SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 10
1
Escola Básica de Padre José Rota
Língua Portuguesa - 7ºAno
SEQUÊNCIA DIDÁTICA
“ESCRITA - AUTORRETRATO”
2
Duração: 4 aulas (2 blocos de 90 min.)
Produto: Elaboração de um Autorretrato
Competência Foco e Competências
Associadas
Leitura
CEL
Descritores de desempenho (Competência Foco) Conteúdos
Escreverpara construire expressarconhecimento(s):
• Utilizar, com autonomia, estratégias de preparação e de planificação da
escrita de textos.
• Selecionar tipos e formatos de textos adequados a intencionalidades e
contextos específicos:
− descritivos (reais).
• Redigir textos coerentes, seleccionando registos e recursos verbais
adequados:
− ordenar e hierarquizar a informação, tendo em vista a continuidade de
sentido, a progressão temática e a coerência global do texto;
− dar ao texto a estrutura e o formato adequados, respeitando convenções
tipológicas e (orto)gráficas estabelecidas;
− diversificaro vocabulário e as estruturas utilizadas nos textos, com recurso
ao português-padrão;
- respeitar as regras da pontuação e sinais auxiliares da escrita.
 Utilizar, com autonomia, estratégias de revisão e aperfeiçoamento de
textos.
 Utilizar com critério as potencialidades das tecnologias da informação e
comunicação nos planos da produção, revisão e edição de texto.
Escreveremtermospessoaise criativos:
• Explorara criação de novasconfiguraçõestextuais,mobilizandoa reflexão
sobre os textose sobre as suasespecificidades.
 Utilizarosrecursostecnológicosparadesenvolverprojetose circuitos
de comunicaçãoescrita.
 Escrita (DT C.1.1.)
 Texto (DT C.1.2.)
 Plano do texto (DT C.1.2.)
 Sequência textual (DT
C.1.2)
 Sequência descritiva
 Coerência textual (DT
C.1.2.)
 Convenções e regras para
a configuração gráfica (DT
E.4.)
 Pontuação e sinais
auxiliares de escrita (DT
E.2.)
Descritores de desempenho das competências associadas
Leitura  Utilizar a leitura para localizar, selecionar e organizar a
informação.
 Identificar e caracterizar diferentes tipologias e géneros textuais.
 Utilizar procedimentos de organização e tratamento da
informação: utilizar grelhas de registo.
Escrita
3
CEL  Reconhecer propriedades configuradoras da textualidade: coesão
textual.
Conhecimentos prévios
Língua-padrão;
Ortografia;
Sinais de pontuação;
Recursos linguísticos (lexicais, sintáticos, semânticos, discursivos e pragmáticos);
Sequência descritiva;
Características do autorretrato.
Atividades Tempo Recursos Instrumentos de
Avaliação
PRÉ – ESCRITA (CRIAÇÃO DE UM
CONTEXTO)
Leitura de textos modelares e respetiva
análise/”desmontagem”. (Etapa 1)
Exercícios de mobilização de conhecimentos.
(Etapa 1)
1 bloco de
45 min.
PowerPoint com
retratos de
personagens de
BD (Anexo 1)
Projetor
Exercício de Escrita
 Resposta aberta
Autorretrato:
 Planificação do texto
 Textualização
 Revisão/aperfeiçoamento
Ficha de auto e
heteroavaliação.
Registo de observação.
ESCRITA
Planificação do texto
. Preenchimento de um esquema com tópicos
a desenvolver no autorretrato. (Etapa 2)
Textualização
. Produção do autorretrato. (Etapa 3)
Revisão
. Releitura do autorretrato, partindo de um
conjunto de questões. (Etapa 4)
. Preenchimento de uma grelha para
consignar os aspetos positivos, os aspetos e
melhorar e sugestões de aperfeiçoamento.
1 bloco de
90 min.
1 bloco de 45
min.
Caderno diário
Ficha de trabalho
(anexo 2)
4
(Etapa 4)
Aperfeiçoamento
Reescrita do autorretrato. (Etapa 4)
PÓS – ESCRITA
Reunião e divulgação das produções dos
alunos em formato digital: e-book. (Etapa 5).
(fora do espaço
da sala de aula)
Textos produzidos
pelos alunos
5
Sequência de atividades
 Etapa 1
1. Lê os retratos que se seguem alusivos a personagens de Banda Desenhada que
conheces muito bem.
Ponto de partida para o trabalho (criação de um contexto)
Na medida em que esta sequência de aprendizagem surge após o estudo de textos icónico-
verbais (Cartoon e BD), onde também se sistematizaram aspetos relacionados com o adjetivo,
sugere-se, agora, a leitura de RETRATOS de personagens de BANDA DESENHADA. Estes textos
servirão de modelo para as produções dos discentes.
Obélix é oamigoinseparável de Astérix.
Carregador de menires de profissão,
dada a sua corpulência, grande
apreciador de javalis e de belas cenas
de pancadaria,Obélix caiu no caldeirão
da poção mágica quando era pequeno.
Sensível aos encantos das lindas
gaulesas Zitinha e Falbala, e sempre
acompanhado do seu fiel cão Ideiafix,
Obélix é conhecido por colecionar
capacetes amolgados de legionários
romanos!
6
2. Após a leitura dos retratos, e de acordo com a informação neles presente, preenche
o esquema que se segue.
Personagem
Aspetos a observar
ASTÉRIX MAFALDA
Idade
Características físicas
Características Psicológicas
Virtudes
Defeitos
Hobbies
Profissão
Marcadores discursivos
(palavras/expressões
utilizadas para ligar ideias,
frases ou parágrafos)
3. Diz, então, o que entendes por RETRATO.
Mafalda é uma menina com cinco anos de
idade, filha de um corretor de seguros e de
uma doméstica.
De estatura baixa e com formas
arredondadas, Mafaldinha, como também é
conhecida, não aceita o mundo tal como ele
é.Na verdade,estásempre insatisfeita com a
situaçãopolítica,razão pelaqual temgrandes
tiradas mordazes sobre a luta de classes.
Não obstante esta sua atitude mais adulta, a
personagem apresenta, por outro lado, a
simplicidade de uma menina que detesta
sopa e adora os Beatles. Não dispensa as
partidas de xadrez e o baloiço.
Quando crescer, pretende tornar-se
tradutora da ONU.
7
 Etapa 2
4. Vais escrever o teu autorretrato, colocando a ti mesmo as questões que se seguem.
Obterás o plano do teu texto, anotando as respostas.
Aspetos a considerar: Tópicos de resposta:
Introdução:
Apresentação global
Quem sou?
Que idade tenho?
Onde Vivo?
Desenvolvimento:
Traços particulares
Como me vejo fisicamente?
(altura, peso, rosto, cabelos,
olhos…)
Com que personagem de BD me
identifico mais?
(ver lista de sugestões)
Que tipo de pessoa sou eu?
(tímido, extrovertido,
comunicativo, impulsivo,
solitário…)
Que virtudes tenho?
Quais os defeitos que mais me
apontam?
Como ocupo o meu tempo?
(o que faço no dia a dia, o que
faço nos meus tempos livres)
Conclusão
O que gostaria de mudar em
mim?
5. Para articulares as tuas ideias, frases ou parágrafos, utiliza alguns dos marcadores
discursivos abaixo.
Marcadores Discursivos
Tipo de ligação Exemplos de Marcadores Discursivos
Ordenar/enumerar Em primeiro lugar, de seguida, por último, finalmente…
Explicar ou retificar Isto é, ou seja, por outras palavras, dizendo melhor, ou antes,
quer dizer…
Exemplificar/concretizar Por exemplo, como, mais concretamente, nomeadamente,
particularmente…
Antecipação do texto a ser produzido (planificação)
Nesta etapa, os alunos registarão por tópicos os aspetos que vão contemplar no seu próprio
retrato. Para esse efeito, procedem a uma esquematização da informação no esquema que o
professor lhes fornece.
8
Introduzir uma relação de
oposição
Mas,contudo, no entanto, porém, todavia,apesar disso,embora,
por outro lado…
Introduzir uma relação de tempo Quando, antes, primeiro, depois, entretanto, logo que, até que,
mais tarde, nesse momento, em seguida, ao mesmo tempo…
Introduzir uma relação de causa Porque, visto que, dado que, na medida em que, considerando
que…
Defender uma ideia De facto, efetivamente, com efeito, realmente, na verdade, na
realidade, por um lado… por outro, deste modo…
Concluir Em conclusão, em síntese, resumindo, enfim, é por isso que,
portanto, assim, em suma…
 Etapa 3
6. Partindo dos tópicos que apontaste na grelha anterior, redige o teu autorretrato. Tem em
atenção o seguinte:
- O teu texto deve ter entre 15 a 20 linhas;
- O autorretrato deve ter um título sugestivo (e não simplesmente “Autorretrato de …”).
_______________________________________________
_________________________________________________________________________
________________________________________________________________________
________________________________________________________________________
________________________________________________________________________
________________________________________________________________________
________________________________________________________________________
_________________________________________________________________________
________________________________________________________________________
_________________________________________________________________________
Produção do autorretrato (textualização)
Nestaetapa,os alunos procedem à redação do seu autorretrato. O professor deve verificar se o
texto que estão a produzir corresponde à planificação delineada.
9
 Etapa 4
7. Com a ajuda de um colega, releiam agora o vosso texto de modo a identificarem os
aspetos apreciados de forma mais positiva e os aspetos que podem ser melhorados.
Discutam alternativas para resolver os problemas identificados.
Orientem a vossa discussão a partir das seguintes questões:
 Apresentei-me de uma forma global?
 Enunciei as minhas principais características físicas?
 Referi a personagem de BD com a qual me identifico, justificando?
 Enumerei os traços psicológicosque me individualizam (não me esqueci das virtudes
e dos defeitos)?
 Referi como ocupo o meu tempo?
 Concluí o texto, indicando o que acho que poderia mudar em mim?
 Respeitei a extensão imposta (15/20 linhas)?
 Atribuí um título sugestivo ao meu autorretrato?
 Evitei a repetição dos verbos “ser” e “estar”?
 Utilizei um vocabulário rico e variado?
 Evitei a repetição desnecessária de palavras/expressões?
 Recorri a marcadores discursivos para ligar ideias, frases e parágrafos?
 Pontuei corretamente o texto?
 Prestei atenção à ortografia e acentuação das palavras (foi utilizado o corretor
ortográfico do computador ou o dicionário para fazer a revisão do texto)?
 Escrevi sem erros sintáticos?
8. Registem as conclusões a que chegaram:
Aspetos apreciados de
forma mais positiva
 Aspetos a melhorar  Sugestõespararesolver os
problemas identificados
Revisão e aperfeiçoamento do autorretrato
Os alunos devem rever as suas produções, tendo em consideração, sobretudo, a adequação
comunicativa e a coerência textual. Neste sentido, o professor apresenta aos discentes um
conjunto de questões que os obrigará a rever os seus textos. Antes de os reescreverem, os
alunos, em trabalho de pares, anotam os aspetos a melhorar.
10
9. Reescrevam o vosso texto com base nas sugestões registadas.
 Etapa 5
_______________________________________________
___________________________________________________________________
___________________________________________________________________
___________________________________________________________________
___________________________________________________________________
___________________________________________________________________
___________________________________________________________________
__________________________________________________________________
___________________________________________________________________
___________________________________________________________________
___________________________________________________________________
___________________________________________________________________
___________________________________________________________________
___________________________________________________________________
_____
___________________________________________________________________
______
___________________________________________________________________
______
___________________________________________________________________
_____
___________________________________________________________________
___
___________________________________________________________________
__
___________________________________________________________________
__
___________________________________________________________________
__
Divulgação dos escritos produzidos
Depoisde aperfeiçoadosostextos,oprofessor solicita aos alunos que lhe entreguem uma cópia
emformatodigital, de modo a poder construir-se um e-book, o qual será postado no blogue do
clube “Artes e Letras”. Assegura-se, assim, a circulação dos escritos produzidos através de
circuitos de comunicação autênticos.

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Classes Gramaticais - Revisão
Classes Gramaticais - RevisãoClasses Gramaticais - Revisão
Classes Gramaticais - RevisãoMary Alvarenga
 
Apostila para trabalhar textos variados
Apostila para trabalhar  textos variadosApostila para trabalhar  textos variados
Apostila para trabalhar textos variadosIsa ...
 
A formação de palavras - derivação
A formação de palavras - derivaçãoA formação de palavras - derivação
A formação de palavras - derivaçãosuzanamar
 
Ficha de trabalho as conjunções
Ficha de trabalho   as conjunçõesFicha de trabalho   as conjunções
Ficha de trabalho as conjunçõesTeresa Rocha
 
Atividade ortográfica - caçando erros
Atividade ortográfica - caçando erros Atividade ortográfica - caçando erros
Atividade ortográfica - caçando erros Mary Alvarenga
 
Proposta curricular para o 3º ano do ensino fundamental
Proposta curricular para o 3º ano do ensino fundamentalProposta curricular para o 3º ano do ensino fundamental
Proposta curricular para o 3º ano do ensino fundamentalRosemary Batista
 
Ficha 4 exercícios -ão -am
Ficha 4   exercícios -ão -amFicha 4   exercícios -ão -am
Ficha 4 exercícios -ão -amManuela Mortinho
 
Caderno 6 - Sílabas Complexas
Caderno 6  - Sílabas ComplexasCaderno 6  - Sílabas Complexas
Caderno 6 - Sílabas ComplexasAna Lucia
 
O gênero textual entrevista
O gênero textual   entrevistaO gênero textual   entrevista
O gênero textual entrevistaRenally Arruda
 
Gênero textual: Cordel
Gênero textual: CordelGênero textual: Cordel
Gênero textual: CordelMary Alvarenga
 
Gênero textual: Fabulas e contos
Gênero textual: Fabulas e contos Gênero textual: Fabulas e contos
Gênero textual: Fabulas e contos Mary Alvarenga
 
Avaliação de Língua Portuguesa _alfabetização
Avaliação de Língua Portuguesa _alfabetizaçãoAvaliação de Língua Portuguesa _alfabetização
Avaliação de Língua Portuguesa _alfabetizaçãoIsa ...
 
Língua Portuguesa 6º ano: como se faz uma redação?
Língua Portuguesa 6º ano: como se faz uma redação?Língua Portuguesa 6º ano: como se faz uma redação?
Língua Portuguesa 6º ano: como se faz uma redação?Tânia Regina
 
Trem bala de Ana Vilela - Análise e entendimento da música
Trem bala de Ana Vilela  - Análise e entendimento da músicaTrem bala de Ana Vilela  - Análise e entendimento da música
Trem bala de Ana Vilela - Análise e entendimento da músicaMary Alvarenga
 
Atividade com noticias 2
Atividade com noticias 2Atividade com noticias 2
Atividade com noticias 2Dário Reis
 
Autobiografia: proposta de produção textual
Autobiografia: proposta de produção textualAutobiografia: proposta de produção textual
Autobiografia: proposta de produção textualMaria Cecilia Silva
 
CARTA DO LEITOR ATIVIDADES.pdf
CARTA  DO  LEITOR   ATIVIDADES.pdfCARTA  DO  LEITOR   ATIVIDADES.pdf
CARTA DO LEITOR ATIVIDADES.pdfAline Santos
 

Mais procurados (20)

Classes Gramaticais - Revisão
Classes Gramaticais - RevisãoClasses Gramaticais - Revisão
Classes Gramaticais - Revisão
 
VERBOS 6 ANO !!!!
VERBOS 6 ANO !!!!VERBOS 6 ANO !!!!
VERBOS 6 ANO !!!!
 
Apostila para trabalhar textos variados
Apostila para trabalhar  textos variadosApostila para trabalhar  textos variados
Apostila para trabalhar textos variados
 
A formação de palavras - derivação
A formação de palavras - derivaçãoA formação de palavras - derivação
A formação de palavras - derivação
 
Ficha de trabalho as conjunções
Ficha de trabalho   as conjunçõesFicha de trabalho   as conjunções
Ficha de trabalho as conjunções
 
Atividade ortográfica - caçando erros
Atividade ortográfica - caçando erros Atividade ortográfica - caçando erros
Atividade ortográfica - caçando erros
 
Pena religião 5 ano
Pena religião 5 anoPena religião 5 ano
Pena religião 5 ano
 
Apostila gêneros textuais 4º ano
Apostila gêneros textuais  4º anoApostila gêneros textuais  4º ano
Apostila gêneros textuais 4º ano
 
Proposta curricular para o 3º ano do ensino fundamental
Proposta curricular para o 3º ano do ensino fundamentalProposta curricular para o 3º ano do ensino fundamental
Proposta curricular para o 3º ano do ensino fundamental
 
Ficha 4 exercícios -ão -am
Ficha 4   exercícios -ão -amFicha 4   exercícios -ão -am
Ficha 4 exercícios -ão -am
 
Caderno 6 - Sílabas Complexas
Caderno 6  - Sílabas ComplexasCaderno 6  - Sílabas Complexas
Caderno 6 - Sílabas Complexas
 
O gênero textual entrevista
O gênero textual   entrevistaO gênero textual   entrevista
O gênero textual entrevista
 
Gênero textual: Cordel
Gênero textual: CordelGênero textual: Cordel
Gênero textual: Cordel
 
Gênero textual: Fabulas e contos
Gênero textual: Fabulas e contos Gênero textual: Fabulas e contos
Gênero textual: Fabulas e contos
 
Avaliação de Língua Portuguesa _alfabetização
Avaliação de Língua Portuguesa _alfabetizaçãoAvaliação de Língua Portuguesa _alfabetização
Avaliação de Língua Portuguesa _alfabetização
 
Língua Portuguesa 6º ano: como se faz uma redação?
Língua Portuguesa 6º ano: como se faz uma redação?Língua Portuguesa 6º ano: como se faz uma redação?
Língua Portuguesa 6º ano: como se faz uma redação?
 
Trem bala de Ana Vilela - Análise e entendimento da música
Trem bala de Ana Vilela  - Análise e entendimento da músicaTrem bala de Ana Vilela  - Análise e entendimento da música
Trem bala de Ana Vilela - Análise e entendimento da música
 
Atividade com noticias 2
Atividade com noticias 2Atividade com noticias 2
Atividade com noticias 2
 
Autobiografia: proposta de produção textual
Autobiografia: proposta de produção textualAutobiografia: proposta de produção textual
Autobiografia: proposta de produção textual
 
CARTA DO LEITOR ATIVIDADES.pdf
CARTA  DO  LEITOR   ATIVIDADES.pdfCARTA  DO  LEITOR   ATIVIDADES.pdf
CARTA DO LEITOR ATIVIDADES.pdf
 

Destaque

ATIVIDADES PRÁTICAS NA DISCIPLINA DE ARTES VISUAIS NO ENSINO MÉDIO Um modo de...
ATIVIDADES PRÁTICAS NA DISCIPLINA DE ARTES VISUAIS NO ENSINO MÉDIO Um modo de...ATIVIDADES PRÁTICAS NA DISCIPLINA DE ARTES VISUAIS NO ENSINO MÉDIO Um modo de...
ATIVIDADES PRÁTICAS NA DISCIPLINA DE ARTES VISUAIS NO ENSINO MÉDIO Um modo de...Vis-UAB
 
Material didático Autorretrato
Material didático AutorretratoMaterial didático Autorretrato
Material didático AutorretratoMaíla Valentim
 
A função da arte slide
A função da arte   slideA função da arte   slide
A função da arte slide2011saletekm
 
Prova Artes 1 ano médio
Prova Artes 1 ano médioProva Artes 1 ano médio
Prova Artes 1 ano médioGeo Honório
 
Linguagens da artes (atividades )
Linguagens da artes (atividades )Linguagens da artes (atividades )
Linguagens da artes (atividades )graduartes
 
Avaliação de Arte 2º Ensino Médio
Avaliação de Arte 2º Ensino MédioAvaliação de Arte 2º Ensino Médio
Avaliação de Arte 2º Ensino MédioMarcia Oliveira
 
10 dinâmicas divertidas e envolventes
10 dinâmicas divertidas e envolventes10 dinâmicas divertidas e envolventes
10 dinâmicas divertidas e envolventesSeduc MT
 

Destaque (9)

ATIVIDADES PRÁTICAS NA DISCIPLINA DE ARTES VISUAIS NO ENSINO MÉDIO Um modo de...
ATIVIDADES PRÁTICAS NA DISCIPLINA DE ARTES VISUAIS NO ENSINO MÉDIO Um modo de...ATIVIDADES PRÁTICAS NA DISCIPLINA DE ARTES VISUAIS NO ENSINO MÉDIO Um modo de...
ATIVIDADES PRÁTICAS NA DISCIPLINA DE ARTES VISUAIS NO ENSINO MÉDIO Um modo de...
 
Aula de artes para o ensino médio
Aula de artes para o ensino médioAula de artes para o ensino médio
Aula de artes para o ensino médio
 
Material didático Autorretrato
Material didático AutorretratoMaterial didático Autorretrato
Material didático Autorretrato
 
A função da arte slide
A função da arte   slideA função da arte   slide
A função da arte slide
 
Autorretrato
AutorretratoAutorretrato
Autorretrato
 
Prova Artes 1 ano médio
Prova Artes 1 ano médioProva Artes 1 ano médio
Prova Artes 1 ano médio
 
Linguagens da artes (atividades )
Linguagens da artes (atividades )Linguagens da artes (atividades )
Linguagens da artes (atividades )
 
Avaliação de Arte 2º Ensino Médio
Avaliação de Arte 2º Ensino MédioAvaliação de Arte 2º Ensino Médio
Avaliação de Arte 2º Ensino Médio
 
10 dinâmicas divertidas e envolventes
10 dinâmicas divertidas e envolventes10 dinâmicas divertidas e envolventes
10 dinâmicas divertidas e envolventes
 

Semelhante a Sequência didática - escrita de autorretrato

Articulação vertical e horizontal ji ,1º ciclo
Articulação vertical e horizontal ji ,1º cicloArticulação vertical e horizontal ji ,1º ciclo
Articulação vertical e horizontal ji ,1º cicloAMG Sobrenome
 
PDF_JACKSON_BEZERRA_PORTUGUES_TEORIA.pdf
PDF_JACKSON_BEZERRA_PORTUGUES_TEORIA.pdfPDF_JACKSON_BEZERRA_PORTUGUES_TEORIA.pdf
PDF_JACKSON_BEZERRA_PORTUGUES_TEORIA.pdfSelmaViana4
 
Metas curriculares de português. 5º 6ºdocx
Metas curriculares de português. 5º 6ºdocxMetas curriculares de português. 5º 6ºdocx
Metas curriculares de português. 5º 6ºdocxAna Arminda Moreira
 
Planificação 7º versão final
Planificação 7º versão finalPlanificação 7º versão final
Planificação 7º versão finalIsabel Silva
 
Planejamento anual 4 ano
Planejamento anual 4 anoPlanejamento anual 4 ano
Planejamento anual 4 anoEidrianJoshef1
 
Quero saber mais...
Quero saber mais...Quero saber mais...
Quero saber mais...bibliotecap
 
Como fazer uma composição
Como fazer uma composiçãoComo fazer uma composição
Como fazer uma composiçãoCláudia Fonseca
 
14 trabalhos acadêmicos
14 trabalhos acadêmicos14 trabalhos acadêmicos
14 trabalhos acadêmicosJoao Balbi
 
14 trabalhos acadêmicos
14 trabalhos acadêmicos14 trabalhos acadêmicos
14 trabalhos acadêmicosJoao Balbi
 
14 trabalhos acadêmicos
14 trabalhos acadêmicos14 trabalhos acadêmicos
14 trabalhos acadêmicosJoao Balbi
 
14 trabalhos acadêmicos
14 trabalhos acadêmicos14 trabalhos acadêmicos
14 trabalhos acadêmicosJoao Balbi
 
14 trabalhos acadêmicos
14 trabalhos acadêmicos14 trabalhos acadêmicos
14 trabalhos acadêmicosJoao Balbi
 
14 trabalhos acadêmicos
14 trabalhos acadêmicos14 trabalhos acadêmicos
14 trabalhos acadêmicosJoao Balbi
 
Como fazer um trabalho?
Como fazer um trabalho?Como fazer um trabalho?
Como fazer um trabalho?ildamaria
 
Produção de texto - Percursos da escrita - Texto argumentativo
Produção de texto - Percursos da escrita - Texto argumentativoProdução de texto - Percursos da escrita - Texto argumentativo
Produção de texto - Percursos da escrita - Texto argumentativocomplementoindirecto
 

Semelhante a Sequência didática - escrita de autorretrato (20)

Articulação vertical e horizontal ji ,1º ciclo
Articulação vertical e horizontal ji ,1º cicloArticulação vertical e horizontal ji ,1º ciclo
Articulação vertical e horizontal ji ,1º ciclo
 
01 lingua portuguesa
01 lingua portuguesa01 lingua portuguesa
01 lingua portuguesa
 
July8th
July8thJuly8th
July8th
 
PDF_JACKSON_BEZERRA_PORTUGUES_TEORIA.pdf
PDF_JACKSON_BEZERRA_PORTUGUES_TEORIA.pdfPDF_JACKSON_BEZERRA_PORTUGUES_TEORIA.pdf
PDF_JACKSON_BEZERRA_PORTUGUES_TEORIA.pdf
 
Metas curriculares de português. 5º 6ºdocx
Metas curriculares de português. 5º 6ºdocxMetas curriculares de português. 5º 6ºdocx
Metas curriculares de português. 5º 6ºdocx
 
Planificação 7º versão final
Planificação 7º versão finalPlanificação 7º versão final
Planificação 7º versão final
 
Planejamento anual 4 ano
Planejamento anual 4 anoPlanejamento anual 4 ano
Planejamento anual 4 ano
 
Quero saber mais...
Quero saber mais...Quero saber mais...
Quero saber mais...
 
Apostila producao de textos
Apostila producao de textosApostila producao de textos
Apostila producao de textos
 
P7 plano aula
P7 plano aulaP7 plano aula
P7 plano aula
 
Como fazer uma composição
Como fazer uma composiçãoComo fazer uma composição
Como fazer uma composição
 
14 trabalhos acadêmicos
14 trabalhos acadêmicos14 trabalhos acadêmicos
14 trabalhos acadêmicos
 
14 trabalhos acadêmicos
14 trabalhos acadêmicos14 trabalhos acadêmicos
14 trabalhos acadêmicos
 
14 trabalhos acadêmicos
14 trabalhos acadêmicos14 trabalhos acadêmicos
14 trabalhos acadêmicos
 
14 trabalhos acadêmicos
14 trabalhos acadêmicos14 trabalhos acadêmicos
14 trabalhos acadêmicos
 
14 trabalhos acadêmicos
14 trabalhos acadêmicos14 trabalhos acadêmicos
14 trabalhos acadêmicos
 
14 trabalhos acadêmicos
14 trabalhos acadêmicos14 trabalhos acadêmicos
14 trabalhos acadêmicos
 
Como fazer um trabalho?
Como fazer um trabalho?Como fazer um trabalho?
Como fazer um trabalho?
 
10º testes leya
10º testes leya10º testes leya
10º testes leya
 
Produção de texto - Percursos da escrita - Texto argumentativo
Produção de texto - Percursos da escrita - Texto argumentativoProdução de texto - Percursos da escrita - Texto argumentativo
Produção de texto - Percursos da escrita - Texto argumentativo
 

Mais de Becre Forte da Casa

Como tirar apontamentos internet
Como tirar apontamentos internet Como tirar apontamentos internet
Como tirar apontamentos internet Becre Forte da Casa
 
Cartoon - As vítimas do pai natal
Cartoon - As vítimas do pai natalCartoon - As vítimas do pai natal
Cartoon - As vítimas do pai natalBecre Forte da Casa
 
Era uma vez... Literatura Oral Tradicional
Era uma vez... Literatura Oral TradicionalEra uma vez... Literatura Oral Tradicional
Era uma vez... Literatura Oral TradicionalBecre Forte da Casa
 
"Era uma vez... A literatura oral tradicional"
"Era uma vez... A literatura oral tradicional""Era uma vez... A literatura oral tradicional"
"Era uma vez... A literatura oral tradicional"Becre Forte da Casa
 
Ficha de trabalho - Lenda do Galo de Barcelos
Ficha de trabalho - Lenda do Galo de BarcelosFicha de trabalho - Lenda do Galo de Barcelos
Ficha de trabalho - Lenda do Galo de BarcelosBecre Forte da Casa
 
Ficha trabalho: O adjetivo - flexão adjetival
Ficha trabalho: O adjetivo - flexão adjetivalFicha trabalho: O adjetivo - flexão adjetival
Ficha trabalho: O adjetivo - flexão adjetivalBecre Forte da Casa
 
Ficha trabalho: O adjetivo - casos particulares do superlativo e do comparativo
Ficha trabalho: O adjetivo - casos particulares do superlativo e do comparativoFicha trabalho: O adjetivo - casos particulares do superlativo e do comparativo
Ficha trabalho: O adjetivo - casos particulares do superlativo e do comparativoBecre Forte da Casa
 
Ficha trabalho: O adjetivo - subclasses e expressividade
Ficha trabalho: O adjetivo - subclasses e expressividadeFicha trabalho: O adjetivo - subclasses e expressividade
Ficha trabalho: O adjetivo - subclasses e expressividadeBecre Forte da Casa
 
Ficha trabalho: O adjetivo - caracterizar personagens e sentimentos
Ficha trabalho: O adjetivo -  caracterizar personagens e sentimentosFicha trabalho: O adjetivo -  caracterizar personagens e sentimentos
Ficha trabalho: O adjetivo - caracterizar personagens e sentimentosBecre Forte da Casa
 
Boletim digital becre's do agrupamento de escolas do forte da casa
Boletim digital   becre's do agrupamento de escolas do forte da casaBoletim digital   becre's do agrupamento de escolas do forte da casa
Boletim digital becre's do agrupamento de escolas do forte da casaBecre Forte da Casa
 
Escritor do Mês - Luis Sepúlveda
Escritor do Mês - Luis SepúlvedaEscritor do Mês - Luis Sepúlveda
Escritor do Mês - Luis SepúlvedaBecre Forte da Casa
 
Regulamento do Concurso "Os livros fazem-se de sonhos..."
Regulamento do Concurso "Os livros fazem-se de sonhos..."Regulamento do Concurso "Os livros fazem-se de sonhos..."
Regulamento do Concurso "Os livros fazem-se de sonhos..."Becre Forte da Casa
 
Ficha de trabalho a partir da Lenda da Serra da Estrela
Ficha de trabalho a partir da Lenda da Serra da EstrelaFicha de trabalho a partir da Lenda da Serra da Estrela
Ficha de trabalho a partir da Lenda da Serra da EstrelaBecre Forte da Casa
 
Lenda da Serra da Estrela, de Ana Oom
Lenda da Serra da Estrela, de Ana OomLenda da Serra da Estrela, de Ana Oom
Lenda da Serra da Estrela, de Ana OomBecre Forte da Casa
 

Mais de Becre Forte da Casa (20)

Como tirar apontamentos internet
Como tirar apontamentos internet Como tirar apontamentos internet
Como tirar apontamentos internet
 
Cartoon - As vítimas do pai natal
Cartoon - As vítimas do pai natalCartoon - As vítimas do pai natal
Cartoon - As vítimas do pai natal
 
Publicidade - características
Publicidade  - característicasPublicidade  - características
Publicidade - características
 
CEL - Quantificadores
CEL - QuantificadoresCEL - Quantificadores
CEL - Quantificadores
 
Era uma vez... Literatura Oral Tradicional
Era uma vez... Literatura Oral TradicionalEra uma vez... Literatura Oral Tradicional
Era uma vez... Literatura Oral Tradicional
 
"Era uma vez... A literatura oral tradicional"
"Era uma vez... A literatura oral tradicional""Era uma vez... A literatura oral tradicional"
"Era uma vez... A literatura oral tradicional"
 
Ficha de trabalho - Lenda do Galo de Barcelos
Ficha de trabalho - Lenda do Galo de BarcelosFicha de trabalho - Lenda do Galo de Barcelos
Ficha de trabalho - Lenda do Galo de Barcelos
 
Ficha trabalho: O adjetivo - flexão adjetival
Ficha trabalho: O adjetivo - flexão adjetivalFicha trabalho: O adjetivo - flexão adjetival
Ficha trabalho: O adjetivo - flexão adjetival
 
Ficha trabalho: O adjetivo - casos particulares do superlativo e do comparativo
Ficha trabalho: O adjetivo - casos particulares do superlativo e do comparativoFicha trabalho: O adjetivo - casos particulares do superlativo e do comparativo
Ficha trabalho: O adjetivo - casos particulares do superlativo e do comparativo
 
Ficha trabalho: O adjetivo - subclasses e expressividade
Ficha trabalho: O adjetivo - subclasses e expressividadeFicha trabalho: O adjetivo - subclasses e expressividade
Ficha trabalho: O adjetivo - subclasses e expressividade
 
Ficha trabalho: O adjetivo - caracterizar personagens e sentimentos
Ficha trabalho: O adjetivo -  caracterizar personagens e sentimentosFicha trabalho: O adjetivo -  caracterizar personagens e sentimentos
Ficha trabalho: O adjetivo - caracterizar personagens e sentimentos
 
Subclasses do adjetivo
Subclasses do adjetivoSubclasses do adjetivo
Subclasses do adjetivo
 
Versões "Capuchinho Vermelho"
Versões   "Capuchinho Vermelho"Versões   "Capuchinho Vermelho"
Versões "Capuchinho Vermelho"
 
Boletim digital becre's do agrupamento de escolas do forte da casa
Boletim digital   becre's do agrupamento de escolas do forte da casaBoletim digital   becre's do agrupamento de escolas do forte da casa
Boletim digital becre's do agrupamento de escolas do forte da casa
 
Escritor do Mês - Luis Sepúlveda
Escritor do Mês - Luis SepúlvedaEscritor do Mês - Luis Sepúlveda
Escritor do Mês - Luis Sepúlveda
 
Regulamento do Concurso "Os livros fazem-se de sonhos..."
Regulamento do Concurso "Os livros fazem-se de sonhos..."Regulamento do Concurso "Os livros fazem-se de sonhos..."
Regulamento do Concurso "Os livros fazem-se de sonhos..."
 
Feira do Livro
Feira do LivroFeira do Livro
Feira do Livro
 
Ficha de trabalho a partir da Lenda da Serra da Estrela
Ficha de trabalho a partir da Lenda da Serra da EstrelaFicha de trabalho a partir da Lenda da Serra da Estrela
Ficha de trabalho a partir da Lenda da Serra da Estrela
 
Lenda da Serra da Estrela, de Ana Oom
Lenda da Serra da Estrela, de Ana OomLenda da Serra da Estrela, de Ana Oom
Lenda da Serra da Estrela, de Ana Oom
 
Cartaz da Semana da Leitura
Cartaz da Semana da LeituraCartaz da Semana da Leitura
Cartaz da Semana da Leitura
 

Último

DIGNITAS INFINITA - DIGNIDADE HUMANA -Declaração do Dicastério para a Doutrin...
DIGNITAS INFINITA - DIGNIDADE HUMANA -Declaração do Dicastério para a Doutrin...DIGNITAS INFINITA - DIGNIDADE HUMANA -Declaração do Dicastério para a Doutrin...
DIGNITAS INFINITA - DIGNIDADE HUMANA -Declaração do Dicastério para a Doutrin...Martin M Flynn
 
Noções de Orçamento Público AFO - CNU - Aula 1 - Alunos.pdf
Noções de Orçamento Público AFO - CNU - Aula 1 - Alunos.pdfNoções de Orçamento Público AFO - CNU - Aula 1 - Alunos.pdf
Noções de Orçamento Público AFO - CNU - Aula 1 - Alunos.pdfdottoor
 
HORA DO CONTO3_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO3_BECRE D. CARLOS I_2023_2024HORA DO CONTO3_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO3_BECRE D. CARLOS I_2023_2024Sandra Pratas
 
Aula - 2º Ano - Cultura e Sociedade - Conceitos-chave
Aula - 2º Ano - Cultura e Sociedade - Conceitos-chaveAula - 2º Ano - Cultura e Sociedade - Conceitos-chave
Aula - 2º Ano - Cultura e Sociedade - Conceitos-chaveaulasgege
 
geografia 7 ano - relevo, altitude, topos do mundo
geografia 7 ano - relevo, altitude, topos do mundogeografia 7 ano - relevo, altitude, topos do mundo
geografia 7 ano - relevo, altitude, topos do mundonialb
 
QUIZ DE MATEMATICA SHOW DO MILHÃO PREPARAÇÃO ÇPARA AVALIAÇÕES EXTERNAS
QUIZ DE MATEMATICA SHOW DO MILHÃO PREPARAÇÃO ÇPARA AVALIAÇÕES EXTERNASQUIZ DE MATEMATICA SHOW DO MILHÃO PREPARAÇÃO ÇPARA AVALIAÇÕES EXTERNAS
QUIZ DE MATEMATICA SHOW DO MILHÃO PREPARAÇÃO ÇPARA AVALIAÇÕES EXTERNASEdinardo Aguiar
 
19 de abril - Dia dos povos indigenas brasileiros
19 de abril - Dia dos povos indigenas brasileiros19 de abril - Dia dos povos indigenas brasileiros
19 de abril - Dia dos povos indigenas brasileirosMary Alvarenga
 
Educação São Paulo centro de mídias da SP
Educação São Paulo centro de mídias da SPEducação São Paulo centro de mídias da SP
Educação São Paulo centro de mídias da SPanandatss1
 
DIA DO INDIO - FLIPBOOK PARA IMPRIMIR.pdf
DIA DO INDIO - FLIPBOOK PARA IMPRIMIR.pdfDIA DO INDIO - FLIPBOOK PARA IMPRIMIR.pdf
DIA DO INDIO - FLIPBOOK PARA IMPRIMIR.pdfIedaGoethe
 
FCEE - Diretrizes - Autismo.pdf para imprimir
FCEE - Diretrizes - Autismo.pdf para imprimirFCEE - Diretrizes - Autismo.pdf para imprimir
FCEE - Diretrizes - Autismo.pdf para imprimirIedaGoethe
 
Baladão sobre Variação Linguistica para o spaece.pptx
Baladão sobre Variação Linguistica para o spaece.pptxBaladão sobre Variação Linguistica para o spaece.pptx
Baladão sobre Variação Linguistica para o spaece.pptxacaciocarmo1
 
Cartilha 1º Ano Alfabetização _ 1º Ano Ensino Fundamental
Cartilha 1º Ano Alfabetização _ 1º Ano Ensino FundamentalCartilha 1º Ano Alfabetização _ 1º Ano Ensino Fundamental
Cartilha 1º Ano Alfabetização _ 1º Ano Ensino Fundamentalgeone480617
 
HORA DO CONTO4_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO4_BECRE D. CARLOS I_2023_2024HORA DO CONTO4_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO4_BECRE D. CARLOS I_2023_2024Sandra Pratas
 
PRIMEIRO---RCP - DEA - BLS estudos - basico
PRIMEIRO---RCP - DEA - BLS estudos - basicoPRIMEIRO---RCP - DEA - BLS estudos - basico
PRIMEIRO---RCP - DEA - BLS estudos - basicoSilvaDias3
 
Slides criatividade 01042024 finalpdf Portugues.pdf
Slides criatividade 01042024 finalpdf Portugues.pdfSlides criatividade 01042024 finalpdf Portugues.pdf
Slides criatividade 01042024 finalpdf Portugues.pdfpaulafernandes540558
 
Slides Lição 3, Betel, Ordenança para congregar e prestar culto racional, 2Tr...
Slides Lição 3, Betel, Ordenança para congregar e prestar culto racional, 2Tr...Slides Lição 3, Betel, Ordenança para congregar e prestar culto racional, 2Tr...
Slides Lição 3, Betel, Ordenança para congregar e prestar culto racional, 2Tr...LuizHenriquedeAlmeid6
 
Currículo escolar na perspectiva da educação inclusiva.pdf
Currículo escolar na perspectiva da educação inclusiva.pdfCurrículo escolar na perspectiva da educação inclusiva.pdf
Currículo escolar na perspectiva da educação inclusiva.pdfIedaGoethe
 
A Inteligência Artificial na Educação e a Inclusão Linguística
A Inteligência Artificial na Educação e a Inclusão LinguísticaA Inteligência Artificial na Educação e a Inclusão Linguística
A Inteligência Artificial na Educação e a Inclusão LinguísticaFernanda Ledesma
 
VALORES HUMANOS NA DISCIPLINA DE ENSINO RELIGIOSO
VALORES HUMANOS NA DISCIPLINA DE ENSINO RELIGIOSOVALORES HUMANOS NA DISCIPLINA DE ENSINO RELIGIOSO
VALORES HUMANOS NA DISCIPLINA DE ENSINO RELIGIOSOBiatrizGomes1
 
Mesoamérica.Astecas,inca,maias , olmecas
Mesoamérica.Astecas,inca,maias , olmecasMesoamérica.Astecas,inca,maias , olmecas
Mesoamérica.Astecas,inca,maias , olmecasRicardo Diniz campos
 

Último (20)

DIGNITAS INFINITA - DIGNIDADE HUMANA -Declaração do Dicastério para a Doutrin...
DIGNITAS INFINITA - DIGNIDADE HUMANA -Declaração do Dicastério para a Doutrin...DIGNITAS INFINITA - DIGNIDADE HUMANA -Declaração do Dicastério para a Doutrin...
DIGNITAS INFINITA - DIGNIDADE HUMANA -Declaração do Dicastério para a Doutrin...
 
Noções de Orçamento Público AFO - CNU - Aula 1 - Alunos.pdf
Noções de Orçamento Público AFO - CNU - Aula 1 - Alunos.pdfNoções de Orçamento Público AFO - CNU - Aula 1 - Alunos.pdf
Noções de Orçamento Público AFO - CNU - Aula 1 - Alunos.pdf
 
HORA DO CONTO3_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO3_BECRE D. CARLOS I_2023_2024HORA DO CONTO3_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO3_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
 
Aula - 2º Ano - Cultura e Sociedade - Conceitos-chave
Aula - 2º Ano - Cultura e Sociedade - Conceitos-chaveAula - 2º Ano - Cultura e Sociedade - Conceitos-chave
Aula - 2º Ano - Cultura e Sociedade - Conceitos-chave
 
geografia 7 ano - relevo, altitude, topos do mundo
geografia 7 ano - relevo, altitude, topos do mundogeografia 7 ano - relevo, altitude, topos do mundo
geografia 7 ano - relevo, altitude, topos do mundo
 
QUIZ DE MATEMATICA SHOW DO MILHÃO PREPARAÇÃO ÇPARA AVALIAÇÕES EXTERNAS
QUIZ DE MATEMATICA SHOW DO MILHÃO PREPARAÇÃO ÇPARA AVALIAÇÕES EXTERNASQUIZ DE MATEMATICA SHOW DO MILHÃO PREPARAÇÃO ÇPARA AVALIAÇÕES EXTERNAS
QUIZ DE MATEMATICA SHOW DO MILHÃO PREPARAÇÃO ÇPARA AVALIAÇÕES EXTERNAS
 
19 de abril - Dia dos povos indigenas brasileiros
19 de abril - Dia dos povos indigenas brasileiros19 de abril - Dia dos povos indigenas brasileiros
19 de abril - Dia dos povos indigenas brasileiros
 
Educação São Paulo centro de mídias da SP
Educação São Paulo centro de mídias da SPEducação São Paulo centro de mídias da SP
Educação São Paulo centro de mídias da SP
 
DIA DO INDIO - FLIPBOOK PARA IMPRIMIR.pdf
DIA DO INDIO - FLIPBOOK PARA IMPRIMIR.pdfDIA DO INDIO - FLIPBOOK PARA IMPRIMIR.pdf
DIA DO INDIO - FLIPBOOK PARA IMPRIMIR.pdf
 
FCEE - Diretrizes - Autismo.pdf para imprimir
FCEE - Diretrizes - Autismo.pdf para imprimirFCEE - Diretrizes - Autismo.pdf para imprimir
FCEE - Diretrizes - Autismo.pdf para imprimir
 
Baladão sobre Variação Linguistica para o spaece.pptx
Baladão sobre Variação Linguistica para o spaece.pptxBaladão sobre Variação Linguistica para o spaece.pptx
Baladão sobre Variação Linguistica para o spaece.pptx
 
Cartilha 1º Ano Alfabetização _ 1º Ano Ensino Fundamental
Cartilha 1º Ano Alfabetização _ 1º Ano Ensino FundamentalCartilha 1º Ano Alfabetização _ 1º Ano Ensino Fundamental
Cartilha 1º Ano Alfabetização _ 1º Ano Ensino Fundamental
 
HORA DO CONTO4_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO4_BECRE D. CARLOS I_2023_2024HORA DO CONTO4_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO4_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
 
PRIMEIRO---RCP - DEA - BLS estudos - basico
PRIMEIRO---RCP - DEA - BLS estudos - basicoPRIMEIRO---RCP - DEA - BLS estudos - basico
PRIMEIRO---RCP - DEA - BLS estudos - basico
 
Slides criatividade 01042024 finalpdf Portugues.pdf
Slides criatividade 01042024 finalpdf Portugues.pdfSlides criatividade 01042024 finalpdf Portugues.pdf
Slides criatividade 01042024 finalpdf Portugues.pdf
 
Slides Lição 3, Betel, Ordenança para congregar e prestar culto racional, 2Tr...
Slides Lição 3, Betel, Ordenança para congregar e prestar culto racional, 2Tr...Slides Lição 3, Betel, Ordenança para congregar e prestar culto racional, 2Tr...
Slides Lição 3, Betel, Ordenança para congregar e prestar culto racional, 2Tr...
 
Currículo escolar na perspectiva da educação inclusiva.pdf
Currículo escolar na perspectiva da educação inclusiva.pdfCurrículo escolar na perspectiva da educação inclusiva.pdf
Currículo escolar na perspectiva da educação inclusiva.pdf
 
A Inteligência Artificial na Educação e a Inclusão Linguística
A Inteligência Artificial na Educação e a Inclusão LinguísticaA Inteligência Artificial na Educação e a Inclusão Linguística
A Inteligência Artificial na Educação e a Inclusão Linguística
 
VALORES HUMANOS NA DISCIPLINA DE ENSINO RELIGIOSO
VALORES HUMANOS NA DISCIPLINA DE ENSINO RELIGIOSOVALORES HUMANOS NA DISCIPLINA DE ENSINO RELIGIOSO
VALORES HUMANOS NA DISCIPLINA DE ENSINO RELIGIOSO
 
Mesoamérica.Astecas,inca,maias , olmecas
Mesoamérica.Astecas,inca,maias , olmecasMesoamérica.Astecas,inca,maias , olmecas
Mesoamérica.Astecas,inca,maias , olmecas
 

Sequência didática - escrita de autorretrato

  • 1. 1 Escola Básica de Padre José Rota Língua Portuguesa - 7ºAno SEQUÊNCIA DIDÁTICA “ESCRITA - AUTORRETRATO”
  • 2. 2 Duração: 4 aulas (2 blocos de 90 min.) Produto: Elaboração de um Autorretrato Competência Foco e Competências Associadas Leitura CEL Descritores de desempenho (Competência Foco) Conteúdos Escreverpara construire expressarconhecimento(s): • Utilizar, com autonomia, estratégias de preparação e de planificação da escrita de textos. • Selecionar tipos e formatos de textos adequados a intencionalidades e contextos específicos: − descritivos (reais). • Redigir textos coerentes, seleccionando registos e recursos verbais adequados: − ordenar e hierarquizar a informação, tendo em vista a continuidade de sentido, a progressão temática e a coerência global do texto; − dar ao texto a estrutura e o formato adequados, respeitando convenções tipológicas e (orto)gráficas estabelecidas; − diversificaro vocabulário e as estruturas utilizadas nos textos, com recurso ao português-padrão; - respeitar as regras da pontuação e sinais auxiliares da escrita.  Utilizar, com autonomia, estratégias de revisão e aperfeiçoamento de textos.  Utilizar com critério as potencialidades das tecnologias da informação e comunicação nos planos da produção, revisão e edição de texto. Escreveremtermospessoaise criativos: • Explorara criação de novasconfiguraçõestextuais,mobilizandoa reflexão sobre os textose sobre as suasespecificidades.  Utilizarosrecursostecnológicosparadesenvolverprojetose circuitos de comunicaçãoescrita.  Escrita (DT C.1.1.)  Texto (DT C.1.2.)  Plano do texto (DT C.1.2.)  Sequência textual (DT C.1.2)  Sequência descritiva  Coerência textual (DT C.1.2.)  Convenções e regras para a configuração gráfica (DT E.4.)  Pontuação e sinais auxiliares de escrita (DT E.2.) Descritores de desempenho das competências associadas Leitura  Utilizar a leitura para localizar, selecionar e organizar a informação.  Identificar e caracterizar diferentes tipologias e géneros textuais.  Utilizar procedimentos de organização e tratamento da informação: utilizar grelhas de registo. Escrita
  • 3. 3 CEL  Reconhecer propriedades configuradoras da textualidade: coesão textual. Conhecimentos prévios Língua-padrão; Ortografia; Sinais de pontuação; Recursos linguísticos (lexicais, sintáticos, semânticos, discursivos e pragmáticos); Sequência descritiva; Características do autorretrato. Atividades Tempo Recursos Instrumentos de Avaliação PRÉ – ESCRITA (CRIAÇÃO DE UM CONTEXTO) Leitura de textos modelares e respetiva análise/”desmontagem”. (Etapa 1) Exercícios de mobilização de conhecimentos. (Etapa 1) 1 bloco de 45 min. PowerPoint com retratos de personagens de BD (Anexo 1) Projetor Exercício de Escrita  Resposta aberta Autorretrato:  Planificação do texto  Textualização  Revisão/aperfeiçoamento Ficha de auto e heteroavaliação. Registo de observação. ESCRITA Planificação do texto . Preenchimento de um esquema com tópicos a desenvolver no autorretrato. (Etapa 2) Textualização . Produção do autorretrato. (Etapa 3) Revisão . Releitura do autorretrato, partindo de um conjunto de questões. (Etapa 4) . Preenchimento de uma grelha para consignar os aspetos positivos, os aspetos e melhorar e sugestões de aperfeiçoamento. 1 bloco de 90 min. 1 bloco de 45 min. Caderno diário Ficha de trabalho (anexo 2)
  • 4. 4 (Etapa 4) Aperfeiçoamento Reescrita do autorretrato. (Etapa 4) PÓS – ESCRITA Reunião e divulgação das produções dos alunos em formato digital: e-book. (Etapa 5). (fora do espaço da sala de aula) Textos produzidos pelos alunos
  • 5. 5 Sequência de atividades  Etapa 1 1. Lê os retratos que se seguem alusivos a personagens de Banda Desenhada que conheces muito bem. Ponto de partida para o trabalho (criação de um contexto) Na medida em que esta sequência de aprendizagem surge após o estudo de textos icónico- verbais (Cartoon e BD), onde também se sistematizaram aspetos relacionados com o adjetivo, sugere-se, agora, a leitura de RETRATOS de personagens de BANDA DESENHADA. Estes textos servirão de modelo para as produções dos discentes. Obélix é oamigoinseparável de Astérix. Carregador de menires de profissão, dada a sua corpulência, grande apreciador de javalis e de belas cenas de pancadaria,Obélix caiu no caldeirão da poção mágica quando era pequeno. Sensível aos encantos das lindas gaulesas Zitinha e Falbala, e sempre acompanhado do seu fiel cão Ideiafix, Obélix é conhecido por colecionar capacetes amolgados de legionários romanos!
  • 6. 6 2. Após a leitura dos retratos, e de acordo com a informação neles presente, preenche o esquema que se segue. Personagem Aspetos a observar ASTÉRIX MAFALDA Idade Características físicas Características Psicológicas Virtudes Defeitos Hobbies Profissão Marcadores discursivos (palavras/expressões utilizadas para ligar ideias, frases ou parágrafos) 3. Diz, então, o que entendes por RETRATO. Mafalda é uma menina com cinco anos de idade, filha de um corretor de seguros e de uma doméstica. De estatura baixa e com formas arredondadas, Mafaldinha, como também é conhecida, não aceita o mundo tal como ele é.Na verdade,estásempre insatisfeita com a situaçãopolítica,razão pelaqual temgrandes tiradas mordazes sobre a luta de classes. Não obstante esta sua atitude mais adulta, a personagem apresenta, por outro lado, a simplicidade de uma menina que detesta sopa e adora os Beatles. Não dispensa as partidas de xadrez e o baloiço. Quando crescer, pretende tornar-se tradutora da ONU.
  • 7. 7  Etapa 2 4. Vais escrever o teu autorretrato, colocando a ti mesmo as questões que se seguem. Obterás o plano do teu texto, anotando as respostas. Aspetos a considerar: Tópicos de resposta: Introdução: Apresentação global Quem sou? Que idade tenho? Onde Vivo? Desenvolvimento: Traços particulares Como me vejo fisicamente? (altura, peso, rosto, cabelos, olhos…) Com que personagem de BD me identifico mais? (ver lista de sugestões) Que tipo de pessoa sou eu? (tímido, extrovertido, comunicativo, impulsivo, solitário…) Que virtudes tenho? Quais os defeitos que mais me apontam? Como ocupo o meu tempo? (o que faço no dia a dia, o que faço nos meus tempos livres) Conclusão O que gostaria de mudar em mim? 5. Para articulares as tuas ideias, frases ou parágrafos, utiliza alguns dos marcadores discursivos abaixo. Marcadores Discursivos Tipo de ligação Exemplos de Marcadores Discursivos Ordenar/enumerar Em primeiro lugar, de seguida, por último, finalmente… Explicar ou retificar Isto é, ou seja, por outras palavras, dizendo melhor, ou antes, quer dizer… Exemplificar/concretizar Por exemplo, como, mais concretamente, nomeadamente, particularmente… Antecipação do texto a ser produzido (planificação) Nesta etapa, os alunos registarão por tópicos os aspetos que vão contemplar no seu próprio retrato. Para esse efeito, procedem a uma esquematização da informação no esquema que o professor lhes fornece.
  • 8. 8 Introduzir uma relação de oposição Mas,contudo, no entanto, porém, todavia,apesar disso,embora, por outro lado… Introduzir uma relação de tempo Quando, antes, primeiro, depois, entretanto, logo que, até que, mais tarde, nesse momento, em seguida, ao mesmo tempo… Introduzir uma relação de causa Porque, visto que, dado que, na medida em que, considerando que… Defender uma ideia De facto, efetivamente, com efeito, realmente, na verdade, na realidade, por um lado… por outro, deste modo… Concluir Em conclusão, em síntese, resumindo, enfim, é por isso que, portanto, assim, em suma…  Etapa 3 6. Partindo dos tópicos que apontaste na grelha anterior, redige o teu autorretrato. Tem em atenção o seguinte: - O teu texto deve ter entre 15 a 20 linhas; - O autorretrato deve ter um título sugestivo (e não simplesmente “Autorretrato de …”). _______________________________________________ _________________________________________________________________________ ________________________________________________________________________ ________________________________________________________________________ ________________________________________________________________________ ________________________________________________________________________ ________________________________________________________________________ _________________________________________________________________________ ________________________________________________________________________ _________________________________________________________________________ Produção do autorretrato (textualização) Nestaetapa,os alunos procedem à redação do seu autorretrato. O professor deve verificar se o texto que estão a produzir corresponde à planificação delineada.
  • 9. 9  Etapa 4 7. Com a ajuda de um colega, releiam agora o vosso texto de modo a identificarem os aspetos apreciados de forma mais positiva e os aspetos que podem ser melhorados. Discutam alternativas para resolver os problemas identificados. Orientem a vossa discussão a partir das seguintes questões:  Apresentei-me de uma forma global?  Enunciei as minhas principais características físicas?  Referi a personagem de BD com a qual me identifico, justificando?  Enumerei os traços psicológicosque me individualizam (não me esqueci das virtudes e dos defeitos)?  Referi como ocupo o meu tempo?  Concluí o texto, indicando o que acho que poderia mudar em mim?  Respeitei a extensão imposta (15/20 linhas)?  Atribuí um título sugestivo ao meu autorretrato?  Evitei a repetição dos verbos “ser” e “estar”?  Utilizei um vocabulário rico e variado?  Evitei a repetição desnecessária de palavras/expressões?  Recorri a marcadores discursivos para ligar ideias, frases e parágrafos?  Pontuei corretamente o texto?  Prestei atenção à ortografia e acentuação das palavras (foi utilizado o corretor ortográfico do computador ou o dicionário para fazer a revisão do texto)?  Escrevi sem erros sintáticos? 8. Registem as conclusões a que chegaram: Aspetos apreciados de forma mais positiva  Aspetos a melhorar  Sugestõespararesolver os problemas identificados Revisão e aperfeiçoamento do autorretrato Os alunos devem rever as suas produções, tendo em consideração, sobretudo, a adequação comunicativa e a coerência textual. Neste sentido, o professor apresenta aos discentes um conjunto de questões que os obrigará a rever os seus textos. Antes de os reescreverem, os alunos, em trabalho de pares, anotam os aspetos a melhorar.
  • 10. 10 9. Reescrevam o vosso texto com base nas sugestões registadas.  Etapa 5 _______________________________________________ ___________________________________________________________________ ___________________________________________________________________ ___________________________________________________________________ ___________________________________________________________________ ___________________________________________________________________ ___________________________________________________________________ __________________________________________________________________ ___________________________________________________________________ ___________________________________________________________________ ___________________________________________________________________ ___________________________________________________________________ ___________________________________________________________________ ___________________________________________________________________ _____ ___________________________________________________________________ ______ ___________________________________________________________________ ______ ___________________________________________________________________ _____ ___________________________________________________________________ ___ ___________________________________________________________________ __ ___________________________________________________________________ __ ___________________________________________________________________ __ Divulgação dos escritos produzidos Depoisde aperfeiçoadosostextos,oprofessor solicita aos alunos que lhe entreguem uma cópia emformatodigital, de modo a poder construir-se um e-book, o qual será postado no blogue do clube “Artes e Letras”. Assegura-se, assim, a circulação dos escritos produzidos através de circuitos de comunicação autênticos.