Temas   Transversais   DISCIPLINA: Educação Física    Professor:Bruno Gripp PolettiCref.: 017919-G/RJ                      1
Sumário:                               Assunto                                 PáginaAlimentação saudável                 ...
ser necessárias para que uma dieta seja realmente saudável, segundo estudos econsensos de especialistas.      A roda dos A...
Balanço Calórico        Recentemente, a mídia divulgou o grande segredo para perder e ganharpeso: o balanço calórico (ou b...
Balança 3 - Balanço Calórico Negativo       Finalmente, quando a ingestão calórica é menor do que o gasto, o pesodiminui. ...
Segundo o Colégio Americano de Medicina Desportiva (ACSM, em inglês), umapessoa pode ter um déficit calórico entre 500 e 1...
7
8
ALIMENTAÇÃO SAUDÁVEL        Uma alimentação equilibrada é aquela que contém diferentes alimentos emquantidade suficiente p...
hidrogenada, presente, por exemplo, em sorvetes); e os insaturados, que são maissaudáveis e são encontrados na forma líqui...
SUBSTÂNCIAS ERGOGÊNICAS       A literatura científica se refere aos ergogênicos como sendo substâncias ouartifícios utiliz...
2. Diminuição dos fatores que interferem no ótimo funcionamento             psicológico  •   Para intensificar os limites ...
estrutura da maioria das células. Proteína desempenha uma serie de papeis,sendo necessária para: (a) formação de tecido, c...
•   Vitaminas          o    Antioxidantes / Ácido pantotênico / Tiamina (B 1) / Ácido fólico /               Riboflavina (...
A Tabela 3 mostra alguns exemplos das principais substâncias farmacológicas emétodos proibidos pelo COI.Tabela 3 - Alguns ...
•   Metabolismo celular       o   Carnitina       o   Coenzima Q10       o   Creatina       o   Bicarbonato de cálcio •   ...
Efeitos fisiológicos agudos imediatos - também conhecidos como respostas,são aqueles que acontecem em associação direta a ...
A higiene(Gr. hygieiné) consiste numa prática de grande benefício para os sereshumanos. Em seu sentido mais comum, signifi...
•   Evitar acúmulo do objetos sem organização, que predispõem a acidentesEsses são cuidados simples, porém, são cuidados q...
3. Colocar nas mãos aproximadamente 3 a 5 ml de sabão. O sabão deve ser, depreferência, líquido e hipoalergênico.4. Ensabo...
Artes marciaisAs artes marciais são sistemas de práticas e tradições para treinamento decombate, usualmente (mas nem sempr...
ou seja, as artes marciais são as artes ensinadas pelo Deus Marte aos homens,segundo a mitologia. Hoje o termo artes marci...
Classificação dos estilos de luta: Estilos Tradicionais: são aqueles que mantem ostraços originais e que são transmitidos ...
Grosso modo, pode-se afirmar que a evolução desta arte marcial aconteceu capitaneada porrenomados mestres, que a conduzira...
DANÇAA dança é uma das três principais artes cênicas da Antigüidade, ao lado do teatroe da música. Caracteriza-se pelo uso...
No início do século, alcançou grande sucesso nos palcos europeus, sendoapresentada com requintes coreográficos pelo dançar...
mente. Além disso pode ser a "senha" para despertar o interesse de seu filho poresporte.Dos tempos da escravidão pra cá, m...
Uns enxergam seu nascimento no campo, entre grandes plantações de cana eengenhos de açúcar onde as clareiras abertas no ma...
BLIGÁ (ou jogo do cacete) - É um misto de dança e jogo lúdico, em que a destrezae o vigor fisico se aliam a uma sofisticad...
Danças Típicas      Ao falar de danças regionais brasileiras introduzimos falando um pouco arespeito de nosso folclore. Fo...
MaracatuO Maracatu nasceu em Recife, sendo inicialmente um cortejo para louvar NossaSenhora do Rosário dos Negros. Porém, ...
Samba de roda        Dança de origem africana, que faz evoluções em um círculo. Muitopraticado na Bahia e no Rio de Janeir...
Cortejo de rua que normalmente sai no carnaval. As melodias, quase todas emYorubá, são puxadas em solo e repetidas em coro...
MaxixeSurgiu como dança popular, aproximadamente em 1870, no Rio de Janeiro, damaneira livre de dançar os gêneros de músic...
pesquisadores inclina-se pela notícia de que foi na rua Visconde Itaúna, 117, Riode Janeiro, na chamada "Casa de tia Ciata...
FandangoIntroduzido no BRasil e adaptado aos gostos e características de cada região, éparticularmente apreciado no Nordes...
•      Samba de Roda    •      Tambor de CrioulaCertas danças, tais como o Samba carioca, o Carimbó e suas respectivas ver...
A cidadania, em Direito, é a condição da pessoa natural que, como membro deum Estado, encontra-se no gozo dos direitos que...
A origem da palavra cidadania vem do latim “civitas”, que quer dizer cidade.A palavra cidadania foi usada na Roma antiga p...
Simplesmente porque existe o Código do Consumidor, automaticamente deixarãode existir os desrespeitos aos direitos do cons...
A necessidade crescente da busca pelo reconhecimento perante a sociedade,temfeito com que as pessoas se deixem influenciar...
mídias e as indústrias culturais, uma vez que as últimas estão intimamente ligadasao capitalismo.      A busca pela perfei...
aumento do teor de colesterol no sangue, alterações cardíacas, doença hepática( fígado), distúrbios psíquicos, alterações ...
A complexidade da real origem dos preconceitos é uma das grandes dificuldadesque o ser humano enfrenta para entender como ...
Infelizmente, uma parte da mídia vem usando uma máscara de amor ao próximopara   condenar as discriminações de         car...
Se desejamos combater o preconceito injusto e a discriminação indevida, asolução não é impor igualdade mascarada e fictíci...
Drogas                                    ConceitosDroga é toda e qualquer substância, natural ou sintética que, introduzi...
É um padrão de uso de substância psicoativa que está causando dano à saúde. Odano pode ser físico (como no caso de hepatit...
um grande número de pessoas, cujos comportamentos e reações perante a vidasão um meio de sobrevivência.Os codependentes sã...
a via que produz os efeitos mais rápidos.Tipos de Drogas      Drogas estimulantes      As drogas estimulantes mais conheci...
Nos primeiros minutos, o usuário tem alucinações agradáveis, euforia, sensaçãode força muscular e mental. Os batimentos ca...
explorado pela Medicina há várias décadas, principalmente no alívio da dor depacientes com câncer em estado terminal.     ...
pode produzir efeitos paranóicos e pode ativar episódios esquizofrênicos empacientes psicóticos.       O LSD é encontrado ...
Atividade física regular pode melhorar sua saúde e reduzir os risco de morteprematura das seguintes formas:   •   Reduz o ...
CaiporaÉ um Mito do Brasil que os índios já conheciam desde a época do descobrimento.Índios e Jesuítas o chamavam de Caiça...
semelhantes entre quase todos os indígenas das américas Latina e Central. Em ElSalvador, El Cipitío, é um espiríto tanto d...
Dizem ainda que ele é o espírito de gente ruim ou almas penadas, e por ondepassa, vai tocando fogo nos campos. Outros dize...
Bruno Gripp - Educação Física
Bruno Gripp - Educação Física
Bruno Gripp - Educação Física
Bruno Gripp - Educação Física
Bruno Gripp - Educação Física
Bruno Gripp - Educação Física
Bruno Gripp - Educação Física
Bruno Gripp - Educação Física
Bruno Gripp - Educação Física
Bruno Gripp - Educação Física
Bruno Gripp - Educação Física
Bruno Gripp - Educação Física
Bruno Gripp - Educação Física
Bruno Gripp - Educação Física
Bruno Gripp - Educação Física
Bruno Gripp - Educação Física
Bruno Gripp - Educação Física
Bruno Gripp - Educação Física
Bruno Gripp - Educação Física
Bruno Gripp - Educação Física
Bruno Gripp - Educação Física
Bruno Gripp - Educação Física
Bruno Gripp - Educação Física
Bruno Gripp - Educação Física
Bruno Gripp - Educação Física
Bruno Gripp - Educação Física
Bruno Gripp - Educação Física
Bruno Gripp - Educação Física
Bruno Gripp - Educação Física
Bruno Gripp - Educação Física
Bruno Gripp - Educação Física
Bruno Gripp - Educação Física
Bruno Gripp - Educação Física
Bruno Gripp - Educação Física
Bruno Gripp - Educação Física
Bruno Gripp - Educação Física
Bruno Gripp - Educação Física
Bruno Gripp - Educação Física
Bruno Gripp - Educação Física
Bruno Gripp - Educação Física
Bruno Gripp - Educação Física
Bruno Gripp - Educação Física
Bruno Gripp - Educação Física
Bruno Gripp - Educação Física
Bruno Gripp - Educação Física
Bruno Gripp - Educação Física
Bruno Gripp - Educação Física
Bruno Gripp - Educação Física
Bruno Gripp - Educação Física
Bruno Gripp - Educação Física
Bruno Gripp - Educação Física
Bruno Gripp - Educação Física
Bruno Gripp - Educação Física
Bruno Gripp - Educação Física
Bruno Gripp - Educação Física
Bruno Gripp - Educação Física
Bruno Gripp - Educação Física
Bruno Gripp - Educação Física
Bruno Gripp - Educação Física
Bruno Gripp - Educação Física
Bruno Gripp - Educação Física
Bruno Gripp - Educação Física
Bruno Gripp - Educação Física
Bruno Gripp - Educação Física
Bruno Gripp - Educação Física
Bruno Gripp - Educação Física
Bruno Gripp - Educação Física
Bruno Gripp - Educação Física
Bruno Gripp - Educação Física
Bruno Gripp - Educação Física
Bruno Gripp - Educação Física
Bruno Gripp - Educação Física
Bruno Gripp - Educação Física
Bruno Gripp - Educação Física
Bruno Gripp - Educação Física
Bruno Gripp - Educação Física
Bruno Gripp - Educação Física
Bruno Gripp - Educação Física
Bruno Gripp - Educação Física
Bruno Gripp - Educação Física
Bruno Gripp - Educação Física
Bruno Gripp - Educação Física
Bruno Gripp - Educação Física
Bruno Gripp - Educação Física
Bruno Gripp - Educação Física
Bruno Gripp - Educação Física
Bruno Gripp - Educação Física
Bruno Gripp - Educação Física
Bruno Gripp - Educação Física
Bruno Gripp - Educação Física
Bruno Gripp - Educação Física
Bruno Gripp - Educação Física
Bruno Gripp - Educação Física
Bruno Gripp - Educação Física
Bruno Gripp - Educação Física
Bruno Gripp - Educação Física
Bruno Gripp - Educação Física
Bruno Gripp - Educação Física
Bruno Gripp - Educação Física
Bruno Gripp - Educação Física
Bruno Gripp - Educação Física
Bruno Gripp - Educação Física
Bruno Gripp - Educação Física
Bruno Gripp - Educação Física
Bruno Gripp - Educação Física
Bruno Gripp - Educação Física
Bruno Gripp - Educação Física
Bruno Gripp - Educação Física
Bruno Gripp - Educação Física
Bruno Gripp - Educação Física
Bruno Gripp - Educação Física
Bruno Gripp - Educação Física
Bruno Gripp - Educação Física
Bruno Gripp - Educação Física
Bruno Gripp - Educação Física
Bruno Gripp - Educação Física
Bruno Gripp - Educação Física
Bruno Gripp - Educação Física
Bruno Gripp - Educação Física
Bruno Gripp - Educação Física
Bruno Gripp - Educação Física
Bruno Gripp - Educação Física
Bruno Gripp - Educação Física
Bruno Gripp - Educação Física
Bruno Gripp - Educação Física
Bruno Gripp - Educação Física
Bruno Gripp - Educação Física
Bruno Gripp - Educação Física
Bruno Gripp - Educação Física
Bruno Gripp - Educação Física
Bruno Gripp - Educação Física
Bruno Gripp - Educação Física
Bruno Gripp - Educação Física
Bruno Gripp - Educação Física
Bruno Gripp - Educação Física
Bruno Gripp - Educação Física
Bruno Gripp - Educação Física
Bruno Gripp - Educação Física
Bruno Gripp - Educação Física
Bruno Gripp - Educação Física
Bruno Gripp - Educação Física
Bruno Gripp - Educação Física
Bruno Gripp - Educação Física
Bruno Gripp - Educação Física
Bruno Gripp - Educação Física
Bruno Gripp - Educação Física
Bruno Gripp - Educação Física
Bruno Gripp - Educação Física
Bruno Gripp - Educação Física
Bruno Gripp - Educação Física
Bruno Gripp - Educação Física
Bruno Gripp - Educação Física
Bruno Gripp - Educação Física
Bruno Gripp - Educação Física
Bruno Gripp - Educação Física
Bruno Gripp - Educação Física
Bruno Gripp - Educação Física
Bruno Gripp - Educação Física
Bruno Gripp - Educação Física
Bruno Gripp - Educação Física
Bruno Gripp - Educação Física
Bruno Gripp - Educação Física
Bruno Gripp - Educação Física
Bruno Gripp - Educação Física
Bruno Gripp - Educação Física
Bruno Gripp - Educação Física
Bruno Gripp - Educação Física
Bruno Gripp - Educação Física
Bruno Gripp - Educação Física
Bruno Gripp - Educação Física
Bruno Gripp - Educação Física
Bruno Gripp - Educação Física
Bruno Gripp - Educação Física
Bruno Gripp - Educação Física
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Bruno Gripp - Educação Física

2.154 visualizações

Publicada em

Apostila (atualização 2013)

Publicada em: Educação
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
2.154
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
4
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
39
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Bruno Gripp - Educação Física

  1. 1. Temas Transversais DISCIPLINA: Educação Física Professor:Bruno Gripp PolettiCref.: 017919-G/RJ 1
  2. 2. Sumário: Assunto PáginaAlimentação saudável 3Substancias Ergogênicas 11Efeitos Fisiológicos da atividade física 17Higiene Pessoal 18Artes Marciais 25Dança 25Cidadania 38Valores Impostos pela mídia- Padrões de Beleza 41Preconceito 44Drogas 47Benefícios da atividade Física Regular 54Lendas Brasileiras 55Esteróides Anabolizantes 66Suplementos Alimentares 83Dst (Doenças sexualmente Transmissíveis) 90Métodos Contraceptivos (Anticoncepcionais) 102Jogos Panamericanos e Rio 2007 104Jogos Olímpicos e Rio 2016 117Metabolismo 127Copa do Mundo e Copa 2014-Brasil 131Avaliação Física 152Músculos e Contração Muscular 155Deficiência Física, Mental, Auditiva e Visual 163Condicionamento Físico 187Postura Corporal e Desvios Posturais 202Alcoolismo, Tabagismo e Dependência Química 210 Alimentação Saudável A alimentação saudável é a alimentação ou nutrição de comer bem e deforma equilibrada para que os adultos mantenham o peso ideal e as crianças sedesenvolvam bem e intelectualmente, dependendo do hábito alimentar. Adicionalmente, a alimentação saudável envolve a escolha de alimentosnão somente para manter o peso ideal, mas também para garantir uma saúdeplena. As dietas são rotinas alimentares que buscam atingir um determinadoobjetivo, e nem sempre vão ao encontro de conceito de alimentação saudável. Porexemplo, dietas restritivas, como a dieta do dr. Atkins, não preenche os critériosde alimentação saudável, visto que em que cada um deve ser ingerido nasrefeições diárias, podem ajudar em alcançar uma alimentação saudável e evitardisfunções alimentares. Complementação ou implementação de vitaminas podem 2
  3. 3. ser necessárias para que uma dieta seja realmente saudável, segundo estudos econsensos de especialistas. A roda dos Alimentos tem 8 grupos de alimentos com dimensões diferentes,representando a proporção do peso que, cada um deles, devia ter na nossaalimentação diária. Muitos alimentos são utilizados na prevenção de doenças específicas oupara melhorar aspectos da saúde, sendo considerados alimentos funcionais. Alimentação saudável é uma dieta composta de proteínas, carboidratos,gorduras, fibras, cálcio e outros minerais, como também rica em vitaminas. Paraisto necessitamos de uma dieta variada, que tenha todos os tipos de alimentos,sem abusos e também sem exclusões. Variar os tipos de cereais, de carnes, de verduras, legumes e frutas,alternando as cores dos alimentos. As vitaminas e minerais é que dão as diversascolorações aos alimentos 3
  4. 4. Balanço Calórico Recentemente, a mídia divulgou o grande segredo para perder e ganharpeso: o balanço calórico (ou balanço energético). Apesar de a comunidadecientífica já saber disso há pelo menos 10 anos, só agora que resolveram divulgarem grande escala. Primeiramente, é necessário sabermos que 1 Caloria é a quantidade deenergia necessária para aumentar a temperatura de 1g de água em 1º C. Aquantidade de calorias contidas nos alimentos significa a quantidade de energiaque eles contém. Esta energia pode ser em forma de carboidratos, proteínas ougorduras. Cada 1g de carboidrato ou proteína possui 4,6kcal e 1g de gordurapossui 9,1kcal. Balanço Calórico é o equilíbrio entre a quantidade de calorias ingeridas(através de alimentos) e a quantidade de calorias gastas (TMB* + calorias gastascom atividades).Balança 1 - Balanço Calórico em equilíbrio Quando a ingestão calórica é igual ao gasto, o peso se mantém, pois nãohá necessidade de “buscar” calorias armazenadas nas reservas e nem há calorianão utilizada para ser armazenada. Significa que o balanço calórico está emequilíbrio (balança 1).Balança 2 - Balanço Calórico Positivo Quando a ingestão calórica é maior do que o gasto, o peso aumenta. Nestecaso, o organismo utiliza a quantidade necessária de calorias e o restante éarmazenado. Significa que o balanço calórico está positivo (balança 2). 4
  5. 5. Balança 3 - Balanço Calórico Negativo Finalmente, quando a ingestão calórica é menor do que o gasto, o pesodiminui. Pois as calorias obtidas na alimentação não são suficientes para suprir ogasto, então o organismo recorre às calorias armazenadas. Chamamos isso debalanço calórico negativo (balança 3).Sabendo disso, uma pequena equação é formulada: Ingestão Calórica – Gasto Calórico = Balanço Calórico Se o balanço calórico for maior que zero, é positivo, se for menor que zero,negativo. E se for igual a zero, ele está em equilíbrio. Uma pessoa que quer ganhar peso para aumentar a massa muscular, deveter um balanço calórico positivo. Enquanto alguém que quer perder pesoemagrecendo, deve ter um balanço calórico negativo. Porém, é importante lembrar que ganhar ou perder peso não é o mesmoque engordar ou emagrecer. O peso perdido pode ser de gordura ou de massamagra (composta por músculos, ossos, órgãos internos). O tipo do exercício e aqualidade da sua dieta é que vão definir isto. É importante saber o que, quando equanto comer para conseguir direcionar esse aumento ou diminuição de peso.Suposição de gasto calórico através de exercício: Sabemos que 1g de gordura = 9,1kcal. Então 1kg de gordura = 9100kcal.Para queimarmos 9100kcal através do exercício seria necessário correr por maisde 15 horas, ou mais de 150 kilometros. (Assustador, não?) Porém, esta quantidade de calorias gastas no exercício não vêm somentedas reservas de gordura. No exercício também são utilizadas caloriasprovenientes de gorduras, carboidratos e proteínas circulantes no sangue, alémdas reservas musculares. Sabe-se também que, após o exercício, o organismocontinua gastando calorias, pois está se recuperando e isso acaba por aumentar ogasto calórico total do exercício. Portanto, apesar de 1kg de gordura possuir9100kcal, estima-se que o déficit calórico para perder 1 kg de gordura seja de 7000 a 7500 kcal. 5
  6. 6. Segundo o Colégio Americano de Medicina Desportiva (ACSM, em inglês), umapessoa pode ter um déficit calórico entre 500 e 1000kcal por dia. Desta forma,conseguiria perder, de forma saudável, entre 0,5 e 1kg de gordura por semana. Na prática, o déficit calórico pode ser maior, fazendo com que a perda depeso seja mais rápida, porem, o peso perdido não seria apenas de gordura. Oprocesso de perda rápida de peso geralmente vem acompanhado de perda demassa muscular. Ainda assim, existem casos de pessoas que perdem peso rápidoe mantêm a massa muscular. Daí vem a importância do exercício e da alimentação para o processo deperda de peso. Cuidados com exercício e dieta são essenciais para quem querperder peso com saúde. Procure sempre a orientação de um Profissional deEducação Física e de um Nutricionista.—–*TMB ou Taxa Metabólica Basal = quantidade de calorias que o organismonecessita para se manter funcionando 6
  7. 7. 7
  8. 8. 8
  9. 9. ALIMENTAÇÃO SAUDÁVEL Uma alimentação equilibrada é aquela que contém diferentes alimentos emquantidade suficiente para o crescimento e manutenção do organismo. Aalimentação influencia diretamente na saúde, no trabalho, no estudo, no lazer e notempo de vida das pessoas Quanto mais variada sua alimentação, mais saudável ela será. Evite o usofreqüente de alimentos gordurosos . Nossa alimentação deve conter todos os nutrientes necessários para asfunções do organismo, como crescimento e renovação de seus componentes, noentanto em quantidades consideradas ideais para cada indivíduo, divididas em 6refeições diárias. São esses os macronutrientes e osmicronutrientes:MACRONUTRIENTES: carboidratos (açúcares), lipídios(gorduras) e proteínas; MICRONUTRIENTES: minerais, vitaminas e água. PIRAMIDE ALIMENTAR A pirâmide é o esquema alimentar mais aceito em nível mundial.Na base da pirâmide estão os alimentos que devem ser a base da nossaalimentação. Pães, massas, batatas, arroz, entre outros, são alimentos ricos emcarboidratos. Ambos têm como principal função fornecer energia ao nosso corpo.A energia é medida em calorias. Os carboidratos são considerados nutrientesenergéticos, pois têm como função o fornecimento da maior parte da energianecessária para o corpo realizar suas atividades normais como andar e trabalhar. Os lipídios apesar de também fornecerem grande quantidade de energia,não tem como principal função este fornecimento. As gorduras auxiliam naabsorção de vitaminas lipossolúveis (A, D, E e k), fornecem saciedade aoorganismo, produzem hormônios, protegem e isolam órgãos e tecidos. Existemdois tipos de lipídios, os saturados, que são produtos de origem animal (carnes,manteiga, creme de leite, requeijão) ou origem vegetal sólidos (gordura vegetal 9
  10. 10. hidrogenada, presente, por exemplo, em sorvetes); e os insaturados, que são maissaudáveis e são encontrados na forma líquida como os óleos de canola, soja,oliva, de milho e girassol. Como podemos observar eles ocupam só a pontinha dapirâmide portanto devem ser ingeridos em pouca quantidade durante o dia. As proteínas são tidas como construtores, ou seja, dependem delas aformação das unhas, cabelos, regeneração e formação da pele, formação dehormônios e além de serem os nutrientes mais abundantes no corpo, elas tambémsão responsáveis pela estruturação das células, formação de tecidos, produção deanticorpos, entre outras funções igualmente importantes. Suas fontes são: carnes,ovos, leite e derivados, feijão, ervilha, lentilha, grão de bico, nozes, castanha, etc.Cada proteína é formada por vários aminoácidos. As vitaminas e minerais são os elementos reguladores, importantes porparticiparem do funcionamento intestinal, digestão, circulação sanguínea esistema imunológico. Estão mais concentrados em frutas, verduras e legumes. A água, juntamente com o oxigênio é o constituinte mais importante para amanutenção da vida, portanto a quantidade de água perdida através da urina,fezes, suor e ar expirado deve ser restituída para manter a saúde e a eficiência doorganismo na digestão, absorção, circulação e excreção. As fibras não são consideradas nutrientes, pois não são nem digeridas nemabsorvidas pelo organismo, no entanto ajudam no funcionamento do intestino,previnem doenças e aumentam a sensação de saciedade após uma refeição.Estão presentes nos farelos em geral, vegetais folhosos, cereais integrais, cascade frutas, aveia, frutas, verduras, lentilha, feijão, soja, etc. Após equilibrada a alimentação, contendo pelo menos um representante decada grupo em cada refeição, é importante saber substituir os alimentos maiscalóricos pelos menos calóricos. Troque o leite integral, queijo, creme de leite,requeijão e iogurtes pelo desnatado ou light e por queijos brancos, tipo ricota. Émuito importante também evitar frituras, refrigerantes e bebidas alcoólicas. 10
  11. 11. SUBSTÂNCIAS ERGOGÊNICAS A literatura científica se refere aos ergogênicos como sendo substâncias ouartifícios utilizados, visando a melhora da performance. O termo ergogênico éderivado de duas palavras gregas: ergon (trabalho) e gennan (produzir). Portanto,um ergogênico normalmente se refere à alguma coisa que produz ou intensifica otrabalho. Nos dias de hoje, atletas têm usado ergogênicos visando a melhora daperformance esportiva, dentro do que seria possível atingir através de suashabilidades naturais (genética) e do treinamento. O propósito da maioria dosergogênicos é aumentar a performance através da intensificação da potênciafísica (produção de energia), da força mental (controle da energia) ou do limitemecânico (eficiência energética); e, desta forma, prevenir ou retardar o início dafadiga. . Tabela 1 - Aumentando a performance através da potência física, forçamental e limite mecânico • Para intensificar a potência física 1. Aumento do tecido muscular usado na produção de energia 2. Aumento da taxa dos processos metabólicos que produzem energia dentro do músculo 3. Aumento da oferta de energia no músculo durante atividades de maior duração 4. Melhora da liberação das ofertas de energia do músculo 5. Combate ao acúmulo de substâncias no corpo que interferem na ótima produção de energia • Para intensificar a força mental 1. Aumento dos processos psicológicos que maximizam a produção de energia 11
  12. 12. 2. Diminuição dos fatores que interferem no ótimo funcionamento psicológico • Para intensificar os limites mecânicos 1. Melhora da eficiência dos mecanismos corporais humanos, através da diminuição da massa corporal, principalmente da gordura 2. Melhora da estabilidade, através do aumento da massa corporal, principalmente da massa muscular Os ergogênicos podem ser classificados em 5 categorias de "ajuda": (a)nutricional, (b) farmacológica, (c) fisiológica, (d) psicológica, e (e) biomecânica emecânica: consistem nas técnicas de treinamento propriamente ditas (ex.:uniformes e equipamentos).ERGOGÊNICOS NUTRICIONAIS Os ergogênicos nutricionais servem principalmente para aumentar o tecidomuscular, a oferta de energia para o músculo, e a taxa de produção de energia nomúsculo. Os nutrientes estão envolvidos com os processos geradores de energiaatravés de três funções básicas: (a) alguns deles são utilizados como fonte deenergia; (b) alguns regulam os processos através dos quais a energia é produzidano corpo; e (c) alguns promovem o crescimento, desenvolvimento do tecidocorporal que produz energia. Uma alimentação adequada é fundamental para queconsigamos atingir a performance esportiva ótima. Se sua alimentação édeficiente em um determinado nutriente que é utilizado fundamentalmente para aprodução de energia durante o exercício, sua performance será prejudicada. Ouseja, se sua dieta for equilibrada sendo composta por alimentos variados, vocênão estará sujeito a uma deficiência nutricional, que irá prejudicar a suaperformance esportiva. Os nutrientes podem ser agrupados em 6 diferentes classes: carboidratos,gorduras, proteínas, vitaminas, minerais, e água. Geralmente, carboidrato éutilizado como fonte de energia. Gordura fornece energia, e também faz parte da 12
  13. 13. estrutura da maioria das células. Proteína desempenha uma serie de papeis,sendo necessária para: (a) formação de tecido, crescimento e desenvolvimento detecido; (b) formação de enzimas que regulam a produção de energia; e (c)energia, sob certas condições (ex.: estoques baixos de carboidrato). As vitaminasregulam os processos metabólicos trabalhando como enzimas. Muitos mineraistambém estão envolvidos com a regulação do metabolismo, mas alguns tambémcontribuem com a formação da estrutura do nosso corpo com um todo (ex.: ocálcio atua como constituinte do tecido ósseo (esqueleto)). Finalmente, a águacompões a maior parte do nosso peso corporal e ajuda a regular uma variedadede processos metabólicos.Todos os nutrientes estão envolvidos com a produção de energia de uma maneiraou de outra, mas alguns nutrientes específicos são especialmente importantespara atletas, cujas taxas de produção de energia podem aumentarsignificativamente durante o exercício. Por exemplo, proteína é o substrato para aformação do tecido muscular, carboidratos são a fonte de energia primária nomúsculo, e ferro é essencial para o transporte adequado de oxigênio para a célulamuscular.A Tabela 2 mostra os nutrientes que tem sido estudados em relação aperformance esportiva. Tabela 2 - Ergogênicos Nutricionais • Carboidratos o Suplementos de carboidrato • Gorduras o Suplementação de gordura / Ácidos graxos Ómega-3 / Triglicerídeos de cadeia média (TCM) • Proteína/Aminoácidos o Suplementos de proteína / Aminoácidos de cadeia ramificada (BCAA) o Arginina, lisina, ornitina /Triptofano /Aspartatos 13
  14. 14. • Vitaminas o Antioxidantes / Ácido pantotênico / Tiamina (B 1) / Ácido fólico / Riboflavina (B2) / B12 / Niacina / Ácido ascórbico (C) o Piridoxina (B6) / Vitamine E • Minerais o Cálcio / Fosfato / Cromo / Selênio / Ferro / Zinco / Magnésio • Água • Extratos de plantas o Fitosterois anabólicos / Ginseng • Outros o Suplementos industrialmente formulados / HBM(beta-hidroxi-beta- metilbutirato) ERGOGÊNICOS FARMACOLÓGICOS- Ergogênicos farmacológicos são drogasdestinadas a funcionar como hormônios ou neurotransmissores, que sãoencontrados naturalmente no nosso corpo. Como alguns ergogênicos nutricionais,os ergogênicos farmacológicos, podem intensificar a potência física através dealterações promovidas nos processos metabólicos, levando ao sucesso noesporte. Por exemplo, as anfetaminas podem "imitar" os efeitos da epinefrina, umhormônio secretado naturalmente durante o exercício que intensifica os processosfisiológicos envolvidos com a produção de energia. Os ergogênicosfarmacológicos também podem afetar a força mental e o limite mecânico.Ergogênicos farmacológicos têm despertado preocupação, uma vez que o Doping,uso de drogas visando aumentar a performance, tem persistido.Apesar de algumas drogas serem ergogênicos eficazes, o seu uso pode aumentarsignificativamente o risco de vida. A Comissão Médica do Comitê OlímpicoInternacional (COI) considera que o doping viola a ética tanto do esporte quantoda Ciência Médica e, portanto, é proibido. 14
  15. 15. A Tabela 3 mostra alguns exemplos das principais substâncias farmacológicas emétodos proibidos pelo COI.Tabela 3 - Alguns exemplos das principais substâncias farmacológicas emétodos proibidos pelo COI • Substâncias proibidas o Estimulantes (anfetaminas, cocaína, efedrina) / Narcóticos o Anabólicos (esteróides anabólicos, clenbuterol) / Diuréticos • Métodos proibidos o Doping sangüíneo / Manipulação física, química e farmacológica • Drogas sujeitas a certas restrições o Álcool / Cafeína / Marijuana / Anestésicos locais / Corticosteroides / Beta-bolqueadores ERGOGÊNICOS FISIOLÓGICOS Ergogênicos fisiológicos são substâncias ou técnicas destinadas aintensificar os processos fiológicos naturais que geram a potência física. Como porexemplo, o doping sangüíneo , eritropoietina, e inalação de oxigênio. Osergogênicos fisiológicos não são drogas em si, porém têm sido proibidos pelo COI.Outros ergogênicos fisiológicos podem estar relacionados aos ergogênicosnutricionias. Carnitina e creatina são encontradas nos alimentos, mas sãonutrientes não essenciais, pois são formados pelo nosso organismo a partir deoutros nutrientes. Em geral, esses nutrientes não essenciais estão intimamenteenvolvidos com os processos fisiológicos importantes para a performanceesportiva.A Tabela 4 dá exemplos de ergogênicos fisiológicos que têm sido estudados emrelação a sua influência sob a performance esportiva.Tabela 4 - Ergogênicos fisiológicos 15
  16. 16. • Metabolismo celular o Carnitina o Coenzima Q10 o Creatina o Bicarbonato de cálcio • Hormônios (neurotransmissores) o Colina o DHEA (deidroepiandrosterona) o Gonadotropina corionica humana o Hormônio do crescimento o Testosterona • Transporte de oxigênio o Doping sangüíneo o Eritropoietina o Glicerol o Inosina o OxigênioEFEITOS FISIOLÓGICOS DA ATIVIDADE FÍSICA 16
  17. 17. Efeitos fisiológicos agudos imediatos - também conhecidos como respostas,são aqueles que acontecem em associação direta a sessão de exercício. osefeitos agudos imediatos, são os que ocorrem nos períodos per e pós-imediato doexercício e podem ser exemplificados pelos aumentos de freqüência cardíaca(FC), ventilação pulmonar e sudorese, habitualmente associados ao esforço.Efeitos fisiológicos agudos tardios - são os efeitos fisiológicos observados aolongo das primeiras 24 horas que se seguem a uma sessão de exercícios epodem ser exemplificados como na discreta redução dos níveis tensionais,especialmente, nos hipertensos, e no aumento do número de receptores deinsulina nas membranas das células musculares.Efeitos fisiológicos crônicos - também denominados como adaptações, sãoaqueles que resultam da exposição freqüente e regular às sessões de exercícios,representado os aspectos morfo-funcionais que diferem um indivíduo fisicamentetreinado, de um outro sedentário . Dentre os achados mais comuns dos efeitoscrônicos do exercícios físicos estão a hipertrofia muscular e o aumento doconsumo máximo de oxigênio Higiene Pessoal 17
  18. 18. A higiene(Gr. hygieiné) consiste numa prática de grande benefício para os sereshumanos. Em seu sentido mais comum, significa: limpeza, asseio. Num sentidomais amplo, compreende todos os hábitos e condutas que auxiliam a prevenirdoenças, manter a saúde e o bem estar dos indivíduos.O aumento dos padrões de higiene tem sido responsável pela prevenção deinúmeras doenças físicas. Estudos socio-epidemiológicos têm demonstrado queas medidas de maior impacto na promoção da saúde de uma população estãorelacionadas à melhoria dos padrões de higiene e nutrição da mesma.’Muitas das doenças infecto-contagiosas existentes são encontradas, comfrequencia, em locais com baixos padrões de higiene, o que se correlaciona combaixa escolaridade e pouco acesso à informação. Tais ambientes, gerados poruma interação pouco consciente do homem com seu entorno, são propícios àdisseminação tanto de vetores de doenças (moscas, baratas, ratos e outrosvetores) quanto dos organismos patogênicos (bactérias, fungos, protozoários,vermes) . Por essas e outras razões a Organização Mundial da Saúde recomendaasseio e limpeza nos locais em que vivemos, bem como uma série de hábitos queenvolvem mudanças de comportamento frente ao meio circundante, como formade se evitar a propagação dessas doenças.Higiene domésticaExistem muitas maneiras de se manter o asseio em nosso lar. Algumas dessasmaneiras são: • Tomar banho regularmente • Lavar as mãos sempre após usarmos o banheiro • Lavar bem nossas roupas • Lavar bem os alimentos frescos • Permitir a circulação de ar e entrada de luz nos ambientes 18
  19. 19. • Evitar acúmulo do objetos sem organização, que predispõem a acidentesEsses são cuidados simples, porém, são cuidados que tem resultado napreservação da saúde de muitas famílias ao redor do mundo. LAVAGEM DE MÃOSA lavagem das mãos é, sem dúvida, a rotina mais simples, mais eficaz, e de maiorimportância na prevenção e controle da disseminação de infecções, devendo serpraticada por toda equipe, sempre ao iniciar e ao término de uma tarefa. Quando lavar as mãos- No início e no fim do turno de trabalho.- Antes de preparar medicação.- Antes e após o uso de luvas.- De utilizar o banheiro.- Antes e depois de contato com pacientes.- Depois de manusear material contaminado, mesmo quando as luvas tenhamsido usadas.- Antes e depois de manusear catéteres vasculares, sonda vesical, tuboorotraqueal e outros dispositivos- Após o contato direto com secreções e matéria orgânica.- Após o contato com superfícies e artigos contaminados.- Entre os diversos procedimentos realizados no mesmo paciente.- Quando as mãos forem contaminadas, em caso de acidente.- Após coçar ou assoar nariz, pentear os cabelos, cobrir a boca para espirrar,manusear dinheiro- Antes de comer, beber, manusear alimentos e fumar.- Após manusear quaisquer resíduos.- Ao término de cada tarefa.- Ao término da jornada de trabalho. Técnica de lavagem das mãos1. Retirar anéis, pulseiras e relógio.2. Abrir a torneira e molhar as mãos sem encostar na pia. 19
  20. 20. 3. Colocar nas mãos aproximadamente 3 a 5 ml de sabão. O sabão deve ser, depreferência, líquido e hipoalergênico.4. Ensaboar as mãos friccionando-as por aproximadamente 15 segundos.5. Friccionar a palma, o dorso das mãos com movimentos circulares, espaçosinterdigitais, articulações, polegar e extremidades dos dedos (o uso de escovasdeverá ser feito com atenção).6. Os antebraços devem ser lavados cuidadosamente, também por 15 segundos.7. Enxaguar as mãos e antebraços em água corrente abundante, retirandototalmente o resíduo do sabão.8. Enxugar as mãos com papel toalha.9. Fechar a torneira acionando o pedal, com o cotovelo ou utilizar o papel toalha;ou ainda, sem nenhum toque, se a torneira for fotoelétrica. Nunca use as mãos. 20
  21. 21. Artes marciaisAs artes marciais são sistemas de práticas e tradições para treinamento decombate, usualmente (mas nem sempre) sem o uso de armas de fogo ou outrosdispositivos modernos. Sua origem confunde-se com o desenvolvimento dacivilização quando, logo após o desenvolvimento da onda tecnológica agrícola,alguns começam a acumular riqueza e poder, ensejando o surgimento de cobiça,inveja, e seu corolário, a agressão. A necessidade abriu espaço para aprofissionalização da proteção pessoal. Embora a versão mais conhecida da artemarcial, principalmente a história oriental, tenha como foco principal Bodhidharmamonge indiano que em viagem a china orientou os monges chineses na prática doyoga e rudimentos da arte marcial indiana o que caracterizou posteriormente nacriação de um estilo próprio pelos monges de shaolin, é sabido históricamente,através da tradição oral e escavações arqueológicas que o kung fu já existia naChina há mais de cinco mil anos.Da China estes conhecimentos se espandirampor quase toda a ásia. Japão e Coréia também têm tradição milenar em artesmarciais.Recentes descobertas arqueológicas também mostram guardaspessoais, na Mesopotâmia, praticando técnicas de defesa e de imobilização deagressores. Paralelamente, o mundo ocidental desenvolveu outros sistemas,como o Savate francês, ou a Capoeira brasileira.Atualmente, pessoas de todo o mundo estudam artes marciais por diferentesmotivos como condicionamento físico, defesa pessoal, coordenação física, lazer,desenvolvimento de disciplina, participação em um grupo social, e estruturação deuma personalidade sadia pois a prática possibilita o estravasamento da tensãoque harmoniza o indivíduo focalizando-o positivamente.Artes Marciais:O termos artes marciais é um termo ocidental e latino referentes as artes deguerra e luta. Este termo veio em relação ao deus da guerrra greco-romano Marte, 21
  22. 22. ou seja, as artes marciais são as artes ensinadas pelo Deus Marte aos homens,segundo a mitologia. Hoje o termo artes marciais é usado para todos os sistemasde combate de origem oriental e ocidental, com ou sem o uso de armastradicionais, termo este que é errôneo, sendo que a origem das lutas no orienteestá muito diferenciada aos aspectos vistos destas práticas no ocidente. As artesmilitares ou marciais podemos determinar que são todas as práticas utilizadaspelos exercitos no desenvolvimento de treinamento e habilidades para o uso emguerras nao importando a origem ou povo que a criou. No oriente existem outrostermos mais adequados para a definição destas artes como Wu-Shu na China eBu-Shi-Do no Japão que tambem significam artes de guerra, ou "Caminho doGuerreiro". Mutas destas artes de guerra do oriente e ocidente deram origem aartes atuais que hoje são praticados em todo o mundo como Karate, Kung Fu, TaeKwon Do, Esgrima, Arqueirismo, Hipismo etc, e se diferem dos esportes decombate como o Boxe, Judo, Luta Olimpica, pois no esporte a competição asregras prevalecem pois o objetivo é ver aquele que marca mais pontos dentro deuma regra, já as modalidades que tem uma origem mais marcial tem comoobjetivo a defea pessoal em uma situação de risco sem regras, e com o enfoqueprincipal na formação do carater do ser humano. No Japão estas artes sãochamadas de Bu-Do ou "Um caminho educacional através das lutas".Na China as artes de lutas estão classificadas em dois grupos: Wu-Shu = artes deguerra onde se encontra os estilos tradicionais mais antigos, que se sub dividemem: Estilos externos = que usam a força fisica. Ex: Shaolin e suas divisões. EstilosInternos = que usam a Energia KI. Ex: Tai Chi, Ba Gua, Xing Y.Kuo-Shu = artes chinesas, onde se encontra os estilos mais recentes e modernos,muito destes adaptados a competição.No Japão as artes da lutam tambem se dividem em dois grupos: Bushi-Do = artesda guerra. Ex. Ju Jitsu (tradicioanl) Ken jutsu, I Ai Jutsu, Nihon Kobudo etc. Bu-Do= Artes atuais muitas com origem no Bushi-Do e outras que amntiveram-se desdea antiguidade. Ex: Karate, Judo, Aikido, kendo, Kyu Do etc. 22
  23. 23. Classificação dos estilos de luta: Estilos Tradicionais: são aqueles que mantem ostraços originais e que são transmitidos de geração em geração.EX: Ken Jutsu,Okinawa Kobudo, Karate-Do. Estilos Modernos: são aqueles que foram criados apartir das experiencias dos antigos mestres mas adaptados ao mundo atualutilizando a tradição nos dias de hoje.EX: Judo, Karate-Do. Estilos Sinteticos:sãoaqueles que se formarama partir da união de varios estilos de luta: EX: kick boxing(Boxe + Karate+ Taekwondo).No Ocidente as lutas estão vinciuladas unicamente a sistemas de luta e defesapessoal ao contrario do oriente que possui um sistema filosofico fundamentado emcranças e religiões que preparam o praticante fisico e espiritualmente. os estilosocidentais de luta podemos citar: Savate, Kick Boxing, Boxe, Luta Livre, Capoeira,Esgrima, Sambo, Krav Maga, e outros mais recentes criados da mescla comsistemas de luta orientais. KaratêCaraté, karaté ou caratê (em japonês: 空手, transl. karate, AFI: [kɑʀɑtə]) ou caratê-dô( 空 手 道 , transl. karate-dō AFI: [kɑʀɑtədɵ]) é uma arte marcial japonesa que sedesenvolveu a partir da arte marcial autóctone de Oquinaua sob influência do chuan fachinês[b] e dos koryu japoneses (modalidades tradicionais de luta), incorporando aspectosdas disciplinas guerreiras, ou budō.A influência do chinesa foi maior num primeiro estádio de desenvolvimento, cambiandoum paradigma primitivo de simples luta com agarrões e projeções para um com mais ênfasenos golpes traumáticos, e se fez sentir nas técnicas dos estilos mais fluidos e pragmáticos daChina meridional. Depois, por causa de alterações da cércea geo-política, sobreveio apredominância das disciplinas de combate do Japão e nesse período o paradigma tende asimplificar ainda mais os movimentos, tornando-os mais directos com o renunciando àquiloque não seria útil ou que fosse mero floreio.[1]O repertório técnico da arte marcial abrange principalmente golpes contundentes — atemiwaza —, como pontapés, socos, joelhadas, bofetadas etc., executadas com as mãosdesarmadas. Todavia, técnicas de projeção, imobilização e bloqueios — nage waza, katamewaza, uke waza — também são ensinados, com maior ou menor ênfase dependendo doonde ou qual estilo/escola se aprende.[3] 23
  24. 24. Grosso modo, pode-se afirmar que a evolução desta arte marcial aconteceu capitaneada porrenomados mestres, que a conduziram e assentaram suas bases, resultando no caratêmoderno, cujo trinômio básico de aprendizado repousa em kihon (técnicas básicas), kata(sequência de técnicas, simulando luta com várias aplicações práticas) e kumite(enfrentamento propriamente dito, que pode ser mero simulacro ou dar-se de maneiraesportiva/competitiva ou mais próxima da realidade). Esse processo evolutivo tambémmostra que a modalidade surgida como se fosse uma única haste acabou por se trifurcar e,por fim, tornou-se uma miríade de diversas variações sobre um mesmo tema.O estádio da transição entre os séculos XX e XXI revela que a maioria das escolas de caratêtem dado ênfase à evolução do condicionamento físico, desenvolvendo velocidade,flexibilidade e capacidade aeróbica para participação de competições de esporte decombate, ficando relegada àquelas poucas escolas tradicionalistas a prática de exercíciosmais rigorosos, que visam desenvolver a resistência dos membros, e de provas dequebramento de tábuas de madeira, tijolo ou gelo. De um modo simples, há duas correntesmaiores, uma tendente a preservar os caracteres marcial e filosófico do caratê e outra, quepretende firmar os aspectos esportivo e lúdico.A partir do primeiro quartel do século XX, o processo de segmentação instalou-se de vez,aparecendo diversos sodalícios e silogeus, até uus dentro dos outros, pretendendo difundirseu modo peculiar de entender e desenvolver o caratê, a despeito de comungarem desimilitude técnica e de origem. Tal circunstância, que foi combatida por mestres de renome,acabou por se consolidar e gera como consequência a falta de padronização e entendimentoentre entidades e praticantes. Daí, posto que aceito mundialmente como esporte,classificado como esporte olímpico e participando dos Jogos Pan-Americanos, não há umsistema unificado de valoração para as competições, ocasionando grande dificuldade parasua aceitação como esporte presente nos Jogos Olímpicos.Em que pese a enorme fragmentação, os inúmeros contubérnios procuram ainda seguir ummoldelo pedagógico mais ou menos comum. E neste ambiente, distingue-se o meropraticante, ou carateista, daquele estudioso dedicado da arte marcial, carateca, o qual buscadesenvolver disciplina, filosofia e ética, além de aprender simples movimentos econdicionamento físico. Nessa mesma linha, aquele carateca que alcança o grau defaixa/cinturão preto(a) é chamado de sensei. E os sítios de aprendizado são chamados dedojôs, sendo estes, via de regra, filiados a alguma linhagem/estilo. 24
  25. 25. DANÇAA dança é uma das três principais artes cênicas da Antigüidade, ao lado do teatroe da música. Caracteriza-se pelo uso do corpo seguindo movimentos previamenteestabelecidos (coreografia), ou improvisados (dança livre). Na maior parte doscasos, a dança, com passos cadenciados é acompanhada ao som e compasso demúsica e envolve a expressão de sentimentos potenciados por ela.Dança pode ser diretamente participatória, social ou executada para uma platéia.Ela pode ser cerimonial, competitiva ou erótica. Movimentos de dança podem nãoconter qualquer significado por si só, como no balé, ou conter todo um sistemasimbólico como nos muitos estilos de dança asiáticos. Dança pode envolver ouexpressar idéias, emoções ou contar uma históriaO maxixe foi o primeiro tipo de dança urbana surgida no Brasil. Era dançado emlocais que não atendiam a moral e aos bons costumes da época, como em forrós,gafieiras da cidade nova e nos cabarés da Lapa, no Rio de Janeiro. Por volta de1875, estendendo-se mais tarde aos clubes carnavalescos e aos palcos dosteatros de revista. Os homens de classes mais privilegiadas freqüentavam essesbailes e gafieiras, em busca da sensualidade das danças africanas."Os pares enlaçam-se pelas pernas e braços, apoiando-se pela testa, essamaneira de dançar lhe valeu o título de escandalosa e excomungada. Foiperseguida pela polícia, igreja, chefes de família e educadores. Para quepudessem ser tocadas em casa de família, as partituras de maxixe traziam oimpróprio nome de "Tango Brasileiro".Era uma forma de dançar não atrelada a um gênero musical específico, sendoinicialmente dançado ao ritmo do tango, da havaneira, da polca ou do lundu. Sónos fins do século XIX, as casas editoriais consideraram-no um gênero musical,imprimindo as músicas com essa classificação: "a primeira dança genuinamentebrasileira". 25
  26. 26. No início do século, alcançou grande sucesso nos palcos europeus, sendoapresentada com requintes coreográficos pelo dançarino Duque, na França e naInglaterra, em 1914 e 1922, quando entrou em declínio cedendo espaço ao fox-trote e posteriormente ao samba.A dança originou-se na África como parte essencial da vida nas aldeias. Elaacentua a unidade entre seus membros. Em sua maioria, todos os homens,mulheres e crianças participam da dança, batem palmas ou formam círculos emtorno dos bailarinos. Todos os acontecimento da vida africana são comemoradoscom dança, nascimento, morte, plantio ou colheita; ela é aparte mais importantedas festas realizadas para agradecer aos deuses,uma colheita farta.As danças africanas variam muito de região para região, mas a maioria delas temcertas caracteristicas em comum. Os participamtes geralmente dançam em filasou em círculos, raramente dançam sós ou em par. As danças chegam aapresentar algumas veses até seis ritmos ao mesmo tempo e seus dançarinospodem usar máscaras ou enfeitar-se.A dança está presente no dia-a-dia das pessoas, seja no vilarejo ou no bosquesagrado ou das florestas. A dança interrompe a monotonia e estrutura do tempo.Assim como uma canção, a dança é uma forma de contar histórias.Dança e EsportePular deitar e rolar fazem parte do jogo da capoeira. Não escapa se quer ummúsculo sem ser trabalhado ao ritmo do berimbau do atabaque e do pandeiro.Desenvolvem aspectos motores, passa noções de disciplina canaliza aagressividade.Esse jogo conquista pai, mãe e a garotada: tem música que brasileiro nenhumdispensa; a seqüência dos movimentos parece uma dança e faz bem para a 26
  27. 27. mente. Além disso pode ser a "senha" para despertar o interesse de seu filho poresporte.Dos tempos da escravidão pra cá, muita coisa aconteceu no mundo da capoeira,foram crises proibição, liberação, perseguição e etc ... Atualmente a capoeira éreconhecida e praticada mundialmente por um número muito grande de pessoasDanças afro-brasileirasO tipo de AngolaVeio da Angola e foi trazido pelos escravos negros como passatempo. Seu modode dança é muito detalhista onde os movimento são efeitos lentamente com umritmo bem devagar.RegionalEste foi adaptado pelo brasileiros sendo assim o mais praticando hoje em dia. Seumodo de dança é mais agressivo, sendo comparado muito mais com uma artemarcial do que uma dança.CapoeiraTudo começou com uma dança da zebra.A palavra capoeira não é Africana, como se costuma pensar. Ele vem do tupi,kapueira, e possui dois significados - mato rolo ou roçado ou um cesto ou gaiolapara carregar animais e mantimento.Os historiadores falam sobre o berço da capoeira, que pode ser rural ou urbano. 27
  28. 28. Uns enxergam seu nascimento no campo, entre grandes plantações de cana eengenhos de açúcar onde as clareiras abertas no mato serviriam de canal parafuga dos escravos e espaços para o lazer.Dança do Congo - É uma dança teatralizada que tem lugar na gravana, ao ar livre,realizada durante as festas religiosas e populares. Cada grupo de Dança doCongo é constituído por uma seção musical (três ou quatro tambores, flautas ecanzás) e um número variável de figurantes, todos eles hábeis dançarinos: ocapitão congo, o logozu, o anju môlê (anjo que morreu), o anju cantá (anjocantador), o opé pó (figura que executa diversas acrobacias), ulogi o feiticeiro, ozuguzugu (ajudante de feiticeiro), três ou quatro bobos, o djabu (diabo) e dez adezoito soldados dançarinos.ÚSSUA - Dança de salão, de grande elegância (uma espécie de mazurkaafricana), em que os pares são conduzidos por um mestre de cerimônias, ao ritmolento do tambor, do pito doxi (flauta) e da corneta. Todos os dançarinos usamtrajes tradicionais: as mulheres saia e quimono, xale ou pano de manta; oshomens trazem chapéus de palhinha e usam no braço uma toalha bordada (queserve para limpar o suor do rosto).DEXA - Típica da ilha do Príncipe de raízes angolanas. Ao ritmo de um tambor ede uma corneta, diversos pares executam danças de roda. As letras são quasesempre humorísticas, e implicam uma réplica da parte do visado. A dexa édançada durante horas inteiras, apenas com ligeiras modificações.PUITA E DJAMBI - Provavelmente com raízes angolanas, a puita é uma dançafortemente erótica, em que o tambor avança de forma frenética, obsessiva,sensual, pela noite dentro. Homens e mulheres formam filas indianas e, à misturacom alguns semi rodopios, fazem entrechocar os corpos de forma sexualmenteexplícita. Quando um parente deixa este mundo é de praxe executar-se uma puitaem sua homenagem. A falta de cumprimento a este ritual pode ocasionardesventuras na família. Mas a puíta é tocada em muitas outras ocasiões, sendouma das formas de música mais populares em São Tomé. 28
  29. 29. BLIGÁ (ou jogo do cacete) - É um misto de dança e jogo lúdico, em que a destrezae o vigor fisico se aliam a uma sofisticada corporalidade e gestualidade que fazempor vezes lembrar certas artes marciais orientais. O bligá (que significa brigar) foicertamente, tal como a capoeira no Brasil, um modo de os escravos exercitaremuma arte de autodefesa sem que as autoridades disso se apercebessem.SOCOPÉ - Os grupos de socopé são sociedades musicais com estandarte efardamento próprio, organizadas segundo uma rigorosa estrutura hierárquica, quevai do Presidente aos sócios (os "membros" e as "membras"). As músicas têm umritmo bastante lento, quase em tom de lamento, e os textos servem na maior partedas vezes para expor os principais problemas da comunidade ou para fazer críticasocial ou de costumes.CABETULA - Estilo de dança executado na região de Luanda em ocasiõesfestivas mas propriamente no período carnavalesco, por essa razão por vezes éconhecida como a dança do Grupo Carnavalesco União mundo da Ilha.STLEVA E TLUNDU - O stleva e o tlundu são as únicas representações teatraismusicadas que não acontecem durante a gravana.SUNGURA - Dança usual entre os povos da região sul de Angola (região doHuambo e Bié), também executada em cerimónias e rituais tradicionais,normalmente dançado em grupo.DANÇAS DE SALÃO - As danças de salão, mais conhecida por Kizomba, é umadança executada preferencialmente em festas e cerimoniais, alias, Kizombasignifica festa. Começou a ser executado nos Centros Recreativos e Culturais dossubúrbios luandenses e praticado nos primórdios por dançarinos profissionais notempo colonial (tendo se generalizado nos dias de hoje), provavelmente entre asdécadas de 60 e 70. 29
  30. 30. Danças Típicas Ao falar de danças regionais brasileiras introduzimos falando um pouco arespeito de nosso folclore. Folclore é um termo criado em 1846 pelo arqueólogoinglês William Thoms e significa "saber popular". A origem do folclore brasileiro érelativamente recente, resultando do encontro de tradições culturais diversas,predominando a origem européia. A influência indígena e negra aumenta oudiminui conforme a região e, por isso, apresenta uma grande diversificaçãoregional. A Igreja Católica desempenhou importante papel no processo deformação de um folclore brasileiro, criando acompanhamentos religiosos decantos, músicas e danças indígenas que acabaram se desligando da Igreja e atéhoje persistem criando cortejos com danças e representações.Congada É praticada do Ceará ao Rio Grande do Sul, assumindo característicasregionais. A dança dos congos foi trazida pelos escravos negros e usada pelosjesuítas para sublimar o instinto guerreiro do negro, criando uma luta irreal entrecristãos e pagãos. Embora ocorra em vários locais, onde se conserva a tradição, éna cidade da Lapa (Paraná) que é geralmente celebrada a congada, na festa deSão Benedito, o santo negro - 26 de dezembro. O assunto é o mesmo em todosos estados, variando os passos de dança, os instrumentos e o motivo da festa. Ahistória se desenrola entre o rei "Guanaime" e seus fidalgos, que reunidos parahomenagear São Benedito, não podem fazê-lo devido a intenso barulho depagãos de outra tribo. A batalha é ritmada ao som de tambores e cantos.Reisado Muito comum no Nordeste (Recife, Bahia e ainda no Rio de Janeiro), reúnecanto, danças e declamações. É realizada no período entre as festas de Natal aoDiade Reis. 30
  31. 31. MaracatuO Maracatu nasceu em Recife, sendo inicialmente um cortejo para louvar NossaSenhora do Rosário dos Negros. Porém, aos poucos, foi passando so sagradopara o profano, misturando músicas e danças. Os diversos grupos eram lideradospor estandartes representando figuras de animais, essa representação deve estarligada à origem totêmica de tribos africanas, sendo sua origem sudanesa. Originoutambém um ritmo musical especial. Figuras características: o rei e a rainha, quedão um sabor todo especial e, com sua presença, fixa-se a linha de matriarcado,tão do gosto africano.Dança coletiva muito praticada em Pernambuco, representa um desfile emhomenagem a uma rei africano. O séquito real, composto, se dirige à igrejaseguido pelos músicos, executando figuras de grande efeito coreográfico. Depoisde uma saudação com fogos de artifícios, os bailados são executados com muitaagilidade, incluindo um sapateado admirável. Quem canta não dança, e quemdança não canta. A dança vem se propagando nas principais capitais brasileiras e,no Rio de Janeiro, tomou-se muito popular nos últimos anos graças ao trabalho dogrupo Rio Maracatu.Bumba meu boiÉ uma representação folclórica típica de norte a sul do Brasil. É considerado maisimponente no Maranhão. Constitui um auto popular ligado à vida no campo, emque se conta, com variações, músicas e ritmo e indumentária característica. Odrama é o seguinte: O dono do boi vê um homem negro roubar o seu animalporque sua esposa grávida, estava com vontade de comer língua de boi. O boi émorto e, para que não haja o castigo, é preciso ser ressuscitado. Essa tarefa cabeao pajé. Em todo o desenrolar da cena satiriza-se a vida local, faz-se coletas parao próximo "Boi" e termina sempre com um final feliz: depois de incontáveisperipécias, o boi ressuscita e todo mundo fica contente. Em geral é festejado emjunho. Como em todos os autos, se mesclam muitos elementos de arte popular:coreografia, adornos, vestimentas e comidas típicas. 31
  32. 32. Samba de roda Dança de origem africana, que faz evoluções em um círculo. Muitopraticado na Bahia e no Rio de Janeiro, parece um baile ao ar livre, do qual todospodem participar se movimentando à vontade, desde que convidados por uma"umbigada"Frevo Uma das danças mais contagiantes e brejeiras do folclore nacional. Suamúsica é inspirada num misto de marcha rápida e polca. A comunicabilidade damúsica é encantadora, o que torna o frevo uma dança de multidão. Sua área deinfluência é o Nordeste, sendo muito dançado especialmente em Pernambuco.Rico em espontaneidade e improvisação, o frevo permite que o dançarino exercitesua criatividade, fazendo passos que, em alguns casos, chegam ao malabarismo.Uma das danças mais contagiantes e brejeiras do folclore nacional. Sua música éinspirada num misto de marcha rápida e polca. A comunicabilidade da música éencantadora, o que torna o frevo uma dança de multidão. Sua área de influência éo Nordeste, sendo muito dançado especialmente em Pernambuco. Rico emespontaneidade e improvisação, o frevo permite que o dançarino exercite suacriatividade, fazendo passos que, em alguns casos, chegam ao malabarismo.CandombléCerimônia religiosa de origem Bantu, na qual são evocados os Orixás através debatidas de atabaque. A ordem de chamada dos deuses varia em cada terreiro,mas sempre se inicia por Exu - o mensageiro dos deuses - e termina com Oxalá -o Senhor do Céu. Cada divindade recebe, no m[inimo, três cânticos com dançasque representam suas histórias e mitos.Afoxé 32
  33. 33. Cortejo de rua que normalmente sai no carnaval. As melodias, quase todas emYorubá, são puxadas em solo e repetidas em coro. Tem sua fundamentação nospreceitos religiosos ligados ao culto dos Orixás. Sua maior representação seapresenta nos festejos carnavalescos de Salvador, na Bahia, onde grupos deafoxés conseguem arrastar multidões de foliões.CaboclinhoConsiderada uma das mais aprimoradas danças do Nordeste, com partescoreográfadas - conhecidas por "manobras" - que exigem muita agilidade ehabilidade de execução. As danças, ricas em mímicas, ora simulam lutasguerreriras, ora rituais de caça ou trabalhos agrícolas dos indígenas. A dança sefaz presente em algumas das principais capitais do Nordeste e também temgrande força no interior.MaculelêDança pertencente ao folclore da Bahia representa uma luta em que os homens,providos de um bastão ou facão, fazem com que estes se cruzem com uma batidaque obedece ao ritmo marcado pelo acompanhamento musical.CapoeiraJogo embalado por som de berimbau e pandeiro, com características de luta, emque os adversários não se agarram, mas desferem uma sucessão de golpes comos pés, experimentando a guarda do oponente, de forma bastante acrobática. Suaorigem vem dos quilombos, onde os negros desenvolveram sua movimentaçãocomo defesa pessoal e mesmo para atacar os inimigos, a partir da imitação deanimais como gatos, macacos, cavalos, cobras ou aves. É hojé uma dançadifundinda nas principais capitais brasileiras e uma das mais conhecidas epraticadas no exterior. 33
  34. 34. MaxixeSurgiu como dança popular, aproximadamente em 1870, no Rio de Janeiro, damaneira livre de dançar os gêneros de música em voga na época - principalmentea polca, o schottisch e a mazurca. Segundo Ramos Tinhorão, "o maxixe resultoudo esforço dos músicos de choro em adaptar o ritmo das músicas à tendência aosvolteios e requebros de corpo com que mestiços, negros e brancos do povoteimavam em complicar os passos das danças de salão."O maxixe era uma dança extremamente sensual em seus requebros, repudiadadurante muito tempo pelos salões burgueses que só a aceitaram depois, comreservas, porém impondo uma discreta figuração do ritmo. O primeiro compositorbrasileiro a estilizar o ritmo do maxixe foi o pianista Ernesto Nazareth (1863 -1934). Como dança o maxixe morreu ao longo da década de 1930 e, comocanção, um pequeno exemplo contemporâneo foi dado em 1968, quando ChicoBuarque de Holanda aproveitou seu ritmo na Segunda parte do samba "BomTempo", segundo colocado na I Bienal do Samba da TV-Record. O maxixe chegoua ser estilizado e lançado como dança pelo coreógrafo americano Hermes Pan, nofilme "Voando para o Rio". (1934).SambaComo dança, tem suas origens possivelmente em Angola e no Congo e foi trazidapara o Brasil pelos escravos destas regiões. O nome supõe-se, seja provenienteda palavra sembe que era a umbigada, ponto culminante da dança. Erainicialmente dançado nos terreiros das senzalas, à noite, após o dia de labor dosescravos. Primeiramente foi difundida no Maranhão e Bahia, chegou ao Rio deJaneiro em fins do século XIX. Era uma dança coreográfica com ritmocompassado marcado com batidas de pé e animada por violentos sons depercussão, e somente a partir da primeira década do século XX passou a ter umaproveitamento estilizado. Depois da abolição, os negros se espalharam pelascidades mas continuaram com seus usos e costumes. São muitas vezesdivergentes as teses sobre o surgimento dos primeiros sambas, mas a maioria dos 34
  35. 35. pesquisadores inclina-se pela notícia de que foi na rua Visconde Itaúna, 117, Riode Janeiro, na chamada "Casa de tia Ciata", uma velha baiana, em animadasreuniões musicais, que surgiram as primeiras composiçõesXaxadoÉ ao grupo de Lampião, o Rei do Cangaço, que se deve o fato de todo o Nordesteconhecer o Xaxado. Essa dança sertaneja marca a época em que os "cabrasmachos" afrontavam a polícia com um canto chamado "parraxaxá".Da dança do Xaxado, os cangaceiros fazem de seus rifles suas damas e, em fila,seguem, sem volteios, arrastando suas alpargatas pelo chão. Avançando com opé direito em três ou quatro movimentos laterais e puxando, em seguida o péesquerdo, produzem o "xá, xá, xá" das alpargatas (cuja onomatopéia deu origemao nome Xaxado), fazendo o acompanhamento originário do som da viola. Tudoresulta em um bailado rápido e vigoroso.A música é simples e de fácil aprendizado. No início, era executada semacompanhamento instrumental. Hoje, no entanto, há a sanfona, o zabumba e otriângulo.Originalmente dançado apenas por homens, o Xaxado agora recebe tambémparticipações de mulheres. Elas representam a figura de Maria Bonita, um tantoquanto responsável pela valentia de Lampião.CarimboDança e música típicas do Pará. Seu principal instrumento é o que lhe empresta onome: um tambor feito de tronco cavado com um couro de veado bem esticado,onde seu tocador se senta e bate com as duas mãos. Sua coreografia secaracteriza com dança de roda que reúne homens e mulheres que semovimentam acompanhando as notas da música, bem como seu ritmo. 35
  36. 36. FandangoIntroduzido no BRasil e adaptado aos gostos e características de cada região, éparticularmente apreciado no Nordeste e nos estados do Sul. De requintadaestética e elegância, o grande efeito cênico de suas diversas coreografias locaisfez o fandango uma das danças mais admiradas do folclore brasileiro. Danças ameríndias tradicionaisDanças de UmbigadaAs danças de umbigada ou sambas, rementem a uma ampla coleção de danças e ritmosafro-brasileiros derivados do semba, proveniente do atual território Angolano. O ritmo,originalmente associado à cultos à fertilidade, caracteriza-se pelo forte carácter lascivo daevolução e o movimento de choque entre os umbigos de dois dançantes - e advém do seunome, que significa o que gira em torno do umbigo ou umbigada. No Brasil escravagista, osemba tornou-se uma forma de expressão extremamente popular entre os escravos congo-angolanos, que o inseriam em contextos de celebrações afro-católicas e candomblecistas,além festividades de cunho essencialmente profano.Os dança , geralmente, se dispõem em roda, e acompanham os instrumentos musicais aosom de palmas. A cada vez, um dançarino é convidado a ir ao centro da roda por meio deuma umbigada, onde dança até umbigar um outro integrante, e assim reiniciar todo o ciclo.Predominantemente feminina, a evolução da dança marca-se pelo energético balançar dassaias, um característica ibérica que se mantém em boa parte dos sambas e se combina aouso de instrumentos improvisados, como pratos comuns e pedaços de troncos ocos. Sãoexemplos de danças de umbigada: A umbigada é muito conhecida no mato grosso do sul • Coco-de-Roda • Jongo • Quilombo (dança) • Samba de cacete • Samba caipira • Samba de Coco 36
  37. 37. • Samba de Roda • Tambor de CrioulaCertas danças, tais como o Samba carioca, o Carimbó e suas respectivas vertentes, podemser, ao menos teoricamente, classificadas como danças de umbigada, pois, embora tenhamperdido o movimento tradicional com o umbigo ao longo da evolução histórica, conservamum número expressivo de características que as descrevem como tal.Danças indígenasDanças indigenas são as danças de culturas dando razão a vários deuses. Cada grupo outribo indigena tem seu deus ou sua deusa celebrando assim todos os dias à sua divindademaiores.Danças "ecléticas"Araruna Afoxé Axé Bambaê Bandanejo BaiaoBalaina Bossa Nova Bugio Bumba-Meu- Caboclinho Calango BoiCapoeira Caterete Ciranda Congada Fandango ForróFrevo Funk Lambada Maculelê Maxixe MerengueReisado Samba Samba De Samba De Roda Seresta Xaxado GabieiraXote Zouk Forró Cidadania 37
  38. 38. A cidadania, em Direito, é a condição da pessoa natural que, como membro deum Estado, encontra-se no gozo dos direitos que lhe permitem participar da vidapolítica.A cidadania é o conjunto dos direitos políticos de que goza um indivíduo e que lhepermitem intervir na direção dos negócios públicos do Estado, participando demodo direto ou indireto na formação do governo e na sua administração, seja aovotar (direto), seja ao concorrer a cargo público (indireto).A nacionalidade é pressuposto da cidadania - ser nacional de um Estado écondição primordial para o exercício dos direitos políticos. Entretanto, se todocidadão é nacional de um Estado, nem todo nacional é cidadão - os indivíduos quenão estejam investidos de direitos políticos podem ser nacionais de um Estadosem serem cidadãos.No BrasilOs direitos políticos são regulados no Brasil pela Constituição Federal em seu art.14, que estabelece como princípio da participação na vida política nacional osufrágio universal. Nos termos da norma constitucional, o alistamento eleitoral e ovoto são obrigatórios para os maiores de dezoito anos, e facultativos para osanalfabetos, os maiores de dezesseis e menores de dezoito anos e os maiores desetenta anos.A Constituição proíbe o alistamento eleitoral dos estrangeiros e dos brasileirosconscritos no serviço militar obrigatório, considera a nacionalidade brasileira comocondição de elegibilidade e remete à legislação infra-constitucional aregulamentação de outros casos de inelegibilidade (lei complementar n. 64, de 18de maio de 1990).O que é Cidadania 38
  39. 39. A origem da palavra cidadania vem do latim “civitas”, que quer dizer cidade.A palavra cidadania foi usada na Roma antiga para indicar a situação política deuma pessoa e os direitos que essa pessoa tinha ou podia exercer. SegundoDalmo Dallari: “A cidadania expressa um conjunto de direitos que dá à pessoa apossibilidade de participar ativamente da vida e do governo de seu povo. Quemnão tem cidadania está marginalizado ou excluído da vida social e da tomada dedecisões, ficando numa posição de inferioridade dentro do grupo social”.(DALLARI, Direitos Humanos e Cidadania. São Paulo: Moderna, 1998. p.14) No Brasil, estamos gestando a nossa cidadania. Damos passos importantescom o processo de redemocratização e a Constituição de 1988. Mas, muito temosque andar. Ainda predomina uma visão reducionista da cidadania (votar, e deforma obrigatória, pagar os impostos... ou seja, fazer coisas que nos sãoimpostas) e encontramos muitas barreiras culturais e históricas para a vivência dacidadania. Somos filhos e filhas de uma nação nascida sob o signo da cruz e daespada, acostumados a apanhar calados, a dizer sempre “sim senho?, a «engolirsapos”, a achar “normal” as injustiças, a termos um “jeitinho’ para tudo, a não levara sério a coisa pública, a pensar que direitos são privilégios e exigi-los é ser boçale metido, a pensar que Deus é brasileiro e se as coisas estão como estão é porvontade Dele. Os direitos que temos não nos foram conferidos, mas conquistados. Muitasvezes compreendemos os direitos como uma concessão, um favor de quem estáem cima para os que estão em baixo. Contudo, a cidadania não nos é dada, ela éconstruída e conquistada a partir da nossa capacidade de organização,participação e intervenção social. A cidadania não surge do nada como um toque de mágica, nem tão poucoa simples conquista legal de alguns direitos significa a realização destes direitos. Énecessário que o cidadão participe, seja ativo, faça valer os seus direitos. 39
  40. 40. Simplesmente porque existe o Código do Consumidor, automaticamente deixarãode existir os desrespeitos aos direitos do consumidor ou então estes direitos setornarão efetivos? Não! Se o cidadão não se apropriar desses direitos fazendo-osvaler, esses serão letra morta, ficarão só no papel. Construir cidadania é também construir novas relações e consciências. Acidadania é algo que não se aprende com os livros, mas com a convivência, navida social e pública. É no convívio do dia-a-dia que exercitamos a nossacidadania, através das relações que estabelecemos com os outros, com a coisapública e o próprio meio ambiente. A cidadania deve ser perpassada por temáticascomo a solidariedade, a democracia, os direitos humanos, a ecologia, a ética. A cidadania é tarefa que não termina. A cidadania não é como um dever decasa, onde faço a minha parte, apresento e pronto, acabou. Enquanto seresinacabados que somos, sempre estaremos buscando, descobrindo, criando etomando consciência mais ampla dos direitos. Nunca poderemos chegar eentregar a tarefa pronta, pois novos desafios na vida social surgirão, demandandonovas conquistas e, portanto, mais cidadania. VALORES IMPOSTOS PELA MÍDIA PADRÕES DE BELEZA 40
  41. 41. A necessidade crescente da busca pelo reconhecimento perante a sociedade,temfeito com que as pessoas se deixem influenciar pelo consumo desmedido deprodutos ofertados pelas indústrias culturais. Isso se dá, dentre outros fatores,pela constante evolução e aprimoramento de novas tecnologias de comunicação,que possibilitam a circulação de informações de forma rápida e abrangente. Nestecontexto,observa-se que a constante difusão de valores estéticos realizados pelasmídias, e em especial pela TV aberta, tem se tornado essencial para o sustento da‘indústria da beleza’ que faz com que o indivíduo, na necessidade de serreconhecido como parte de um todo, absorva tais valores muitas vezes semquestionamentos. Na sociedade do espetáculo, a hipervalorização da imagem física é fruto daexcessiva exposição os corpos nas mídias, e em especial nas telas de cinema ena TV aberta. Essa segunda por sua vez, em se tratando do Brasil, possuiabrangência inquestionável, pois está presente em quase todos os laresbrasileiros. Assim, seu poder de penetração é indubitavelmente significativo.A comunicação nos dias de hoje, “favorece a vaidade convulsiva, e a adoração daimagem passa pela contemplação do objeto de consumo”Percebemos atualmente que a indústria televisiva brasileira é capaz de estimularanseios, ditar comportamentos, moda e estilos de vida, buscando vender seusprodutos associando-os aos artistas famosos e aos momentos agradáveis de umanovela: “um acessório ou uma roupa usada pela atriz principal, tudo éminuciosamente preparado para os sonhos e ambições dos telespectadores” . O mesmo ocorre com o uso de roupas e acessórios da moda, quecompõem e complementam os padrões de beleza e estética impostosprincipalmente pelas mídias. O que normalmente ocorre, é que esses padrões de beleza expostos nasmídias são absorvidos pelas pessoas, que passam a almejá-los para si. Padrõesque muitas vezes tornam-se inalcançáveis para a maioria. A partir daí podemosafirmar mais uma vez a estreita relação entre os padrões de estética e beleza, as 41
  42. 42. mídias e as indústrias culturais, uma vez que as últimas estão intimamente ligadasao capitalismo. A busca pela perfeição corporal muitas vezes implica em excessoscometidos tanto por quem almeja a beleza-padrão como pelos profissionaisresponsáveis por tornar a uniformização estética uma realidade.O PREÇO PAGO NA BUSCA PELO CORPO IDEAL Os adolescentes do ano 2000 sofrem na carne um novo tipo de escravidão:aquele dos parâmetros de beleza absoluta, que lhe são cobrados como condiçãofundamental para terem acesso a uma vida feliz e realizada. Hoje os jovens estãose rendendo à cirurgia plástica e a tratamentos de estética em vez de cuidarem dasaúde física e mental. Em dez anos triplicou o número de adolescentes que sesubmeteram a cirurgias. As pessoas sofrem com transtornos alimentares como bulimia, anorexia,doenças que estão entre as principais causas de mortes principalmente dosjovens. No início, os jovens se sentem controlando seu corpo, podendo comer evomitar ou se recusando a comer e, aos poucos, se percebem prisioneiras daobsessão de ser magra. Vista como a salvação da pátria para quem não consegue emagrecer, alipoaspiração traz consigo uma enormidade de mitos, muitas vezes sugeridos pelaprópria divulgação na mídia. , mas ela é um procedimento cirúrgico, que deve serutilizado somente em casos extremos, pois oferece riscos a saúde das pessoas,como o de vida, por exemplo. O uso de drogas anabolizantes, as chamadas "bombas", com o objetivo deobter rapidamente um corpo musculoso, tanto por parte de homens como porparte das mulheres e causam vários problemas a saúde como alterações dafunção sexual masculina e feminina ,retenção de líquido e distúrbio naconcentração de sais minerais no organismo, feminização, hipertensão arterial, 42
  43. 43. aumento do teor de colesterol no sangue, alterações cardíacas, doença hepática( fígado), distúrbios psíquicos, alterações de comportamento, em particularaumento da agressividade, risco de doenças infecciosas como a hepatite B e a C,por exemplo, hipertrofia da próstata, entre outros . Preconceito 43
  44. 44. A complexidade da real origem dos preconceitos é uma das grandes dificuldadesque o ser humano enfrenta para entender como respeitar e amar o próximo deforma objetiva e sensata.Embora esse assunto ainda seja pouco comentado, os preconceitos podem serdivididos em dois segmentos: um segmento é maléfico à sociedade e o outrobenéfico. O segmento maléfico é constituído de preconceitos que resultam eminjustiças, e que são baseados unicamente nas aparências e na empatia. Já osegmento benéfico é constituído de preconceitos que estabelecem a prudência esão baseados em estatísticas reais, nos ensinamentos de Deus ou no instintohumano de autoproteção. Em geral, os preconceitos benéficos são contra doençascontagiosas, imoralidades, comportamentos degradantes, pessoas violentas,drogados, bêbados, más companhias, etc. Na verdade, é muito difícil definir olimite correto entre preconceito maléfico e preconceito benéfico. Por isso, aliberdade de interpretação pessoal deveria ser sempre respeitada.É importante entendermos, também, que cultivar o amor ao próximo não significaexterminar preconceitos. Tentar destruir preconceitos à força é cultivar opaganismo e deixar entrar todo tipo de sujeira comportamental na nossasociedade. No paganismo, (atualmente disfarçado sob o título de “pluralismo” e“laicismo”) tudo é permitido e nada é considerado errado.Na década de 90, supostos defensores de direitos humanos (agindo comodefensores de “anomalias humanas”) deformaram a palavra preconceito, a palavraamor, a palavra cultura e várias outras. Parece que a intenção era confundir osignificado destas palavras e abrir caminho para oficializar práticas pagãs nasociedade brasileira. De fato, nos anos seguintes constatamos o aumento dohomossexualismo, do feminismo, da infidelidade conjugal, dos rituais satânicos emdiversas regiões, da prostituição em diversos níveis e de outros comportamentosdegradantes e imorais “justificados” como festivos e culturais. 44
  45. 45. Infelizmente, uma parte da mídia vem usando uma máscara de amor ao próximopara condenar as discriminações de caráter preventivo e apregoar aindiscriminação total e generalizada. Essas pessoas, de ideais utópicos eestranhos, têm atribuído conotações exclusivamente pejorativas, à palavrapreconceito, para desmoralizá-la e destruir seu efeito preventivo (o lado benéfico).No fundo, querem semear “ervas daninhas” em nosso meio e contaminar a naçãocom hábitos idólatras e pagãos.Ao contrário do que tais pessoas têm apregoado, tudo o que não devemos fazer,nesta área, é praticar a discriminação injusta e precipitada, contra o nossopróximo, seja ele quem for ou quem quer que aparente ser. No entanto, fazer usode conceitos concebidos de maneira prévia, porém comprovados estatisticamenteou orientados por Deus (através da Bíblia), é um direito legítimo porque faz partedo nosso sistema de defesa; todo cidadão deve ter a liberdade e o direito de fazê-lo sempre que achar necessário.A estrutura biológica humana também faz uso de preconceitos (de anticorpos)para se defender de vírus e bactérias caracterizados como nocivos. Em geral, osanticorpos repudiam tais invasores antes que se multipliquem e contaminem todoo corpo (um efeito preventivo de origem natural). A medicina avançada tambémproduz vacinas artificiais para desenvolver preconceitos biológicos (do sarampo,da poliomielite, do tétano e de várias outras doenças consideradas infecto-contagiosas). O objetivo é deixar o sistema imunológico preparado para quando ovírus nocivo chegar, o corpo, já vacinado (previamente avisado), esteja prevenidoe se defenda antes que o vírus se multiplique e cause maiores problemas.Portanto, o preconceito por si só não é sinônimo de subdesenvolvimento. Naverdade, quando bem usado é sinônimo de prevenção e de prudência. A maioriados povos civilizados e prósperos desenvolveu-se fazendo separação entre ocerto e o errado e o bem e o mal. E, o preconceito, quando fundamentado emexperiências reais ou nos ensinamentos de Deus, é um método preventivo que seantecipa ao erro e ao mal evitando a disseminação de maus hábitos e aconseqüente destruição da sociedade. 45
  46. 46. Se desejamos combater o preconceito injusto e a discriminação indevida, asolução não é impor igualdade mascarada e fictícia por intermédio de leis. Asolução é admitir e esclarecer as diferenças, as aparências e as realidades paraque o sistema de defesa humano as compreenda e não rejeite o que for normal esaudável. Tentar impor qualquer tipo de igualdade, por força de lei, é semear afalsidade, a hipocrisia, o desrespeito e, por conseqüência, a violência. Amar, não ésimplesmente compreender, tolerar e querer bem ao próximo. Amar o próximo étambém ter a coragem de repreendê-lo para que se torne bem-sucedido como serhumano e cidadão.Já é hora de o brasileiro compreender que a liberdade pacífica, de praticar o justoe fundamentado preconceito (o benéfico), é mais útil a uma nação do que aproibição de usar a intuição humana e o prévio conceito como medida preventiva.Só as pessoas inconseqüentes, ou muito inocentes, é que entendem quedevemos considerar todo mundo em igualdade absoluta e irrestrita (sejam sadios,doentes, crianças, homens, mulheres, gays, lésbicas, estupradores, prostitutas,gente de bem, ladrões, aidéticos, etc.). No entanto, as pessoas sensatas eequilibradas, que se preocupam com o futuro da humanidade e que sabem dosaro amor com a disciplina, enxergam a necessidade da moderação nestas questões.Na verdade, precisamos respeitar o comportamento de cada pessoa segundo seumerecimento individual. Temos que levar em conta o risco de boa ou de máinfluência que cada pessoa ofereça. 46
  47. 47. Drogas ConceitosDroga é toda e qualquer substância, natural ou sintética que, introduzida noorganismo modifica suas funções. As drogas naturais são obtidas através dedeterminadas plantas,de animais e de alguns minerais. Exemplo a cafeína (docafé), a nicotina (presente no tabaco), o ópio (na papoula) e o THCtetrahidrocanabiol (da maconha). As drogas sintéticas são fabricadas emlaboratório, exigindo para isso técnicas especiais. O termo droga, presta-se avárias interpretações, mas comumente suscita a idéia de uma substância proibida,de uso ilegal e nocivo ao indivíduo, modificando-lhe as funções, as sensações, ohumor e o comportamento. As drogas estão classificadas em três categorias: asestimulantes, os depressores e os perturbadores das atividades mentais. O termodroga envolve os analgésicos, estimulantes, alucinógenos, tranquilizantes ebarbitúricos, além do álcool e substâncias voláteis. As psicotrópicas, são asdrogas que tem tropismo e afetam o Sistema Nervoso Central, modificando asatividades psíquicas e o comportamento. Essas drogas podem ser absorvidas devárias formas: por injeção, por inalação, via oral, injeção intravenosa ou aplicadasvia retal (supositório).Intoxicação AgudaÉ uma condição transitória seguindo-se a administração de álcool ou outrasubstância psicoativa, resultando em perturbações no nível de consciência,cognição, percepção, afeto ou comportamento, ou outras funções ou respostaspsicofisiológicas.Uso Nocivo 47
  48. 48. É um padrão de uso de substância psicoativa que está causando dano à saúde. Odano pode ser físico (como no caso de hepatite decorrente da administração dedrogas injetáveis) ou mental (ex. episódio depressivo secundário a um grandeconsumo de álcool).ToxicomaniaA toxicomania é um estado de intoxicação periódica ou crônica, nociva aoindivíduo e à sociedade, determinada pelo consumo repetido de uma droga,(natural ou sintética). Suas características são:1 - irresistível desejo causado pela falta que obriga a continuar a usar droga.2 - tendência a aumentar a dose.3 - dependência de ordem psíquica (psicológica), às vezes física acerca dosefeitos das drogas.Síndrome de DependênciaÉ um conjunto de fenômenos fisiológicos, comportamentais e cognitivos, no qual ouso de uma substância ou uma classe de substâncias alcança uma prioridademuito maior para um determinado indivíduo, do que outros comportamentos queantes tinham mais valor.Uma característica central da síndrome da dependência é o desejo(frequentemente forte e algumas vezes irresistível) de consumir drogas psicoativasas quais podem ou não terem sido prescritas por médicos.CodependênciaCodependência é uma doença emocional que foi "diagnosticada" nos EstadosUnidos por volta das décadas de 70 e 80, em uma clínica para dependentesquímicos, através do atendimento a seus familiares. Porém, com os avanços dosestudos das causas e dos sintomas, que são vários, chegou-se à conclusão deque esta doença atinge não apenas os familiares dos dependentes químicos, mas 48
  49. 49. um grande número de pessoas, cujos comportamentos e reações perante a vidasão um meio de sobrevivência.Os codependentes são aqueles que vivem em função do(s) outro(os), fazendodestes a razão de sua felicidade e bem estar. São pessoas que têm baixa auto-estima e intenso sentimento de culpa. Vivem tentando "ajudar" outras pessoas,esquecendo, na maior parte do tempo, de viver a própria vida, entre outrasatitudes de auto-anulação. O que vai caracterizar o doente é o grau denegligenciamento de sua própria vida em função do outro e de comportamentosinsanos.A codependência também pode ser fatal, causando morte por depressão, suicídio,assassinato, câncer e outros. Embora não haja nas certidões de óbito o termocodependência, muitas vezes ela é o agente desencadeante de doenças muitosérias. Mas pode-se reverter este quadro, adotando-se comportamentos maissaudáveis. Os profissionais apontam que o primeiro passo em direção à mudançaé tomar consciência e aceitar o problema.Como as Drogas Circulam no Corpo As drogas circulam de maneira previsível pelo corpo e ganham maior velocidade e alcance a partir do momento em que entram na corrente sanguínea. O sangue circula dos tecidos para o coração através das veias. Do coração, ele parte para os pulmões para adquirir oxigênio e liberar o dióxido de carbono. O sangue volta, então, para o coração através das artérias, carregando consigo a droga.As drogas podem der administradas oralmente, aspiradas pelo nariz ou inaladasaté os pulmões. Podem também ser injetadas através da pele, de uma camada degordura, músculo ou dentro de uma veia (via intravenosa). A injeção intravenosa é 49
  50. 50. a via que produz os efeitos mais rápidos.Tipos de Drogas Drogas estimulantes As drogas estimulantes mais conhecidas são as anfetaminas, a cocaína eseus derivados. As anfetaminas podem ser ingeridas, injetadas ou inaladas. Suaação dura cerca de quatro horas e os principais efeitos são a sensação de grandeforça e iniciativa, excitação, euforia e insônia. Em pouco tempo, o organismopassa a ser tolerante à substância, exigindo doses cada vez maiores. A médioprazo, a droga pode produzir tremores, inquietude, desidratação da mucosa (bocae nariz principalmente), taquicardia, efeitos psicóticos e dependência psicológica. A cocaína também pode ser inalada, ingerida ou injetada. A duração dosefeitos varia, as a chamada euforia breve persiste por 15 a 30 minutos, em média. 50
  51. 51. Nos primeiros minutos, o usuário tem alucinações agradáveis, euforia, sensaçãode força muscular e mental. Os batimentos cardíacos ficam acelerados, arespiração torna-se irregular e surge um quadro de grande excitação. Depois, elepode ser náuseas e insônia. Segundo os especialistas, em pessoas que têmproblemas psiquiátricos, o uso de cocaína pode desencadear surtos paranóides,crises psicóticas e condutas perigosas a ele próprio ou a terceiros. Fisicamente, ainalação deixa lesões graves no nariz e a injeção deixa marcas de picada e o riscode contaminação por outras doenças (DST/aids). Em todas as suas formas, causaséria dependência, sendo o crack o principal vilão.Drogas depressoras No conjunto das drogas depressoras, as mais conhecidas são o álcool, ossoníferos, a heroína, a morfina, a cola de sapateiro, os remédios ansiolíticos eantidepressivos (barbitúricos) e seus derivados. Seu principal efeito é retardar ofuncionamento do organismo, tornando todas as funções metabólicas mais lentas. A heroína é uma substância inalável. Excepcionalmente, pode ser injetada,o que leva a um quadro de euforia. Quando inalada, porém, resulta em fortesonolência, náuseas, retenção urinária e prisão de ventre – efeitos que duramcerca de quatro horas. A médio prazo, leva à perda do apetite e do desejo sexuale torna a respiração e os batimentos cardíacos mais lentos. Instalada adependência, o organismo apresenta forte tolerância, obrigando o usuário aaumentar as doses. A superdosagem pode resultar em coma e morte porinsuficiência respiratória. Os derivados da morfina apresentam efeitos muito parecidos com os daheroína, porém, com características euforizantes menores. Seu efeito depressor é 51
  52. 52. explorado pela Medicina há várias décadas, principalmente no alívio da dor depacientes com câncer em estado terminal. Outra preocupação constante dos médicos é o uso abusivo dosantidepressivos, soníferos e ansiolíticos (barbitúricos). Para pessoas que têmdoenças psiquiátricas, como as depressões e os distúrbios de ansiedade, estasdrogas são extremamente importantes, pois o tratamento adequado atenua o mal-estar e permite que o indivíduo leve uma vida normal. No entanto, só um médicoé capaz de identificar quem deve usar e em que dosagem. Como o próprio nomeindica, os antidepressivos aliviam a ansiedade e a tensão mental, mas causamdanos à memória, diminuição dos reflexos e da função cardiorrespiratória,sonolência e alterações na capacidade de juízo e raciocínio. A conduta do usuárioé muito parecida com a do dependente alcoólico. Em pouco tempo, estas drogascausam dependência, confusão, irritabilidade e sérias perturbações mentais.Alucinógenos As drogas alucinógenas mais comuns são a maconha, o haxixe, o LSD, oscogumelos e o ecstasy. A maconha e o haxixe são usadas em forma de cigarro (também pode sercheirada ou ingerida). Seu efeito dura entre uma e seis horas. Inicialmente, ousuário tem a sensação de maior consciência e desinibição. Ele começa a falardemais, rir sem motivo e ter acessos de euforia. Porém, ele pode perder a noçãode espaço (os ambientes parecem maiores ou menores) e a memória recente,além de apresentar um aumento considerável do apetite (“larica”). A maconhacostuma afetar consideravelmente os olhos, que ficam vermelhos e injetados.Com o tempo, pode causar conjuntivite, bronquite e dependência. Em excesso, 52
  53. 53. pode produzir efeitos paranóicos e pode ativar episódios esquizofrênicos empacientes psicóticos. O LSD é encontrado em tabletes, cápsulas ou líquido e é ingerido. Suaação dura entre 10 e 12 horas. Inicialmente, a droga intensifica as percepçõessensoriais, principalmente a visão, e produz alucinações. Com o tempo, podecausar danos cromossômicos sérios, além de intensificar as tendências psicótica,à ansiedade, ao pânico e ao suicídio, pois gera um medo enlouquecedor. Ousuário costuma dizer que ouve, toca ou enxerga cores e sons estranhos; falacoisas desconexas e tem um considerável aumento da pupila. Já o cogumelo, geralmente, é ingerido em forma de chá. Seu efeito duracerca de seis a oito horas, propiciando relaxamento muscular, náuseas e dores decabeça, seguidos de alucinações visuais e auditivas. A médio prazo, não seconhecem seus efeitos sobre o organismo. Seus sintomas são muito parecidoscom os do LSD. Mais recentemente, surgiu no mercado das drogas o Ecstasy, umcomprimido que vem sendo comercializado cada vez mais em todo o mundo. Seusefeitos também são alucinógenos, como no caso do LSD e a dependência éinevitável. Benefícios da atividade física na saúde 53
  54. 54. Atividade física regular pode melhorar sua saúde e reduzir os risco de morteprematura das seguintes formas: • Reduz o risco de desenvolver doença cardíaca coronária e as chances de morrer disso • Reduz o risco de infarto. • Reduz o risco de ter um segundo ataque cardíaco em pessoas que já tiveram um ataque. • Diminui tanto o colesterol total quanto os triglicerídeos, e eleva o bom colesterol HDL. • Diminui o risco de desenvolver pressão alta. • Ajuda a reduzir a pressão arterial em pessoas que já têm hipertensão. • Diminui o risco de desenvolver diabetes tipo 2 (não dependente de insulina). • Reduz o risco de câncer de cólon. • Ajudas as pessoas a conseguirem e manter um peso ideal. • Reduz os sentimentos de depressão e ansiedade. • Promove o bem-estar psicológico e reduz sentimentos de estresse. • Ajuda a construir e manter articulações, músculos e ossos saudáveis. • Ajuda pessoas mais velhas a ficarem mais fortes e serem mais capazes de moverem-se sem cair o ficar excessivamenteA falta de atividade física pode prejudicar sua saúde? Evidências mostram quepessoas que não praticam atividades físicas definitivamente não estãoajudando sua saúde e provavelmente a estão prejudicando. Quanto maisexaminamos os riscos para a saúde associados à falta de atividade física, maisconvencidos ficamos que pessoas que não praticam atividade física devemcomeçar a se exercitar. Lendas brasileiras 54
  55. 55. CaiporaÉ um Mito do Brasil que os índios já conheciam desde a época do descobrimento.Índios e Jesuítas o chamavam de Caiçara, o protetor da caça e das matas.É um anão de Cabelos Vermelhos com Pelo e Dentes verdes. Como protetor dasÁrvores e dos Animais, costuma punir o os agressores da Natureza e o caçadorque mate por prazer. É muito poderoso e forte.Seus pés voltados para trás serve para despistar os caçadores, deixando-ossempre a seguir rastros falsos. Quem o vê, perde totalmente o rumo, e não sabemais achar o caminho de volta. É impossível capturá-lo. Para atrair suas vítimas,ele, às vezes chama as pessoas com gritos que imitam a voz humana. É tambémchamado de Pai ou Mãe-do-Mato, Curupira e Caapora. Para os Índios Guaranisele é o Demônio da Floresta. Às vezes é visto montando um Porco do Mato.Uma carta do Padre Anchieta datada de 1560, dizia: "Aqui há certos demônios, aque os índios chamam Curupira, que os atacam muitas vezes no mato, dando-lhesaçoites e ferindo-os bastante". Os índios, para lhe agradar, deixavam nasclareiras, penas, esteiras e cobertores.De acordo com a crença, ao entrar na mata, a pessoa deve levar um Rolo deFumo para agradá-lo, no caso de cruzar com Ele.Nomes comuns: Caipora, Curupira, Pai do Mato, Mãe do Mato, Caiçara, Caapora,Anhanga, etc.Origem Provável: É oriundo da Mitologia Tupi, e os primeiros relatos são daRegião Sudeste, datando da época do descobrimento, depois tornou-se comumem todo País, sendo junto com o Saci, os campeões de popularidade. Entre oTupis-Guaranis, existia uma outra variedade de Caipora, chamada Anhanga, umser maligno que causava doenças ou matava os índios. Existem entidades 55
  56. 56. semelhantes entre quase todos os indígenas das américas Latina e Central. Em ElSalvador, El Cipitío, é um espiríto tanto da floresta quanto urbano, que tambémtem as mesmos atibutos do Caipora. Ou seja pés invertidos, capacidade dedesorientar as pessoas, etc. Mas, este El Cipitío, gosta mesmo é de seduzir asmulheres.Conforme a região, ele pode ser uma mulher de uma perna só que anda pulando,ou uma criança de um pé só, redondo, ou um homem gigante montado num porcodo mato, e seguido por um cachorro chamado Papa-mel.Também, dizem que ele tem o poder de ressuscitar animais mortos e que ele é opai do moleque Saci Pererê.Há uma versão que diz que o Caipora, como castigo, transforma os filhos e mulherdo caçador mau, em caça, para que este os mate sem saber.Boi TatáÉ um Monstro com olhos de fogo, enormes, de dia é quase cego, à noite vê tudo.Diz a lenda que o Boitatá era uma espécie de cobra e foi o único sobrevivente deum grande dilúvio que cobriu a terra. Para escapar ele entrou num buraco e láficou no escuro, assim, seus olhos cresceram.Desde então anda pelos campos em busca de restos de animais. Algumas vezes,assume a forma de uma cobra com os olhos flamejantes do tamanho de suacabeça e persegue os viajantes noturnos. Às vezes ele é visto como um fachocintilante de fogo correndo de um lado para outro da mata. No Nordeste do Brasilé chamado de "Cumadre Fulôzinha". Para os índios ele é "Mbaê-Tata", ou Coisade Fogo, e mora no fundo dos rios. 56
  57. 57. Dizem ainda que ele é o espírito de gente ruim ou almas penadas, e por ondepassa, vai tocando fogo nos campos. Outros dizem que ele protege as matascontra incêndios.A ciência diz que existe um fenômeno chamado Fogo-fátuo, que são os gasesinflamáveis que emanam dos pântanos, sepulturas e carcaças de grandes animaismortos, e que visto de longe parecem grandes tochas em movimento.Nomes comuns: No Sul; Baitatá, Batatá, Bitatá (São Paulo). No Nordeste; Batatãoe Biatatá (Bahia). Entre os índios; Mbaê-Tata.Origem Provável: É de origem Indígena. Em 1560, o Padre Anchieta já relatava apresença desse mito. Dizia que entre os índios era a mais temível assombração.Já os negros africanos, também trouxeram o mito de um ser que habitava aságuas profundas, e que saía a noite para caçar, seu nome era Biatatá.É um mito que sofre grandes modificações conforme a região. Em algumasregiões por exemplo, ele é uma espécie de gênio protetor das florestas contra asqueimadas. Já em outras, ele é causador dos incêndios na mata. A versão dodilúvio teve origem no Rio Grande o Sul.Uma versão conta que seus olhos cresceram para melhor se adaptar à escuridãoda caverna onde ficou preso após o dilúvio, outra versão, conta que ele, procurarestos de animais mortos e come apenas seus olhos, absorvendo a luz e o volumedos mesmos, razão pela qual tem os olhos tão grandes e incandescentes.Mula sem cabeçaNos pequenos povoados ou cidades, onde existam casas rodeando uma igreja,em noites escuras, pode haver aparições da Mula-Sem-Cabeça. Também sealguém passar correndo diante de uma cruz à meia-noite, ela aparece. Dizem que 57

×