Atmosfera e Caracterização
<ul><li>Atmosfera  = técnica literária que permite envolver o leitor com um sentimento predominante de um trecho da própri...
<ul><li>Cenários Ressoantes –  quando a paisagem descrita revela um determinado sentimento </li></ul><ul><li>“ Andamos lon...
<ul><li>Clima –  quando o clima do cenário é a representação metafórica de determinado sentimento </li></ul><ul><li>“ De r...
<ul><li>Descrição Sensorial –  a descrição objetiva permite a visualização explícita de um cenário. Já a descrição sensori...
<ul><li>Caracterização -  processo através do qual se apresenta informações sobre os personagens de uma obra literária. As...
<ul><li>Caracterização Direta  - O autor literalmente apresenta a informação para os leitores. Assim, o autor determina co...
<ul><li>“ Mike Eslin saiu do elevador com as pernas mais pesadas do que o de costume.  Virou-se para Olin, um homenzinho g...
<ul><li>Caracterização Indireta : O autor transmite as informações sobre os personagens através de  Diálogos, Ação e Pensa...
<ul><li>A partir do exercício de observação realizado durante a semana, escreva um texto descrevendo o seu dia até chegar ...
<ul><li>JATOBÁ, JOÃO FELIPE BRANDÃO. Técnicas Literárias. Disponível em:  http://migre.me/5KNuv  . Acesso em 7.set.2011  <...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Jornalismo literário atmosfera e descrição

1.276 visualizações

Publicada em

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.276
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
47
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Jornalismo literário atmosfera e descrição

  1. 1. Atmosfera e Caracterização
  2. 2. <ul><li>Atmosfera = técnica literária que permite envolver o leitor com um sentimento predominante de um trecho da própria narrativa. </li></ul>
  3. 3. <ul><li>Cenários Ressoantes – quando a paisagem descrita revela um determinado sentimento </li></ul><ul><li>“ Andamos longo tempo pelo labirinto de ruas, enfim ela parou. Estávamos num campo. Aqui, ali e além eram cruzes que se erguiam de entre o ervaçal. Ela ajoelhou-se. Parecia soluçar; em torno dela passavam aves da noite.”  </li></ul><ul><li>Noite na Taverna, Solfieri – Álveres de Azevedo </li></ul>
  4. 4. <ul><li>Clima – quando o clima do cenário é a representação metafórica de determinado sentimento </li></ul><ul><li>“ De repente percebeu que estava ficando muito frio, e que no ponto alto em que se encontrava o vento começava a soprar, frio como gelo. Uma mudança se operava no tempo. A névoa passava por ele agora, em trapos e farrapos. Sua respiração produzia fumaça, e a escuridão estava menos próxima e densa. Olhou para cima e viu, surpreso, que estrelas apagadas apareciam no céu, por entre chumaços apressados de nuvem e neblina.”  </li></ul><ul><li>O senhor dos Anéis: A sociedade do Anel – Livro I – Capítulo VIII – J.R.R. Tolkien </li></ul>
  5. 5. <ul><li>Descrição Sensorial – a descrição objetiva permite a visualização explícita de um cenário. Já a descrição sensorial, permite colocar o leitor dentro deste cenário. </li></ul><ul><li>  </li></ul><ul><li>“ Kiriákov tira o redingote e entra na sala. A luz verde da lâmpada cai fracamente sobre a mobília barata coberta de forros brancos remendados, sobre as pobres flores, os batentes pelos quais sobem heras… Há um odor de gerânio e formol. Um reloginho de parede tiquetaqueia timidamente, como que embaraçado diante do homem estranho.” </li></ul><ul><li>Um Homem Extraordinário – Tchekov. </li></ul>
  6. 6. <ul><li>Caracterização - processo através do qual se apresenta informações sobre os personagens de uma obra literária. As informações apresentadas podem ser: a aparência, idade, gênero, ocupação, status social, status cultural, motivações, humor, antecedentes, etc. A caracterização permite uma melhor concepção e desenvolvimento dos personagens, tornando-os mais realistas e complexos. </li></ul>
  7. 7. <ul><li>Caracterização Direta - O autor literalmente apresenta a informação para os leitores. Assim, o autor determina como o personagem é, oferecendo uma visão restrita e permitindo uma compreensão mais precisa deste. </li></ul>
  8. 8. <ul><li>“ Mike Eslin saiu do elevador com as pernas mais pesadas do que o de costume.  Virou-se para Olin, um homenzinho gorducho de terno escuro e gravata cor de vinho com um laço cuidadoso . O gerente entrelaçava as mãos manicuradas às costas, e  Mike viu que o rosto dele mostrava uma palidez cremosa. ” </li></ul><ul><li>1.408, de Stephen King </li></ul>
  9. 9. <ul><li>Caracterização Indireta : O autor transmite as informações sobre os personagens através de Diálogos, Ação e Pensamentos . </li></ul><ul><li>  </li></ul><ul><li>“ - Acho que ele pensou que você estava mais seguro com os trouxas – começou Rony. </li></ul><ul><li>- Ah é? – retrucou Harry, erguendo as sobrancelhas – Algum de vocês foi atacado por dementadores este verão ?” </li></ul><ul><li>Harry Potter e a Ordem da Fênix, de J.K. Rowling </li></ul>
  10. 10. <ul><li>A partir do exercício de observação realizado durante a semana, escreva um texto descrevendo o seu dia até chegar até a universidade. </li></ul>
  11. 11. <ul><li>JATOBÁ, JOÃO FELIPE BRANDÃO. Técnicas Literárias. Disponível em: http://migre.me/5KNuv . Acesso em 7.set.2011 </li></ul>

×