3

,2'1,

Itlllll

lll

llililll

tlmïtur
BRÀNCÀ'NIU
@

il r*l
O,ìetir1{io (ìa lârirhe

www.

b ra n ca

den eve.

pt
EditoriaÌ
n"

01

Dezem

b

2a sé

ro

2

rie

010

Através desta revísta,
das receitas e dicas que lhe
uamos mostrar, vai...
Uma revista diferente
prepa rada a pensar em si...
Queremos que esta revista seja uma companhia útiÌ a todo o tipo de util...
t

Ir'ç
) t-',

Natâ12010

küf
EsPEC AL NATAL

Um €x€mp o do! t€mas €sper ais que va'nos exp orar

e'Ì

cada

Aqui, co mo ...
l

r" É18
o, itzttvts*o

Está aí o MadrÌd Fusion 2011,

um dos momentos

mais

aguardados pelos apaixona
dos pela alta coz...
d'- "

il
XV Mostra

Gastronómica
de Caca de Mora
no interior do Alentejo que vai encontrar as me
lhores iguarìas de caça....
Passatempo
.ONSULTE

'r.i,to'*t*to

]

I

Este passatempo vai estar
disponíveÌ a partir deste mês
e até ao final de Abril ...
Passatempo

rÈp
{;{^} ãïì *Ì *
,ffifiwe

ii'

r:

.3 i.,ri

li

,'

Mostramoslhe aqui um exemplo de como deve participar n...
Rosá

rio Barreto Simões

@ @

Rosário Barreto Simões tem ascendência goesa e partilha connosco uma receita
que recorda de...
Ro!:r

M:recf ìiì:

r

p:rl llr.f.. '
houveienrpopr'r

l,.t L,e ij.,L lirl

" .

o e Margarida

8aíeto 5imões

:. l.!!..r5...
O problema é antigo ejá todos passámos pela experiência de deixar a
comprados presentesde Nata para os últimosdias.Oresult...
Y,

:

*çrçtç*=-

..

@
Ì.npo rlúby. 3 Mn / 5 5es
Ì.n9.bbr. D HoÊs/1M i

l'{

.

}.1'l
@

@

@@
*,

Excessos alimentares no Natal
Esclareca as suas dúvidas...
,

Esta época de festas, de aimoços e jantares mais compost...
Viver Melhor
L

digestão. A medicina popular dispõe de um vasÌo leque de plantas
com propriedades terapêuticas, utilizadas...
Viver Melhor
Serra "light"? Um Nisa, um Azeitão, um Terrincho, "pouco gordos"?
Ern dias de festa, nada substitui os excele...
A aa-

f'l

HA MAIS PEO-:.A DO MUNDO

RECEIT

Dezembro 2010

...MAIs D8,34 IDEIAS
RAONATATEREVEILLON
Bimby I Fã Clube
Cake...
400I

massa

na Bimby
200
3

I

Faca

fo hada feita

cebola

dentes de alho

50 g azeite

do

a rnassa folhada conforme re...
200 g cebola

Coioque no copo o queüo Pârmesão para o
crurnble e rale 10 se&/vel 9. Retire e reserve.

2 dentes de aÌho

3...
50
6

I

Coloque no copo o queijo e dê
3-4 golpes de Turbo. Reserve.
Corte as curgetes no sentido longitudi
nal de modo a ...
5008água
409âue/te
208fo his verdes do alho Írances.ortàdãs
15 gsâ 5a
15 g coentros

600 g pescada (ou

ouiroi pode

pe xe...
10 g salsa

300

I

Coloque no copo a salsa e pique

sobras de peru

1

2

seg/vel 7 Reserve.
Deite no copo o peru e desfi...
@rlì -;
de

à-

Natal >l
-ìi:..
:1

f,.

I

''

Ir
ì


Bìscoitos
de gengib re

'r'Ïtf
ìò

,.*."

-:

i,'.'J'i'

'

..itt ".t

ftjt

n

'tI
a
Castanhas
em calda

*d t

a
I

I...
Mesa de

Natal

Passo-a-Passo

Peru de Natal recheado
Af,nal é muito fácil preparar esta receita tão tradicional. Basta, p...
@
Tempo

Bimby.l

ap
DifÍcil

H 17 MìÌì

TempoÌot.|.19 HoÍâ,

,v

-t

3. CoÌoque a ceboÌa descascada r.:
do pem para separ...
Mesa de Natal

Passo-a-Passo

Perna de peru recheada
Quebre a monotonia e prepare um recheio que vai surpreend.ertoda
a fa...
@
Bimby.16 Min
TêmpoTotal.l H 40 Mln
Tempo

D fíc

Blmby I Derembrô 2010 29
4esa de

Natal

Passo-a-Passo

Bolo Rei
Evite a confusão da_s pastelarias, poupe tempo e dinheiro, e prepare com
as suas p...
+á

--...Èa,b.*ir.t.í*e^"'

qtãlrrtüF"

r

l"r'

Ò

,t

t'

a

,

a

.lt

-

ì

?. tïL
"4J

+

@

@

Iêmpo 8itíby . 7 MÌn
...
Arroz persa
PREPARAçÃO

INGRËDIENTES

80 g cebola

1. Coloque no copo a cebola, o alho, o azeite

l

e plque 5

dente de a...
Mesa de Natal

l

Biscoitos de gengibre - "Marcadores de Mesa"
IiIGREDIENTES P/ OS BISCOITOS
130 g açúcar mascavado escuro...
Bolo de Anjo
INGREDIENTEs P/O BOLO

PREPARAcÃo

400 g âçúcar
140

gfaíinha Brancâ de Neve Super

9 claras à

temperaturã a...
Mesa de Natal ,

rul

{

rr

Ì18u5

INCREDIENTES

PREPARAcÃo

200

1, Coloque no copo a água,
o açúcar, o pau de canela e
...
Broas

ffiLfur

#-

INGREDIENTES

PREPARAçAO

70 g amêndoa s/ pele

1. Coioque no copo a amêndoa e raie
15 seg/vel7 Reserv...
ldeias de Prese"t.!l
Fr rrì

oe

INCREDIENÌES

500

I

açúcar

400 g leite condensado
100 g mantelga em pedaços
50 I golde...
Beijinhos de noz
INGREDIENÌES

PRËpaRAcÃo

180 g mÌolo de noz
180 g açúcar amarelo

l.

Coloqueno.copo o mioÍo de noz prt_...
Ideias de Presenles

t
v

a
Tempo

40 DezembÍo

2010 I mby

Bimby.6 Min

Ìempo

total.l

Hora
Bombons dc ar.'elã
ìN6REDIENTE5

PREPÂRACAO

forno

terrperatura 180"C

50 g avelã

1. Coloque no

50 g manteiga s/ sal

a...
Revetllon

I

Palé de camarão e salmáo
INGREDìEltlTES

PREPARACAO

500 g água

1. coloque no copo a água, a Varoma com o
c...
Charlotte de frutos silvestres
INGREDIENTES P/ A CALDA

PREPARACAO

400 g água

1, Cornece por preparar a calda. Coloque n...
Réveillon
Bifinhos de vaca com
cogumelos, bacon e castanhas
INGREOIENTES

PRÈPARAçÃo

800 g água

L

200 g castanhas conge...
Delícia de fe1ão verde
INGREDIENTES

PREPARAcÃo

1200 g feijão verde

1. Coloque na Varoma o feijão verde cortado
em pedaç...
Birnby J urnioi:

@
Ìêmpo 8imby.9 Mìn
Íênpo Total. 15 Min

46 DezeÍrbro 2010 Brmby

6)
3 Cãne.âs

@
Fâ.il
i:Ì:; it c]e NlaiitI

ì1,..r

ÌNdf4È!i!NÌE5 P/

A MÀ55A

30 rebuçad05 verdes, duÍos
e c/ sabor a frutãs

1. Coloque no cop...
A receita do Chefe
Chefe Leonel Pereira

'A forma como a Bimby Íaz a ligação
de todos os produtos é fabulosa."
LeoneÌ Pere...
n5

pl!son5 go5t.ìrìì Ììr! to (la

pLrre5 e ( renìes. !cl.ì

rì I

de

fÌrrlJ!. eg!rìI,s

o! Llr cguÌì ro!.ìs Otr.r!r

lod...
A receita do Chefe
Chefe Leonel Pereira

Salada de camarão com sabores thgi
INGREDIENÌE5

PREPARAçÂO

EMPRATAMENTO

500 g ...
Quer receber a sua revista revista Bimby, momentos de partilha
tranquiÌamente em casa? Então não hesite.
Faça hoje mesmo a...
'5

ea"

bomgo,lto
,terví-b.

:; d2
bon" gorlto

m@sa

LICOR

BTIRNO
O LICOR DE PORTUGAL

o
Revista bimby   pt0001 - dezembro 2010
Revista bimby   pt0001 - dezembro 2010
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Revista bimby pt0001 - dezembro 2010

1.594 visualizações

Publicada em

Publicada em: Educação
0 comentários
1 gostou
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.594
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
138
Comentários
0
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Revista bimby pt0001 - dezembro 2010

  1. 1. 3 ,2'1, Itlllll lll llililll tlmïtur
  2. 2. BRÀNCÀ'NIU @ il r*l O,ìetir1{io (ìa lârirhe www. b ra n ca den eve. pt
  3. 3. EditoriaÌ n" 01 Dezem b 2a sé ro 2 rie 010 Através desta revísta, das receitas e dicas que lhe uamos mostrar, vai tírar aínda maíor partido da sua Bímby. ì fifr"* lft1r----- TODOS OS ME5E5 mais perto de si... Temos a certeza de que este mês de Dezembro, do ano 2010, vaificar na memórìa da nossa equipa e de todos aqueles que diariamente vibram com a Bìmby. É que, a partir desta edição, a revisla Bimby, momentos de partilha ìnicia uma segunda sérìe, que passará a estar disponível mensalmente nos quiosques de todo o país. Pela força que nos deram os subscritores da revista, sentimos que fazia sentido dar este passo e que a enorme comunidade de utilizadores da Bimby já justificava este ponto de encon- tro mensal. Para além das dezenas de receitas que lhe vamos mostrar, adequadas às necessidades do seu estilo de vida e ao momento do ano que estìvermos a vìver, esta revista quer chegar ainda mais perto de sÌ. Por isso, vamos publicartambém temas de nutrição, dicas para utilizar ainda melhor a sua Bimby, notícias e sugestões de receitas de chefes que também não dispensam a luda da Cozinha mais pequena do mundo. Portanto, vamos viver consigo cada detalhe deste universo que é a Bimby. Esperamos que goste, que passe a estar connosco e que não hesìte em dar-nos a sua opìnião. Esta revista é para si e num espírito de franca partilha, contamos com a sua participação, que será decìsiva para termos em cada mês um resultado ainda melhor. 6;/'* 5r"""- S*'"Laun calhardo Simões ResponsáveÌ MaÌkering Vorwerk PortugaÌ momentosdepartiÌha@vorwerk.pt VENHA FÂZER PARTE OA NO55A EQUIPA! QuaÌquer pessoa pode juntâr'se à rcde de Agentes Bimby. É verdadel Basta apenas que esteja motivado, que tenha espírito de equipâ e íaciÌidade de comunicaçáo. Visite nos e fique a saber tudo. Estamos à suâ espem, vá â www.bimby.pt ou Ìigue para o núm€ro verde 800 5OO 202... OEInÁS Lâ8ôârÈ PORTO r de Àzevêdo n' 7 Bimby Dezembro 2010 3
  4. 4. Uma revista diferente prepa rada a pensar em si... Queremos que esta revista seja uma companhia útiÌ a todo o tipo de utilizadores Bimby. Mostramos-lhe aqui os conteúdos que vai encontrar em cada edição. T^ 1OO% BIMBY QueíÌì conhece a B Ínbycorìo â pa ma dã nrão tem muito! pormenoíes úteis paÍà nosexplcar. ffiàË i -- È ocaroda Mãíialoséde R€s€nde, que a cada edlcào no! ruÍpreendecom unìa ideia oÍ glnal paÍatiÍaÍ maior paítido da Bimby. E5t€ nìè! mortra-nos como podemos fazeífrasqulnhos de sa I e açúcar a romatizado pãía oferecer no Nata. EIMBYIFÀCLUBE agrande r queza dâ B rnbysãoa5 pessoas que a conhecem bem e quefãzem de a uma compaf hi. de todos os dias. A cadã ed ção vamos ficar a conhecer melhor e99a conìLrn dade defãs, que vão paÍt lhaÍ coÍn todos os leitoíes ã !ua h 5Ímbolos a interpretãção das receitas pubÌicadas Para que nesta revistâ seja o mais prática possÍveÌ, incÌuímos em cada uma um conjunto de sÍmboÌos que sintetÍzam a informação. O Tempo de confeção, as doses e a dificuÌdade, assim como as dicas úteis são assinaÌadas por ícones específicos. Ora veja... 4 Dezembro 2010 Biínby ttór ae uínâ Íeceita especlal @@@ CD,O@ PEQULNO @@@ MEO O TeÍnpo Eimby tempo de confecção Íegistado na Bimby, ou seja o ternpo de LltiliÉo Dores Dificuldede lndica o número de doses. Cada recelta do livro pode ser fe ta com várÌos graLrs de dlficu dade. Para os Íecém niciados na Bimby ou inexper entes na cozinhâ, a gu zação da Bimby. Têmpototal É o tempo de prepaÍação ãcrescido mas receitas requerem um pouco raals de tempo e paciência. do Tern po Bimby e ainda o ternpo de forno, frigoríficoou espera sefor ne_ cessário paÍa o pÍato final. utensilios nêcê33áÌioj lndica os utensílios necessários pâra ajudá-lo a conseguir o rnelhor resu tado nalgumas receitas.
  5. 5. t Ir'ç ) t-', Natâ12010 küf EsPEC AL NATAL Um €x€mp o do! t€mas €sper ais que va'nos exp orar e'Ì cada Aqui, co mo fào podia de xarde !er, vaipoderencoftrar ed içào. várias sugeltòesde re.eitas pãra a Consoada e noitede Réveillon. l- RECEIÌ45 PRATICA5 Quem tem de cozinhartodos os dias, prec sa de ideias para fazer Íe.eii:s prát ca, eecofóm cas. Esla éãvocaçãodestas páginas. LeÌa as coÍÌ atenção, pois ã Bimbyvaidar he umã grand€ :juda. * A RECEITA DO CHÊFE A ma oriã doscheÍesdecozinha utiliza a B mby no! selrs exigentes amb entes pÍoí ssionals. Quer€ m os con hecer cad. um del€s, ã rLra hÈtória pessoa,conìocaracterizam a 5uâ coz nha ecomoa Bìmby os ajuda.Além d çso, nìostramos th€ ainda a receÌtã que ded cam a todosoi letoÍe, dâ Íev stã
  6. 6. l r" É18 o, itzttvts*o Está aí o MadrÌd Fusion 2011, um dos momentos mais aguardados pelos apaixona dos pela alta cozinha. A edi ção deste ano vai, que terá Ìugar no Pavilhão de Congressos FESTAS BAOUIC[$ 6ì,' virir.,',r.! EM V ILA DE FRADES tt.tt rti,,i, , r', ,.. de Madrid será dividida em três dias de apresentaçôes, e terá como tema a gestão de taÌentos. As áreas gastronómi cas convidadas serão a Flandres e Singapura. Como não podia deixar de ser, estão asseguradas as presenças de nomes famosos como o de FeÍran Adria, Dani Garcia, Arzakm entre muitos outros. Saiba mais errr www.madridfusion.net Na mitologÌa romana, Baco era o deus do vinho, das festas e do lazer O Alentejo convida todos aqueles que apreciam a vinha e o vinho, a virem divertir se nas Festas Báquicas. O evento vai contar com ex po.irore. um vaflado progrdmd de ani.racao com espectáculos musicais, coral alentejano, provas de vinho, passeios BTT e muito rnais. Durante três dias, Vi a de Frades, terra do vinho de ta ha, vai ser ponto de encontro e de folia. 6 Dezembro 2010 Biín by www.vitifÌades.net i'.:;..?:ïi-'â"
  7. 7. d'- " il XV Mostra Gastronómica de Caca de Mora no interior do Alentejo que vai encontrar as me lhores iguarìas de caça. Para assinalar a abeÍtura FEIRA ". NATAL É da XV Mostra Castronómica de Caça de Mora, po- derá experimentar quarenta pratos de caça, num jantar medieval que vai acontecer na Quinta de Santo António, no dia 4 de Dezembro. A ementa inclui entradas de caça, seguidas de pratos como Coelho frito, Arroz de coelho, canja de pombo, la vali à Montanhês, Perdiz estufada, Ensopado de le bre, Veado à Arcos, Açorda de perdì2, Pombo bravo à Dona Bia, entre outros. AproveÌte a oportunidade pâra fìcar a conhecer alguns dos melhores resÌau- Novo Livro Bimby RECEITAS ' :_.: iÈ,ç ,i rantes do Alentejo. r^: www.cm-moÌa.pt ú I.E tl,Xi COM HISTORIA B.?;,R?Iff Já está disponíveÌ o novo livro Bimby, Receitas coín História. Em mals de 170 páginas iÌustradas, esta ini- clativa conjunta da Editora Bertrand e da VorweÍk PortugaÌ, que coincide com os 40 anos da Bimby e os primeiros 10 anos da suã existência em PortugaÌ, conta-nos tudo sobre este autêntico fenómeno que revoÌucionou a nossa forma de cozinhar. AÌém de nos explicar as origens da cozinha mais pequena da mundo, a sua adequação a todos os estiÌos de vida e l- ,. de nos deixar as opiniões dos seus mentores e de vários cheíes de cozinha, ainda nos recorda dezenas de re,-ejras jmp"rdrvpis. Sao earrada". praros prirripaìs e sobremesas que fazem prova da incomparáveÌ utiÌidade da Bimby. Ëste Ìivro é ainda o primeiro a ser vendido directamente em livÍaíias do nosso país e é, sem dúvida, uma exceÌente ideia para um presente de Natal '.,.,t... Brmby DezembÍo 2010 7
  8. 8. Passatempo .ONSULTE 'r.i,to'*t*to ] I Este passatempo vai estar disponíveÌ a partir deste mês e até ao final de Abril de 2011. Pode t* *úw.stÍt^"v'tr enviar quantas receitas quiser. Super passatempo! Ganhe Bimbys com a sua revista... Lançamos nesta edição o passatempo "Reuista Bimby, a minha receíta", que vai premiar os leitores mais criativos com 3 Bimbys. Veja como pode participar. Qualquer pessoa pode participar neste passatempo '?ey,:rtd Bimby, a minha receita". Para isso, basta envÌar-nos uma receita que corresponda a uma das segulntes categorias: entradas, prato principal ou sobremesas, Essa receìta deve ser acompanhada da respectÌva fotografìa, história pessoal associada à receita e de cinco (s) selos 'pas- satempo Revista Bimby, a minho receíta". Estes elementos devem ser enviados por carta, via CTI para a morada que indicamos abaixo. Na parte da frente de uma folha A4 deve escrever, em computador e com letra tamanho !.2, a sua identificaçãq os ingredientes e os passos de preparação da receita. Deve incluir também uma pequena história sobre a receita, de como esta surgiu na sua vida, e a respectiva fotografia. Os 5 selos que deve recortar e colar, podem ser de uma mesma edição ou de edições diferentes. O importante é que cada receìta tenha no verso 5 selos. Vão ser consÌderadas pelo júri todas as participações que estiverem de acordo com estes pressupostos e com o regulamento geral do passatempo - que pode consultar em www.bimby.pt. O passatempo estará activo entre o presente mês de Dezembro e Abrìl de 2011. A participação neste passatempo não dÌspensa a consulta do regulamento em www.bimby.pt. Na edição de Junho de 2011 vamos anunciar os vencedores, cuja originalidade será avaliada por um júri composto pelos Departamentos de Desenvolvimento de Receitas e de Marketing da Vorwerk Portugal. Os elementos necessários à sua participação só ficarão com- pletos, quando colar no verso da folha 5 selos passatempo revista Bimby, a minha receita. Estes selos devem ser recortados das páginas das revistas que vão estar disponíveis, nas bancas ou por assinatura, entre Dezembro de 2010 e Abril de 20L1". *É este selo que aeve recortar è<olar.overeo dà 3u. r€rêitã. Envie.nos a sua paiticipação para: Passatempo revista Bimby, a minha receita Brandscape Lda. R. ioaquim Rocha Cabral,26 1600-072 Lísboa
  9. 9. Passatempo rÈp {;{^} ãïì *Ì * ,ffifiwe ii' r: .3 i.,ri li ,' Mostramoslhe aqui um exemplo de como deve participar neste passatempo. Não se esqueça de todos os elementos que nos deve enviar... (9 Recorte os selos das revistas e cole-os noverso da folha A4ondedescrevea receiÌa. Pode colar se osdequalquer edição, repetidos ou não. Ìudo depende da quantidadede revistas quecomprãr. @ .'- lndiquenos. os seus dados ï:iíï#ii::","*-,""' ÍI^I.l-'.ÉÉ..9.,k- pessoàis. F gngÊpllrâ aolo de (ho<ohtê d ;:;;À+d.ÈdnrdÊ.drÌ1,,,u:.:;4ïd,à!ütrr,, *::;ll,:;l*1qg:':#*"1.*Ë'sc: Íl*ir*s::*rm:;;;;' @ Descreva-nos a receita - detalhadamente ÏJïff "**..*11,11'- d' r'àn, e enrd' 6 6riÍo o dhÌ ã!*.*.s*tr:*ltg':s |f"ï,:trJ#Ëïffi';'Ë ff:*J*i:;tr.*-'.-**,.*,. -".-"" ì;;;;.-,*.-'-.".""--.' @ Conte nos deforrna :revealgum episódio ou cuÍiosidade sobre a forma d-" cornoesta receita gurgiu na sua vida. H'i* * "*.,. ^" "*.--s"*#sJiiff *ï ffii"l'm lmmsn*-* @ '. o9tre-nos o resultado finalda sua receita. I PartiÌhe a sua criatividade com todos os Ìeitores da Revista Bimby. Vamos premiar as receitas e as histórias mais originais.
  10. 10. Rosá rio Barreto Simões @ @ Rosário Barreto Simões tem ascendência goesa e partilha connosco uma receita que recorda desde seus tempos de iníância. Fã incondicional da Brmby, disse nos que era um dos bolos que a sua avó Melita costumava preparar para os netos, que eram mais de 301 ÃNróNro NÁsc rME NÍo Ouviu falar da BÌmby ern Espanha, há ma s de 10 anos, e não des cansou enquanto não a comprou. Depois, em poucas semanas, a Cazinha maìs pequen.l do mundolanaú se parte da família Barreto Simòes, que a utiliza todos os dias. Da RosárÌo à Margarida, passando pelo Francisco e pelo paÌ, o lorge, todos fazem as suas receitas pre feridas na Birnby sopas, marme ada, doces e massas são aiguns dos sabores mais írequentes. De vez em quando usam na tarnbém para reviver Ìradições famÌliares. Um bom exemplo, que já ganhou fama nos almocos, jantares e lanches onde prìmos, t os, pais e fllhos se encontram, é este bo o que nos leva até 6oa, na Índia. 10 DczeÍìrbÍo 2010 B mby Melita'1 como a RosárÌo carinhosamente lhe chama, é urna receita que transpira amor e carinho. Faz parte das suas memó rias de infância,já qle era urn dos muitos doces que a avó Me ita pre, parava para os netos. "Esta minha avó era uma excelente "cozinheÌra . O "<ake da avó Era Ìambém muito carinhosa coÌ-n os netos, que conquistava corl os seus doclnhos", disse-nos. Em jeito de homenagern, a Rosário recupe rou e adaptou a receita. Numa frase, sub inhou o mais importante: "A Bimby ajudou-me a não deixar cair no esquecimento urna rece ta multo preclosa paÍa a mÌnha famÍlia. É uma forma de mantermos a avó sempre presente e tentarmos seguir a sua filosofia de vida".
  11. 11. Ro!:r M:recf ìiì: r p:rl llr.f.. ' houveienrpopr'r l,.t L,e ij.,L lirl " . o e Margarida 8aíeto 5imões :. l.!!..r5.r,cnrBrnflcir,p.Ì: .' rÌ5:piixroÍ,eàBfìt)yArìd,r r .ii. -, c prr.ì unì.r L ìrven.ì (le Lhi j,,,i_r ,., lCRËDiÊ''iïr:',q P11[?i1ir,:,Ìi 70 g al-nêndoa s/pele parÌida em pedaços a casca de laranja, as sultanas, os 70 g casca de laranja cristalizada cortada em pedaços 70 g sultanas 70 I corintos I .Nu ma taça coloq ue a amêndoa, corintos, o conhaque e deixe macerar durante 2-3 dÌas. 2. Após este tempo, prepare uma calda de caramelo. Coloqu..200 g de açúcar e o sumo de laranja % c. numa frigidelra em lume brando. Quando já estiver derretido e para que não endureça, deite lentamente a água e mexa (tenha cuÌdado com os salpicos de açúcar a ferver quando deitar a % c. água). 150 g conhaque 500 g açúcar 1 c. chá sumo de laranja 50 g água 250I farinha c/ ferrnento chá canela em pó chá cravinho em pó % c. châ noz-moscaòa em pó 2 claras de ovo 230 g manteiga derretida 6 gemas de ovo Amêndoa laminada q.b. p/ decorar 3. Pese numa taça a farinha ejunte as especiarias. Reserve. 4. No copo co oque a "borboleÌa", as claras e programe 2 minlvel t Y,, sem a copo de me didâ Retire e reserve e; 5. Corn a "borboÌeta" coloque a manteiga, o restante açúcar e programe 2minl37'Clvel3. É. Pré-aqueça o forno a 160"C. ;. De vez enquando envolva com a ajuda de um garfo as claras para não deslaçarem. '. Dê cêgr, dè p,aPrame 2 minlvell %. 'J, Programe l min/vel 2 e deite atraves do bocal da ta mpa as gemas uma a uma e a calda de carame o em fio. Ì8. Escorra a fruta macerada e envolva 2 colheres de sopa da farinha reservada. Sem a "borboleta",junte no copo a farÌ- j,i -á .Õ nha e programe 15 reg/vel 3. ti;. Adicione as frlrtas e envolva corn a ajuda da espátula. Retire e envolva corn as claras em castelo reservadas. !1. Unte com manteÌga .ç urna forma redonda forre o fundo com pape vegetal. Deite na forma o preparado e leve ao forno cerca de t hora e 15 minutos. e /, rrl.7r À casca da laranja crisrâÌizada pode ser Êncon tÌada na conleìtâria da cm AÌvaÌade ^judâ Papelvegetâl Bimby D€zeínbro 2010 U
  12. 12. O problema é antigo ejá todos passámos pela experiência de deixar a comprados presentesde Nata para os últimosdias.Oresultadoéen contrar o centro comercial a abarrotar de gente, com as lojas "já rnuito escolhidas'l E depois,já não encontramos "aquele" presente que tanto queríamos e que fazia sentido para a mãe, pai, irrnão, marido ou namorado. Pior, acabamos por comprar qualquer coisa sem aquele signi' ficado especial que Ìanto desejávamos. Írufas de chocolate, pág.40 Mas este ano podernos dizer "não" a esse stress de última hora. Basta, para Ìsso, que comece a preparar o Natal com maÌor antecedêncla e que conÌe com a ajuda incondicional da sua Birnby. Para além de pou pa r tempo - porq Lre vai fazer tudo em Fn, casa edinheiro,vai conseguÌr preparar os presentes pelas s!as próprias mãos, o que lhes acrescenÌa um enorrne valor emocÌona . Quern os recebe não vai deixar de apre cÌar o seu interesse em criar algo mals origlna eautêntico. PaÍa que não faltem ideias, r,.corda mos lhe q ue a receita de biscoitos de gengibre pode servÌr para fazer marcadores de mesa com as iniciais dos seus familiares. Bolachas de Nata, para as crianças pendurarem na árvore de Natal, bombons, fudge e biscoiÌos são outras sugestões a ter em conta e que he rÌrostramos nesta edição. Se os coJocar em saquÌnhos, fechados com uma fita bonÌta, temos a certeza que vai surpreender. Nestas páginas, deÌxamos lhe ainda ma s duas receitas de sal e açúcar aromatizado que, uma vez embaladas em frasquinhos, 41 Eombont de avelã, Pá9 ü resultâm mlritô bem Pag de Nàta' Boachas 47 I Beúìnhas (je 39 ,:Yt ffi 12 Dezenìbro 2010 BrÍn by Fudge, pá9.38 noz, pág.
  13. 13. Y, : *çrçtç*=- .. @ Ì.npo rlúby. 3 Mn / 5 5es Ì.n9.bbr. D HoÊs/1M i l'{ . }.1'l @ @ @@
  14. 14. *, Excessos alimentares no Natal Esclareca as suas dúvidas... , Esta época de festas, de aimoços e jantares mais compostos, com mais bebidas alcoólicas, saÌgados, fritos e muitos doces, Ìevanta sempre muitas preocupações. Esclareça aqui as suas dúvidas e viva uma quadra natalícia mais saudável. POR DRÂ. @ LIIIÂ ÂMÂIÂI . NUÌR *o ,"a", r,r C ONI5ÌA do ano, além do vinho, bebemos também mais " úhiskys, vodkas e outras bebidas brancas. Porque é que se está sempre a dizer que estas bebidas bÍancas são as que mais mal fa- Um adulto saudável poderá saborear a sua bebida branca sem pro blema<, oesde que o Íaca r om .noderar,ao. zem? Engordam mai5 do que outras? As chamadas "bebidas brancas", como o whisky, brandy ou aguardente são produzidas por destiiação de frutos e outras bebidas, processo que leva a uma concentração do álcool. Portanto, esÌas bebidas são mais alcoólicas e é por isso que se diz que são as que mais mal fazem. As bebidas generosas ou fortificadas, como os vi nho do Porto ou da Madeira, são feitas a partir de uma mistura de vinhos com álcool, açúcares e aromas, e apresentam um teor alcoólico rnenor. O álcool não é necessário ao organismo. Pelo contrário, é uma "droga aditiva'l e, consumido regularmente e em excesso Ìem as consequêncÌas que todos sabemos. No entanto, não se pode ignorar que é importante do ponto de vista social e ninguém brinda com água... Assim, não são as bebidas brancas que "fazem mal", mas a toÌalidade de álcool ingerido, quer venha desta ou doutras bebìdas. 14 DezeÍnbÍo 2010 Bimby @ d,r"r"n.", no consumo do álcool entre mulheres e homensì "á Há diferenças e podem ser signifìcativas. Considerando a mesma quantidade de álcool, o efeito nas mulheres é mais notório, ou seja, "aguentam" menos. Esse facto deve-se a características próprias do metabolismo, pois as mulheres são menos eficazes a processar e elÈ minar o álcool. Por outro lado, as mulheres, dum rnodo geral, têm uma estatura mais pequena e o álcoo concentra-se mais. Há ainda uma circunstância em que o consumo de álcool deve mesmo ser evitado - a gravidez. A placenta é permeável ao álcool e este passa para o feto, impedindo o seu desenvolvimento normal, sendo o cérebro um dos órgãos que pode ser gravemente afectado. Já agora, não esqueça que o álcool é muito calórico, fornecendo 7 calorias por grama (as gorduras fornecem 9 calorias, e as proteinas e hidraÌos de carbo no, 4 calorias). Como exemplo, veja as calorias Íornecìdas por 100 ml:
  15. 15. Viver Melhor L digestão. A medicina popular dispõe de um vasÌo leque de plantas com propriedades terapêuticas, utilizadas há centenas de anos, quan Vinho branco seco 66 kcal Vodkã 250 kcal whisky 250 kcal champanhe Vermute ceíveja Ì1 TequilÌa k?l do os recursos a outros tratamentos eram praticamente inexistentes. O efeito benéfico não se deve só à ingestão de água quente, mas a estímulos leves do sistema digestÌvo. A escolha da tisana, a que vulgarmente se chama "chá", é, assÌm, urna questão de gosto pessoal. 120 kca 40 kca 220 k.âl @ cortu.o, muito de ter um prato de presunto, paio e outros produtos de charcutaria na mesa de Natal. Porque é que se dìz que se deve comer esta5 coÌsas com moderação? nr.rirnçu, gortam muito de beber refrigerantes nestes dias festa. Mas podemos dar-lhes outra coisa mais saudável? Actualrnente, insiste-se bastante na moderação do consumo de cer 5e as crianças bebem refrigerantes nos dias de festa, deixe os beber... tos alimentos, não porque sejarn "maus" em si, rnas porque a quan tidade excessiva pode contribuir para o aparecimento de doenças Mas apenas em dias de festal É evÌdenÌe que alguns refrigerantes graves e incapacitantes. @ resurnem'se a água, açúcar e corantes, não sendo, por isso, a meÌhor opção em termos de alimentacão de criancas- Os sumos de fruta são mais interessantes do ponto de vista nutriciona , já que poderão con ter vitarrinas, minerais e outros compostos com interesse nuÌricÌonal. Mas, no dia de Natal, será que é assÌm tão importante o que a cÌ-iança bebe? Desde que, ao ongo do ano, por norma, lhe seja fornecida uma alimentação saudáve e equilibrada, o refrÌgerante de água, açúcar e corante não tem qualquer significado e serve mesmo para assinalar a "festa"... e isto é exacÌamenÌe o que os aduÌtos devern fazerl p"rro* qr"a seguira uma refeição mais pesada, costumam "á servir chá. Diz-se que sendo uma bebìda quente facilitã a digestão. É verdade? 5e sim, há al8um chá em particular que se deva servir? @ As comidas em excesso, ser de muito condimentadas, com gorduras, podem difíci d igestão. Depois de u rna refeição mais pesada, uma bebi- da quente pode ajudar o estômago a "dar conta do recado"... Não fal tarn plantas com que se podem preparar tisanas digestivas. A camo mi a, por exemp o, era já utÌllzada por egípcios, gregos e romanos da Antiguidade para tratar prob emas de fígado e dores intestinais. Ìam bém o funcho, a erva cidreira, a hortelã contribuem para uma melhor É o caso dos produtos de charcutaria. De um rnodo geral, são produtos ricos ern gorduras saturadas, nada saudáveis quando consumidas em excesso. Para além disso, no processo de produção dos fumados formam-se produtos tóxicos aos quais se atribui propriedades cancerígenas. Há ainda o caso dos produtos com aquela cor avermelhada característica, essencial para a aceÌtação dos consumidores, que é obtida à custa da adição de nÌtratos. Tudo indica que estes compostos originem, no organismo, nitritos e estes, por sua vez, nltrosamina5, substâncias assumidamente cancerígenas. Que fazer, então, quando estes saborosíssimos produtos ocupam um ugar de detaque no património gastronómico português? "Usar'em dias de festa, mas não "abusar" durante o resto do ano, sabendo que o organismo humano está preparado para inactivar alguns tóxicos, mas essa capacidade e limitada. @ n".or"nd"-r" algum queijo português menos calóricos para servir como entrada de uma refeicão? Bem, falar se de bons queijos portugueses e pensar em calorias e qua se uma heresial Em PorÌuga , temos excelentes queijos de ovelha, de cabra ou mesmo de mlstura com vaca. E (felÌzmente!) ainda ninguérn se lembrou de fazer a versão "rnagra" desÌas delÍcias... Um queijo da 100 g Ca orÌes 100 g Ca oí as
  16. 16. Viver Melhor Serra "light"? Um Nisa, um Azeitão, um Terrincho, "pouco gordos"? Ern dias de festa, nada substitui os excelentes queüos tradicionais portugueses...que são, de um modo geral, gordos e bern gordos! Para quem é aprecÌador de queijos mas não quer ver a sua saúde ou a si lhueta cornprometidas, é preferível comer menos, mas dum queijo "a sério'l O que inÌeressa é o total de gordura ingerida, e tanto faz que esta venha de rneia fatia de queijo gordo como de duas fatias de queijo magro. E não vale a pena fugir dos queijos "amanteigados". Parc a rnesma quantidade (uma fatia, por exemplo) um queijo arnanteiSado e menos gordura do que um queijo de pasÌa dura. Boas tem mais água notÍcÌasl Portanto, apresente, como entrada, um belísslmo queijo da fugir pelo prato, e, duranÌe o resto do ano, aprenda a apreciar os queìjos magros, que os há, actualmente, bastante saborosos. Mas, Serra a como se diz por aí, "não é a mesma coisa"l. @ eorqr" é qu" re diz que não 5e deve comer muito depois das 6 da tarde e 50bretudo doces? A questão de comer ou não à noite é controversa, havendo quem defenda que e o aporte energétÌco diário que interessa, e não o momen to do dia em que se coffìe- No entanto, parece consensual que, com a honrosa excepção da dia 24 de Dezembro, o jantar deva ser uma refeição ligeira. À noite, o gasto energético é muito menor, o apelo do sofá pode ser grande... e aí não se gasta energia nenhuma, ou quase. Se Íizer um jantar maÌs calórico, não há tempo de gastar essa energia, até porque, durante o sono, o gasto energético está rnuito reduzido. O resu tado é a acumulação de gordura. Mas haverá ainda outra razão. Estudos recentes sugerem que, mesmo havendo Sempre um Sasto energético na digestão e absorção dos alirnentos, esse gasto é maior durante a rnanhã e até à hora doaimoço. se, à tarde e à noite, o or ganismo gasta meno5 energia para digerir e absorver os alimentos, então vai armazenar mais energÌa sob a forma de gordura. Assim, não será indiferente a hora do dia a que se come, e, em termos simples, poderia dizer-se que o que se come ao almoço engorda menos do que o que se come ao jantar A confirmar-se esta teoria, novas pistas se abrem para o combate ao excesso de peso e obesidade. @ *o *",", .or"-se sempre demais. como evìtar 05 excessos, se faz parte da tradição comer todas essas coisas tão saborosas? No Natal, a regra é rnesmo o excesso... rnas também a partìlha. Será que vale a pena rejeitar a rabanada que a amiga preparou com tanto empenho, para poupar meìa dúzìa de calorias? Não é por acaso que se fesÌeja à volta da mesa, e o NaÌal é, tantas vezes, uma das raras ocasiões em que é possível reunir a família. Uma pessoa saudável poderá ver o seu peso ligeiramente aumentado, mas tudo depende das opções que fÌzer lá para Janeiro. Perder um quilo ou doìs não é difícil, basta fazer uma dieta ligelra, cortando nas gorduras e nos alÌmentos rnais calóricos. O nosso organismo recupera bem dos excessos, desde que ocorram esporadicamente, mas lida mal com aqueles pequenos desvios, bem mais inocentes, em que se cai por sistema, que não se controlam e se acumulam. Mas não menospreze os dois quilos que engordou, nem fique à espera que o tempo resolva o assunto nor- malrnente não resolve, e, ao fim de uns anos, vaiter enorme difÌculdade em perder os 10 ou 12 quilos que se foram acumulando à custa dos tais pecadilhos inocentes... E, como é evidente, as sugestões para quem goza de boa saúde podem ter consequências desastrosas quan do o organismo não está na sua melhor forma. Aí, só o bom senso é que pode ditar as leis, em nome da qualidade de vida que se quer duradoura, para que haja muitos e felizes Nataisl
  17. 17. A aa- f'l HA MAIS PEO-:.A DO MUNDO RECEIT Dezembro 2010 ...MAIs D8,34 IDEIAS RAONATATEREVEILLON Bimby I Fã Clube Cake da Avó Melita Bimby a 1A0% Sal aromatizado com alecrim 5al aromatizado com ervas Nalal 2010 Peru de Natal recheado Perna de peru recheada Bolo Rei Bacalhau da consoada Canjã da ceia Açúcar aromatlzado com casca de laranja ou limão Arroz persa Receitas Práticas de Mesa" Torta de bacalhau Crumble de peru Bacalhau verde Curgetes recheadas a Pudim de peixe com molho Holandês ) I caçarola de peru Biscoitos de gengibre - "Marcadores Sonhos com recheio de maçã Bolo de Anjo Formigos Castanhas em calda Broas Presenles Originais Fudge Beijinhos de noz Trufas de chocolate Bombons de avelã Réveillon Paté de camarão e salmão Charlotte de frutos silvestres Bifinhos de vaca com cogumelos, bacon e castanhas Bolo de chocolate bomba Delícia de feìjão verde Bimby Júnior Chocolate quente Bolachas de Natal A receita do Chefe Ch;ie Leonel Pereila Salada de camarão coÌ^n sabores thcl
  18. 18. 400I massa na Bimby 200 3 I Faca fo hada feita cebola dentes de alho 50 g azeite do a rnassa folhada conforme receita Ìvro Bimby Base. Reserve. oqLe'ìo ' opo.r (ebo a, o alÀo. o "ze programe 4 seg/vel 5, com a ajuda da te e espátula balxe o que íicou nas paredes do (o 200 g bacalhau dernolhado De segulda refogue 7 300 g leÌte Adicione o baca hau bem escorrido e min/100"€/vel 60 g farinha progrd-e 4 min/VaÌoma/vel 1. A 10 g mostarda pique 5 20I folhas de coentros 2 ovos cozidos l 'eg/vel4. 1. -eBU Pré-aqueça o forno a 180'C Acrescente o le te, a Íarinha, a mostarda, os cer o recheio. Estenda a massa íolhada ern forma rectâ ngulo de aproximadamenÌe de copo. Sal e pin enta q.b Adlcione os coentros, os ovos cozidos cortados em pedaços pequenos e envolva com a espátu a. Retire e deixe arrefe- J0.,5'm P 'oloqJe a num L"bL,leiro forrado com papel vegeta. Distribua recheio no centro, feche bem e pince o e corn a gema. Leve ao forno cerca de 35 minutos. Sirva acompanhado corn uma sa ada. temperos e programe 5 min/9O"Clvel3. gema de ovo p/ pincelar z.Ì I'!rìe afÌovejlar sobliìs de ba.elh.u Ìrara t! ioÌ1a dnrxìutrÌdo o tÊrnpo da .o2edur: oo {:s1a bâcâÌhau para 1 ..qrê êr min EÌperiÌre.le 'õ pÌato adi{ i(xraÌ oulLos I Para um majs ÌeqLrirlado substrtua os ovos por caÌn|lào.ozrdo c) Papelvegetal q.b. Têmpo Tempo 18 De/enìbro 2010 lj mby Bimby.17 M total.l Hora "t n E
  19. 19. 200 g cebola Coioque no copo o queüo Pârmesão para o crurnble e rale 10 se&/vel 9. Retire e reserve. 2 dentes de aÌho 30 g azeite 120I a ho francês cortado às rodelas (só a parte branca) Refogue 7 600 g abóbora cortada em pedaços po em 5 min no passo Z I. min/loo"C/vel lunte o alho francês, a cenoura 7 minI LOO" C | ç' I Y el .l'. 200 g cenoura cortada às rodelas e programe Adicione a abóbora, o chouriço, o vinho e programe 10 min/100"ClÇ,luel *. 100 g chouriço cortado ern pedaços pequenos 50I vinho Co oque no copo a cebola, o alho, o azeite e programe 4 seg/vel 5. Substituindo a came portofu ou seìtan, torna-se um pmto excelente para vegetaÌiâ nos. S€ náo tiver sobns, utiÌize 300 g de peito de peru cortado em pedaços e aumênte o tem- Pré-aqueça o forno a 200"C. branco lunteoperueprograme 300 g sobras de peru 5 min/r:o0oclírlvel+. Deite o preparado num pyrex, rcttrcndo o excesso de líquido. 40 I Para preparar o crumble deite no copo a mantêgà. a iarinha. o quejo Parr'ìe<ào re servado e programe 10 4 Adicrone 'et/vel as sementes e os flocos de aveia, envolva queijo Parmesão em pedaços 100 g manteiga 100 I farinha 70I sementes variadas: girassol, sésamo, linhaça, abóbora, pinhões, etc. 70 g flocos de ïfr .! s^ aveia ìt bem com a ajuda da espátula o preparado do Leve e pyrex. espalhe sobre a aoforno cerca de 30 minutos- ì iì ,S,* 'r -ll a. rra 5t -t "Fr ffiü (D Têmpo Têmpo @ 8imby.30 Min total.60 Min Bimby Dezernbío 201019
  20. 20. 50 6 I Coloque no copo o queijo e dê 3-4 golpes de Turbo. Reserve. Corte as curgetes no sentido longitudi nal de modo a ficar com duas metades. Retire a maior parte da polpa com a ajuda de queijo da llha em pedaços curgetes rnédias 500I água 500 I carne (sobras de carne cozinhada, f iambre, etc.) uma colher e reserve. CoÌoque no copo a água, a Varoma com as metades das curgetes e programe 25 min/Varoma/vel2. Pré-aqueça o forno a 150'C 2 dentes de alho l cebola 5 g salsa 5al, pimenta e noz moscada q.b. 1 ovo No copo limpo coloque a carne, a poÌpa das curgetes, o alho, a cebola, a salsa, os temperos e programe 7 seg/vel 5. A seguir coloque o ovo e programe 5 seglvel 4. UnIe um pyrex com manteiga, coloque as curgeÌes recheadas, distribua as nozes de manteiga e polvilhe com o queijo rala do reservado Leve ao forno cerca de 20 rninLrtos Retire a Varoma e deixe as curgetes arrefecer um pouco. Manteiga q.b. p/ untar 50 g nozes de manteiga 4-"- l.' 13 ',.: i':r E,'L a' J tr! t t r'1ulL Ì€mpo 3imby.25 Min Í.mpo total . 55 Min Io lo l. ""' B mby I DezembÍo 2010 21
  21. 21. 5008água 409âue/te 208fo his verdes do alho Írances.ortàdãs 15 gsâ 5a 15 g coentros 600 g pescada (ou ouiroi pode pe xe branco) 300gleite 50 g íaÍinha Br.nca d€ Neve Fina Coloque no copo a á8ua, 10 I de ãz€lte, o a ho francês, coent.os, . Vãrom..om r pescad, e pÍoSramc 20 min/vaÌomã/t/vd RetiÍe e reseÍve ã VãÍomr .oÍn a sàlsà. os r No. opo rrpo. o oqup c pbod.oâho.oÍF.tânted_er te e píogÍ: me 6 5êB/vGl 5 De segu d. refogue5 min/1oo"C/vel1 Ad cioneo €iie a f:Í nhâ eprograíÌìe 8 t'iìnlgo'clvel a. Pré.aqu€.ã o íorno ã 180'C ProSrame 30sêg/vê|5 e deiteatravé5 do bocaldâ tam pa os ovot. De seguida. baixe conr â ajLrdã que 1s0 g natas 10gaçâlíãôem 5 pó c. (ou d: espátLrl: o do.opoe píogíàme min/9o"C/vel 1 Adic chá La do de oerre fe to nã B,mbv 1.'rbo) MarSaÍina q.b p/ nàs paÍedes ln.orpoíeas naiat e p rogra me r min/go"C/vêt 3 Junteã per.âda. prev amente llmpa depe/er eetpinhas € pío8Íâme 10 3et evá pÍotrersivam€nt€ até à yê|7 109 nìolhodeortía I í(ou Unte .om mrrgariÌrâ uma forÍìa de boto ngtê5 e cubÍa o f!ndo com pâpe/vegetai cotoqu€ o prepãÍâdo nâ íoÍm:ì Leve âo foíno€íì banho,'ì1àírâ ãtéqu€ o pu dim€5tejâ cozido,r€rca de 3O a 40 ín nutos. Coloq!e a mànieigâ no.opo e pÍograrnc zmin/100'C/vê12 tobÍeâ t.mpn Mzntenh.ì n3 vel4.téengrossâr.(er ra de 3 min. Des€nfoÍme o pudim depoi! de íÍ o e rrva guâÍ necrdo (om o molho. ofeos íestantes tenìpero5 € píogr.me t tedvel4. C) !ntar Pâpe vegetal 2509mântergà 509água ## Reserve coloque no .opo ã á8U:ì. o sumo d€ timào. as gemas, o s.l,a p ÍÌrenta e progÍame 2 min/1oo'C/vel 4. com r Bimby ênr íunc onamento na v€t4, e sem retiràr o copo de medid. veÍtâ â manteigà deÍÍet da qb -'r -ï a I ;{ -ot.;. -í'.I eLt"* -.È . I'. .D (D @ @ : Tênpo Bimby.47 Min Tempo total . l H 20 Min Méd I 22 DezembÍo 2010 8Ìmby
  22. 22. 10 g salsa 300 I Coloque no copo a salsa e pique sobras de peru 1 2 seg/vel 7 Reserve. Deite no copo o peru e desfie 100 g cebola dente de alho 50 g azeite 300 g pimento vermelho cortado em cubos grandes 50 g molho de peru ou vìnho branco Sale pimenta q.b. 70 g azeitona preïa sfcarcço 5-6 seg/ç/vel 4. Reserve. Coloque no copo a cebola, o alho, 30 g de azeite e pique 5 segilvel 5. De seguida refogue 5 min/Varoma/vel1. Junte ao refogado o pimento, o molho ou o vinho, os temperos e programe 10 min/VaÍoma/ç/vel l. DeÌte numa frigideira o restante azeite e aqueça um pouco. Adicione o peru reservado, envolva e deixe que frite cerca de 5 minutos. A seguirjunte o pimento e vá envolvendo com uma espátula ate ficar por igual cerca de 10 minutos. Retire do lume e numa taça acrescente as azeitonas e a salsa reservada. O @ Fácil Bimby Dezernbro 2010 2:l
  23. 23. @rlì -; de à- Natal >l -ìi:.. :1 f,. I '' Ir
  24. 24. ì Bìscoitos de gengib re 'r'Ïtf ìò ,.*." -: i,'.'J'i' ' ..itt ".t ftjt n 'tI a Castanhas em calda *d t a I I I Son hos com recheio de maçã -t-.j,zaz'2, .: i,' Natal 2010 e espírìto de partilha sao sentimentos próprios desta epoca do Emoçao ano. Queremos estar com aqueles que maís gostamos e oferecer-Ihes o melhor. Para isso, reunimos nestas pógínas receítas de sempre e outras mais origínais, que Bimby interpreta nq perfeiça0.. a Comece hoje mesmo a preparar, cam Ca nja da ceia ds suas próprtas mãos, uma Consoada e uma notte de Réveíllon com muilo sabor ,
  25. 25. Mesa de Natal Passo-a-Passo Peru de Natal recheado Af,nal é muito fácil preparar esta receita tão tradicional. Basta, para isso, ter atenção aos momentos de confeção que descrevemos aqui. INGREDIENÌE5 PREPARAçÃO lperu(com5a6kg) 1, Coloque o peru dentro de Llm alguidar 8Íande, ,Drd ( oF aBLa fí a onde Íique r Jo_lãoe. 2. Coloque no copo a laÍanja e o lr.ão cortados ", 2laranjas 2limões ern qL.rartos, a água e dê 4golper deTuÌbo Retire 600 g água ejunle do pe 1 bife de peru coítado íino INGREDIENÌES P/ O RECHEIO u _odlgL drl. Deiêo pe u a màíi_àí 9.lunte as carnes, a salslcha de porco, os miúdos e progÍame t minÁoo" clg!y'vèl'l'. 10. Adjcione o pão, o caldo de galinha, os ternpe Íos e programe 2 íniÃlloo"ClçVwêl L 11. lunte as azeitonas, os ovos e envolva corn a ajuda da espátula. Reserve. durante 12 horãs. pREpaRAçÃo Do REcHElo DE casÌaNHAs PREPARAçÃO DO PERU 800I água 3. Coloque no copo a água,lnsiÍa o cesto corn as casÌanhas e pÍo8íarne 20 min/t00'C/vel4 Retire 500 I castanhas congeladas e ÍeseÍve. 12. No dla seguinte seque o peru com um pano, lìmpando bem o seu interior. Torça as asas de modo a íicãrem na parte de tÍás da ave. Ate-as 200 g eite 4. No copo limpo coloque â "boÍboletã', as .ãstã- com ofìo. nhas, o leite, a mante 84, os tempeÍos e píograme min/vê|4. Ret re e íeserve. l 13. coloqLre a cebola descascada conforme a foto. Recheie o peru pe a abeÍtura infeÍioÍ com PREPARAçÃo oo REcHElo DE caRNEs 5. Coloque no copo a águã, os m údos de p-"ru, o pescoço do peru partido em pedaços e programe o recheio das carnes. 50breponha o bife de peru e cosa com uma ã8ulha e flo própÍios, fechando bem esta abeÍtura do peru. 14. Pela abeÍÌura do pescoçocoloqueo recheiode DE CA5ÌANHA5 50 g rnanteiga Sale pirnenta q.b. INGREDIENTEs P/ O RECHEIO DE CARNES 1000 g água 60 Miúdos do peru l pesaoço de peÍu 200 2 7. No (opo (o oqJP d cebold o ârl_o. o d/erle e o que I reg/vel5. dentes de alho 50 g azeite I '. ne aos miúdos. ReseÍve. g cebo a 500 min/1oo'c/ç/vêl 5. Rpl e.íese vêdaSuadàcoTedura,co'te05m . dos em pedaços. Desosse o pescoço ejunte a cãÊ 8. De seguida refogue 7 castanha5 e cosa. 15. Coloque o peru num tabuleiro de forno, tem- perecom sale pimenta e reguecorn ocaldodeco zedura dos miúdos íeseÍvado. cubra todo o peru com folha de a uminÌo. 16. Leve ao forno pré aquecldo a 150'c, cercã de min/100'c/vel1 carne de vaca Picada 300 g carne de porco Picada 3 salsichas 5o I poÍco s/pele pão de véspera, demolhado em água 1 c. chá caìdo de Salinha (o! l feito ôa Bimby dí cubo) sal e pimenta q.b. 5o I azeitona pretâ s/ caroço 2 ovos cozidos 1 cortados em Pedaços cebola p/ sepaÍãÍ os recheios no interior do peru I rlì ASulha e f or próprlos p/ culinária Folha dÊ aluínin oq b. $.. ---.--", 1. Recheio de castanhas para s:l no in eí o'oo per , pêla dbêr. 26 DezembÍo 2010 BimbY .- --.:c . 2. O recheio de carn: ..:oe ser pteparado com antecedência
  26. 26. @ Tempo Bimby.l ap DifÍcil H 17 MìÌì TempoÌot.|.19 HoÍâ, ,v -t 3. CoÌoque a ceboÌa descascada r.: do pem para separar os recheio . 4. Recheie pela abÊr:-:r: o recheio de carnes :: .::cr com 5. Com âg-ì-.a COSA aS a Ê io próprios para cuÌinarÌa -:: :1.'l:ìlÌ âS Eimby I Dez€rnbro 2010 27
  27. 27. Mesa de Natal Passo-a-Passo Perna de peru recheada Quebre a monotonia e prepare um recheio que vai surpreend.ertoda a famíiia. Mais uma próva de como a Bimby acrescenta versatiìidade às receitas. 200 g % la?r,ja 'Á limão 3 PRÉPARAçÃo 7. Coloque numa supeífície Ljrnpa a peína e re- o preparâdo durante 12 horas. vinho branco PREPARAçÃO DA MARINADA 1, Coloque no copotodos os ingredientes excepto a perna de peru edê 3golPesÍurbo 2. Coloque a perna num recipiente a mârinar com INGREDIENTES P/ A MARINADA chando bern. denÌes alho Sale pimenta q.b. l perna peru desossada (cerca 2500 8) PREPARAçÃo Do REcH€to 3. Após este tempo, co oque no copo a cebola, o a ho, o azeite e programe 5 reg/vel 5. De seguidâ, INGRÉDIENTES P/ O RECHEIO pÍograme 7 l 4.lunte cebolâ 2 g carne 100 B vaca picada 2 cârne porco pjcada l dofio coza o bife à pernâ, fe- 8, Numtabuleiío untado corn azeite coloque a peF nã com a partecosturadâ pãíâ baixo. Untea peÍnâ com azeite e cubíâ_a corn a folha de alumínio. 9. Leve a perna ao forno a 160'C cerca de 50 mi- 10. Quando estiver assadâ, coe o molho pâÍa o copo e programe 15 reg e vá Progrêtiivamentê âté à vê|7 Dlca I Quando âdquirir aperna de peru no talho, soÌicite que amesma sejâ desossada. da espátula. demolhado em á8ua 1 c. chá caldo de Salinha (o! ní'inlroo"clçlvel'-. 6. lunte a ãzeitona, o ovo e envo vâ com a ajuda 2 sâlsichas porco s/ pele % pão da véspera, previâmente rnistu- radâ e programe 5, adi('one o pào o càldo de Salinl'a. o sal. a oimenta, o rnolhode soja e Programe dentes alho a ajuda da agulha e nuto5. 1. 7 min/l oo"c/'lvel +. 50 g azeite 20o min/100'c/vel as câÍnes, a salsicha cheie. Poícìrna desta coloqueo bifede peru ecom feito na BÌmby Agulha cubo) e fios própriosp/culináíia Folha dealuÍnínÌoq.b. Sâl e pimenta q.b. 50 g molho de soja 50 g âzeitona pÍeta s/ caroço 1 ovo cozido 2oo I cortado em pedãços bife peru fino (p/fechãra pernâ) 1. Coloque a perna recheada numa superfície limpa. 28 Dezembro 2010 | BinìbY 2. CoÌoque o biíe de peru por cima do recheio. 3. e :::-- â ajuda de uma aguÌha o bife à perna. i- ,::: 4. Depois de fechar bem a peÍna coÌoque-a com a parte costurada para baixo.
  28. 28. @ Bimby.16 Min TêmpoTotal.l H 40 Mln Tempo D fíc Blmby I Derembrô 2010 29
  29. 29. 4esa de Natal Passo-a-Passo Bolo Rei Evite a confusão da_s pastelarias, poupe tempo e dinheiro, e prepare com as suas próprias mãos este autêntico ícone do Natal português... INCREDIENTES PREPARAçÃo 450 g farÌnha Branca de Neve Fina 1, Pese 7 0 I açúcat Casca de 1 aranja e de só a parte a marela l lirnão, 130 g leite 70 g manteiga 3 gernas de ovo 25 g fermento de padeiro fresco 20I sumo de laranja 40 g vinho do Porto l pitada de sal 350 I frutas cristalizadas ou frutos secos a farinha e reserve. a. Prcgame 30 seglÚlvel 2. Com o copo bem seco coloque o açúca1 a casca dos citrinos e pu verize 15 seg/vel9. 3. Adicione o leite, a manteiga e programe tO segl37"Clvel6 e a 5egu ir 30 seg/vel9. 4. JunÌe as gemas, o fermento, o sumo de laranja, o vÌn ho, e misture unr regundos na Vel 3. 5. Com a Bimby em funcionamento na Vel3 deite a farinha reservada a pouco e pouco através do bocal da tampa e no finn a pitada de sal. 6. De seguida programe 3 min/O/vel l. ,i e junte 250 g de íruta cristalizada atraves do boca da tampa. 9. Retire a massa do copo. Amasse com as rnãos até forrnar uma bola lisa, polvlihan do a mesma com farÌnha. Dê-lhe a forma de uma rosca e coloque-a num tabuleiro previamente untado com rnanteiga e polvilhado com farinha. 10, Co oque è 'ava e o o inde no bo o pin cele a massa com a gema de ovo e decore a seu gosto com as restantes frutas cristalizadas ou frutos secos. Pode também fazer gema de ovo p/ pÌfcelar 1 fava seca l brinde embrulhado em papel vegetal Verifique se forma uma bola que não fique agarrada as pa.edes oo copo.5e esLe .ào for o caso, pare a BÌmby, polvilhe as paredes do copo com urn pouco de farinha e volte a amassar uns segundos na mesrna pequenos montes de açúcar humidifÌca do. Deixe que a rnassa dobre o volume e a seguir coloque no Íorno pré aquecido a velocidade. 7. Deixe repousar a massa dentro do copo l DIC | Aconselha.se a colocarum recipienÌe com água, resisrente à temperâlura, nomeio da mâssa do Bolo rej para que esta.ào leche até esta levantar o copo de medida. Logo que isto aconteça, pressione a massa com as mãos para que o volume baixe e progra me t min/ú/vel J'. 180'C cerca de 20 minutos. . Pode subsriruü o ferm€nto de padeiro Íresco y2 sâqueta de lermenro de padeiÍo seco. cerca por desg. . Para preparâr o açúcar hìrlnidificado, coÌoqu€ numa taça 100 g de açúcaÌ e misrure bem 2 c chá de água. I 1. Deixe repousar a massa dentro do copo até esta Ìevantar o capo de medida. 30 DezenìbÍo 2010 Bimby 2. Com a ajüja do cabo da espátuÌa Íec: -ì:n furo no meio da massa {i} f'r 3.. ':-,t r:.:omfarinha . t:,:-::ar enquanto moÌda -t 4. CoÌoque uma fava seca e Lim brìnde para supreender os sÊus famiÌiares
  30. 30. +á --...Èa,b.*ir.t.í*e^"' qtãlrrtüF" r l"r' Ò ,t t' a , a .lt - ì ?. tïL "4J + @ @ Iêmpo 8itíby . 7 MÌn Tempo Total . 1H 15 Min 8rÍnby I DezenìbÌo 2010 31
  31. 31. Arroz persa PREPARAçÃO INGRËDIENTES 80 g cebola 1. Coloque no copo a cebola, o alho, o azeite l e plque 5 dente de alho seg/vel 5. 250 g ârroz basmatl 2. A seguir refogue 5 min/Varoma/vel 1. 3, No cesto pese o arroz,junte o refogado, 800 g água ervolva bem com 30 g azeite a espatula e re>eÍve. 4. Delte no copo a água, o sal, o açafrão, insira o cesto e programe 2 c. chá 5al 1 c. chá açafrão em pó 17 min/100"c/vel 3. 5. Retire para uma taça e envolva com os pistáchio s/casca partido grosseiramente 50 I restantes ìngredientes. 50 g damasco seco cortado em tiras 30 I D|CAlAsbâgas de goiì êncontram's€ àvenda em casasdepÍodutos natÌrrais Podesubstilui los por bagas de goji 5o g amêndoa laminada torrada 50 g corintos - J^ *j à- #fv -ü., ^í1' /l @ Têmpo Bimby.22 Min T.Íflpo tot.l . @ Fâcil 30 Min Bimby I Dezembro 2010 t3
  32. 32. Mesa de Natal l Biscoitos de gengibre - "Marcadores de Mesa" IiIGREDIENTES P/ OS BISCOITOS 130 g açúcar mascavado escuro 140 g nìelaço de cana 5o g mênteÌga 1c. chá genglbÍe em pó 1% c. chá cêne a em pó c.chá pimenia preta moida l % c. % chá anis enì pó c. chá cravinho em pó 160 g leite 450 g fãrlnhã BÍanca de Neve Fina INCREDIEÌ{TES P/ O GLACÊ 220 E açúcaí 1c. sopa anridodemilho EspiSa 1c ara de ovo (pequeno) 1c. chá 5umo de irnão NOTA I os bìs.oitos deveÌào esta I à(efeci dôs nô momento em quê os vai decorar DICA I utiÌize estesbiscoito se utiìizaí íarinha sem felmenÌo âdicion€ 1c. chá fêrmento em pó p/bôlÕs PRfPÂRAçÃo 1. Co oque nocopo o rçúcaÍ, o melaço, ã nìanteiga, ar especiã rlâs e proSÍame 3 min/go'C/vel 2. 2. Adicione os Íestãnies ingÍedientes da nìarsa e mútuíe 20 5€&ív€13. t. De sepu d, amasse bem duíante znint? lvet,i. 4. Retiíe e íererve noÍrl8oriíico de um dia 5. NuíÌìa supeÍfícìe bem po vi hada deÍari_ nha ecom a ajuda do roloêltenda a mâssa com uÍna espessLrÍa d€ 0,7 cm. Molde asfi_ guías, uma decada vez ecoÍiecom a ajudâ de urn corta massa. Faça um fuÍoao.imo de cada bolãchâ conr ajudã de uma pa hi nhà. Coloque'as nunr tabuleiro de forno foíadocom pape vegetal. 6. Leve aoforno píé-aquecldoa 180'ccer' ca de 12 a 15 minutos. RetÌÍe 05 e deixe PREPARÂçÃoDoGLACÊ ?. Nocopo limpo pu veíizeo açúcar,oami do de milho e pÍograme 15 5êglvê19 8, Adicione os íetÌântes ln8redientes e progÍame l0reg/yel6. Deite o Slacè num saco peq Lreno e rererve. 9. De xe os biscoitos ; rref€ceÍem. lO. Coíi€ a ponia do saco pãste€iro e decoÍe como na fotogrâfia, com as iniciãis Folhã de alumínìo q.b. dos 9eu9 convidados. Sonhos com recheio de maçã ür I INGREDIÊNTES P/ O RECHEIO 1. Coloque as maçàs nocopocom oãçúcar, â canela e programe 150 g açúcar ü PREPARAçÃo DoRECHEto 1000 g mãçã go den, descãscada, s/ caroços e em quãÍtos 10 min/100'c/vel 1. Reserve. 1c. chá canelã em pó { PREPARAçÃo INGREDIENTES P/ 05 SONHOS DossoNHos 2. Pese ã fãrinha e reserve. 170 g farinha Brancã de Neve 3, Coloque no copo a água, a man- SupeÍ'Fina teiga, a banha, o sâ|, o açúcâr e prograrne 7 min/to0'C/vel 1. AdÌcione a farinha de uma só v-"2 e programe 25O g áEUa 50I mãnteiBa 1c. sopa banhâ 1 pitada de sal 1c. chá açúcaÍ 4 ovos grandes óleoq.b. p/ friÌar Açúcar e canela q.b. p/ envolver 15 seg/vel4. Deixe aíreíecer, retiran' do o copo da base até atingiÍ 60'C, cerca de 15 minutos. 4. Eata os ovos com um garfo, pro grame 15 seg/vel 4 e vá adicionãndo os ovos atrãvés do boca da tampa. 5. Deixe repousar a massa duÍante uns minutos. Em seguÌda coloque colheres pequenasde mâssa em óleo abundanÌe, ern lume brando, até que os sonhosfiquem dourados. DICA I r. r:: :ãrmaçã i:: ::. :: I :;::iidadÊ ìP*=**" DezembÍo 2010 I mby @ @ 6. CoÍte os ao meio corn a ajuda de uraa tesoura, envolvã os numa misturã de açúcar com canela e recheie :. : : : : :Ìr:rame5min/100'C/vel1. a: -: ::: ::: i:]a sem fermento adìcione --: :.: :i ::::::]empóp/boìos corn o recheio de mãçã. rêìneta, aum€nte de açúcãr. -:::::::: : :::. servi. os sonhos com uma :::: .:.::Ì: ã côlocandono copÕ 3009 r: -::: :ì. ::i)a 1 casca de Ìimào, 1 pau
  33. 33. Bolo de Anjo INGREDIENTEs P/O BOLO PREPARAcÃo 400 g âçúcar 140 gfaíinha Brancâ de Neve Super 9 claras à temperaturã ambiente (ovos grandes) 1 % c. chá cremor de tártâÍo 1c. chá aroma de bauni ha Fina 1. Com o copo seco e limpo, coloque o acúcar e pu verize 15 ie&/vel9. Retire. Numa tãca peque na reserve 2 colheres de sopa parã utilizar na co' de 60 minutos. Deixe aÍrefeceÍ dentro bertLrra. que não passem a manteiga, junte as 2 c. sopa de açúcarem pó Íeseívadoe misture 2. Numa taça,junte a farÌnha previarnente pesada corn 130 gde açúcar pulverizado e reseÍve. 3. sem lavar o copo, coloque a "borboleta", junte a5 claras, o INGREDIENTE5 P/ A COBERTURA 400 g natas frescas bem frias Coco Íalãdo q.b. p/ decoraÍ Bagas de groselha p/ decoÍãí cremoÍ de tártaro e programe min/vê|4, sem o copo de rned da. 4. Qudndo lerm'nd Lom a B -by e'Ì 'rní.orr 7. Nocopo limpocoloquea "borboleta", e bata 2 10 min/vel4 dofoÍno. as natas Deve estar com atencão para iêt/vel4 8. BãrÍeo bolocorn as natâs, polvilhecorÍì ococo Íalado e decore corn a groselha. 3 r.ento nã vel 4 incorpoÍe pelo bocal da tampa, uma colherde cadã vez, o Íestante acúcar e o aro- r.a de bauni ha. 5. Coloque o preparado numa taça e deite em pe I{OTA I Pâra montar as nâtas é necessário que te q'" dr go d r'" nh"m no ferenciaÌ, podendo o chantilìy Ìevarmais ou m€nos miriÌo lempo, dependendo da t€mpeÌâtura € qualidadedas natas. Em qualquer cÍcìrnstânciã, as natas para montar têm de estar na parte majs íria do frigoriíi' co. caso contrário nào montam quenas quanÌidades a farinha com o acúcar e, en- volva cuÌdadosamente com ã ajuda de uma vara DICA I CremoÌ de Tártaro (BÌtârtârâro de Potássio) rard rè dé s" oÌgdnronarL,dt..-v-ì-r-ê": I. de ararnes. 6. DeiÌe o preparado numa forma tÌpo coroa, previanìente untãda de mãnteiga e polvilhada com farin ha e leve aoforno pré-aquecido a 160'C, cerca do, é uliÌizãdo na cuÌjnárìa para vários fins. entre eles: estabiÌizar e dar mais voìume às clarãs en1 cas telo. Enconüa se à venda em íâÌmácias k w ( I I ) a t Q Têmpo 8imby.6 Min Íempototal.2 Horas ï ls ie Bimby Dezembro 2010 35
  34. 34. Mesa de Natal , rul { rr Ì18u5 INCREDIENTES PREPARAcÃo 200 1, Coloque no copo a água, o açúcar, o pau de canela e proSrame I água 400 g açúcar l pau de canela 150 25 I I miolo de pão em pedaços vinho do Porto 1c. chá manteiga 25 g miolo de noz 25 I pinhões ou amêndoas torradas 50 g corintos 8 gemas de ovo 10 min/VaÌoma/vel 1. 2. Retire o pau de canela e envolva o miolo de pão com espátula.lunte manteiga e bata 15 5eg/vel 5. Programe s minlLoo"clvel 2. 3. Adicione os frutos secos, a ajuda da o vìnho do Porto, a envolvendo com a espátula. 4. Bata as gemas com urn garfo e, com a Bimby em íuncionamento na vel 2, deite as gemas em fio através do boca da tampa. 5. Programe 2minl Uatomalç lvel +. NoTA I no Castanhas em caida 1. Coloque no copo limpo e seco, l o açúcar, a vagem de baunilha 1000 e puJverize 10 á8ua I castanhas congeladas ìÌüito PopuÌaÌ o NoÌtedè PoÌiugâ1. ',n s ; PREPARAçÃo 500 g açúcar vagem de baunilha docê Ì INGREDIENÌE5 950I I uÌÌ Naraì.Ìn todô set/vel 9. Reserve. 2. Deite no copo 600 g de água, coloque a Varoma com as castanhas congeladas e programe 20 min/VâÍoma/vel 1. Estas devem ficar cozidas, mas intelÍas. Reserve. 3. No copo lirnpo coloque a restante água, o açúcar reservado e programe 15 min/Varomâ/vel o copo 1. Substitua de medida pelo cesto para evitar salpicos. 4. iunte as castanhas reservadas e proSrame 4 minil00"Clí'lvel .l . 5. Coloque as castanhas com D|CAlSiÌva a âcorDpanhrÌ nìoìssÈ do.Ès.oìì Ì)rta;. el. Se uiiÌizaÌ ÌÌìeno: içú.aÌ ièÌá13!ììéÌì: dê chocol:ìtc. un) exceÌente acoriìpanhiLnìento Ìrara P.{Ì,r iãlìììrcnr.ol,rìÌ enì lìascos de.orad.r D!Èsent€ 36 DeÌembÍo E oleÌr.eì ro,fo 'l::.l lll!' I pÈ.rlrènos mby a calda em frascos, imediataÌllente feche os vire-os ao contrário até arrefecerern por comp eta e b' (t @ @
  35. 35. Broas ffiLfur #- INGREDIENTES PREPARAçAO 70 g amêndoa s/ pele 1. Coioque no copo a amêndoa e raie 15 seg/vel7 Reserve. 60I miolo de noz 300 g a$Ëer amarelo 250 g água 250I azeite 120 g mel 15 g canela em pó 15 g ervã doce 30 g vinho do Porto 500 I farinha Branca de Neve Fina Açúca r branco q.b. p/ envolver 2, Coloque no copo as nozes e pique 3 seg/vel 4. Reserve. 3, Coloque no copo os restantes ingredÌentes, à excepção da farinha e programe 7 minlloo"clvel r. 4, Pré-aqueça o forno a 180'C. 5.lunte a farinha e a amêndoa ra ada, programe 5 min/100"c/vel 3. 6. Adicione as nozes e envo va com a ajuda da espátu a. 7. Forme as broas, pressione com um garfo e leve ao NoTA | Éstas Broas sào muitopopulares no Ribatejo, tantona época do NaLal como na dos Santos Popülares forno cerca de 15- 20 minutos. Reas em seguida corn tire do forno e envolva açúcar branco. ì /-- @ rempo aimby. r3 Min Têmpototal.40 Min Bimby Ì Dez€nrbro 2010 37
  36. 36. ldeias de Prese"t.!l Fr rrì oe INCREDIENÌES 500 I açúcar 400 g leite condensado 100 g mantelga em pedaços 50 I golden syrup, ou geleia de milho NoTA I Para obter bons resuÌtâdos utilize Ìeile condensãdo da marca NestÌé Dlca I lmbrulhe em sâquinhos enfeilados côm fitaseofÊreça como presênle d€ Natal. PREPARAçÃo 1. coloque no copo o açúcar e pulverize 20 segilvel r0. 2. Adicione os restantes ingredientes e mistu re 30 reg/Yêl 5. 3. Programe 20 minÂoo"c/vêl 3. substitua o copo de medida pelo cesto, colocando sobre a tampa para evìtar perigo de salpicos. 4. A seguir programe maìs 35 min/vaÌomâ/vel 2. Com o cesto sobre a tampa para evitar perigo de salpicos. *-t TempoBimby.56 Mln Tempo total . 3 Horas 38 Dezembro 2010 BlmbY 5 e retire de imediaÌo 'eg/vel pata um pyrex au uma forma rectangular previamente untada com manteiga com aprox. 18x25 cm e distribua por ìgual. 6, Deixe dr rele(er durante 2 hora e depois 5. Misture 15 corte em cubos de aprox. 2x3 cm. Conserve numa lâta hermética. s
  37. 37. Beijinhos de noz INGREDIENÌES PRËpaRAcÃo 180 g mÌolo de noz 180 g açúcar amarelo l. Coloqueno.copo o mioÍo de noz prt_rgra_ e me 10 5€&/yel 2 gemas de ovo z 2,Junte_o acúcar amarelo, as gemas e proSrame 15 seg/yel 4. 3. Forme pequenas bolas, passe.as por açú_ car branco e decore com uma meia AcúcaÍ bÍanco p/ envolver Miolo de noz q.b. p/ decorar Formas de papel p/ doces q.b. not. 4. Disponha em formas de papel frisado para doces. ü1 { Ì€mpo 3inby.25 Ìêrnpo Seg totà|.10 Min 2l -f dàdes Eimby lDezembro 20to 39
  38. 38. Ideias de Presenles t v a Tempo 40 DezembÍo 2010 I mby Bimby.6 Min Ìempo total.l Hora
  39. 39. Bombons dc ar.'elã ìN6REDIENTE5 PREPÂRACAO forno terrperatura 180"C 50 g avelã 1. Coloque no 50 g manteiga s/ sal avelãs cerca de 10-15 minutos para torrar Retire e esfregue as para soltar a pele. 2. Coloque as aveiãs no copo e pique 15 g açúcar em pó (feito na Bimby) 200 g chocolate p/ culinária 4 100 g chocolate de leite à as teg/vel5. 3. AdÌcione 20 g manteiga, o acúcar e programe 5 seg/vel4. Retire e reserve no frÌgo ríflco. 4. Coloque no copo lÌmpo os dois choco aÌes e dê 3 golper de Turbo. 5. Adicione a restante mante ga e programe 6. Coloque a "borboleta" e programe 15 5eg/vel 3. 7. Com a ajuda de uma colher de chá, forre formas de bombons com o chocolate derretido, d..ixando espaço no centro. Preencha coÌn urn pouco do recheio de avelã e tape com uma fina camada de chocolate (pode utÌllzar uma faca para retirar o excesso). 8. Leve ao írÌgorífico e desenforme quando estiverem sóLidos. Cuarde à ternperatura ambiente 4 minl9o'Clvel2. ã-*. -,- * /+ -z>. .;> Q 8imby.5 Min Ì€mpototal.16 M n Tempo @ Módiâ BimLry Dezerììbro 2010 41
  40. 40. Revetllon I Palé de camarão e salmáo INGREDìEltlTES PREPARACAO 500 g água 1. coloque no copo a água, a Varoma com o caÌnarão e o salmão. Programe 180 I carnarão descascado 15 70 g saÌmão fresco cortado em cubos min/vaÌomâ/vel1. 2. No copo limpo coloque o camarão e o salmão escorridos com os restantes ingredientes e programe 20 5eg/vel 6. Mantenha no 150 g rnaionese 40 g pickles frigorífico até ao momento de servir Sìrva 40 g ketchup de tomate 10I molho *.1 com tostas. inglês DICA I Se prefêrìÌ, pode utjÌizar apenâs camaÌào 1 c. chá mostarda 30 g vinho do Porto sal e pimenta q.b. I I Í € I @ 42 Dezembro 2010 B mbY @ @ t
  41. 41. Charlotte de frutos silvestres INGREDIENTES P/ A CALDA PREPARACAO 400 g água 1, Cornece por preparar a calda. Coloque no copo a água, o açúcar e programe 100 g açúcar 50 g rum 5 min/vaÍoma/vel 7. Corn a "borboleta",junte as gemas, o restante acúcar e programe 4 minlt7"Clvel 1. 2. Junte o rum e envolva. Retire e deixe ar t. 8. Adicione o Mascarpone e bata min/vel INGREDIENÌES P/ O BOtO refecer. 1 4 folhas de gelatina 3. Colooue a gelaLina de molho em agua 9, Junte no copo a fria. tres e programe 30 seg/vel 2. 10. Envolva o preparado com as claras re servadas com a ajuda da espátula e reserve a mousse no frÌgorífÌco. 300 I frutos silvestres 250 g açúcar 4 ovos 250 I queijo Mascarpone 3oo I paliïas la reine 4. Coloque no copo os fÍutos silvestres, 100 g de açúcar e programe Frutos sÌ vestres frescos q.b. tO min/Varcmalvel + . 5. Escorra a ge atina e derreta 20 segundos no microondas. A seguir junte no copo e en p/ decorar volva nos frutos silvestres corn a ajuda da espátL.rla. Reserve. DlcA I I'repâre de véspera pa.a ganhaÌ a consistência descjada 6, No copo limpo coloque a "borboleta", as claras, 50 g de açúcar e programe 5 min/vel 3 %. Retire e reserve. á Q r*$,,i. 3. mistura de frutos silves 11. Corte a ponta dos palitos, de forma a flcarem com cerca de 7 cm, molhe os na calda fria (sem ensopar demasiado) e dis ponha-os à volta de umd forma de abÍ1. Cubra [ambeï o lu^do da forma. aproveitando as pontas reservadas. 12, Preencha com a mousse e Ìeve ao frigorifìco.5Ìrva decorada com frutos silvesfrescos. @ @ Iêmpo 8inby.26 Min TempoÌotâ|. l5 Min B mby I Dezembro ?010 43
  42. 42. Réveillon Bifinhos de vaca com cogumelos, bacon e castanhas INGREOIENTES PRÈPARAçÃo 800 g água L 200 g castanhas conge adas 600 I carne vaca cortada era tiras (vazia ou Ìombo) Farinha q.b. programe 15 min/loo"C/vêl 4. RetiÍe as castanhas do copo e reserve deforma a não perderem o calor. 2. 50 g azeite 2 Co oque no copo ã água, ocesto corÌì as castanhas e Passe ãst ras da carne porfarinha e reServe. l. dentes de alho coÌoque no copo iimpo o azeite, Jeg/vel5. 150 g bacon ern tiras o alho e programe 5 100 g molho de soja 4.lunteo bacone programe 5 min/VaÍoma/vel+. 1 c. chá caldo de carne feito na Bimby (ou l 5. Adicione a carne, o rl,ìo ho de soja, o cubo) caldo de carne e prograrÌre 200 g cogume os frescos lo íl'iíAoo'a lçlvel'+ laminados 6. Junte os cogurnel05. o âçúcar, o gen 30 g açúcar arnãrelo 1 c. chá gibÍee programe gengibÍe fresco Íalado 100 g naÌas ou leÌte. 7 minlroo'c lSvel+. 7. Adiclone as natas e envo va com a ajuda da espátu a. @ @ 8. Coloque os blfinhos numa tãça de servir e envolva corn as castanhas Íeservadãs, ainda quentes. I 9, Sirva acompanhado de aTToz branco. Boìo de chocolate bomba INGREDIENTES PREPARAçAO 350 g açúcar 1, Pré'aqueça o forno a 200'C 2. Co oque no copo 50 g de açúcar 300 g chocolate p/ culináriã 5 ovos 300 g manteiga e pu verize 10 reg/vel9. Reserve. 3. Deite no copoo choco ãte e dê 5 golpes de Turbo, retire e reserve. 25 gfarinha Branca de Neve 4. Coloque os Íestantes ingÍedientes 5u per-Fina no copo à excepcão da farinha e Manteigã q.b. p/ untar programe 4 mií/so"C/vel 3. o chocolate reservado, a farÌnha e programe 20 sêg/vêl 5-6. 6. llnte com rnanteiga uma formã redonda de aprox.25 crn de diâmetro, forre a corn papel vegeta 7. Deite o preparado na íorma e coloque a no forno em banhomaria cerca de 60 minutos. 8, Quando o bolo estiver cozido, deÌxe o arrefecer um pouco 5.lunte e desenforme o. 9. Decore com o acúcar puÌverizado resetvado, t -., iP 44 Dêzêmhrô 20l a B mbv DlcA I Para cozerembanho MâÍiâ coloqìre ã foÌma doboÌo dentÌo de oulÌa :orma maior com água e ìeve Pode d€coraÌ com raspas de chocolate .
  43. 43. Delícia de fe1ão verde INGREDIENTES PREPARAcÃo 1200 g feijão verde 1. Coloque na Varoma o feijão verde cortado em pedaços pequenos. 800I 60I 100 água manteiga I natas 300 g espargos brancos de conserva escorridos 5a e pirnenta q.b. 2. Deite a água no copq coloque a Varoma e programe 45 min/Varoma/vel l. 3, No copo limpo, introduza o feijão, a mantei8a. as ratas e prog'ame 305e&/vel6. 4. Adicione os espargos cortados em pedaços, os temperos e envolva com a espátula. '!,. DICA I Sirva como acompanhamenro do peru. ..ü @ @ Ìêmpo Bimby.4s Min Tempo totã|. 50 Min B mby I Dezembro 2010 4s
  44. 44. Birnby J urnioi: @ Ìêmpo 8imby.9 Mìn Íênpo Total. 15 Min 46 DezeÍrbro 2010 Brmby 6) 3 Cãne.âs @ Fâ.il
  45. 45. i:Ì:; it c]e NlaiitI ì1,..r ÌNdf4È!i!NÌE5 P/ A MÀ55A 30 rebuçad05 verdes, duÍos e c/ sabor a frutãs 1. Coloque no copo os rebucados, uma cor de cada vez e dê 1-2 golpêr de Turbo. Reserve. 30 rebucados vermelhos, duros c/ sabor a frutas 2. Deite no copo a mànteiga, o acúcar e programe e 3 100 g mante ga 3. 180 g açúcar melmin/vel3%. 1 ovo grande 1 c. chá essê.cia de baunilha 280 g farlnha Branca de Neve Fina 1c. chá sa @ Papelvegeta ,ít min/vêl 3. Adlcioneoovo, ã essênciã de baunilha e progrã' 4. lncorpore os restantes ingredientes e progÍame 30 reg/vel 5. s. ColoqJe è mãssà de.lÍo de Jm a(o e de xe re pousar nofrigorífico cerca de 30 r.inutos. 6. Pré-aqueça o forno a 180"C. 7. Estenda a massa entre 2 plásticos, com ajuda de urn rolo. Êãça círcu os com cerca de 10 cm de diâm-"tro e 3 mm de espessuÍa. Co oque os num tabuleiro foÍado com papel vegetal. 8- Faça um furo ão cÌrnodecada ckculocom aju, dã de uma palhinha. Em cada um aorte e retire a figura de nata que deseja, encha esse espaco com o5 rebucâdo5 reservados. 9. Leve ao forno cerca de 10 12 minutos e deixe cozer até os rebuçados terern deÍretido e enchi do o espãço porcompleto. Não deixe as bolachas dloLíaíem. pàrd que o rebucado der'el,oo 1ao chegue a ferveL 10. Retire doforno e deixe arrefecer porcomple to antes detirar do tabuÌeiro. 11. Eníeitea sua árvore de nâtal. NoTA I Vejâ opasso a passo desta receita no nosso site: wwwbimby.pt Dlca I Pode utilizãroutras cores dê rebuçado. Se utilizarfarinha sem fermenro adicione % c. chá fermento em pó p/ boÌos :.d'ç. _.-bJ ".fi @ Ìêtrlpo 8inby. @ a M n 30 Unidades Binì by I DezembÍo 2010 47
  46. 46. A receita do Chefe Chefe Leonel Pereira 'A forma como a Bimby Íaz a ligação de todos os produtos é fabulosa." LeoneÌ Pereira é um cozinheiro de emoções que valoriza a tradição e as suas raízes, mas faz uma cozinha moderna e até provocante. Mas é na ousadia de explorar novos sabores, que a Bimby tem feito o seu maior contributo na cozinha desle Cheíe poR sóNr MARquEs Foros aNTóNro NAscrMEl{To Nasceu no A garve, concelho de Alcoutim, formou se em Paris e trabalhou muitos anos fora de Portugal, mas regressou em 2004, a gastronomia das Pousadas de PoÍtugal. Actualmente, Leone Pereira é Chefe Executivo do restaurante Panorarna no cimo do Hotel Sheraton, ern Lisboa, urn projecto de alto nivel no qual para Tenovar pratÌca uma cozìnha de autor, repleta de sentlmentos, emoções e recordações da sua infância na província. Tempos que recorda com saudade, onde foi feliz e onde também apurou alguns sentidos, com os cheiros e sabores característicos do carnpo. Aos 17 anos decidiu estudar hotelaria e turismo, mas foi a sua criatividade na cozinha que he possib ltou assuÌ^nir alguma extravagância no seu estllo. Na época, urn contraste grande com a imagem antiquada do cozinheiro d barrigudo e de bigode farfalhudo. A cozinha do chefe Leonel Pereira baseia-se na tÍadição. Não ape nas para alcançar uma idenÌidade, mas também para se inspirar nos sabores do nosso país, que tern "uma cozinha tradicional e regÌonal fantástica", dlsse-nos. A qualidade dos produtos é lgualrnente innportante, dafdo preferêncÌa aos portugueses,já que a írescura é es sencia . E depois vem o sabor, rnuÌto 5abor... porque a cozinha a este .a.: nível exige um padrão diário d.. qualidade. Os c ientes têm de encon trar sempre o pa adar e qualÌdade que procuram. "Tudo tem de sabe' rnulto bem , mesmo quando o Chefe arrisca rnisturas e brinca com o; - lË't ".:'l -:1 *:{- '. agridoces. 'Costo de brincar com as ernoções através de pratos que 5É amam ou se odeiam', exp icou-nos. É uma forma de desafiar os clierq !e gostam de novas experlências, rnas também de exp orar a sLr: própr'a crlatÌvidade enquanto cozinheiro. tes, Na cozinha do PanoÍama, a Bimby atéjá -È ^,1è r Pe'^' .e 48 DezembÍô ã r. 2010 Eimby ã e é Ìern nome próprior Chaman uma ajuda diária paratodaaequlpa,ÌncluindooCheÍ= reso ver os problemas nos purés que não podem ter ágLr: -
  47. 47. n5 pl!son5 go5t.ìrìì Ììr! to (la pLrre5 e ( renìes. !cl.ì rì I de fÌrrlJ!. eg!rìI,s o! Llr cguÌì ro!.ìs Otr.r!r lodo5 os lìr(ltos tenl Inì.ì ao ììlxJnente cÌìì cTeÌÌì('ou pLrÌc 5e1a pc o s.rbor dr r onrirla ou pc ,t aparcllL i.r do prr to a vlÌ(lìde e rl!e ì.ì Blnrlr/ aollsett (, s('tT iL]ÌJr .ì iÌììento rìLtisc arLt5 55o IcrÌììite nìiìrìlcr se ns l)Íoteina! v l.ìill tìiì!. iì!5 ìì (oÌÌìo o 5abot 1] iì aor or g nais. Leonel PereiÍa ura a Bimby há mais de dez anoi, Jlnd. .ìrtes dcs[J I PortLl].ll 'ÊLr cst.ìv.r enr Íorrrrcão ('ÌÌ P:rs, rlL.tndo.r to nhlr(ir tve iì olroÍtLrÌìial.ì(lr Lla.r (,xperinrcÌìl.rÌ pea fÌ Ììrelra vrl recottlou tros Iì 5Llt logo (lLrL. 5e àÌìcÌLebeLt dil5 sliì5 v rll(ics e, talvtl cheg.r por 55o teÌÌlìiì lrÌììa scÌìrll a iro 5e! l.ìdo ... IoÌ alÌìdc q!('l (JLte tenh.l p;rss,rrlo, ale chL,g.rr aìo rctLirLrT.rlìll P,ìnorarÌrra Or.ì accitc.ì sLtgast.ìrì Llo alìi'le e exlìr ììanta n rr'aeita (lc ,l lLr fival (ìuc e a lìc Iropòe **/'.i: 1.óh rti r, I f .,7 'ü4 de gr.ro, ou Ìros qre 5ão rttLrlto cl íiccrs de lrilLr ar c cÌìvo vcÌ . rlis5c nos Loonc Pere r.ì No câso dns sop.ìs, tJm bcnr recorrclìros n EiÌÌllry p.ì'.r .ìs allvolvcr c dàr Jhcr .r gLrÌr1.ì aorìr s r orrro o de r-ì.ìl:ìia airÍ r-, oLr tafc a . àafi'sacntolr Al .ì5. .r íoÍììn aonro .ì llirìlly liì2 .ì I gãa.irr (ic to- tiriJÌìiiLr nos. M.rs nao c só, "tanrlrcnr rttollror porcluecg.lrantclorltrel'carr!t'rrr do5 os prodrlos, e fabu osa trslnros par.r Íl:er r gLrrrs Ì)rc Ìro po ìto No enl,lnto, , aB (lrr de trlIrÌ.ìr c ,ìÌldc àj!clir vcs da sua (,ìfâc ddd(' (lcnro i(lor,ì n Eirììlìv rìos dn a a iìtÌa igar Ì)roLlutos (]iÍiLc s', qLre Lconel Perr ra aon5iclcÍ.ì que n I Ììby Ìaíorço!. NJo e por ntiso ranrbo r lrat:r {lr)5 puÌe5 (ollr a a1Lrrl,r rla B nrlryr:u d,: M,rr ;, !cÌìle tamlrrinl q!e porlc ousar Lrnr pouco rììJ s nt Ììi epoca c ll Lìue e Lrrrr s,
  48. 48. A receita do Chefe Chefe Leonel Pereira Salada de camarão com sabores thgi INGREDIENÌE5 PREPARAçÂO EMPRATAMENTO 500 g miolo de camarão 16/20 1. Abra ao meio o camarão e tempere 6. DÌsponha um pouco do puré de cenoura no centro do prato, sobreponha os camarões, um pequeno bouquet de verdura 10 I flor de sal 1 malagueta picada 1 ramo de salsa picada com 5 I de flor de sal, a malagueta, a salsa, o sumo da lima, o azeìte, o gengibre ralado. Reserve-os na Varoma. Sumo de 1 lima 2. coloque no copo â água, a Varoma 30 g azeite programe 10 min/Varcmalvel 2. Retire o camarão, reserve e mantenha a 10 g gengibre ralado 600I água 600 g cenoura cortada em rodelas finas 50 g gengibre fresco cortado em fatias finas Flores p/ culinária q.b. e ao centro, regue com um fìo de azeite e um pouco do caldo da cozedura do camarão e da cenoura. Decore com alguns brotosefloresagosto. água da cozedura no copo. 3. Coloque na Varoma a cenoura, o gengibre em fatias, coloque-a sobre o copo e programe 20 min/Varoma/vel2. Retire e reserve o caldo da cozedura. 4. No copo limpo deite a cenoura com o gengibre, o restante sal, 200 g do caldo da cozedura e programe t min e vá pÍotÍes- sivamente até à vel 6. 5. A seguir programe 20 sêg/vel 9. L -dt q) @ ll Têmpo Simby. Min Tempo Totâl . 40 Min 50 De?embío 2010 Eimby @
  49. 49. Quer receber a sua revista revista Bimby, momentos de partilha tranquiÌamente em casa? Então não hesite. Faça hoje mesmo a sua assinatura. Bimby, momentos de partilha I n'01,2? Serie I Dezembro de 2010 Receita s cÂRÍ{t ENfRÂDÂS Paté de.J'narào saladá e Biiinhos de vaca conì cogtrm.ìos. iaÌmào d..aÌnar àô.ôn LÂÍ{CHE Eiscoiios de gengÌbrc MaÌ.radores ti! Mesr' sâbôÌes lhr 5OPÂ5 PeÌu de Nrr!l ie.headÕ Pe!ìâ de peru Ìecheada ACOMPAiIHAMIÍIÌO5 r.lr.ir SOBREÍúE545 8oìo de chô.oÌate bomÌra dr teÌjào verde T:IAPEROS PEIXE charÌotre de írutôs rlvestres ri.;ÌhJ! da conioâdô : .i::. p?iÌc corn moÌÌ,ollôìand€s dè sorìììós.oÍÌ arornatÌzrdo com caÍa de lrrur)Ja ^.;ucaÌ 5JL aÌôtrÌr1'zado cotrì rL.cÌ 'ni sJl aÌôÌnarLZado.om eÌvas Ìecheio de maçi nom.ítor d. p..titha propri.d.dê VoÌ werk PórrugâÌ. Lda lR ifui.ta do Paizinho !d Bepór,Blo.o2 2 Dtó,2/9A2i/ carnaxide. lcl 2141/Ì315.tãx:11417 1341 | Cor)irìburnre n.' s0263?22o I Dir..tora lsaÌ)eÌ Paclinhê Oi.e(tol.-Ãdjuni. Laurr Binby, câlhardo simões Edttorâ Ìsabeì d'OÌ{:y P€rqúlrâ,.r1.çàoêpr€pàrâçãodatr€G.lta3MâriâlosedeRcsende,ConcejçdoCoellt.)lcon.êiro tsrancl!.âpe i.eisure & Liíêsryl€ Ma r keÌ ing l <ol.bor.doré DÌ LiliaAmaral.Jôânac Oliveirâ lr.dâcÍ:o l)cPt Marketitìgvorw,',k portuSâl lForolrâfia Ànrónio Nãscimenro Food styllnt Filipa Aboim lnglez I Publi<id.de L;âbeì M.r8âÌhães (im@ìr r a ndscal,e pt. 214210178) lrúpretião Peres.socrip, tndústrias gÌàÍicas,S.Á EstÌadâNâcionàln.':rO,Koì108,3Po.tó^lto Ìlr.tch 35 000 Ex.FÌPÌâÌrrl D.pó.ttôtèt t 272972/Aa l .. t.girto ERC 1253a0 Atrln.tu..r 6 ediçòes PoÌÌu8aÌ: e 21.0O l lsenta .le ìe8rsto, noslerÌìos P.evi:rloi Peì. àljneàa) don."larljCô12"docjtadoDR."8/99lAtÌ.d.Gim.ntor^reai ìkea: LaMaison:Jard'nd l,Ìlyssei LitchetrCrâÍl Plat ('tel 223 7a2 23)) 'ooQlnr'io.,or<t ,oc.. ir 'èli ô . InJPa.s l , qLJisqú1, m_io
  50. 50. '5 ea" bomgo,lto ,terví-b. :; d2 bon" gorlto m@sa LICOR BTIRNO O LICOR DE PORTUGAL o

×