Eutanásia <br />Em que consiste a Eutanásia <br />A eutanásia consiste na prática da morte visando atenuar os sofrimentos ...
Eutanásia voluntaria <br /> É quando a morte é provocada atendendo à vontade do paciente. <br />
Eutanásia não voluntaria  <br />é quando a morte é provocada sem que o paciente tivesse manifestado sua posição em relação...
Eutanásia involuntária  <br /> É quando a morte é provocada contra a vontade do paciente. <br />
Eutanásia activa <br />O acto deliberado de provocar a morte sem sofrimento do paciente, por fins.<br />Países onde a euta...
Eutanásia activa - Como se administra?<br />• Ingestão ou inoculação injectável de dose letal de barbitúricos.<br />• Actu...
Eutanásia passiva<br />a morte do paciente ocorre, dentro de uma situação terminal de idade, ou porque não se inicia uma a...
Argumentos a favor da Eutanásia<br />A Eutanásia pode ser um  caminho para evitar a dor e o sofrimento de pessoas em fase ...
Argumentos a contra a Eutanásia<br /><ul><li> No caso da religião, a principal objecção é o facto de considerarem que a eu...
 Os médicos consideram a vida algo sagrado, portanto da perspectiva da ética médica, tendo em conta o juramento de Hipócra...
Opinião pessoal<br /><ul><li> Sou a favor da prática da Eutanásia, concordando com a eutanásia voluntária, pois se uma pes...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Eutanasia jorge versao final

5.004 visualizações

Publicada em

Publicada em: Educação
  • Seja o primeiro a comentar

Eutanasia jorge versao final

  1. 1. Eutanásia <br />Em que consiste a Eutanásia <br />A eutanásia consiste na prática da morte visando atenuar os sofrimentos do enfermo - e de seus familiares - tendo em vista a sua inevitável morte, sua situação incurável do ponto de vista médico. <br />
  2. 2. Eutanásia voluntaria <br /> É quando a morte é provocada atendendo à vontade do paciente. <br />
  3. 3. Eutanásia não voluntaria <br />é quando a morte é provocada sem que o paciente tivesse manifestado sua posição em relação a ela. <br />
  4. 4. Eutanásia involuntária <br /> É quando a morte é provocada contra a vontade do paciente. <br />
  5. 5. Eutanásia activa <br />O acto deliberado de provocar a morte sem sofrimento do paciente, por fins.<br />Países onde a eutanásia activa é permitida: <br />Bélgica, Holanda e um dos estado dos Estados Unidos da América ( Oregon ).<br />
  6. 6. Eutanásia activa - Como se administra?<br />• Ingestão ou inoculação injectável de dose letal de barbitúricos.<br />• Actua no sistema nervoso central.<br />• Reduz funções de alguns sistemas<br />fundamentais.<br />• Alívio, sedação, hipnose, anestesia, coma e<br />morte.<br />• Sobredosagem reflectida.<br />
  7. 7. Eutanásia passiva<br />a morte do paciente ocorre, dentro de uma situação terminal de idade, ou porque não se inicia uma acção médica ou pela interrupção de uma medida extraordinária, com o objectivo de minorar o sofrimento.<br />
  8. 8. Argumentos a favor da Eutanásia<br />A Eutanásia pode ser um caminho para evitar a dor e o sofrimento de pessoas em fase terminal ou sem qualidade de vida.<br />• Viver é um direito e não uma obrigação.<br />• Acabar com a dor e sofrimento de pessoas sem qualidade de vida ou em fase terminal.<br />• Medo da solidão e de ser um empecilho.<br />• Falta de esperança e de expectativa.<br />• Morte com conforto.<br />
  9. 9. Argumentos a contra a Eutanásia<br /><ul><li> No caso da religião, a principal objecção é o facto de considerarem que a eutanásia é tida como uma usurpação ao direito à vida humana, vida esse que foi criado por Deus e é esse Deus o único que pode tirar a vida a alguém. A Igreja, apesar de estar consciente dos motivos que levam a um doente a pedir para morrer, defende acima de tudo o carácter sagrado da vida.
  10. 10. Os médicos consideram a vida algo sagrado, portanto da perspectiva da ética médica, tendo em conta o juramento de Hipócrates, a Eutanásia é considerada homicídio. Cabe assim ao médico, cumprindo o esse juramento, assistir o paciente, fornecendo-lhe todo e qualquer meio necessário à sua subsistência. </li></li></ul><li>Eutanásia passiva e não - voluntaria EluanaEnglaro<br />Morreu no dia 09 Fevereiro de 2009 a italiana EluanaEnglaro, que há 17 anos vivia em estado vegetativo após acidente de carro. A mulher estava internada numa clínica na cidade de Udine, no Norte da Itália.<br />A paciente faleceu três dias depois de o sistema de alimentação e hidratação que a mantinha viva ter sido interrompido.<br />Após anos de disputa, o pai da italiana, BeppinoEnglaro, conseguiu a autorização da Justiça para interromper a alimentação que a mantinha viva. O caso foi comparado ao da americana TerriSchiavo, que morreu em circunstâncias semelhantes, em 2005, após passar 15 anos em coma. No caso dela, também houve uma intensa batalha judicial e muita polémica na opinião pública. <br />
  11. 11. Opinião pessoal<br /><ul><li> Sou a favor da prática da Eutanásia, concordando com a eutanásia voluntária, pois se uma pessoa quer deixar de sofrer, acho que tem todo o direito de escolher o seu destino e se quer pôr termo à sua vida ou não.
  12. 12. Noutras situações em que o doente está em coma e não tem possibilidade de escolher, tem que ser os outros a decidirem por ele, como por exemplo os pais ou familiares mais próximos.
  13. 13. Ao Estado compete elaborar leis para que se possa decidir sobre cada caso, porque podem existir situações em que os familiares queiram que pessoas morram apenas motivados por interesses económicos, não estando preocupadas com o seu sofrimento.
  14. 14. Considero que se uma pessoa está num estado vegetativo e se os médicos comprovarem que existem poucas probabilidades de melhoria do seu estado, todos os meios para manter a vida devem ser interrompidos, uma vez que a pessoa perdeu o sentido da vida (eutanásia passiva). </li>

×