Minha identidade e cultura brincante! - Claudinéia da Silva Barbosa

998 visualizações

Publicada em

MINHA IDENTIDADE E CULTURA BRINCANTE é um projeto didático referente às propostas do I bimestre. Para atender as crianças do Grupo 4 / I Período - Turma A – Matutino na Proinfância / Centro Municipal de Educação Infantil - CEMEI Linésio Bastos Santana. Tem como produto final produção socialização das experiências e descobertas das turmas apresentando brinquedos e brincadeiras vivenciadas durante o projeto.
A elaboração desse projeto busca organizar uma proposta específica para esse grupo com a intensão de instigar o potencial brincante das crianças nessa faixa etária, assim como mobilizar a manifestação de experiências individuais e coletivas vivenciadas pelas crianças junto às suas famílias e comunidade. Permitindo a troca destas experiências e de forma espontânea, recriar e experimentar novas brincadeiras. Fundamentado no projeto de pesquisa BRINCANTAR (http://interagiraquieagora.blogspot.com.br/p/projeto-brincantar.html).

Publicada em: Educação
0 comentários
5 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
998
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
3
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
0
Comentários
0
Gostaram
5
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Minha identidade e cultura brincante! - Claudinéia da Silva Barbosa

  1. 1. Itaberaba – BA 2015
  2. 2. CENTRO MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO INFANTIL – CEMEI / PROINFÂNCIA LINÉSIO BASTOS SANTANA Temática: Identidade sociocultural da infância. Público alvo: Crianças do Grupo 4/ I Período Período: 16/03 à 22/05/2015 – I Bimestre Itaberaba – BA 2015
  3. 3. PROTETO MINHA IDENTIDADE E CULTURA BRINCANTE ELABORAÇÃO Docentes das Turmas do Grupo 4 / I Período: Claudinéia da Silva Barbosa e Olga Ferreira de Oliveira. CO-ELABORAÇÃO Coordenação Pedagógica: Urânia Mota Sampaio Gestão Administrativa Marileida Freitas da Conceição APOIO ADMINISTRATIVO Adileusa Maria Ferreira, Alexandro, Cremilda Silva Eulina de Oliveira, Hildete, Jairo Macêdo, Layde Laura Macêdo Natália Moreira, Romilda dos Santos, Valdeir de Jesus, Vilma Rosa DESENVOLVIMENTO Docentes responsáveis pela elaboração e Crianças do Grupo 4 / I Período – Turma A - Matutino INTERAÇÃO Docentes dos Grupos 2, 3, 4 e 5 - Turmas do CEMEI Adriana Azevedo, Ana Paula dos Santos, Ana Macedo, Anadi Mascarenhas, Cremilda Jesus, Dinália Mascarenhas, Ednália Santana, Elza Araújo Santana Nascimento, Flaviana da Silva, Gilda Ribeiro, Janine, Joseane Costa, Josiene de Jesus, Magali Almeida, Maria da Conceição Rios Mascarenhas Alves, Margarete de Lima, Maria Benta Menezes, Maria da Glória de Jesus, Marina Muniz, Mércia Gleide Lima, Meirivalda Almeida, Vanusa dos Santos, Vera Lúcia Alves.
  4. 4. APRESENTAÇÃO MINHA IDENTIDADE E CULTURA BRINCANTE é um projeto didático referente às propostas do I bimestre, elaborado a partir da orientação institucional da Secretaria Municipal de Educação à Rede Municipal de Ensino Público de Itaberaba – 2015. Este foi organizado para atender as crianças do Grupo 4 / I Período - Turma A – Matutino na Proinfância / Centro Municipal de Educação Infantil - CEMEI Linésio Bastos Santana. Tem como produto final produção socialização das experiências e descobertas das turmas apresentando brinquedos e brincadeiras vivenciadas durante o projeto. A elaboração desse projeto busca organizar uma proposta específica para esse grupo com a intensão de instigar o potencial brincante das crianças nessa faixa etária, assim como mobilizar a manifestação de experiências individuais e coletivas vivenciadas pelas crianças junto às suas famílias e comunidade. Permitindo a troca destas experiências e de forma espontânea, recriar e experimentar novas brincadeiras. Coletando esse patrimônio imaterial para sistematização e registro em forma de almanaque/coletânea, fundamentada no projeto de pesquisa BRINCANTAR1 . Sendo assim, o projeto MINHA IDENTIDADE E CULTURA BRINCANTE é uma das etapas de desenvolvimento, intervenção e sistematização das etapas do projeto de pesquisa BRINCANTAR. Ampliar a construção da identidade brincante alinhada com as competências e habilidades específicas dessa faixa etária, observando seus níveis e estilos de aprendizagens e propor transposição didáticas, também finalidades desse projeto. A articulação desse projeto com as temáticas transversais: Desenvolvimento, Identidade e Autonomia caracteriza este projeto em uma proposta de intervenção articulada família-escola. Por este motivo planejamento e realização da metodologia precisarão ser com ações práticas, voltadas para a organização intencional do ambiente, comunicação com linguagem prática e precisa com as crianças (especialmente na construção dos hábitos e combinados na rotina) e utilização de recursos capazes de favorecer as etapas de ensino aprendizagem respeitando os ritmos das crianças. Pois se trata de construção de rotina, hábitos, atitudes, identidade e aprendizagem em um novo espaço, não somente para as experiências das crianças, como também para o grupo de profissionais na Proinfância. As expectativas de aprendizagens esperadas precisarão envolver VIVÊNCIAS. O diálogo com as famílias, no sentido de interação e acompanhamento em casa é uma das principais características do projeto do I bimestre, em que as ações são projetadas para esse acolhimento inicial, percepção e valorização de identidade própria e do outro, construção da autonomia, adaptação à nova rotina e às regras de convivências em diferentes espaços. É de suma importância compartilhar com a família a responsabilidade neste processo. Praticar a ESCUTA, trocando informações sobre COMO dialogar, ajudar, acompanhar, cuidar, brincar, ensinar, interagir e aprender com as crianças. Este projeto foi elaborado por Claudinéia da Silva Barbosa, atuando como docente/professora regente. Será desenvolvido pela mesma, juntamente com Olga Ferreira Oliveira também professora 1 Projeto elaborado por Claudinéia da Silva Barbosa. Atriz (SATED-BA – 2008), Pedagoga (UNEB/DEDC-XIII- 2012) e Especialista em Educação Infantil e Metodologia do Ensino das Artes (FACINTER/UNINTER – 2013 /014) e Neuropedagogia (REALIZA - 2015) - Itaberaba-Ba.
  5. 5. no G4 / I Período, Turma A – Matutino. Terá seu desenvolvimento acompanhado pela Coordenadora Pedagógica Urânia Mota e Gestora Administrativa Marileida Freitas do Centro Municipal de Educação Infantil Linésio Basto Santana. Será o desenvolvido durante no período de 16/03 à 22/05/2015 correspondendo ao I Projeto Bimestral. OBJETIVOS: GERAL: Expressar experiências próprias sobre a cultura de brincar em sua família e comunidade permitindo- se trocar experiências com as demais crianças, ampliando sua identidade brincante no CEMEI e em outros espaços públicos de Itaberaba. ESPECÍFICOS: -Aperfeiçoar a construção de sua identidade; -Reconhecer-se como pessoa; -Identificar suas características; -Compreender que suas características o diferenciam das outras pessoas tomando a família como base; -Identificar espaços de brincar em casa e com a família; -Identificar-se como parte integrante do CEMEI; -Familiarizar-se com os diferentes espaços do CEMEI; -Estabelecer espaços de brincar no CEMEI; -Conhecer elementos históricos da nossa cidade; -Conhecer espaços de brincadeiras em pontos diferenciados na cidade; -Comunicar formas de brincar do seu contexto sociocultural; -Coletar, organizar e vivenciar brincadeiras de repertório cultural regional; AVALIAÇÃO: De acordo com as Diretrizes Curriculares Nacionais da Educação Infantil e com as Orientações Curriculares Municipais, as Instituições que atendem este segmento, devem criar procedimentos para acompanhamento do trabalho pedagógico e para avaliação do desenvolvimento das crianças: a)A observação crítica e criativa das atividades, das brincadeiras e integração das crianças no cotidiano; b)Utilização de múltiplos registros realizados por adultos e crianças como: relatórios, fotografias, desenhos, álbum etc.;
  6. 6. c)A continuidade dos processos de aprendizagens por meio da criação de estratégias adequadas aos diferentes momentos de transições vividas pelas crianças; d)Documentação específica que permita as famílias conhecer o trabalho da Instituição junto às crianças e os processos de desenvolvimento e aprendizagem da criança na Educação Infantil; e)A não retenção das crianças na Educação Infantil; Compreendendo as concepções teóricas que Hoffman apresenta a Avaliação Mediadora em três tempos, ou seja, três momentos que se denomina: 1.Tempo de admiração das crianças; 2.Tempo de reflexão sobre suas tarefas e manifestações de aprendizagem; 3.Tempo de reconstrução das práticas avaliativas para promover melhores oportunidades de aprendizagem. PRODUTO FINAL: - Apresentação e exposição de brinquedos e brincadeiras pesquisados, produzidos e vivenciados com as turmas; CONTEÚDOS EXPECTATIVAS DE APRENDIZAGEM: IDENTIDADE E AUTONOMIA -Respeito ao outro; -Reconhecimento do eu; -Respeito às produções coletivas; -Respeito às regras de convivência do grupo. -Respeitar o outro e as regras de convivência do grupo; -Valorizar as suas produções e as dos colegas; -Relacionar-se progressivamente com outras crianças, professores e demais profissionais da instituição; -Adotar hábitos de autocuidado; -Identificar e enfrentar situações de conflito; -Brincar. MÚSICA -Repertório de memória; -Repertório musical infantil; -Apreciação de músicas regionais; -Jogos e brincadeiras que envolvam dança e improvisação musical. -Conhecer e apreciar obras musicais variadas; -Participar de situações que integrem músicas, canções e movimentos corporais; -Ampliar seu repertório de conhecimento; -Deleitar-se com a escuta de música. MOVIMENTO - Brincadeiras e jogos de expressividade; -Brincadeiras e jogos da cultura popular infantil; -Brinquedos inventados espontaneamente; -Jogos locomotores, não locomotores e manipulativos; -Coordenação motora ampla e fina; -Manipulação de objetos e materiais diversos. -Expressar-se através de jogos e brincadeiras; -Familiarizar-se com a própria imagem, identificando partes do corpo; -Desenvolver habilidade motora fina; -Desenvolver habilidade motora ampla; -Apresentar confiança progressiva em suas capacidades motoras; -Conhecer e manusear diferentes objetos e materiais, explorando suas características; -Deslocar-se no espaço com destreza; -Participar de visitas a espaços culturais.
  7. 7. ARTES VISUAIS -Apreciação de imagens e audiovisuais; -Apreciação da autoimagem; -Apreciação de diversas formas de artesanato regional; -Apreciação de diversas formas de produzir arte no nosso município – Hilson Ramos; -Criação de desenhos, pinturas, colagens e modelagens; -Valorização de suas próprias produções e das de outras crianças. -Apreciar as próprias produções e produções alheias; -Fazer leitura de obra a partir da observação para estabelecer relação com experiências pessoais; -Apreciar apresentações dramáticas demonstrando postura de expectador; -Produzir trabalhos de arte, utilizando desenhos, pintura, modelagem, colagem e pensar sobre o que produz; -Reconhecer elementos básicos da leitura visual; -Interessar-se pelas próprias produções, de outras crianças e pelas diversas obras artísticas para ampliar seu conhecimento de mundo. NATUREZA E SOCIEDADE -Escolhas e preferências; -Elementos históricos do município de Itaberaba; -História do nome próprio, colegas e cidade; -Lugar: casa/família, CEMEI/colegas e profissionais, cidade; -Espaços de lazer em casa / CEMEI / cidade; -Espaços artísticos. -Expressar escolhas e preferências no ambiente social; -Conhecer elementos históricos do nosso município; -Identificar mudanças e permanências ocorridas no ambiente; -Descrever o ambiente em que se encontra; -Perceber alguns elementos que compõem a paisagem do lugar onde vive; -Estabelecer relações entre o modo vida característico do seu grupo; -Conhecer a história do seu nome, origem e significado; -Perceber características que o diferenciam das outras pessoas; -Conhecer as características da escola, rua e bairro; -Identificar lugares destinados a lazer na sua cidade; -Identificar na escola e no seu bairro os espaços utilizados para brincar. MATEMÁTICA -Linhas retas e curvas; -Formas e figuras geométricas; -Relação numeral quantidade a partir da idade; -Sequência numérica; -Noções espaciais (dentro/fora, em cima/embaixo, perto/longe); -Noções temporais (antes/depois, agora/depois, hoje/amanhã); -Demonstrar noções de orientação espacial; -Representar objetos através de desenhos ou símbolos; -Utilizar conceitos básicos de posição; -Identificar e nomear formas geométricas planas; -Realizar contagem oral em diversos contextos; -Relacionar número à sua respectiva quantidade; -Utilizar conceitos básicos de tempo. LINGUAGEM ORAL E ESCRITA -Exploração da oralidade (novidades e jogos cantados); -Apreciação de leitura de texto informativo; -Apreciação de histórias lidas e contadas; -Desenvolver a oralidade ajustada à diferentes intenções e situações de comunicação; -Expressar sentimentos através da fala; -Recontar histórias com ou sem ajuda do professor; -Escutar colegas em roda de conversa, respeitando sua vez de falar;
  8. 8. -Lista de palavras; -Sistematização de palavras - destaque a letras iniciais; -Produções coletivas; -Leitura de regras de brincadeiras, combinados e textos musicais; -Interessar-se por leituras de texto de diferentes gêneros; -Vivenciar situações em que os adultos leem textos de diferentes gêneros; -Simular leituras; -Deleitar-se com leituras; -Familiarizar-se com a escrita; -Produzir pequenos textos oralmente; -Identificar e traçar letras do seu nome; -Reconhecer globalmente palavras significativas do seu cotidiano; -Escrever o próprio nome; -Desenvolver a escrita; -Ter o alfabeto como referência para escrita. ETAPAS DE DESENVOLVIMENTO 1ª SEMANA – IDENTIDADE PESSOAL E CULTURAL Segunda-feira: 16/03/2015 Eixos: Movimento, Natureza e Sociedade, Identidade, Linguagem Oral e Escrita; Contextos/Conteúdos:  Projeto didático Minha identidade e cultura brincante!  Conhecer a história de Itaberaba;  Nomes próprios; Competências e habilidades:  Apresentação do Projeto didático “Minha identidade e cultura brincante”  Participar da ginástica historiada, interagindo com seus pares;  Identificar o nome próprio e o nome da cidade Itaberaba (destaque a letra inicial); Desenvolvimento:  Recepção das crianças e famílias na sala referência da turma, dispondo de lista fixada no rol, na pasta das professoras e em crachás com nomes para facilitar a identificação;  Conversação informal “Quem veio para a inauguração do CEMEI?”. Realização das atividades permanentes: Chamada, contagem das crianças que estão presentes, observação do tempo;  Apresentação das atividades do dia e respectivos combinados:
  9. 9.  Conversação sobre a atividade coletiva / ginástica historiada sobre “Indios maracás” que será realizada na área externa junto com as outras turmas. Fazer os combinados para este momento;  Realização de ginástica historiada “Índios Maracás” orientada pela Coordenadora Urânia;  Retorno para a sala para apresentar a temática do projeto didático “Itaberaba, meu lugar de brincar!” fazendo registros sobre as hipóteses, curiosidades das crianças;  Conversação sobre os diferentes lugares para brincar: Em casa, na escola, há outros espaços em Itaberaba em que posso brincar? Onde? Brincar de quê?  Ouvir e registrar as hipóteses das crianças (combinar com elas se pode ser gravado) ou se não, será de forma escrita;  Sugestão para que registrem brincadeiras que vivenciam em casa, através de desenho, utilizando piloto em cartolina;  Preparação/higienização para lanchar no refeitório;  Intervalo – Recreio observado na área da praça central;  Apresentação dos nomes envolvendo músicas do repertório das crianças, utilizando fichas/ crachás e nome de Itaberaba, observando a letra inicial;  Leitura coletiva da lista de nomes das crianças;  Atividade: Identificação dos cadernos e pastas com os nomes próprios;  Conversação sobre as atividades realizadas hoje e preparação para ir para casa; Terça-feira: 17/03/2015 Eixos: Música, Linguagem oral e escrita, Movimento, Identidade e autonomia, Matemática; Contextos/Conteúdos:  Repertório musical;  Nome próprio – Destaque letra inicial;  Coordenação motora ampla;  Linhas: retas e curvas Competências e habilidades:  Deleitar-se com a escuta da música;  Identificar a letra inicial do próprio nome;  Aplicar habilidade de coordenação motora ampla identificando o traçado que está fazendo;  Identificar linhas retas e curvas; Desenvolvimento:  Acolhimento com conversação informal “O que fizeram em casa ontem?”. Realização das atividades permanentes: Chamada, contagem das crianças que estão presentes, observação do tempo;  Apresentação das atividades do dia:  Apreciação da música “Gente tem sobrenome” de Touquinho. Trocar impressões sobre a música;
  10. 10.  Conversação sobre importância dos nomes das pessoas e das coisas. Perguntar quem escolheu o nome delas;  Leitura da lista de nomes identificando-os como crianças do grupo de 4 anos / I Período;  Observação sobre quem identifica letra inicial do próprio nome ou do colega, pedindo que aponte na lista, sugerindo que a cada criança faça-o, através da pintura, utilizando giz cera na cor de sua preferência;  Orientação às crianças que não identificam a letra inicial do nome, mostrando o crachá, a letra do alfabeto;  Distribuir alfabeto móvel para as crianças montarem seu nome, utilizando o crachá como referência;  Preparação/Higienização para fazer o lanche no refeitório;  Intervalo – Recreio livre no parque;  Retorno do intervalo para a sala multiuso para atividade de relaxamento; A seguir formar rodinha de conversação sobre a construção da escrita. Falando sobre os símbolos que usamos, as formas dos traçados, a representação de números, letras e desenhos, mostrando os diferentes símbolos traçando-os em papel metro;  Convidar o grupo para a área externa para observar a presença das linhas curvas e retas presente nos objetos e espaços da escola;  Atividade: Coordenação motora ampla – Individualmente cada criança irá caminhar sobre corda ou barras de E. V. A. (área externa), identificando que traçado ela está trilhando, comparar com as letras dos nomes e traçado em papel metro utilizando piloto;  Retomar para a sala referência para brincar com a trilha;  Conversação sobre as atividades que realizamos hoje e preparação para ir para casa; Quarta-feira: 18/03/2015 Eixos: Linguagem oral e escrita, Música, Artes Visuais, Matemática Contextos/Conteúdos:  Apreciação de história contada;  Improvisação musical  Jogos e brincadeiras; Competências e habilidades:  Divertir-se a partir da apreciação de uma história na versão contada;  Identificar elemento musical: Tonicidade e ritmo;  Expressar potencial lúdico através de jogos e brincadeiras que brinca em casa; Desenvolvimento:
  11. 11.  Acolhimento com conversação informal “Brincaram de que em casa ontem?”. Realização das atividades permanentes: Chamada, contagem das crianças que estão presentes, observação do tempo;  Apresentação das atividades do dia:  Brincadeira com músicas na rodinha de cantigas do repertório das crianças experimentando diferentes ritmos e tonicidades;  Reconto oral da história “Os três porquinhos” com a participação das crianças;  Brincadeira com a música da história, experimentando os diferentes tons de voz dos personagens e velocidade para cantar a música;  Troca de impressão sobre a atividade realizada: Gostaram da brincadeira com a música? Quais outras brincadeiras vocês gostam? Escolher brincadeiras que brincam em casa, para brincar com os colegas da turma;  Realização de brincadeira livre entre os grupos da turma, com a observação da Professora Olga;  Explicação para a turma que sairei para a Reunião de Planejamento com professores regentes (09h);  Intervalo – Preparação/higienização para o lanche na sala referencia da turma;  Continuar brincadeira livre entre os grupos da turma, com a observação da Professora Olga;  Conversação sobre as atividades que realizamos hoje e preparação para ir para casa; Quinta-feira: 19/03/2015 Eixos: Natureza e Sociedade, Artes Visuais, Matemática e Movimento; Contextos/Conteúdos:  História do surgimento de Itaberaba;  Apreciação dos desenhos de Hilson Ramos - Itaberaba;  Expressividade e coordenação motora fina; Competências e habilidades:  Conhecer a história do surgimento de Itaberaba, a partir da apreciação de imagens;  Expressar oralmente sua interpretação sobre os desenhos do Artista Plástico Hilson Ramos;  Linhas curvas e retas;  Coordenação motora fina; Desenvolvimento:  Acolhimento com conversação informal “Dormiram bem?”. Realização das atividades permanentes: Chamada, contagem das crianças que estão presentes, observação do tempo, observação dos aniversariantes do mês;  Apresentação das atividades do dia na rodinha:
  12. 12.  Como sensibilização, cantar o refrão do hino de Itaberaba. Perguntar para as crianças: Quem já ouviu essa música? Onde?  Conversação sobre o aniversário da cidade – Informando que Itaberaba também fará aniversário. Neste mês irá completar 138 anos. E como foi que a cidade surgiu?  Apreciação das imagens do surgimento de Itaberaba, feitas pelo artista por Hilson Ramos: Apresentar o artista da terra, mostrar as imagens e deixar que as crianças expressem oralmente suas impressões sobre os desenhos;  Apresentação dos desenhos na sequência contando a história do surgimento da cidade;  Propor a observação e identificação de linhas curvas e retas nos desenhos de Hilson;  Atividade: Releitura da obra de Hilson Ramos utilizando cola colorida, no caderno de desenho;  Atividade paralela: Jogo de quebra cabeça. Desenhos de Hilson Ramos;  Higienização para fazer o lanche no refeitório;  Recreio livre na praça central;  Dar continuidade a atividade iniciada no I momento;  Conversação sobre as atividades que realizamos hoje e preparação para ir para casa; Sexta-feira: 20/03/2015 Eixos: Artes visuais, Linguagem e Matemática Contextos/Conteúdos:  Apreciação de história dramatizada;  Interpretação de história;  Noções matemática: contagem oral e classificação por cores; Competências e habilidades:  Divertir-se a partir da apreciação de uma história na versão dramatizada;  Conhecer uma diferente forma de contar história;  Expressar de forma oral e desenhada sua interpretação sobre os fatos da história apreciada;  Expressar noções matemáticas articulando contagem oral e classificação por cores; Desenvolvimento:  Acolhimento das crianças na sala referência com rodinha de cantigas do repertório das crianças;  Apresentação das atividades do dia:  Chamada utilizando os crachás e distribuindo-os para as crianças;  Apresentação de um envelope que recebermos e dizendo que fomos convidados para assistir uma história na praça central da escola para apreciarem uma história que será dramatizada. Instigar as crianças: Que história será? Quem será que mandou o convite? O que será que vai acontecer?
  13. 13.  Lembrete sobre os combinados para assistirem a história, informar que lá terá as crianças de outras turmas. Organizar a turma em fila para irem para praça central;  Dramatização da história pelas professoras das turmas;  Retornar para a sala referência para higienização e realização do lanche;  Intervalo livre no solário;  Retorno do intervalo, organização da rodinha para troca de impressões sobre a história apreciada;  Expressões das impressões através de desenhos feitos pelas crianças. Utilizar papel metro fixado em um parede ou caderno de desenho das crianças;  Realização da brincadeira “Tá pronto seu lobo?” no solário.  Organização para ir para casa; 2ª SEMANA – ESPAÇOS DE BRINCAR EM ITABERABA Segunda-feira: 23/03/2015 Eixos: Matemática, Identidade e autonomia, movimento; Contextos/Conteúdos:  Noções matemáticas: contagem oral e classificação por cores;  Jogos de cooperação Competências e habilidades:  Divertir-se a partir da apreciação de uma história na versão dramatizada;  Expressar de forma escrita o registro de seu nome;  Expressar noções matemáticas articulando contagem oral e classificação por cores; Desenvolvimento:  Acolhimento das crianças na sala referência com rodinha de cantigas do repertório das crianças;  Apresentação das atividades do dia: Utilizar uma música para apresentar os nomes e utilizar o trecho da música para realizar a leitura de várias formas: Cantada em diferentes velocidades, recitada,;  Os diferentes lugares para brincar: Nos diferentes espaços em Itaberaba em que posso brincar? Onde? Brincar de quê?  Ouvir e registrar as hipóteses das crianças (combinar com elas se pode ser gravado) ou se não, será de forma escrita;  Sugestão para que registrem brincadeiras que vivenciam em casa, através de desenho, utilizando piloto em cartolina;
  14. 14. Terça-feira: 24/03/2015 Eixos: Artes visuais, Linguagem e Movimento Contextos/Conteúdos:  Apreciação de história dramatizada;  Interpretação de história (oralidade e desenho); Competências e habilidades:  Divertir-se a partir da apreciação de uma história na versão dramatizada;  Conhecer uma diferente forma de contar história;  Expressar de forma oral e desenhada sua interpretação sobre os fatos da história apreciada; Desenvolvimento:  Acolhimento das crianças na sala referência nas mesas, para observação da atividade que foi para casa. Depois convidá-los para a rodinha de cantigas do repertório das crianças;  Apresentação das atividades do dia:  Chamada utilizando os crachás e distribuindo-os para as crianças;  Apresentação de um envelope que recebermos e dizendo que fomos convidados para assistir uma história na praça central da escola para apreciarem uma história que será dramatizada. Instigar as crianças: Que história será? Quem será que mandou o convite? O que será que vai acontecer?  Lembrete sobre os combinados para assistirem a história, informar que lá terá as crianças de outras turmas. Organizar a turma em fila para irem para praça central;  Dramatização da história pelas professoras das turmas;  Retornar para a sala referência para higienização e realização do lanche;  Intervalo / Recreio - Realização da brincadeira “Tá pronto seu lobo?” no solário.  Retorno do intervalo, organização da rodinha para troca de impressões sobre a história apreciada e sobre a brincadeira;  Expressões das impressões através de desenhos feitos pelas crianças. Utilizar o caderno de desenho das crianças;  Organização para ir para casa; Quarta-feira: 25/03/2015 - Reunião Administrativa Interna no CEMEI Linésio Bastos Santana Quinta-feira: 26/03/2015 - Aniversário da Cidade Itaberaba Sexta-feira: 27/03/20115 - Decretado ponto Facultativo
  15. 15. 3ª SEMANA – IDENTIDADE CULTURAL PRÓPRIA E FAMILIAR Segunda-feira: 30/03/2015 Eixos: Música, Natureza e Sociedade, Linguagem Oral e Escrita e Movimento; Contextos/Conteúdos:  A história da Páscoa;  Listas de festas tradicionais do nosso município;  Músicas da páscoa;  Expressão corporal; Competências e habilidades:  Conhecer a história da Páscoa;  Listar as festas populares da família das crianças/do nosso município;  Apreciar músicas com o tema da páscoa;  Expressar-se através de movimentos corporais; Desenvolvimento:  Recepção das crianças na sala referência da turma;  Apresentação das atividades do dia e respectivos combinados;  Realização das atividades permanentes: Chamada, contagem das crianças que estão presentes, observação do calendário;  Roda de apreciação de leitura feita pela pró: “Lulu o coelhinho danado.” Instigar as crianças apresentando a história (ler o título e levantar hipóteses de que acontecerá);  Troca de impressões sobre a história (verificar se os acontecimentos foram iguais aos das hipóteses);  Cantar músicas que envolva coelhinho, páscoa, chocolate...;  Conversação sobre a páscoa (o que é páscoa? como sua família comemora a páscoa? por que comemoramos a páscoa; por que gostamos de dar e ganhar ovos de chocolate para comemorar a páscoa; o que significa o ovo de páscoa? qual outra festa é comemorada por sua família..)  Listagem com as crianças as festas tradicionais da família das crianças/nossa cidade;  Leitura de imagens sobre a Páscoa (feita pelas crianças e professoras);  Sistematização da palavra PÁSCOA. Destacar a letra inicial, observar na lista de nomes da turma, se tem alguma criança que o nome também começa com a letra P;  Observação no alfabeto, apontando a letra P;  Convidar o grupo para o solário para traçar a letra P no chão, utilizando giz;  Preparação/higienização para lanchar na sala referência da turma;  Intervalo – Recreio: Brincar de coelhinho sai da toca;  Retornar momento para higienização, beber água;
  16. 16.  Cantar a música “Coelhinho da Páscoa que trazes pra mim...”, fazendo gestos, dando destaque às cores;  Atividade de grupo: Representação grupos por critério de cor utilizando brinquedos de montar;  Atividade de grupo II: Roda de apreciação de leitura feita por uma das crianças: “Lulu o coelhinho danado.”;  Conversação sobre as atividades realizadas hoje e preparação para ir para casa; Terça-feira 31/03/2015 Eixos: Música, Natureza e sociedade, Identidade e Autonomia Contextos/Conteúdos:  Hino de Itaberaba;  Espaços significativos de Itaberaba (fotografia);  Nomes próprios (incluir Itaberaba); Competências e habilidades:  Apreciar e cantar o hino de Itaberaba;  Lugares e espaços de Itaberaba;  Identificar nome próprio e de Itaberaba; Desenvolvimento:  Recepção das crianças na sala referência da turma;  Apresentação das atividades do dia e respectivos combinados para a apreciação do hino na área externa com as outras turmas, encaminhamento das crianças para a área externa;  Retorno para a sala, realização das atividades permanentes: Chamada, contagem das crianças que estão presentes, observação do calendário;  Conversação sobre a atividade coletiva, trocas de impressões sobre momento de apreciação o hino;  Apresentar o refrão do hino, ler e cantar com as crianças, apresentar a bandeira, destacar o nome de Itaberaba, falar do aniversário da cidade (recorrer ao calendário), dizer que há colegas da turma que também fazem aniversário este mês, apresentar nomes e datas destacando-os no calendário;  Apreciação de imagens de espaços significativos de Itaberaba, na sala multiuso II para apreciar as imagens de Itaberaba;  Ainda na sala multiuso II, conversar sobre as imagens que apreciamos;  Listar com a turma os lugares de Itaberaba, os lugares que as crianças, já conhecem e os gostariam de visitar, convidar as crianças para desenhar lugares que já foram para brincar – no cartaz temático do projeto;
  17. 17.  Preparação/higienização para lanchar na sala referência da turma;  Intervalo – Recreio observado no solário ou no tanque de areia (se a manhã estiver nublada);  Retornar momento para higienização, beber água;  Atividade de relaxamento no tapete, formação da rodinha na sala referência;  Fazer leitura do texto músical “Gente tem sobrenome” seguido de troca de impressões sobre o texto.  Apresentar as fichas com os nomes das crianças, mostrar também o nome das professoras, sugerir que as crianças falem o nome de pessoas que conheçam na escola ou da família, mostrar da nossa cidade. Destacando a letra inicial.  Pedir que as crianças observem nas fichas a letra inicial de seus nomes e sugerir que busquem identifica-la no alfabeto exposto na sala;  Atividade individual: Observar o registro do próprio nome, fazer a leitura com a ajuda da professora. Destacar a letra inicial pintando-a, em seguida fazer o registro do próprio nome, escrevendo-o no espaço abaixo;  Atividade paralela: Registro da auto imagem - Desenhar a própria imagem em folha de ofício utilizando giz cera na cor da sua preferência.  Apresentação da atividade para casa: Destacar no nome próprio a letra inicial e desenhar a auto-imagem;  Conversação sobre as atividades realizadas hoje e preparação para ir para casa; Quarta-feira 01/04/2015 Eixos: Linguagem oral, Natureza e Sociedade, Movimento e Artes Visuais. Contextos/Conteúdos:  Leitura “A lebre e a tartaruga”;  Jogos e Brincadeiras corporais;  Confraternização (representação simbólica da Ceia); Competências e habilidades:  Utilizar as possibilidades de movimento do próprio corpo em jogos e brincadeiras;  Comemorar a Páscoa com os amigos, identificando o seu significado e simbologia dessa festa; Desenvolvimento:  Recepção das crianças na sala referência da turma;  Apresentação das atividades do dia e respectivos combinados;  Realização das atividades permanentes: Chamada, contagem das crianças que estão presentes, observação do calendário;  Leitura para divertir: A lebre e a tartaruga .” Instigar as crianças apresentando a história (ler o título e levantar hipóteses de que acontecerá);
  18. 18.  Troca de impressões sobre a história (verificar se os acontecimentos foram iguais aos das hipóteses);  Realizar na área da escola as brincadeiras “Corrida com ovo na colher e corrida de coelhos;  Preparação/higienização para lanchar na sala referência da turma;  Intervalo – Recreio observado no solário ou no tanque de areia (se a manhã estiver nublada);  Retornar momento para higienização, beber água;  Atividade coletiva: Festa Celebração da Ceia com pão e suco de uva na sala de multe uso com os outras turmas do grupo 04; conversa informal: O que é a páscoa, apresentação dos símbolos da páscoa, reconto da verdadeira história da páscoa, partilha do pão e do vinho, cântico de musicas pascoais com dramatização e retorno para sala de referencia de cada turma;  Preparação para ir para casa: Distribuição de lembrancinha para os alunos. Despedir de cada aluno com carinho, atenção e alegria e desejando a todos uma Feliz Páscoa; Quinta-feira 02/04 e Sexta-feira 03/04/2015 – Feriados de Semana Santa 4ª SEMANA – EXPRESSIVIDADE E RITMOS PRÓPRIOS Segunda-feira: 06/04/2015 Eixos: Música, Linguagem, Artes Visuais, Natureza e sociedade. Contextos/Conteúdos:  Repertório musical das crianças  Itaberaba – Hino e Espaços de brincadeiras;  Apreciação e releitura de obras de Hilson Ramos;  Oralidade: Comunicação; Competências e habilidades:  Cantar músicas do cancioneiro popular;  Identificar os espaços públicos em que brinca ou brincou;  Observar os elementos da linguagem visual: ponto, linha, forma, cor, volume, luz, texturas.  Manifestar sua cidadania através das suas diferentes habilidades de expressão e comunicação. Desenvolvimento:  Recepção das crianças na sala referência da turma em rodinha de canções do cancioneiro popular como forma de ampliar o repertório musical das crianças (Filmar este momento para posterior observação com a turma na sala)  Apresentação das atividades do dia e respectivos combinados;
  19. 19.  Conversar sobre a postura, o respeito ao apreciar o Hino Nacional e o Hino de Itaberaba.; Comparando e diferenciando da postura que temos quando cantamos ou ouvimos outras músicas;  Apreciação dos Hinos na área externa com as outras turmas (Filmar este momento para posterior observação com a turma ao retornar para a sala);  Retorno para a sala, realização das atividades permanentes: Chamada, contagem das crianças que estão presentes, observação do calendário;  Conversação sobre Itaberaba, retomando a reflexão sobre o hino e o que ele representa, em quais momentos o hino é executado/tocado.  Apreciação do momento em que as turmas estavam na área externa, fazendo análise da postura das crianças, das professoras. Deixar que as crianças expressem suas ideias sobre o que estão visualizando – Utilizar câmera fotográfica e notbook;  Apreciação o vídeo do grupo cantando na rodinha, realizar a mesma análise;  Conversação com o grupo sobre os momentos e lugares que gostam de brincar, retomando a produção que fizeram no cartaz numa aula anterior. Ouvir as ideias e observar quais memórias as crianças guardaram desse registro sobre os espaços de brincar em casa. Levantando a questão: E quando vocês saem para passear por Itaberaba, em quais os lugares vocês vão para brincar?  Registros de desenho dos espaços de brincar no cartaz – feito pelas crianças;  Preparação/higienização para lanchar na sala referência da turma;  Intervalo – Recreio observado  Apreciação de imagem de Hilson Ramos, chamando a atenção para as formas, traços, linhas;  Atividade individual: Fazer releituras utilizando barbante com cola colorida ou massinha;  Atividade paralela: Blocos de montar;  Retornar momento para higienização, beber água;  Conversação sobre as atividades realizadas hoje e preparação para ir para casa; Terça-feira 07/04/2015 Eixos: Identidade, Matemática, Movimento e Linguagem Contextos/Conteúdos:  Faixa etária/ grupo por idade  Calendário – Destaque data de nascimento/aniversário e idade;  Contagem oral  Leitura imagética - Coletiva Competências e habilidades:  Identificar o grupo a que pertence, (grupo de 4 anos), expressar verbalmente sua idade;  Situar-se no tempo por meio de calendários;  Observar uma das funções social do calendário / número;
  20. 20.  Expressar noções numéricas de contagem;  Valorizar a leitura como fonte de prazer e entretenimento; Desenvolvimento:  Recepção das crianças na sala referência da turma com brincadeiras cantadas que envolva contagem e noções numéricas, como sensibilização. “Viva Mariana”, “Cinco Patinhos” entre outras do repertório das crianças;  Realização das atividades permanentes: Chamada, contagem das crianças que estão presentes, Apresentação do calendário do mês de Abril, observação e destaque dos aniversário do mês - Maycon 29/04, perguntando quantos anos será que ele vai fazer? Deixar que Maycon responda. Perguntar a idade das demais crianças da turma;  Conversação sobre datas de aniversário e idade das crianças, retomar o que foi discutido sobre o aniversário e idade da cidade de Itaberaba, e dos colegas que fizeram aniversário no mês passado, observando que nossa turma é de I Período/ Grupo 4, relacionando a idade;  Observação no calendário destacando a contagem oral apontando os numerais. Destacar que hoje é terça feira, dia 07, convidando uma das crianças para pintar;  Apresentação dos numerais, destacando os que representam a idade das crianças, sugerindo que façam a representação através da contagem dos dedos;  Apresentação da caixa de contagem, para as crianças fazerem representação de quantidades;  Atividade: Representação de quantidade relativa ao numeral correspondente à idade, utilizar crepom e/ou tinta no caderno de desenho;  Preparação/higienização para lanchar no refeitório;  Intervalo – Recreio observado  Retornar momento para higienização, beber água;  Atividade coletiva: Leitura da história pela pró e crianças “O Dia a dia de Dadá”, troca de impressão sobre a história;  Conversação sobre as atividades realizadas hoje e preparação para ir para casa; Quarta-feira 08/04/2015 - Dia de AC com as Professoras dos Grupos 4 às 9h Eixos: Música, Movimento, Identidade e autonomia, Linguagem Contextos/Conteúdos:  Músicas do cancioneiro popular;  Jogos de construção;  Regras;  Práticas de leitura;
  21. 21. Competências e habilidades:  Reconhecer e utilizar as variações de velocidade e densidade na organização e realização de algumas produções musicais;  Participar e articular brincadeiras e jogos que envolvam construção;  Usar o diálogo como uma forma de lidar com os conflitos;  Leitura Imagética – “Brinquedos” André Neves Desenvolvimento:  Recepção das crianças na sala referência da turma;  Realização das atividades permanentes: Chamada, contagem das crianças que estão presentes, observação do calendário;  Apresentação das atividades do dia:  Leitura coletiva da história “brinquedos” feita pelas crianças e mediada pelas professoras;  Reflexão sobre a história lida: Destaque ao cuidado, ao sentido de compartilhar....  Apresentação dos jogos que serão distribuídos para a turma;  Organização das crianças que irão brincar juntas, formando os grupos e escolha do espaço onde irão ficar;  Explicar as regras do jogo: Brincar no seu grupo, evitar pegar brinquedo do outro grupo, se desejar pode trocar objetos conversando antes com os colegas, ...;  Distribuir os jogos para os grupos, deixar que as crianças brinquem, observando-os, fazendo as intervenções que forem necessárias;  Em casos de conflitos, retirar jogo as duas crianças e leva-los para a mesa para que resolvam através de conversa com a mediação da professora, integrá-los ao grupo novamente após os combinados;  Preparação/higienização para lanchar na sala referência da turma, orientar os grupos para recolher os brinquedos;  Realização do lanche;  Intervalo livre na praça central;  Retornar momento para higienização, beber água;  Atividade coletiva: Brincar de cantigas de roda, incluindo variações de velocidade das músicas no solário, sala referência ou área externa;  Conversação sobre as atividades realizadas hoje e preparação para ir para casa; Quinta-feira 09/04/2015 Eixos: Identidade e autonomia, Natureza e sociedade, Linguagem e Movimento; Contextos/Conteúdos:  Auto imagem;
  22. 22.  Cuidado consigo e com o outro;  Nome próprio;  Coordenação motora fina; Competências e habilidades:  Identificar de algumas singularidades próprias (destaque aparência física);  Ter cuidados com o próprio corpo e do outro, prevenindo acidentes, conservando a saúde de forma geral;  Aperfeiçoar habilidades como a modelagem, o traçado; Desenvolvimento:  Recepção das crianças na sala referência da turma;  Realização das atividades permanentes: Chamada, contagem das crianças que estão presentes, observação do calendário;  Iniciar a rodinha com a leitura da música “Você é especial” Aline Barros, cantar com as crianças;  Dinâmica com caixa surpresa “Caixa com espelho”;  Conversação sobre o que mais gosto em mim. Orientação para que cada criança fale sobre si;  Atividade individual: Representar através da modelagem a imagem de si mesmo fazendo uma coisa que gosta muito;  Atividade coletiva: Compor uma paisagem coletiva a partir da imagem que cada criança fez sobre si. Utilizar uma cartolina para fixar a produção de cada uma, orientar que a criança registre seu nome ao lado da sua imagem. No final escolher o título com as crianças, e montar com alfabeto móvel (sugestão: Eu e meus amigos brincando!) Fotografar a produção.  Preparação/higienização para lanchar na sala referência da turma;  Intervalo – Recreio observado no solário ou no tanque de areia (se a manhã estiver nublada);  Retornar momento para higienização, beber água;  Atividade de casa: Brincar com a mãe, pai ou outras pessoas/colegas depois representar através de desenho no caderno;  Conversação sobre as atividades realizadas hoje e preparação para ir para casa; Sexta-feira 10/04/2015 Eixos: Linguagem oral, Natureza e Sociedade, Movimento e Artes Visuais. Contextos/Conteúdos:
  23. 23.  Leitura “A lebre e a tartaruga”;  Jogos e Brincadeiras corporais;  Construção e organização do cantinho de leitura; Competências e habilidades:  Utilizar as possibilidades de movimento do próprio corpo em jogos e brincadeiras;  Participar da construção, organização e utilização de espaços na sala referência; Desenvolvimento:  Recepção das crianças na sala referência da turma;  Socialização das experiências com tarefa de casa;  Apresentação das atividades do dia e respectivos combinados;  Realização das atividades permanentes: Chamada, contagem das crianças que estão presentes, observação do calendário;  Leitura para divertir: A lebre e a tartaruga .” Instigar as crianças apresentando a história (ler o título e levantar hipóteses de que acontecerá);  Troca de impressões sobre a história (verificar se os acontecimentos foram iguais aos das hipóteses);  Realizar na área externa ou solário as brincadeiras “Corrida do saco”, “amarelinha”, “mamãe posso ir?”;  Preparação/higienização para lanchar na sala referência da turma;  Intervalo – Recreio observado na sala multiuso II - I Período A;  Retornar momento para higienização, beber água;  Atividade coletiva: Construção do cantinho de práticas de leitura;  Apresentação dos materiais para construção de um biombo e baú de histórias. Conversar com as crianças sobre a organização de um espaço em que poderemos ter um baú para arrumar os livros e sempre que desejar lê-los, e um biombo onde poderemos também contar histórias com fantoche ou fantasiados de personagens;  Apreciar as ideias das crianças;  Realização da produção do biombo com a ajuda das crianças;  Escolha de um local para organizar o cantinho de práticas de leituras;  Organizar os tapetes e os livros escolher uma história para inauguração do cantinho;  Preparação para ir para casa: 5ª SEMANA – MANIFESTAÇÃO DA EXPRESSIVIDADE BRINCANTE Segunda-feira: 13/04/2015 - Aula mediada pela Professora Olga Professora Claudinéia estará no I Encontro Formativo 2015 Eixos: Música, Movimento, Identidade e autonomia, Linguagem
  24. 24. Contextos/Conteúdos:  Músicas do cancioneiro popular;  Regras nas brincadeiras;  Práticas de leitura; Competências e habilidades:  Expressar/ampliar repertório musical;  Articular formas de brincar;  Usar o diálogo como uma forma de comunicar;  Participar da leitura compartilhada; Desenvolvimento:  Recepção das crianças na sala referência da turma;  Realização das atividades permanentes: Chamada, contagem das crianças que estão presentes, observação do calendário; Apresentação das atividades do dia:  Leitura coletiva da história “Brinquedos” feita pelas crianças;  Reflexão sobre a história lida: Destaque ao diálogo. Será que houve ou não ouve diálogo e entendimento entre as crianças? Por brigaram pelo brinquedo?  Apresentação dos brinquedos que serão distribuídos para a turma;  Organização das crianças que irão brincar juntas, formando os grupos e escolha do espaço onde irão ficar;  Recordar- os combinados sobre respeito aos colegas;  Distribuir brinquedos para os grupos, deixar que as crianças brinquem, observando-os, fazendo as intervenções que forem necessárias;  Em casos de conflitos, conversar com as crianças sobre o que foi visto na história lida e integrá-los ao grupo novamente após estabelecerem combinados;  Preparação/higienização para lanchar na sala referência da turma, orientar os grupos para recolher os brinquedos;  Realização do lanche;  Intervalo livre na praça central ou solário;  Retornar momento para higienização, beber água;  Atividade individual: Utilizar massa de modelar para representar as brincadeiras que realizaram;  Conversação sobre as atividades realizadas hoje e preparação para ir para casa; Terça-feira: 14/04/2015 Eixos: Natureza e sociedade, Identidade e Autonomia, Linguagem e Movimento; Contextos/Conteúdos:  Auto imagem;
  25. 25.  Cuidado consigo e com o outro;  Oralidade;  Coordenação motora fina Competências e habilidades:  Ter imagem positiva de si mesmo;  Ter cuidados com o próprio corpo e do outro, prevenindo acidentes, conservando a saúde de forma geral;  Identificar de algumas singularidades próprias (destaque aparência física);  Manifestar-se através de gestos faciais, corporais, forma de caminhar; Desenvolvimento:  Recepção das crianças na sala referência da turma;  Realização das atividades permanentes: Chamada, contagem das crianças que estão presentes, observação do calendário;  Iniciar a rodinha com a leitura da música “Você é especial” Aline Barros. Destacando o refrão ao cantar com as crianças;  Dinâmica com caixa surpresa “Caixa com espelho” ou câmera do notbook;  Conversação sobre o que mais gosto em mim. Orientação para que cada criança fale sobre si;  Destacar o cuidado consigo e com o outro a partir da questão: E como podemos cuidar de nós mesmos e do colega?  Atividade individual I: Convidar as crianças para falarem sobre si mesmas utilizando a câmera notbook como espelho. Gravar e em seguida passar para que ela se veja;  Atividade individual II: Representar através da modelagem a imagem de si mesmo mostrando uma cena do momento do recreio junto com os colegas;  Atividade coletiva: Compor uma paisagem coletiva a partir da imagem que cada criança fez sobre si. Utilizar uma cartolina para fixar a produção de cada uma, orientar que a criança registre seu nome ao lado da sua imagem. No final escolher o título com as crianças, e montar com alfabeto móvel (sugestão: Eu e meus amigos brincando!) Fotografar a produção.  Preparação/higienização para lanchar na sala referência da turma;  Intervalo – Recreio observado no solário ou no tanque de areia (se a manhã estiver nublada);  Retornar momento para higienização, beber água;  Atividade de casa: Brincar com a mãe, pai ou outras pessoas/colegas depois representar através de desenho no caderno;  Conversação sobre as atividades realizadas hoje e preparação para ir para casa; Quarta feira: 15/04/2015 Eixos: Música, Natureza e sociedade, Linguagem e Movimento;
  26. 26. Contextos/Conteúdos:  Apreciação musical: Reflexão sobre o texto;  Expressividade: Destaque características físicas;  Práticas de leitura compartilhada; Competências e habilidades:  Identificar elementos ditos na música;  Identificar de algumas singularidades próprias (destaque aparência física);  Manifestar-se através de gestos faciais, corporais, forma de caminhar, de dançar, etc; Desenvolvimento:  Recepção das crianças na sala referência da turma, socialização das atividades de casa (na rodinha) realização das atividades permanentes: Chamada, contagem das crianças que estão presentes, observação do calendário;  Sensibilização cantando a música “Você é especial” Aline Barros, em rodinha, propondo que cada criança vá ao centro e desfile;  Conversação sobre a atividade do dia anterior. Propor apreciação coletiva dos relatos gravados, chamando a atenção para as características físicas e expressões de cada criança. Em seguida trocar impressões;  Atividade individual I – Desfile individual: Convidar as crianças para desfilar na passarela. Ao realizar cada chamada serão apresentadas suas características. Combinar com o grupo se podemos filmar e/ou fotografar.  Atividade individual II: Representar através de pintura a imagem de si mesmo. Utilizar cartolina/papel metro, tinta guache, pincel, expostos na área externa da escola;  Preparação/higienização para lanchar na sala referência da turma;  Intervalo – Recreio observado no solário;  Retornar momento para higienização, beber água;  Leitura compartilhada da história “Como é bonito o pé do Igor”  Conversação sobre as atividades realizadas hoje e preparação para ir para casa; Quinta-feira: 16/04/2015 – V Encontro Proinfância Bahia _________________________________________________________________________ Eixos: Identidade, Matemática, Movimento e Linguagem Contextos/Conteúdos:  Faixa etária/ grupo por idade  Contagem oral
  27. 27.  Leitura imagética - Coletiva Competências e habilidades:  Identificar o grupo a que pertence, (grupo de 4 anos), expressar verbalmente sua idade;  Observar uma das funções social do número;  Expressar noções numéricas de contagem;  Valorizar a leitura como fonte de prazer e entretenimento; Desenvolvimento:  Recepção das crianças na sala referência da turma, realização das atividades permanentes: Chamada, contagem das crianças que estão presentes, observação do calendário do mês de Abril, observação e destaque do aniversariante do mês (Maycon), perguntando quantos anos será que ele vai fazer? Deixar que Maycon responda. Perguntar a idade das demais crianças da turma;  Cantar músicas que envolva contagem e noções numéricas, como sensibilização. “Mariana, conta um... (incluindo os nomes das crianças)”, “Cinco Patinhos” entre outras do repertório das crianças;  Conversação a idade das crianças, observando que nossa turma é de I Período/ Grupo 4, relacionando a idade;  Apresentação dos numerais, destacando os que representam a idade das crianças, sugerindo que façam a representação através da contagem dos dedos;  Atividade: Representação de quantidade relativa ao numeral correspondente à idade, utilizar crepom e/ou tinta no caderno; (Dar continuidade à atividade já iniciada com alguns)  Preparação/higienização para lanchar no refeitório;  Intervalo – Recreio observado no pátio  Retornar momento para higienização, beber água;  Leitura compartilhada da História “Como é bonito o pé do Igor”, pelas crianças com mediação das professoras. Seguida de troca de impressão sobre a história;  Distribuição de massa de modelar para as crianças construírem os personagens da história lida;  Conversação sobre as atividades realizadas hoje e preparação para ir para casa; Sexta-feira 17/04/2015 Eixos: Identidade e autonomia, Linguagem, Movimento e Natureza e Sociedade. Contextos/Conteúdos:  Sistematização de nomes próprios;  Jogos da cultura oral;
  28. 28.  Práticas de leituras: Gênero parlendas  Brincadeiras de roda; Competências e habilidades:  Identificar letras do próprio nome;  Conhecer e reproduzir oralmente jogos verbais: Gênero parlendas  Divertir-se e interpretar textos/jogos da cultura oral envolvendo nomes próprios;  Exercitar lateralidade e memória corporal em brincadeiras de roda; Desenvolvimento:  Acolhimento das crianças na sala referência da turma e realização das atividades permanentes: Chamada, contagem das crianças que estão presentes, observação do calendário; Apresentação das atividades do dia:  Roda de cantigas envolvendo os nomes das crianças e professoras;  Apresentação de varal com parlendas. Utilizá-lo como recurso/referência visual para realização de jogos verbais envolvendo os nomes das crianças;  Apresentação das fichas com nomes das crianças, fazendo a chamada, mostrando a letra inicial de cada criança para que a mesma identifique qual é seu nome;  Distribuição de alfabeto móvel para que as crianças montem seu nome;  Atividade I: Identificar as letras que formam o nome próprio circulando-as com a cor azul;  Atividade II: Escrita do nome próprio no contexto da parlenda “A canoa virou” e - Para realizar em casa:  Preparação para momento de lanche no refeitório e recreio observado;  Retorno para o solário, para realização de brincadeiras envolvendo cantigas de roda.  Atividade II: Registrar no caderno de desenho a brincadeira vivenciada, identificando-se através da escrita do próprio nome.  Preparação para ir para casa; 6ª SEMANA – ESPAÇOS DE BRINCAR NO CEMEI Segunda e Terça – 20 e 21/04/2015 - Decretado ponto facultativo e feriado. Quarta-feira: 22/04/2015 Eixos: Identidade, Natureza e sociedade, Movimento e Artes visuais; Contextos/Conteúdos:  Proinfância: Nome e espaços (destaque lugares de brincar)  Observação e registros fotográficos dos espaços;  Construção de um brinquedo;
  29. 29. Competências e habilidades:  Identificar a Proinfância pelo nome;  Expressar preferências pelos espaços de brincar;  Indicar combinados para utilização com segurança;  Construir e utilizar um brinquedo; Desenvolvimento:  Recepção das crianças na sala referência da turma, realização das atividades permanentes: Chamada, contagem das crianças que estão presentes, observação do calendário;  Sensibilização com a releitura do texto musical “Gente tem sobrenome”. Mostrar a imagem da Proinfância e perguntar quem sabe como é o nome da nossa escola. Apresentar a imagem dos espaços para que as crianças identifiquem o nome;  Apresentação da proposta de revisitar os espaços da escola, inclusive para ver o nome da mesma, sugerindo que as crianças apontem/relatem sobre o lugar onde mais gostam de brincar;  Explicação de que irão fazer o registro fotográfico dos espaços que iremos visitar. Fazendo os combinados sobre o cuidado no manuseio da máquina fotográfica;  Realização da visita nos diferentes espaços da Proinfância. Começando pela frente, observação do nome, leitura, registro fotográfico da turma, registros fotográfico por uma das crianças;  Visitação nos demais espaços, onde as professoras poderão fazer inferências através de perguntas como: Aqui dá para brincar de quê? Cada criança irá falar das suas preferências e fazer o registro fotográfico. As professoras mediarão alertando para o uso com cuidado e segurança;  Retorno para a sala: Roda de troca de impressões sobre a atividade realizada, conversação sobre o nome da escola, apreciação dos registros feitos;  Preparação para o lanche e intervalo;  Construção e utilização de um brinquedo: Balangandan  Preparação para ir para casa; Quinta-feira: 23/04/2015 Eixos: Identidade, Matemática, Movimento e Linguagem Contextos/Conteúdos:  Classificação/Agrupamento – Critério cores  Leitura imagética - Coletiva Competências e habilidades:
  30. 30.  Classificar objetos estabelecendo como critérios as cores;  Expressar noções de contagem oral;  Valorizar a leitura como fonte de prazer e entretenimento; Desenvolvimento:  Recepção das crianças na sala referência da turma, realização das atividades permanentes: Chamada, contagem das crianças que estão presentes, observação do calendário do mês de Abril;  Roda de cantigas que envolvam contagem e noções numéricas, como sensibilização. “Mariana, conta um... (incluindo os nomes das crianças)”, “Cinco Patinhos”, “Cinco macaquinhos”, “1,2,3, indiozinhos...” entre outras do repertório das crianças;  Perguntar para as crianças: Para que servem os números? E as cores? Apresentar os numerais fazendo a leitura dos sinais gráficos na sequência e fora da sequência;  Apresentar imagem que destacam as cores e pedir que as crianças identifiquem – nas pelo nome. Fixá-las em cartolina montando um painel.  Fazer círculos no chão e sugerir que as crianças organizem os brinquedos de montar. Observar quais critérios utilizam;  Explicar que iremos classificar/arrumar os objetos por cores. Sugerir que uma criança de cada vez organize dos brinquedos fazendo a classificação estabelecendo o critério de cores;  Apresentar outros objetos e perguntar a qual grupo pertenceria, destacando a cor?  Após todos os brinquedos/objetos estarem classificados por cores, convidar as crianças para fazer a contagem e registrar na cor do painel o numeral correspondente;  Atividade: Circular as imagens do mesmo campo semântico utilizando cores. Materiais gis e caixa de contagem.  Preparação/higienização para lanchar no refeitório - Recreio observado;  Leitura compartilhada da História “Os sete sacizinhos”, pela professora com a participação das crianças. Seguida de troca de impressão sobre a história;  Atividade: Registro no caderno de desenho as personagens da história apreciada;  Preparação para ir para casa;  Sexta-feira: 24/04/2015 Eixos: Natureza, Identidade e autonomia, Linguagem Contextos/Conteúdos:  Espaços de brincar;  Regras;  Práticas de leituras; Competências e habilidades:  Participar e articular brincadeiras em outros espaços do bairro;
  31. 31.  Usar o diálogo como uma forma de comunicação das preferências e desagrados;  Leitura de paisagem/ambiente; Desenvolvimento:  Recepção das crianças na sala referência da turma, realização das atividades permanentes: Chamada, contagem das crianças que estão presentes, observação do calendário;  Apresentação das atividades do dia:  Conversação sobre os espaços de brincar que não são em casa e não são na escola;  Propor um passeio para conhecer outro espaço em que podemos brincar. Combinando que precisamos observar: Onde é? E o que tem lá, que serve para brincar?  Relembrar os combinados sobre a segurança e cuidados consigo e com os outros colegas;  Organização das crianças para o passeio distribuindo os crachás, informando o local de referência da turma;  Retorno para o CEMEI: Higienização, lanche, atividade livre no solário;  Conversação sobre o passeio, registros feitos pelas professoras, para dar sequência na próxima aula e preparação para ir para casa; 7ª SEMANA – MANIFESTAÇÃO LÚDICA NOS DIFERENTES ESPAÇOS DO CEMEI Segunda-feira: 27/04/2015 Eixos: Identidade, Natureza e Sociedade, Movimento, Arte Contextos/Conteúdos:  Proinfância/CEMEI: Utilização dos espaços (destaque lugares de brincar)  Observação e registros fotográficos das brincadeiras nestes espaços;  Brincadeiras da cultura indígena Competências e habilidades:  Identificar a Proinfância/CEMEI pelo nome;  Expressar preferências por brinquedos e brincadeiras;  Indicar combinados para cuidado consigo e com os colegas;  Reconhecer a peteca como um brinquedo da cultura indígena;  Utilização dos espaços; Desenvolvimento:  Recepção das crianças na sala referência da turma, realização das atividades permanentes: Chamada, contagem das crianças que estão presentes, observação do calendário;
  32. 32.  Conversação sobre o passeio realizado na aula anterior (sexta feira 24/04/2015), com apreciação das imagens fotográficas que fizemos durante o passeio. Estimulando as crianças a relatarem sobre a experiência vivenciada e impressões sobre as fotografias. Registros escritos feitos pelas profªs (durante ou posteriormente) sobre as falas das crianças;  Retomar a temática do projeto MINHA IDENTIDADE E CULTURA BRINCANTE Recorrendo ao cartaz que contém os registros das crianças, chamando atenção para estes registros que já fizeram sobre espaços de brincar em casa, na escola e outros lugares. Relacionar com o momento de brincar em outros lugares, trazendo como exemplo o passeio que fizemos nas praças;  Sugestão para que algumas crianças façam os registros sobre o passeio através de desenho neste cartaz; Em seguida conversar sobre os espaços e brincadeiras na escola/CEMEI. Quais são os lugares em que brincamos? Como se chama nossa escola/CEMEI?  Rever nas fotografias impressas: A imagem e nome do CEMEI, os espaços que já visitamos e como utilizamos. Sugerir que falem sobre o espaço em que mais gostam de brincar. Listar ao lado de cada espaço, outras ideias que forem apontadas pelas crianças para a utilização desses espaços;  Destaque das ideias apontadas pelas crianças sobre a utilização do solário e propor a utilização de brinquedos. Perguntando quais brinquedos poderíamos construir ou utilizar para usar lá no solário? Fazer registro das novas ideias;  Apresentação de um brinquedo da cultura indígena (Peteca) e convidar as crianças para brincar no solário;  Preparação para o lanche no refeitório. Recreio observado: Brincar com bolas de assoprar na área externa;  Após o intervalo, propor para as crianças produção de outro brinquedo “bola de jornal” e planejamento de onde iremos brincar com este (Praça central ou tanque de areia); Terça-feira: 28/04/2015 - Paralisação Municipal Quarta-feira: 29/04/2015 Eixos: Natureza e Sociedade, Movimento, Arte, Linguagem Contextos/Conteúdos:  Proinfância/CEMEI: Nome e espaços (destaque lugares de brincar);  Jogo de faz de conta: Tema – profissões;  Expressividade dramática; Competências e habilidades:
  33. 33.  Identificar a Proinfância/CEMEI pelo nome;  Participar e articular brincadeiras e jogos que envolvam faz de conta; Desenvolvimento:  Recepção das crianças na sala referência da turma, realização das atividades permanentes: Chamada, contagem das crianças que estão presentes, observação do calendário;  Sensibilização cantando músicas que envolva nomes próprios: Das crianças, professoras e do CEMEI. Seguida de reflexões sobre o nome do CEMEI. Mostrar a imagem do mesmo e perguntar quem reconhece como é o nome e identifica a letra inicial;  Conversação sobre o Balangandan, falando sobre a origem desse brinquedo que construímos na aula anterior. Fazer combinados sobre os cuidados ao utilizar este brinquedo. Escolher um espaço em que iremos brincar como balangandan – sugestão Praça Central;  Retorno para a sala referência, propor para as crianças a realização de um jogo chamado “faz de conta” explicando que é de imitação. Mostrar o exemplo levando-os para um espaço (Sala Multiuso II) organizado para brincar de faz de conta. Iniciando pela pró que irá fazer de conta que é uma médica dentista, escolher uma criança para auxiliar no atendimento aos pacientes, anotar os nomes, chamar, examinar os dentes, o coração, dar vacina e injeção. Dar outras possibilidades para as crianças brincarem. Expondo arara com fantasias/instrumentos de diferentes profissões;  Observação e interação das professoras com as crianças no jogo de faz de conta alimentando as situações e fazendo intervenções somente quando necessárias;  Retorno para a sala referência: Roda de troca de impressões sobre a atividade realizada, conversação sobre o nome da escola, apreciação dos registros feitos;  Preparação para ir para casa; Quinta-feira: 30/04/2015 - Paralisação Sexta-feira: 01/05/2015 – Feriado Dia do Trabalhador 8ª SEMANA – EXPRESSÃO DA CULTURA ORAL Segunda-feira: 04/05/2015 Eixos: Linguagem, Movimento, Música, Arte Visuais. Contextos/Conteúdos:  Jogos da cultura oral – Parlendas e cantigas de roda;  Expressividade através de desenhos e canções;  Nomes próprios e contagem oral;
  34. 34. Competências e habilidades:  Ampliar repertório de jogos verbais: Gênero parlendas e cantigas de roda;  Divertir-se e interpretar textos/jogos da cultura oral envolvendo nomes próprios e contagem oral;  Exercitar lateralidade e memória corporal em brincadeiras de roda;  Representar suas descobertas através da pintura; Desenvolvimento:  Acolhimento das crianças na sala referência da turma e realização das atividades permanentes: Chamada, contagem das crianças que estão presentes, apresentação do calendário de Maio e destaque dos aniversariantes;  Apresentação das atividades do dia:  Roda de cantigas envolvendo os nomes das crianças e profissões “Pintor de Jundiaí”, “Motorista”, “Loja do mestre André” “Indiozinhos”, “Caranguejo” entre outras do repertório das crianças realizando movimentos corporais como princípio da dança;  Apresentação de varal com parlendas. Utilizá-lo como recurso/referência visual para realização de jogos verbais envolvendo os nomes das crianças e professoras, contagem oral, realizando movimentos apenas com as mãos;  Atividade: Escolher a cantiga ou parlenda que mais gostou de brincar e desenhar no caderno;  Preparação para o lanche e recreio;  Retorno conversação com as crianças perguntando em que elas gostariam de trabalhar quando crescer;  Listar as profissões que as crianças indicarem. Destacar a profissão de Pintor. Perguntando se as crianças conhecem alguém que trabalha como pintor, quais são seus instrumentos de trabalho. Falar da importância dos pintores que deixam os lugares mais bonitos e coloridos. Dos cuidados que eles precisam ter com seus instrumentos de trabalho;  Apresentação de algumas estrofes da cantiga “Pintor de Jundiaí” sistematizada, convidando as crianças para ajudar na ilustração;  Jogo dramatizado junto com as crianças envolvendo a cantiga “Pintor de Jundiaí”. Incluir nome das crianças e substituir o nome da cidade por Itaberaba;  Atividade II: Distribuir cartolinas, tintas e pincéis para as crianças expressarem através da pintura algo que descobriram ou que gostam muito; (Se necessário utilizar a mesa do refeitório)  Preparação para ir para casa; Quinta-feira: 05/05/2015 - Paralisação Municipal Quarta-feira: 06/05/2015 Eixos: Natureza e Sociedade, Movimento, Arte, Linguagem
  35. 35. Contextos/Conteúdos:  Proinfância/CEMEI: Nome e espaços (destaque lugares de brincar);  Jogo de faz de conta: Tema – profissões;  Expressividade dramática; Competências e habilidades:  Identificar a Proinfância/CEMEI pelo nome;  Participar e articular brincadeiras e jogos que envolvam faz de conta; Desenvolvimento:  Recepção das crianças na sala referência da turma, realização das atividades permanentes: Chamada, contagem das crianças que estão presentes, observação do calendário;  Sensibilização cantando músicas que envolva nomes próprios: Das crianças, professoras e do CEMEI. Seguida de reflexões sobre o nome do CEMEI. Mostrar a imagem do mesmo e perguntar quem reconhece como é o nome e identifica a letra inicial;  Conversação sobre o Balangandan, falando sobre a origem desse brinquedo que construímos na aula anterior. Fazer combinados sobre os cuidados ao utilizar este brinquedo. Escolher um espaço em que iremos brincar como balangandan – sugestão Praça Central;  Retorno para a sala referência, propor para as crianças a realização de um jogo chamado “faz de conta” explicando que é de imitação. Mostrar o exemplo levando-os para um espaço (Sala Multiuso II) organizado para brincar de faz de conta. Iniciando pela pró que irá fazer de conta que é uma médica dentista, escolher uma criança para auxiliar no atendimento aos pacientes, anotar os nomes, chamar, examinar os dentes, o coração, dar vacina e injeção. Dar outras possibilidades para as crianças brincarem. Expondo arara com fantasias/instrumentos de diferentes profissões;  Observação e interação das professoras com as crianças no jogo de faz de conta alimentando as situações e fazendo intervenções somente quando necessárias;  Retorno para a sala referência: Roda de troca de impressões sobre a atividade realizada, conversação sobre o nome da escola, apreciação dos registros feitos;  Preparação para ir para casa; Quinta-feira: 07/05/2015 - Paralisação Sexta-feira: 08/05/2015 – Homenagem às mães 9ª SEMANA – EXPRESSIVIDADE MUSICAL E JOGOS DRAMÁTICOS Segunda-feira: 11/05/2015 Eixos: Linguagem, Movimento, Música, Arte Visuais. Contextos/Conteúdos:
  36. 36.  Jogos da cultura oral – Parlendas e cantigas de roda;  Expressividade através de desenhos e canções;  Jogo de imaginação; Competências e habilidades:  Ampliar repertório de jogos verbais: Gênero parlendas e cantigas de roda;  Exercitar lateralidade e memória corporal em brincadeiras de roda/parlendas;  Representar suas vivências através de desenho; Desenvolvimento:  Acolhimento das crianças na sala referência da turma e realização das atividades permanentes: Cantar o hino, chamada convidando as crianças para sinalizar sua presença colocando um rostinho ao lado do nome no fichário;  Apresentação das atividades do dia:  Leitura da história “Os sete cabritinhos” instigando as crianças a imaginar as cenas que são ditas no texto e não estão na ilustração;  Roda de cantigas envolvendo os nomes das crianças e profissões “Pintor de Jundiaí”, “Indiozinhos”, “Caranguejo” entre outras do repertório das crianças realizando movimentos corporais como princípio da dança;  Realização de jogo cantado utilizando parlendas e cantigas de roda, expressando movimentos com as mãos em duplas, com o corpo;  Preparação para o lanche e recreio;  Atividade: Escolher a cantiga ou parlenda que mais gostou de brincar e desenhar no caderno;  Distribuição de massinha para modelar os personagens da história “Os sete cabritinhos” guardar a produção para utilizar para reconto;  Preparação para ir para casa; Terça-feira: 12/05/2015 Eixos: Matemática, Música, Movimento e Autonomia Contextos/Conteúdos:  Classificação;  Sequência lógica;  Improvisação musical: Melodias Competências e habilidades:  Selecionar objetos classificando por cores e imagens por campo semântico;  Perguntar e responder de acordo com os diversos contextos de que participa;  Improvisar melodias; Desenvolvimento:
  37. 37.  Realização das atividades permanentes;  Jogo musical: Indicar qual é a música a partir da melodia cantada; Propor para as crianças uma forma de cantar sem utilizar a fala, mas os sons vocálicos para interpretar melodias;  Leitura da história “Bagunça e Arrumação – Marília Pirillo” retomando “jogo de imaginação” das cenas que não estão na ilustração;  Troca de impressões sobre a história, propondo para as crianças um jogo de arrumação classificando os objetos por cores;  Organização de um circuito no chão sala, desenhado com giz, utilizar carrinhos e brinquedos lego variadas cores, sugerindo que no percurso cada motorista distribua os objetos de acordo com as cores;  Intervalo para lanche;  Ampliação do jogo, inserindo ao circuito outros objetos, que deverão dessa vez ser organizados por campo semântico (mochilas, sapatos, cadernos);  Apresentação do procedimento “ligar” objetos/imagens. Diferenciando do procedimento “circular” objetos/imagens;  Preparação para ir para casa; Quarta feira: 13/05/2015 Eixos: Matemática, Movimento, Linguagem e Autonomia Contextos/Conteúdos:  Agrupamento: Correspondência por campo semântico;  Sequência lógica;  Comunicação e iniciativa; Competências e habilidades:  Selecionar objetos classificando por campo semântico;  Comunicar ideias e argumentar sobre as situações vivenciadas;  Expressar noções de sequencia lógica na resolução das diversas situações; Desenvolvimento:  Realização das atividades permanentes;  Retomar a história lida na aula anterior “Bagunça e Arrumação” destaque à ilustração da cena do quanto das personagens;  Propor atividade de observação de organização de objetos/pertences das crianças, agrupando por campo semântico. Através do procedimento de “ligar”  Organização de objetos e pertences das crianças no chão da sala para realização de demonstração prática;  Participação das crianças no jogo de correspondência classificando os objetos (mochilas, sapatos, cadernos, brinquedos...) por campo semântico;  Ouvir as situações argumentadas ou comunicadas pelas crianças;  Apresentação do procedimento “ligar” objetos/imagens. Diferenciando do procedimento “circular” objetos/imagens;
  38. 38.  Realização da atividade no caderno, envolvendo o conceito de agrupamento e correspondência por campo semântico;  Intervalo para higienização, lanche e brincadeira livre;  Dar continuidade a atividade iniciada;  Atividade paralela para grupos: Jogo da memória  Preparação para ir para casa; Quinta feira: 14/05/2015 Eixos: Identidade e autonomia, linguagem, natureza e sociedade, Artes visuais Contextos/Conteúdos:  Expressividade artística;  Repertório linguístico;  Relatos de vivências;  Interação com outra turma; Competências e habilidades:  Observar e manusear fantoches;  Explicar e argumentar suas ideias e pontos de vista;  Desenvolver enredo de uma história considerando seus relatos de vivências; Desenvolvimento:  Realização das atividades de acolhimento;  Apresentação das atividades do dia:  Contação de história com fantoches e visita da turma do maternal na nossa sala;  Combinados para receber os colegas da outra turma;  Recepção da turma do maternal B;  Rodas de conversa sobre as atividades no CEMEI;  Preparação pra o lanche e saída para casa às 10h; Sexta feira: 15/05/2015 Eixos: Matemática, Música, Movimento e Autonomia Contextos/Conteúdos:  Figuras geométricas  Elemento musical: Velocidade  Dinâmica lateral e rítimica  Cuidado Competências e habilidades:
  39. 39.  Identificar as figuras geométricas em 2D;  Expressar através do corpo diferentes velocidades;  Definir a própria dinâmica lateral/rítmica;  Expressar atenção e cuidado; Desenvolvimento:  Acolhimento;  Apresentação das atividades de hoje;  Relembrar o jogo musical da aula anterior que foi proposto uma forma de cantar sem utilizar a fala, mas os sons vocálicos para interpretar melodias. Hoje será proposto cantar as músicas em velocidades diferentes e também movimentar-se de acordo com as variações de velocidades da música;  Apresentação das figuras geométricas traçadas no chão da sala ou do solário e sugerir que as crianças realizem movimentos cantados a partir dos comandos: Vamos cantar e dançar e/ou caminhar lentamente ou rapidamente no triângulo, quadrado, retângulo ou círculo;  Sempre que for dado um comando sobre determinada figura mostrar a mesma em eva;  Organização das crianças sentadas no círculo para conversação sobre as atividades realizadas;  Apresentação das figuras geométricas no centro do círculo para fazermos comparações com as formas dos objetos;  Apresentação da atividade que será realizada no caderno;  Preparação para o lanche e intervalo;  Continuação da atividade iniciada;  Atividade paralela para grupos que já realizaram atividade: Jogo da memória e quebra- cabeça;  Preparação para ir para casa; 11ª SEMANA - PREPARAÇÃO PARA PRODUTO FINAL DO PROJETO Segunda-feira: 18/05/2015 - Feriado municipal / Paróquia Terça-feira: 19/05/2015 Eixos: Matemática, Movimento, Linguagem e Autonomia Contextos/Conteúdos:  Medidas de igualdade: Comparar objetos  Comunicação  Coordenação motora fina  Independencia Competências e habilidades:
  40. 40.  Comparar objetos de estabelecendo igualdade e diferença;  Comunicar ideias e argumentar sobre as situações vivenciadas;  Aplicar habilidade de expressão motora realizando traçado;  Realizar atividade demonstrando independência; Desenvolvimento:  Realização das atividades permanentes;  Solicitação para que recontem oralmente a história lida nas aulas anteriores “Bagunça e Arrumação”;  Análise de situação: Atividade de observação levando o grupo a pensar sobre organização dos nossos objetos/pertences que estão na sala. Propondo uma ação: Levar um objeto para guardar em seu lugar. Por aonde você iria?  Demonstração uma criança: Situação levar lápis para guardar no pote de lápis;  Observações: Cuidado por onde vai passar com o que está levando, com os colegas que estão no percurso, caminho. Por exemplo, quando estão brincando na área externa. Ter o mesmo cuidado;  Conversação sobre as situações em que precisamos guardar os objetos no lugar. E se não guardamos o que acontece depois quando vamos procurar?  Combinados para realização deste exercício prático no momento de preparação para o lanche; O que faremos primeiro: Listar com o grupo: Fila para lavar as mãos, pegar o lanche na mochila, lanchar na mesa (sala ou refeitório), guardar as vasilhas e toalhas na mochila, guardá-la, jogar as embalagens descartáveis no lixo, fazer a higienização necessária e depois seguir a próxima etapa da rotina;  Apreciação dos argumentos das crianças;  Apresentação da atividade no caderno relembrando o procedimento “ligar” objetos/imagens. Diferenciando do procedimento “circular” objetos/imagens;  Observação sobre o conceito de igualdade e diferença expresso pelas crianças;  Realização da atividade no caderno, envolvendo o conceito de correspondência;  Intervalo para higienização, lanche e brincadeira livre;  Dar continuidade a atividade iniciada, apresentação da tarefa de casa;  Atividade paralela para grupos: Jogo da memória  Preparação para ir para casa; Quarta feira: 20/05/2015 Eixos: Linguagem, Natureza e Sociedade, Identidade e autonomia, Artes visuais; Contextos/Conteúdos:  Repertório linguístico destaque: Relatos sobre as vivências durante o projeto “Minha identidade e cultura brincante”  Brinquedos e brincadeiras: Vivência (Mostro Meleca);  Expressividade artística: Produção de brinquedo;
  41. 41. Competências e habilidades:  Explicar e argumentar suas ideias e pontos de vista relacionada a temática discutida;  Conhecer, produzir e utilizar um brinquedo;  Experimentar ou reviver uma brincadeira; Desenvolvimento:  Acolhimento;  Conversação com as crianças sobre as coisas que realizamos no CEMEI. Buscando memórias sobre as semanas de integração e ações durante o projeto através das fotografias e de outros registros e atividades que desenvolvemos;  Destacar o termo “lugar de brincar” e observar no cartaz quais foram as experiências registradas pelas crianças, sugerindo que relatem sobre estas experiências;  Pedir que as crianças que ainda não fizeram o registro (desenho) façam;  Conversação sobre as brincadeiras que desenvolvemos e escolher qual delas poderemos brincar novamente e mostrar para as crianças das outras turmas;  Realização da brincadeira que as crianças escolherem;  Combinados sobre a socialização com as outras turmas para mostrar a brincadeira que escolhemos;  Conversação sobre os brinquedos que temos na escola, listando-os. Indagar das crianças se elas sabem fazer brinquedos. Se já fizeram algum. Propor a construção de um balangandan. Procurar saber se as crianças já conhecem. Dar informações sobre a origem, como brincar e os cuidados com os colegas quando estiverem brincando com balangandan. Quinta-feira: 21/05/2015  Organização dos espaços e produções para realização do produto final do projeto;  Escolha junto com as crianças de um brinquedo para apresentar para as outras turmas, mostrando a forma de brincar;  Combinados para a apresentação. Sexta-feira: 22/05/2015  Realização do produto final do projeto;  Ação coletiva na praça central do CEMEI com apresentação de brinquedos e brincadeiras pesquisados, construídos e experimentados pelas turmas.
  42. 42. RECURSOS: Materiais:  Tinta guache, cola, cartolinas, cartonados, TNT, fita adesiva, mídias de CD/DVD ou pendrive da escola, jornais, e.v.a, material impresso (preto e colorido), papel ofício, etc; Pedagógicos:  Livros, revistas, vídeos, desenhos animados, fantoches, coletâneas musicais, etc; Tecnológicos:  Aparelho de som, tv, dvd, microfone, caixa de som, data show, pendrive, máquina fotográfica, gravador de áudio (celular), etc. REFERÊNCIAS: BRASIL. MEC/SEF. Referenciais Curriculares Nacionais da Educação Infantil vol. 01, 02 e 03. Brasília: 1998. BRASIL. Ministério da Educação. Secretaria de Educação Básica. Diretrizes curriculares nacionais para a educação infantil / Secretaria de Educação Básica. – Brasília : MEC, SEB, 2010. C. S. BARBOSA, BRINCANTAR – Projeto de pesquisa-ação / atividade sociocultural e educativa, ligada à pesquisa Educação dos Sentidos e Estética Artística: Produção Cultural da/para Infância. Artigo como o mesmo tema, aprovado em 09.09.2014 e publicado em 12.09.2014, no blog Cultura, Educação & Interatividade na Infância por Claudinéia da Silva Barbosa à título de Especialista em Metodologia do Ensino das Artes /Arte Educação, pela Faculdade Internacional de Curitiba - SC (FACINTER / UNINTER) modalidade EaD PAP Itaberaba-Ba, 2014. C. S. BARBOSA, Educação dos Sentidos e Estética Artística: Produção Cultural da/para Infância in Olhar sensível sobre o desenvolvimento na infância. Claudinéia da Silva Barbosa, 1ª edição. 2015. HORFMAN, Jussara. Avaliação Mediadora. ITABERABA, MEU LUGAR DE BRINCAR! I Projeto Institucional da Secretaria Municipal de Educação – SMED 2015 ITABERABA. Conselho Municipal de Educação. Secretaria Municipal de Educação. Coordenação de Educação Básica e Apoio Pedagógico. Diretrizes Curriculares Municipal para Educação Infantil – Revisão 2012. CME/SMED/CEBAP, 2012. – Itaberaba – BA. Matriz Curricular para a Educação Infantil - 2012- 2016. Conselho Municipal de Educação / Secretaria Municipal de Educação – CME/SMED. 2012. - Itaberaba-Ba
  43. 43. IMAGENS DA CAPA: Registros fotográficos das ações durante as semanas de integração. Produção e edição: Claudinéia da Silva Barbosa. REFERÊNCIAS DAS MÚSICAS: Músicas do Cancioneiro popular infantil Gente tem sobrenome – Toquinho Minha Mãe – Balão Mágico Hino de Itaberaba – Donalde Amorim Você é Especial – Aline Barros 1,2,3... Indiozinhos... – Galinha Pintadinha Loja do Mestre André – Cantigas de Roda Pintor de Jundiaí – Quem canta seus males espanta 1 Caranguejo – Quem canta seus males espanta 1 REFERÊNCIA DAS HISTÓRIAS: A lebre e a tartaruga – Coleção Fábulas Bagunça e Arrumação – Marília Pirillo Brinquedos – André Neves Chapeuzinho Vermelho e o lobo – Coleção Clássicos Como é bonito o pé do Igor – Lulu, o coelhinho danado – Coleção As aventuras dos filhotes O dia a dia de Dadá – Marcelo Xavier Os sete cabritinhos Os sete sacizinhos Os três porquinhos e o lobo – Coleção Itaú Quem canta seus males espanta: Cantigas e parlendas Salada, saladinha: Parlendas / Maria José Nobrega e Rosane Pamplona, organizadoras; Ilustrações Marcelo Cipis, 1ª ed. São Paulo, Moderna, 2005 – (Coletânea na panela de mingau) QUESTÕES QUE SURGIRAM DURANTE A ELABOLAÇÃO: 1. Tem previsão de datas para reuniões administrativas e/ou pedagógicas durante este período? Sim foram adicionadas. Assim como os feriados, pontos facultativos e paralisações previstas. 2. Tem previsão de datas para encontros formativos durante este período? Sim. Também foram adicionados. 3. Em relação aos recursos necessários para o desenvolvimento dos projetos. O projeto precisará encaminhado se possível com antecedência ou na primeira semana à equipe Técnica da Ed. Infantil / SMED, para tomar as devidas providências em tempo hábil.
  44. 44. QUESTÕES QUE PODERÃO SURGIR DURANTE O DESENVOLVIMENTO DO PROJETO: ___________________________________________________________________________________ ___________________________________________________________________________________ ___________________________________________________________________________________ ___________________________________________________________________________________ ___________________________________________________________________________________ ___________________________________________________________________________________ ___________________________________________________________________________________ ___________________________________________________________________________________ ___________________________________________________________________________________ ___________________________________________________________________________________ ___________________________________________________________________________________ AVALIAÇÃO DO DESENVOLVIMENTO DO PROJETO - Sobre a mediação pedagógica e sobre as condições dadas; - Registros sobre o desenvolvimento da turma. ___________________________________________________________________________________ ___________________________________________________________________________________ ___________________________________________________________________________________ ___________________________________________________________________________________ ___________________________________________________________________________________ ___________________________________________________________________________________ ___________________________________________________________________________________ ___________________________________________________________________________________ ___________________________________________________________________________________ ___________________________________________________________________________________ ___________________________________________________________________________________ ___________________________________________________________________________________ ___________________________________________________________________________________ ___________________________________________________________________________________ ___________________________________________________________________________________ ___________________________________________________________________________________ PROJEÇÕES PARA O II BIMESTRE: (Cronograma, estratégias para elaboração, etc;) ___________________________________________________________________________________ ___________________________________________________________________________________ ___________________________________________________________________________________ ___________________________________________________________________________________ ___________________________________________________________________________________ ___________________________________________________________________________________ ___________________________________________________________________________________ ___________________________________________________________________________________ ___________________________________________________________________________________ ___________________________________________________________________________________ ___________________________________________________________________________________

×