Pedra Filosofal: As Pedras e as Palavras (maio 2015)

349 visualizações

Publicada em

Apresentação do grupo de Biologia-Geologia na exposição de "Um ano aLeR+", integrada na Semana Cultural do A.E. Miguel Torga, em maio de 2015:
As Pedras na Música; As Pedras na Literatura; As Pedras e a Igreja; As Pedras e os Nomes; As Pedras e as Palavras; As Pedras e a Saúde; As Pedras e a Matemática.

Publicada em: Educação
0 comentários
1 gostou
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
349
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
4
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
1
Comentários
0
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Pedra Filosofal: As Pedras e as Palavras (maio 2015)

  1. 1. Área Disciplinar de Biologia e Geologia Adaptado de: Professor Doutor Galopim de Carvalho
  2. 2. As pedras na Música Eles não sabem que o sonho é uma constante da vida tão concreta e definida como outra coisa qualquer, como esta pedra cinzenta em que me sento e descanso, como este ribeiro manso em serenos sobressaltos, como estes pinheiros altos que em verde e oiro se agitam, como estas aves que gritam em bebedeiras de azul … Pedra filosofal Poema de António Gedeão Cantado por Manuel Freire
  3. 3. S. Leonardo de Galafura, 8 de Abril de 1977 «O Doiro sublimado. O prodígio de uma paisagem que deixa de o ser à força de se desmedir. Não é um panorama que os olhos contemplam: é um excesso de natureza. Um universo virginal, como se tivesse acabado de nascer … Um poema geológico. A beleza absoluta». Miguel Torga in" Diário XII" As pedras na Literatura
  4. 4. As pedras e a Igreja Pedra angular quer dizer fundamento, base ou suporte Pedro, nome de gente, vem de pedra. “Tu és Pedro e sobre ti levantarei a minha Igreja” disse Jesus ao discípulo
  5. 5. As pedras e os nomes Pêro, nome arcaico de Pedro Peres descendentes de Pedro Pêro Vaz de Caminha e Pêro da Covilhã são nomes conhecidos da nossa história Pêro Botelho é o Diabo que não pára de rugir na caldeira que tem o seu nome, no sítio das Furnas, na ilha açoriana de S. Miguel
  6. 6.   As pedras e as palavras Rocha é um galicismo que, entre nós, se sobrepôs ao termo roca, bem mais antigo, talvez pré-romano, e daí a expressão enrocamento com que se designa o ato de proteger com blocos de rocha certos pontos da linha de costa face à ação erosiva das vagas Cabo da Roca deve o seu nome a esta versão arcaica da palavra rocha
  7. 7. As pedras e as palavras Lapa, vinda do pré-céltico, é uma grande pedra que forma um abrigo natural Lapedo é sítio de muitas lapas De origem incerta, talvez pré- romana, laje deu lajão, lajinha, lajear e lajedo
  8. 8. As pedras e as palavras Rupi ou rupe são dois elementos de origem latina, que veiculam a ideia de rocha Rupestres são as gravuras e as pinturas deixadas nas paredes rochosas pelos nossos antepassados pré-históricos Rupículas são os animais que vivem entre rochas
  9. 9. As pedras e a saúde A palavra cálculo, associada às rochas, serve para designar pedra biliar ou renal Calculu, do latim, significa pedrinha
  10. 10. Com pedrinhas se contava e faziam contas na Antiguidade Operações a que hoje chamamos calcular e que fazemos por via electrónica nas modernas calculadoras As pedras e a matematica

×