Jornal 7 c

932 visualizações

Publicada em

Jornal produzido pelos alunos da 7ªC da EMEF Edson Rodrigues

Publicada em: Educação
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
932
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
480
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
2
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Jornal 7 c

  1. 1. 100 % Notícias Frescas ! EDIÇÃO DE SETEMBRO EDITORES: LUCCAS FERRAZ ANUNCIAÇÃO & DIEGO ANDRADE FERREIRA 1ª EDIÇÃO Acontece na Escola ! Entrevista com o Diretor: Adriano Tavares de Santana 1° Para o senhor,o que é 4° O senhor acha que na 7° Qual é a punição das Bullying? O que o nossa escola tem muito pessoas que praticam o senhor acha disso? Bullying? Bullying? R: É uma pratica de R: Muito não. Mas R: Tem vários humilhação constante, a acontece, né. Na escola, encaminhamentos, pessoa que sofre, nós sempre buscamos ter conversa, orientação, carrega pra vida inteira. filmes, textos, palestras chamamos a família e Para podermos etc... Procuramos usar alguns casos há combater primeiro tudo isso para uma necessidade de temos que admitir que convivência melhor. encaminhamento para o existe, Temos que conselho tutelar. encarar de frente. 5°Qual foi o pior caso de Bullying que aconteceu 8° È possivel vencer o 2° Quando o senhor nesta escola? Bullying? Como? estudava, já sofreu R: Não tem como R: Sim, é possivel, Bullying? Qual foi a sua classificar os casos como desenvolvendo práticas de reação? o pior. Todos eles são respeito a si próprio e ao R: Bom, não me lembro. graves e tem que ser outro combatidos. 3° As atividades que 9° Com o “PROERD” o levam as pessoas a 6° A escola ajuda crianças senhor acredita que o praticarem Bullying são que já sofreram Bullying Bullying melhorou? influenciadas de algum a superar seus traumas? Como? R: Sim, sempre todos os lugar? projetos, como o cultura da R: Elas vem do meio de R: Eu acho que todas as Paz também, ajudam comunicação etc... práticas de Bullying são bastante os alunos a graves, não dá para pensarem de uma formaImagem retirada da internet ! classificar em maior ou melhor. menor gravidade. Quando Destaque ! alguém começa a praticar O símbolo fênix escolhi- Bullying vem sempre do pela classe (7ªC) alguns para incentivar. O representa um não ao projeto cultura de paz Bullying, pois está liga- ajuda, pois desenvolve o do à liberdade de ideias, de argumentar, de ex- respeito e quem tem pressão. Enfim reforça a sentimento não vai valorização das trocas, praticar. de experiências compar- tilhadas pelos alunos.
  2. 2. 100 % NOTÍCIAS FRESCAS ! Página 2 Entrevista com: Aguimalia Lopes Ferreira 1° Para a senhora, o que 6° A escola ajuda crianças consegue minimizar o é Bullying? O que a que já sofreram Bullying problema. senhora acha disso? a superar seus traumas? 9° Com o “PROERD” a Como? R: Bullying é todo tipo senhora acredita que o de ofensa e agressão. R: Os poucos casos que já Bullying melhorou? ocorreram na escola , 2° Quando a senhora R: Bom, ainda não temos houve orientação para os estudava, já sofreu dados sobre o "PROERD". alunos envolvidos e Bullying? Qual foi a sua Então não posso afirmar. convocamos os pais para reação? ciencia e aconselhamento. R: Nunca sofri Bullying. 7° Qual é a punição das 3° As atividades que pessoas que praticam o levam as pessoas a Bullying? praticarem Bullying são R: Convocação para os influenciadas de algum pais e orientação. lugar? 8° É possível vencer o R: De uma educação Bullying? Como? oprimida e sem valores. R: Totalmente não, 4° A senhora acha que na mesmo em menor nessa escola, tem muito incidência, a escola Bullying? R: Muito não. Não importa a aparência. 5° Qual foi o pior caso Minha vida está tão triste, de Bullying que Espero que a tristeza acabe Aguimalia e Adriano aconteceu nesta escola? O que eu tenho guardado R: Não me lembro. Só eu sei mais ninguém sabePoesia Sobre Bullying Não mereço nada disso, nadaÀs vezes eu fico pensando, de mal eu fiz.O quanto eu queria ter amigos Sou apenas uma criançaEstou cansado dessa vida Que sonha em ser feliz.Cheia de inimigos.Não sei por que tanta Imagem ilustrativaviolência Diga Não a Cenas Como Essa !
  3. 3. 100 % NOTÍCIAS FRESCAS !Página 3 Alerta Caso de Bullying Briga Acaba Em Inimizade São Paulo (Capital) Reportagem Local: São Paulo (Capital) reportagem local: Então Fernanda deu um Reportagem feita por: Paula Cristina e Reportagen feita por: Ana Beatriz e basta e decidiu não falar Pamella Pietra Paulo César mais com Talita. Insatisfeita No dia 20 de Abril de OBS.: Os nomes fornecidos a do que havia feito, seguir são fictícios, para evitar 2011 aconteceu na escola continuou as provocações. maiores transtornos. E.M.E. F Edson Fernanda, descontente e Rodrigues, localizada na No dia 4 de setembro de com ódio do que Talita fez, Região de São Paulo, Zona 2010 houve uma briga partiu para agressão. Norte, um caso de entre amigas (Talita e Bullying, três alunos entre Fernanda) da escola Bullying 14 e 15 anos agrediram, E.M.E. F Edson Rodrigues São Paulo (Capital) Reportagem Local: xigaram, colocaram na hora da saída, por volta Reportagen feita por: Laura Karina e Nicole Diniz apelidos ofensivos em de 18h15min. várias crianças da 6° série. No dia 2 de maio na escola O que sabemos é que as E.M.E. F Edson Rodrigues, Os alunos agressores já duas eram grandes amigas, um grupo de alunos da 8° foram encaminhados para sempre andavam juntas, o conselho tutelar. As série agrediu um aluno da 6° mas Talita só andava com mães dos alunos agredidos série indefeso e excluído Fernanda só para provocar querem tomar providência pelos amigos. o namorado de sua própria para expulsar esses alunos da escola. amiga. Pois Talita queria o Os alunos da 8° série OBS.: Os dados acima forneci- namorado de Fernanda. começaram a xingar o dos são fictícios menino, porque ele não tinha nenhum amigo, o mesmo Bullying Explicação tentou se defender com escolar que muitos sofrem palavras e por isso foi Eu, repórter Gustavo essa agressão. Os alunos ameaçado de ser agredido na Brito, vim para a escola que o praticam tentam hora da saída. E.M.E.F Edson Rodrigues, mostrar que são mais Na saída o menino da 6° série estou aqui para falar sobre fortes que os outros e os foi agredido verbalmente e o Bullying nas escolas. que sofrem isso acabam fisicamente. No dia seguinte Para quem não sabe o que revidando. estava todo machucado e os é, podemos definir como meninos ainda "zoavam" Para isso acabar de uma dele. O aluno já cansado foi maus tratos psicológicos e vez nas escolas, devemos para a diretoria e falou o físicos de alunos que são aumentar a fiscalização e nome de cada um dos maiores e mais fortes, que os alunos devem falar com agressores. No fim das contas batem nos menores. O os pais sobre isso para os meninos resolveram ir Bullying é praticado nas para outra escola. OBS.: Os dados acima fornecidos escolas e nas ruas. Mas na são fictícios maioria das vezes é no ambiente Diga Não Ao Bullying
  4. 4. 100 % NOTÍCIAS FRESCAS ! Acontece na História ! Revolução FrancesaEm 1789, na França, iniciou a Revolução Francesa. Tinha como intenção fundar a república do país,acabado com o antigo regime, onde o sistema político era a monarquia.Por ser um país absolutista, o Rei governava e controlava a economia, a justiça e a política. A situaçãosocial e econômica era tão grave e problemática que foi preciso convocar a todos para encontrarsoluções para os problemas do país.O terceiro estado constituído por burgueses, trabalhadores urbanos e camponeses queriam que asvotações na Assembleia fossem individuais, porque contando os votos dos burgueses, sendo eles amaioria teriam grande chance de darem suas opiniões. A nobreza e o clero queriam que as eleiçõescontinuassem por estado (clero, um voto, nobreza, um voto, burguesia um voto), pois assimcomungariam os mesmos interesses, garantindo seus privilégios. Dá-se início aos conflitos de interessese a busca pelos direitos.O lema dos revolucionários era "Liberdade, Igualdade e Fraternidade”, pois ele resumia bem os desejosdo terceiro estado francês. O primeiro alvo dos revolucionários foi a Bastilha, uma antiga prisão. Aqueda da Bastilha em 14 de julho de 1789 marca o início do processo revolucionário.Os camponeses saquearam propriedades feudais, invadiram e queimaram cartórios para distribuirtítulos de propriedades de terras, entre outras coisas. Temendo o radicalismo, a Assembleia NacionalConstituinte aprovou a abolição dos direitos feudais. Clero não saía imune, pois seus bens foramconfiscados durante a Revolução. Nobres deixavam a França, e a família real foi capturada enquantofugiam, sendo guilhotinados em 1793. Daí por diante inicia-se a queda da monarquia e o início dasubida do povo ao poder.
  5. 5. 100 % NOTÍCIAS FRESCAS ! Acontecendo na Escola !Reformas 2011São Paulo (Capital) reportagem local:Reportagem feita por: Luccas Ferraz &DiegoDesde que o diretorAdriano Tavares deSantana chegou na escolaEMEF Edson Rodrigues,tem feito muitas mudançasem geral, reformas na es-cola, entre estas, podemos Quadra antes da reforma. Pintura dos corredorescitar : a colocação de no-vos sistema de áudio e ví-deo na sala de vídeo; a tro-ca das grades e redes; pin-tura da quadra; pintura detoda a escola; novos com-putadores,; troca do forrodo pátio; troca de cartei-ras; reformas dos banhei-ros do pátio masculino efeminino; reforma do esta-cionamento; construção deum mini playground; cons-trução da brinquedoteca; Porta da Sala de Jogossala de jogos; colocação Pátio durante reformas, acomodandode espelhos nos banheiros, materiaisentre outras. Estacionamento durante a reforma. Banheiro dos Meninos durante a reforma
  6. 6. 100 % Notícias Frescas ! Agradecimentos AgradecimentosNós os alunos da 7ª série C agradecemos a todos que tornaram este jornal possível deser realizado, agradecemos aos Diretor as Coordenadoras e as assistentes, que incenti-varam a escrita dos textos, agradecemos também POIE Bárbara que liberou o uso decomputadores, à Professora Fabíola, por nos orientar na criação e correção dos traba-lhos de reportagem, aos professores Joyce e Walter, e a todos os alunos:Amanda , Ana Beatriz, Anderson, Arthur, Beatriz, Caique, Carol, Daniel, Diana, Diego,Efraim, Gabriel, Gabrielly, Geovana, Isabela, Jair, Jonas, Kathellen, Laura, Leonardo,Lucas Costa, Luccas Ferraz, Matheus, Mariana, Mayara, Nicolas, Nicole, Pamela, Pau-la, Paulo, Ruan, Thais.

×