SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 19
Baixar para ler offline
Adriana Marques, Beatriz Rodrigues, Maycon
Amaro, Milena Nascimento, Thais Cristina
 O Firebird é um poderoso banco de dados
Cliente/Servidor relacional que é compatível
com SQL-ANSI-92, e foi desenvolvido para ser
um banco de dados independente de
plataformas e de sistemas operacionais.
 Este banco de dados, dispensa maiores
estruturas dentro da empresa, ( DBA /
Preparação ), onde basta instalar o software
e usá-lo, sem a interferência frequente de
profissionais, especializados na manutenção
do banco de dados de produção.
 Acompanhando, isso tudo ele ainda dispensa
o uso de super-servidores, usando pouco
espaço em disco para sua instalação e
utilizando pouca memória em situações
normais de uso. Por isso a plataforma
necessária para a sua instalação e utilização
pode ser reduzida diminuindo
consideravelmente os custos do projeto.
 Seu desenvolvimento iniciou em meados de
1985 por uma equipe de engenheiros da DEC
( Digital Equipament Corporation ). Tendo
como nome inicial de Groton, esse produto
veio sofrendo varias alterações até
finalmente em 1986 receber o nome de
Interbase® iniciando na versão 2.0. Nesta
época, a ideia era produzir um SGBDR (
Sistema Gerenciador de Bancos de Dados
Relacionais ) que oferecesse benefícios não
encontrados em outros da época.
 Mas então, se o Firebird é tão bom, porque
ele não é tão reconhecido como o Oracle, o
Microsoft SQL server e outros servidores SQL ?
Aparentemente, o maior problema
enfrentado pelo Firebird durante todos os
anos de sua existência foi a falta de
marketing e divulgação por parte da
Borland/Inprise/ISC nos meios especializados
(revistas, livros, etc...).
 No entanto, com os últimos acontecimentos,
essa imagem vai tender à mudar
rapidamente, pois o Firebird é uma base de
dados Open Source, construído com base no
código do Interbase Open Source, sendo que
as licenças de utilização e distribuição agora
são totalmente FREE.
 Outra grande vantagem do Firebird é que ele
é múlti plataforma ou seja funciona em
vários Sistemas Operacionais, dentre eles
destacamos:
 Windows 9x
 Windows NT
 Linux
 Solaris
 A seguir serão listados alguns comandos e
funções mais utilizadas do Firebird, com
parâmetros mais comuns. Não serão
abordados todos os comandos, mas o
essencial para se obter um bom
conhecimento e conseguir usufruir do
potencial desse banco de dados.
 Adiciona arquivos secundários ao Banco de Dados.
 Sintaxe :
ALTER [DATABASE | SCHEMA ]
ADD FILE ‘nome’ [LENGHT = PAGES | STARTING AT PAGE]
 Retorna a média de valores de uma coluna.
Ex: SELECT MES, AVG(VALOR_DA_VENDA) FROM
VENDAS ORDER BY MES
 Retorna a quantidade de registros para uma
condição em um SELECT
Sintaxe :
COUNT( * | ALL | valor | DISTINCT valor )
Ex : SELECT COUNT(*) FROM CLIENTES
 Cria um novo Banco de Dados “.GDB”. Nele pode
especificar as suas características, como :
Nome do Arquivo;, Tamanho da página de dados (PAGE SIZE);
Sintaxe :
CREATE {DATABASE | SCHEMA} ' filespec'
[USER ' username' [PASSWORD ' password']]
[PAGE_SIZE [=] int]
[LENGTH [=] int [PAGE[S]]]
[DEFAULT CHARACTER SET charset]
[ <secondary_file>];
<secondary_file> =FILE 'filespec'[<fileinfo>][<secondary_file>]
<fileinfo> = LENGTH [=] int [PAGE[S]] | STARTING [AT [PAGE]]
int [ <fileinfo>]
 Apaga um ou mais registros de uma tabela
Firebird. Se não for utilizado a cláusula WHERE,
será apagado todos os registros da tabela.
Sintaxe :
DELETE [TRANSACTION transaciona] FROM table
{[WHERE <search_condition>] | WHERE CURRENT
OF cursor};
 Comando responsável pela atualização da tabela
no Banco de Dados Firebird. Update trabalha de
forma semelhante ao DELETE “é claro, com sua
enorme diferença”, se não passarmos a cláusula
WHERE, toda a coluna da tabela será atualizada.
Sintaxe :
UPDATE [TRANSACTION transaction] {table |
view} SET col = <val> [, col = <val> …]
[WHERE <search_condition> | WHERE CURRENT
OF cursor];
 A segurança de usuários do Firebird, fica
guardado dentro do próprio Banco de Dados.
Desta forma, você usuário SYSDBA e ou outro
usuário que tenha os direitos de
Administrador, restringe o acesso e
manutenção a tabelas do Firebird.
 O Firebird Dialect 3, suporta a maioria dos
tipos de Dados do SQL. O Firebird, apenas
não tem como tipo de dado, o tipo Boolean.
Mas, isto não é uma falha do Firebird, outro
SGDB´s também não tem este tipo de dado.
Apesar de não ter este tipo de dado,
podemos criar o nosso “tipo boolean” através
de DOMAINS.
 http://www.firebirdsql.org/

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Atividade sistema operacionais
Atividade sistema operacionaisAtividade sistema operacionais
Atividade sistema operacionaisCarlos Melo
 
Sistemas operacionais sistemas de arquivos-atualizado-senai
Sistemas operacionais   sistemas de arquivos-atualizado-senaiSistemas operacionais   sistemas de arquivos-atualizado-senai
Sistemas operacionais sistemas de arquivos-atualizado-senaiCarlos Melo
 
Trabalho windows server conluido
Trabalho windows server conluidoTrabalho windows server conluido
Trabalho windows server conluidoiExtrablitz
 
Lista de abreviações 3
Lista de abreviações 3Lista de abreviações 3
Lista de abreviações 3diogolevel3
 
Apresentação Mac OS
Apresentação Mac OSApresentação Mac OS
Apresentação Mac OSguestf2a4bc5
 
Prova sistemas-operacionais-23082012
Prova sistemas-operacionais-23082012Prova sistemas-operacionais-23082012
Prova sistemas-operacionais-23082012Carlos Melo
 
Projetos de rede sistemas de servidores
Projetos de rede sistemas de servidoresProjetos de rede sistemas de servidores
Projetos de rede sistemas de servidoresAriel Fernando
 
Sistemas de Arquivos FAT x NTFS
Sistemas de Arquivos FAT x NTFSSistemas de Arquivos FAT x NTFS
Sistemas de Arquivos FAT x NTFSCleber Ramos
 
Unidade 3.3 Estrutura de Diretórios Linux
Unidade 3.3 Estrutura de Diretórios LinuxUnidade 3.3 Estrutura de Diretórios Linux
Unidade 3.3 Estrutura de Diretórios LinuxJuan Carlos Lamarão
 
Ficha de trabalho nº 3 Modulo 4
Ficha de trabalho nº 3 Modulo 4Ficha de trabalho nº 3 Modulo 4
Ficha de trabalho nº 3 Modulo 4baglungekanchi
 
Trabalho de sistema operativo servidor
Trabalho de sistema operativo servidorTrabalho de sistema operativo servidor
Trabalho de sistema operativo servidordtml2k
 
Ficha de trabalho so 6 m4 linux comandos
Ficha de trabalho so 6 m4   linux comandosFicha de trabalho so 6 m4   linux comandos
Ficha de trabalho so 6 m4 linux comandoskamatozza
 
Sistemas operacionais de rede exercicio de sala
Sistemas operacionais de rede exercicio de salaSistemas operacionais de rede exercicio de sala
Sistemas operacionais de rede exercicio de salaCarlos Melo
 

Mais procurados (20)

SO-08 Sistemas de Arquivos
SO-08 Sistemas de ArquivosSO-08 Sistemas de Arquivos
SO-08 Sistemas de Arquivos
 
DB2 bufferpool Pagefixing por Alvaro Salla
DB2 bufferpool Pagefixing  por Alvaro SallaDB2 bufferpool Pagefixing  por Alvaro Salla
DB2 bufferpool Pagefixing por Alvaro Salla
 
Atividade sistema operacionais
Atividade sistema operacionaisAtividade sistema operacionais
Atividade sistema operacionais
 
Sistemas operacionais sistemas de arquivos-atualizado-senai
Sistemas operacionais   sistemas de arquivos-atualizado-senaiSistemas operacionais   sistemas de arquivos-atualizado-senai
Sistemas operacionais sistemas de arquivos-atualizado-senai
 
Trabalho windows server conluido
Trabalho windows server conluidoTrabalho windows server conluido
Trabalho windows server conluido
 
Lista de abreviações 3
Lista de abreviações 3Lista de abreviações 3
Lista de abreviações 3
 
Apresentação Mac OS
Apresentação Mac OSApresentação Mac OS
Apresentação Mac OS
 
Comandos CMD
Comandos CMDComandos CMD
Comandos CMD
 
Prova sistemas-operacionais-23082012
Prova sistemas-operacionais-23082012Prova sistemas-operacionais-23082012
Prova sistemas-operacionais-23082012
 
Sistemas de Arquivos do Windows
Sistemas de Arquivos do WindowsSistemas de Arquivos do Windows
Sistemas de Arquivos do Windows
 
Projetos de rede sistemas de servidores
Projetos de rede sistemas de servidoresProjetos de rede sistemas de servidores
Projetos de rede sistemas de servidores
 
Sistemas de Arquivos FAT x NTFS
Sistemas de Arquivos FAT x NTFSSistemas de Arquivos FAT x NTFS
Sistemas de Arquivos FAT x NTFS
 
Unidade 3.6 Introdução ao Shell
Unidade 3.6 Introdução ao ShellUnidade 3.6 Introdução ao Shell
Unidade 3.6 Introdução ao Shell
 
Linux
LinuxLinux
Linux
 
Unidade 3.3 Estrutura de Diretórios Linux
Unidade 3.3 Estrutura de Diretórios LinuxUnidade 3.3 Estrutura de Diretórios Linux
Unidade 3.3 Estrutura de Diretórios Linux
 
Ficha de trabalho nº 3 Modulo 4
Ficha de trabalho nº 3 Modulo 4Ficha de trabalho nº 3 Modulo 4
Ficha de trabalho nº 3 Modulo 4
 
Trabalho de sistema operativo servidor
Trabalho de sistema operativo servidorTrabalho de sistema operativo servidor
Trabalho de sistema operativo servidor
 
Ficha de trabalho so 6 m4 linux comandos
Ficha de trabalho so 6 m4   linux comandosFicha de trabalho so 6 m4   linux comandos
Ficha de trabalho so 6 m4 linux comandos
 
Trabalho de SO
Trabalho de SOTrabalho de SO
Trabalho de SO
 
Sistemas operacionais de rede exercicio de sala
Sistemas operacionais de rede exercicio de salaSistemas operacionais de rede exercicio de sala
Sistemas operacionais de rede exercicio de sala
 

Destaque

Firebird SQL
Firebird SQLFirebird SQL
Firebird SQLulcera86
 
New features of SQL in Firebird
New features of SQL in FirebirdNew features of SQL in Firebird
New features of SQL in FirebirdMind The Firebird
 
MongoDB: Prós, Contras e Showcases.
MongoDB: Prós, Contras e Showcases.MongoDB: Prós, Contras e Showcases.
MongoDB: Prós, Contras e Showcases.Leonardo Quevedo
 
9º FireBird Developer Day - Automatizar Manutenção do Banco de Dados
9º FireBird Developer Day - Automatizar Manutenção do Banco de Dados9º FireBird Developer Day - Automatizar Manutenção do Banco de Dados
9º FireBird Developer Day - Automatizar Manutenção do Banco de DadosJosé Araújo
 
Migrando 4 milhões de linhas de Delphi 7 para XE7
Migrando 4 milhões de linhas de Delphi 7 para XE7Migrando 4 milhões de linhas de Delphi 7 para XE7
Migrando 4 milhões de linhas de Delphi 7 para XE7José Araújo
 
Orientação a Objetos no Delphi - Controle de Estoque (II)
Orientação a Objetos no Delphi - Controle de Estoque (II)Orientação a Objetos no Delphi - Controle de Estoque (II)
Orientação a Objetos no Delphi - Controle de Estoque (II)Ryan Padilha
 
Orientação a Objetos no Delphi - Por onde começar (I)
Orientação a Objetos no Delphi - Por onde começar (I)Orientação a Objetos no Delphi - Por onde começar (I)
Orientação a Objetos no Delphi - Por onde começar (I)Ryan Padilha
 
MariaDB Vorstellung
MariaDB VorstellungMariaDB Vorstellung
MariaDB VorstellungMariaDB plc
 

Destaque (15)

Firebird SQL
Firebird SQLFirebird SQL
Firebird SQL
 
Db2
Db2Db2
Db2
 
New features of SQL in Firebird
New features of SQL in FirebirdNew features of SQL in Firebird
New features of SQL in Firebird
 
MongoDB: Prós, Contras e Showcases.
MongoDB: Prós, Contras e Showcases.MongoDB: Prós, Contras e Showcases.
MongoDB: Prós, Contras e Showcases.
 
Zodb
ZodbZodb
Zodb
 
9º FireBird Developer Day - Automatizar Manutenção do Banco de Dados
9º FireBird Developer Day - Automatizar Manutenção do Banco de Dados9º FireBird Developer Day - Automatizar Manutenção do Banco de Dados
9º FireBird Developer Day - Automatizar Manutenção do Banco de Dados
 
Git & Delphi
Git & DelphiGit & Delphi
Git & Delphi
 
Mvc delphi
Mvc delphiMvc delphi
Mvc delphi
 
Delphi XE7 - O que há de novo?
Delphi XE7 - O que há de novo?Delphi XE7 - O que há de novo?
Delphi XE7 - O que há de novo?
 
DB2 9.7 Overview
DB2 9.7 OverviewDB2 9.7 Overview
DB2 9.7 Overview
 
Migrando 4 milhões de linhas de Delphi 7 para XE7
Migrando 4 milhões de linhas de Delphi 7 para XE7Migrando 4 milhões de linhas de Delphi 7 para XE7
Migrando 4 milhões de linhas de Delphi 7 para XE7
 
Orientação a Objetos no Delphi - Controle de Estoque (II)
Orientação a Objetos no Delphi - Controle de Estoque (II)Orientação a Objetos no Delphi - Controle de Estoque (II)
Orientação a Objetos no Delphi - Controle de Estoque (II)
 
Db2
Db2Db2
Db2
 
Orientação a Objetos no Delphi - Por onde começar (I)
Orientação a Objetos no Delphi - Por onde começar (I)Orientação a Objetos no Delphi - Por onde começar (I)
Orientação a Objetos no Delphi - Por onde começar (I)
 
MariaDB Vorstellung
MariaDB VorstellungMariaDB Vorstellung
MariaDB Vorstellung
 

Semelhante a Firebird banco de dados poderoso e gratuito

Aula_TuningProf.Celinia_Equipe_Amós Lhips
Aula_TuningProf.Celinia_Equipe_Amós LhipsAula_TuningProf.Celinia_Equipe_Amós Lhips
Aula_TuningProf.Celinia_Equipe_Amós LhipsAmós Lhips
 
Apresentação palestra ireport
Apresentação palestra ireportApresentação palestra ireport
Apresentação palestra ireportfpsgyn
 
Controlador de Domínio Open Source
Controlador de Domínio Open SourceControlador de Domínio Open Source
Controlador de Domínio Open SourceRicardo Pinheiro
 
Alta disponibilidade com bancos de dados relacionais no Azure
Alta disponibilidade com bancos de dados relacionais no AzureAlta disponibilidade com bancos de dados relacionais no Azure
Alta disponibilidade com bancos de dados relacionais no AzureRubens Guimarães - MTAC MVP
 
Performance tunning de servidores ColdFusion MX
Performance tunning de servidores ColdFusion MXPerformance tunning de servidores ColdFusion MX
Performance tunning de servidores ColdFusion MXAlex Hübner
 
ibmdb2-170817005317.pdf
ibmdb2-170817005317.pdfibmdb2-170817005317.pdf
ibmdb2-170817005317.pdfNatliaGomes72
 
FireDAC - Embarcadero Conference 2015
FireDAC - Embarcadero Conference 2015FireDAC - Embarcadero Conference 2015
FireDAC - Embarcadero Conference 2015Guinther Pauli
 
S.o. windows server2008
S.o. windows server2008S.o. windows server2008
S.o. windows server2008teacherpereira
 
Apresentação interbase (atualização 2)
Apresentação interbase (atualização 2)Apresentação interbase (atualização 2)
Apresentação interbase (atualização 2)Elen Arantza
 
Tópicos Avancados com DBExpress Framework e Firebird
Tópicos Avancados com DBExpress Framework e FirebirdTópicos Avancados com DBExpress Framework e Firebird
Tópicos Avancados com DBExpress Framework e FirebirdKelver Merlotti
 
Sistemas operacionais arquitetura proprietários ui
Sistemas operacionais arquitetura proprietários uiSistemas operacionais arquitetura proprietários ui
Sistemas operacionais arquitetura proprietários uiJoão Freire Abramowicz
 

Semelhante a Firebird banco de dados poderoso e gratuito (20)

Apostila ib
Apostila ibApostila ib
Apostila ib
 
Aula_TuningProf.Celinia_Equipe_Amós Lhips
Aula_TuningProf.Celinia_Equipe_Amós LhipsAula_TuningProf.Celinia_Equipe_Amós Lhips
Aula_TuningProf.Celinia_Equipe_Amós Lhips
 
Samba4+freebsd
Samba4+freebsdSamba4+freebsd
Samba4+freebsd
 
Apresentação palestra ireport
Apresentação palestra ireportApresentação palestra ireport
Apresentação palestra ireport
 
Apostila oracle
Apostila oracleApostila oracle
Apostila oracle
 
Controlador de Domínio Open Source
Controlador de Domínio Open SourceControlador de Domínio Open Source
Controlador de Domínio Open Source
 
Introdução ao BD Postgre
Introdução ao BD PostgreIntrodução ao BD Postgre
Introdução ao BD Postgre
 
Alta disponibilidade com bancos de dados relacionais no Azure
Alta disponibilidade com bancos de dados relacionais no AzureAlta disponibilidade com bancos de dados relacionais no Azure
Alta disponibilidade com bancos de dados relacionais no Azure
 
Performance tunning de servidores ColdFusion MX
Performance tunning de servidores ColdFusion MXPerformance tunning de servidores ColdFusion MX
Performance tunning de servidores ColdFusion MX
 
Sos final
Sos finalSos final
Sos final
 
ibmdb2-170817005317.pdf
ibmdb2-170817005317.pdfibmdb2-170817005317.pdf
ibmdb2-170817005317.pdf
 
IBM DB2
IBM DB2IBM DB2
IBM DB2
 
Unidade O5
Unidade O5Unidade O5
Unidade O5
 
Free bsd
Free bsdFree bsd
Free bsd
 
FireDAC - Embarcadero Conference 2015
FireDAC - Embarcadero Conference 2015FireDAC - Embarcadero Conference 2015
FireDAC - Embarcadero Conference 2015
 
S.o. windows server2008
S.o. windows server2008S.o. windows server2008
S.o. windows server2008
 
Cacti
CactiCacti
Cacti
 
Apresentação interbase (atualização 2)
Apresentação interbase (atualização 2)Apresentação interbase (atualização 2)
Apresentação interbase (atualização 2)
 
Tópicos Avancados com DBExpress Framework e Firebird
Tópicos Avancados com DBExpress Framework e FirebirdTópicos Avancados com DBExpress Framework e Firebird
Tópicos Avancados com DBExpress Framework e Firebird
 
Sistemas operacionais arquitetura proprietários ui
Sistemas operacionais arquitetura proprietários uiSistemas operacionais arquitetura proprietários ui
Sistemas operacionais arquitetura proprietários ui
 

Mais de Beatriz Rodrigues

Mais de Beatriz Rodrigues (7)

Relatório Leite
Relatório LeiteRelatório Leite
Relatório Leite
 
Relatório Colóides
Relatório ColóidesRelatório Colóides
Relatório Colóides
 
Direitos Trabalhistas
Direitos TrabalhistasDireitos Trabalhistas
Direitos Trabalhistas
 
Um certo capitão Rodrigo
Um certo capitão RodrigoUm certo capitão Rodrigo
Um certo capitão Rodrigo
 
Sobre alguns países copa 2014
Sobre alguns países copa 2014Sobre alguns países copa 2014
Sobre alguns países copa 2014
 
A catedral – alphonsus de guimaraens
A catedral – alphonsus de guimaraensA catedral – alphonsus de guimaraens
A catedral – alphonsus de guimaraens
 
Condições de corrida e regiões críticas
Condições de corrida e regiões críticasCondições de corrida e regiões críticas
Condições de corrida e regiões críticas
 

Firebird banco de dados poderoso e gratuito

  • 1. Adriana Marques, Beatriz Rodrigues, Maycon Amaro, Milena Nascimento, Thais Cristina
  • 2.  O Firebird é um poderoso banco de dados Cliente/Servidor relacional que é compatível com SQL-ANSI-92, e foi desenvolvido para ser um banco de dados independente de plataformas e de sistemas operacionais.  Este banco de dados, dispensa maiores estruturas dentro da empresa, ( DBA / Preparação ), onde basta instalar o software e usá-lo, sem a interferência frequente de profissionais, especializados na manutenção do banco de dados de produção.
  • 3.
  • 4.  Acompanhando, isso tudo ele ainda dispensa o uso de super-servidores, usando pouco espaço em disco para sua instalação e utilizando pouca memória em situações normais de uso. Por isso a plataforma necessária para a sua instalação e utilização pode ser reduzida diminuindo consideravelmente os custos do projeto.
  • 5.  Seu desenvolvimento iniciou em meados de 1985 por uma equipe de engenheiros da DEC ( Digital Equipament Corporation ). Tendo como nome inicial de Groton, esse produto veio sofrendo varias alterações até finalmente em 1986 receber o nome de Interbase® iniciando na versão 2.0. Nesta época, a ideia era produzir um SGBDR ( Sistema Gerenciador de Bancos de Dados Relacionais ) que oferecesse benefícios não encontrados em outros da época.
  • 6.  Mas então, se o Firebird é tão bom, porque ele não é tão reconhecido como o Oracle, o Microsoft SQL server e outros servidores SQL ? Aparentemente, o maior problema enfrentado pelo Firebird durante todos os anos de sua existência foi a falta de marketing e divulgação por parte da Borland/Inprise/ISC nos meios especializados (revistas, livros, etc...).
  • 7.  No entanto, com os últimos acontecimentos, essa imagem vai tender à mudar rapidamente, pois o Firebird é uma base de dados Open Source, construído com base no código do Interbase Open Source, sendo que as licenças de utilização e distribuição agora são totalmente FREE.
  • 8.  Outra grande vantagem do Firebird é que ele é múlti plataforma ou seja funciona em vários Sistemas Operacionais, dentre eles destacamos:  Windows 9x  Windows NT  Linux  Solaris
  • 9.  A seguir serão listados alguns comandos e funções mais utilizadas do Firebird, com parâmetros mais comuns. Não serão abordados todos os comandos, mas o essencial para se obter um bom conhecimento e conseguir usufruir do potencial desse banco de dados.
  • 10.
  • 11.  Adiciona arquivos secundários ao Banco de Dados.  Sintaxe : ALTER [DATABASE | SCHEMA ] ADD FILE ‘nome’ [LENGHT = PAGES | STARTING AT PAGE]
  • 12.  Retorna a média de valores de uma coluna. Ex: SELECT MES, AVG(VALOR_DA_VENDA) FROM VENDAS ORDER BY MES
  • 13.  Retorna a quantidade de registros para uma condição em um SELECT Sintaxe : COUNT( * | ALL | valor | DISTINCT valor ) Ex : SELECT COUNT(*) FROM CLIENTES
  • 14.  Cria um novo Banco de Dados “.GDB”. Nele pode especificar as suas características, como : Nome do Arquivo;, Tamanho da página de dados (PAGE SIZE); Sintaxe : CREATE {DATABASE | SCHEMA} ' filespec' [USER ' username' [PASSWORD ' password']] [PAGE_SIZE [=] int] [LENGTH [=] int [PAGE[S]]] [DEFAULT CHARACTER SET charset] [ <secondary_file>]; <secondary_file> =FILE 'filespec'[<fileinfo>][<secondary_file>] <fileinfo> = LENGTH [=] int [PAGE[S]] | STARTING [AT [PAGE]] int [ <fileinfo>]
  • 15.  Apaga um ou mais registros de uma tabela Firebird. Se não for utilizado a cláusula WHERE, será apagado todos os registros da tabela. Sintaxe : DELETE [TRANSACTION transaciona] FROM table {[WHERE <search_condition>] | WHERE CURRENT OF cursor};
  • 16.  Comando responsável pela atualização da tabela no Banco de Dados Firebird. Update trabalha de forma semelhante ao DELETE “é claro, com sua enorme diferença”, se não passarmos a cláusula WHERE, toda a coluna da tabela será atualizada. Sintaxe : UPDATE [TRANSACTION transaction] {table | view} SET col = <val> [, col = <val> …] [WHERE <search_condition> | WHERE CURRENT OF cursor];
  • 17.  A segurança de usuários do Firebird, fica guardado dentro do próprio Banco de Dados. Desta forma, você usuário SYSDBA e ou outro usuário que tenha os direitos de Administrador, restringe o acesso e manutenção a tabelas do Firebird.
  • 18.  O Firebird Dialect 3, suporta a maioria dos tipos de Dados do SQL. O Firebird, apenas não tem como tipo de dado, o tipo Boolean. Mas, isto não é uma falha do Firebird, outro SGDB´s também não tem este tipo de dado. Apesar de não ter este tipo de dado, podemos criar o nosso “tipo boolean” através de DOMAINS.