Contrato de sociedade rúben

7.194 visualizações

Publicada em

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
7.194
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
6.180
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
7
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Contrato de sociedade rúben

  1. 1. CONTRATO DE SOCIEDADE (Pacto Social) ARTIGO 1°1. A sociedade adopta a firma "Ruben & Mary" e tem a sua sede em Almada.2. A gerência fica autorizada a deslocar a sede social dentro do mesmo concelho ou paraconcelho limítrofe. ARTIGO 2°1. O objecto da sociedade consiste em compra e venda de Comércio a retalho de materialfotográfico, em estabelecimento especializados.2. A sociedade poderá participar em agrupamentos complementares de empresas, bem comoem quaisquer sociedades, inclusive como sócio de responsabilidade ilimitada,independentemente do respectivo objecto. ARTIGO 3°O capital social, integralmente realizado em dinheiro, é de 6000 €, dividido em 2 quotas, devalor nominal de 3000 € cada, pertencente aos sócios, Rúben Viveiros e Mariana Rosa. ARTIGO 4°1. A administração da sociedade, remunerada ou não conforme for deliberado em assembleia-geral, bem como a sua representação, cabem aos sócios que desde já ficam nomeadosgerentes.2. Para vincular a sociedade em todos os seus actos e contratos, é vinculativa a intervenção detodos os sócios. ARTIGO 5°Carece do consentimento da sociedade a cessão de quotas a não sócios. ARTIGO 6ºA amortização de quotas será permitida nos seguintes casos:a) Interdição ou insolvência do sócio;b) Arresto, arrolamento ou penhora da quota, ou quando a mesma for arrematada, adjudicadaou vendida em processo judicial, administrativo ou fiscal;c) Cessão de quota sem prévio consentimento da sociedade.
  2. 2. DECLARARAM FINALMENTE OS OUTORGANTES:Que as operações sociais poderão iniciar-se a partir de hoje, para o que a gerência ficaautorizada a celebrar quaisquer negócios jurídicos em nome da sociedade, permitindo‑lheainda o levantamento da totalidade do capital social depositado para aquisição deequipamento.ASSIM O OUTORGARAM.Rúben Viveiros;Mariana Rosa;Cláusulas adicionais tipo que poderão ser incluídas:1. FORMAS LOCAIS DE REPRESENTAÇÃOA criação de formas locais de representação não dependerá de deliberação dos sócios.2. PARTICIPAÇÃO NOUTRAS SOCIEDADESA sociedade poderá adquirir ou alienar participações em quaisquer sociedades, ainda quereguladas por leis especiais, bem como associar‑se a quaisquer pessoas . singulares oucolectivas, para, nomeadamente, formar agrupamentos complementares de empresas,agrupamentos europeus de interesse económico, novas sociedades, consórcios e associaçõesem participação, independentemente do respectivo objecto.3. ADMINISTRAÇÃO1. Em ampliação dos seus poderes normais, a gerência poderá: a) Comprar, vender e permutar quaisquer bens móveis e imóveis, incluindo automóveis; b) Celebrar contratos de locação financeira. c) Contrair empréstimos ou outro tipo de financiamentos e realizar operações decrédito que sejam permitidas por lei, prestando as garantias exigidas pelas entidadesmutuantes.2. A remuneração da gerência poderá consistir, total ou parcialmente, em participação noslucros da sociedade.3. A administração e representação da sociedade cabe aos três sócios.4. A administração da sociedade, bem como a sua representação, cabem aos gerentes quevierem a ser designados em assembleia geral, na qual será ainda deliberado se os mesmosauferirão ou não qualquer remuneração.
  3. 3. 5. CESSÃO DE QUOTAS1. Os sócios não cedentes, em primeiro lugar, e a sociedade, em segundo, terão sempre direitode preferência na cessão de quotas a não sócios.2. No caso de exercício do direito de preferência, bem como no caso do número anterior, aquota será paga pelo valor que lhe corresponder segundo um balanço especialmente feitopara esse fim, no prazo de quinze dias, em três prestações trimestrais e iguais, vencendo‑se aprimeira sessenta dias após a respectiva resolução.3.a. Os sócios só poderão ceder as suas quotas com o expresso consentimento da sociedade.b. Os sócios, em primeiro lugar, e sociedade em segundo, gozam do direito de preferência nacessão de quotas quer entre sócios, quer a estranhos.6. AMORTIZAÇÃO DE QUOTASa) Acordo com o titular;b) Falecimento do sócioc) Quando o sócio violar qualquer das obrigações que lhe derivam do pacto social, da lei ou dedeliberação social validamente proferida. Será sempre considerada violação grave a violaçãoilícita do dever de sigilo por parte do sócio que desempenhe funções de gerência ou defiscalização;d) Partilha judicial ou extrajudicial de quota, na parte em que não for adjudicada ao seu titular;e) Quando a quota for legada ou cedida gratuitamente a não sócio;7. LUCROSOs lucros distribuíveis terão a aplicação que for deliberada em. assembleia geral por maioriasimples dos votos correspondentes ao capital social.8. DISSOLUÇÃONa hipótese de dissolução, a liquidação da sociedade será efectuada pelos gerentes à data dadissolução, adjudicando‑se o activo social por licitação entre os sócios, depois de pagos oscredores.

×