Apresentação final do TCC - Bárbara Castro

565 visualizações

Publicada em

Apresentação final do TCC.
Link para acessar aos videos:
https://www.youtube.com/watch?v=05QRa57nsnc

https://www.youtube.com/watch?v=iOgCiEpsiGk

Publicada em: Design
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
565
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
7
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
4
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Apresentação final do TCC - Bárbara Castro

  1. 1. Arquitetura como extensão do Corpo
  2. 2. Justificativa Durante o curso de Arquitetura, os alunos do Unileste são instigados e sensibilizados a fim de perceberem a relação entre corpo e espaço, utilizando este entendimento para os futuros projetos.
  3. 3. Corpo influência no Espaço
  4. 4. Objetivo Revelar a arquitetura como extensão do corpo
  5. 5. Análise Contexto histórico Corpo e espaço contemporâneo Percepção, semiótica e memória Ação Corpo + Espaço + Objeto Memória Exposição Site
  6. 6. Corpo Espaço Objeto Memória
  7. 7. Objeto O mesmo objeto foi utilizado em 4 lugares distintos, modificando o comportamento das pessoas e a forma de perceber o espaço. Nesses espaços, por onde passavam pessoas diversas, foi inserido um novo objeto. Despertando a relação para com esse novo objeto, entrando em questões como a semiótica e memória.
  8. 8. Objeto [...] As pessoas são seres complexos. Os dotes humanos incluem órgãos sensoriais semelhantes aos de outros primatas, mas são coroados por uma capacidade excepcionalmente refinada para a criação de símbolos. (Tuan; 1930, p.5)
  9. 9. Praça 1º de Maio | Timóteo
  10. 10. Ponto de ônibus em frente a Unileste| Coronel Fabriciano
  11. 11. Sala de aula de direito | Unileste
  12. 12. Espaço Foram feitos registros de 3 locais distintos e que são frequentemente usados de formas diversas. O registro revela uma flexibilidade dos espaços, que se transformam através do corpo e do objeto, por meio de fluxo, volumes, sons e postura.
  13. 13. Tschumi (1995) sugere uma contradição na relação corpo e espaço, denominando de violência da arquitetura. De alguma forma os corpos violam o espaço e o espaço também viola os corpos
  14. 14. Unileste | Bloco E
  15. 15. Ipatinga | Feirarte
  16. 16. Corpo O local escolhido foi o corredor em frente ao NEXCAU, no curso de Arquitetura da Unileste, por onde passam sempre os mesmos funcionários e alunos. As intervenções ocorreram durante toda a manhã por 4 dias seguidos, trabalhando a percepção desse corpo nesse espaço, por meio dos sentidos.
  17. 17. Visão Audição Tato Olfato Paladar Os sentidos e a percepção espacial
  18. 18. Intervenção 1: Incenso
  19. 19. Intervenção 2: Retalhos
  20. 20. Intervenção 3: Balões
  21. 21. Intervenção4: Papel laminado
  22. 22. Memória Foram realizadas 4 entrevistas, sobre lugares distintos, público e privado, com o objetivo de relacionar o espaço vivenciado com o espaço imaginário.
  23. 23. Memória : Informação captada pelo corpo, por meio da percepção, filtrada e registrada na mente.
  24. 24. Memória Vinicius Rodriguez Local: rua no bairro Canaã Morava em uma casa grande, com quintal e um pé de goiaba, que dividia o espaço com o caminhão do meu pai. A grade da casa não tinha reboco e as grades eram grandes, iam até o teto e atingiam o segundo andar, com uma varanda que dava para a rua. Gostava da rua, era a porta para o mundo, tinha muitos meninos da minha idade. A gente marcava a rua, feita de paralelepípedos. Não passava muitos carros por lá, então a gente brincava muito, jogando futebol ou inventando nossas próprias brincadeiras. Mas também acontecia as brigas de garotos, marcávamos o território, protegendo nossa rua dos garotos das outras ruas. Tinha uma casa mal assombrada, com poucas casas ao lado. Na verdade nem era tão assombrada, mas era mal cuidada. Nós, os meninos mais velhos, colocávamos cabeças de bonecas e sangue de lagartixa para fazer mensagens assombradas. Em frente à essa casa, havia uma árvore no formato em Y, porém mais ovalado, sendo perfeita para mais brincadeiras. Logo abaixo na rua, tinha uma casa de pedra. Parecia um castelo, onde morava um vizinho muito chato e arrogante. Sempre que a bola caia lá a gente pulava o muro e pegava, caso contrário ele furava nossa bola, se tornava alvo de nossas travessuras. Alguns vizinhos eram marcantes, como o vizinho do final da rua, com nome de final de semana, domingos, e o muro de plantas; outro vizinho que me recordo era um que andava com um pingente de crucifixo gigante no pescoço. Também havia certos vizinhos que ficavam vigiando tudo o que acontecia na rua.
  25. 25. Exposição Foi realizada uma exposição no bloco B do Unileste, durante a primeira semana de Maio. Com o objetivo de continuar trabalhando a relação entre corpo e espaço, ao mesmo tempo que reuniu todo o material desenvolvido ao longo do semestre.
  26. 26. Site Foi criado um site, com o objetivo de compilar todas as informações, desde o ponto de partida, passando pelo processo e a conclusão. arquiteturaecorpo.wix.com/arquitetu raecorpo
  27. 27. Conclusão Por meio das intervenções realizadas, foi possível perceber que objeto, corpo, espaço e memória funcionam como um sistema, um influência o outro. Sendo a arquitetura um espaço tridimensional possível de ser vivenciado, pode-se dizer que ela está inserida nesse sistema, alterando o comportamento humano, a memória, a forma de interpretar símbolos e a relação com os objetos. Ela torna-se uma extensão do corpo.

×