Sugestões de leitura

603 visualizações

Publicada em

Apresentação produzida no âmbito da atividade "Os Judeus na História e na Literatura" destinada aos alunos de 9ºano

Publicada em: Educação
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
603
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
239
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
0
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Sugestões de leitura

  1. 1. Contai aos vossos filhosContai aos Vossos Filhos...Um livro sobre o Holocausto naEuropa, 1933-1945De Stéphane BruchfeldUm livro sobre a 2ª guerramundial e as suas tragédias. Umimportante relato histórico emfotografia.Mulheres, crianças e velhos esperamnum pinhal a 100 metros de uma dascâmaras de gás do campo deextermínio de Auschwitz-Birkenau. Embreve serão conduzidos a umcompartimento onde serão asfixiados.Os seus corpos serão queimados emfornos crematórios…Obras existentes na BE nº1
  2. 2. O diário de Anne FrankUm relato impressionante feito por umacriança judia, fugida da Alemanha para aHolanda, onde sobrevive escondida semprecom medo de ir parar a um campo deconcentração nazi, o que acaba por acontecer.Anne veio a morrer no campo de concentraçãode Bergen-Belsen. Mas o diário que essarapariguita escreveu é, na sua perspicácia e nasua desenvoltura adolescente, um documento,um autêntico documento humano - e, só pelofacto de existir, um protesto contra asinjustiças do mundo em que vivemos.Obras existentes na BE nº1
  3. 3. ClaraClara, a menina que sobreviveu ao Holocausto;Clara Kramer, Edições Asa, 2010«Clara» conta a história de Clara Kramer, umajovem judia que sobreviveu ao Holocausto. Olivro é baseado no diário que a autoraescreveu quando tinha 15 anos.Em Julho de 1942, os nazis entraram emZolkiew, a cidade polaca onde Clara vivia com asua família. Dos cinco mil judeus que viviamem Zolkiew, apenas sessenta sobreviveram aoterror nazi. Clara foi uma das sobreviventes,graças à coragem de um vizinho, que disfarçoua presença de dezoito judeus num esconderijoescavado à mão.Trata-se de uma leitura tocante e intensa, quenos faz regressar aos horrores da SegundaGuerra Mundial e nos mostra a força dasolidariedade que consegue salvar pessoas.Obras existentes na BE nº1
  4. 4. Se isto é um homemNa noite de 13 de Dezembro de 1943, PrimoLevi, um jovem químico membro daresistência, é detido pelas forças alemãs.Tendo confessado a sua ascendência judaica, édeportado para Auschwitz em Fevereiro doano seguinte; aí permanecerá até finais deJaneiro de 1945, quando o campo é finalmentelibertado.Da experiência no campo nasce o escritor queneste livro relata, sem nunca ceder à tentaçãodo melodrama e mantendo-se sempre dentrodos limites da mais rigorosa objetividade, avida no Lager e a luta pela sobrevivência nummeio em que o homem já nada conta.Se Isto é um Homem tornou-se rapidamenteum clássico da literatura italiana e é, semqualquer dúvida, um dos livros maisimportantes da vastíssima produção literáriasobre as perseguições nazis aos judeus.Se Isto é um HomemPrimo LeviEdição/reimpressão:2010Obras existentes na BE nº1
  5. 5. O mundo em que vivi“O mundo em que vivi”, Ilse Losa, Edições Afrontamento,1987.É um livro sobre a vida e osproblemas dos judeus na Alemanha, antesda segunda guerra mundial.Contado na 1ª pessoa, mostra umquotidiano de dificuldades, angústias emedos As questões da discriminação e daintolerância estão sempre presentes, comose se adivinhasse a tragédia.Obras existentes na BE nº1
  6. 6. A rapariga que roubava livrosLieset Meminger foi abandonada pela mãe para nãomorrer como ela, às mãos dos nazis. Em 1939 é entreguea um casal alemão, Hans e Rosa Hubermann. Ele é umpintor desempregado e ela uma rabugenta dona-de-casae vivem numa pequena e desinteressante cidade perto deMunique, mais precisamente em Molching. Entre essadata e 1943 Lieset encontra a morte três vezes e por trêsvezes sai vencedora. Tão impressionada fica que decidecontar a sua história. Ao entrar na nova casa traziaconsigo, escondido na mala, um livro, O Manual doCoveiro que apanhara da neve no funeral do irmão. Essefoi o primeiro dos muitos livros que roubou nos quatroanos seguintes. Eram esses livros que traziam ânimo ealento à sua vida naquela época terrível. O gosto quesentia em roubá-los valeu-lhe uma alcunha e umaocupação e as palavras que neles encontrou seriam, maistarde, aplicadas na sua própria vida, sempreacompanhada pelo amável Hans e pelo amigo quaseinvisível, Max Vanderburg, o judeu do porão de quemprometera jamais falar.“A rapariga que roubava livros”,Markus Zusak, EditorialPresençaObras existentes na BE nº1
  7. 7. Aristides de Sousa Mendes• Autor: José Jorge LetriaIlustração: Nuno FonsecaAno: 2004Editora: TerramarAristides Sousa Mendes salvou dezenas demilhares de pessoas do Holocausto.Chamado de "o Schindler português",Sousa Mendes também teve a sua lista esalvou a vida de milhares de pessoas, dasquais cerca de 10 mil judeus…Obras existentes na BE nº1
  8. 8. Mouschi, o gato de Anne FrankMouschi, O Gato de Anne Frankde José Jorge LetriaEdição/reimpressão: 2002Páginas: 38Editor: Edições AsaMouschi existiu realmente e foi levado para oanexo por Peter van Pels, um jovemcompanheiro de cativeiro de Anne Frank. Odia-a-dia no anexo, a rotina de um grupo depessoas refugiadas do terror nazi e aesperança numa libertação que acabou pornão chegar, são assim contados neste livro porum animal de estimação que se transformouem testemunha singular de uma tragédiahumana.Obras existentes na BE nº1
  9. 9. Quando Hitler me roubou o coelho cor-de-rosaJudith Kerr conta a sua própria história nestemaravilhoso livro. Esta consegue escapar, coma sua família, da Alemanha, no dia em que osnazis foram eleitos. No dia a seguir já a policiase preparava para lhes retiras os passaportes.A família Kerr, viaja pela Europa, tentandosobreviver á sua custa, até se fixarem emLondres.Anna uma rapariga com apenas 9 anos, viviana Alemanha com a sua família judia, quandoHitler estava prestes a ganhar as eleições. Oseu pai, um escritor famoso, apercebendo-sede que com Hitler no poder seria afastado dosjornais e até poderia ser mandado para umcampo de concentração, por ser judeu,procurou sair do país, antes de Hitler subir aopoder. Procurou refúgio na Suíça, onde formamais tarde ter Anna, o seu irmão e a sua mãe.Esta é a história de uma criança á qual foiroubada a infância, uma boa escolha deleitura.Obras existentes na BE nº1

×