Temas e atualidades em farmácia 2013 1

560 visualizações

Publicada em

EMENTA

Publicada em: Educação
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
560
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
1
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
2
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Temas e atualidades em farmácia 2013 1

  1. 1. FAHESA - Faculdade de Ciências Humanas, Econômicas e da Saúde de Araguaína. ITPAC - INSTITUTO TOCANTINENSE PRESIDENTE ANTÔNIO CARLOS LTDA. Av. Filadélfia, 568 – Setor Oeste – Araguaína – TO – CEP 77.816-540 Fone: (63) 3411 – 8500 – www.itpac.br CNPJ – 02.941. 990/0001 – 98 – Inscrição Municipal – 220.391.142.335 PLANO DE ENSINO FAHESA – Faculdade de Ciências Humanas, Econômicas e da Saúde de Araguaína Curso: Farmácia Professor: Hebert Lima Batista Disciplina: Temas da Atualidade em Período: 7º Farmácia Carga Horária: 36h Semestre: 1º Ano: 2013 EMENTA Temas e atualidades em farmácia. Novos rumos da profissão farmacêutica. Evolução no campo de atuação profissional. Novos temas, discussões e normativas a respeito do exercício da profissão farmacêutica no Brasil. Política Nacional de medicamentos e órgãos representativos da profissão. INTRODUÇÃO A Disciplina Temas da Atualidade em Farmácia é uma disciplina com o objetivo informativo e formativo na profissão farmacêutica, por ser um momento integrador de informações das áreas farmacêuticas e discussões de tendências da profissão e suas ciências. Através dela, os alunos irão aprender as novas inovações técnicas e cientificas da profissão e as políticas de medicamentos e da profissão Farmacêutica. OBJETIVOS DA DISCIPLINA O objetivo desta disciplina é fazer uma integração de informações das outras disciplinas estudadas no curso de Farmácia, contextualizando com atualidades no setor farmacêutico, como: novos medicamentos, novas áreas de atuação, o mercado mundial de medicamentos, modelos de atuação do farmacêutico pelo mundo, medicamentos em doenças negligenciadas, aplicação biotecnológica na área farmacêutica, farmacogenética dentro da farmacologia clínica e novas normativas da legislação brasileira na área da saúde; de maneira que o aluno tenha um contato com a realidade macro e micro regionais, ampliando o seu poder de interpretação, informação e visão de atuação.
  2. 2. CONTEÚDO PROGRAMATICO Temas e atualidades em farmácia. Novos rumos da profissão farmacêutica. Evolução no campo de atuação profissional. Novos temas, discussões e normativas a respeito do exercício da profissão farmacêutica no Brasil. Política Nacional de medicamentos e órgãos representativos da profissão. 1. Unidade I.- Novos temas, discussões e normativas a respeito do exercício da profissão farmacêutica no Brasil: 1.1. Farmacêutico no PSF – Portaria GM-MS 154 24/01/2008. 1.2. Controle de Antibiótico - RDC Nº 44, DE 26 de outubro de 2010. 2. Unidade II – Política Nacional de medicamentos e órgãos representativos da profissão. 3. Unidade III – Evolução, Novos rumos e Tendências de Tecnologias aplicadas na área Farmacêutica. 3.1. Farmacogenética 3.2. A Nanotecnologia na área Farmacêutica. 3.3. Gazes Nobres utilizados na terapêutica. (trabalho) 3.4. Novas Drogas para Tratamento do Câncer. 3.5. Modernos e Inovadores Métodos Diagnósticos Laboratoriais. (Hematologia, scanner, Cromatografia Espectrometro Massa). 4. Unidade IV –Tendências Mundiais da Profissão Farmacêutica (trabalho) 4.1. Visão da assistência Farmacêutica no Mundo. 4.2. Modelos de Assistência Farmacêutica. CRONOGRAMA DE ATIVIDADE Data Tema da Aula Metodologia de Ensino Número de aulas 16/02/2013 Apresentação da Disciplina – Divisão dos Trabalhos Bibliográficos da Disciplina. Farmacêutico no PSF – Portaria GM-MS 154 24/01/2008. Aula Expositiva 2 23/02/2013 Farmacovigilância e Discussão da RDC Nº 44, DE 26 DE OUTUBRO DE 2010 – controle de antibióticos. Aula Expositiva 2 02/03/2013 Atividade Acadêmica: entrega do trabalho: Gases Nobres na terapêutica. Atividade Acadêmica 3 02/03/2013 Farmacogenética Aula Expositiva 2 09/03/2013 Nanotecnologia na área Farmacêutica. Aula Expositiva 3 16/03/2013 Célula Tronco – Terapias gênicas futuro ou presente. Aula Expositiva 2 23/03/2013 Desenvolvimento de Drogas para Doenças Negligenciáveis. Aula Expositiva 3 06/04/2013 Atividade Acadêmica: resolução de Exercícios. Atividade Acadêmica 3 06/04/2013 Desenvolvimento de Drogas para Doenças Negligenciáveis. Aula Expositiva 2 13/04/2013 1ª Prova - Avaliação Avaliação 3 Desenvolvimento de Drogas para Doenças Negligenciáveis. Aula 20/04/2013 Expositiva 2
  3. 3. 27/04/2013 Atividade Acadêmica: elaboração de trabalho Atividade Acadêmica 2 27/04/2013 Biologia Molecular – aplicações em Diagnóstico, pesquisa e Tratamento. Aula Expositiva 3 04/05/2013 Atividade Acadêmica: elaboração de trabalho Atividade Acadêmica 2 04/05/2013 Uma Visão da área Farmacêutica pelo Mundo. Seminário 2 11/05/2013 Uma Visão da área Farmacêutica pelo Mundo. Seminário 2 18/05/2013 Uma Visão da área Farmacêutica pelo Mundo. Seminário 2 Transgênicos – o que o farmacêutico tem a ver com isso. Aula 25/05/2013 Expositiva 2 01/06/2013 2ª Avaliação Avaliação 2 08/06/2013 Avaliação Substitutiva Avaliação 2 Total de atividade acadêmica 10 Total de aulas 36 METODOLOGIA DE ENSINO A auto-aprendizagem dirigida, para que os estudantes tornem-se primariamente responsáveis pelo seu próprio aprendizado, ou seja, que os estudantes possam conhecer os primeiros passos do caminho para aprender a aprender. O uso de textos escritos, demonstrações através de recursos audiovisuais, mostra ao aluno algo de forma que ele possa incluir, aprender ou perceber o que se pretende transmitir, bem como as aulas de conferências expositivas. Além das aulas, os alunos apresentaram seminários sobre temas inovadores e ou recentes que trarão a tona as novas perspectivas da profissão farmacêutica, apresentando trabalhos de pesquisas bibliográficas sobre a profissão farmacêutica. AVALIAÇÕES: A disciplina de Temas e Atualidades em Farmácia é constituída por uma gama e diversidade de teorias e inovações aplicadas em aula teórica, onde serão realizadas atividades avaliativas em forma de provas. Utiliza-se também como instrumentos de avaliação a pontuação dos seminários e trabalhos em grupo e individuais. • Primeira Avaliação 30 pontos: 13 de Abril o Prova Teórico-Prática Descritiva com questões subjetivas e objetivas: Conteúdo: Matéria dada anterior à prova. • Segunda Avaliação 30 pontos: 01 de Junho o Prova Teórico-Prática Descritiva com questões subjetivas e objetivas: Conteúdo: Matéria dada anterior à prova. • Trabalho de Gazes Medicinais: 10 pontos. 02 de março. • Trabalho “Uma Visão da área Farmacêutica pelo Mundo” – Modelo de mercado e atuação do farmacêutico na saúde pública, tendências e filosofias. (EUA, Espanha, França, Alemanha, Inglaterra, Canadá, México, Argentina, Chile, Japão, China, Índia, Venezuela, Colômbia, Perú e Brasil). 30 pontos: 4 a 18 de maio.
  4. 4. • Prova Segunda Chamada: 08 de Junho. • Prova Substitutiva: 08 de Junho. Conforme o sistema institucional a pontuação máxima estabelecida é um total de 100(cem) pontos. Será considerado aprovado na disciplina o aluno que, ao final do período letivo, obtiver um mínimo de 60 pontos relativos aos elementos de avaliação da disciplina. O aluno receberá, ao final do período letivo um conceito, correspondentes aos pontos obtidos na disciplina: A = 90 a 100, B = 80 a 89, C = 70 a 79, D = 60 a 69, E = 40 a 59 , F < 40 O aluno que, ao final do período letivo, obtiver conceito F, ou seja, menos de 40 pontos relativos aos elementos de avaliação da disciplina, estará automaticamente reprovado. Prova de Segunda Chamada: O aluno que vier a faltar a alguma avaliação, programada ou não no planejamento da disciplina, tem direito à segunda (2ª) chamada segundo a forma e nos casos previstos no regimento, e desde que apresente ou encaminhe ao professor da disciplina, no prazo de três (3) dias letivos contados a partir do dia seguinte à sua ausência, requerimento e comprovação documental da justificativa na qual este se fundamenta. Para o acesso ao requerimento este aluno deverá acessar o portal do aluno preenchendo-o e enviando-o. O aluno fará o requerimento “on line” anexando (scaneado) o comprovante para poder ter acesso a 2ª chamada de avaliações. Prova Substitutiva: O aluno que vier a faltar a alguma avaliação, programada ou não no planejamento da disciplina, tem direito à segunda (2ª) chamada ou substitutiva, ou ainda que não tiver aproveitamento superior a media necessária para ser aprovado ou ainda que quiser substituir a nota da prova já realizada poderá realizar esta avaliação desde que seja comunicado ao professor conforme o regimento da instituição e curso. Aprovação, reprovação: Conforme normas da instituição, o aluno será aprovado se obtiver rendimento acima de 60% e freqüência superior a 75%. O aluno que obtiver rendimento abaixo de 40% ou freqüência inferior a 75% estará automaticamente reprovado. O aluno que obtiver rendimento entre 40 e 59% poderá requerer o exame especial. O Exame Especial será realizado ao final do semestre letivo, e consiste de uma avaliação de 100 pontos, na qual, para ser aprovado, o aluno deverá obter rendimento superior a 60%. Exame Especial. Consiste de uma prova (pagar taxa na secretaria) que terá o valor de 100 pontos e será facultado apenas aos alunos que tendo sido assíduo na atividade tiverem obtido conceito E (40 a 59 pontos) na mesma ao final do período letivo.
  5. 5. BIBLIOGRAFIA BÁSICA CONSELHO FEDERAL DE FARMÁCIA - A Organização Jurídica da Profissão Farmacêutica. Brasília. 3ª Edição, 2002,1785p. GENNARO, ALFONSO R. Remington: A Ciência e a Prática da Farmácia. 20ª Edição, Rio de Janeiro: Guanabara Koogan, 2004, 2228p. GOMES, MARIA JOSÉ VASCONCELOS DE MAGALHÃES & REIS, ADRIANO MAX MOREIRA. Ciências Farmacêuticas: Uma Abordagem em Farmácia Hospitalar. 1ª edição, Rio de Janeiro: Atheneu, 2001. 558p. GRIFFITHS, AJF. et al. Introdução à Genética. 6ª Edição, Rio de Janeiro: Guanabara Koogan, 1998, 779p.
  6. 6. BIBLIOGRAFIA COMPLEMENTAR CONSELHO FEDERAL DE FARMÁCIA - Pharmácia Brasileira - Ano I, Edição Especial, 1997. http://www.cff.org.br/sistemas/geral/revista/pdf/121/revista.pdf CONSELHO FEDERAL DE FARMÁCIA - Código da Ética da Profissão Farmacêutica. Resolução 417/2004. http://www.cff.org.br/userfiles/file/resolucoes/res494_08.pdf BRASIL. MINISTÉRIO DA SAÚDE. PORTARIA No154 de 24 de janeiro de 2008. Cria os Núcleos de Apoio à Saúde da Família. https://www.in.gov.br/imprensa/visualiza/index.jsp?jornal=1&pagina=47&data=25/01/2008 CONSELHO FEDERAL DE FARMACIA. Como montar uma farmacia comunitaria: enfoque na assistencia farmaceutica. Brasilia: CFF, 2001. 40p. PERETTA, M.; CICCIA, G. Reengenharia farmacêutica - guia para implantar atenção farmacêutica. Brasília: Ethosfarma, 2000. p. 45-64. BISSON, MARCELO POLACOW. Farmácia clínica: atenção farmacêutica. 2ed. Barueri (SP): Manole, 2007. 371p. BISSON, MARCELO POLACOW. Farmácia clínica: atenção farmacêutica. 2ed. Barueri (SP): Manole, 2007. 371p. CONSELHO FEDERAL DE FARMACIA. Manual Básico De Farmácia Hospitalar. Conselho Federal de Farmácia. 2001. DÁDER, MARÍA JOSÉ FAUS; MUÑOZ,PEDRO AMARILES; MARTÍNEZ-MARTÍNEZ; FERNANDO. ATENCIÓN Farmacêutica. Conceptos, procesos y casos prácticos. ERGO. 2008, p.210. http://www.farmacare.com/pdf/Libro_AF.pdf FAUS DADER, MARIA JOSE; MUNOZ, PEDRO AMARILES; MARTINEZ-MARTINEZ, FERNANDO. Atencao farmaceutica: concetos, processos e casos praticos. Sao Paulo: RCN Editora, 2008. 246p.
  7. 7. BIBLIOGRAFIA COMPLEMENTAR – REVISTAS E SÍTIOS Revista Brasileira de Ciências Farmacêuticas/Brazilian Journal of Pharmaceutical Sciences. http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_serial&pid=1516-9332&lng=pt&nrm=iso Revista Pharmácia Brasileira – Conselho Federal de Farmácia. http://www.cff.org.br/revista.php Revista SBRAFH – Sociedade Brasileira de Farmacêuticos Hospitalares. http://www.sbrafh.org.br/ The Pharmaceutical Journal (official journal of the Royal Pharmaceutical Society of Great Britain) and its family of publications. http://www.pjonline.com/ Revista Racine. Consultoria Racine. www.racine.com.br WHO.Organização mundial da Saúde. http://www.who.int/medicines/publications/druginformation/en/ Journal of pharmacy and pharmaceutical Sciences. http://www.ualberta.ca/~csps/Journals/JPPS.htm Journal of Pharmacy Practice. http://www.pharmacypractice.org Biological & Pharmaceutical Bulletin. http://bpb.pharm.or.jp/index.html Juornal of Pharmacy Practice. http://jpp.sagepub.com/ Pharmacy Practice. http://www.pharmacypractice.org/ Revista Brasileira de Ciência e Tecnologia. http://www.bcq.usp.br/revista_brasileira_de_ciencias.htm Juornal of The Pharmaceutical Society of Japan. http://yakushi.pharm.or.jp/full_text.html

×