Apresentação - Projeto "A Vida também se lê - Ler+jovem"

200 visualizações

Publicada em

Projeto AESCD

Publicada em: Educação
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
200
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
6
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
1
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide
  • helena.duque@mail-rbe.org
  • Apresentação - Projeto "A Vida também se lê - Ler+jovem"

    1. 1. Santa Comba Dão 17de novembro/2015
    2. 2. “A vida também se lê” é um projeto do Agrupamento de Escolas de Santa Comba Dão que visa angariar mais leitores e aperfeiçoar leituras entre os alunos do 10º ano de escolaridade e a população ativa e sénior da região, rentabilizando os recursos humanos e materiais da escola e do município. Anos letivos 2012-2013 e 2013-2014 http://a-vida-tambem-se-le.blogspot.pt/ A vida também se lê”… Aperfeiçoar leitura(s) pretendemos dar continuidade neste ano letivo, continuando a troca de experiências, divulgação de diversas formas de expressão criativa e artística, de criação, articulação e circulação de bens culturais da comunidade escolar e simultaneamente combater o isolamento dos idosos e o preconceito intergeracional. Ano letivo 2015-2016 A vida também se lê”…“Diálogo de narrativas” foi o prolongamento do anterior projeto, no quadro do trabalho que os alunos e docentes têm vindo a desenvolver, incorporando novos alunos nas equipas de intervenção e os parceiros do projeto. Ano letivo 2014-2015 http://www.escolas-santacombadao.pt/
    3. 3. A vida também se lê Fundamentação Objetivos Público- alvo Disciplinas Atividades Estratégias Espaço Recursos
    4. 4. Fundamentação O livro e a leitura são inevitavelmente instrumentos primordiais de aprendizagem e de socialização. Ora, uma escola que aposta no crescimento sustentável não pode descurar materiais e estratégias que combatam a ignorância funcional. Partindo desta premissa, o projeto “ A vida também se lê” procurou ir ao encontro das carências linguísticas e culturais do meio, combatendo simultaneamente o isolamento dos idosos e o preconceito intergeracional. Esta proposta foi motivada pelo convite feito ao Agrupamento para integrar as escolas do Projeto “a Ler+”, pelo facto de no ano 2012 ser o Ano Europeu do Envelhecimento Ativo e da Solidariedade entre Gerações e ainda porque consideramos que os alunos serão os melhores promotores de novos hábitos, isto se criarem vínculos afetivos com a comunidade.
    5. 5. Objetivos 1/2ºAno  Criar vínculos dinâmicos e sequências de aprendizagem entre os alunos do 10ºano e a população sénior/avós.  Ampliar a capacidade de diálogo/desenvolver competências da comunicação oral e escrita dos alunos e dos mais velhos.  Promover a leitura ativa e a partilha de saberes, criando laços através do conhecimento. 2012-2014 Objetivos 3ºAno  Consolidar boas práticas de leitura e escrita  Operacionalizar a leitura e o conhecimento através da criação de diferentes suportes materiais  Difundir mais conhecimento e articular as diferentes áreas do saber  Reforçar a partilha de saberes e recursos, ampliando as competências Web2.0. 2014-2015 Objetivos 4ºAno  Proporcionar experiências com a informação digital, de maneira lúdica, direcionando-as para a competência da leitura digital e construção do conhecimento.  Trocar experiências.  Divulgar diversas formas de expressão criativa e artística, de criação, articulação e circulação de bens culturais da comunidade escolar.  Combater o isolamento dos idosos e o preconceito intergeracional. 2015-2016
    6. 6. Público- alvo 1ºAno  2 turmas do 10ºAno do Curso Cientifico-Humanísticos de Ciências e Tecnologias – (18 + 4) alunos  Público adulto – população ativa e reformados (envolvendo 5 Centros Socais e Paroquiais e uma Universidade Sénior) – 40 séniores 2012-2013  2 turmas do 11ºAno do Curso Cientifico-Humanísticos de Ciências e Tecnologias – (18 + 4) alunos  Público adulto – população ativa e reformados (envolvendo 5 Centros Socais e Paroquiais e um Universidade Sénior) – 40 séniores  1 turma do 11ºAno do Curso Profissional de Técnico de Gestão e Programação de Sistemas Informático – 9 alunos Público-alvo 2ºAno 2013-2014  2 turmas do 12ºano do Curso Cientifico-Humanísticos de Ciências e Tecnologias – (18 + 4) alunos  1 turma do 12ºAno do Curso Profissional de Técnico de Gestão e Programação de Sistemas Informático – 9 alunos  Público adulto – população ativa e reformados (envolvendo 5 Centros Socais e Paroquiais e um Universidade Sénior) – 40 séniores  1 turma do 10ºAno do Curso Profissional de Técnico de Gestão e Programação de Sistemas Informáticos – 10 alunos  1 turma do 10ºAno do Curso Profissional de Técnico de Restauração- Restaurante-Bar) – 10 alunos Público-alvo 3ºAno 2014-2015  1 turma do 11ºAno do Curso Profissional de Técnico de Gestão e Programação de Sistemas Informáticos – 10 alunos  1 turma do 11ºAno do Curso Profissional de Técnico de Restauração- Restaurante-Bar) – 10 alunos  Público adulto – população ativa e reformados (envolvendo 5 Centros Socais e Paroquiais e um Universidade Sénior) – 40 séniores  1 turma do 10ºAno do Curso Profissional de Técnico de Gestão e Programação de Sistemas Informáticos – 10 alunos  1 turma do 10ºAno do Curso Profissional de Técnico de Restauração- Restaurante-Bar) – 10 alunos  1 turma do 10ºAno do Curso Cientifico-Humanísticos de Ciências e Tecnologias – 22 alunos Público-alvo 4ºAno 2015-2016
    7. 7. Disciplinas PARTILHA CONHECIMENTO RECURSOS PORTUGUÊS FILOSOFIA EMRC HISTÓRIA E.VISUAL A. INTEGRAÇÃO
    8. 8. Atividades “A vida também se lê” - blogue “A carta de ontem, @ de hoje” “ A velha escola e a escola nova” “Mudam-se os tempos, mudam-se os olhares” “Frei Luís de Sousa na minha escola?!” “Roteiro Queirosiano” - Visita de estudo“A minha vida dava um filme/livro” “Saberes e sabores online” “Leituras digitais” “aLer+…digital” “Leitura integrada” Outras leituras Apresentações em aula
    9. 9. Estratégias Ao longo do projeto os docentes foram propondo as atividades diferenciadas deixando aos alunos um espaço de autonomia potenciador da sua criatividade e capacidade de tomada de decisões de forma a implicá-los ativamente nos projetos/dinâmicas de leitura da escola. Criação de guiões de leitura Criação de fichas de análise fílmica Sessões de cinema Grelhas de verificação de leitura
    10. 10. Espaço
    11. 11. Recursos Recursos pedagógicos produzidos Blogue Guiões de leitura Ficha cinematográfi ca Guiões de debate Cartazes Contrato de leitura Grelha de verificação leitura Questionário hábitos de leitura Recursos materiais livros panfletos Marcadores de livro cartazes
    12. 12. Projeto ao longo dos 4 anos…  A leitura assumiu um papel de absoluta relevância como promotora de saberes instrumentais indispensáveis à aquisição de outros saberes relacionados com a formação integral do aluno.  A transversalidade curricular manifestou-se, por um lado, através do desenvolvimento, nos alunos, de competências importantes para o seu sucesso escolar e a sua integração socioprofissional através do processo de ensino/aprendizagem associado à área curricular disciplinar de Língua Portuguesa e, por outro lado, através do contributo que o ensino/aprendizagem nas outras áreas curriculares disciplinares e não disciplinares melhorando o domínio da leitura, uma vez que esta é uma das principais responsáveis pelo trabalho escolar dos alunos.  Grande envolvimento da Biblioteca Escolar »»»»» »»»»» »»»»»  Novas dinâmicas Interdisciplinares  Fazem-se incursões às Tecnologias com leituras digitais  Articulação entre projetos … salientamos o Plano Nacional de Cinema
    13. 13. Envolvimento da Biblioteca Escolar »»»»» »»»»» »»»»»  Assume um papel cada vez mais aglutinador das atividades de caráter educativo e cultural realizadas no Agrupamento, sendo simultaneamente ponto de referência da leitura, do debate de ideias, e da aquisição de conhecimento acerca das ferramentas de literacia da informação.  É um setor nuclear do combate à iliteracia para todos os alunos, docentes, encarregados de educação e assistentes; reforça a motivação; procura adquirir nos alunos novos hábitos e regras de ser e estar; aperfeiçoa novas técnicas de pesquisa e análise; amplia os conhecimentos, enriquecendo a cultura, através da experiência de vida trocando-se estórias e história e aprofundando a cidadania, reformulando as formas de ensinar e aprender.  É criadora de novas dinâmicas interdisciplinares, intervenção pedagógica e transformação e avaliação do impacto dos diferentes projetos do Agrupamento.  A intervenção pedagógica da biblioteca faz-se através da interação dos alunos no plano da gestão da informação e as leituras ativas em ambientes de informação diversos e complexos.  Incentiva os alunos e os professores para encararem as competências TIC, especialmente a componente da Literacia da Informação e digital juntamente com a componente da Literacia da Leitura, como transversais a todo o currículo e não consideradas apenas nas aulas de informática e português,
    14. 14. Reforçamos que este projeto… …facilitou o processo de tornar os alunos mais interventivos nos projetos/dinâmicas de leitura da escola. … proporcionou o aceso à comunidade sénior de momentos de aprendizagem informal, imprescindíveis para uma plena socialização. …desenvolveu a autonomia dos alunos no âmbito das competências relacionadas com a pesquisa, seleção e avaliação de informação. …intensificou os hábitos de leitura dos alunos e da população sénior. …promoveu a leitura e escrita cuidada, desenvolvendo as capacidades de interpretação de imagens e outras formas de leitura. Intensificou o apoio da biblioteca escolar no desenvolvimento de projetos e concursos orientados para a consolidação das competências de leitura e literacia.
    15. 15. Escola Biblioteca (s) PROJETOS Parcerias Biblioteca ESCOLA Bibliotecas do AE de Santa Comba Dão Obrigada 15 http://beaescd.webnode.pt/

    ×