chama Olímpica; • Realização da ações promocionais em Londres;
  • 73. Agenda 2013 • Copa das Confederações – Ensaio Geral para Copa de 2014. • Classificação dos Países para disputa da Copa do Mundo de 2014. • Definição das Cidades Sedes das Seleções no Brasil. • Oferta de Roteiros e Informações específicas sobres as cidades sedes e sobre outros destinos brasileiros.
  • 74. Agenda 2014 • Congresso da FIFA no Brasil; • Copa do Mundo de Futebol; • Grande exposição de mídia do Brasil: Audiência acumulada de 28 bilhões de expectadores em todo mundo.
  • 75. Agenda 2014-2016 • Comunicar ao mundo o sucesso da Copa do Mundo no Brasil; • Intensificação da promoção do Rio de Janeiro como sede dos Jogos Olímpicos; • Oferta de Roteiros e Informações específicas sobres as cidades sedes e sobre outros destinos brasileiros.
  • 76. Agenda 2016 • Jogos Olímpicos e Paraolímpicos do Rio de Janeiro; • Intensificação das ações de promoção do Brasil no mundo; • Intensificação das Relações Públicas.
  • 77. Agenda 2016 -2020 • Potencialização do legado de exposição da imagem do Brasil. Comunicar ao mundo o sucesso dos Jogos Olímpicos e Paraolímpicos do Rio de Janeiro; • Manutenção do Ritmo Crescente do turismo internacional no Brasil; • O Brasil se consolida entre os líderes do turismo mundial.