HOLOCAUSTO
Miguel Salgueiro Meira
O que foi o Holocausto?
“O Holocausto foi a perseguição e assassinato sistemáticos e
burocráticos de aproximadamente seis milhões de Judeus
foment...
Porque aconteceu?
Como aconteceu?
Como foi possível?
HITLER, chanceler da Alemanha
30/01/1933
Incêndio no Reichstag – 28/02/1933
Governo suspende os direitos civis constitucionais e decreta o
Estado de Emergência, em...
Agosto de 1934
Morre o Presidente alemão Paul von Hindenburg
Hitler assume os poderes da presidência
Exército alemão faz juramento de lealdade pessoal a Hitler.
HITLER PASSA A TER A ÚLTIMA PALAVRA NA
POLÍTICA INTERNA E EXTERNA DA ALEMANHA.
Política NAZI é guiada pela crença racista ...
JUDEUS TORNAM-SE O PRINCIPAL INIMIGO
“RACIAL” DA ALEMANHA
APROVAÇÃO DE LEGISLAÇÃO ANTI-SEMITA
(1933-1939)
O anti-semitismo e a perseguição aos judeus tem um papel
especial na ideol...
LEIS DE NUREMBERGA
(1935)
Em 15 de Setembro de 1935, no congresso de Nuremberga,
os líderes NAZIS anunciam novas leis que institucionalizam
muitas d...
LEIS DE NUREMBERGA
• Tendo por base a origem dos 4 avós de um indivíduo,
estabelece-se se ele é alemão (4 avós alemães), j...
As “Leis de Nuremberga” de 1935 marcaram o início de
uma nova vaga de legislação anti-semita que trouxe a
imediata e concr...
1937-1939
INTENSIFICAÇÃO DA PERSEGUIÇÃO LEGAL
AOS JUDEUS ALEMÃES
ARIANIZAÇÃO da economia
• Judeus são obrigados a registar...
“KRISTALLNACHT”
(9-10 de Novembro de 1938)
Na sequência da “Kristallnacht”, aprovam-se medidas para isolar
fisicamente e segregar os judeus:
 Judeus são impedidos d...
CAMPOS DE CONCENTRAÇÃO
1933-1939
Campos de concentração na Alemanha
(Agosto de 1939)
GUERRA
PROGRAMA DE “EUTANÁSIA”
PROGRAMA DE EUTANÁSIA NAZI
Termo eufemístico utilizado para o programa de assassinato
clandestino de pacientes com deficiê...
Inicialmente:
Destinada a crianças de idades inferiores a 3 anos.
Método: injecções letais ou à fome.
Depois:
Ampliada a i...
GUETOS
(“GHETTO”)
Bairros fechados nos quais os alemães
concentravam a população judaica e os
forçavam a viver em condiçõe...
GUETOS
Os judeus tinham que usar sinais
identificativos (emblema e braçadeira) e
executar trabalhos forçados a favor do
Re...
“EINSATZGRUPPEN”
(Esquadrões da Morte)
“EINSATZGRUPPEN”
COMPOSIÇÃO: membros das “SS” e polícia alemãs.
TAREFAS: execução dos inimigos raciais e políticos, encont...
Por onde quer que passem, fuzilam
homens, mulheres e crianças, sem
atender à idade ou a sexo, enterrando-os
em valas comun...
As vitimas são obrigadas a despir-se e a
ficar a pé junto à vala comum ou deitadas
na vala de cabeça para baixo, sendo
dep...
O massacre de BABI YAR – Kiev (Ucrânia)
(29-30 de Setembro de 1941)
Em 28 de Setembro de 1941, as tropas das “SS” fixaram ...
CAMPOS DE CONCENTRAÇÃO/EXTERMÍNIO
(1939-1945)
1939-1942 – Expansão no sistema de CAMPOS DE
CONCENTRAÇÃO.
São estabelecidos novos campos de concentração nas vizinhanças ...
Após o início da guerra os campos de concentração tornam-se locais de
assassinio em massa para pequenos grupos-alvo entend...
CONFERÊNCIA DE WANNSEE
(20 de Janeiro de 1942)
A SOLUÇÃO FINAL
CAMPOS DE EXTERMÍNIO
Ao contrário dos CAMPOS DE CONCENTRAÇÃO (campos de detenção e
centros de trabalho), os CAMPOS DE EXTE...
CENTROS DE EXTERMÍNIO
AUSCHWITZ-BIRKENAU
AUSCHWITZ I
AUSCHWITZ II
Chegada
Selecção
A caminho da câmara de gás
AS CÂMARAS DE GÁS E OS CREMATÓRIOS
Os que não iam directamente para a camara de gás….
SODERKOMMANDO
“KANADA”
Libertação de Auschwitz
(Janeiro de 1945)
“MARCHAS DA MORTE”
AUSCHWITZ (Estatística)
4 CÂMARAS DE GÁS em funcionamento (apartir da Primavera de 1943)
6.000 judeus gaseados/dia
ETNIA/N...
FINAL DA GUERRA
8 de Maio de 1945
JULGAMENTOS DE
NUREMBERGA
(18 de Outubro 1945/1 de Outubro 1946)
HOLOCAUSTO
6.000.000
Judeus mortos
Miguel Salgueiro Meira Maio de 2012
Holocausto miguelsalgueiromeira-120508083632-phpapp02
Holocausto miguelsalgueiromeira-120508083632-phpapp02
Holocausto miguelsalgueiromeira-120508083632-phpapp02
Holocausto miguelsalgueiromeira-120508083632-phpapp02
Holocausto miguelsalgueiromeira-120508083632-phpapp02
Holocausto miguelsalgueiromeira-120508083632-phpapp02
Holocausto miguelsalgueiromeira-120508083632-phpapp02
Holocausto miguelsalgueiromeira-120508083632-phpapp02
Holocausto miguelsalgueiromeira-120508083632-phpapp02
Holocausto miguelsalgueiromeira-120508083632-phpapp02
Holocausto miguelsalgueiromeira-120508083632-phpapp02
Holocausto miguelsalgueiromeira-120508083632-phpapp02
Holocausto miguelsalgueiromeira-120508083632-phpapp02
Holocausto miguelsalgueiromeira-120508083632-phpapp02
Holocausto miguelsalgueiromeira-120508083632-phpapp02
Holocausto miguelsalgueiromeira-120508083632-phpapp02
Holocausto miguelsalgueiromeira-120508083632-phpapp02
Holocausto miguelsalgueiromeira-120508083632-phpapp02
Holocausto miguelsalgueiromeira-120508083632-phpapp02
Holocausto miguelsalgueiromeira-120508083632-phpapp02
Holocausto miguelsalgueiromeira-120508083632-phpapp02
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Holocausto miguelsalgueiromeira-120508083632-phpapp02

640 visualizações

Publicada em

Trabalho de Miguel Salgueiro Meira sobre o Holocausto.

Publicada em: Educação
0 comentários
1 gostou
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
640
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
349
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
7
Comentários
0
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Holocausto miguelsalgueiromeira-120508083632-phpapp02

  1. 1. HOLOCAUSTO Miguel Salgueiro Meira
  2. 2. O que foi o Holocausto?
  3. 3. “O Holocausto foi a perseguição e assassinato sistemáticos e burocráticos de aproximadamente seis milhões de Judeus fomentada pelo regime Nazi e pelos seus colaboradores” in www.ushmm.org “Holocausto” palavra de origem grega que significa “sacrifício pelo fogo”.
  4. 4. Porque aconteceu? Como aconteceu? Como foi possível?
  5. 5. HITLER, chanceler da Alemanha 30/01/1933
  6. 6. Incêndio no Reichstag – 28/02/1933 Governo suspende os direitos civis constitucionais e decreta o Estado de Emergência, em que podem ser emitidos decretos sem confirmação parlamentar.
  7. 7. Agosto de 1934 Morre o Presidente alemão Paul von Hindenburg Hitler assume os poderes da presidência
  8. 8. Exército alemão faz juramento de lealdade pessoal a Hitler.
  9. 9. HITLER PASSA A TER A ÚLTIMA PALAVRA NA POLÍTICA INTERNA E EXTERNA DA ALEMANHA. Política NAZI é guiada pela crença racista que a Alemanha está biologicamente destinada a expandir-se para leste pela força militar e de que a racialmente superior população alemã deverá governar a Europa de Leste e a União Soviética. Os povos “racialmente inferiores” (tal como os JUDEUS e os Ciganos) devem ser ELIMINADOS da região.
  10. 10. JUDEUS TORNAM-SE O PRINCIPAL INIMIGO “RACIAL” DA ALEMANHA
  11. 11. APROVAÇÃO DE LEGISLAÇÃO ANTI-SEMITA (1933-1939) O anti-semitismo e a perseguição aos judeus tem um papel especial na ideologia NAZI. No seu programa de 25 pontos, aprovado em 1920, os membros do Partido NAZI manifestam a sua intenção de segregar os judeus da sociedade “Ariana” e de revogar os direitos políticos, legais e civis dos judeus. Entre 1933 e 1939 são aprovados mais de 400 decretos e regulamentos que restringem todos os aspectos da vida dos judeus, retirando-lhes todo tipo de direitos
  12. 12. LEIS DE NUREMBERGA (1935)
  13. 13. Em 15 de Setembro de 1935, no congresso de Nuremberga, os líderes NAZIS anunciam novas leis que institucionalizam muitas das teorias raciais da ideologia NAZI. • Reichsflaggengesetz (lei da bandeira do Reich); • Reichsbürgergesetz (lei da cidadania do Reich); • Gesetz zum Schutze des deutschen Blutes und der deutschen Ehre (Lei da proteção do sangue e honra alemães).
  14. 14. LEIS DE NUREMBERGA • Tendo por base a origem dos 4 avós de um indivíduo, estabelece-se se ele é alemão (4 avós alemães), judeu (4 ou 3 avós judeus) ou mestiço (se descendia de 1 ou 2 judeus). • Baseados nessa distinção, os judeus alemães são excluídos da cidadania do Reich e proibidos de casar ou de ter relações sexuais com pessoas de sangue alemão
  15. 15. As “Leis de Nuremberga” de 1935 marcaram o início de uma nova vaga de legislação anti-semita que trouxe a imediata e concreta segregação dos judeus: Por ex. • Os judeus não eram admitidos no Hospital Municipal de Dusseldorf; • Os juízes alemães não podiam citar comentários legais ou opiniões escritas por autores judeus; • Oficiais judeus foram expulsos do exército alemão; • Os estudantes universitários judeus não eram autorizados a apresentarem-se a exames de doutoramento
  16. 16. 1937-1939 INTENSIFICAÇÃO DA PERSEGUIÇÃO LEGAL AOS JUDEUS ALEMÃES ARIANIZAÇÃO da economia • Judeus são obrigados a registar o seu património • Despedimento dos trabalhadores gestores judeus. • Os negócios de judeus são adquiridos por não judeus a preços exorbitantemente baixos, fixados pelo governo NAZI • Os médicos judeus são proibidos de tratar pacientes não judeus • É revogada a licença para os advogados judeus poderem praticar o direito.
  17. 17. “KRISTALLNACHT” (9-10 de Novembro de 1938)
  18. 18. Na sequência da “Kristallnacht”, aprovam-se medidas para isolar fisicamente e segregar os judeus:  Judeus são impedidos de frequentar todas as escolas e universidades públicas, os cinemas, teatros e recintos desportivos  Os judeus são impedidos de entrar em “zonas Arianas”  Aumenta o número de decretos que proibe os judeus de exercerem a sua vida profissional  Os judeus são obrigados a identificar-se de modo a os distinguir da demais da população;  Os homens e mulheres judeus que não tenham nome judaico são obrigados, respectivamente, a acrescentar aos seus nomes o nome “Israel” e “Sara”  Todos os judeus são obrigados a ter cartões de identidade que indiquem a sua descendência judaica, passando todos os seus passaportes a ser identificados com a letra “J”
  19. 19. CAMPOS DE CONCENTRAÇÃO 1933-1939
  20. 20. Campos de concentração na Alemanha (Agosto de 1939)
  21. 21. GUERRA
  22. 22. PROGRAMA DE “EUTANÁSIA”
  23. 23. PROGRAMA DE EUTANÁSIA NAZI Termo eufemístico utilizado para o programa de assassinato clandestino de pacientes com deficiências físicas ou mentais internados em estabelecimentos na Alemanha e nos territórios anexados. Medida eugenista destinada a restaurar a “integridade” racial da nação alemã. Objectivo: eliminar aquilo a que os eugenistas apelidavam de “vida sem valor” que representava um “encargo genético e financeiro” para a sociedade alemã e o Estado.
  24. 24. Inicialmente: Destinada a crianças de idades inferiores a 3 anos. Método: injecções letais ou à fome. Depois: Ampliada a indivíduos até aos 17 anos e depois a adultos. PROGRAMA “T4” (Tiergartenstrasse 4) Criadas 6 INSTALAÇÕES DE GASEAMENTO Pacientes transportados em autocarros especiais ou de comboio dos reformatórios até às estações de gaseamento. Janeiro de 1940-Agosto de 1941 – 70 000 mortos Até ao final da guerra – 200 000 mortos
  25. 25. GUETOS (“GHETTO”) Bairros fechados nos quais os alemães concentravam a população judaica e os forçavam a viver em condições miseráveis. Medida provisória de controlo e segregação dos judeus enquanto as autoridades NAZIS deliberavam sobre qual a opção de remoção dos judeus. Administrados pela JUDENRAETE Durante a guerra foram estabelecidos cerca de 1000 guetos na Alemanha, na Polónia e URSS ocupadas.
  26. 26. GUETOS Os judeus tinham que usar sinais identificativos (emblema e braçadeira) e executar trabalhos forçados a favor do Reich. Com a implementação da “Solução Final”, os alemães destruiram os guetos, fuzilando os seus residentes e enterrando-os em valas comuns nas imediações ou deportando-os para campos de extermínio. Foram passo central no processo NAZI de controlo, desumanização e assassínio em massa dos judeus.
  27. 27. “EINSATZGRUPPEN” (Esquadrões da Morte)
  28. 28. “EINSATZGRUPPEN” COMPOSIÇÃO: membros das “SS” e polícia alemãs. TAREFAS: execução dos inimigos raciais e políticos, encontrados atrás das linhas de combate alemãs na parte ocupada da URSS. ALVOS: judeus, ciganos, e funcionários do estado soviético e do Partido Comunista da URSS.  Junho de 1941: a seguir à invasão da URSS, seguem o exército alemão (de quem obtem apoio logístico), levando a cabo execuções em massa. Ao contrário do que sucederá posteriormente com os “campos de extermínio”, as “Einsatzgruppen” vão directamente às comunidades judaicas executar os massacres.
  29. 29. Por onde quer que passem, fuzilam homens, mulheres e crianças, sem atender à idade ou a sexo, enterrando-os em valas comuns Os judeus de uma localidade são identificados e conduzidos a um ponto de concentração comum. Depois são obrigados a caminhar ou transportados para o local de execução onde já os esperam valas abertas. Em muitas situações, as vítimas são obrigadas a abrir as valas onde serão eles próprios sepultados.
  30. 30. As vitimas são obrigadas a despir-se e a ficar a pé junto à vala comum ou deitadas na vala de cabeça para baixo, sendo depois fuziladas. O fuzilamento era o método mais comum utilizado pelas “Einsatzgruppen”. Final do Verão de 1941, Heinrich Himmler, solicita um método de exterminação mais eficiente. “CARRINHA DE GASEAMENTO”: Câmara de gás móvel, instalada sobre o chassi de uma carrinha, que utiliza o monóxido de carbono da exaustão do motor para matar as vítimas.
  31. 31. O massacre de BABI YAR – Kiev (Ucrânia) (29-30 de Setembro de 1941) Em 28 de Setembro de 1941, as tropas das “SS” fixaram um aviso nos postes e muros de Kiev que dizia: “Ordena-se a todos os judeus residentes em Kiev e suas vizinhanças que compareçam na esquina das ruas Melnyk e Dokterivsky, às 8 horas da manhã de segunda feira, 29 de Setembro de 1941, transportando documentos, dinheiro, roupas interiores, etc.. Aqueles que não comparecerem serão fuzilados. Aqueles qe entrarem nas casas evacuadas por judeus e roubarem pertences destas casas serão fuzilados” 33 771 judeus foram fuzilados em apenas dois dias.
  32. 32. CAMPOS DE CONCENTRAÇÃO/EXTERMÍNIO (1939-1945)
  33. 33. 1939-1942 – Expansão no sistema de CAMPOS DE CONCENTRAÇÃO. São estabelecidos novos campos de concentração nas vizinhanças das fábricas ou de sítios de extracção de matérias primas (por exemplo, a pedreira de Mauthausen) para aproveitar a mão-de-obra. Há medida que as tropas NAZIS vão conquistando territórios, vão sendo criados novos campos de concentração já não apenas na Alemanha mas nos territórios conquistados, particularmente na Polónia. Ex. Gusen (1939), Neuengamme (1940), Gross-Rosen (1949), Auschwitz (1940), Natzweiler (1940), Stutthof (1942) e Madjanek (Fevereiro de 1943).
  34. 34. Após o início da guerra os campos de concentração tornam-se locais de assassinio em massa para pequenos grupos-alvo entendidos como racial ou politicamente perigosos pelas autoridades NAZIS. São construídas CÂMARAS DE GÁS para assassinar pessoas. Entre 1939-1942 são construídas CÂMARAS DE GÁS em Mauthausen, Sachsenhausen, Auschwitz I e outros campos.
  35. 35. CONFERÊNCIA DE WANNSEE (20 de Janeiro de 1942) A SOLUÇÃO FINAL
  36. 36. CAMPOS DE EXTERMÍNIO Ao contrário dos CAMPOS DE CONCENTRAÇÃO (campos de detenção e centros de trabalho), os CAMPOS DE EXTERMÍNIO são verdadeiras “fábricas de morte”: visam tornar eficiente o assassínio em massa. Neles serão assassinados 2 700 000 judeus (gaseamento ou fuzilamento).
  37. 37. CENTROS DE EXTERMÍNIO
  38. 38. AUSCHWITZ-BIRKENAU
  39. 39. AUSCHWITZ I
  40. 40. AUSCHWITZ II
  41. 41. Chegada
  42. 42. Selecção
  43. 43. A caminho da câmara de gás
  44. 44. AS CÂMARAS DE GÁS E OS CREMATÓRIOS
  45. 45. Os que não iam directamente para a camara de gás….
  46. 46. SODERKOMMANDO
  47. 47. “KANADA”
  48. 48. Libertação de Auschwitz (Janeiro de 1945)
  49. 49. “MARCHAS DA MORTE”
  50. 50. AUSCHWITZ (Estatística) 4 CÂMARAS DE GÁS em funcionamento (apartir da Primavera de 1943) 6.000 judeus gaseados/dia ETNIA/NACIONALIDADE NÚMERO JUDEUS 1.000.000 POLACOS 70.000 - 75.000 CIGANOS 21.000 POW SOVIÉTICOS 15.000 OUTROS 10.000 – 15.000 TOTAL 1,1 MILHÕES
  51. 51. FINAL DA GUERRA 8 de Maio de 1945 JULGAMENTOS DE NUREMBERGA (18 de Outubro 1945/1 de Outubro 1946)
  52. 52. HOLOCAUSTO 6.000.000 Judeus mortos
  53. 53. Miguel Salgueiro Meira Maio de 2012

×