Plano de Trabalho

375 visualizações

Publicada em

Publicada em: Diversão e humor
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
375
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
3
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
6
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide
  • ----- Meeting Notes (15/02/12 22:19) -----
    colocar que mensagens da rede sempre acompanharao as doacoes.
  • ----- Meeting Notes (15/02/12 22:19) -----
    colocar a rede formalmente a disposicoa no leilao de barreto
  • Plano de Trabalho

    1. 1. 1. Atendimento Assistencial aos portadores de câncer e a seus familiares e cuidadores 2. Desenvolvimento de ações/campanhas de prevenção e conscientização 3. Criação de grupos de apoio psicológico para portadores de câncer e para seus familiares/cuidadores e oferecimento de atendimento psicológico em situações específicas
    2. 2. 4. Apoio a outras entidades de cunho assistencial 5. Qualificação das próprias associadas da rede com o fortalecimento de vínculos e a criação de uma identidade comum
    3. 3. a) Via informação da Secretaria Municipal de Saúde - após autorização prévia do paciente ou responsável b) demanda espontânea ou c) encaminhada pela secretaria de saúde e pela Secretaria Municipal de Assistência Social na sede da RFCCI
    4. 4. a) VISITAS DOMICILIARES A PORTADORES DE CÂNCER b) ATENDIMENTO NA SEDE DA RFCC c) FORNECIMENTO DE KITS REFEIÇÃO NAS SAÍDAS DOS TRANSPORTES DA PREFEITURA PARA PACIENTES ONCOLÓGICOS d) AJUDA DE CUSTO NAS VIAGENS DE PACIENTES EM TRATAMENTO ONCOLÓGICO
    5. 5.  Credenciamento das voluntárias em duplas fixas para visitas domiciliares (POR QUANTIDADE DE FAMÍLIAS)  Treinamento das voluntárias para as visitas domiciliares (CURSO PREPARATÓRIO INICIAL DE SEGUIDO DE TREINAMENTO DE 1HORA MENSAL – Toda 1ª quarta feira do mês às 18h )
    6. 6.  Utilização de fichas e protocolos de atendimento padronizados  Plantão de dúvidas realizado por Psicóloga - 1 hora 1x por semana – horário a ser definido.
    7. 7.  Realização de doações/encaminhamentos possíveis individualizadas para cada caso  Coordenação das atividades e doações feitas pela Diretoria. (1 coordenadora sempre de plantão/sobreaviso na sede/telefone da entidade)
    8. 8.  REALIZAR ENCAMINHAMENTOS PARA CONSULTAS/TRATAMENTO E EXAMES NO HOSPITAL DO CâNCER EM CAMPO GRANDE CONFORME ESTES FOREM DISPONIBILIZADOS PELA INSTITUIÇÃO.  AUXILIAR E INTERMEDIAR, SEMPRE QUE NECESSáRIO, O ENCAMINHAMENTO DE PACIENTES PARA BARRETOS E DOURADOS , JUNTO A SECRETARIA MUNICIPAL DE SAUDE E JUNTO A COMISSAO DE BARRETOS.  Realizar o encaminhamento de pacientes e de familiares/cuidadores para os grupos de apoio psicológico e para o atendimento psicológico da própria Rede.
    9. 9.  Importante: Coordenação das visitas manterá contato frequente com as secretarias municipais, em especial a de Saúde e de Assistência Social para encaminhamento dos casos. Desenvolvimento de Ações Complementares, não Superposição de Ações.
    10. 10. Tabela de modalidade deTabela de modalidade de DoaçõesDoações
    11. 11. Ação Prevista Quantidade mês Doação de gêneros alimentícios, vestuários e outros itens de uso pessoal (itens não atendidos pelos órgãos públicos municipais) inserir-se no PAA e até 500,00/mês quando disponível Apoio financeiro para quem viaja ( consultas/tratamento oncológico) Até 1.000,00 reais por mês quando disponível
    12. 12.  Carga horária total: 8 horas – 1h e 20 min/dia – 1x/semana por 6 semanas . 10 min de intervalo.  Horário: nas quartas - feiras das 17 às 18:30 horas  Utilização de recursos audiovisuais para facilitar o aprendizado.
    13. 13. Os palestrantes serão convidadas entre os membros da Diretoria e do Conselho Consultivo. Todas as aulas serão filmadas e reproduzidas em DVD para serem entregues às voluntárias
    14. 14. • 1 auxiliar administrativo contratado + 1coordenador de atividade voluntário membro da diretoria ou indicado por esta. • Horário de Funcionamento: 7 às 11 e 13 às 17h. • Mesmas possibilidades de doações/ encaminhamentos/ações previstas nas visitas domiciliares.
    15. 15.  Credenciamento e treinamento das voluntárias  Planejamento dos horários e pontos de entrega  Coordenação feita pela Diretoria
    16. 16. • Apoiar as campanhas realizadas pela Secretarias Municipal e Estadual de Saúde e pelo Ministério da Saúde • Realizar atividades específicas para marcar as datas significativas do calendário anual, particularmente nos meses de março e outubro.
    17. 17.  Acompanhar outros movimentos e campanhas nacionais e internacionais, enfatizando o movimento Outubro Rosa (Grande evento social anual da rede em outubro)  Propor a Câmara Municipal de Vereadores a criação de um Dia Municipal do Combate ao Câncer de Mama no mês de outubro (Dia Rosa)  Apoiar od eventos realizados pela comissão do Hospital do Câncer de Barretos
    18. 18.  Organizar uma gincana anual envolvendo estudantes dos cursos de nível superior do Município buscando divulgar os temas de diagnóstico precoce e prevenção e a arrecadação de donativos (preferencialmente em outubro, e na data específica se houver)  Criação do site da entidade  Informativo impresso da entidade trimestralmente.  Criação e distribuição entre os pacientes e seus familiares/cuidadores de uma cartilha de diretos do portador de Câncer.
    19. 19. O movimento popular internacionalmente conhecido como Outubro Rosa é comemorado em todo o mundo. O nome remete à cor do laço rosa que simboliza, mundialmente, a luta contra o câncer de mama e estimula a participação da população, empresas e entidades.
    20. 20. A iluminação em rosa assume importante papel, pois tornou-se uma leitura visual, compreendida em qualquer lugar no mundo.
    21. 21. a) Via encaminhamento da Secretaria Municipal de Saúde e da Secretaria de Assistência Social b) Via encaminhamento de profissional de Saúde ou da Assistência Social (médico/ psicólogo /enfermeiro/assistente Social) c) demanda levantada nas visitas domiciliares d) demanda espontânea na sede da entidade
    22. 22. • Local: na sede da Rede • Proposta de Desenvolvimento de 3 grupos: a) mulheres em tratamento e acompanhamento de câncer e curados b) homens em tratamento e acompanhamento de câncer e curadas c) familiares e cuidadores • Frequência: grupos 1X/semana
    23. 23.  Disponibilizar atendimento psicológico individual em alguns casos específicos, conforme avaliação da psicólogo a serviço da Rede.
    24. 24.  Repasse de uma mensalidade/ano para a Comissão da Fundação Pio XII, no mês da realização do leilão do Hospital do Câncer de Barretos.  Encaminhamentos de gêneros alimentícios quando possível para as casas de apoio aos pacientes portadores de Câncer e seus familiares e cuidadores, em Campo Grande, Dourados e Barretos.
    25. 25.  Realização de reuniões gerais com todas as associadas 3x por ano buscando a socialização e a integração (março, outubro, dezembro).  Realização de palestras informativas curtas e objetivas – duração de 20 minutos em todas as reuniões gerais.  Distribuição de informativo trimestral

    ×