Nova rodoviaria bh

2.386 visualizações

Publicada em

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
2.386
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
20
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
25
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Nova rodoviaria bh

  1. 1. Terminal Rodoviário e EntornoMarço de 2011ADVISORY
  2. 2. Cronograma da Audiência PúblicaAgenda da audiência••Abertura – 10 minutos••Apresentação do projeto – 40 minutos••Manifestações e perguntas – 40 minutos••Respostas – 40 minutos••Encerramento – 5 minutos• Perguntas escritas poderão ser entregues a qualquer tempo à mesa• Manifestações seguirão a ordem de inscrição• Perguntas não respondidas na audiência serão publicadas no site daBHTrans 2
  3. 3. IntroduçãoProjeto Arquitetônico Plano de Negócios Aspectos Jurídicos 3
  4. 4. Contexto e Objetivos Estrutura Organizacional do ProjetoBenefícios à Sociedade e aos Envolvidos no Projeto Principais Características Físicas do Projeto 4
  5. 5. IntroduçãoContexto e Objetivos Trânsito da região central extremamente saturado, prejudicando a operação do atual Terminal Necessidade de transformar o TERGIP em terminal urbanoContexto Região de São Gabriel: Estudos indicaram a região como adequada para receber o equipamento Necessidade de investimentos e indutores para alavancar o desenvolvimento econômico e social Construção e operação de um novo Terminal Rodoviário de ônibus Qualificação e preservação do entornoObjetivos Busca de maior eficiência operacional do Minimização do desembolso pelo Poder Concedente Projeto Tornar-se uma referência de projeto bem sucedido tanto no âmbito nacional como internacionalObjetivos Maior transparência e competitividade no processo licitatório Gerais Entrada em operação do novo Terminal até 2013 5
  6. 6. IntroduçãoBenefícios à Sociedade e aos Envolvidos no Projeto Prefeitura População Criação de um legado para a MelhToria da qualidade do serviço população Revitalização da região Melhoria da mobilidade no centro Criação de um centro de lazer e da cidade compras no entorno Menor desembolso para a Melhoria do sistema viário das Prefeitura regiões Central e de São Gabriel Financiamento do sistema viário de Maior integração entre os sistemas acesso ao Terminal através da de transporte, facilitando o acesso ao Concessão Terminal Concessionária Exploração de empreendimentos no entorno a critério dos investidores Remuneração atrativa do capital Possibilidade de financiamento competitivo Potencial de valorização da região, alavancando as unidades de negócio Financiamento do sistema viário de acesso ao Terminal através da Concessão 6
  7. 7. IntroduçãoPrincipais Características Físicas do Projeto Área construída estimada: Área construída: Área total: 70 mil m² 30.523 m² 3.978 m² Área construída: 27 mil m² Área Bruta Locável: 180 quartos com 56 plataformas 12.209 m² área útil de 17 m² 479 vagas de 610 vagas de Fácil acesso às áreas estacionamento estacionamento. de comércio e serviços Público Alvo: existentes no Shopping 2.887 m² de ABL e no Terminal Classes C e D Rodoviário (< 500m) Mangueira para 26 ônibus Fácil acesso ao Terminal Rodoviário (< 300m) Investimento: Mangueira para 75 taxis R$ 13 milhões Investimento: Investimento: R$ 59 milhões R$ 33 milhões* Valores de referência 7
  8. 8. IntroduçãoProjeto ArquitetônicoProjeto Arquitetônico Plano de Negócios Aspectos Jurídicos Cronograma 8
  9. 9. Projeto ArquitetônicoLocalização e Principais Vetores da Região Projeto Básico 9
  10. 10. Projeto Arquitetônico Localização e Principais Vetores da Região Estação Estação 1º de Maio São Gabriel Baixa Aeroporto Renda da Pampulha Baixa Renda Puc-MGcampus São Gabriel Ponto em Metrô Estudo Parque Municipal Correios Baixa Professor Renda Guilherme LageStola do Brasil Baixa Renda Makro Renda Estação Minas Shopping Média Minas Shopping Hipermercado Extra 10
  11. 11. Projeto ArquitetônicoLocalização tel + Ho ng ppi Sho al in rio m er oviá T d Ro 11
  12. 12. Projeto ArquitetônicoTerminal Rodoviário SUBSOLO 1 1ºPAVIMENTO 3 2ºPAVIMENTO 12
  13. 13. Projeto ArquitetônicoTerminal Rodoviário ACESSO EMBARQUE CIRCULAÇÃO VERTICAL CIRTCULAÇÃO VERTICAL DE SERVIÇO 13
  14. 14. Projeto ArquitetônicoTerminal Rodoviário ACESSO EMBARQUE SAÍDA DESEMBARQUE CIRCULAÇÃO VERTICAL DE SERVIÇO 14
  15. 15. Projeto ArquitetônicoTerminal Rodoviário CIRCULAÇÃO VERTICAL CIRCULAÇÃO VERTICAL DE SERVIÇO 15
  16. 16. Projeto ArquitetônicoTerminal Rodoviário 16
  17. 17. Projeto ArquitetônicoTerminal Rodoviário 17
  18. 18. Projeto ArquitetônicoTerminal Rodoviário 18
  19. 19. Projeto ArquitetônicoTerminal Rodoviário 19
  20. 20. Projeto ArquitetônicoTerminal Rodoviário 20
  21. 21. IntroduçãoProjeto Arquitetônico Plano de Negócios Plano de Negócios Aspectos Jurídicos Cronograma 21
  22. 22. Plano de Negócios Fontes de Receita Estudo de Demanda Comparação - TERGIP e São GabrielSistema de Mensuração de Desempenho 22
  23. 23. Plano de NegóciosFontes de Receitas Fontes de Receita Terminal Rodoviário Hotel Shopping Tarifa de embarque Hospedagem Locação de áreas Estacionamento Receitas adicionais comerciais Locação de áreas de serviços % s/obre a receita das comerciais lojas Publicidade Estacionamento Sanitários 23
  24. 24. Plano de NegóciosEstudo de Demanda - Projeção do Fluxo de Passageiros Embarques (Em milhares de passageiros) 320 280 240 200 160 120 80 2005 2009 2013 2017 2021 2025 2029 Interestadual Intermunicipal 24
  25. 25. Plano de NegóciosTerminal São GabrielPlataformas 56Vagas de estacionamento 479Área total 70 mil m²ABL 2.887 m²Receita líquida anual R$ 19,2 milhões***Custos e despesas anuais R$ 6 milhões***Vagas na mangueira 26 a 36Despacho de encomendas Otimizado* Devido à configuração, são utilizadas no máximo 20 plataformas simultaneamente (80 partidas por hora).** Dados de 2009*** Projeção para 2013 25
  26. 26. Plano de NegóciosSistema de Mensuração do Desempenho Índice de Qualidade (Pesquisa de Opinião) 6 serviços analisados, totalizando 18 indicadores Ex: Sanitário: limpeza, material utilizado e atendimento Índice de Disponibilidade (Infraestrutura e serviços) 20 indicadores divididos em Utilidades, estruturas gerais e operação Ex: cumprimento do Plano de Operação das Plataformas; quantidade de avarias/ reclamações no estacionamento Obrigatoriedade de a Concessionária implantar um Índice de Resolução de Falhas Sistema de Gestão da (Manutenção) Qualidade certificado pela 23 grupos com níveis de atendimento máximos ISO 9001 em até 12 meses do Ex: elevadores inoperantes – até 4 horas para início da operação conserto 26
  27. 27. IntroduçãoProjeto Arquitetônico Plano de Negócios Aspectos jurídicos Aspectos Jurídicos 27
  28. 28. Aspectos Jurídicos Características do Edital e ContratoPrograma de Desapropriação, Remoção e Reassentamento Licença Ambiental 28
  29. 29. Aspectos JurídicosCaracterísticas do Edital e Contrato Poder Concedente Pagamento de multas por desempenho Outorga - $ não satisfatório - $ Contrato de Concessão Relatórios Fiscalização Verificador QID SPEIndependente Terminal Avaliação Terminal São Empreendimentos Gabriel Acessórios 29
  30. 30. Aspectos JurídicosEdital e Critérios de Julgamento 30
  31. 31. Aspectos JurídicosEdital e Critérios de Julgamento Natureza da concessão: Concessão comum de serviço público precedida de obra pública. Prazo de 30 anos prorrogáveis Objeto: Implantação e operação do novo terminal Construção do sistema viário de acesso ao terminal Procedimento licitatório: Modalidade: concorrência Estrutura procedimental: previsão de inversão de fases Critério de julgamento: maior outorga pela concessão 31
  32. 32. Aspectos JurídicosEdital e Critérios de Julgamento Habilitação técnica Experiência no desenvolvimento de empreendimentos com retorno a longo prazo; Habilitação econômica Garantia de proposta e índices contábeis. Outorga Pagamento de outorga após a entrega de terreno. Possibilidade de parcelamento do pagamento. 32
  33. 33. Aspectos JurídicosPrograma de Desapropriação, Remoção e Reassentamento 33
  34. 34. Aspectos Jurídicos Programa de Desapropriação, Remoção e ReassentamentoPROJETOS de REMOÇÃO e REASSENTAMENTO ELABORAD0SAUTORIZAÇÃO LEGISLATIVA PARA DE AQUISIÇÃO DOS TERRENOS DA UNIÃO 34
  35. 35. Aspectos Jurídicos Licença Ambiental 35
  36. 36. Aspectos Jurídicos Licença Ambiental1. LICENÇA PRÉVIA – Viabilidade Ambiental e Urbanística Licença Prévia: Ok2. LICENÇA DE IMPLANTAÇÃO – Análise dos Projetos Executivos Previsão de concessão da Licença de Implantação – primeiro semestre de 20113. LICENÇA DE OPERAÇÃO – Autorização para Início das Atividades A Licença de Operação é condicionante à liberação para início da operação do empreendimento, e será emitida pelo COMAM após o cumprimento, pelo empreendedor, de todas as condicionantes ambientais listadas nas duas etapas anteriores. 36
  37. 37. AGENDAMENTO DE REUNIÕES TELEFONE: 31 3379 3750 E-MAIL: novarodoviariabh@pbh.gov.br 37
  38. 38. Obrigado! 38

×