O slideshow foi denunciado.
Utilizamos seu perfil e dados de atividades no LinkedIn para personalizar e exibir anúncios mais relevantes. Altere suas preferências de anúncios quando desejar.

Jornal abril junho_2016

138 visualizações

Publicada em

Trimestral

Publicada em: Educação
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Jornal abril junho_2016

  1. 1. FolhasJornal Associaçãode ReformadosPensionistaseIdososdeCorroios dos Nossos Dias 2ºTrimestre 2016 do centro de dia AURPIC
  2. 2. 1 Índice Índice…………………………………………………………………………………………………..……...1 SaúdeParatodos…………………………………………………….………………………..2 FrutodoTrimestre…………………………………….……………….…………………..3 Reflexão(poterachado)………………………..…………..……..………………4 Visitas………………………………………………………………………………..…………………….5 intercâmbio…………………………………………………………………..……….……..……6 Biografiadeum Utente ……………………..…………………..………………….7 DinâmicasdeGrupo………………………………..….……..……….…..…………….8 PreparaçãoSantosPopulares…………………………….………………..9 Anedotas………………………………………………………………………..…………………11 Passatempos…………………………………………………………………..……….……...11
  3. 3. 2 O pesquisador e gerontólogo Lawton fala em ambientes amigáveis para os idosos e criou o conceito de docilidade ambiental. Ambientes amigáveis resulta na oferta de recursos físicos e psicossociais de natureza compensatória para favorecer a saúde física, a funcionalidade e o bem-estar psicológico de pessoas idosas. O conceito de docilidade ambiental significa que, à medida que as competências da pessoa declinam e o comportamento depende de fatores externos, torna-se necessário criar programas para melhorar o ambiente dos idosos para que possam viver mais dignamente e com mais segurança e bem-estar. Saúde para Todos  Oferecer estímulos claros, redundantes, ricos em contexto, como por exemplo: desenhos, pistas, adesivos, etiquetas;  Evitar tarefas concorrentes, para prevenir distração, uma vez que os mais velhos têm uma diminuição em sua capacidade de inibir informação irrelevante;  Evitar exposições prolongadas a ruídos;  Dar oportunidades para exercício de controle pessoal, liberdade de escolha e autonomia;  Assegurar a privacidade;  Planejar ambientes na medida do possível bonitos e agradáveis. Como deve ser oambiente favorável ao idoso Fonte: http://www2.uol.com.br/vyaestelar/ambiente_idoso.htm Docilidadeambiental Dicas paracompensar perdas sensoriais
  4. 4. 3 Fruto do Trimestre Ameixa  São de baixas calorias – 46kcal por 100g. Não contém gorduras saturadas e têm numerosos compostos que promovem a saúde, como minerais e vitaminas.  Outros compostos estão presentes na fruta de ameixa, tais como as fibras dietéticas, juntamente com sorbitol e isatina, conhecidas por ajudar a regular o funcionamento do sistema digestivo e assim, aliviar a prisão de ventre.  Ameixa madura é uma fonte moderada de vitamina C, um poderoso antioxidante natural.  Ameixa fresca, especialmente a amarela, é uma fonte moderada de betacaroteno e vitamina A, sendo esta última essencial para a visão.  O fruto contém flavonóides poli-antioxidantes fenólicos tais como a luteína, criptoxantina e zeaxantina, em quantidades significativas. Estes compostos atuam em processos de envelhecimento e de várias doenças.  Ameixa é rica em minerais como fluoreto de potássio e ferro. O ferro é necessário para a formação de glóbulos vermelhos. O potássio é um componente importante dos fluidos das células e do corpo, que ajuda a controlar a frequência cardíaca e a pressão sanguínea. 6Benefícios Trata-se de um fruto muito antigo, em 1864 já eram relacionadas mais de 150 espécies diferentes de ameixa. O aparecimento da ameixeira-europeia está relacionada com a região da Ásia Menor, na região sul do Cáucaso. Fonte: www. http://formasaudavel.com.br/ameixa/
  5. 5. 4 Reflexão O PoteRachado… Um carregador de água na Índia levava dois potes grandes, ambos pendurados em cada ponta de uma vara a qual ele carregava atravessada no seu pescoço. Um dos potes estava rachado e perdia água, o outro era perfeito e chegava a casa do chefe sempre cheio, o pote rachado chegava apenas meio cheio. Foi assim por dois anos, diariamente, o carregador entregando um pote e meio de água na casa de seu chefe. Claro, o pote perfeito estava orgulhoso de suas realizações. Porém, o pote rachado estava envergonhado da sua imperfeição, e sentindo-se miserável por realizar apenas a metade do que havia sido designado a fazer. Após perceber que por dois anos havia sido uma falha amarga, o pote falou para o homem um dia, à beira do poço: - Estou envergonhado, quero pedir-lhe desculpas. - Por quê?, perguntou o homem. - De que você está envergonhado? - Nestes dois anos eu fui capaz de entregar apenas metade da minha carga, porque esta fenda faz com que a água vaze por todo o caminho. Por causa do meu defeito, você tem que fazer mais trabalho, e não ganha o salário completo pelos seus esforços, disse o pote. O homem ficou triste pela situação do velho pote, e com compaixão falou: - Quando voltarmos para a casa quero que observes as flores ao longo do caminho. De fato, à medida que eles subiam a montanha, o velho pote rachado notou flores ao lado do caminho, e isto deu-lhe ânimo. Mas ao fim da estrada, o pote ainda se sentia mal porque tinha vazado a metade, e de novo pediu desculpas ao homem por sua falha. Disse o homem ao pote: - Você notou que pelo caminho só havia flores no seu lado do caminho??? Notou ainda que a cada dia, enquanto voltávamos do poço, você as regava??? Por dois anos eu pude colher flores para ornamentar a mesa do meu senhor. Sem você ser do jeito que você é, ele não poderia ter essa beleza para dar graça à sua casa. Autor desconhecido Fonte: http://www.possibilidades.com.br/parabolas/pote_rachado.asp
  6. 6. 5 Visitas EscolaBásica 2 ºe 3º Ciclos de Vale Milhaços Turma6º F ProfessoraSalomé eProfessorLuís
  7. 7. 6 Intercâmbio, com 2encontros:  Lanche convívio  Dança e confraternização entre gerações  Apresentação musical pelos jovens  Oferta de produtos de higiene para os clientes de Centro de Dia
  8. 8. 7 Vitória Alves A D.ª Vitória nasceu na Freguesia de Santa Isabel em Lisboa no ano de 1928. Começou a trabalhar aos 5 anos tomando conta dos irmãos. Frequentou a escola mas não teve possibilidade de aprender a ler. Conheceu o seu marido num baile e após um ano de namoro casaram. A D. Vitória foi mãe de 2 meninas e mais tarde emigrou com o marido para o Canadá. Recorda desse tempo os 15 anos que trabalhou num Lar de Idosos. São muito gratas as memórias que tem desse período de tempo!
  9. 9. 8 Dinâmicasde Grupo
  10. 10. 9 Preparação Santos Populares
  11. 11. 10 Anedota No autocarro, uma velhinha senta-se atrás do condutor e oferece amendoins a um menino sentado ao seu lado, o menino aceita. Passado algum tempo ela oferece também ao senhor motorista, por simpatia este também aceita. Enquanto come os amendoins o condutor pergunta à velhinha: - Estes amendoins são muito bons, porque é que a senhora não come? - Porque não posso, veja a minha boca, não tenho dentes! Responde a senhora. O motorista faz outra pergunta:- Então porque é que a senhora os compra? E a velhinha responde: - Porque gosto do chocolate que vem em volta deles. Amendoins da Velhinha
  12. 12. Edição nº 10 Publicação Trimestral Morada- RuaA Soldado Luís nº2- 2855-154Corroios Tel./ Fax- 21 25346 18 www.aurpic-pt.webnode.pt Visite o nosso Site: email- aurpic@sapo.pt blog- http//aurpic.blogspot.com

×