December 29th, 2009                                                                                                     Pu...
December 29th, 2009                                                                                                    Pub...
December 29th, 2009                                                                                                    Pub...
December 29th, 2009                                                                                                   Publ...
December 29th, 2009                                                                                                    Pub...
December 29th, 2009                                                                                                    Pub...
December 29th, 2009                                                                                                  Publi...
December 29th, 2009                                                                                                   Publ...
December 29th, 2009                                                                                                  Publi...
December 29th, 2009                                                                                                    Pub...
December 29th, 2009                                                                                                     Pu...
December 29th, 2009                                                                                                    Pub...
December 29th, 2009                                                                                                  Publi...
December 29th, 2009                                                                                         Published by: ...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

PPS E PDF

1.268 visualizações

Publicada em

PPS E PDF

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.268
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
7
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
1
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

PPS E PDF

  1. 1. December 29th, 2009 Published by: vozlivre PPS e PDF bem arrumados , embaixo da cama , esperando a tua visita, que Dormindo onda na praia em eu sabia, ser breve... Quantos lares tinhas que visitar!... E, ao que sereia amanhecer, de um salto... Eu me punha em pé! Os meus olhos By MARCOS LOURES on December 25th, 2009 seguiam direto a procura dos meus sapatos, onde um ajudante teu – quantos desses tens mundo afora... –, tinha colocado Dormindo onda na praia em que sereia o meu presente. Desnuda-se, divina poesia, Enquanto passeando pela areia Lembro da boneca duura... baraata.. . que o teu ajudante Beleza sensual logo se via, me presenteou! Não mexia a cabeça, nem os braços e menos ainda as pernas. Os olhos eram pintados... Porém, como me Estreitando em meus braços, incendeia fez feliz!... E toma todo espaço, esta iguaria Na qual o amor que invade e me inebria Fui crescendo e o meu entendimento cresceu comigo... Derrama cada gota, lua cheia... Quantas perguntas eu fiz a mim mesma... Algumas sem respostas, outras... vieram a mim. E esbarro nos teus seios, bebo a fonte, Encontro os meus desejos no horizonte Como é lindo o Natal! É uma festa que simboliza a paz e Fazendo-te de deusa, seu escravo a fraternidade entre os homens... Tudo é tão singelo, tão mágico!... Tão saudoso... Mesmo, para os que ainda, não têm Que roça a tua pele devagar, porque sentir saudade... Lambendo a tua boca até chegar O gozo triunfal em que me lavo... Tudo é vermelho, verde e branco... Sangue, vida e paz!... Sem ter tua presença, o que Ah!... Hoje, percebo, infelizmente, que a maioria, comemora tudo nessa época, menos o que se deve comemorar de fato!... seria O personagem principal está tão distante de cada um deles. .. By MARCOS LOURES on December 24th, 2009 É uma festa cuja preparação é uma forma de exaltação própria! A casa material é limpa ornamentada, troca-se móveis e Sem ter tua presença, o que seria utensílios; se faz faxina nos armários e guarda-roupas, é Da vida deste pobre sonhador, momento de inovação exterior... Às geladeiras ficam repletas Perdido sem sequer ter fantasia de guloseimas; de supérfluos, para alimentar a quem não Morrendo a cada dia, sofredor, tem fome... É NATAL!! E quando tu vieres, a alegria Foi em busca da compra de presentes, que me deparei com Tornando este cenário encantador, a ‘realidade da época’.. . Ao chegar a uma grande loja No palco desfilando a poesia, de brinquedos... Observei um pai testando um carrinho, Moldando um novo tempo feito amor. guiado por controle remoto. Feliz, tal qual, uma criança... Indeciso entre levar o carrinho e/ou um helicóptero que, Banquetes e festanças são promessas parecia ser mais real, do que se possa imaginar...Com certeza, E quanto à minha vida, recomeças aquele pai estava propenso a si presentear, tanto quanto, Mudando o meu destino, claramente. ao filho... Quem sabe?... Talvez, quando criança, recebera presentes como os que eu recebi... (e, graças a Deus por Vencer os velhos medos e temores, tê-los recebido...) Naquele momento de observância, percebi Seguindo cada rumo aonde fores, uma criança maltrapilha – menino-de-rua – admiradíssimo Futuro sem igual, a alma pressente... com tamanha beleza... Ele assentou-se no chão e ficou embevecido. Os seus olhos brilhavam, como as luzes do DESEJOS DO CORAÇÃO Natal... Ora, olhava o carinho que fazia manobras radicais, guiado pelo comprador-criança; ora, fitava para o alto, (CONTO DE NATAL) vendo o helicóptero voaando... tal qual, um pássaro. Foi em By EstherRogessi on December 23rd, 2009 meio aquele enlevo que chegou um vendedor desnaturado, insensível e o colocou para fora, puxando-lhe pelo braço Não mais sou aquela criança, que, às vésperas dos natais grosseiramente... O meu espírito se constrangeu! Quando me longínquos... sonhava, em agonia, com o término da noite recuperei do choque momentâneo, gritei: Pare! Não faça isso! e lutava contra o sono para ver-te chegar durante às Respeite a criança... Suas vestes estão sujas, porém, a sua madrugadas, Noel... Ansiosa eu colocava meus sapatinhos inocência é branca... Não a manche! Deixe-o em paz! Ele está Created using zinepal.com. Go online to create your own zines or read what others have already published. 1
  2. 2. December 29th, 2009 Published by: vozlivre comigo... O homem saiu desconfiado... Perguntei ao garoto: Florindo com seus passos cada prado... qual deles é o mais bonito? E ele respondeu: – O avião!! Papai do Céu – hoje eu sei a nome correto – realizou o sonho daquela criança. Eu sei, o quanto dói, não ter um sonho Dignidade ou Morte (Artigo) realizado... By EstherRogessi on December 22nd, 2009 O que é fácil e corriqueiro para milhares, pode ser de suma importância para outros tantos. Eu tenho um sonho há dez anos... Sei que se tornará real... Viverei até lá!... EstherRogessi.Conto de Natal.Desejos do Coração.Categoria:Narrativa.23/12/09 This obra by Attribute work to name is licensed under a Creative Commons Atribuição-Uso Não-Comercial-Vedada a Criação de Obras Derivadas 2.5 Brasil License Fluindo simplesmente como um rio "Quem busca a verdade, quem obedece à lei do amor, não By MARCOS LOURES on December 23rd, 2009 pode estar preocupado com o amanhã." Fluindo simplesmente como um rio (Gandhi) Que desce embora enfrente corredeiras. Assim faz o poeta, em desafio Aminetu Haidar, mulher, mãe, ativista saharauí, defensora Bebendo das palavras costumeiras, dos Direitos Humanos do seu povo, luta pela libertação do SAHARA OCIDENTAL ’ indo de encontro a violação E quando com meus sonhos eu alio dos Direitos Humanos pela Espanha e Marrocos. Aminetu Dos ermos, as antigas mensageiras, Haidar está impedida de voltar ao seu país por ter escrito no O gozo que a mim mesmo propicio, formulário de regresso as palavras ‘SAHARA OCIDENTAL’ Usando estas imagens mais ligeiras. tendo o seu passaporte confiscado. No dia de ontem, 10 de dezembro, dia Internacional dos Direitos Humanos, foi Repito sempre a mesma ladainha, contado o 25º dia de greve de fome pela ativista que, se Falando deste amor que me convinha encontra no aeroporto de Lanzarote. Aminetu recebeu as E vinha toda noite me acordar, visitas incentivadoras de eurodeputados do GUE/NGL além de outros influentes, como apoio e forma de pressionar Alcançando os arcanjos, querubins, o governo espanhol e marroquino, procurando obter uma Os meios justificam nobres fins, solução para que a ativista possa regressar a pátria... Portanto nem precisa em vão vagar... Quando entrevistada e frente ao questionamento feito sobre o que seria dos seus filhos caso ela viesse a falecer, Aminetu respondeu: ‘Eles perderão a mãe, mas, obterão dignidade’. AMO AMAR VOCÊ Há convocação em toda Espanha e países simpatizantes com By MARCOS LOURES on December 23rd, 2009 a causa..., com movimentos em prol da volta de Aminetu a O amor sempre atropela; o que fazer? pátria. Será lida uma carta redigida por intelectuais ao rei Deixar correr o rio devagar, de Espanha, para que o mesmo interceda junto ao rei de Pensando até no quanto me entregar Marrocos pela vida de Aminetu. Se nada disso o amor deixa escolher. Esta petição tem o apoio de Miguel Portas entre muitos outros. Pede-se um grito face às graves violações dos ‘Direitos Não tendo muito tempo pra perder, Humanos’ no Saara Ocidental. Miguel Portas se dirige em A morte vem chegando, e vai tomar carta aberta ao embaixador espanhol em Lisboa usando os Decerto este cenário, sem luar, termos: ‘não é razoável o fato de um país que não reconheceu Somente amor quem dá, vai receber. a ocupação do Sahara Ocidental, pelo reino de Marrocos, aceitar a imposta estadia de Aminetu Haidar em Lanzerote, O caso é não deixo pra depois, lhe oferecendo a condição de refugiada o que, está totalmente E vivo imaginando assim nós dois, fora da aceitação da mesma, pois, o seu desejo é ser cidadã na Pois tudo o que mais quero é ter ao lado sua própria terra. O escritor português José Saramago após visitar a ativista Aquela a quem se fez enamorada, saharauí afirma que sua saúde está cada vez mais debilitada Mulher que muitas vezes endeusada, e que se ela morre todos seremos moralmente mais pobres . Palavras de Saramago em entrevista ao jornal El-País. Created using zinepal.com. Go online to create your own zines or read what others have already published. 2
  3. 3. December 29th, 2009 Published by: vozlivre Falou o Marquinhos, outro colega nosso, todo orgulhoso... E CHAMO ATIVISMO A VOZ DOS MANSOS EM MEIO ÀS perguntei espantado: INJUSTIÇAS!... – Ah... Ele dar mesmo? Como é que eu faço? Como é que ele vai saber onde moro? EstherRogessi. Escritora UBE. Mat.3963. Artigo: Dignidade Hugo disse alegremente: – Minha mãe me ajuda a fazer o ou Morte. Categoria: Narrativa.11/12/09. Foto Lusa/EPA/ pedido, me diz o que é melhor. Sabe? No Natal passado, eu Martinez de Cripan. Fonte: Web. pedi uma bicicleta, então a minha mãe disse que o Papai Noel era muito velhinho e que era difícil para ele subir o morro, carregando tantos presentes e, ainda mais, uma bicicleta This obra by Attribute work to name is licensed under a pesada... Eu concordei com ela e pedi um carro bem bonito... Creative Commons Atribuição-Uso Não-Comercial-Vedada a – E ele deu? – Claro! Igualzinho ao que eu mostrei a minha Criação de Obras Derivadas 2.5 Brasil License mãe! http://www.cappaz.com.br/esther.htm – Ah...´Foi mesmo? Fiquei pensando durante todo o dia... Como eu queria ganhar feliz natal um presente... Quando mamãe chegou do trabalho – minha By Cacilda on December 23rd, 2009 mãe trabalhava há dez anos na casa de um casal de médicos feliz natal.eml –, contei para ela sobre a minha conversa com os meus colegas. Ela ficou em silêncio, olhando para mim... E vi lágrimas escorrendo por suas faces... Perguntei-lhe: – Por que O MEU MELHOR PRESENTE a senhora está chorando, mãe? – Por nada filho... É que eu cresci sem natais, e, esqueci de DE NATAL (Artigo) fazer você viver os seus... By EstherRogessi on December 22nd, 2009 Perdoe-me, filho... Mas, o que você gostaria de ganhar mesmo? – Um carro bem bonito! – Vou falar para o Papai Noel, está bem? Ah! Que alegria eu senti... Pela primeira vez, eu ganharia um presente do Papai Noel... “Papai!” Que palavra mágica! Boa de falar... Ah! Eu cresci chamando mamãe e só mamãe. Não sei do meu pai... Algumas vezes eu perguntava a minha mãe: – mãe, por que eu não tenho pai? Por que eu não sou como as outras crianças? Ela rodeava, porém, não me falava a verdade. Foi perdido em sonhos, com a alma agitada, que naquela madrugada abafada, no escuro do meu barraco, fitando o teto de zinco, me refrescando através dos chuviscos de uma chuvarada repentina que, se fez cair..., no descanso do desconfortável sofá sem pés, rente ao chão, com um único lençol que eu tinha de optar entre forrar o seu plástico barato, para não me esquentar as costas durante o sono, ou, me cobrir, me livrando dos pernilongos que brigavam entre si, Naquele 23 de dezembro, acordei durante a madrugada, e, em disputa pelo meu sangue. Já passava das vinte e quatro na minha cabecinha de criança, contando apenas 07 anos de horas. Havia uma casa de jogos próximo ao nosso barraco, idade, fiquei sonhando acordado com o Natal. Eu não sabia que costumava fechar muito tarde, eu ouvia os comentários bem o que era, porém, ouvi os meus colegas do ‘Grupo Escolar’ da vizinhança, que o seu fechamento se dava após às vinte e contarem uns para os outros, dos pedidos feitos ao ‘Papai quatro horas... Ouvindo o barulho do fechar de portas, deduzi Noel’... E, timidamente perguntei-lhes: – Quem é? Vocês têm ser muito tarde... A minha mãe ainda não tinha chegado, um pai com o mesmo nome? porém, eu não sentia medo, os meus pensamentos eram tão – Não! Seu bobo... Papai Noel é um velhinho que no dia de bons... Quantos sonhos! Natal dá presentes às crianças... Você nunca ganhou presentes Pelos furos do zinco, percebi pequenos raios luzentes, dele não? entrando e causando um efeito bonito no nosso barraco de – Não... eu não tenho pai... dois cômodos. Os pingos fortes da chuva, faziam-se ouvir no Imediatamente Hugo respondeu: – Não é preciso ter pai pra zinco... Era como se Deus estivesse a me falar em mensagem ganhar presente do papai Noel!... codificada: ‘Estou bem presente aqui, não estás só! Trago o Perguntei-lhe: – Não?... céu para ti como presente de Natal, essas são às luzes de todos – É claro que não! Eu não tenho pai, mas todo Natal Papai os natais que você não viveu meu filho!. .. Noel me dá presente! Created using zinepal.com. Go online to create your own zines or read what others have already published. 3
  4. 4. December 29th, 2009 Published by: vozlivre Comecei a chorar mansinho. Eu era criança, não entendia... nos deu uma casa decente, uma pensão para minha mãe cuidar Mas, no meu coração, eu ouvia uma voz doce, que, de repente, de mim... E sua esposa ao longo dos anos, lhe perdoou. Não deixou de falar dentro do meu coração e inundou o nosso se separaram. Não fiz a infelicidade deles, causei lágrimas, é barraco, uma doce voz que soava forte; que se fazia ouvir como verdade...Sem querer fiz a boa doutora sofrer... que fosse amplificada, enquanto que o lugar simples e humilde Entendi que eu não deveria desejar presente algum na vida... ficou repleto de estrelas... O chão de barro batido, os poucos Além do que 'Aquela doce voz’ me deu... Ele cumpriu com utensílios e projetos de móveis, a ‘minha cama’ , tudo estava suas palavras! A verdade sempre vence! Pois, ela é amor, é bordado por estrelas de luz tênue... Sou o teu Deus! O Pai dos fruto do Espírito de Deus e o amor vence o mundo! órfãos e o marido das viúvas... Sou eu que zelo por ti e vou te dar o presente de Natal que, Noel não poderá te dar , não o EstherRogessi.Escritora UBE. Mat. 3963.Conto: O receberás, aqui, no morro, mas te farei descer o morro para MEU MELHOR PRESENTE DE NATAL. Categoria: recebê-lo, porque SOU o teu Deus! Narrativa.16/11/09. Não sei se aquela voz se alongou ao falar-me... Foi um This obra by Attribute work to name is licensed under a bálsamo para a minh’alma inocente e ansiosa, perdida em Creative Commons Atribuição-Uso Não-Comercial-Vedada a questionamentos mudos. A doce voz inundou, não só os Criação de Obras Derivadas 2.5 Brasil License cômodos do nosso barraco, porém, a minha alma... Adormeci ouvindo-a..., não vi a minha mãe chegar. Acordei com ela me chamando, me apressando, pois, iríamos passar o Natal Assaz maravilhosa estrela na casa dos patrões da minha mãe – o casal de médicos –, algumas das vezes ela me levava para passar o dia lá..., guia By MARCOS LOURES on December 22nd, 2009 juntinho a ela naquele apartamento imenso e elegante. Assaz maravilhosa estrela guia O Dr. Fábio ficava olhando-me demoradamente... Algumas Que enquanto adormecida, reina nobre, vezes era carinhoso... Eles não tinham filhos, a Drª Olívia – O manto da ilusão, meu corpo cobre, sua esposa– era estéril. Eles estavam em férias. E planejavam Recebo este luar que se irradia viajar logo após o Natal. A minha mãe também teria férias... Poderíamos ficar juntos por mais tempo. A Família dos A prata que me traz tal fantasia patrões da mamãe moravam em outro país...distante, muito Que em mágica loucura nos recobre, distante! Naquela noite de véspera de Natal éramos em Renova uma esperança, e nos descobre, número de quatro. Jantamos alegres e, em seguida, a Drª Eterna e sutilmente, uma magia. Olívia nos convidou para nos assentarmos junto à grande árvore de Natal, muito bonita e iluminada, com várias Amar e ter nas mãos o ser amado, caixas de presentes embaixo... A vista de todos o Dr Fábio Um sonho tão sublime e delicado, calmamente me perguntou: – O que você pediu ao Papai Noel, Mudando a direção da própria vida filho? Olhei para ele muito sério e lhe respondi: – Eu e minha mãe Estou atrás de ti, perfeita estrela, pedimos um carro bem bonito... Mas, eu ouvi uma voz muito Contando estes minutos para vê-la, bonita e calma no meu coração dizendo que Ele era o pai dos Reinando sobre todos, distraída... órfãos e marido das viúvas e que eu não estava só... e, que iria me dar um presente que o Papai Noel não poderia me dar, e eu teria que descer o morro para recebê-lo.. . Eu já não sei mais o que vou ganhar... Sabe o que eu queria mais do que qualquer presente doutor.? – Não, filho! Não sei... O que? – O meu pai! O meu pai de verdade! Eu só tenho mãe... Sem entender, vi o Dr. Fábio chorar como eu nunca pensei que um homem pudesse fazê-lo... Mesmo eu sendo tão pequenino, entendi que algo muito sério estava acontecendo naquela noite de Natal... E espantado vi o Dr. Pegar as mãos de sua esposa, e, lhe pedir perdão em pranto, a minha mãe nervosa colocou as mãos na boca e gritou: – Não! Não conte Fábio!. .. Fiquei mais confuso ainda... A minha mãe chamara o doutor, simplesmente de Fábio... Ele não a ouviu e contou a doutora Olívia – a sua esposa – que eu era seu filho... Não ficamos para a entrega dos presentes..., mamãe me pegou e saímos rapidamente... A minha vida mudou, a nossa vida mudou! Minha mãe não mais precisou trabalhar em casa de família, eu ganhei o pai que eu pensei não ter, o doutor Fábio me reconheceu como filho, Created using zinepal.com. Go online to create your own zines or read what others have already published. 4
  5. 5. December 29th, 2009 Published by: vozlivre Ele, o maior pacificador, que a história registrou. Por isso, é QUANDO O SILÊNCIO SE o Príncipe da Paz! “Pacificador não é o ser passivo, submisso, TRANSFORMA NO MAIOR DOS inerte e/ou apático. Porém, é o que usa de todas às armas, geradas através do ‘poder do silêncio’, até o momento máximo, MALES (Artigo) quando enfim, se faz necessário ser ouvido!” O homem, obra By EstherRogessi on December 22nd, 2009 de Seu poder, é gerado em silêncio, até o momento da ação final: o nascimento. * O termo pacificador no grego literalmente quer dizer: O que promove a paz; fazedores da paz; os que trabalham pela paz; o que é determinado em promover a PAZ . Sabemos, porém, que a concretização desse ideal por muitas vezes, origina guerras. Gandhi usou as armas do silêncio, não da indolência. Agiu, usou a palavra no momento oportuno, se fez sacrifício vivo – em forma de jejuns e orações – por muitas vezes, sofreu prisões, lutou pelos direitos dos hindus, pregou a não violência como arma poderosa, organizou uma greve em 1922 pela queda de impostos, causa nobre e meios nobres de lutar, porém o povo se levantou em fúria e depredou patrimônios públicos, Gandhi se confessa ‘culpado’ e é preso. Em 1930 viaja à Londres, Inglaterra, para negociar a independência Lo más atroz de las cosas malas de la gente mala es el silencio da Índia, em vão. Em 1947 a índia se torna independente. de la gente buena . E O fanatismo dos hindus e mulçumanos, os levaram a uma ( Gandhi) batalha sangrenta, resultando em milhares de cadáveres pelas ruas. Os mulçumanos reivindicam um Estado independente, Há homens que foram eternizados por seus atos. Contínuos o Paquistão . ou momentâneos. Homens exteriormente frágeis, porém, trazendo em si uma fortaleza ímpar; quase sempre silenciosos, Em busca pela paz, Gandhi aceita a divisão da Índia, com o porém, dotados de sabedoria – filha do silêncio, da fim de evitar mais derramamento de sangue entre hindus e observância, oração e meditação! –. Enganosamente, alguns mulçumanos, e atrai para si o ódio dos nacionalistas hindus confundem o silêncio com fraqueza, porém, o seu poder é . Usa suas armas silenciosas: o jejum e a oração . Consegue o incontestável – é uma arma poderosa, precisa e avassaladora que nenhum político conseguira. Porém, aos trinta dias do mês –. O silente não é mudo, passivo e/ou subjugado, ele é de janeiro do ano de 1948, aos 78 anos de idade, é assassinado preciso! É verdadeiro; exímio estrategista. O falante se perde por um hindu. na oratória - muitas promessas e pouca ação - aliás, falar não combina com agir. A máxima do poder está na quietude. A causa é pacífica – a injustiça social, em suas múltiplas ‘A ação de um ato é o clímax decorrente dos preâmbulos formas, é oriunda da ganância e do abuso de poder ; toda silentes.’ a forma de maus-tratos aos seres vivos quer sejam homens, animais e/ou a natureza –, os meios são pacíficos, a reação O maior dos homens – Jesus Cristo – era comedido nas opositora é que conduz o homem à guerra. palavras. No muito falar não falta transgressão, mas o que modera os lábios é prudente (Provérbios 10.19). Certa vez, falei que, Jesus foi o maior político da história. E, logo alguém, fez à pergunta esperada: – Por que político? – A natureza, Sua criação, é exemplo para tantos quantos, Respondi-lhe: Porque o seu compromisso maior foi com a silentes a observa. A luz e o ar, mesmo que tênues e vida – do Seu próximo – e com a verdade . Esses são os silenciosos, penetram profundo; a vida terrestre é dependente requisitos para a formação do caráter de um verdadeiro líder. do silencioso e invisível oxigênio. Há poder no silêncio, lembro-me do poder existente nos olhares dos meus pais..., Lembrei-me de uma frase célebre: que poder de liderança existia neles!... Quem de nós – seus ”Minha devoção à verdade empurrou-me para a política; e filhos – se atreveria a desobedecê-los? posso dizer, sem a mínima hesitação, e também com toda a humildade que, não entendem nada de religião aqueles que “O verdadeiro poder está na ação silenciosa de uma afirmam que ela nada tem a ver com a política." (Gandhi) determinação!” Deus, o Poder Supremo; Incontestável Existência; Silente e Invisível a ponto de – por muitos – ser O pacificador é um político em potencial. Os que ora, se nos desacreditado por assim ser... Silenciosamente rege o mundo, apresentam, são degenerações da boa raiz: politicagens de determinado no cumprimento de Suas Leis, faz-se ouvir no politiqueiros, jamais políticos e ainda menos, política. momento preciso pelos que as desobedecem. Created using zinepal.com. Go online to create your own zines or read what others have already published. 5
  6. 6. December 29th, 2009 Published by: vozlivre “Bem-aventurados os mansos, porque eles possuirão a Terra”. (Mt5.4) “Bem-aventurados os pacificadores, pois serão chamados filhos de Deus” ( Mt 5.9 ) Mansos, são todos quantos, lutam pela paz! De outra forma, nenhumas terras teriam por herdade, nenhum legado, nem mesmo a ‘liberdade’ – os maus, os roubadores, certamente, não abririam mão delas –. Este fazedor de paz, o pacificador, deve ser ativo, é preciso fazer algo. Não sejamos apenas pacifistas , mantenedores da paz, porém pacificadores , fazedores da paz. O pacificador tem por pátria o mundo . O amor é a sua máxima. E, o seu próximo nem sempre é o mais próximo, porém, é todo aquele do qual, se tem conhecimento em injustiça; sua causa é toda a que foge ao amor, e ao respeito, intencionando a promoção da paz. Todas as nações, todos os povos, são de sua total responsabilidade. Assim, como o senhor de um lar, o é de fato, e a ninguém deve satisfação quanto ao andamento desse – desde que comungue com as leis e estatutos vigentes, abrindo exceção, quanto a toda ação marginalizada, mesmo que dentro do espaço declarado e legalmente seu – desta mesma forma , o ‘ pacificador’ tem direito de denunciar todas as ações más dos O ABORTO TANTO QUANTO A PEDOFILIA SÃO OS homens maus, quer seja onde for. Com o intuito de fazer o bem MAIS HORRENDOS CRIMES POR SER UMA AGRESSÃO A e promover a paz, sem que com isso seja taxado de antiético! INOCÊNCIA E AO INDEFESO! O SILÊNCIO DOS HOMENS BONS É MAIS ATROZ DO A criança é a esperança mundial para dias melhores. QUE TODO O MAL QUE OS HOMENS MAUS POSSAM ' Instrui às crianças e não será preciso punir os homens COMETER! (Gandhi) '(Pitágoras). É segundo a verdade ora, expressa através desse pensamento É fato que toda transgressão atrai uma punição.É lei Gandhista, porém, coerente com a verdade bíblica: 'Abre a tua divina,universal e natural, visto que, a própria natureza reage, boca a favor do mudo, pelo direito de todos os que se acham diante da devastação, usurpação e/ou degradação aos seus em desolação'. (Pv 31:8) Que me pronuncio no tocante aos limites,em uma demonstração clara e precisa, de que, as leis horrores existentes em nações longínquas, tais quais, China existem para que as obedeçamos, do contrário, não serão ( com sua matança de meninas ) e a Índia, do pacificador leis.Estas, são implacáveis em sua justiça. Não fazem acepção Gandhi, onde a mulher é tratada como um ser inferior em e, os que à elas não se moldarem, estarão fora-da-lei e nessa pleno século XXI. Onde impera o aborto seletivo . Fetos condição marginalizados. do sexo feminino são selecionados e condenados a morte. E, quando chegam a nascer, são mortas, por afogamento Na nossa nação, Brasil, há quase que impunidade sobre crimes produzido conscientemente pelos próprios pais... Assista o que estarrecem-nos. A horrenda PEDOFILIA é um deles. filme e /ou vídeo Matruboomi. Sabemos que recentemente um dito JUIZ - não de futebol, Às fotos e/ou vídeos são deveras chocantes, chegam a agredir porém, executor das leis -, pedófilo, recebeu por sentença, a a nossa paz interior; a ferir nossas retinas, porém, são chaves aposentadoria - quantos trabalham toda a vida honestamente, para o despertar de que, nem tudo são flores e/ou amores. sem que possam usufruir desse direito? - para que pudesse Há injustiças,horrores, ultrajes e abominações, a espera da aplicar mais tempo à prática do mal?... denúncia dos 'bons' estruturadores e pacificadores através das letras... Quantos homens bons estão a praticar o maior dos males, mais atroz do que os praticados pelos homens maus... O SILÊNCIO!!! ( Paráfrase da frase de Gandhi). Sejamos pacificadores e não espectadores. Promovamos a paz! EstherRogessi. Escritora UBE. Mat.3963. Artigo:Quando o Silêncio Se Transforma No maior Dos Males. Categoria: Narrativa. Fonte da pesquisa: Web. Imagens: Web e blog Indi(A)Gestão. 06/12/09 Created using zinepal.com. Go online to create your own zines or read what others have already published. 6
  7. 7. December 29th, 2009 Published by: vozlivre http://versando.ning.com/profiles/blogs/quando-o-silencio- Preparo uma saída e vou embora. se Enquanto houver o gozo que se aflora This obra by Attribute work to name is licensed under a Tocando o mais recôndito tormento, Creative Commons Atribuição-Uso Não-Comercial-Vedada a Soltando cada verso livre ao vento, Criação de Obras Derivadas 2.5 Brasil License Adorno a minha vida sem demora. http://www.cappaz.com.br/esther.htm Soubesse decifrar tantos enigmas, Deixando no passado estes estigmas, Mineiro coração faz arruaça, Teria maciez ao escrever, By MARCOS LOURES on December 21st, 2009 Mineiro coração faz arruaça, Mas vendo a realidade que me aflige, Bebendo do luar, vai à varanda, O pensamento clama e até exige Num gole precioso de cachaça, Que eu mostre o mundo como deve ser. A vida num momento já desanda, Depois, ao caminhar solto na praça, Perdidamente louco e Ouvindo no coreto a velha banda, apaixonado, O amor que a gente tem e nunca passa, By MARCOS LOURES on December 18th, 2009 Pesando o coração meio de banda... Perdidamente louco e apaixonado, Manjares encontrando nos teus beijos, Tocado pelos raios da ilusão, Acesos, com certeza meus desejos Vibrando numa imensa sensação Só pensam em poder estar contigo. Vivendo cada sonho do teu lado. Do Rio de Janeiro à Muriaé, O quanto fui feliz num desregrado Amor se a gente quer, sempre dá pé, Caminho sem saber a direção, Não quero ser somente teu amigo... Alado pensamento, inundação Nas margens de um regato, alucinado... Erguendo as minhas mãos, eu Expresso o meu desejo em cada verso, E faço do poema, uma maneira agradeço De ter em minhas mãos teu universo By MARCOS LOURES on December 20th, 2009 Erguendo as minhas mãos, eu agradeço Vagando pelas ânsias da loucura, A Possibilidade de existir, Querendo eternizar a companheira, Viver cada momento que há de vir, Após a vida inteira em vã procura... Sabendo que ganhei mais que mereço. Erguer-me após a queda, no tropeço, Site de mensagens By marcos reis on December 18th, 2009 Olhando fixamente o meu porvir, Não quero; Meu Senhor, nada pedir, Visite o site: A minha vida a Ti, eu ofereço. http://mensagens-pps.wmnett.com.br Visando o mais perfeito e grande amor, Vivendo este desejo redentor, muitas mensagens no formato pps. Fazendo este louvor, como oração. Meus erros, reconheço, foram tantos, Eu gosto deste jeito de Perdoe pelos vários desencantos, Não deixe minha vida ser em vão! gostares, By MARCOS LOURES on December 17th, 2009 Eu gosto deste jeito de gostares, Desfilo meus anseios vida Sem medos, sem perguntas, simplesmente. afora, Buscando-te por todos os lugares, Encontro-te decerto em minha mente... By MARCOS LOURES on December 19th, 2009 Desfilo meus anseios vida afora, Lutando contra as dores do passado, Usando da palavra, um instrumento, Vencendo os meus terríveis, duros traumas, E quando perceber qual o momento, Somente por estar aqui do lado, Created using zinepal.com. Go online to create your own zines or read what others have already published. 7
  8. 8. December 29th, 2009 Published by: vozlivre O teu sorriso brando; já me acalmas... Um falastrão, moleque ou mesmo monge... Calcando o meu futuro nestas horas, Encontro nas vielas, velhas casas, Eu vejo que serei, enfim feliz, Mulheres nas janelas; nos quintais Eu quero sem demandas nem demoras, Crianças entre flores e animais, Tu és o que em verdade sempre quis. Criando ou destruindo toscas asas... E quando a morte enfim selar meus dias, Quisera pelo menos ter a audácia, Terei vivido minhas fantasias... Além desta venal, tola falácia E ter qualquer noção de um amor mais puro. Não penso mais nos medos, Sabendo dos meus erros, minhas falhas, velhos traumas, Na força do buril com que me entalhas, A cada amanhecer, eu me depuro... By MARCOS LOURES on December 16th, 2009 Não penso mais nos medos, velhos traumas, Agora caminhando sem destino, UMA AMIZADE Alçando na velhice, este menino, By MARCOS LOURES on December 14th, 2009 Que enfrenta a tempestade; pois me acalmas, Viver com plenitude uma amizade Que possa confortar nas desventuras, Domando em placidez, as duras almas, Sanando todas nossas amarguras, Contendo com certeza o desatino, Portando em suas mãos, a liberdade... Voltando num instante a ser ladino, Transfigurando noites antes calmas... Viver com precisão, felicidade, Por mais que as caminhadas sejam duras, Na intensa turbulência, a mocidade Encharcar nossas almas com ternura, Que apenas na cruel maturidade Baseados na real sinceridade... Eu encontrei depois de tantas falhas. São raros os amigos, com certeza, Não temo mais as noites nem o frio, E valem muito mais que diamantes, O coração se apressa; este vadio, E quando são fiéis e mais constantes, Andando sobre os fios das navalhas... Enorme e insuperável fortaleza, ROTINA De paz e segurança, garantia, Tornando mais feliz, o dia a dia... By MARCOS LOURES on December 15th, 2009 Orgástica ilusão tomando a cena, Levado pelas ânsias da paixão, Exijo solução para o problema O quanto que te quis; atroz, serena, By MARCOS LOURES on December 12th, 2009 Um mundo num completo turbilhão... Exijo solução para o problema Terrível que me aflige todo dia, Porém a nossa vida tão amena, Ouvindo da vizinha a cantoria, Seguindo sempre a mesma direção, É sempre o mesmo tom, único tema. Embora na verdade nunca plena, Ainda traz em si, satisfação... A voz dela me lembra a seriema Estranha e destoada sinfonia, Loucuras e delírios... Quem me dera, Mereço, ó Pai divino, esta agonia? É sempre a mesma coisa, a mesma espera Se eu faço do sossego e paz meu lema. E a fera que eu sonhei, domesticada... Quem sabe uma espingarda dê seu jeito, O amor do dia a dia, na hora exata, É falta de juízo ou de respeito? Enquanto traz alento me maltratada, Só sei que eu ando assim de saco cheio. Rotina sem mistérios, decorada... Fugindo a inspiração, cadê poeta? Cadenciando os passos Nem mesmo uma trovinha se completa, E quando chega ao fim falta o recheio... By MARCOS LOURES on December 13th, 2009 Cadenciando os passos, vou ao longe, Distâncias não impedem que meu Fado, Por vezes tão pudico ou mais safado, Created using zinepal.com. Go online to create your own zines or read what others have already published. 8
  9. 9. December 29th, 2009 Published by: vozlivre O SER POETA By MARCOS LOURES on December 12th, 2009 Um dia imaginei que ser poeta Trouxesse algum alento; pelo menos. Nos dias mais pacatos e serenos A vida prosseguindo em linha reta. Quem tem a liberdade como meta, Superando serpentes e venenos Buscando novos climas mais amenos, Na paz de um bom remanso se completa. Mas nada do que um dia imaginei Eu percebi cantando a fantasia, A história se repete dia a dia, Bom Fim De Semana - Glitter Para Orkut “Só sei que na verdade, nada sei” Criando um mundo à parte, um Eldorado. Fantástico, porém falsificado... Meu mundo virtual By Cacilda on December 9th, 2009 meu-mundo-virtual.ppt um fim de semana de muita luz By Vivi PSOL SP on October 30th, 2009 Desejo uma linda semana pra vocês,pessoas especiais, com esse grande exemplo de vida. Aguardo os comentários. Divulguem.Com carinho e beijos – Vivi By Vivi PSOL SP on October 19th, 2009 18/10/2009 - 07h00 Ex-professora que virou tema de filme vive com 50 filhos em casa de nove cômodos no Rio Bom Fim De Semana - Glitter Para Orkut Fabiana Uchinaka Do UOL Notícias Em São Paulo Ela enfrentou os traficantes de drogas e a Justiça para conseguir tirar seus filhos adotivos da violência da favela. Chegou a dormir na rua, fugiu da polícia e estampou os jornais, sendo chamada de "sequestradora", mesmo depois de ter acolhido dezenas de crianças que sobreviveram à Te Adoro - Glitter Para Orkut Created using zinepal.com. Go online to create your own zines or read what others have already published. 9
  10. 10. December 29th, 2009 Published by: vozlivre chacina na estação Central do Brasil, no Rio de Janeiro, em 1994. A saga desta mulher de rosto doce e nome de flor virou filme ("Flordelis - Basta Uma Palavra Para Mudar") nas mãos do produtor de moda Marco Antônio Ferraz e do cineasta Anderson Corrêa. Em entrevista ao UOL Notícias, a ex- professora pública e ex-moradora da favela do Jacarezinho, Flordelis dos Santos, de 48 anos, contou um pouco de sua vida UOL - Como tudo começou? ao lado dos 50 filhos - quatro biológicos e 46 adotivos - que hoje têm entre 2 e 34 anos e dividem com ela uma casa de Flordelis - Minha história começa na favela do Jacarezinho, nove cômodos em Niterói (RJ). onde eu fui criada. Cresci vendo um monte de situações difíceis, meninos se envolvendo no tráfico de droga e nos vícios. Em 1993, decidi fazer alguma coisa. Então, saía de casa toda quinta-feira de madrugada sozinha para subir os morros e falar com os meninos, conquistá-los e tentar tirá- los do vício. Por causa desse trabalho, eu me tornei uma referência na favela. Até que um dia, a mãe de um menino me procurou para dizer que o filho dela tinha sido levado para ser assassinado. Fui atrás, descobri onde ele estava e consegui trazê-lo comigo. Vi que meu trabalho estava dando certo quando consegui tirar esse menino do paredão da morte do tráfico. Ele tinha sido pego para ser fuzilado e tinha apenas 13 anos. Foi aí que tudo começou na minha vida. UOL - Você sempre teve vontade de ter uma família grande? Flordelis - Não. Não foi nada planejado, nunca planejei ter tantos filhos ou ter uma família grande. Foi uma coisa que aconteceu na minha vida, por causa do meu trabalho. Primeiro, cinco adolescentes da favela vieram morar comigo. Eles tinham vindo do tráfico e queriam mudar de vida. Mais ou menos um ano depois, eu fui até a Central do Brasil atrás de uma menina que tinha fugido de casa também por causa de drogas. Não encontrei a menina, mas achei a primeira bebê, a Rayane, que tinha 15 dias e tinha sido jogada no lixo. Levei-a para minha casa. A mãe foi junto comigo, arrependida, mas depois não quis ficar com a criança. Então, eu fiquei. UOL - E como foi o dia da chacina? Flordelis - Um mês depois de ter achado o bebê, houve uma matança de crianças na Central do Brasil. Um carro passou atirando no calçadão onde elas estavam dormindo. Como a mãe da Rayane já sabia o meu endereço, juntou todo mundo e levou para minha casa. De uma vez, apareceram na minha porta 37 crianças. Catorze delas eram bebês que tinham entre um e três meses. UOL - Deve ter sido uma loucura... Flordelis - Foi uma loucura! Eu não tinha me programado para isso, não estava preparada. Era madrugada quando essas crianças chegaram na minha casa contando essa história. Eu fui até a Central do Brasil para verificar se era verdade. Infelizmente, era. Uma menina de 1 ano e seis meses tinha sido morta e uma de três anos estava baleada, tinha uma bala no fígado. Hoje, ela tem 19 anos e mora comigo. UOL - Como você conseguiu abrigar todo mundo? Created using zinepal.com. Go online to create your own zines or read what others have already published. 10
  11. 11. December 29th, 2009 Published by: vozlivre bem tratado. E eles ficam tentando reintegrar essa criança a Flordelis - Minha casa na favela era pequena. Tinha uma essa mesma família. sala, dois quartos, cozinha e banheiro. E eram muitas crianças... Mesmo sem espaço físico, eu resolvi ficar com elas, UOL - Conta um pouco da história dos seus filhos... porque elas vinham de uma situação muito difícil. E como eu não tinha condições de alimentar todo mundo, eu procurei Flordelis - Além da bebê que eu achei no lixo, eu tenho o o Betinho [sociólogo Herbert de Souza, fundador do projeto Carlos, o meu mais velho, que era guardador de armas do Ação da Cidadania]. Ele mandou comida para minha casa tráfico na favela e hoje está totalmente recuperado. Tem durante 6 meses. também meu filho que foi gerente do tráfico e hoje faz faculdade de Direito. De gerente de tráfico a advogado é um Quando ele já estava debilitado [Betinho sofria de Aids pulo muito grande, né? A gente está mostrando que é possível e morreu em 1997 vítima de uma hepatite C], querendo mudar. me ajudar, ele acionou um canal de televisão e eu fui entrevistada. Foi aí que as pessoas souberam que tinha uma UOL - Como os traficantes reagiram quando você pegou mulher na favela com um monte de crianças. Já fazia mais essas crianças? de 9 meses que elas moravam comigo quando eu recebi a primeira intimação do Juizado de Menores. Flordelis - Teve represália, teve ameaça de morte, claro que teve. O início foi muito difícil e complicado, mas depois UOL - E como foi a briga com a Justiça? eles começaram a entender que eu estava fazendo o bem, tentando ajudar e evitar que os meninos fossem presos ou Flordelis - Compareci ao Juizado e eles queriam que eu mortos. Depois que eles foram entendendo isso, passaram a entregasse as crianças. Eu já tinha obedecido a uma ordem me respeitar. dessas, entregando um menino, e ele foi assassinado pelo pai quase duas semanas depois. Por isso, decidi enfrentar a UOL - Você teve medo? Justiça e não entregar ninguém, porque eles não eram mais moradores de rua, eles eram meus filhos. No dia seguinte, Flordelis - Eu estava determinada... Não conseguia sentir tinha um mandado de busca e apreensão das crianças e medo. A minha família tinha medo das ameaças, mas eu não um de prisão para mim, caso eu não obedecesse. Resolvi conseguia acreditar que eles poderiam fazer alguma coisa fugir de Jacarezinho para Irajá [bairro do subúrbio do comigo, porque eu não estava fazendo nenhum mal para eles. Rio] com todas as crianças. Fiquei escondida por quatro Me perguntam se eu faria de novo. Eu faria tudo de novo e meses na casa de um moço que me deu abrigo. Quando nos passaria por tudo de novo para ter o que eu tenho hoje. Só me encontraram em Irajá, enquanto eles batiam na porta da arrependo de uma coisa: ter entregue o meu filho à Justiça. frente, a gente conseguiu fugir pela porta da garagem. Nesse Para mim, isso é um sofrimento muito grande. Eu durmo dia, tivemos que dormir literalmente na rua. Depois, nos com essa culpa e acordo com essa culpa. Eu não deveria ter deram novamente abrigo. Desta vez, na favela de Parada de entregue. Quando ele chegou, não tinha nome, eu ia chamá-lo Lucas, na associação de moradores do bairro. de Bernardo. Mas não foi possível... Não deu tempo. Meu filho foi enterrado como indigente, depois de ter sido assassinado Nessa época, eu saí em todos os jornais como a sequestradora pelos pais. Os pais fugiram, óbvio. Eu fui até o hospital tentar de crianças. Falavam horrores ao meu respeito, que eu tinha enterrá-lo, mas não me deixaram e diziam que eu não era sumido com 46 crianças. Então, resolvi me apresentar à nada dele. imprensa para que eles pudessem me ouvir. Depois que eu contei a história, uma advogada se ofereceu para me ajudar UOL - E como é a sua rotina hoje? Como é cuidar de tanta e fomos ao Juizado de Menores. Já era um novo juiz e ele me gente? ouviu, disse que eu não podia ficar na favela e fez um monte de exigências, casa com seis banheiros, três quartos. Mas eu Flordelis - Hoje é tranquilo, os mais velhos me ajudam. Claro aceitei o desafio e começamos a mudar. Desde então, já nos que ter uma família grande tem suas dificuldades, mas o mais mudamos 15 vezes. difícil já passou. Não foi fácil passar por tudo o que eu passei. Naquela época, eu tinha de cuidar de 14 bebês, acordar de três em três horas, dar mamadeira para essa turma toda e UOL - E como foi o processo de adoção? eu só contava com a ajuda do meu marido. Hoje somos uma família muito unida, meus filhos são meus amigos, meu braço Flordelis - Foi muito difícil... Não é fácil adotar tantas direito. crianças, né? O processo de adoção é lento. As pessoas não entendem o fato de eu ter uma família grande e acham que UOL - E como você faz para sustentar e cuidar de todo tudo isso é uma loucura. Eu já ganhei 36 processos, mas mundo? ainda estou esperando o de 14 crianças. A maior dificuldade é eles ficarem tentando a reintegração familiar. A criança, Flordelis - Os irmãos Pedro e Carlos Werneck, do Instituto da depois de certa idade, deveria ser ouvida e poder escolher Criança, pagam o aluguel. O restante eu tiro do meu trabalho com quem quer ficar. A criança é violentada dentro de casa, como cantora gospel. pela família biológica, não suporta as agressões e os maus UOL - Você pretende adotar mais gente? tratos, por isso que ela vai para rua. Ninguém foge porque é Created using zinepal.com. Go online to create your own zines or read what others have already published. 11
  12. 12. December 29th, 2009 Published by: vozlivre Flordelis - Não sei... Não posso dizer nem que sim nem que não. Hoje eu diria que não, porque eu quero dar uma vida e não se apagam mais. digna para os meus filhos. E eu trabalho muito para isso, porque criança não precisa só de comida e roupa, né? Mas Que ficam para sempre como tudo que é feito depende da situação, não posso dizer que isso nunca mais vai acontecer na minha vida. com o coração aberto. UOL - Como foi participar do filme? bjkas da Vivi Flordelis - Nunca pensei em ser atriz. Mas o Marco [Antônio Ferraz] veio com o projeto e me chamou para fazer o meu próprio papel. Foi uma experiência boa, nova. Com o lucro do filme a gente vai poder comprar a minha casa e parar de pagar aluguel. Veja o trailer do filme ''Flordelis" http://www.youtube.com/watch?v=WHsG10fzi7E Veja os vídeos abaixo, dois deles é a entrevista de Flor de Liz na Xuxa (não estou aqui promovendo a Globo e a Xuxa), o que ela lá fala e um rapaz que ela salvou, é a mostra viva que podemos. http://www.youtube.com/watch?v=cn6dJjzLpWU http://www.youtube.com/watch?v=cVKCh8AKn5s um ótimo domingo, uma linda Recado Fofo - Deixe seu orkut mais bonito e abençoada semana a todas e todos By Vivi PSOL SP on October 25th, 2009 Amigo é aquela pessoa que o tempo não apaga, que a distância não esquece, que a maldade não destrói. É um sentimento que vem de longe, que ganha lugar no seu coração e você não substitui por nada. É alguém que você sente presente, mesmo quando está longe... Que vem para o seu lado quando você está sozinho Recado Fofo - recados de carinho e nunca nega um sentimento sincero. VOCÊ O AMOR E EU By Léa Lu on October 18th, 2009 Ser amigo não é coisa de um dia, ESTA FOTO FOI NA FUNDAÇÃO ACESITA,POR OCASIÃO DO LANÇAMENTO DO MEU PRIMEIRO LIVRO "VOCÊ O são atos, palavras e atitudes AMOR E EU" NA OCASIÃO DA SÉTIMA COLETIVA "ESSA MULHERS" que se solidificam no tempo Created using zinepal.com. Go online to create your own zines or read what others have already published. 12
  13. 13. December 29th, 2009 Published by: vozlivre Sentar na esplanada da praça A ver as crianças brincando. Dar migalhas aos pombos na palma da mão E ficar em sustida alegria sorrindo Quando um pardal se afoita em sentar-se à mesa. Que felicidade Olhar o céu e desenhar com os olhos Paisagens de nuvens coloridas! Ver os barcos que levam saudades vagarosas No azul do rio que se lança no abraço do oceano Que bom o aroma Dos ramos das floristas mergulhados nos baldes de zinco Florindo as esquinas de arco-íris! Convidando quem passa em solidário aroma, Que bom o pão fresco na padaria Onde se derrete a manteiga! Que delicia inigualável a do leite das manhãs! Entrar em casa, pisar o tapete E ao rodar da chave a saudação Dos pipilos dos pássaros contentes! A Felicidade das Pequenas Escutar uma canção enquanto se inventa o almoço Escutar as notícias e saber de toda a gente Coisas Por vezes com lágrimas, por vezes com sorrisos.... By MARIA PETRONILHO on October 18th, 2009 E abrir uma janela de magia Aonde o mundo se reúne em diálogo Num ponto de encontro chamado Amizade! Maria Petronilho in "Nas Asas do Mar" feliz semana By Vivi PSOL SP on September 14th, 2009 RecadosOnline - Nunca foi tão fácil encontrar o Recado de Boa Semana que você procura! Confira! [b]Gostou da música? Mande também![/b] www.Musicas-Especiais.com http://amarpessoassempre.ning.com/ Que felicidade Acordar e ver a cor do céu! A VER UM DIA Tomar um banho com sabão perfumado By AMANDU on September 2nd, 2009 Beber um café fumegando AMOR É UM PEIXE Abrir o trinco da porta O DEUS DE TUDO E sair em passeio SOU UM SONHO Levando um caderno e um livro. Created using zinepal.com. Go online to create your own zines or read what others have already published. 13
  14. 14. December 29th, 2009 Published by: vozlivre E UM SENHOR E AMOR DE UM PEIXE. Created using zinepal.com. Go online to create your own zines or read what others have already published. 14

×