Carta de Paulo aos Romanos:
Cristãos à sombra do Império
•A vida com Cristo: velho homem morreu com
Cristo. Novo homem con...
•Quem nos separará do amor do Cristo? (8,35)
•Quem nos separará? Quem vai nos separar/ Do
amor de Cristo? Quem nos separar...
•A Situação de Israel (Rm 9)
•Tenho grande tristeza e incessante dor no
coração (9,2).
•Preferia ser anátema se isso fosse...
•Subsiste um resto: da rejeição de Israel veio
a salvação dos gentios (9,27; 11,5-15).
•A oliveira verdadeira e a oliveira...
•SUBMISSÃO ÀS AUTORIDADES (13,1-7)
•sob as circunstâncias em que viviam: estimular
a submissão em vez da resistência deses...
•Distúrbios instigados por Chrestus
(Tácito, Anais 15,44)
•A espada imperial não está inativa: ameaça de
carnificina. espa...
•Andemos dignamente como em pleno dia
(Rm 13,13)
•Quer vivamos, quer morramos, pertencemos
ao Senhor (14,8)
•Os fortes dev...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Carta aos Romanos 03

847 visualizações

Publicada em

Publicada em: Espiritual
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
847
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
4
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
86
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Carta aos Romanos 03

  1. 1. Carta de Paulo aos Romanos: Cristãos à sombra do Império •A vida com Cristo: velho homem morreu com Cristo. Novo homem configurado a Cristo (Rm 6) •O homem sem Cristo: está sob o pecado, é carnal (7,7). A Lei denuncia os pecadores e exige a sanção. A orientação fundamental e o erro do alvo (7,19) •A vida (lei) no Espírito: coerdeiros no herdeiro (8, 17). a ardente expectativa da criação: sujeita ao pecado por causa do ser humano (8,19) •Tudo concorre para o bem dos que amam a Deus (8,28).
  2. 2. •Quem nos separará do amor do Cristo? (8,35) •Quem nos separará? Quem vai nos separar/ Do amor de Cristo? Quem nos separará?/ Se ele é por nós, quem será, quem será contra nós?/ Quem vai nos separar do amor de Cristo, quem será? •1. Nem a espada ou perigo,/ nem os erros do meu irmão,/ Nenhuma das criaturas nem a condenação. •2. Nem a vida, nem a morte, a tristeza ou aflição./ Nem o passado, nem o presente, o futuro, nem opressão •3. Nem as alturas, nem os abismos, nem tampouco a perseguição./ Nem a angústia, a dor ou a fome, nem a tribulação.
  3. 3. •A Situação de Israel (Rm 9) •Tenho grande tristeza e incessante dor no coração (9,2). •Preferia ser anátema se isso fosse possível em favor dos judeus (9,3) •A eles pertencem os patriarcas, as profecias e o messias (9,4) •Dou testemunho de que eles têm zelo por Deus, porém não com entendimento (10,2).
  4. 4. •Subsiste um resto: da rejeição de Israel veio a salvação dos gentios (9,27; 11,5-15). •A oliveira verdadeira e a oliveira brava (11,17). •O chamado de Deus é irrevogável (Rm 11,28- 29) •O culto espiritual (logikós): discernir o que é vontade de Deus (12,1). •Configuração a Cristo pela ação do Espírito
  5. 5. •SUBMISSÃO ÀS AUTORIDADES (13,1-7) •sob as circunstâncias em que viviam: estimular a submissão em vez da resistência desesperada •Filon de Alexandria: dar passagem aos dirigentes por honrá-los e aos animais por temê- los: leitores sabiam que seriam esmagados. •Salvaguardar os mais vulneráveis: os judeus que tentavam reconstruir uma comunidade abalada: cristãos romanos antijudaicos: transformação dos judeus em bodes expiatórios •Judeus: expulsões por Tibério (19 dC) e por Cláudio (49 dC) (Suetonio, Claudii vita, 25).
  6. 6. •Distúrbios instigados por Chrestus (Tácito, Anais 15,44) •A espada imperial não está inativa: ameaça de carnificina. espada: símbolo de repressão •Propaganda de Nero: espada não desembainhada, não surja de sangue (Sêneca, De Clementia): Ler Hosley p. 201. •A paz de Nero em oposição à Pax Augusta (estabelecida por meio de guerras). Ler nota da Bíblia Pastoral •Rm 13,7: a cada ser, coisa, circunstância e situação: expressar de forma diferente a configuração a Cristo.
  7. 7. •Andemos dignamente como em pleno dia (Rm 13,13) •Quer vivamos, quer morramos, pertencemos ao Senhor (14,8) •Os fortes devem carregar as fragilidades dos fracos (15,1) •Saudações finais (Rm 16)

×