1º PASSO

765 visualizações

Publicada em

Publicada em: Dispositivos e hardware
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
765
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
3
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
46
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

1º PASSO

  1. 1. PRIMEIRO PASSO DEALCOÓLICOS ANÔNIMOS
  2. 2. “ADMITIMOS QUE ÉRAMOS IMPOTENTESPERANTE O ÁLCOOL E QUE TÍNHAMOSPERDIDO O DOMÍNIO SOBRE NOSSAS VIDAS”
  3. 3. O ÁLCOOL E SUASCONSEQUENCIAS .
  4. 4. COM OS HOMENS...
  5. 5. COM AS MULHERES...
  6. 6. QUE PODE RESULTAR EM VIOLÊNCIA CONTRA IDOSOS ...
  7. 7. E CRIANÇAS...
  8. 8. Sem o Primeiro Passo não há oportunidade de recuperação.Tem sido demonstrado cada vez mais que uma pessoa se torna sóbria e permanece sóbria tão somente quando ela faz por ela e somente por ela.Ela pode se tornar sóbria temporariamente por causa de alguém, por alguma espéciede medo ou por temer a perda do emprego. Mas a menos que ela esteja sincera everdadeiramente determinada a se manter sóbria por si mesmo seus dias de sobriedade estarão contados.
  9. 9. Porém, ao ingressar em A. A., logoencaramos essa humilhação absoluta de uma maneira bem diferente.Percebemos que somente através daderrota total é que somos capazes dedar os primeiros passos em direção a libertação.Nossa admissão de impotência pessoal acaba por tornar-se o leito de rocha firme sobre o qual poderão ser construídas vidas felizes e significativas.
  10. 10. Por que insistir tanto em quetodo AA precisa, antes de maisnada, chegar ao fundo do poço?
  11. 11. A resposta é que poucas pessoas praticarão sinceramente o programa de A.A., a não ser que tenham atingido o fundo. Pois praticar os restantes OnzePassos de A. A. requer a adoção de atitudes e ações que quasenenhum alcoólico que ainda esteja bebendo sonharia adotar.
  12. 12. O Primeiro Passo é uma decisão difícil de tomar! É um Passo que nenhuma assistência de fonteexterna é possível. Esta decisão deve ser tomada sozinha. Não é fácil admitir a derrota. Duranteanos dissemos: “eu posso parar de beber quando eu quiser”. Por anos acreditamos que a sobriedade está logo ao virarmos a esquina, e subitamente descobrimos, muito a contragosto, que nós não podemos fazer essa parada. Somos como torcedores fanáticos de futebol que ainda esperam por um milagre quando o time de casa entra no turno final arrastando meia dúzia de
  13. 13. Sob a chicotada do alcoolismo, somos impelidos ao A. A., e ali descobrimos a fatalidade de nossa situação. Nessa hora, e somente nessa hora, é que nos tornamos tão receptivos a sermosconvencidos e tão dispostos a escutar como os que se encontram à beira da morte. Prontificamo-nos a fazer qualquer coisa que nos livre dessa obsessão impiedosa.
  14. 14. Um famoso palestrante começou um semináriosegurando uma nota de cinqüenta reais. Numa sala deduzentas pessoas ele perguntou:_Quem quer essa nota de cinqüenta reais? Mãos seergueram. Ele amassou bem a nota e fez a mesmapergunta e mesmo assim as mãos se ergueram. Eledeixou a nota cair no chão, pisoteou e esfregou bem ochão e voltou a fazer a mesma pergunta e as mãosvoltaram a se erguerem. E o palestrante concluiu:_Meus amigos, vocês todos devem aprender essa lição:não importa o que eu faça com o dinheiro, vocês aindavão querer essa cédula. Porque ela esteja como estivernão perde o seu valor e essa situação também ocorreconosco...
  15. 15. Muitas vezes em nossas vidas somos amassados, pisoteados e ficamos sujos pordecisões que tomamos e/ou pelas circunstâncias que surgem em nossos caminhos. E assim, ficamos nos sentindo desvalorizados, sem importância.Porém, creiam, não importa o que aconteceu ou o que acontecerá.Jamais perderemos o nosso valor diante de Deus. A nossa valia, o preço de nossas vidas, não é avaliada pelo que fazemos ou sabemos, mas por aquilo que somos.
  16. 16. Como loucos, vivíamos em devaneios desvairados e mesmo assim acreditávamos estar certos estando completamente errados. A exclusão de Deus em nossas vidas já tínhamos feito fazia tempo, ao invés de sermos servos nos iludíamos acreditando ser rei e senhor.Na hipocrisia dessa crença, assistíamos em cadeira cativa, o vício desmoronar aquiloque tínhamos recebido de mais importante do universo, a vida!
  17. 17. Quando admitimos o Primeiro Passo, conseguimos ultrapassar a maior das barreiras, aceitar o que nos tornamos.No entanto, passamos acreditar que podemos nos tornar pessoas melhores excluindo o álcool denossas vidas. E através dos Passosseguintes, buscamos nos relacionarmelhor com Deus, a família e amigos. O Primeiro Passo é apenas oPrimeiro Passo para uma edificaçãodigna e exemplar, porém, é o grande Passo que separa o caos da luz.
  18. 18. Baseadono livro dos doze Passos de alcoólicos anônimos colaBoração comPraimundoPBcomPraimundoPB@yahoo.com.B

×