Dia/direitos das mulheres

511 visualizações

Publicada em

Trabalho realizado por:
Andreia Gaspar
Inês Santos

Publicada em: Educação
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
511
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
4
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
8
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Dia/direitos das mulheres

  1. 1. Escola Secundária Jácome Ratton Disciplina de Filosofia Prof.: Isabel André Ano letivo 2014/2015 Trabalho realizado por: Andreia Gaspar nº3 Inês Santos nº18
  2. 2. Introdução Este trabalho pretende esclarecer-nos sobre a utilidade do dia/direitos das mulheres. Para tal iremos responder a pergunta “ Será correto haver direitos/dia dedicado as mulheres?”. O trabalho esta divido em duas partes pois as nossas opiniões diferem sobre este tema.
  3. 3. Dia da Mulher A ideia de criar o Dia da Mulher surgiu nos primeiros anos do século XX, nos Estados Unidos e na Europa, no contexto das lutas femininas por melhores condições de vida e trabalho, bem como pelo direito de voto. Inspirada por esse espírito, a líder socialista alemã Clara Zetkin propôs à Segunda Conferência Internacional de Mulheres Socialistas, em Copenhague, 1910, a instituição do Dia Internacional da Mulher.
  4. 4. Direitos da Mulher Em alguns lugares, esses direitos são institucionalizados e garantidos pela legislação, pelos costumes e comportamentos, enquanto em outros locais eles são suprimidos ou ignorados. Eles podem variar de noções mais amplas de direitos humanos a reivindicações contra tendências históricas de tradicionais do exercício de direitos de mulheres e meninas em favor de homens e mulheres. Questões frequentemente associadas com os direitos das mulheres incluem os direitos à integridade e autonomia dos corpos, a votar (sufrágio); a ocupar cargos públicos; a trabalhar; a salários justos e igualitários; à educação; a servir na polícia militar.
  5. 5. Será correto haver direitos/dia dedicado as mulheres? Sim Não 
  6. 6. Dia da mulher-Sim Sempre houve a discriminação da mulher e de tudo o que ela representava. Antigamente a mulher servia apenas para limpar e cuidar da casa e filhos. Nunca lhes foi permitido ter empregos mais complexos, não podiam ir a escola e eram vistas como frágeis e inúteis. Durante o seculo XX, o pensamento feminino mudou, e as mulheres começaram a protestar contra os seus poucos direitos. Depois de muita luta, hoje nalguns países as mulheres são iguais aos homens; porem noutros ser mulher é uma maldição. 
  7. 7. Dia da mulher- Sim As mulheres, ao contrário dos homens, nunca tiveram o direito de viver livremente. Só a partir dos anos 70, é que o conceito dos direitos das mulheres, começou a ter mais peso na mente social, enquanto que os direitos humanos, em si foram legalizados por volta do século XVIII- XIX. A ONU criou o dia da mulher para lembrar as conquistas sociais, políticas e económicas do sexo feminino. 
  8. 8. Dia da mulher- Sim Segundo uma pesquisa realizada, as mulheres no Irão não conhecem o dia da mulher, nem nunca tinham ouvido falar disto . Em muitos países (exemplo: Venezuela), as mulheres foram proibidas de responder ao questionário, sendo censuradas pelo governo. 
  9. 9. Dia da mulher-Sim Por isto, e por mais, eu concordo com o dia da mulher e com os direitos individuais delas, pois foram sempre muito discriminadas pela sociedade. Hoje apesar dos avanços nos direitos, muitas mulheres ainda se sentem discriminadas e são muitas vezes rebaixas no seu local de trabalho. É muito comum ainda hoje as mulheres serem vitimas de violência por parte dos homens. Iémen, é o país onde as mulheres são mais discriminadas. 
  10. 10. Dia das mulheres-Não As mulheres durante anos foram tratadas como inferiores relativamente aos homens. Ainda hoje isso acontece, mas com algumas diferenças. Nos tempos atuais elas exigem a igualdade entre géneros e admitem que não são nada a menos que os homens. Mas são as mulheres superiores? Quando prezam pela igualdade, exigindo direitos diferentes nunca terão igualdade. A igualdade existiria se todos cumprissem os direitos humanos ao invés de criar direitos com o mesmo objetivo. Os direitos das mulheres possuem bastantes semelhanças com os direitos criados pela a organização das nações unidas por isso a existência destes, deixa de fazer sentido. 
  11. 11. •Direito à vida. •Direito à liberdade e à segurança pessoal. •Artigo 3° Todo indivíduo tem direito à vida, à liberdade e à segurança pessoal. •Direito à igualdade e a estar livre de todas as formas de discriminação. •Artigo 1° Todos os seres humanos nascem livres e iguais em dignidade e em direitos. Dotados de razão e de consciência, devem agir uns para com os outros em espírito de fraternidade. Direitos das mulheres Direitos humanos
  12. 12. •Direito à informação e à educação. •Direito à privacidade. •Artigo 26° Toda a pessoa tem direito à educação. A educação deve ser gratuita, pelo menos a correspondente ao ensino elementar fundamental. O ensino elementar é obrigatório. •Artigo 12° Ninguém sofrerá intromissões arbitrárias na sua vida privada, na sua família, no seu domicílio ou na sua correspondência, nem ataques à sua honra e reputação. Direitos das mulheres Direitos humanos
  13. 13. •Direito à saúde e à proteção desta. •Direito a construir relacionamento conjugal e a planejar sua família. •Artigo 25° 1.Toda a pessoa tem direito a um nível de vida suficiente para lhe assegurar e à sua família a saúde e o bem-estar, principalmente quanto à alimentação, ao vestuário, ao alojamento, à assistência médica e ainda quanto aos serviços sociais necessários. •Artigo 16° 1.A partir da idade núbil, o homem e a mulher têm o direito de casar e de constituir família, sem restrição alguma de raça, nacionalidade ou religião. Durante o casamento e na altura da sua dissolução, ambos têm direitos iguais. Direitos das mulheres Direitos humanos
  14. 14. •Direito aos benefícios do progresso científico. •Direito à liberdade de reunião e participação política. •Artigo 27° 1.Toda a pessoa tem o direito de tomar parte livremente na vida cultural da comunidade, de fruir as artes e de participar no progresso científico e nos benefícios que deste resultam. •Artigo 21° 1.Toda a pessoa tem o direito de tomar parte na direção dos negócios, públicos do seu país, quer diretamente, quer por intermédio de representantes livremente escolhidos. 3.A vontade do (…) deve exprimir-se através de eleições honestas a realizar periodicamente por sufrágio universal e igual, com voto secreto ou segundo processo equivalente que salvaguarde a liberdade de voto. Direitos das mulheres Direitos humanos
  15. 15. •Direito a não ser submetida a torturas e maltrato •Artigo 5° Ninguém será submetido a tortura nem a penas ou tratamentos cruéis, desumanos ou degradantes. Direitos das mulheres Direitos humanos
  16. 16. O dia das mulheres é apoiado com a justificação de todos os tormentos já sofridos por gerações femininas anteriores, assim como o esforço que estas dedicam, à família, à casa , etc. A verdade é que as mulheres devem ser respeitadas, assim como os homens. Devem possuir igualdade não só por serem mulheres mas por serem humanos. Todos devemos possuir os mesmos direitos e deveres para podermos viver numa sociedade estável e igualitária. Sem direitos específicos ou dias femininos. Por isso, a minha opinião é contra este dia/direitos. Não é apenas neste dia que as mulheres devem ser homenageadas, mas sim todos. Elas trabalham todos os dias, e não só dia 8 de Março. Dia das mulheres-Não
  17. 17. Se as mulheres prezam pela igualdade mas exigem direitos diferentes onde está a igualdade? As mulheres, ao contrário dos homens, nunca tiveram o direito de viver livremente. Só a partir dos anos 70, é que o conceito dos direitos das mulheres, começou a ter mais peso na mente social, enquanto que os direitos humanos, em si foram legalizados por volta do século XVIII- XIX. As mulheres prezam pela sua igualdade perante o mundo, querendo mostrar que também têm o direito de votar, viver, escolher e se sentirem seguras nas suas próprias casas.  
  18. 18. Agora, não podemos comparar uma mulher com um homem pois, a mulher sempre foi discriminada e rebaixada, enquanto que o homem nunca enfrentou tal problema. As mulheres não querem direitos diferentes dos homens, nem superiores, querem ter os mesmos. Querem ter o direito de decidir a vida delas (quando casam, se casam, com quem….), tal como os homens tem desde sempre. Estes dias internacionais da mulher, da rapariga, existem para conseguirmos a eliminação de todas as formas de violência contra as mulheres, de tolerância zero para a mutilação genital feminina, contra o tráfico de seres humanos
  19. 19. • Estes dias alertam as nossas consciências e constroem defesas contra esta pandemia. Combatendo os estereótipos, a discriminação, negando uma cultura de consentimento a estas e outras violências e denunciando-a, podemos mudar a maneria de pensar de alguém e é tudo o que basta. • Em suma, as mulheres não exigem direitos diferentes dos homens, pois se formos comparar cada declaração os direitos são quase todos os mesmos. Na minha opinião, apesar de serem muito parecidos acho que é correto dividir-mos cada um, pois a história das mulheres e dos homens não é mesma, e é sempre uma forma de reforçar a ideia de que somos todos iguais.
  20. 20. Devido a tudo o que as mulheres sofreram durante seculos e ainda sofrem não é justo haver direitos específicos? Na minha opinião não. As mulheres já possuem direitos que as igualam aos homens. Os direitos humanos servem para isso mesmo. Para a igualdade entre géneros, mas principalmente para proporcionar as melhores garantias de bem estar a todos os seres humanos.  
  21. 21. Conclusão- Sim Com este trabalho consegui concluir que as mulheres, que sempre foram muito discriminadas, merecem um dia só delas. Um dia onde possam ser livres de pensar, sentir e dizer, sem serem apontadas como algo frágil, incapaz de agir por conta própria. Este trabalho foi muito educativo e importante para mim, pois chamou-me a atenção de como as mulheres sempre foram tão brutalmente “postas de lado” pela sociedade masculina. 
  22. 22. Conclusão-Não Este trabalho levou-me a questionar sobre a existência do dia/direitos das mulheres. Fez-me repensar na minha opinião sobre o tema, podendo agora dizer que não concordo. A minha opinião foi baseada na ausência de diferenças entre os direitos das mulheres com os direitos humanos assim como existir um dia para elas e não para eles quando são as mulheres as que mais prezam pela igualdade. 
  23. 23. Conclusão de trabalho Neste trabalho abordámos a utilidade sobre o dia/diretos das mulheres, onde verificamos visões diferentes sobre o mesmo tema. Ajudou-nos a adquirir uma opinião sobre o assunto podendo agora justificar o nosso ponto de vista. 

×