Fuga

277 visualizações

Publicada em

Apresentação realizada por estudantes do ensino médio integrado do IFRS campus Bento Gonçalves para a aula de Sociologia.

Publicada em: Educação
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
277
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
136
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
1
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Fuga

  1. 1. Fuga Cristian Carvalho e Júlia Borsatto
  2. 2. Personagens ● Cérebro: era um globo, contendo em seu interior, numa atmosfera de hélio totalmente condicionada, um volume de espaço completamente isolado de vibrações e radiações no qual estava a incrível complexidade de circuitos positrônicos que o constituía;
  3. 3. Personagens ● Dra. Susan Calvin: robopsicóloga da U.S Robôs; ● Alfred Lanning: diretor superior; ● Robertson: é filho do fundador da Corporação Robôs e Homens Mecânicos dos EUA ● Dr. Bogert:
  4. 4. Onde Se Passa o Conto ● O conto inicialmente acontece no escritório da Corporação robôs e homens mecânicos dos EUA, logo após o conto começa a passar-se também na nave construída pelo cérebro
  5. 5. A proposta ● Trouxeram cerca de cinco toneladas de algarismos, equações e tudo o mais. Tratava- se de um problema e eles desejavam que o Cérebro fornecesse a resposta.
  6. 6. Consolidated ● "- Esta percebendo, chefe? - O gerente geral estava empolgado. - Percebe a jogada? Não existe um grupo de pesquisa industrial que não esteja tentando desenvolver um motor de dobra especial, e a Consolidated e a U.S.Robôs têm a liderança nesse campo com nossos supercérebros robôs. E agora que eles conseguiram estragar o deles, nós ficamos com o caminho livre. Este é o ponto importante..ah..a motivação. Eles vão levar seis anos no mínimo para construir outro cérebro, e estão perdidos, a menos que possam quebrar nosso com o mesmo problema.”
  7. 7. ● Dr. Lanning fala : "-Não, Não existem limites conhecidos para a capacidade do cérebro. É uma questão diferente. É uma questão de Leis da Robótica. O Cérebro, por exemplo, jamais poderia fornecer a solução de uma problema a ele apresentado, se esta solução significasse a morte ou ferimento dos seres humanos. Nesse aspecto um problema que tivesse apenas uma solução desse tipo seria considerado insolúvel. E se tal problema for combinado com um pedido extremamente urgente para que seja solucionado, é possível que o Cérebro, que afinal é apenas um Robô, fique diante de um dilema, no qual ele não podia responder, nem se recusar a responder. Alguma coisa desse tipo deve ter acontecido com a máquina da Consolidated."
  8. 8. Fuga – Ora, um ser humano apanhado ante uma impossibilidade muitas vezes reage por uma fuga à realidade: mergulha num mundo de ilusão, ou entrega-se à bebida; deixasse dominar pela histeria, ou pula de uma ponte. O mesmo acontece com os robôs. Um leve dilema causará desordens em metade de seus circuitos; um dilema sério queimará o cérebro positrônico de tal forma que não haverá possibilidade de recuperá-lo. (Dra. Susan Calvin)
  9. 9. ● – Acho melhor vir comigo, Mike. ● O interior da nave estava acabado, tão acabado quanto qualquer nave jamais poderia ser, bastava um olhar para o brilho esfuziante. Nenhum grumete do Sistema Solar seria capaz de produzir um polimento semelhante ao que os robôs haviam dado. As paredes eram como espelhos de prata polida, sem vestígios de impressões digitais. Não havia ângulos ou arestas; paredes, soalho e teta uniam-se em abaulados harmoniosos; no brilho frio e metálico das luzes ocultas, cada pessoa via-se cercada por seis imagens de si própria. (Donovan espantado)
  10. 10. ● "- Pode ser. Se for assim vamos esperar calmamente. O Cérebro é um robô. Ele tem que seguir a Primeira Lei, não pode ferir o ser humano." ● "- Você chegou a essa conclusão? Escute, esse lixo sobre dobra espacial acabou com o robô da Consolidated, e os gênios dizem que é porque a viagem interestelar mata os seres humanos. E em que robô você vai confiar? O nosso tinha o mesmo conjunto de dados, se entendi bem."
  11. 11. ● "- O salto interestelar não é instantâneo...não enquanto a velocidade da luz for finita. A vida não pode existir...matéria e energia não podem existir como tal em uma dobra espacial. Eu não sei como seria,mas é isso. Foi o que matou o robô da Consolidated." (Disse Bogert)
  12. 12. ● "Algo se soltou e rodopiou num clarão de luz tremulante e dor. E caiu..e rodopiou..e caiu pra frente..no silêncio! Era a morte"
  13. 13. ● – Muito bem. Eles queriam uma resposta: podem tê-la. Se lhes enviarmos a nave, com garantia, a U.S. Robôs pode receber os duzentos mil, mais os custos de construção. E se eles resolverem testar a nave... bem, deixemos que o Cérebro divirta-se um pouco mais, antes de ser trazido ao normal.

×