SlideShare uma empresa Scribd logo
Eugenio de andrade
Eugenio de andrade
José Fontinhas ( nome verdadeiro de Eugénio de
Andrade), nasce a 19 de janeiro de 1993 em Póvoa de
Atalaia, uma pequena aldeia da Beira Baixa situada
entre o Fundão e Castelo Branco.
Filho de uma família de camponeses, a sua infância é
passada com a mãe, que é a figura dominante de
toda a sua vida e da sua poesia. O pai, filho de
camponeses abastados, pouco esteve presente.
Entra para a escola da aldeia natal aos 6 anos. Um
ano depois, muda-se com a mãe para Castelo
Branco.
Em 1932, muda-se novamente, agora para Lisboa,
cidade onde se fixara seu pai, e onde permanece
por um período de 11 anos.
Conclui, entretanto, a instrução primária.
Prossegue os estudos e, em 1935, afirma-se em si o
interesse pela leitura. Passa horas a ler funem
bibliotecas públicas e começa a escrever
poemas.
Em 1938 escreve uma carta e envia
três ou quatro poemas a António
botto que manifesta interesse em
conhecê-lo. Em 1939 publica o seu
primeiro poema, "Narciso” e, pouco
tempo depois, passa a assinar com
outro nome: nasce o poeta Eugénio
de Andrade.
Em 1941 faz-se a primeira referência
pública à sua poesia na conferência
que Joel Serrão, seu amigo,
pronunciou na Faculdade de Letras
de Lisboa, sobre "A Nova
Humanidade da Poesia Nova". Um
ano depois, em Novembro, Eugénio
lança o seu primeiro livro de poesia:
"Adolescente”
Em 1943, o poeta muda-se novamente
acompanhado pela sua mãe para Coimbra,
onde permanece até ao final do ano de 1946,
altura em que se fixa novamente em Lisboa.
Entretanto, em 1944, cumpre o Serviço Militar e,
após a recruta, é colocado nos Serviços de saúde
Lisboa mas, visto que morava em Coimbra, trata
rapidamente de transitar para lá.
Fazem-se, nesse ano ainda, as primeiras traduções
de poemas seus para francês e, em 1945, a Livraria
Francesa publica o seu livro.
É com "As mãos e os frutos ", em
1948, que Eugénio de Andrade
alcança o sucesso. A partir dessa
data, inicia-se uma carreira
especialmente rica em poesia, mas
também com produções nos
domínios da prosa, da tradução e
da antologia. Eugénio de Andrade
ergue-se ao primeiro plano da
poesia portuguesa.
A 14 de Março de 1956 morre a sua mãe e
morre uma parte do poeta: "A minha ligação
à infância é, sobretudo, uma ligação à minha
mãe e à minha terra, porque, no fundo,
vivemos um para o outro".
Em 1977 inicia-se a publicação
da “Obra de Eugénio de
Andrade " pela Editora "Limiar".
Nasce, em 1991, a Fundação
Eugénio de Andrade, que está a
reeditar toda a obra do poeta,
sendo o último volume o número
26, o livro de poesia “O Sal da
Língua " (1995).
Publicou mais de duas dezenas de livros de poesia.
Obras em prosa, antologias, álbuns, livros para
crianças e traduções para português de grandes
poetas estrangeiros (Lorca, Safo, Char, Reverdy,
Ritsos, Borges, etc...) completam até ao presente a
sua bibliografia, para além de muitos títulos
traduzidos e publicados em 20 línguas e em 20
países: na Alemanha, Itália, Venezuela, China,
Espanha, no México, Luxemburgo, em França, nos
Estados Unidos da América...
Eugénio de Andrade é,
realmente - a par de Pessoa -
o poeta português mais
divulgado no mundo.
A sua obra tem sido, por
outro lado, objeto de estudo
e reflexão por parte de
escritores e literários quer
estrageiros quer portugueses.
Avesso a participar em
eventos mundanos, o poeta
raramente tem concedido
entrevistas .
Eugénio de Andrade morre a 13 de
junho de 2005, no Porto
Aos 82 anos, era um dos poetas portugueses mais
genuinamente lidos, estudados e traduzidos do século XX,
homenageado em vida com inúmeras iniciativas e distinções,
incluindo, em 2001, o Prémio Camões, o mais importante em
língua portuguesa.
Eugenio de andrade

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Texto de apoio sobre os heterónimos Fernando Pessoa
Texto de apoio sobre os heterónimos Fernando PessoaTexto de apoio sobre os heterónimos Fernando Pessoa
Texto de apoio sobre os heterónimos Fernando Pessoa
Diogo Reis
 
Eugénio de Andrade
Eugénio de AndradeEugénio de Andrade
Eugénio de Andrade
Rosário Cunha
 
Fernando Pessoa Heterónimos
Fernando Pessoa   HeterónimosFernando Pessoa   Heterónimos
Fernando Pessoa Heterónimos
ESVieira do Minho
 
Eugénio de Andrade, Mário de Sá Carneiro
Eugénio de Andrade, Mário de Sá CarneiroEugénio de Andrade, Mário de Sá Carneiro
Eugénio de Andrade, Mário de Sá Carneiro
Rosário Cunha
 
Miguel torga: Vida e Obra
Miguel torga: Vida e ObraMiguel torga: Vida e Obra
Miguel torga: Vida e Obra
Dina Baptista
 
Análise de poemas de Fernando Pessoa
Análise de poemas de Fernando PessoaAnálise de poemas de Fernando Pessoa
Análise de poemas de Fernando Pessoa
Margarida Rodrigues
 
Pessoa ortónimo e heterónimos
Pessoa   ortónimo e heterónimosPessoa   ortónimo e heterónimos
Pessoa ortónimo e heterónimos
António Fraga
 
Fernando Pessoa
Fernando PessoaFernando Pessoa
Fernando Pessoa
fromgaliza
 
O heteronimo Alberto Caeiro
O heteronimo Alberto CaeiroO heteronimo Alberto Caeiro
O heteronimo Alberto Caeiro
guest155834
 
Dicotomia cidade campo
Dicotomia cidade campoDicotomia cidade campo
Dicotomia cidade campo
1103sancho
 
Fernando Pessoa Nostalgia da Infância
Fernando Pessoa Nostalgia da InfânciaFernando Pessoa Nostalgia da Infância
Fernando Pessoa Nostalgia da Infância
Samuel Neves
 
Cantigas de amigo - resumo
Cantigas de amigo - resumoCantigas de amigo - resumo
Cantigas de amigo - resumo
Gijasilvelitz 2
 
Mensagem
MensagemMensagem
Mensagem
Antónia Mancha
 
Memorial do Convento - linguagem e estilo
Memorial do Convento - linguagem e estiloMemorial do Convento - linguagem e estilo
Memorial do Convento - linguagem e estilo
FilipaFonseca
 
Apresentação do Simbolismo N`Os Maias
Apresentação do Simbolismo N`Os MaiasApresentação do Simbolismo N`Os Maias
Apresentação do Simbolismo N`Os Maias
Neizy Mandinga
 
Sophia de Mello Breyner
Sophia de Mello BreynerSophia de Mello Breyner
Sophia de Mello Breyner
Dina Baptista
 
Síntese fernando pessoa
Síntese fernando pessoaSíntese fernando pessoa
Síntese fernando pessoa
lenaeira
 
Mensagem Fernando Pessoa
Mensagem   Fernando PessoaMensagem   Fernando Pessoa
Mensagem Fernando Pessoa
guest0f0d8
 
Bernardo soares
Bernardo soaresBernardo soares
Bernardo soares
Lucas Queiroz
 
Antero de Quental
Antero de QuentalAntero de Quental
Antero de Quental
010693
 

Mais procurados (20)

Texto de apoio sobre os heterónimos Fernando Pessoa
Texto de apoio sobre os heterónimos Fernando PessoaTexto de apoio sobre os heterónimos Fernando Pessoa
Texto de apoio sobre os heterónimos Fernando Pessoa
 
Eugénio de Andrade
Eugénio de AndradeEugénio de Andrade
Eugénio de Andrade
 
Fernando Pessoa Heterónimos
Fernando Pessoa   HeterónimosFernando Pessoa   Heterónimos
Fernando Pessoa Heterónimos
 
Eugénio de Andrade, Mário de Sá Carneiro
Eugénio de Andrade, Mário de Sá CarneiroEugénio de Andrade, Mário de Sá Carneiro
Eugénio de Andrade, Mário de Sá Carneiro
 
Miguel torga: Vida e Obra
Miguel torga: Vida e ObraMiguel torga: Vida e Obra
Miguel torga: Vida e Obra
 
Análise de poemas de Fernando Pessoa
Análise de poemas de Fernando PessoaAnálise de poemas de Fernando Pessoa
Análise de poemas de Fernando Pessoa
 
Pessoa ortónimo e heterónimos
Pessoa   ortónimo e heterónimosPessoa   ortónimo e heterónimos
Pessoa ortónimo e heterónimos
 
Fernando Pessoa
Fernando PessoaFernando Pessoa
Fernando Pessoa
 
O heteronimo Alberto Caeiro
O heteronimo Alberto CaeiroO heteronimo Alberto Caeiro
O heteronimo Alberto Caeiro
 
Dicotomia cidade campo
Dicotomia cidade campoDicotomia cidade campo
Dicotomia cidade campo
 
Fernando Pessoa Nostalgia da Infância
Fernando Pessoa Nostalgia da InfânciaFernando Pessoa Nostalgia da Infância
Fernando Pessoa Nostalgia da Infância
 
Cantigas de amigo - resumo
Cantigas de amigo - resumoCantigas de amigo - resumo
Cantigas de amigo - resumo
 
Mensagem
MensagemMensagem
Mensagem
 
Memorial do Convento - linguagem e estilo
Memorial do Convento - linguagem e estiloMemorial do Convento - linguagem e estilo
Memorial do Convento - linguagem e estilo
 
Apresentação do Simbolismo N`Os Maias
Apresentação do Simbolismo N`Os MaiasApresentação do Simbolismo N`Os Maias
Apresentação do Simbolismo N`Os Maias
 
Sophia de Mello Breyner
Sophia de Mello BreynerSophia de Mello Breyner
Sophia de Mello Breyner
 
Síntese fernando pessoa
Síntese fernando pessoaSíntese fernando pessoa
Síntese fernando pessoa
 
Mensagem Fernando Pessoa
Mensagem   Fernando PessoaMensagem   Fernando Pessoa
Mensagem Fernando Pessoa
 
Bernardo soares
Bernardo soaresBernardo soares
Bernardo soares
 
Antero de Quental
Antero de QuentalAntero de Quental
Antero de Quental
 

Destaque

Eugenio De Andrade
Eugenio De AndradeEugenio De Andrade
Eugenio De Andrade
kally
 
Eugenio andrade (1)
Eugenio andrade (1)Eugenio andrade (1)
Eugenio andrade (1)
Biblioteca IreneLisboa
 
Eugenio Andrade 4
Eugenio Andrade 4Eugenio Andrade 4
Eugenio Andrade 4
Helena
 
Polacos Famosos
Polacos FamososPolacos Famosos
Polacos Famosos
elcedin
 
"Frutos", Eugénio de Andrade
"Frutos", Eugénio de Andrade"Frutos", Eugénio de Andrade
"Frutos", Eugénio de Andrade
elcedin
 
Eugénio De Andrade
Eugénio De AndradeEugénio De Andrade
Eugénio De Andrade
davidaaduarte
 
Poemas de eugénio de andrade
Poemas de eugénio de andradePoemas de eugénio de andrade
Poemas de eugénio de andrade
AnaGomes40
 
Poetas do século xx
Poetas do século xx Poetas do século xx
Poetas do século xx
Rosário Cunha
 
Poetas do séc.xx Sophia de Mello Breyner
Poetas do séc.xx  Sophia de Mello BreynerPoetas do séc.xx  Sophia de Mello Breyner
Poetas do séc.xx Sophia de Mello Breyner
Rosário Cunha
 
Poesia do século XX - 1
Poesia do século XX - 1Poesia do século XX - 1
Poesia do século XX - 1
Dina Baptista
 

Destaque (10)

Eugenio De Andrade
Eugenio De AndradeEugenio De Andrade
Eugenio De Andrade
 
Eugenio andrade (1)
Eugenio andrade (1)Eugenio andrade (1)
Eugenio andrade (1)
 
Eugenio Andrade 4
Eugenio Andrade 4Eugenio Andrade 4
Eugenio Andrade 4
 
Polacos Famosos
Polacos FamososPolacos Famosos
Polacos Famosos
 
"Frutos", Eugénio de Andrade
"Frutos", Eugénio de Andrade"Frutos", Eugénio de Andrade
"Frutos", Eugénio de Andrade
 
Eugénio De Andrade
Eugénio De AndradeEugénio De Andrade
Eugénio De Andrade
 
Poemas de eugénio de andrade
Poemas de eugénio de andradePoemas de eugénio de andrade
Poemas de eugénio de andrade
 
Poetas do século xx
Poetas do século xx Poetas do século xx
Poetas do século xx
 
Poetas do séc.xx Sophia de Mello Breyner
Poetas do séc.xx  Sophia de Mello BreynerPoetas do séc.xx  Sophia de Mello Breyner
Poetas do séc.xx Sophia de Mello Breyner
 
Poesia do século XX - 1
Poesia do século XX - 1Poesia do século XX - 1
Poesia do século XX - 1
 

Semelhante a Eugenio de andrade

Pessoa
PessoaPessoa
Pessoa
João Santos
 
O Iberismo en Portugal. Primeiras décadas do s.XX
O Iberismo en Portugal. Primeiras décadas do s.XXO Iberismo en Portugal. Primeiras décadas do s.XX
O Iberismo en Portugal. Primeiras décadas do s.XX
Oscar Lopez
 
Autores portugueses
Autores portuguesesAutores portugueses
Autores portugueses
Oscar Lopez
 
Fernando pessoa (portugues)
Fernando pessoa (portugues)Fernando pessoa (portugues)
Fernando pessoa (portugues)
beatriz tavares
 
Vida e Obra de Fernando Pessoa
Vida e Obra de Fernando PessoaVida e Obra de Fernando Pessoa
Vida e Obra de Fernando Pessoa
jorgina8
 
Fernando pessoa e Luisa Ducla Soares
Fernando pessoa e Luisa Ducla SoaresFernando pessoa e Luisa Ducla Soares
Fernando pessoa e Luisa Ducla Soares
Paulo Saraiva
 
Fernando Pessoa 1888 A 1935
Fernando Pessoa   1888 A 1935Fernando Pessoa   1888 A 1935
Fernando Pessoa 1888 A 1935
wieland
 
Fernando Pessoa 1888 A 1935
Fernando Pessoa   1888 A 1935Fernando Pessoa   1888 A 1935
Fernando Pessoa 1888 A 1935
guestcb6e5a
 
Autor do mês Fernando Pessoa
Autor do mês  Fernando PessoaAutor do mês  Fernando Pessoa
Autor do mês Fernando Pessoa
Margarida Botelho da Silva
 
Fernando Pessoa - Ele mesmo
Fernando Pessoa - Ele mesmoFernando Pessoa - Ele mesmo
Fernando Pessoa - Ele mesmo
3°Amarelo - Atenas 2012
 
Folheto Fernando Pessoa
Folheto Fernando PessoaFolheto Fernando Pessoa
Folheto Fernando Pessoa
Bibliotecas Marquês de Marialva
 
Fernando pessoa
Fernando pessoaFernando pessoa
Fernando pessoa
Paula Oliveira Cruz
 
Fernando Pessoa
Fernando PessoaFernando Pessoa
Fernando Pessoa
guest68b877
 
Fernando Pessoa
Fernando PessoaFernando Pessoa
Fernando Pessoa
guest46bc30
 
Fernando pessoa 2
Fernando pessoa 2Fernando pessoa 2
Fernando pessoa 2
Erlânia Pollyanna
 
Autores de língua portuguesa
Autores de língua portuguesaAutores de língua portuguesa
Autores de língua portuguesa
Armanda Ribeiro
 
F pessoa l..
F pessoa l..F pessoa l..
F pessoa l..
Ana Tapadas
 
Maratona leitura
Maratona leituraMaratona leitura
Maratona leitura
poletef
 
Fernando Pessoa.pptx
Fernando Pessoa.pptxFernando Pessoa.pptx
Fernando Pessoa.pptx
FilipeManuelSilvaSan
 
Biografias... é bom conhecer!!
Biografias... é bom conhecer!!Biografias... é bom conhecer!!
Biografias... é bom conhecer!!
Lurdes Augusto
 

Semelhante a Eugenio de andrade (20)

Pessoa
PessoaPessoa
Pessoa
 
O Iberismo en Portugal. Primeiras décadas do s.XX
O Iberismo en Portugal. Primeiras décadas do s.XXO Iberismo en Portugal. Primeiras décadas do s.XX
O Iberismo en Portugal. Primeiras décadas do s.XX
 
Autores portugueses
Autores portuguesesAutores portugueses
Autores portugueses
 
Fernando pessoa (portugues)
Fernando pessoa (portugues)Fernando pessoa (portugues)
Fernando pessoa (portugues)
 
Vida e Obra de Fernando Pessoa
Vida e Obra de Fernando PessoaVida e Obra de Fernando Pessoa
Vida e Obra de Fernando Pessoa
 
Fernando pessoa e Luisa Ducla Soares
Fernando pessoa e Luisa Ducla SoaresFernando pessoa e Luisa Ducla Soares
Fernando pessoa e Luisa Ducla Soares
 
Fernando Pessoa 1888 A 1935
Fernando Pessoa   1888 A 1935Fernando Pessoa   1888 A 1935
Fernando Pessoa 1888 A 1935
 
Fernando Pessoa 1888 A 1935
Fernando Pessoa   1888 A 1935Fernando Pessoa   1888 A 1935
Fernando Pessoa 1888 A 1935
 
Autor do mês Fernando Pessoa
Autor do mês  Fernando PessoaAutor do mês  Fernando Pessoa
Autor do mês Fernando Pessoa
 
Fernando Pessoa - Ele mesmo
Fernando Pessoa - Ele mesmoFernando Pessoa - Ele mesmo
Fernando Pessoa - Ele mesmo
 
Folheto Fernando Pessoa
Folheto Fernando PessoaFolheto Fernando Pessoa
Folheto Fernando Pessoa
 
Fernando pessoa
Fernando pessoaFernando pessoa
Fernando pessoa
 
Fernando Pessoa
Fernando PessoaFernando Pessoa
Fernando Pessoa
 
Fernando Pessoa
Fernando PessoaFernando Pessoa
Fernando Pessoa
 
Fernando pessoa 2
Fernando pessoa 2Fernando pessoa 2
Fernando pessoa 2
 
Autores de língua portuguesa
Autores de língua portuguesaAutores de língua portuguesa
Autores de língua portuguesa
 
F pessoa l..
F pessoa l..F pessoa l..
F pessoa l..
 
Maratona leitura
Maratona leituraMaratona leitura
Maratona leitura
 
Fernando Pessoa.pptx
Fernando Pessoa.pptxFernando Pessoa.pptx
Fernando Pessoa.pptx
 
Biografias... é bom conhecer!!
Biografias... é bom conhecer!!Biografias... é bom conhecer!!
Biografias... é bom conhecer!!
 

Último

Painel para comemerorar odia dos avós grátis.pdf
Painel  para comemerorar odia dos avós grátis.pdfPainel  para comemerorar odia dos avós grátis.pdf
Painel para comemerorar odia dos avós grátis.pdf
marcos oliveira
 
Noite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsx
Noite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsxNoite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsx
Noite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsx
Luzia Gabriele
 
Relatório de Atividades 2009 CENSIPAM
Relatório de Atividades 2009 CENSIPAM Relatório de Atividades 2009 CENSIPAM
Relatório de Atividades 2009 CENSIPAM
Falcão Brasil
 
Relatório de Atividades 2021/2022 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2021/2022 CENSIPAM.pdfRelatório de Atividades 2021/2022 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2021/2022 CENSIPAM.pdf
Falcão Brasil
 
Slides Lição 2, CPAD, O Livro de Rute, 3Tr24.pptx
Slides Lição 2, CPAD, O Livro de Rute, 3Tr24.pptxSlides Lição 2, CPAD, O Livro de Rute, 3Tr24.pptx
Slides Lição 2, CPAD, O Livro de Rute, 3Tr24.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
Alfabetização de adultos.pdf
Alfabetização de             adultos.pdfAlfabetização de             adultos.pdf
Alfabetização de adultos.pdf
arodatos81
 
Ideais do Ministério jovem Adventista pdf
Ideais do Ministério jovem Adventista pdfIdeais do Ministério jovem Adventista pdf
Ideais do Ministério jovem Adventista pdf
Anesio2
 
Slides Lição 2, Betel, A Igreja e a relevância, para a adoração verdadeira no...
Slides Lição 2, Betel, A Igreja e a relevância, para a adoração verdadeira no...Slides Lição 2, Betel, A Igreja e a relevância, para a adoração verdadeira no...
Slides Lição 2, Betel, A Igreja e a relevância, para a adoração verdadeira no...
LuizHenriquedeAlmeid6
 
Relatório de Atividades 2017 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2017 CENSIPAM.pdfRelatório de Atividades 2017 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2017 CENSIPAM.pdf
Falcão Brasil
 
Guerra de reconquista da Península ibérica
Guerra de reconquista da Península ibéricaGuerra de reconquista da Península ibérica
Guerra de reconquista da Península ibérica
felipescherner
 
Relatório de Atividades 2011 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2011 CENSIPAM.pdfRelatório de Atividades 2011 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2011 CENSIPAM.pdf
Falcão Brasil
 
Auxiliar Adolescente 2024 3 trimestre 24
Auxiliar Adolescente 2024 3 trimestre 24Auxiliar Adolescente 2024 3 trimestre 24
Auxiliar Adolescente 2024 3 trimestre 24
DirceuSilva26
 
_jogo-brinquedo-brincadeira-e-a-e-ducacao-tizuko-morchida-kishimoto-leandro-p...
_jogo-brinquedo-brincadeira-e-a-e-ducacao-tizuko-morchida-kishimoto-leandro-p..._jogo-brinquedo-brincadeira-e-a-e-ducacao-tizuko-morchida-kishimoto-leandro-p...
_jogo-brinquedo-brincadeira-e-a-e-ducacao-tizuko-morchida-kishimoto-leandro-p...
marcos oliveira
 
Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...
Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...
Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...
Centro Jacques Delors
 
Infografia | Presidência húngara do Conselho da UE
Infografia | Presidência húngara do Conselho da UEInfografia | Presidência húngara do Conselho da UE
Infografia | Presidência húngara do Conselho da UE
Centro Jacques Delors
 
Trabalho Colaborativo na educação especial.pdf
Trabalho Colaborativo na educação especial.pdfTrabalho Colaborativo na educação especial.pdf
Trabalho Colaborativo na educação especial.pdf
marcos oliveira
 
IV Jornada Nacional Tableau - Apresentações.pptx
IV Jornada Nacional Tableau - Apresentações.pptxIV Jornada Nacional Tableau - Apresentações.pptx
IV Jornada Nacional Tableau - Apresentações.pptx
Ligia Galvão
 
A experiência do professor. Publicado EM 08.07.2024
A experiência do professor. Publicado EM 08.07.2024A experiência do professor. Publicado EM 08.07.2024
A experiência do professor. Publicado EM 08.07.2024
Espanhol Online
 
Caderno 1 - Módulo Água JMS 2024 (1).pdf
Caderno 1 -  Módulo Água JMS 2024 (1).pdfCaderno 1 -  Módulo Água JMS 2024 (1).pdf
Caderno 1 - Módulo Água JMS 2024 (1).pdf
SupervisoEMAC
 

Último (20)

Painel para comemerorar odia dos avós grátis.pdf
Painel  para comemerorar odia dos avós grátis.pdfPainel  para comemerorar odia dos avós grátis.pdf
Painel para comemerorar odia dos avós grátis.pdf
 
Noite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsx
Noite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsxNoite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsx
Noite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsx
 
Relatório de Atividades 2009 CENSIPAM
Relatório de Atividades 2009 CENSIPAM Relatório de Atividades 2009 CENSIPAM
Relatório de Atividades 2009 CENSIPAM
 
Relatório de Atividades 2021/2022 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2021/2022 CENSIPAM.pdfRelatório de Atividades 2021/2022 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2021/2022 CENSIPAM.pdf
 
RECORDANDO BONS MOMENTOS! _
RECORDANDO BONS MOMENTOS!               _RECORDANDO BONS MOMENTOS!               _
RECORDANDO BONS MOMENTOS! _
 
Slides Lição 2, CPAD, O Livro de Rute, 3Tr24.pptx
Slides Lição 2, CPAD, O Livro de Rute, 3Tr24.pptxSlides Lição 2, CPAD, O Livro de Rute, 3Tr24.pptx
Slides Lição 2, CPAD, O Livro de Rute, 3Tr24.pptx
 
Alfabetização de adultos.pdf
Alfabetização de             adultos.pdfAlfabetização de             adultos.pdf
Alfabetização de adultos.pdf
 
Ideais do Ministério jovem Adventista pdf
Ideais do Ministério jovem Adventista pdfIdeais do Ministério jovem Adventista pdf
Ideais do Ministério jovem Adventista pdf
 
Slides Lição 2, Betel, A Igreja e a relevância, para a adoração verdadeira no...
Slides Lição 2, Betel, A Igreja e a relevância, para a adoração verdadeira no...Slides Lição 2, Betel, A Igreja e a relevância, para a adoração verdadeira no...
Slides Lição 2, Betel, A Igreja e a relevância, para a adoração verdadeira no...
 
Relatório de Atividades 2017 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2017 CENSIPAM.pdfRelatório de Atividades 2017 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2017 CENSIPAM.pdf
 
Guerra de reconquista da Península ibérica
Guerra de reconquista da Península ibéricaGuerra de reconquista da Península ibérica
Guerra de reconquista da Península ibérica
 
Relatório de Atividades 2011 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2011 CENSIPAM.pdfRelatório de Atividades 2011 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2011 CENSIPAM.pdf
 
Auxiliar Adolescente 2024 3 trimestre 24
Auxiliar Adolescente 2024 3 trimestre 24Auxiliar Adolescente 2024 3 trimestre 24
Auxiliar Adolescente 2024 3 trimestre 24
 
_jogo-brinquedo-brincadeira-e-a-e-ducacao-tizuko-morchida-kishimoto-leandro-p...
_jogo-brinquedo-brincadeira-e-a-e-ducacao-tizuko-morchida-kishimoto-leandro-p..._jogo-brinquedo-brincadeira-e-a-e-ducacao-tizuko-morchida-kishimoto-leandro-p...
_jogo-brinquedo-brincadeira-e-a-e-ducacao-tizuko-morchida-kishimoto-leandro-p...
 
Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...
Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...
Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...
 
Infografia | Presidência húngara do Conselho da UE
Infografia | Presidência húngara do Conselho da UEInfografia | Presidência húngara do Conselho da UE
Infografia | Presidência húngara do Conselho da UE
 
Trabalho Colaborativo na educação especial.pdf
Trabalho Colaborativo na educação especial.pdfTrabalho Colaborativo na educação especial.pdf
Trabalho Colaborativo na educação especial.pdf
 
IV Jornada Nacional Tableau - Apresentações.pptx
IV Jornada Nacional Tableau - Apresentações.pptxIV Jornada Nacional Tableau - Apresentações.pptx
IV Jornada Nacional Tableau - Apresentações.pptx
 
A experiência do professor. Publicado EM 08.07.2024
A experiência do professor. Publicado EM 08.07.2024A experiência do professor. Publicado EM 08.07.2024
A experiência do professor. Publicado EM 08.07.2024
 
Caderno 1 - Módulo Água JMS 2024 (1).pdf
Caderno 1 -  Módulo Água JMS 2024 (1).pdfCaderno 1 -  Módulo Água JMS 2024 (1).pdf
Caderno 1 - Módulo Água JMS 2024 (1).pdf
 

Eugenio de andrade

  • 3. José Fontinhas ( nome verdadeiro de Eugénio de Andrade), nasce a 19 de janeiro de 1993 em Póvoa de Atalaia, uma pequena aldeia da Beira Baixa situada entre o Fundão e Castelo Branco. Filho de uma família de camponeses, a sua infância é passada com a mãe, que é a figura dominante de toda a sua vida e da sua poesia. O pai, filho de camponeses abastados, pouco esteve presente. Entra para a escola da aldeia natal aos 6 anos. Um ano depois, muda-se com a mãe para Castelo Branco.
  • 4. Em 1932, muda-se novamente, agora para Lisboa, cidade onde se fixara seu pai, e onde permanece por um período de 11 anos. Conclui, entretanto, a instrução primária. Prossegue os estudos e, em 1935, afirma-se em si o interesse pela leitura. Passa horas a ler funem bibliotecas públicas e começa a escrever poemas.
  • 5. Em 1938 escreve uma carta e envia três ou quatro poemas a António botto que manifesta interesse em conhecê-lo. Em 1939 publica o seu primeiro poema, "Narciso” e, pouco tempo depois, passa a assinar com outro nome: nasce o poeta Eugénio de Andrade.
  • 6. Em 1941 faz-se a primeira referência pública à sua poesia na conferência que Joel Serrão, seu amigo, pronunciou na Faculdade de Letras de Lisboa, sobre "A Nova Humanidade da Poesia Nova". Um ano depois, em Novembro, Eugénio lança o seu primeiro livro de poesia: "Adolescente”
  • 7. Em 1943, o poeta muda-se novamente acompanhado pela sua mãe para Coimbra, onde permanece até ao final do ano de 1946, altura em que se fixa novamente em Lisboa. Entretanto, em 1944, cumpre o Serviço Militar e, após a recruta, é colocado nos Serviços de saúde Lisboa mas, visto que morava em Coimbra, trata rapidamente de transitar para lá.
  • 8. Fazem-se, nesse ano ainda, as primeiras traduções de poemas seus para francês e, em 1945, a Livraria Francesa publica o seu livro.
  • 9. É com "As mãos e os frutos ", em 1948, que Eugénio de Andrade alcança o sucesso. A partir dessa data, inicia-se uma carreira especialmente rica em poesia, mas também com produções nos domínios da prosa, da tradução e da antologia. Eugénio de Andrade ergue-se ao primeiro plano da poesia portuguesa.
  • 10. A 14 de Março de 1956 morre a sua mãe e morre uma parte do poeta: "A minha ligação à infância é, sobretudo, uma ligação à minha mãe e à minha terra, porque, no fundo, vivemos um para o outro".
  • 11. Em 1977 inicia-se a publicação da “Obra de Eugénio de Andrade " pela Editora "Limiar". Nasce, em 1991, a Fundação Eugénio de Andrade, que está a reeditar toda a obra do poeta, sendo o último volume o número 26, o livro de poesia “O Sal da Língua " (1995).
  • 12. Publicou mais de duas dezenas de livros de poesia. Obras em prosa, antologias, álbuns, livros para crianças e traduções para português de grandes poetas estrangeiros (Lorca, Safo, Char, Reverdy, Ritsos, Borges, etc...) completam até ao presente a sua bibliografia, para além de muitos títulos traduzidos e publicados em 20 línguas e em 20 países: na Alemanha, Itália, Venezuela, China, Espanha, no México, Luxemburgo, em França, nos Estados Unidos da América...
  • 13. Eugénio de Andrade é, realmente - a par de Pessoa - o poeta português mais divulgado no mundo. A sua obra tem sido, por outro lado, objeto de estudo e reflexão por parte de escritores e literários quer estrageiros quer portugueses. Avesso a participar em eventos mundanos, o poeta raramente tem concedido entrevistas .
  • 14. Eugénio de Andrade morre a 13 de junho de 2005, no Porto Aos 82 anos, era um dos poetas portugueses mais genuinamente lidos, estudados e traduzidos do século XX, homenageado em vida com inúmeras iniciativas e distinções, incluindo, em 2001, o Prémio Camões, o mais importante em língua portuguesa.