SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 9
Baixar para ler offline
Breve História do Teatro
O Teatro na Grécia Antiga
● Tal como o conhecemos hoje, o teatro
nasceu na Grécia Antiga, por volta do séc
V a.c, ligado aos festivais religiosos em
honra do deus Dionísio, deus da Alegria
● De início, havia só dois géneros teatrais, a
tragédia ( ligada a assuntos sérios) e
comédia ( ligada a assuntos cómicos)
O Teatro na Grécia Antiga
● Só os homens eram atores e usavam
máscaras
● Dramaturgos gregos mais importantes:
Sófocles, Eurípides, Aristófanes
O Teatro em Roma
● Tal como os gregos, também os romanos
construíram enormes e imponentes
teatros para aí representarem as suas
peças
● A mais célebre destas construções foi o
Coliseu
● Dramaturgos latinos mais importantes:
Séneca, Plauto, Terêncio
O Teatro em Portugal
A Idade Média
● Na Idade Média, ( Séc v- XV) com o
Cristianismo, o teatro profano entra em declínio
● No entanto, cresce a popularidade dos dramas
religiosos: representações da vida de Cristo, de
santos, de cenas bíblicas…
O Teatro em Portugal Idade Média
Séc V -XV
● Mesmo assim, continua a haver
representações de caráter profano, como
momos, sotties ou farsas: tipos de teatro
sobretudo cómico e de crítica para fazer
rir
● Estas representações ocorriam sobretudo
nos palácios, na corte, nos castelos e nas
praças públicas
O Teatro em Portugal – Séc. XVI
● Em Portugal, no séc. XVI, surge um dos
maiores vultos do Teatro Nacional, Gil
Vicente, autor do Auto da Barca do
Inferno, a sua peça mais conhecida
● Gil Vicente é considerado o « pai do teatro
literário português»
Séc XIX
● No séc, XIX, Almeida Garrett empenha-se em
ressuscitar o Teatro Nacional e é com essa
intenção que escreve várias peças, como Frei
Luís de Sousa e Falar Verdade a Mentir
● Almeida Garrett é o principal reformador do
teatro português
Teatro no Séc. XXI
● Nos dias de hoje, em pleno séc XXI, o
teatro assume uma grande importância,
ao mesmo tempo lúdica e didática: ele
educa, divertindo

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Mais procurados (20)

A Origem Do Teatro
A Origem Do TeatroA Origem Do Teatro
A Origem Do Teatro
 
Teatro e [1]..
Teatro e [1]..Teatro e [1]..
Teatro e [1]..
 
Teatro para iniciantes.
Teatro para iniciantes. Teatro para iniciantes.
Teatro para iniciantes.
 
Apresentação teatro medieval
Apresentação teatro medievalApresentação teatro medieval
Apresentação teatro medieval
 
História do Teatro
História do TeatroHistória do Teatro
História do Teatro
 
Caso prático 2 paula rego
Caso prático 2   paula regoCaso prático 2   paula rego
Caso prático 2 paula rego
 
Teatro
TeatroTeatro
Teatro
 
Teatro romano
Teatro romanoTeatro romano
Teatro romano
 
Linguagem teatral
Linguagem teatralLinguagem teatral
Linguagem teatral
 
Os vários tipos de teatro
Os vários tipos de teatroOs vários tipos de teatro
Os vários tipos de teatro
 
Heterônimos de Fernando Pessoa
Heterônimos de Fernando PessoaHeterônimos de Fernando Pessoa
Heterônimos de Fernando Pessoa
 
Teatro Medieval
Teatro MedievalTeatro Medieval
Teatro Medieval
 
TEATRO (Conceito; História; Gêneros e principais atores e atrizes)
TEATRO (Conceito; História; Gêneros e principais atores e atrizes)  TEATRO (Conceito; História; Gêneros e principais atores e atrizes)
TEATRO (Conceito; História; Gêneros e principais atores e atrizes)
 
O romantismo na arquitetura e na pintura
O romantismo na arquitetura e na pinturaO romantismo na arquitetura e na pintura
O romantismo na arquitetura e na pintura
 
Arte - Realismo
Arte - RealismoArte - Realismo
Arte - Realismo
 
Teatro brasileiro
Teatro brasileiroTeatro brasileiro
Teatro brasileiro
 
Teatro origem e evolução
Teatro  origem e evoluçãoTeatro  origem e evolução
Teatro origem e evolução
 
Modernismo
ModernismoModernismo
Modernismo
 
Historia do Teatro-PaginaSeguinte11
Historia do Teatro-PaginaSeguinte11Historia do Teatro-PaginaSeguinte11
Historia do Teatro-PaginaSeguinte11
 
Ballet
BalletBallet
Ballet
 

Semelhante a Breve história do teatro

Evolucao teatro - 9ano
Evolucao teatro - 9anoEvolucao teatro - 9ano
Evolucao teatro - 9anoSofia Melo
 
Origem do teatro / Vida e Obra de Gil Vicente
Origem do teatro / Vida e Obra de Gil VicenteOrigem do teatro / Vida e Obra de Gil Vicente
Origem do teatro / Vida e Obra de Gil VicenteJoão Duarte
 
Renascimento shakespeare e o teatro elisabetano
Renascimento shakespeare e o teatro elisabetanoRenascimento shakespeare e o teatro elisabetano
Renascimento shakespeare e o teatro elisabetanoIsabella Silva
 
C:\Fakepath\O Teatro PortuguêS – Gil Vicente2
C:\Fakepath\O  Teatro PortuguêS – Gil Vicente2C:\Fakepath\O  Teatro PortuguêS – Gil Vicente2
C:\Fakepath\O Teatro PortuguêS – Gil Vicente2Eneida da Rosa
 
C:\Fakepath\O Teatro PortuguêS – Gil Vicente2
C:\Fakepath\O  Teatro PortuguêS – Gil Vicente2C:\Fakepath\O  Teatro PortuguêS – Gil Vicente2
C:\Fakepath\O Teatro PortuguêS – Gil Vicente2Eneida da Rosa
 
Gêneros dramáticos
Gêneros dramáticosGêneros dramáticos
Gêneros dramáticosAline Raposo
 
6982397 Origem E Evol Do Teatro
6982397  Origem E  Evol  Do  Teatro6982397  Origem E  Evol  Do  Teatro
6982397 Origem E Evol Do TeatroRicardo Araujo
 
Arte teatro conceito, história, etc
Arte teatro   conceito, história, etcArte teatro   conceito, história, etc
Arte teatro conceito, história, etcNatália Matos
 
Teatro Medieval e Renacentista
Teatro Medieval e RenacentistaTeatro Medieval e Renacentista
Teatro Medieval e RenacentistaAndrea Dressler
 
histriadoteatro-130412130611-phpapp02.pdf
histriadoteatro-130412130611-phpapp02.pdfhistriadoteatro-130412130611-phpapp02.pdf
histriadoteatro-130412130611-phpapp02.pdfWeslleyDias8
 
A importância do teatro de william shakespeare para o período elisabetano e p...
A importância do teatro de william shakespeare para o período elisabetano e p...A importância do teatro de william shakespeare para o período elisabetano e p...
A importância do teatro de william shakespeare para o período elisabetano e p...unama
 
Gil vicente e a farsa de ines pereira
Gil vicente e a farsa de ines pereiraGil vicente e a farsa de ines pereira
Gil vicente e a farsa de ines pereiraCristina Tomé
 
Biografia de Gil Vicente
Biografia de Gil VicenteBiografia de Gil Vicente
Biografia de Gil VicenteJúpiter Morais
 
Um homem sem medo não morre 2011
Um homem sem medo não morre 2011Um homem sem medo não morre 2011
Um homem sem medo não morre 2011Maria Franco
 
Hisstoria do teatro no brasil
Hisstoria do teatro no brasilHisstoria do teatro no brasil
Hisstoria do teatro no brasilJailson Carvalho
 
Breve História do Teatro
Breve História do TeatroBreve História do Teatro
Breve História do Teatroe- Arquivo
 
Apostila 02 2 ano 2012 teatro romano e teatro medieval
Apostila 02 2 ano 2012 teatro romano e teatro medievalApostila 02 2 ano 2012 teatro romano e teatro medieval
Apostila 02 2 ano 2012 teatro romano e teatro medievalIsabella Silva
 

Semelhante a Breve história do teatro (20)

Evolucao teatro - 9ano
Evolucao teatro - 9anoEvolucao teatro - 9ano
Evolucao teatro - 9ano
 
Cor na teatro
Cor na teatroCor na teatro
Cor na teatro
 
Origem do teatro / Vida e Obra de Gil Vicente
Origem do teatro / Vida e Obra de Gil VicenteOrigem do teatro / Vida e Obra de Gil Vicente
Origem do teatro / Vida e Obra de Gil Vicente
 
Renascimento shakespeare e o teatro elisabetano
Renascimento shakespeare e o teatro elisabetanoRenascimento shakespeare e o teatro elisabetano
Renascimento shakespeare e o teatro elisabetano
 
C:\Fakepath\O Teatro PortuguêS – Gil Vicente2
C:\Fakepath\O  Teatro PortuguêS – Gil Vicente2C:\Fakepath\O  Teatro PortuguêS – Gil Vicente2
C:\Fakepath\O Teatro PortuguêS – Gil Vicente2
 
C:\Fakepath\O Teatro PortuguêS – Gil Vicente2
C:\Fakepath\O  Teatro PortuguêS – Gil Vicente2C:\Fakepath\O  Teatro PortuguêS – Gil Vicente2
C:\Fakepath\O Teatro PortuguêS – Gil Vicente2
 
Gêneros dramáticos
Gêneros dramáticosGêneros dramáticos
Gêneros dramáticos
 
6982397 Origem E Evol Do Teatro
6982397  Origem E  Evol  Do  Teatro6982397  Origem E  Evol  Do  Teatro
6982397 Origem E Evol Do Teatro
 
Arte teatro conceito, história, etc
Arte teatro   conceito, história, etcArte teatro   conceito, história, etc
Arte teatro conceito, história, etc
 
Teatro Medieval e Renacentista
Teatro Medieval e RenacentistaTeatro Medieval e Renacentista
Teatro Medieval e Renacentista
 
Gil vicente
Gil vicenteGil vicente
Gil vicente
 
Teatro Medieval
Teatro Medieval Teatro Medieval
Teatro Medieval
 
histriadoteatro-130412130611-phpapp02.pdf
histriadoteatro-130412130611-phpapp02.pdfhistriadoteatro-130412130611-phpapp02.pdf
histriadoteatro-130412130611-phpapp02.pdf
 
A importância do teatro de william shakespeare para o período elisabetano e p...
A importância do teatro de william shakespeare para o período elisabetano e p...A importância do teatro de william shakespeare para o período elisabetano e p...
A importância do teatro de william shakespeare para o período elisabetano e p...
 
Gil vicente e a farsa de ines pereira
Gil vicente e a farsa de ines pereiraGil vicente e a farsa de ines pereira
Gil vicente e a farsa de ines pereira
 
Biografia de Gil Vicente
Biografia de Gil VicenteBiografia de Gil Vicente
Biografia de Gil Vicente
 
Um homem sem medo não morre 2011
Um homem sem medo não morre 2011Um homem sem medo não morre 2011
Um homem sem medo não morre 2011
 
Hisstoria do teatro no brasil
Hisstoria do teatro no brasilHisstoria do teatro no brasil
Hisstoria do teatro no brasil
 
Breve História do Teatro
Breve História do TeatroBreve História do Teatro
Breve História do Teatro
 
Apostila 02 2 ano 2012 teatro romano e teatro medieval
Apostila 02 2 ano 2012 teatro romano e teatro medievalApostila 02 2 ano 2012 teatro romano e teatro medieval
Apostila 02 2 ano 2012 teatro romano e teatro medieval
 

Último

Livro de bio celular e molecular Junqueira e Carneiro.pdf
Livro de bio celular e molecular Junqueira e Carneiro.pdfLivro de bio celular e molecular Junqueira e Carneiro.pdf
Livro de bio celular e molecular Junqueira e Carneiro.pdfRafaela Vieira
 
Mini livro sanfona - Diga não ao bullying
Mini livro sanfona - Diga não ao  bullyingMini livro sanfona - Diga não ao  bullying
Mini livro sanfona - Diga não ao bullyingMary Alvarenga
 
HORA DO CONTO_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO_BECRE D. CARLOS I_2023_2024HORA DO CONTO_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO_BECRE D. CARLOS I_2023_2024Sandra Pratas
 
c) O crime ocorreu na forma simples ou qualificada? Justifique.
c) O crime ocorreu na forma simples ou qualificada? Justifique.c) O crime ocorreu na forma simples ou qualificada? Justifique.
c) O crime ocorreu na forma simples ou qualificada? Justifique.azulassessoria9
 
Jogo de Revisão Primeira Série (Primeiro Trimestre)
Jogo de Revisão Primeira  Série (Primeiro Trimestre)Jogo de Revisão Primeira  Série (Primeiro Trimestre)
Jogo de Revisão Primeira Série (Primeiro Trimestre)Paula Meyer Piagentini
 
atividades diversas 1° ano alfabetização
atividades diversas 1° ano alfabetizaçãoatividades diversas 1° ano alfabetização
atividades diversas 1° ano alfabetizaçãodanielagracia9
 
A Unidade de Espiritualidade Eudista se une ao sentimiento de toda a igreja u...
A Unidade de Espiritualidade Eudista se une ao sentimiento de toda a igreja u...A Unidade de Espiritualidade Eudista se une ao sentimiento de toda a igreja u...
A Unidade de Espiritualidade Eudista se une ao sentimiento de toda a igreja u...Unidad de Espiritualidad Eudista
 
Jogo de Revisão Terceira Série (Primeiro Trimestre)
Jogo de Revisão Terceira Série (Primeiro Trimestre)Jogo de Revisão Terceira Série (Primeiro Trimestre)
Jogo de Revisão Terceira Série (Primeiro Trimestre)Paula Meyer Piagentini
 
NOVA ORDEM MUNDIAL - Conceitos básicos na NOM
NOVA ORDEM MUNDIAL - Conceitos básicos na NOMNOVA ORDEM MUNDIAL - Conceitos básicos na NOM
NOVA ORDEM MUNDIAL - Conceitos básicos na NOMHenrique Pontes
 
v19n2s3a25.pdfgcbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbb
v19n2s3a25.pdfgcbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbv19n2s3a25.pdfgcbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbb
v19n2s3a25.pdfgcbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbyasminlarissa371
 
Modernidade perspectiva sobre a África e América
Modernidade perspectiva sobre a África e AméricaModernidade perspectiva sobre a África e América
Modernidade perspectiva sobre a África e Américawilson778875
 
Gametogênese, formação dos gametas masculino e feminino
Gametogênese, formação dos gametas masculino e femininoGametogênese, formação dos gametas masculino e feminino
Gametogênese, formação dos gametas masculino e femininoCelianeOliveira8
 
EVANGELISMO É MISSÕES ATUALIZADO 2024.pptx
EVANGELISMO É MISSÕES ATUALIZADO 2024.pptxEVANGELISMO É MISSÕES ATUALIZADO 2024.pptx
EVANGELISMO É MISSÕES ATUALIZADO 2024.pptxHenriqueLuciano2
 
Pizza_literaria.pdf projeto de literatura
Pizza_literaria.pdf projeto de literaturaPizza_literaria.pdf projeto de literatura
Pizza_literaria.pdf projeto de literaturagomescostamma
 
O Espetaculo das Racas - Cienti - Lilia Moritz Schwarcz capítulo 2.pdf
O Espetaculo das Racas - Cienti - Lilia Moritz Schwarcz capítulo 2.pdfO Espetaculo das Racas - Cienti - Lilia Moritz Schwarcz capítulo 2.pdf
O Espetaculo das Racas - Cienti - Lilia Moritz Schwarcz capítulo 2.pdfQueleLiberato
 
Modelos Evolutivos em História das Religiões
Modelos Evolutivos em História das ReligiõesModelos Evolutivos em História das Religiões
Modelos Evolutivos em História das ReligiõesGilbraz Aragão
 
Slides Lição 3, CPAD, O Céu - o Destino do Cristão, 2Tr24,.pptx
Slides Lição 3, CPAD, O Céu - o Destino do Cristão, 2Tr24,.pptxSlides Lição 3, CPAD, O Céu - o Destino do Cristão, 2Tr24,.pptx
Slides Lição 3, CPAD, O Céu - o Destino do Cristão, 2Tr24,.pptxLuizHenriquedeAlmeid6
 
Minha Luta (Mein Kampf), A História do País que Lutou contra a União Soviétic...
Minha Luta (Mein Kampf), A História do País que Lutou contra a União Soviétic...Minha Luta (Mein Kampf), A História do País que Lutou contra a União Soviétic...
Minha Luta (Mein Kampf), A História do País que Lutou contra a União Soviétic...nexocan937
 

Último (20)

Livro de bio celular e molecular Junqueira e Carneiro.pdf
Livro de bio celular e molecular Junqueira e Carneiro.pdfLivro de bio celular e molecular Junqueira e Carneiro.pdf
Livro de bio celular e molecular Junqueira e Carneiro.pdf
 
Mini livro sanfona - Diga não ao bullying
Mini livro sanfona - Diga não ao  bullyingMini livro sanfona - Diga não ao  bullying
Mini livro sanfona - Diga não ao bullying
 
HORA DO CONTO_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO_BECRE D. CARLOS I_2023_2024HORA DO CONTO_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
 
c) O crime ocorreu na forma simples ou qualificada? Justifique.
c) O crime ocorreu na forma simples ou qualificada? Justifique.c) O crime ocorreu na forma simples ou qualificada? Justifique.
c) O crime ocorreu na forma simples ou qualificada? Justifique.
 
Jogo de Revisão Primeira Série (Primeiro Trimestre)
Jogo de Revisão Primeira  Série (Primeiro Trimestre)Jogo de Revisão Primeira  Série (Primeiro Trimestre)
Jogo de Revisão Primeira Série (Primeiro Trimestre)
 
atividades diversas 1° ano alfabetização
atividades diversas 1° ano alfabetizaçãoatividades diversas 1° ano alfabetização
atividades diversas 1° ano alfabetização
 
A Unidade de Espiritualidade Eudista se une ao sentimiento de toda a igreja u...
A Unidade de Espiritualidade Eudista se une ao sentimiento de toda a igreja u...A Unidade de Espiritualidade Eudista se une ao sentimiento de toda a igreja u...
A Unidade de Espiritualidade Eudista se une ao sentimiento de toda a igreja u...
 
Jogo de Revisão Terceira Série (Primeiro Trimestre)
Jogo de Revisão Terceira Série (Primeiro Trimestre)Jogo de Revisão Terceira Série (Primeiro Trimestre)
Jogo de Revisão Terceira Série (Primeiro Trimestre)
 
MANEJO INTEGRADO DE DOENÇAS (MID)
MANEJO INTEGRADO DE DOENÇAS (MID)MANEJO INTEGRADO DE DOENÇAS (MID)
MANEJO INTEGRADO DE DOENÇAS (MID)
 
NOVA ORDEM MUNDIAL - Conceitos básicos na NOM
NOVA ORDEM MUNDIAL - Conceitos básicos na NOMNOVA ORDEM MUNDIAL - Conceitos básicos na NOM
NOVA ORDEM MUNDIAL - Conceitos básicos na NOM
 
v19n2s3a25.pdfgcbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbb
v19n2s3a25.pdfgcbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbv19n2s3a25.pdfgcbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbb
v19n2s3a25.pdfgcbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbb
 
Os Ratos - Dyonelio Machado FUVEST 2025
Os Ratos  -  Dyonelio Machado  FUVEST 2025Os Ratos  -  Dyonelio Machado  FUVEST 2025
Os Ratos - Dyonelio Machado FUVEST 2025
 
Modernidade perspectiva sobre a África e América
Modernidade perspectiva sobre a África e AméricaModernidade perspectiva sobre a África e América
Modernidade perspectiva sobre a África e América
 
Gametogênese, formação dos gametas masculino e feminino
Gametogênese, formação dos gametas masculino e femininoGametogênese, formação dos gametas masculino e feminino
Gametogênese, formação dos gametas masculino e feminino
 
EVANGELISMO É MISSÕES ATUALIZADO 2024.pptx
EVANGELISMO É MISSÕES ATUALIZADO 2024.pptxEVANGELISMO É MISSÕES ATUALIZADO 2024.pptx
EVANGELISMO É MISSÕES ATUALIZADO 2024.pptx
 
Pizza_literaria.pdf projeto de literatura
Pizza_literaria.pdf projeto de literaturaPizza_literaria.pdf projeto de literatura
Pizza_literaria.pdf projeto de literatura
 
O Espetaculo das Racas - Cienti - Lilia Moritz Schwarcz capítulo 2.pdf
O Espetaculo das Racas - Cienti - Lilia Moritz Schwarcz capítulo 2.pdfO Espetaculo das Racas - Cienti - Lilia Moritz Schwarcz capítulo 2.pdf
O Espetaculo das Racas - Cienti - Lilia Moritz Schwarcz capítulo 2.pdf
 
Modelos Evolutivos em História das Religiões
Modelos Evolutivos em História das ReligiõesModelos Evolutivos em História das Religiões
Modelos Evolutivos em História das Religiões
 
Slides Lição 3, CPAD, O Céu - o Destino do Cristão, 2Tr24,.pptx
Slides Lição 3, CPAD, O Céu - o Destino do Cristão, 2Tr24,.pptxSlides Lição 3, CPAD, O Céu - o Destino do Cristão, 2Tr24,.pptx
Slides Lição 3, CPAD, O Céu - o Destino do Cristão, 2Tr24,.pptx
 
Minha Luta (Mein Kampf), A História do País que Lutou contra a União Soviétic...
Minha Luta (Mein Kampf), A História do País que Lutou contra a União Soviétic...Minha Luta (Mein Kampf), A História do País que Lutou contra a União Soviétic...
Minha Luta (Mein Kampf), A História do País que Lutou contra a União Soviétic...
 

Breve história do teatro

  • 2. O Teatro na Grécia Antiga ● Tal como o conhecemos hoje, o teatro nasceu na Grécia Antiga, por volta do séc V a.c, ligado aos festivais religiosos em honra do deus Dionísio, deus da Alegria ● De início, havia só dois géneros teatrais, a tragédia ( ligada a assuntos sérios) e comédia ( ligada a assuntos cómicos)
  • 3. O Teatro na Grécia Antiga ● Só os homens eram atores e usavam máscaras ● Dramaturgos gregos mais importantes: Sófocles, Eurípides, Aristófanes
  • 4. O Teatro em Roma ● Tal como os gregos, também os romanos construíram enormes e imponentes teatros para aí representarem as suas peças ● A mais célebre destas construções foi o Coliseu ● Dramaturgos latinos mais importantes: Séneca, Plauto, Terêncio
  • 5. O Teatro em Portugal A Idade Média ● Na Idade Média, ( Séc v- XV) com o Cristianismo, o teatro profano entra em declínio ● No entanto, cresce a popularidade dos dramas religiosos: representações da vida de Cristo, de santos, de cenas bíblicas…
  • 6. O Teatro em Portugal Idade Média Séc V -XV ● Mesmo assim, continua a haver representações de caráter profano, como momos, sotties ou farsas: tipos de teatro sobretudo cómico e de crítica para fazer rir ● Estas representações ocorriam sobretudo nos palácios, na corte, nos castelos e nas praças públicas
  • 7. O Teatro em Portugal – Séc. XVI ● Em Portugal, no séc. XVI, surge um dos maiores vultos do Teatro Nacional, Gil Vicente, autor do Auto da Barca do Inferno, a sua peça mais conhecida ● Gil Vicente é considerado o « pai do teatro literário português»
  • 8. Séc XIX ● No séc, XIX, Almeida Garrett empenha-se em ressuscitar o Teatro Nacional e é com essa intenção que escreve várias peças, como Frei Luís de Sousa e Falar Verdade a Mentir ● Almeida Garrett é o principal reformador do teatro português
  • 9. Teatro no Séc. XXI ● Nos dias de hoje, em pleno séc XXI, o teatro assume uma grande importância, ao mesmo tempo lúdica e didática: ele educa, divertindo