ISOLADAS DE HISTÓRIA (05)

2.912 visualizações

Publicada em

ISOLADAS DE HISTÓRIA (05)

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
2.912
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2.398
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
16
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

ISOLADAS DE HISTÓRIA (05)

  1. 1. ISOLADAS DE HISTÓRIA (05) Prof. Carlos Bidu
  2. 2. Conseqüências das Cruzadas • Terra Santa continuou em mãos dos turcos; • Aumento do comércio do Oriente com o Ocidente => • Renascimento comercial e urbano => • Extinção do sistema feudal • Surgimento da burguesia
  3. 3. RENASCIMENTO COMERCIAL • Reconquista do comércio do Mediterrâneo com as cruzadas; • Desenvolvimento do comércio na região de Flandres, nos mares do Norte e Báltico • Surgimento de rotas terrestres e fluviais ligando o sul e norte da Europa. Nos pontos de encontro criaram-se as Feiras. Reaparecimento da moeda, bancos...
  4. 4. RENASCIMENTO URBANO • Na Baixa Idade Média surgiram os burgos (cidades) em redor dos castelos dos senhores feudais e outras formas; • Seus habitantes: a burguesia; • Precárias condições de saúde e higiene; • Cobrança de tributos pelo senhor feudal;
  5. 5. ABSOLUTISMO: FORMAÇÃO DOS ESTADOS NACIONAIS
  6. 6. - FATORES DETERMINANTES . As Cruzadas . Renascimento Comercial . Renascimento Urbano . Surgimento da burguesia . Crise do feudalismo e o enfraquecimento dos senhores feudais . Desintegração da servidão, que sustentava o feudalismo . Progressos técnicos nos armamentos militares, provocando a decadência da cavalaria . Surgimento dos exércitos reais ou profissionais
  7. 7. - PRINCIPAIS MONARQUIAS NACIONAIS EUROPÉIAS > PORTUGAL . Fim da Guerra da Reconquista > ESPANHA . Fim da Guerra da Reconquista . Casamento de Isabel e Fernando(Castela e Aragão) > FRANÇA . Guerra dos Cem Anos . Peste Negra > INGLATERRA . Guerra das Duas Rosas (Lancaster x York)
  8. 8. - ABSOLUTISMO MONÁRQUICO . Concentração total dos poderes nas mãos do rei. . O rei era visto como grande árbitro das questões nacionais. . Luxo e ostentação reforçavam a imagem do rei diante das massas miseráveis. . Cobrança cada vez maior de tributos, irritando burguesia e povão. . “casamento” da monarquia com a Igreja Católica.
  9. 9. Maquiavel: O Príncipe 1.Teorizou a conduta do Governante; 2.Utilização de metódos como: 1.Violência; 2.Suborno; 3.Eliminação; 3."Os fins justificam os meios"; 4.Proteção a propriedade privada.
  10. 10. Thomas Hobbes: Leviatã 1.O Estado é o protetor da Sociedade; 2.O Estado deve se tornar cada vez maior; 3. Estado Natural: desordem social; 4. Estado Civil: proteção e ordenamento; 5.O Poder Absoluto é fruto de um acordo coletivo (contrato social).
  11. 11. Jacques Bossuet: Direito Divino 1. A Monarquia é criação de Deus; 2.O Rei possui direitos por ter sido escolhido por Deus; 3. Todo o reinado e as ações existem no Rei.
  12. 12. Jean Bodin: Seis Livros da República 1.O Estado é uma extensão da família; 2.O Direito do Rei está ligado a Deus, mas não provém dele; 3. Criações divinas: 1.Ordem; 2.Razão; 3.Natureza.
  13. 13. JUSTIFICATIVAS PARA O ABSOLUTISMO • Nicolau Maquiavel: na obra “O Príncipe”, afirma que os poderes do rei são ilimitados, desde que seus objetivos sejam a grandeza do Estado. Os fins justificam os meios. • Thomas Hobbes: na obra “Leviatã”, menciona que é necessário o poder ilimitado do soberano para uma melhor organização e defesa da sociedade. Sem essa autoridade, a sociedade tende ao caos. • Jacques Bossuet: na obra “Política Segundo a Sagrada Família”, o rei é um representante de Deus na Terra e todos os súditos devem respeitá-lo.
  14. 14. Política Econômica: MERCANTILISMO • Intervencionismo; • Balança comercial Favorável; • Protecionismo; • Monopolismo; • Pacto Colonial.
  15. 15. EXPANSÃO MARÍTIMO-COMERCIAL EUROPÉIA (Séc. XV-XVI)
  16. 16. AS GRANDES NAVEGAÇÕES DESENCADEARAM UM DOS PROCESSOS MAIS IMPORTANTES DE TRANSFORMAÇÃO HISTÓRICA. A conquista dos mares deu à Europa a primazia universal por séculos.
  17. 17. Antecedentes (séc. XI ao XIV): • Comércio de especiarias das Índias à Europa - vários intermediários: Rota terrestre pela Ásia controlada pelos árabes; Mar Mediterrâneo controlado pelos genoveses e venezianos.
  18. 18. Objetivos das viagens marítimas: • Controlar as rotas de comércio no ponto de origem. • Obter especiarias, porcelana, tapetes, metais, escravos. • Conquistar terras (nobreza portuguesa). • Propagar a fé cristã. “Viemos buscar cristãos e especiarias” Vasco da Gama nas Índias
  19. 19. A força do imaginário europeu Reinos fantásticos (Preste João), “paraíso terrestre”, seres disformes estimulavam a curiosidade pelo desconhecido.
  20. 20. Razões do pioneirismo português: • Precoce centralização monárquica (séc. XII). • Posição geográfica privilegiada. • Apoio da Igreja católica. • Necessidade de buscar produção e riqueza fora do reino. • Mentalidade expansionista: “ousadia de um país pequeno” • Existência de uma rica e dinâmica burguesia • Revolução de Avis (1385) - dinastia de reis empreendedores •
  21. 21. As viagens de navegação ibéricas e a partilha da Terra Estratégia portuguesa para chegar ao oriente: circunavegação da África.
  22. 22. •1415 == ccoonnqquuiissttaa ddee CCeeuuttaa ((eennttrreeppoossttoo ccoommeerrcciiaall ddooss áárraabbeess))..
  23. 23. • 1415/1488: expansão e comércio na costa ocidental da África – feitorias
  24. 24. • 1488: Bartolomeu Dias dobra o cabo da Boa Esperança
  25. 25. • 1492: Colombo chega à América a serviço da Espanha = rota ocidental.
  26. 26. • 1493: Bula Inter Coetera • 1494:Tratado de Tordesilhas
  27. 27. • 1498: Vasco da Gama chega a Calecute (Índia)
  28. 28. • 1500: Cabral chega ao Brasil.
  29. 29. • 1519/1522: Fernão de Magalhães a serviço da Espanha - 1ª viagem de circunavegação da Terra.
  30. 30. Razões da expansão marítima: • Bloqueio do comércio mediterrânico • Busca de um novo caminho para as Índias • Necessidades de novos mercados • Escassez de metais preciosos • Expansão da fé católica • Formação dos Estados Nacionais • Desenvolvimento da burguesia
  31. 31. Reflexos da expansão marítima: • Crescimento do mercado europeu e mundial. • Ampliação do mundo conhecido. • Transferência do eixo comercial do Mediterrâneo para Atlântico. • Declínio das cidades italianas. • Fortalecimento dos Estados europeus atlânticos.
  32. 32. • Colonização da América. • Afluxo de metais preciosos para a Europa. • Europeização do mundo. • Restabelecimento da escravidão. • Enriquecimento da burguesia. • Revolução Comercial. • Mercantilismo.
  33. 33. Mundo ibérico comanda o novo mundo Cabral Colombo
  34. 34. Mundo Pré-colombiano Expressão "período pré-colombiano" designa a história ou o estado cultural dos habitantes das Américas, antes de seu encontro com os europeus. Populações divididas entre as três Américas: a)AMÉRICA DO NORTE: Cultura mississipiana b)AMÉRICA CENTRAL ( Mesoamérica): É uma região que engloba os atuais territórios do México, Guatemala, Belize, El Salvador, Honduras e Costa Rica. Principais povos: Os olmecas, Os maias, Os mixtecas e zapotecas , Teotihuacán e os toltecas, Os astecas c) AMÉRICA DO SUL: Chibchas (Colômbia), Civilização Caral (Peru), Cultura Chavín (Peru), Moche (Peru), Incas (Colômbia ao Chile), Tupinambá (Brasil), Guarani (Bolívia, Paraguai, Argentina, Uruguai e a porção centro-meridional do território brasileiro).
  35. 35. Choque de civilizações • Europeu português e índios do Brasil • Usados inicialmente como mão de obra na extração do pau Brasil • No período colonial usado como: – Mão de obra escrava posteriormente substituído pelo negro africano – Caçados implacavelmente pelos bandeirantes paulistas – Auxiliares no conhecimento do sertão – Sendo “poupado” nas missões/reduções jesuíticas – Escravizados com a “guerra justa” – Usados após 1750 como muralhas delimitadoras de territórios – Mulheres índias como substituição as brancas européias –
  36. 36. Choque de civilizações • Europeu espanhol na América – Espanha dividiu seu território em 4 Vice-reinados e 5 capitanias • Vice- reinado do Rio da Prata (Argentina, Uruguai, Paraguai, Bolivia, Peru) • Vice-reinado do Peru ( Peru e parte da Bolívia) • Vice-reinado da Nova Granada ( Colômbia, Panamá e Equador) • Vice-reinado da Nova Espanha ( parte dos EUA, México e parte da América central) • Capitanias: Chile, Venezuela, Guatemala Cuba e Flórida
  37. 37. A Conquista da América espanhola aconteceu de forma exploratória, isto é, não vinham para a América em busca de terras para povoar, eles ocupavam o espaço, apropriando-se de suas riquezas e suas mulheres. Os espanhóis dizimaram as populações indígenas, impondo sua cultura, língua e religião.
  38. 38. As caravelas partiam do continente americano rumo a Europa abarrotadas do ouro e da prata que obtinham com a exploração das colônias e do trabalho compulsório de indígenas e africanos.
  39. 39. Filmes e séries

×