Prinicipais desafios no uso do TOGAF®

424 visualizações

Publicada em

Prinicipais desafios no uso do TOGAF®
Carlos Teixeira – Blue Hawk – B&IT Management

Publicada em: Negócios
0 comentários
2 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
424
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
1
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
25
Comentários
0
Gostaram
2
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Prinicipais desafios no uso do TOGAF®

  1. 1. Copyright © The Open Group 2015 Prinicipais desafios no uso do TOGAF® Carlos Teixeira Blue Hawk – B&IT Management
  2. 2. Copyright © The Open Group 2015 Principais Desafios • Arquitetura corporativa é um grande esforço dentro de uma organização • Conexão com a Estratégia • Prontidão para Transformação • Arquitetura Corporativa não é Arquitetura de TI • Ferramentas Adequadas • Definição de Serviços • Mecanismos de Governança • Escopo e Maturidade
  3. 3. Copyright © The Open Group 2015 Mudança Cultural • Na maioria das vezes uma Visão de Arquitetura (Fase A) e definição de arquiteturas de suporte (Fases B para D) implicará em mudanças consideráveis. • Há muitas dimensões para mudar, mas, de longe, o mais importante é o elemento humano. • Potencialmente juntamente com uma aversão a mudança e uma força de trabalho pouco qualificada, uma arquitetura mais sólida e inovadora pode não ser implementada. • Compreender a disponibilidade da organização para aceitar a mudança, identificando os problemas, e depois lidar com eles na implementação e migração é fundamental para uma transformação bem-sucedida arquitetura (Fases E e F).
  4. 4. Copyright © The Open Group 2015 Conexão com a Estratégia • Visão sem Implementação é Alucinação – Benjamin Franklin • A Arquitetura Corporativa conecta a Estratégia com a Execução Execução Arquitetura Corporativa Estratégia
  5. 5. Copyright © The Open Group 2015 Conexão com a Estratégia Premissas de Ambiente de Negócio: • Toda organização trabalha para a produção de Bens e/ou Serviços • A produção destes Bens/Serviços é viabilizado pela operacionalização de Sistemas de Serviços • Sistema de Serviço: um conjunto de elementos dinamicamente relacionados para atender a um objetivo • Estes elementos são identificados como Ativos de Negócio/Cliente – – Processos (automatizados ou não), – Pessoas/Papéis, – Ferramentas (Hw/Sw e demais dispositivos não automatizados) – Informação e – Outros Serviços (Provedores de Serviços Internos/Externos) Bens Serviços Serviço A Serviço B Serviço C
  6. 6. Copyright © The Open Group 2015 Prontidão para Transformação É recomendada uma avaliação da prontidão da organização para lidar com a transformação dos negócios: • Determinar os fatores de preparação que terão impacto sobre a organização • Apresentar os fatores de prontidão utilizando modelos de maturidade • Avaliar os fatores de prontidão, incluindo a determinação do fator de prontidão classificações • Avaliar os riscos para cada fator de prontidão e identificar ações de melhoria para mitigar o risco • Trabalhar essas ações em Fase E e F Implementação e migração
  7. 7. Copyright © The Open Group 2015 Prontidão de Transformação de Negócio • Avaliação da Prontidão de Transformação de Negócio (Business Transformation Readiness Assessment) Id Fator de Prontidão Urgência Status Nível de Dificuldade 1 Visão 2 Desejo / Vontade 3 Necessidade 4 Caso de Negócio 5 Financiamento 6 Patrocínio e Liderança 7 Governança 8 Accountability 9 Abordagem praticável e Execução Modelo 10 Capacidade de TI para executar 11 Empresa capacidade de execução 12 Habilidade da empresa para implementar e operar
  8. 8. Copyright © The Open Group 2015 Arquitetura Corporativa / TI • Como o negócio esta organizado para atingir seus objetivos • Como os Sistemas de Informação suportam os objetivos de negócio • Como a tecnologia suporta o todo. 8 A partir de uma visão comum, a Arquitetura Corporativa pode estar dividida em: Serviços de TI
  9. 9. Copyright © The Open Group 2015 Arquitetura Corporativa / TI Arquitetura de Negócio • Gartner: "arquitetura de negócios corporativa" (muitas vezes chamado de "arquitetura de negócios") enquanto a atividade da EA que criam resultados para orientar as pessoas, processos e mudança organizacional em resposta a forças disruptivas e direção resultados de negócios desejados. • Forrester: Uma abordagem organizada e repetível para descrever e analisar modelos de negócios e operacionais de uma organização para apoiar uma ampla variedade de propósitos de mudança organizacional, de redução de custos e reestruturação para processar mudança e transformação. • TOGAF 9.1: A descrição da estrutura e interação entre as necessidades de estratégia de negócios, organização, funções, processos de negócios e de informação.
  10. 10. Copyright © The Open Group 2015 Definição dos Serviços “Os serviços são atividades econômicas oferecido por uma parte à outra” LOVELOCK & WIRTZ “Um serviço é uma experiência intangível e perecível no tempo realizada para um cliente, o qual atua no papel de um co-produtor” FITZSIMMONS & FITZSIMMONS “Serviço é a aplicação de competências especializadas (conhecimentos e habilidades), por meio de ações, processos e desempenhos para o benefício de outra entidade ou da própria entidade” LUSCH & VARGO Serviços: definição econômica
  11. 11. Copyright © The Open Group 2015 Definição dos Serviços “O meio pelo qual as necessidades de um consumidor são reunidas com as capacidades de um provedor” OASIS SOA-RM “Um serviço pode ser considerado como um contêiner de capacidades associados a uma finalidade comum” THOMAS ERL Serviços: SOA
  12. 12. Copyright © The Open Group 2015 Definição dos Serviços A representação lógica de uma atividade de negócio repetível que tem um resultado específico. Um serviço é auto-suficiente, pode ser composto de outros serviços É uma "caixa preta" para seus consumidores Source: TOGAF 9.1 - A.79 Service TOGAF® is a registered trademark of The Open Group in the United States and other countries Serviços: definição proprietária
  13. 13. Copyright © The Open Group 2015 Ferramentas Adequadas • Principais funcionalidades de uma ferramenta adequada: – Repositório Central de Blocos de Contrução – Permitir Reuso de documentos – Suportar frameworks de Arquitetura (TOGAF e Archimate) – Integração com outras ferramentas de gestão (Projetos e Portfólio, CMDB e Aplicações) – Apoiar a Analise e Tomada de Decisão • Cenários de Arquitetura • Análise de Impacto • Dashboards e Relatórios • Matrizes e Gráficos – Gerar Roadmaps de Arquitetura – Mecanismos de Comunicação e Colaboração
  14. 14. Copyright © The Open Group 2015 Mecanismos de Governança A Norma: ISO/IEC 38500 - Modelo do ciclo Avaliar-Dirigir-Monitorar para a Governança de TI Estratégico Tático Operacional Governança Corporativa Necessidades do Negócio Pressões do Negócio Planos Políticas Desempenho Conformidade Propostas Processos de Gerenciamento Projetos TI Operações TI Avaliar Dirigir Monitorar Serviço de TI
  15. 15. Copyright © The Open Group 2015 Mecanismos de Governança Portfólio de Serviços é uma ferramenta de Governança de TI Corporatira (GEIT – Governance of Enterprise IT - ISACA) COBIT® is a trademark of ISACA® registered in the United States and other countries Ger. Portfólio de Serviços
  16. 16. Copyright © The Open Group 2015 Mecanismos de Governança O Gerenciamento de Portfólio* de Serviços assegura que:  O provedor de serviço tenha a combinação certa de serviços para equilibrar:  Investimento em TI X Capacidade de atender os resultados do negócio  Rastreia o investimento em serviços ao longo do seu ciclo de vida  Os serviços sejam claramente definidos e relacionadas com a realização de resultados de negócios,  As atividades de planejamento, desenho, construção, implementação e operação estão alinhados *Origem Latim: “Portare” (carregar, conduzir) e “folium” (plantas, lâminas e páginas) Ger. Portfólio de Serviços Funil & Catálogo de Serviços Portfólio de Projetos de TI Portfólio de Aplicativos Portfólio de Clientes e Acordos Portfólio de Fornecedores e Contratos
  17. 17. Copyright © The Open Group 2015 Escopo e Maturidade  Um modelo de Arquitetura de Serviços de TI deve estar alinhado com a abordagem utilizada ou proposta para Arquitetura Corporativa.  A construção de Arquitetura de Serviços não demanda necessariamente que uma iniciativa de EA esteja instituída  Um modelo de Arquitetura de Serviços de TI deve estar alinhado com a abordagem utilizada ou proposta para Arquitetura Corporativa.  Bom ponto de partida para viabilizar uma implementação em âmbito corporativo.  Oferta Inicial de Serviços de Arquitetura Corporativa Arquitetura de Serviço
  18. 18. Copyright © The Open Group 2015 Arquitetura de Serviço de TI  Desenvolve uma abordagem compreensiva e integrada  Traduz aplicações, infraestrutura, organização e atividades de apoio em um conjunto de serviços  Fornece o modelo para fazer uma distinção entre a arquitetura de serviços, a arquitetura do aplicativo, a arquitetura de dados e a arquitetura de infraestrutura  Ele também fornece a tolerância a falhas, preparação para o futuro e os controles de segurança, etc  Deve incluir não apenas os componentes tecnológicos de um serviço e sua integração global, mas também os componentes para a gestão desse serviço Fonte: ITIL v3 - Service Design Book ITIL® is a registered trade mark of AXELOS Limited
  19. 19. Copyright © The Open Group 2015 Arquitetura de Serviço de TI Modelo de Arquitetura de Serviço de TI Service Offering A Service Offering B Service Offering C Service Offering ´D Service Model – Business Service Common Service Architecture ArchitecturalScope Service Request Service Request Service Request Service Request Business Service Information Service Technical Service Demanded ServiceContinual Service Service Type © Service Architecture Model is licensed under the creative commons license
  20. 20. Copyright © The Open Group 2015 Arquitetura de Serviço de TI Arquitetura de Serviço Ger. Portfólio de Serviços ITIL® is a registered trade mark of AXELOS Limited TOGAF® and Archimate® are registered trademarks of The Open Group in the United States and other countries
  21. 21. Copyright © The Open Group 2015 Arquitetura de Serviço de TI • Architecture Governance Framework Arquitetura de Serviço Ger. Portfólio de Serviços TOGAF® is a registered trademark of The Open Group in the United States and other countries
  22. 22. Copyright © The Open Group 2015 Arquitetura de Serviço de TI Architecture Governance Framework – Estrutura Organizacional Arquitetura de Serviço Ger. Portfólio de Serviços TOGAF® is a registered trademark of The Open Group in the United States and other countries
  23. 23. Copyright © The Open Group 2015 Perguntas?
  24. 24. Copyright © The Open Group 2015 24 Obrigado por sua presença Carlos Teixeira – http://www.bluehawk.com.br
  25. 25. Copyright © The Open Group 2015 Blue Hawk – B&IT Management Carlos Teixeira – c.teixeira@bluehawk.com.br Av. Paulista, 726 – 17º andar +55 (11) 3254-7388

×