Sociedades pós industriais

1.217 visualizações

Publicada em

  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sociedades pós industriais

  1. 1. Disciplina: Geografia Professor: Charlles Chafin Aula: As Sociedades Pós- Industriais
  2. 2. Aspectos das Sociedades Pós-Industriais Neste Módulo estaremos estudando as características das sociedades Pós-industriais e seus principais pontos são: - Estados Unidos e Europa Ocidental são exemplos de potencias pós- industriais; - Dominam grande parte da riqueza internacional; - Apresentam elevado poder de industrialização e desenvolvimento tecnológico; - São grandes motores da economia internacional; - Influenciam na dinâmica econômicas através das bolsas de valores; - São grandes compradores de matérias primas de diversos países do mundo; - Gerenciam as principais empresas multinacionais do planeta; - São potencias que estão extremamente avançadas no nível de desenvolvimento econômico e industrial frente aos outros paises;
  3. 3. A transformação nos setores econômicos A mecanização da Mão de obra e o uso da robótica e da informática foram transferindo mão de obra dos setores primário e secundário dos Estados Unidos e do Japão para o setor terciário (setor de serviços e comércio). Tecnologia = redução de custos e aumento de produtividade. Aspectos marcantes das economias pós-industriais
  4. 4. Empresas Americanas e japonesas Diversas empresas multinacionais de origem norte americana e japonesas atuam no cenário econômico internacional: Exemplos: - EUA = Microsoft, Ford, General Motors,Coca-Cola, - Japão: Samsung, Sony, Panasonic, Honda, Toyota, Mitsubishi Empresas Multinacionais de potências pós-industriais e que influenciam na dinâmica econômica de diversos países no mundo atual.
  5. 5. Aspectos Gerais sobre as potências pós – industriais A América anglo-saxônica: Constituída por dois Países pertencentes ao Mundo Desenvolvido – Estados Unidos e Canadá. Destaca-se pelo seu dinamismo econômico e pela sua história de formação política que lhe reservaram um elevado poder de desenvolvimento econômico e social. Esta parte da América possui uma forte heterogeneidade de condições físicas e ambientais e que favoreceram no desenvolvimento dos países
  6. 6. A América Anglo-Saxônica O México não faz parte da América Anglo- saxônica. Este país faz parte do conjunto de países denominados de latino- americanos. América Anglo- saxônica = Estados Unidos e Canadá.
  7. 7. As condições Físicas e ambientais da América Anglo-saxônica A América Anglo-saxônica constitui aspectos ambientais e físicos que favorecem em seu desenvolvimento tais como: - Clima favorável = predomínio do clima temperado; - Relevo: diversificado, rico em recursos minerais e energéticos: carvão mineral, petróleo, minérios... - Regiões de planícies: regiões férteis para a prática da agricultura, criação de animais e desenvolvimento das agroindústrias; - Enorme riqueza hídrica: importantes bacias hidrográficas com rios navegáveis e que favorecem na geração de energia elétrica;
  8. 8. Mapa físico da América Anglo-Saxônica
  9. 9. Aspectos físicos da América Anglo-Saxônica
  10. 10. Aspectos regionais da América Anglo-saxônica
  11. 11. Cinturão da Ferrugem – região industrial Região que concentra a industrialização mais antiga dos Estados Unidos. Os fatores que influenciaram neste desenvolvimento industrial foram: Presença de recursos minerais ao longo da cadeia de montanhas rochosas; - A presença de recursos hídricos; - Concentração populacional; - Recursos tecnológicos desenvolvidos nas época da industrialização, - Forte presença de mão de obra e mercado consumidor; A Região do Cinturão da Ferrugem é a região mais desenvolvida industrialmente nos Estados Unidos, com a presença de siderúrgicas, metalúrgicas, industrias automobilísticas, têxtil, alimentícia, porém com uso de tecnologias antigas.
  12. 12. Regiões Agrícolas dos Estados Unidos.
  13. 13. Potencial agrícola dos EUA Os cinturões agrícolas dos EUA = são denominados cinturões agrícolas porque em cada região das planícies centrais há o predomínio de um tipo de produto agrícola cultivado. Os principais cinturões agrícolas dos EUA distribuem-se pelas chamadas planícies centrais. E os fatores climáticos e ambientais contribuem nesta riqueza agrícola. Planícies + Clima temperado + solos férteis + hidrografia = elevado potencial agrário nos Cinturões Agrícolas
  14. 14. Observação importante: A Agricultura desenvolvida nas regiões centrais dos Estados Unidos é desenvolvida com o uso de tecnologias avançadas: - mecanização, - biotecnologia, - mão de obra especializada, - monocultura, - boa organização administrativa e logística de distribuição para o mercado interno e externo. Ponto chave: Agricultura moderna e mecanizada
  15. 15. A hidrografia norte americana: A hidrografia da América do Norte é um dos fatores que contribui bastante para o desenvolvimento da região. Com rios extensos e caudalosos favorecem na: geração de energia, no transporte hidroviário, na irrigação e no abastecimento da grandes áreas urbanizadas. Há a presença também de importantes lagos, como é o caso dos: Grandes Lagos.
  16. 16. Os principais rios americanos Pela extensão territorial e pelo relevo diversificado os principais rios da América Anglo-saxônica (EUA e Canadá) deságuam no Oceano Atlântico, Oceano Pacífico e Lagos internos. Os principais rios desta região denominam-se: - Rio Sacramento, Rio Colorado, Rio Mississipi, Rio Grande, Rio Missouri. Estes importante rios fazem ligação com as principais areas industrializadas e habitadas dos Estados Unidos principalmente.
  17. 17. Os Grandes Lagos Fronteira entre dois países.
  18. 18. Os Grandes Lagos Fronteira entre dois países. Os Grandes Lagos localizam-se na fronteira entre os EUA e o Canadá. Formados por cinco principais lagos: - Superior, Michigan, Eire, Huron e Ontário. Em torno desses lagos, concentram-se importantes áreas industriais, tanto nos Estados Unidos quanto no Canadá como é o caso de Detroit, que foi o centro automotivo na economia dos Estados Unidos.

×