SlideShare uma empresa Scribd logo
FUMO
CAUSAS E CONSEQUENCIAS



              CEFA
 Barueri, 12 de outubro de 2012.
HISTÓRIA
 América Central – 10 mil anos a.C. Astecas e
    Maias
   1492 – Colombo
   1500 - Portugueses
   1840 – Industrialização
   Butão – primeiro a proibir uso.

Nicotiana Tabacum
 Jean Nicot – popularizou o uso na Europa. 1550
  embaixador – manda sementes a Paris
 Nicotina:A nicotina é um composto orgânico, e é
  o principal alcalóide do tabaco. (Alcalóides são
  compostos orgânicos nitrogenados provindo de
  plantas, que tem efeitos fisiológicos nos seres
  humanos). A nicotina está presente em toda a
  planta do tabaco.
Uso da NICOTINA - Tabagismo
 Material – Efeito estimulante e após algumas
  tragadas efeito tranqüilizante.
 Moral – dependência psíquica e física (doenças
  crônica e debilitantes)
 C10H14N2
ALCATRÃO – destilação da hulha
 Substancia líquida, negra, cheiro forte, resultante
  da mistura de mais de 4 mil outras substancias.
 Compostos radioativos – polonio 210
 Carcinogênicos – benzopireno
Efeitos do Alcatrão
ORGANIZAÇÃO MUNDIAL DA
SAÚDE



-9% mortes causadas
 pelo uso do fumo.
-6 milhões de pessoas
 morrem todo ano.
TABAGISMO pode causar:
 Impotência sexual no homem;
 Complicações na gravidez;
 Aneurismas arteriais;
 Úlcera do aparelho digestivo;
 Infecções respiratórias;
 Trombose vascular.
TABAGISMO é o responsável:
 200 mil mortes por ano no Brasil (23 pessoas por hora);
 25% das mortes causadas por doença coronariana - angina e
    infarto do miocárdio;
   45% das mortes causadas por doença coronariana na faixa etária
    abaixo dos 60 anos;
   45% das mortes por infarto agudo do miocárdio na faixa etária
    abaixo de 65 anos;
   85% das mortes causadas por bronquite e enfisema;
   90% dos casos de câncer no pulmão (entre os 10% restantes, 1/3
    é de fumantes passivos);
   30% das mortes decorrentes de outros tipos de câncer (de boca,
    laringe, faringe, esôfago, pâncreas, rim, bexiga e colo de útero);
   25% das doenças vasculares (entre elas, derrame cerebral).
Efeitos do Alcatrão
Efeitos do Alcatrão
Efeitos do Alcatrão
Resultado prático sem o fumo:
 30 minutos A pressão arterial, batimento cardíaco e temperatura
    voltam ao normal.
   2 horas Não há mais nicotina circulando no sangue
   8 horas O nível de oxigênio no sangue se normaliza
   12 a 24 horas Pulmões ja funcionam melhor
   2 dias Olfato já percebe melhor os cheiros e o paladar já
     degusta melhor a comida

 3 semanas Nota-se que a respiração se torna mais fácil e a
    circulação melhora
   Alguns meses O risco de desenvolver um ataque cardíaco vai
    cair para menos 50%.
   1 ano Risco de morte por infarto do miocárdio já foi reduzido à
    metade
   5 a 10 anos Risco de sofrer infarto será igual ao das pessoas
    que nunca fumaram
   10 anos Pessoas que tinham células pré-cancerosas nos
    pulmões passam a ter células normais
   15 anos Passam a ser consideradas não fumantes
PERISPÍRITO
 É o laço que une o Espírito à matéria do corpo
  sendo tirado do meio ambiente, do fluido
  universal; contém ao mesmo tempo, eletricidade,
  fluido magnético e, até certo ponto, a matéria
  inerte. Princípio da vida orgânica. É o agente das
  sensações externas.
 LIVRO DOS ESPÍRITOS - 257
Consequencias do fumo no perispírito
    Impurezas que amortecem as vibrações mais
    delicadas;
   Insensibilidade ao envolvimento espiritual de
    entidades amigas;
   Dificulta o trabalho dos socorristas (estado de
    inconsciência e incomunicabilidade);
   Favorecimento do vampirismo;
   Reflexo em futura reencarnação com favorecimento
    a doenças respiratórias




      http://abcdesp.blogspot.com
COMO VENCER AS MÁS
TENDENCIAS
 LE 909: Os homem poderia sempre vencer suas
  más tendencias por seus esforços?
 Resposta:- Sim, e, algumas vezes, por fracos
  esforços. É a vontade que lhe falta. Ah! Quão
  poucos dentre vós fazem esforços!
 LE 912: Qual é o meio mais eficaz de combater a
  predominancia da natureza corporal?
 Resposta:- Praticar a abnegação de si mesmo.
SÓ HÁ UM REMÉDIO A TOMAR:

 VERGONHA EM DOSE
              ÚNICA.

      Vigiai e Orai - Mateus 26:41




  http://abcdesp.blogspot.com

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

24 curso como deixar de fumar
24   curso como deixar de fumar24   curso como deixar de fumar
24 curso como deixar de fumar
Carlos Roberto de Lima
 
Atividades maleficios do cigarro (1)
Atividades maleficios do cigarro (1)Atividades maleficios do cigarro (1)
Atividades maleficios do cigarro (1)
Atividades Diversas Cláudia
 
Tabagismo sem filme
Tabagismo   sem filmeTabagismo   sem filme
Tabagismo sem filme
Ricardo Alexandre
 
O tabaco
O tabacoO tabaco
Tabagismo E Câncer
Tabagismo E CâncerTabagismo E Câncer
Tabagismo E Câncer
bibi01
 
Tabagismo
TabagismoTabagismo
Tabagismo
joaomarinheiro97
 
Tabagismo
TabagismoTabagismo
Tabagismo
Pedui
 
29 Agosto Combate ao fumo - Como parar de fumar sem sofrimento
29 Agosto Combate ao fumo -  Como parar de fumar sem sofrimento29 Agosto Combate ao fumo -  Como parar de fumar sem sofrimento
29 Agosto Combate ao fumo - Como parar de fumar sem sofrimento
Clínica Crefte
 
Tabaco 6ano
Tabaco 6anoTabaco 6ano
Tabaco 6ano
sofiamalheiro
 
Tabagismo Aula
Tabagismo   AulaTabagismo   Aula
Tabagismo Aula
douglas silva
 
Tabagismo
TabagismoTabagismo
Tabagismo
visiense
 
Tabagismo
TabagismoTabagismo
Tabagismo
tocha_turma9b
 
Tabaco
Tabaco Tabaco
Tabagismo juvenil 1
Tabagismo juvenil 1Tabagismo juvenil 1
Tabagismo juvenil 1
BIBFJ
 
Ambiente livre do fumo
Ambiente livre do fumoAmbiente livre do fumo
Ambiente livre do fumo
Paulo Eduardo
 
Consumo De Tabaco
Consumo De TabacoConsumo De Tabaco
O tabaco
O tabacoO tabaco
O tabaco
Digokx40
 
Cigarro
CigarroCigarro
Tabaco[1]
Tabaco[1]Tabaco[1]
Tabaco[1]
Bugui94
 
Falando sobre tabagismo
Falando sobre tabagismo Falando sobre tabagismo
Falando sobre tabagismo
Cínthia Lima
 

Mais procurados (20)

24 curso como deixar de fumar
24   curso como deixar de fumar24   curso como deixar de fumar
24 curso como deixar de fumar
 
Atividades maleficios do cigarro (1)
Atividades maleficios do cigarro (1)Atividades maleficios do cigarro (1)
Atividades maleficios do cigarro (1)
 
Tabagismo sem filme
Tabagismo   sem filmeTabagismo   sem filme
Tabagismo sem filme
 
O tabaco
O tabacoO tabaco
O tabaco
 
Tabagismo E Câncer
Tabagismo E CâncerTabagismo E Câncer
Tabagismo E Câncer
 
Tabagismo
TabagismoTabagismo
Tabagismo
 
Tabagismo
TabagismoTabagismo
Tabagismo
 
29 Agosto Combate ao fumo - Como parar de fumar sem sofrimento
29 Agosto Combate ao fumo -  Como parar de fumar sem sofrimento29 Agosto Combate ao fumo -  Como parar de fumar sem sofrimento
29 Agosto Combate ao fumo - Como parar de fumar sem sofrimento
 
Tabaco 6ano
Tabaco 6anoTabaco 6ano
Tabaco 6ano
 
Tabagismo Aula
Tabagismo   AulaTabagismo   Aula
Tabagismo Aula
 
Tabagismo
TabagismoTabagismo
Tabagismo
 
Tabagismo
TabagismoTabagismo
Tabagismo
 
Tabaco
Tabaco Tabaco
Tabaco
 
Tabagismo juvenil 1
Tabagismo juvenil 1Tabagismo juvenil 1
Tabagismo juvenil 1
 
Ambiente livre do fumo
Ambiente livre do fumoAmbiente livre do fumo
Ambiente livre do fumo
 
Consumo De Tabaco
Consumo De TabacoConsumo De Tabaco
Consumo De Tabaco
 
O tabaco
O tabacoO tabaco
O tabaco
 
Cigarro
CigarroCigarro
Cigarro
 
Tabaco[1]
Tabaco[1]Tabaco[1]
Tabaco[1]
 
Falando sobre tabagismo
Falando sobre tabagismo Falando sobre tabagismo
Falando sobre tabagismo
 

Semelhante a Fumo causas e consequencias

Tabagismo 2010
Tabagismo 2010Tabagismo 2010
Tabagismo 2010
Mário Rui Santos
 
PPT Dia do Não Fumador
PPT Dia do Não FumadorPPT Dia do Não Fumador
PPT Dia do Não Fumador
Isabel Henriques
 
O Tabaco
O TabacoO Tabaco
Trabalho de ciências 3º periodo
Trabalho de ciências 3º periodoTrabalho de ciências 3º periodo
Trabalho de ciências 3º periodo
Joana Sousa
 
Tabacodrogaselcool 120322062743-phpapp01
Tabacodrogaselcool 120322062743-phpapp01Tabacodrogaselcool 120322062743-phpapp01
Tabacodrogaselcool 120322062743-phpapp01
Pelo Siro
 
Ppt Dia do Não Fumador
Ppt Dia do Não FumadorPpt Dia do Não Fumador
Ppt Dia do Não Fumador
Isabel Henriques
 
Ppt Dia Não Fumador
Ppt Dia Não FumadorPpt Dia Não Fumador
Ppt Dia Não Fumador
Isabel Henriques
 
5 aula eps
5 aula eps5 aula eps
5 aula eps
drjeffersontst
 
Aula 6.2 -Abordagens Integrativas e Planos Terapêuticos - Conduta e terapêuti...
Aula 6.2 -Abordagens Integrativas e Planos Terapêuticos - Conduta e terapêuti...Aula 6.2 -Abordagens Integrativas e Planos Terapêuticos - Conduta e terapêuti...
Aula 6.2 -Abordagens Integrativas e Planos Terapêuticos - Conduta e terapêuti...
maria clemilda silva silva
 
Falando sobre tabagismo
Falando sobre tabagismoFalando sobre tabagismo
Falando sobre tabagismo
Mensagens Virtuais
 
Psicofarmacologia seminário
Psicofarmacologia seminárioPsicofarmacologia seminário
Psicofarmacologia seminário
Wesley Rodrigues Santos
 
Álcool e Nicotina
Álcool e Nicotina  Álcool e Nicotina
Álcool e Nicotina
Andriy Russu
 
Alcoolismoxtabagismo 110728183626-phpapp01
Alcoolismoxtabagismo 110728183626-phpapp01Alcoolismoxtabagismo 110728183626-phpapp01
Alcoolismoxtabagismo 110728183626-phpapp01
Claudio Palhares
 
Tabaco[1]
Tabaco[1]Tabaco[1]
Tabaco[1]
Bugui94
 
Tabagismo
TabagismoTabagismo
cigarro.pptx
cigarro.pptxcigarro.pptx
cigarro.pptx
FillipeRabelo1
 
Tabaco
TabacoTabaco
Tabaco
Bugui94
 
Tabagismo-6:º D
Tabagismo-6:º DTabagismo-6:º D
Tabagismo-6:º D
eb23acoliveira
 
Tabagismo
Tabagismo  Tabagismo
Tabagismo
Saúde Hervalense
 
Tabagismo 1
Tabagismo 1Tabagismo 1
Tabagismo 1
Mensagens Virtuais
 

Semelhante a Fumo causas e consequencias (20)

Tabagismo 2010
Tabagismo 2010Tabagismo 2010
Tabagismo 2010
 
PPT Dia do Não Fumador
PPT Dia do Não FumadorPPT Dia do Não Fumador
PPT Dia do Não Fumador
 
O Tabaco
O TabacoO Tabaco
O Tabaco
 
Trabalho de ciências 3º periodo
Trabalho de ciências 3º periodoTrabalho de ciências 3º periodo
Trabalho de ciências 3º periodo
 
Tabacodrogaselcool 120322062743-phpapp01
Tabacodrogaselcool 120322062743-phpapp01Tabacodrogaselcool 120322062743-phpapp01
Tabacodrogaselcool 120322062743-phpapp01
 
Ppt Dia do Não Fumador
Ppt Dia do Não FumadorPpt Dia do Não Fumador
Ppt Dia do Não Fumador
 
Ppt Dia Não Fumador
Ppt Dia Não FumadorPpt Dia Não Fumador
Ppt Dia Não Fumador
 
5 aula eps
5 aula eps5 aula eps
5 aula eps
 
Aula 6.2 -Abordagens Integrativas e Planos Terapêuticos - Conduta e terapêuti...
Aula 6.2 -Abordagens Integrativas e Planos Terapêuticos - Conduta e terapêuti...Aula 6.2 -Abordagens Integrativas e Planos Terapêuticos - Conduta e terapêuti...
Aula 6.2 -Abordagens Integrativas e Planos Terapêuticos - Conduta e terapêuti...
 
Falando sobre tabagismo
Falando sobre tabagismoFalando sobre tabagismo
Falando sobre tabagismo
 
Psicofarmacologia seminário
Psicofarmacologia seminárioPsicofarmacologia seminário
Psicofarmacologia seminário
 
Álcool e Nicotina
Álcool e Nicotina  Álcool e Nicotina
Álcool e Nicotina
 
Alcoolismoxtabagismo 110728183626-phpapp01
Alcoolismoxtabagismo 110728183626-phpapp01Alcoolismoxtabagismo 110728183626-phpapp01
Alcoolismoxtabagismo 110728183626-phpapp01
 
Tabaco[1]
Tabaco[1]Tabaco[1]
Tabaco[1]
 
Tabagismo
TabagismoTabagismo
Tabagismo
 
cigarro.pptx
cigarro.pptxcigarro.pptx
cigarro.pptx
 
Tabaco
TabacoTabaco
Tabaco
 
Tabagismo-6:º D
Tabagismo-6:º DTabagismo-6:º D
Tabagismo-6:º D
 
Tabagismo
Tabagismo  Tabagismo
Tabagismo
 
Tabagismo 1
Tabagismo 1Tabagismo 1
Tabagismo 1
 

Mais de balsense

Digitação trombone
Digitação tromboneDigitação trombone
Digitação trombone
balsense
 
Harmonicos no trombone de vara
Harmonicos no trombone de varaHarmonicos no trombone de vara
Harmonicos no trombone de vara
balsense
 
Reconciliar se com os adversários cefa
Reconciliar se com os adversários cefaReconciliar se com os adversários cefa
Reconciliar se com os adversários cefa
balsense
 
Suicídio palestra cefa 7 dez 12
Suicídio   palestra cefa 7 dez 12Suicídio   palestra cefa 7 dez 12
Suicídio palestra cefa 7 dez 12
balsense
 
Os tormentos voluntários
Os tormentos voluntáriosOs tormentos voluntários
Os tormentos voluntários
balsense
 
A família na visão espírita
A família na visão espíritaA família na visão espírita
A família na visão espírita
balsense
 

Mais de balsense (6)

Digitação trombone
Digitação tromboneDigitação trombone
Digitação trombone
 
Harmonicos no trombone de vara
Harmonicos no trombone de varaHarmonicos no trombone de vara
Harmonicos no trombone de vara
 
Reconciliar se com os adversários cefa
Reconciliar se com os adversários cefaReconciliar se com os adversários cefa
Reconciliar se com os adversários cefa
 
Suicídio palestra cefa 7 dez 12
Suicídio   palestra cefa 7 dez 12Suicídio   palestra cefa 7 dez 12
Suicídio palestra cefa 7 dez 12
 
Os tormentos voluntários
Os tormentos voluntáriosOs tormentos voluntários
Os tormentos voluntários
 
A família na visão espírita
A família na visão espíritaA família na visão espírita
A família na visão espírita
 

Último

11 - A oração que Deus atende. Alvo da Lição: Entender que a verdadeira ambi...
11 - A oração que Deus atende. Alvo da Lição: Entender que a verdadeira  ambi...11 - A oração que Deus atende. Alvo da Lição: Entender que a verdadeira  ambi...
11 - A oração que Deus atende. Alvo da Lição: Entender que a verdadeira ambi...
PIB Penha
 
Jardim de infância- A história de José 1
Jardim de infância- A história de José 1Jardim de infância- A história de José 1
Jardim de infância- A história de José 1
CleideTeles3
 
16 - O compromisso do cristão.Relacionamento do crente com Deus
16 - O compromisso do cristão.Relacionamento do crente com Deus16 - O compromisso do cristão.Relacionamento do crente com Deus
16 - O compromisso do cristão.Relacionamento do crente com Deus
PIB Penha
 
Oração Para Pedir A Bondade
Oração Para Pedir A BondadeOração Para Pedir A Bondade
Oração Para Pedir A Bondade
Nilson Almeida
 
Biblia em ordem cronologica-Edward Reese e Frank Klassen-NVI-pdf.pdf
Biblia em ordem cronologica-Edward Reese e Frank Klassen-NVI-pdf.pdfBiblia em ordem cronologica-Edward Reese e Frank Klassen-NVI-pdf.pdf
Biblia em ordem cronologica-Edward Reese e Frank Klassen-NVI-pdf.pdf
AndreyCamarini
 
15 - Renúncia - Escolha a vida para viver.pdf
15 - Renúncia - Escolha a vida para viver.pdf15 - Renúncia - Escolha a vida para viver.pdf
15 - Renúncia - Escolha a vida para viver.pdf
PIB Penha
 
A VIDA SEGUNDO O EVANGELHO - MICHAEL HORTON.pdf
A VIDA SEGUNDO O EVANGELHO - MICHAEL HORTON.pdfA VIDA SEGUNDO O EVANGELHO - MICHAEL HORTON.pdf
A VIDA SEGUNDO O EVANGELHO - MICHAEL HORTON.pdf
marcusviniciussabino1
 
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 143 - Não Tiranizes
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 143 - Não TiranizesSérie Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 143 - Não Tiranizes
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 143 - Não Tiranizes
Ricardo Azevedo
 
Lição 2 O Livro de Rute - CPAD Adultos.pptx
Lição 2 O Livro de Rute - CPAD Adultos.pptxLição 2 O Livro de Rute - CPAD Adultos.pptx
Lição 2 O Livro de Rute - CPAD Adultos.pptx
Celso Napoleon
 
Palestra ECC - A Fé nos Reverses da Vida.pptx
Palestra ECC - A Fé nos Reverses da Vida.pptxPalestra ECC - A Fé nos Reverses da Vida.pptx
Palestra ECC - A Fé nos Reverses da Vida.pptx
NEDIONOSSOMUNDO
 
10 - A Piedade do Cristão.Alvo da Lição: Entender que o dar esmolas, orar e...
10 - A Piedade do Cristão.Alvo da Lição: Entender que o dar esmolas, orar  e...10 - A Piedade do Cristão.Alvo da Lição: Entender que o dar esmolas, orar  e...
10 - A Piedade do Cristão.Alvo da Lição: Entender que o dar esmolas, orar e...
PIB Penha
 
Lição 3 Rute e Noemi - Entrelaçadas pelo Amor.pptx
Lição 3 Rute e Noemi - Entrelaçadas pelo Amor.pptxLição 3 Rute e Noemi - Entrelaçadas pelo Amor.pptx
Lição 3 Rute e Noemi - Entrelaçadas pelo Amor.pptx
Celso Napoleon
 
9 - Negação e Afirmação na Vida do Cristão-Alvo da Lição: Entender que ser cr...
9 - Negação e Afirmação na Vida do Cristão-Alvo da Lição: Entender que ser cr...9 - Negação e Afirmação na Vida do Cristão-Alvo da Lição: Entender que ser cr...
9 - Negação e Afirmação na Vida do Cristão-Alvo da Lição: Entender que ser cr...
PIB Penha
 
12 - A ambição do Cristão. Alvo da Lição: Entender que a verdadeira ambição ...
12 - A ambição do Cristão. Alvo da Lição: Entender que a verdadeira  ambição ...12 - A ambição do Cristão. Alvo da Lição: Entender que a verdadeira  ambição ...
12 - A ambição do Cristão. Alvo da Lição: Entender que a verdadeira ambição ...
PIB Penha
 

Último (14)

11 - A oração que Deus atende. Alvo da Lição: Entender que a verdadeira ambi...
11 - A oração que Deus atende. Alvo da Lição: Entender que a verdadeira  ambi...11 - A oração que Deus atende. Alvo da Lição: Entender que a verdadeira  ambi...
11 - A oração que Deus atende. Alvo da Lição: Entender que a verdadeira ambi...
 
Jardim de infância- A história de José 1
Jardim de infância- A história de José 1Jardim de infância- A história de José 1
Jardim de infância- A história de José 1
 
16 - O compromisso do cristão.Relacionamento do crente com Deus
16 - O compromisso do cristão.Relacionamento do crente com Deus16 - O compromisso do cristão.Relacionamento do crente com Deus
16 - O compromisso do cristão.Relacionamento do crente com Deus
 
Oração Para Pedir A Bondade
Oração Para Pedir A BondadeOração Para Pedir A Bondade
Oração Para Pedir A Bondade
 
Biblia em ordem cronologica-Edward Reese e Frank Klassen-NVI-pdf.pdf
Biblia em ordem cronologica-Edward Reese e Frank Klassen-NVI-pdf.pdfBiblia em ordem cronologica-Edward Reese e Frank Klassen-NVI-pdf.pdf
Biblia em ordem cronologica-Edward Reese e Frank Klassen-NVI-pdf.pdf
 
15 - Renúncia - Escolha a vida para viver.pdf
15 - Renúncia - Escolha a vida para viver.pdf15 - Renúncia - Escolha a vida para viver.pdf
15 - Renúncia - Escolha a vida para viver.pdf
 
A VIDA SEGUNDO O EVANGELHO - MICHAEL HORTON.pdf
A VIDA SEGUNDO O EVANGELHO - MICHAEL HORTON.pdfA VIDA SEGUNDO O EVANGELHO - MICHAEL HORTON.pdf
A VIDA SEGUNDO O EVANGELHO - MICHAEL HORTON.pdf
 
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 143 - Não Tiranizes
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 143 - Não TiranizesSérie Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 143 - Não Tiranizes
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 143 - Não Tiranizes
 
Lição 2 O Livro de Rute - CPAD Adultos.pptx
Lição 2 O Livro de Rute - CPAD Adultos.pptxLição 2 O Livro de Rute - CPAD Adultos.pptx
Lição 2 O Livro de Rute - CPAD Adultos.pptx
 
Palestra ECC - A Fé nos Reverses da Vida.pptx
Palestra ECC - A Fé nos Reverses da Vida.pptxPalestra ECC - A Fé nos Reverses da Vida.pptx
Palestra ECC - A Fé nos Reverses da Vida.pptx
 
10 - A Piedade do Cristão.Alvo da Lição: Entender que o dar esmolas, orar e...
10 - A Piedade do Cristão.Alvo da Lição: Entender que o dar esmolas, orar  e...10 - A Piedade do Cristão.Alvo da Lição: Entender que o dar esmolas, orar  e...
10 - A Piedade do Cristão.Alvo da Lição: Entender que o dar esmolas, orar e...
 
Lição 3 Rute e Noemi - Entrelaçadas pelo Amor.pptx
Lição 3 Rute e Noemi - Entrelaçadas pelo Amor.pptxLição 3 Rute e Noemi - Entrelaçadas pelo Amor.pptx
Lição 3 Rute e Noemi - Entrelaçadas pelo Amor.pptx
 
9 - Negação e Afirmação na Vida do Cristão-Alvo da Lição: Entender que ser cr...
9 - Negação e Afirmação na Vida do Cristão-Alvo da Lição: Entender que ser cr...9 - Negação e Afirmação na Vida do Cristão-Alvo da Lição: Entender que ser cr...
9 - Negação e Afirmação na Vida do Cristão-Alvo da Lição: Entender que ser cr...
 
12 - A ambição do Cristão. Alvo da Lição: Entender que a verdadeira ambição ...
12 - A ambição do Cristão. Alvo da Lição: Entender que a verdadeira  ambição ...12 - A ambição do Cristão. Alvo da Lição: Entender que a verdadeira  ambição ...
12 - A ambição do Cristão. Alvo da Lição: Entender que a verdadeira ambição ...
 

Fumo causas e consequencias

  • 1. FUMO CAUSAS E CONSEQUENCIAS CEFA Barueri, 12 de outubro de 2012.
  • 2. HISTÓRIA  América Central – 10 mil anos a.C. Astecas e Maias  1492 – Colombo  1500 - Portugueses  1840 – Industrialização  Butão – primeiro a proibir uso. 
  • 3. Nicotiana Tabacum  Jean Nicot – popularizou o uso na Europa. 1550 embaixador – manda sementes a Paris  Nicotina:A nicotina é um composto orgânico, e é o principal alcalóide do tabaco. (Alcalóides são compostos orgânicos nitrogenados provindo de plantas, que tem efeitos fisiológicos nos seres humanos). A nicotina está presente em toda a planta do tabaco.
  • 4. Uso da NICOTINA - Tabagismo  Material – Efeito estimulante e após algumas tragadas efeito tranqüilizante.  Moral – dependência psíquica e física (doenças crônica e debilitantes)  C10H14N2
  • 5. ALCATRÃO – destilação da hulha  Substancia líquida, negra, cheiro forte, resultante da mistura de mais de 4 mil outras substancias.  Compostos radioativos – polonio 210  Carcinogênicos – benzopireno
  • 7. ORGANIZAÇÃO MUNDIAL DA SAÚDE -9% mortes causadas pelo uso do fumo. -6 milhões de pessoas morrem todo ano.
  • 8. TABAGISMO pode causar:  Impotência sexual no homem;  Complicações na gravidez;  Aneurismas arteriais;  Úlcera do aparelho digestivo;  Infecções respiratórias;  Trombose vascular.
  • 9. TABAGISMO é o responsável:  200 mil mortes por ano no Brasil (23 pessoas por hora);  25% das mortes causadas por doença coronariana - angina e infarto do miocárdio;  45% das mortes causadas por doença coronariana na faixa etária abaixo dos 60 anos;  45% das mortes por infarto agudo do miocárdio na faixa etária abaixo de 65 anos;  85% das mortes causadas por bronquite e enfisema;  90% dos casos de câncer no pulmão (entre os 10% restantes, 1/3 é de fumantes passivos);  30% das mortes decorrentes de outros tipos de câncer (de boca, laringe, faringe, esôfago, pâncreas, rim, bexiga e colo de útero);  25% das doenças vasculares (entre elas, derrame cerebral).
  • 13. Resultado prático sem o fumo:  30 minutos A pressão arterial, batimento cardíaco e temperatura voltam ao normal.  2 horas Não há mais nicotina circulando no sangue  8 horas O nível de oxigênio no sangue se normaliza  12 a 24 horas Pulmões ja funcionam melhor  2 dias Olfato já percebe melhor os cheiros e o paladar já  degusta melhor a comida 
  • 14.  3 semanas Nota-se que a respiração se torna mais fácil e a circulação melhora  Alguns meses O risco de desenvolver um ataque cardíaco vai cair para menos 50%.  1 ano Risco de morte por infarto do miocárdio já foi reduzido à metade  5 a 10 anos Risco de sofrer infarto será igual ao das pessoas que nunca fumaram  10 anos Pessoas que tinham células pré-cancerosas nos pulmões passam a ter células normais  15 anos Passam a ser consideradas não fumantes
  • 15. PERISPÍRITO  É o laço que une o Espírito à matéria do corpo sendo tirado do meio ambiente, do fluido universal; contém ao mesmo tempo, eletricidade, fluido magnético e, até certo ponto, a matéria inerte. Princípio da vida orgânica. É o agente das sensações externas.  LIVRO DOS ESPÍRITOS - 257
  • 16. Consequencias do fumo no perispírito Impurezas que amortecem as vibrações mais delicadas;  Insensibilidade ao envolvimento espiritual de entidades amigas;  Dificulta o trabalho dos socorristas (estado de inconsciência e incomunicabilidade);  Favorecimento do vampirismo;  Reflexo em futura reencarnação com favorecimento a doenças respiratórias http://abcdesp.blogspot.com
  • 17. COMO VENCER AS MÁS TENDENCIAS  LE 909: Os homem poderia sempre vencer suas más tendencias por seus esforços?  Resposta:- Sim, e, algumas vezes, por fracos esforços. É a vontade que lhe falta. Ah! Quão poucos dentre vós fazem esforços!  LE 912: Qual é o meio mais eficaz de combater a predominancia da natureza corporal?  Resposta:- Praticar a abnegação de si mesmo.
  • 18. SÓ HÁ UM REMÉDIO A TOMAR: VERGONHA EM DOSE ÚNICA.  Vigiai e Orai - Mateus 26:41 http://abcdesp.blogspot.com