Ano Letivo 
2014/2015 
Licenciatura em Educação 2ª Ano 1º Semestre
Moran define Educação a Distância (EaD) enquanto um 
processo de ensino-aprendizagem no qual o professor e 
o aluno se enc...
Educação aberta – destaca a relevância do respeito pelos 
interesses do aluno, pelo tempo e o espaço em que deve 
decorrer...
O Desenvolvimento tecnológico desencadeou profundas 
alterações em todos os âmbitos da vida dos seres humanos, 
a educação...
São muitas as formas e as dinâmicas que a educação à 
distância e a educação aberta podem assumir, sendo 
adequados às exp...
Três Gerações da Pedagogia de Educação à Distância 
Cognitivo_Behavirista – Resulta da conceção da 
aprendizagem como um c...
Entende-se a aprendizagem numa perspetiva individual, 
estar sozinho ou acompanhado seria indiferente. Esta 
característic...
Esta redução e limitação da importância do papel do 
professor, bem como a característica de uma aprendizagem 
mais indivi...
Socioconstrutivista- Defende o carácter social do 
conhecimento e a importância de um papel ativo dos alunos. 
Cada um dev...
A mente do aprendiz não é uma “tábua rasa”, dispõe de 
conhecimentos e experiências, de perspetivas já existentes 
e com o...
A mente do aprendiz não é uma “tábua rasa”, dispõe de 
conhecimentos e experiências, de perspetivas com os 
quais os novos...
Conectivismo – Define a aprendizagem como uma 
construção de redes de informação, de contactos e de 
meios que podem ser u...
Modelo cognitivo-behaviorista – liberdade do aluno, 
custos relativamente baixos, minimizam a importância do 
contexto e d...
Referências Bibliográficas 
Anderson, T. & Dron, J. (2012). Três Gerações de Pedagogia de Educação à 
Distância. Canadá: A...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Educação aberta à distância

336 visualizações

Publicada em

Sessão de Esclarecimento Educação à Distância

Publicada em: Educação
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
336
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
3
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
4
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Educação aberta à distância

  1. 1. Ano Letivo 2014/2015 Licenciatura em Educação 2ª Ano 1º Semestre
  2. 2. Moran define Educação a Distância (EaD) enquanto um processo de ensino-aprendizagem no qual o professor e o aluno se encontram separados fisicamente, no espaço e tempo, mas estão interligados por tecnologias que permitem a transmissão de conteúdos e interação professor-aluno. 1
  3. 3. Educação aberta – destaca a relevância do respeito pelos interesses do aluno, pelo tempo e o espaço em que deve decorrer a aprendizagem de cada um, bem como o ritmo e estilo da mesma, favorecendo a autonomia e a capacidade de auto instrução, num contexto de disponibilização de recursos que foge a modelos rígidos e preestabelecidos. 1
  4. 4. O Desenvolvimento tecnológico desencadeou profundas alterações em todos os âmbitos da vida dos seres humanos, a educação não fugiu à regra. Embora o ensino à distância não seja um conceito propriamente recente foi revitalizado e potenciado pela revolução tecnológica. 1
  5. 5. São muitas as formas e as dinâmicas que a educação à distância e a educação aberta podem assumir, sendo adequados às expirações e às necessidades não só do público jovem, dos adultos em geral, de pessoas empregadas e com horário completo, mas também de pessoas com dificuldades de deslocação. 1
  6. 6. Três Gerações da Pedagogia de Educação à Distância Cognitivo_Behavirista – Resulta da conceção da aprendizagem como um comportamento de resposta a estímulos e da necessidade de tentar compreender a motivação, as atitudes e possíveis limitações mentais que não são observáveis no comportamento. Estes modelos integram uma presença cognitiva, social e de ensino. 1
  7. 7. Entende-se a aprendizagem numa perspetiva individual, estar sozinho ou acompanhado seria indiferente. Esta característica adaptou-se perfeitamente ao tipo de métodos utilizados neste modelo, documentos impressos, documentários/filmes. A “interação didática guiada” destacou a redução do papel do professor enquanto elemento de transmissão de conhecimento. 1
  8. 8. Esta redução e limitação da importância do papel do professor, bem como a característica de uma aprendizagem mais individualizada sofreu duras críticas por parte dos defensores dos modelos mais tradicionais. 1
  9. 9. Socioconstrutivista- Defende o carácter social do conhecimento e a importância de um papel ativo dos alunos. Cada um deverá, aproveitando os contributos dos seus professores, desenvolver meios de criação de novos conhecimentos a partir de outros pré existentes. 1
  10. 10. A mente do aprendiz não é uma “tábua rasa”, dispõe de conhecimentos e experiências, de perspetivas já existentes e com os quais os novos conhecimentos se relacionam assim a aprendizagem decorre também de contextos e relações daí a sua forte componente social. 1
  11. 11. A mente do aprendiz não é uma “tábua rasa”, dispõe de conhecimentos e experiências, de perspetivas com os quais os novos conhecimentos se relacionam. Assim, a aprendizagem decorre também de contextos e relações daí a sua forte componente social. 1
  12. 12. Conectivismo – Define a aprendizagem como uma construção de redes de informação, de contactos e de meios que podem ser utilizados em problemas reais. Tendo em conta que essas redes devem ser aplicáveis a problemas existentes e futuros e que a quantidade de informação é cada vez maior não faz sentido considerar a aprendizagem como um processo de memorização, visto que o objetivo é capacitar os alunos para a resolução de problemas 1
  13. 13. Modelo cognitivo-behaviorista – liberdade do aluno, custos relativamente baixos, minimizam a importância do contexto e da socialização na aprendizagem, tecnologia de comunicação em modos pré-web. Modelo socioconstrutivista – afirmaram-se mais quando proliferaram as tecnologias de comunicação muitos-para-muitos. Modelo conectivista – depende da comunicação em rede para mediar o processo de aprendizagem. 1
  14. 14. Referências Bibliográficas Anderson, T. & Dron, J. (2012). Três Gerações de Pedagogia de Educação à Distância. Canadá: Athabasca University. http://mundoadm1.blogspot.pt/2013/04/a-diversidade-nas-organizacoes-e- o.html https://www.google.co.uk/search?q=educa%C3%A7%C3%A3o+%C3%A0+ dist%C3%A2ncia&biw=1366&bih=667&source=lnms&tbm=isch&sa=X&ei=US d2VJC2IKqu7gbjyYCwAQ&ved=0CAYQ_AUoAQ https://www.google.pt/search?q=active+students&biw=1366&bih=667&tb m=isch&tbo=u&source=univ&sa=X&ei=- Md8VIDYJcvdsAT4oYGIBg&ved=0CB4QsAQ https://www.google.pt/search?q=active+students&biw=1366&bih=667&tb m=isch&tbo=u&source=univ&sa=X&ei=- Md8VIDYJcvdsAT4oYGIBg&ved=0CB4QsAQ

×