PIDE
Censura
Mocidade
Portuguesa
Legião
Portuguesa
Propaganda
União
Nacional
“Orgulhosamente sós”
A II Guerra Mundial
► Após a II Guerra as principais ditaduras caíram,
contudo mantiveram-se os Regimes autoritários de
Po...
►A oposição ao regime organizou-se no MUD (Movimento
de Unidade Democrática).
► Iniciou-se uma campanha de perseguição a t...
O Estado Novo recusou a
democratização do país,
servindo-se da polícia
política, das prisões e da
censura para silenciar o...
► Em 1958, a candidatura
às presidenciais de
Humberto Delgado fez
tremer o governo.
► Teria ganho as eleições
se não tives...
Uma grande parte da população
trabalhava na agricultura
Operário Fabril
11$00
Os operários ganhavam muito pouco.
► As más condições de vida levaram
milhares de pessoas a abandonar as suas
terras dirigindo-se para as grandes cidades:
Li...
Salazar queria manter a
todo o custo o nosso
Império Colonial
► No final dos anos 50 e início dos anos 60 do séc. XX, surgiram movimentos
defensores da independência em quase todas as ...
► Iniciou-se uma guerra em
África que iria durar 13 anos (de
1961 a 1974)
► De Lisboa partiam muitos
militares com destino...
.
► Os cantores da Revolução foram Sérgio Godinho, Zeca Afonso,
Adriano Correia de Oliveira, José Mário Branco…
48 longos anos
► Em 1968 Salazar adoeceu depois de sofrer um
acidente, o que o impossibilitou de continuar á frente
do governo, tendo sid...
:
A causa foi o desgaste
provocado pela
GUERRA COLONIAL
► Dá-se a origem do Movimento das Forças
Armadas (MFA). Este movimento foi encabeçado
por militares de alta patente, passa...
► Em 1974, o Movimento
das Forças Armadas (MFA),
constituído por um grupo de
militares, decidiu pôr fim à
ditadura através...
► O Cravo vermelho
tornou-se num dos símbolos
do 25 de Abril, ficando esta
acção militar mundialmente
conhecida como a
Rev...
Milhares de pessoas no largo do Carmo em Lisboa.
► Os oficiais do MFA entregaram o poder a uma Junta
de Salvação Nacional, presidida pelo general Spínola,
com a missão de ...
Democratizar
Descolonizar
Desenvolver
A mudança não se efectuou num
dia…
Tempo Sacrifícios
Foi preciso:
Empenho
Coragem
Para que:
Liberdade
Solidariedade
Democr...
28
Martim
Lopes e
Da salazarismo ao 25 de abril
Da salazarismo ao 25 de abril
Da salazarismo ao 25 de abril
Da salazarismo ao 25 de abril
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Da salazarismo ao 25 de abril

457 visualizações

Publicada em

Do Salazarismo ao 25 de Abril.

Publicada em: Educação
0 comentários
1 gostou
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
457
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
4
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
12
Comentários
0
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Da salazarismo ao 25 de abril

  1. 1. PIDE Censura Mocidade Portuguesa Legião Portuguesa Propaganda União Nacional
  2. 2. “Orgulhosamente sós”
  3. 3. A II Guerra Mundial ► Após a II Guerra as principais ditaduras caíram, contudo mantiveram-se os Regimes autoritários de Portugal e Espanha. Franco
  4. 4. ►A oposição ao regime organizou-se no MUD (Movimento de Unidade Democrática). ► Iniciou-se uma campanha de perseguição a todos os que apoiaram o MUD:  Uns perderam o emprego;  Outros exilaram-se;  Muitos foram presos.
  5. 5. O Estado Novo recusou a democratização do país, servindo-se da polícia política, das prisões e da censura para silenciar os opositores.
  6. 6. ► Em 1958, a candidatura às presidenciais de Humberto Delgado fez tremer o governo. ► Teria ganho as eleições se não tivesse havido fraude nas contagens dos votos. “- Obviamente, demito-o!”. Referindo-se a Salazar.
  7. 7. Uma grande parte da população trabalhava na agricultura
  8. 8. Operário Fabril 11$00 Os operários ganhavam muito pouco.
  9. 9. ► As más condições de vida levaram milhares de pessoas a abandonar as suas terras dirigindo-se para as grandes cidades: Lisboa, Porto e Setúbal. ► Outros emigravam para as colónias ou países europeus como a França e a Alemanha.
  10. 10. Salazar queria manter a todo o custo o nosso Império Colonial
  11. 11. ► No final dos anos 50 e início dos anos 60 do séc. XX, surgiram movimentos defensores da independência em quase todas as colónias portuguesas. Em Angola O MPLA (1961) A UPA/ O FNLA (1962) A UNITA ( 1966) Na Guiné ► O PAIGC (1963) Em Moçambique ► A FRELIMO (1964)
  12. 12. ► Iniciou-se uma guerra em África que iria durar 13 anos (de 1961 a 1974) ► De Lisboa partiam muitos militares com destino às colónias. ► A Guerra Colonial provocou milhares de mortos e de feridos.
  13. 13. . ► Os cantores da Revolução foram Sérgio Godinho, Zeca Afonso, Adriano Correia de Oliveira, José Mário Branco…
  14. 14. 48 longos anos
  15. 15. ► Em 1968 Salazar adoeceu depois de sofrer um acidente, o que o impossibilitou de continuar á frente do governo, tendo sido substituído por Marcelo Caetano. Este foi um continuador de Salazar!
  16. 16. : A causa foi o desgaste provocado pela GUERRA COLONIAL
  17. 17. ► Dá-se a origem do Movimento das Forças Armadas (MFA). Este movimento foi encabeçado por militares de alta patente, passando a denominar-se “O Movimento dos Capitães”. .
  18. 18. ► Em 1974, o Movimento das Forças Armadas (MFA), constituído por um grupo de militares, decidiu pôr fim à ditadura através de um golpe militar, planeado secretamente durante meses, de acordo com um plano.
  19. 19. ► O Cravo vermelho tornou-se num dos símbolos do 25 de Abril, ficando esta acção militar mundialmente conhecida como a Revolução dos Cravos. ► Alguém começou a distribuir cravos vermelhos pelos soldados que depressa os colocaram nos canos das suas espingardas…
  20. 20. Milhares de pessoas no largo do Carmo em Lisboa.
  21. 21. ► Os oficiais do MFA entregaram o poder a uma Junta de Salvação Nacional, presidida pelo general Spínola, com a missão de governar o país até à formação de um governo provisório.
  22. 22. Democratizar Descolonizar Desenvolver
  23. 23. A mudança não se efectuou num dia… Tempo Sacrifícios Foi preciso: Empenho Coragem Para que: Liberdade Solidariedade Democracia Não sejam apenas palavras!!!
  24. 24. 28 Martim Lopes e

×