O ECO - edição 51

464 visualizações

Publicada em

Jornal do curso de Economia da Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro.

Publicada em: Diversão e humor
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
464
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
3
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
1
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

O ECO - edição 51

  1. 1. Edição nº 51Ano VIIDistribuição GratuitaJunho 2009Propriedade: NAEC
  2. 2. Edição nº 51 O ECO Editorial por Vítor Santos; Ficha Técnica Caros Colegas; “O Eco” Jornal Oficial do Núcleo de Alunos de Economia da Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro com muito agrado que publico a 51ª ediçãoÉ do jornal do nosso mui nobre curso de Economia. Meia centena de edições depois eisa primeira publicação de “O ECO” por parte do NAEC – UTAD Departamento de Economia, Sociologia e Gestão Avª Almeida Lucena, nº1 5000-660 Vila Real E-mail: ecoutad@gmail.commais recentemente eleito NAEC, do qual meorgulho de poder fazer parte. Apesar das eleições Propriedade: NAEC – UTADainda estarem frescas na memória, e a tomada de Editores: Vítor Santos; Rui Assembleiaposse ser recente, a verdade é que esta equipa Conselho Editorial: NAEC – UTADjovem já mostrou ter espírito de vontade e Produção: Departamento de Informaçãomotivação para fazer um grande trabalho, pois, Redactores: Vítor Santos, Hélder Morais,passada a parte mais fácil é preciso começar o Armando Lage, Daniela F. Carvalho, André Lopes Coordenação de Curso.trabalho, e de facto, não podíamos ter maior provade fogo: Semana académica UTAD 09, onde a Colaboradores: Bruna Mendes, Isabel Vieira.maioria dos elementos desta nossa jovem equipateve o primeiro contacto e a primeira noção do queé fazer parte do NAEC-UTAD, e ninguém cruzou braços perante o trabalho que foipreciso realizar. Aproveito a oportunidade para saudar os finalistas, desejando-lhe boa sorte daquipara a frente, sem poder esquecer que esta altura de festividade académica é dirigidafundamentalmente aos estudantes que terminam assim mais uma etapa das suas vidas, aqual, arrisco dizer, correu de forma muito positiva. Apraz-me dizer que o espíritoacadémico dos alunos de economia não está apagado, começando por realçar a adesãoao jantar de curso, assim como a presença de Economia na tenda e o terceiro lugarconseguido com o camião do cortejo. Acabada a festa, todos enfrentamos esta altura complicada que é o fim do semestreonde frequências, trabalhos, orais e exames são as palavras que mais se ouvem peloscorredores do nosso velhinho ex-DRM e que preenchem por completo o nossocalendário. Só me resta desejar boa sorte para todos agora que mais um ano se aproximado fim. Para concluir despeço-me, tendo em mente que a próxima vez que escrever umeditorial já um novo ano começou e gente nova chega para começar o seu percursoacadémico e deixo a todos um até já. Saudações AcadémicasPs.: O jornal “O Eco” é de todos e para todos, como tal, qualquer aluno que estejainteressado em partilhar as suas opiniões, comentários, e críticas não só pode, comodeve fazê-lo enviando os sues textos para: ecoutad@gmail.com O TEU NÚCLEO TAMBÉM ONLINE: http://home.utad.pt/~nae/ http://naecutad.blogspot.com/Junho 2009 ecoutad@gmail.com 2
  3. 3. Edição nº 51 O ECO Artigo da Presidência do NAEC Caros colegas;E ste é o primeiro artigo que escrevo enquanto presidente do Núcleo de Alunos de Economia e deixem que o inicie por felicitar toda a equipa com quem tenho oprazer de trabalhar. Redijo este artigo sem ainda conhecer os resultados finais do jogo da bolsa, maspelo que me foi dado a conhecer alguns “Madof’s” andam pelo nosso ex-Drm Mundo!Num tom mais sério considero este jogo uma das actividades mais interessantes quedesenvolvemos, isto porque permitiu uma aproximação ao mundo real dum curso quemuitas vezes é acusado de ser excessivamente teórico, sem duvida uma actividade atentar repetir… Falando da semana académica onde o nosso mui nobre curso teve a já marcantepresença, com a barraquinha este ano apelidada de “Rateco”, quer no grandioso jantarde curso e aqui quero agradecer a presença com que muito nos honraram, da professoraLeonida e do professor Dinis e salientar o espírito de confraternização vivido por todosos presentes. Quero igualmente endereçar os parabéns a todos os que contribuíram parao terceiro lugar no cortejo académico! Como certamente estão a notar esta edição do jornal “O Eco” foi somentedisponibilizada em formato digital, tenho a noção que ler um jornal é diferente numaedição de papel, mas devido à actual conjuntura restavam-nos duas hipóteses, ou nãodisponibilizar um eco, ou disponibiliza-lo apenas na versão digital, optamos pelasegunda, e espero que seja descendente da qualidade que este jornal já nos habituou. Gostaria agora de endereçar um abraço a todos os finalistas, desejando-lhes não sóa melhor sorte do mundo para a nova fase que têm pela frente, mas que se lembremsempre da casa por onde passaram… Resta-me despedir por este ano e desejar a todos boa sorte para a semprecomplicada época que se avizinha, mas com trabalho tudo se consegue!Saudações AcadémicasHélder MoraisJunho 2009 ecoutad@gmail.com 3
  4. 4. Edição nº 51 O ECO Mensagem da mesa do NAEC-UTAD Caros colegas,C onforme o estipulado nos estatutos do nosso curso deveria decorrer uma Assembleia Geral de Curso antes do final do ano para a aprovação do plano deactividades e respectivo orçamento geral para o próximo ano lectivo, mas devido amotivos de força maior que incapacitaram o presidente deste núcleo optamos enquantomesa por adiar esta assembleia-geral para o inicio do próximo ano lectivo. Aproveito ainda para desejar a todos boa sorte para os exames, e umas boas férias! Armando LageJunho 2009 ecoutad@gmail.com 4
  5. 5. Edição nº 51 O ECO Artigo da Coordenação do Curso de EconomiaN este número do ECO, que inicia uma sequência de vários que serão produzidos e editados por uma nova equipa, a Coordenação do Curso de Economia começa pordar os parabéns à lista que saiu vencedora nas eleições para o NAEC, liderada peloHélder Morais. Foram umas eleições muito vivas e disputadas (três listas) o que,positivamente, demonstra dinamismo e interesse por parte dos alunos de Economiapelos assuntos do Curso. Queremos ainda saudar o grupo de alunos que trabalhou noNAEC no último ano, e com o qual mantivemos uma boa relação de cooperação. Ao Hélder e à sua equipa desejamos um ano de trabalho profícuo, dirigido nosentido da concretização dos objectivos traçados e das expectativas criadas junto doscolegas. Certamente que a Direcção de Curso que vier substituir a actual Coordenação(que se encontra em final de mandato) apelará à sua participação e envolvimento emtodas as actividades e iniciativas que visem a promoção e a melhoria das condições defuncionamento da Licenciatura em Economia. Uma outra palavra especial é dirigida aos Finalistas. Desejamos a todos uma bemsucedida integração no mercado de trabalho e que possam colocar em prática eaprofundar os conhecimentos e competências que vão adquirindo ao longo da suaformação académica. Obviamente, que são muitos os desafios/ameaças a ultrapassar num mercado detrabalho que é cada vez mais exigente e competitivo, mas não serão menos asoportunidades que estão em aberto… Muita força e ânimo para ultrapassarem osobstáculos vindouros. Fica, ainda, o convite para consolidarem e reforçarem os seusconhecimentos frequentando um curso de 2º Ciclo (Mestrado) no DESG. São semprebem-vindos a esta casa que já conhecem. A todos os alunos do Curso que, tendo saído há pouco tempo da “ressaca” dosdivertimentos da semana académica (muito tardia este ano), se encontram nesta fasefinal de ano lectivo com um número significativo de testes, trabalhos, orais e outro tipode provas de avaliação deixamos uma mensagem: é tempo de realizarem os últimosesforços para concluírem com sucesso as unidades curriculares. O melhor incentivo parao máximo empenho é pensarem que brevemente poderão ser recompensados,desfrutando de umas óptimas e retemperadoras FÉRIAS. Por isso, coragem!...Junho 2009 ecoutad@gmail.com 5
  6. 6. Edição nº 51 O ECO Em final de mandato, a actual Coordenação de Curso não pode deixar de agradecera todos aqueles que com ela colaboraram e contribuíram para os resultados alcançadosnestes dois últimos anos, em particular os relativos às suas duas grandes prioridades: (1)a implementação e operacionalização do processo de Bolonha e (2) o fomento damobilidade e a melhoria da empregabilidade dos licenciados em Economia da UTAD,nomeadamente através de celebração de protocolos de mobilidade internacional, como oERASMUS. A todos, alunos, funcionários e docentes, o nosso obrigado!A Coordenação do Curso de EconomiaLeonida Correia e José Vaz CaldasDESG, Junho de 2009Junho 2009 ecoutad@gmail.com 6
  7. 7. Edição nº 51 O ECO A minha primeira Semana AcadémicaD epois do impasse que quase deitou por terra a realização da Semana Académica da UTAD nos moldes habituais e apesar do curto espaço de tempo desde que lhefoi dada legitimidade em RGA para organizar o evento, a Associação Académicaapresentou um cartaz diversificado e capaz de satisfazer os inúmeros gostos, tendocomo principais cabeças de cartaz Blasted Mechanism, Makongo, Rita Red Shoes eDeolinda, tendo sido realizada entre os dias 14 e 20 de Maio. A Semana Académica teve início com a habitual Monumental Serenata onde foinotória a emoção e euforia em grande parte pelos finalistas por ser o culminar destaetapa. Já na tenda houve uma grande aderência por parte dos estudantes que mantiveramesta cheia ate ao final da noite. Nos restantes dias, a adesão do público estudantil evilarealense manteve-se constante e o espírito académico notou-se em todas elas commuito álcool à mistura. =D Apesar de não ter frequentado o recinto todas as noites, na minha opinião, as noitesestiveram fabulosas repletas de muita diversão, superando todas as minhas expectativas.Apenas lamento que o espaço não tenha sido o mais adequado para acolher todas aspessoas que quiserem estar presentes nos concertos. Há ainda que salientar a disponibilidade da empresa Corgobus, em facultar otransporte gratuito (das 22h às 6h) em autocarros, entre o recinto e o centro da cidade,evitando que os estudantes conduzissem sob o efeito de álcool. Foi bom enquanto durou!!!! Para a próxima quero mais e de qualidade igual ou superior!!! ;o) Daniela F. CarvalhoJunho 2009 ecoutad@gmail.com 7
  8. 8. Edição nº 51 O ECO Entrevista a um finalista Nome: Susana Lopes Idade:22 Naturalidade: AmaranteEco: Qual é a sensação de ser finalista do nosso mui nobre curso?Susana: É uma sensação de vitória, muitas batalhas conquistadas.Eco: Sentes que esta caminhada tem valido a pena?Susana: Sim, tudo na vida vale a pena.Eco: Já pensaste em futuros projectos? Vais continuar a estudar?Susana: Não. Sim, tirar o mestrado, em principio cá.Eco: Como tens vivido estes anos longe de casa?Susana: Bem e Mal. Bem, porque tenho um bom convívio em casa (onde moro durantea semana), não me chegando a perceber da semana passar. Mal, porque casa dos papas écasa dos papas. lol.Eco: Como foi a adaptação a Vila Real?Susana: O primeiro ano foi complicado a adaptação, as praxes, mas estes dois últimosanos foram espectaculares.Eco: Qual é o maior conselho que podes dar aos caloiros que estão agora acomeçar esta caminhada?Susana: Que aproveitem, que não desperdicem as oportunidades que vão aparecendo aolongo do curso e que continuem a ser uma “família” Eco: Fala-nos das dificuldades enquanto estudante, disciplinas mais complicadas,trabalhos…Susana: A cadeiras que mais dores de cabeça me deram, Matemática, Contabilidade e acadeira do Professor Rebelo, Econometria.Junho 2009 ecoutad@gmail.com 8
  9. 9. Edição nº 51 O ECOEco: Tiveste sempre uma boa relação com colegas e professores?Susana: Sim, tirando uma ou outra discussão, essencialmente por causa de marcarfrequências, nada apontar.Eco: Em algum momento pensaste que este não seria o curso certo para ti?Susana: Não, sempre tive a certeza do que queria.Eco: Consideras o ambiente académico da UTAD agradável?Susana: Muito, a proximidade que existe é inexplicável, as pessoas são mais humildes,algo que não acontece em várias universidades do país.Eco: Levas daqui amigos e amigas para o futuro? Vais ter saudades de seres umaestudante de Economia da UTAD?Susana – Sim, tenho certeza que sim. A palavra saudade já paira no ar algum tempo e jáassombra o meu pensamento, e por mais que diga, estou farta disto, quero me ir embora,vou ter muitas saudades.Eco: Sendo tu uma finalista, com certeza que tens situações engraçadas que jáviveste nesta faculdade, conta-nos uma.Susana: Sim, são várias, mas é embaraçoso porque pode sempre causarsusceptibilidades. É melhor não me prenunciar.Eco: Quais as tuas perspectivas da situação de empregabilidade na área daEconomia?Susana: Neste momento é muito complicado ter perspectivas, lá para Setembro talvezte possa responder a essa questão.Junho 2009 ecoutad@gmail.com 9
  10. 10. Edição nº 51 O ECOCaros colegas,A inda não tive a oportunidade de felicitar o novo núcleo de alunos eleito. E por isso, os meus Parabéns por mais uma vitória de continuidade. Desta feita, aoposição “ganhou” à lista vencedora, e por isso gostaria de focar, que se deve dar orespeito a quem não votou na lista A, e fazer por merecer mais um ano de mandato. Tal como o anterior núcleo, este pode contar com a minha colaboração para agestão do site. Deixo igualmente aqui os meus parabéns à oposição, pelo facto de não secalarem, e pelo facto de avançarem com uma oposição a tempo inteiro, o que nuncaaconteceu no nosso curso. Tal como disse um antigo presidente do núcleo, as eleiçõesganham-se durante todo o ano, e não apenas em duas semanas de jogadas e campanhasde angariação de votos. Quero alertar para o facto de termos um grupo de terroristas no nosso departamento(leia-se USC). Esse grupo de terroristas, está potencialmente armado, e prepara-se paraorganizar vários atentados suicidas ao nosso ex-DRM. Só assim se explica, o medo desofrer represálias quando se critica a USC. E só assim se explica, a contratação deelementos do CSI por parte da lista do núcleo vencedora. Estamos em Maio de 2009, e aúltima aparição do “Repórter Estrábico” foi à um ano atrás (Maio de 2008), e o“IceMan” foi em Dezembro de 2008. Desejo muita boa sorte ao “Fantasminha”, que acredito, ser um agente à paisana doCSI, de forma a que averigúe quem são os verdadeiros culpados dos respectivosdesaparecimentos. Gostaria por isso continuar a novela do DESG... e relatar o próximo episódio, dequando apareço em cena como caça-fantasma, e canto:Fantasminha brincalhão Fantasminha brincalhãoés um grande trapalhão és um grande charlatãogostas muito de fazer: pensas que eu fico a tremeroh! oh! oh! oh! oh! oh! oh! oh!Fantasminha brincalhão Fantasminha brincalhãoés um grande fanfarrão não me metes medo nãoaparece e tu vais ver! aparece e tu vais ver!oh! oh! oh! oh! oh! oh! oh! oh!Junho 2009 ecoutad@gmail.com 10
  11. 11. Edição nº 51 O ECO Urge também a necessidade de criticar algumas pessoas em relação a comentáriossobre a Viagem de Finalistas. Se as mensagens sobre a Viagem de Finalistas correu ocurso todo, então é bom sinal. É sinal que a informação chegou a todos. E isso nunca foisinal de que estavam todos interessados. Agora não me venham criticar quem nuncadisse que NÃO ia à Viagem de Finalistas. Pois não existe nenhuma obrigatoriedade quequem não vai, de informar de tal. Preocupo-me mais com o meu carácter do que com a minha reputação, porque omeu carácter é o que eu realmente sou, enquanto que a reputação é apenas o que osoutros pensam de mim. E por isso, ao contrário de outras pessoas, eu assino o queescrevo. Desejo a todos uma boa recta final de aulas, e que sejam precisos poucos ou mesmonenhuns exames para passar de ano! E claro, Parabéns Finalistas!!! André LopesJunho 2009 ecoutad@gmail.com 11
  12. 12. Edição nº 51 O ECOUtilidades: A CARTA DE APRESENTAÇÃO O curriculum vitae deve ser acompanhado de uma carta de apresentação. A cartapode-se apresentar em resposta a uma oferta de emprego ou por iniciativa de pedido deemprego, que será uma carta de candidatura espontânea. Carta de apresentação: como resposta a um anúncio de emprego. É a parte mais pessoal do curriculum e deverá ser escrita de novo para cadapedido de emprego. Com ela, a pessoa dá-se a conhecer à empresa e oferece os seusserviços. Na carta deve fazer constar as referências exactas, uma vez que se trata daresposta a um anúncio de emprego. Deve ser breve, clara e directa e pode-se sublinharas características que se considerem especialmente relacionadas com o trabalho que sepretende. Carta de Candidatura espontânea: escrita por iniciativa própria sem que previamente tenha havido uma oferta de emprego. A proposta de candidatura espontânea pode-se enviar a qualquer empresa que seconsidere de interesse. Embora se julgue o contrário, esta é uma prática aceite e bem vista por muitasempresas, pois demonstra que quem as envia é uma pessoa empreendedora e que temobjectivos e motivações claros. Apesar de na sua maioria estas iniciativas não tenham resposta imediata, o maisfrequente é as cartas de candidatura espontânea não se abrirem, mas arquivarem-se epermanecerem à disposição da empresa, que, chegado o momento de surgir algumavaga no seu quadro de pessoal, poderá contactar o/a candidato/a, evitando assim ter depublicar anúncios ou pedir os serviços das empresas especializadas. A carta de candidatura espontânea deve dirigir-se ao responsável pela empresa,indicando o seu nome e os seus apelidos, ou então ao departamento de pessoal. Deveindica o motivo pelo qual a pessoa que se candidata pode ser interessante para aempresa.Junho 2009 ecoutad@gmail.com 12
  13. 13. Edição nº 51 O ECO Estrutura da carta Identificação o Nome o Número, data e local de emissão do B.I. o Morada o Telefone Dados solicitados no anúncio o Referência ao nome do jornal, data da publicação, número do Decreto-lei ou número de referência do anúncio; o Referência ao posto de trabalho a que se candidata; o Motivos pelos quais se candidata ao lugar. Habilitações literárias e profissionais (resumidas) Manifestação da disponibilidade para uma entrevista; Apresentação de cumprimentos e assinatura.Junho 2009 ecoutad@gmail.com 13
  14. 14. Edição nº 51 O ECO Exemplo de uma carta de apresentaçãoRosário Freitas SantosRua Prof. Egas Moniz, 31 5º esq.4300-106 PortoTel. 222134345Telem. 963434354E-mail: rosariofreitas@net.pt Porto, 01 de Junho de 2009 Assunto: Ref. E-11 / Secretária do Departamento Comercial Exmos./as Senhores/as Dirijo-me a Vs. Exs. Em resposta ao anúncio referência E-11 publicado em Oexpresso do dia 30 de Maio de 2009. As características que a candidata ao cargo oferecido deve ter, correspondem às quedesenvolvi no decorrer das minhas formação e experiência profissional, razão pela qualme atrevo a afirmar que correspondo ao perfil de colaboradora que pretendem. Julgando-me apta ao preenchimento da vaga em questão, formalizo a minhacandidatura, enviando em anexo o “curriculum vitae”. Assegurando a minha disponibilidade para comparecer a uma entrevista. Subscrevo-me com a mais elevada consideração, De v. Exas. Atentamente Rosário FreitasJunho 2009 ecoutad@gmail.com 14
  15. 15. Edição nº 51 O ECO Exemplo de uma carta de candidatura espontâneaRosário Freitas SantosRua Prof. Egas Moniz, 31 5º esq.4300-106 PortoTel. 222134345Telem. 963434354E-mail: rosariofreitas@net.pt À Exma. Sra Directora do Departamento de Recursos Humanos da…. Porto, 01 de Junho de 2009 Exma. Sra. Directora do Departamento de Recursos Humanos, A ascensão da sua empresa no mercado de electrodomésticos foi, sem dúvida,impressionante, a julgar pelas informações que se podem ler nas várias publicaçõesespecializadas. Dado que trabalhei como secretária no departamento de exportação de uma firmadeste ramo durante oito anos, tive a possibilidade de acompanhar com atenção tudo oque se relacionava com o desenvolvimento do sector e com a progressão da empresa.Julgo sinceramente que, tanto pelas minhas qualificações como pela minha experiênciaprofissional, a minha colaboração lhes poderia ser de utilidade. Na esperança de poder vir a integrar a vossa equipa, aguardo a oportunidade de umpossível contacto para uma entrevista. Com os melhores cumprimentos, subscrevo-me; Atentamente Rosário Freitas P.S: envio em anexo curriculum vitaeJunho 2009 ecoutad@gmail.com 15
  16. 16. Edição nº 51 O ECO HumorQue nome se dá à mulher de um dos elementos da banda Blasted Mechanism???-"Blasfémia (Blas fêmea) "Qual é o cúmulo da obesidade???-"É um gordo pedir um fino!!!" Sete razões para estudar Economia: Os Economistas são armados e perigosos: "Cuidado com nossas mãos invisíveis!" Os Economistas podem oferecer quando são procurados. Podes falar de dinheiro sem sempre ter de fazer dinheiro em alguma coisa. Mick Jagger e Arnold Schwarzenegger estudaram economia e vê no que se tornaram. Quando estás na fila de desempregados, ao menos sabes porque lá estás. Embora a Ética ensine que a virtude tem a sua própria recompensa, na Economia nós aprendemos que a recompensa tem sua própria virtude. Quando estás bêbado podes justificar que apenas estas a pesquisar a lei da utilidade marginal decrescente. http://www.geocities.com/CollegePark/Grounds/3375/piadas.htm Quantos economistas neoclássicos são precisos para trocar uma lâmpada? Depende do nível dos salários. Quantos economistas conservadores são precisos para trocar uma lâmpada? Nenhum. A escuridão fará com que a lâmpada se troque automaticamente. Nenhum. Se o governo não se intrometer, a lâmpada trocar-se-á por si só. Impossível. Todos os economistas estarão à espera que a mão invisível do mercadocorrija o desequilíbrio na iluminação. Quantos economistas keynesianos são precisos para trocar uma lâmpada? Todos. Assim gerará mais empregos, aumentando o consumo, deslocando a procuraagregada para a direita... Quantos economistas do Banco Central são precisos para girar uma lâmpada? Apenas um. Ele segura a lâmpada e a terra gira em torno dele. Quantos economistas são necessários para trocar uma lâmpada? Isto é irrelevante. As preferências da lâmpada são dadas. http://www.geocities.com/CollegePark/Grounds/3375/piadas.htmJunho 2009 ecoutad@gmail.com 16
  17. 17. Edição nº 51 O ECOJunho 2009 ecoutad@gmail.com 17

×