REVOLUÇÃO FRANCESA

8.645 visualizações

Publicada em

Publicada em: Educação
0 comentários
3 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
8.645
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
926
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
171
Comentários
0
Gostaram
3
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

REVOLUÇÃO FRANCESA

  1. 1. Revolução Francesa 1789-1799 ´
  2. 2. Revolução FrancesaCONTEXTO HISTÓRICO:• METADE DO SÉCULO XVIII• FIM DA GUERRA DOS 7 ANOS (FRANÇA E INGLATERRA)• TRANSIÇÃO DA IDADE MODERNA PARA A CONTEMPORÂNEA• TRANSIÇÃO DO CAPITALISMO COMERCIAL PARA O INDUSTRIAL• DIFUSÃO DO PENSAMENTO ILUMINISTA• LIBERALISMO ECONÔMICO• CRISE DO ANTIGO REGIME E DO SISTEMA COLONIAL• REVOLUÇÕES BURGUESAS
  3. 3. Luís XIV ordenou a construção do Palácio de Versalhes, osímbolo da era absolutista, "simultaneamente incomensurávele harmônico".
  4. 4. Revolução Francesa O PROCESSO REVOLUCIONÁRIO FOI UM MOVIMENTO LIDERADO PELA BURGUESIA CONTRA O REGIME ABSOLUTISTA.
  5. 5. ATITUDES DO GOVERNO FRANCÊS PARA SUPERAR A CRISE LUIZ XVI REUNIU, NO PALÁCIO DE VERSALHES ( 1789), OS REPRESENTANTES DOS ESTADOS GERAIS PARA UMA ASSEMBLÉIA. TINHA POR FINALIDADE VOTAR UMA PROPOSTA DE ALTERAÇÃO NO SISTEMA DE COBRANÇA DE IMPOSTOS. A NOBREZA, NÃO DESEJAVA ABRIR MÃO DE SEUS PRIVILÉGIOS, COMO A ISENÇÃO DE IMPOSTOS.
  6. 6. REPRESENTAÇÃO POLÍTICA DAS TRÊS ORDENS. COMPOSIÇÃO DA ASSEMBLÉIA 1º ESTADO – CLERO: 25,6% 2º ESTADO - NOBREZA: 23,7% 3º ESTADO - PLEBE: 50,7% • Burguesia; • Sans-culottes (trabalhadores e marginalizados urbanos); • Camponeses (muitos submetidos à servidão) CLERO NOBREZA PLEBE
  7. 7. SISTEMA DE VOTAÇÃOO SISTEMA DE VOTAÇÃO ERA POR ESTADO E NÃO POR INDIVÍDUO
  8. 8. OS TRABALHOS NA ASSEMBLÉIA DOS ESTADOS GERAIS A NOBREZA NÃO ACEITOU A MUDANÇA NO SISTEMA DE VOTAÇÃO; TAL SITUAÇÃO LEVOU O TERCEIRO ESTADO A SE ARTICULAR E A DECLARAR A ASSEMBLÉIA NACIONAL , EM SUBSTITUIÇÃO À ASSEMBLÉIA DOS ESTADOS GERAIS;
  9. 9. ASSEMBLÉIA NACIONAL CONSTITUINTE A BURGUESIA CONSEGUIU APOIO POPULAR PARA TRANSFORMAR A ASSEMBLÉIA NACIONAL EM UMA ASSEMBLÉIA NACIONAL CONSTITUINTE; A ASSEMBLÉIA PASSARIA A TER COMO OBJETIVO A ELABORAÇÃO DE UMA CONSTITUIÇÃO PARA A FRANÇA; A CONSTITUIÇÃO IMPLICARIA NO FIM DO ABSOLUTISTMO MONÁRQUICO; LUÍZ XVI TENTOU DISSOLVER A ASSEMBLÉIA, MAS A POPULAÇÃO ERA A FAVOR DA QUEDA DO REGIME MONÁRQUICO.
  10. 10. O CONFLITO: TOMADA DA BASTILHA EM 14 DE JULHO DE 1789
  11. 11. O AMBIENTE REVOLUCIONÁRIO A REVOLUÇÃO SE PROPAGOU POR TODA A FRANÇA. AS REVOLTAS CAMPONESAS FORAM TOMANDO UMA DIMENSÃO TÃO SIGNIFICATIVA QUE PASSARAM A SER TEMIDAS ATÉ MESMO PELA BURGUESIA REVOLUCIONÁRIA. AS CONSTANTES ONDAS DE VIOLÊNCIA NAS PROPRIEDADES FEUDAIS GERARAM UM SENTIMENTO DE INSTABILIDADE.
  12. 12. A ABOLIÇÃO DOS PRIVILÉGIOS FEUDAISOS BURGUESES, REUNIDOS NA ASSEMBLÉIA, APROVARAM REFORMAS REINVIDICADAS PELOS CAMPONESES.A ABOLIÇÃO DOS PRIVILÉGIOS FEUDAIS, COMO A COBRANÇA DE IMPOSTOS, GARANTIA A TÃO SONHADA IGUALDADE JURÍDICA AOS TRABALHADORES CAMPONESES.NOITE DO GRANDE MEDO: OS DEPUTADOS DECRETARAM O FIM DOS PRIVILÉGIOS FEUDAIS.
  13. 13. DECLARAÇÃO UNIVERSAL DOS DIREITOS DO HOMEM E DO CIDADÃO. NO DIA 26, OCORREU UM PASSO DECISIVO EM DIREÇÃO À CONQUISTA DAS LIBERDADES INDIVIDUAIS. PRIMEIRO DOCUMENTO ESCRITO QUE GARANTIA IGUALDADE DE CONDIÇÕES A TODOS OS FRANCESES.
  14. 14. JACOBINOS E GIRONDINOSO PODER FICOU COM OS JACOBINOS REPRESENTANTES DA PEQUENA, ERA O GRUPO MAIS RADICAL, QUE EXIGIA PROFUNDAS REFORMAS POLÍTICAS E SOCIAIS, ENTRE ELAS A PRÓPRIA DEPOSIÇÃO DO REI.O PARTIDO DE CENTRO ERA A PLANÍCIE, QUE REPRESENTAVA A ALTA BURGUESIA.OS GIRONDINOS, REPRESENTANTES DA ALTA BURGUESIA, TINHAM TENDÊNCIA MODERADA, EVITAVAM AS CONQUISTAS POPULARES E DEFENDIAM A MANUTENÇÃO DO REGIME MONÁRQUICO.
  15. 15. FASE DA CONVENÇÃO NACIONAL: RADICALISMO E TERROR.ATRAVÉS DO LIDERMAXIMILIENROBESPIERRE, FOIDOMINANDO OPROCESSOREVOLUCIONÁRIO,INAUGURANDO OCHAMADOPERÍODO DETERROR, MARCADOPELA VIOLÊNCIA.
  16. 16. CONDENAÇÕESÀ MORTE NAGUILHOTINATORNARAM-SECORRIQUEIRASNA FASE DOTERROR
  17. 17. LUÍS XVI FOI PRESO ECONDENADO A MORTE EM 1793.
  18. 18. A REAÇÃO BURGUESA: O GOVERNO DO DIRETÓRIODIANTE DA AMEAÇA DE MUDANÇA POR PARTE DOS JACOBINOS, RESTAVA AOS GIRONDINOS RETOMAR O CONTROLE DO PROCESSO E DETER AS CONQUISTAS POPULARES.EM 1795, A REVOLUÇÃO TOMOU OUTRO RUMO: INICIOU-SE A REAÇÃO BURGUESA, RESPONSÁVEL PELO GOLPE QUE DERRUBOU ROBESPIERRE E PÔS FIM AO PREDOMÍNIO DOS JACOBINOS.
  19. 19. ROBESPIERRE FOI VÍTIMA TAMBÉM DA GUILHOTINA, INSTRUMENTO QUE ELE DEFENDIA PARA PUNIR OS TRAIDORES DA REVOLUÇÃO.
  20. 20. O GOVERNO DO DIRETÓRIO FOI MARCADO PELA REPRESSÃO AOS MOVIMENTOS DE CARÁTER POPULAR. A ALTA BURGUESIA FOI CONDUZINDO A FASE FINAL DO PROCESSO REVOLUCIONÁRIO GARANTINDO SEUS INTERESSES. ENTRETANTO, A INSTABILIDADE POLÍTICA E SOCIOECONÔMICA CONTINUAVA. OS GIRONDINOS BUSCAM ALIANÇA COM OS MILITARES.
  21. 21. SURGE NESSAFASE A FIGURADO GENERALAUSTRÍACONAPOLEÃOBONAPARTE,ALIADO DOSGIRONDINOS.
  22. 22. O PERÍODO NAPOLEÔNICO Napoleão Bonaparte foi um importante líder do exército nacional. Napoleão passou a controlar o poder executivo. No âmbito político, as aspirações das classes populares foram afastadas. Criava-se uma verdadeira República burguesa.
  23. 23. Regime monárquico Em 1804, ocorreu mais uma fase importante da história política francesa. A modificação da Constituição resultou no restabelecimento do regime monárquico e Napoleão assumiu o poder como imperador da França.
  24. 24. GUERRAS NAPOLEÔNICAS A FRANÇA PROMOVEU DIVERSAS CAMPANHAS MILITARES DE CARÁTER EXPANSIONISTA NO PERÍODO NAPOLEÔNICO. ALGUMAS BEM SUCEDIDAS, RESULTARAM NA ANEXAÇÃO DE ALGUNS TERRITÓRIOS NA ITÁLIA, NA ESPANHA E NO LESTE EUROPEU (REINOS GERMÂNICOS E AUSTRIÁCO)
  25. 25. BLOQUEIO CONTINENTAL O ÚNICO RIVAL QUE PODIA RESISTIR A EXÉRCITO DE NAPOLEÃO ERA A INGLATERRA. NAPOLEÃO DECRETA O BLOQUEIO CONTINENTAL. A IDÉIA ERA SIMPLES: O PAÍS EUROPEU QUE OUSASSE FAZER COMÉRCIO COM A INGLATERRA SOFRERIA NA CARNE A VIGANÇA DE NAPOLEÃO. http://professorajack.blogspot.com
  26. 26. O DECLÍNIO DO IMPÉRIO DE NAPOLEÃO.  O BLOQUEIO CONTINENTAL NÃO DEU CERTO.  A CAMPANHA MILITAR NA RUSSIA FOI UM DESASTRE.http://professorajack.blogspot.com
  27. 27. NAPOLEÃO FOI PRESO E MANDADO PARA A ILHA DE ELBA. http://professorajack.blogspot.com
  28. 28. PARA SABER MAIS ASSISTA OS FILMES:• O CONDE DE MONTE CRISTO (2002);• DANTON, O PROCESSO DA REVOLUÇÃO (1983);• MARIA ANTONIETA (2006). http://professorajack.blogspot.com
  29. 29. OS 100 DIAS DE WATERLOO Os vencedores impuseram um novo rei: Luís XVIII, irmão do rei guilhotinado. Os camponeses se agitaram e a burguesia rejeitou o retorno do antigo regime. Napoleão voltou,mas governou apenas por 100 dias. Em junho de 1815 rendeu a superioridade do inimigo, e foi enviado como prisioneiro para ilha de Santa Helena. Em 1821 morreu doente. http://professorajack.blogspot.com
  30. 30. O ciclo revolucionário termina em 1814.A burguesia industrialalcançou o poder eestava sendoencerrado o ciclorevolucionário quecomeçou em 1789 eterminou em 1814. http://professorajack.blogspot.com
  31. 31. "Invocando o direito natural, tal qual osamericanos, a Revolução Francesa conferiu à suaobra um caráter universal que a liberdadebritânica não possuía, e afirmou esse caráter commuito mais força. Ela não proclamou apenas arepública: instituiu o sufrágio universal. Ela nãoliberou apenas os brancos: aboliu a escravidão. Elanão se contentou com a tolerância: masreconheceu a liberdade de consciência, admitiu osprotestantes e os judeus na cidade e, criando umestado civil, reconheceu a cada um o direito denão aderir a nenhuma religião." Georges Lefebvre, "La Place de la Révolution Française dans lHistoire du Monde," Annales. Économies, Sociétés, Civilisations. 3ème année, 3 (Juillet - Septembre 1948), p 264. http://professorajack.blogspot.com
  32. 32. Considerando a afirmação acima:a) DESENVOLVA duas razões que justifiquema importância do direito natural para seconferir um caráter universal à RevoluçãoFrancesa.b) CITE um exemplo de restrição à liberdadeentre os britânicos e entre os norte-americanos, que suas respectivas Revoluçõesnão eliminaram. http://professorajack.blogspot.com
  33. 33. 1) O que foi o governo do Diretório e qual o papel de Napoleão Bonaparte nesse contexto político? Depois que Robespierre foi tirado do poder, a nova orientação política elaborou outra constituição para a França que estabelecia acontinuidade do regime republicano, que seria controlado pelo Diretório, composto de cinco elementos eleitos pelo Legislativo. Napoleãoadquiriu prestígio por seu desempenho na repressão de rebeliões contra o governo e com o apoio de burguesia e do exército, deflagrou ogolpe.2) Em quais aspectos de seu governo Napoleão seguiu os princípios da Revolução Francesa?Os princípios da Revolução Francesa eram liberdade, igualdade e fraternidade; porém no governo de Napoleão não notamos em nenhumaspecto esses princípios, uma vez que todos eles eram sufocados por meio de severa censura à imprensa e da ação violenta dos órgãospoliciais.3)Quais foram as principais características de Império Napoleônico?O Império napoleônico foi caracterizado como um império monárquico.Napoleão I , o imperador, nomeou vários nobres e familiares para altos cargos públicos. Houve a formação de uma nova corte com osmembros da elite militar, da alta burguesia e da alta nobreza.Foi nesse período em que o Império Francês atingiu sua extensão, dominando quase toda Europa Ocidental e boa parte da Oriental.Como Napoleão I também era comandante das forças armadas, investiu em armas e soldados, tornando o seu exército o mais poderosoda Europa, e com isso foram travadas uma série de guerras para expandir o domínio Francês.4) Quais os motivos do enfraquecimento de Napoleão e da queda de seu império? Napoleão, com sua política expansionista, estava tirando muitos homens de suas famílias e trabalhos para guerrear, e grande parte delesmorria nos campos de batalha, o que gerava muita indignação por parte dos familiares. Fora da França, as invasões napoleônicasdespertavam a reação nacionalista dos povos conquistados. O Bloqueio Continental não teve o efeito desejado. Tudo piorou depois daderrota para a Rússia, que foi quando um poderoso exército formado por ingleses, austríacos, russos e prussianos invadiu Paris eNapoleão foi derrubado do poder.5) O que foi o Congresso de Viena e qual o objetivo da Santa Aliança? Com as derrotas militares de Napoleão, os dirigentes dos países vencedores organizaram o Congresso de Viena, cujo objetivo básico erarestabelecer a antiga divisão política do continente europeu, pois as conquistas napoleônicas modificaram a divisão política de quase todaa Europa Ocidental e Central. O objetivo da Santa Aliança era que os países participantes se defendessem mutuamente. Eles assumiram o direito de intervir emqualquer país no qual surgisse algum movimento revolucionário inspirado no liberalismo democrático. A Santa Aliança deveria conter osmovimentos nacionalistas que surgisse em países que se viram obrigados a aceitar as imposições de Napoleão e, depois, do Congresso deViena. E, também, se propunha a reprimir os movimentos emancipacionistas. http://professorajack.blogspot.com

×