AULA 5 - ENTREVISTA 
Passemos agora ao terceiro item que é a entrevista. A primeira coisa a ser lembrada ao jornalista é a...
No próximo módulo você terá um aprofundamento maior sobre o universo das entrevistas, incluindo explicações sobre as princ...
- grave a entrevista, mediante autorização do entrevistado. Isso é imprescindível quando se deseja publicar as aspas do en...
- Como você se sente (após ganhar uma medalha, após a morte de uma pessoa) 
- Quando o senhor foi eleito prefeito? (não de...
Aula 5   ENTREVISTA
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Aula 5 ENTREVISTA

420 visualizações

Publicada em

Publicada em: Educação
0 comentários
1 gostou
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
420
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
19
Comentários
0
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Aula 5 ENTREVISTA

  1. 1. AULA 5 - ENTREVISTA Passemos agora ao terceiro item que é a entrevista. A primeira coisa a ser lembrada ao jornalista é a de que ele não é um escrivão e nem um office-boy com datilografia. A função dele não é apenas anotar respostas, mas sim colher informações. É preciso ficar claro também que a entrevista não é a apuração, mas apenas uma etapa dela. Na maior parte das reportagens a entrevista carece de ser complementada com apuração e checagem. Relacionamento A entrevista deve ser encarada como um período em que duas pessoas (conhecidas ou não) vão se apresentar e discorrer sobre um tema. Em outras palavras, elas vão se relacionar profissionalmente a partir de uma conversa direcionada. Uma entrevista construída a partir do diálogo mecânico entre dois interlocutores certamente irá resultar numa entrevista fria, em que poucas informações serão apuradas. Entrevista como pauta Há casos em que a entrevista é a própria pauta. Isso acorre quando: - o entrevistado é uma personalidade - as idéias do entrevistado são respeitadas pela sociedade - o entrevistado está envolvido em algo que é notícia As entrevistas podem ser: Exclusivas – quando obtidas por apenas um veículo Coletivas – quando vários profissionais de imprensa fazem as perguntas. As coletivas servem para anunciar alguma novidade ou esclarecer algum fato.
  2. 2. No próximo módulo você terá um aprofundamento maior sobre o universo das entrevistas, incluindo explicações sobre as principais técnicas de entrevista. Até lá!. TÉCNICAS DE ENTREVISTA Técnicas de Entrevista Antes da entrevista - é imprescindível que o jornalista leia o máximo possível de textos sobre o que já foi publicado sobre o assunto - pesquise sobre o entrevistado e o que ele já disse sobre o assunto - formule as perguntas com antecedência. Se o tempo da entrevista for curto edite as principais perguntas - anote em tópicos os principais temas que serão abordados na entrevista - a entrevista deve ser feita com o espírito desarmado Perguntas Durante uma entrevista o jornalista dispõe de duas técnicas na formulação de perguntas: as perguntas abertas e as perguntas fechadas. Perguntas abertas são aquelas genéricas, em que o entrevistado tem a possibilidade de discorrer sobre um assunto tangenciando a informação principal. Exemplo: Qual a sua opinião sobre um eventual terceiro mandato presidencial? Perguntas fechadas são mais objetivas. O entrevistado não tem espaço para rodeios e tem que responder diretamente às questões formuladas. Exemplo: O senhor será candidato ao governo do Estado? As duas são muito úteis no jornalismo e dependendo da situação o jornalista faz o uso mais adequado de cada uma delas. Às vezes, uma pergunta aberta é interessante de ser usada para descontrair o ambiente e deixar o entrevistado mais solto, sendo precedida de uma pergunta objetiva. Mas, isso não é uma regra e o uso de cada uma delas depende de cada situação e do bom senso do interlocutor. DURANTE A ENTREVISTA A seguir, alguns conselhos básicos sobre o desenvolvimento da entrevista:
  3. 3. - grave a entrevista, mediante autorização do entrevistado. Isso é imprescindível quando se deseja publicar as aspas do entrevistado - cheque sempre como se soletra o nome do entrevistado, sua idade e seu cargo ENTREVISTAS NO ESTILO PINGUE-PONGUE As regras vistas anteriormente se aplicam plenamente quando se faz uma entrevista pingue- pongue. Mas, no caso de uma pingue, que é tratada como uma matéria especial dentro da edição, os cuidados devem ser redobrados: - é imprescindível uma pesquisa detalhada sobre o entrevistado e os temas que serão abordados na entrevista (conhecer seu posicionamento ideológico, sua trajetória, seus posicionamentos etc) - ler artigos e livros referentes ao entrevistado - ao agendar a entrevista, explique ao entrevistado os rumos que a pauta segue - leve uma pauta de perguntas para servir como roteiro - não esqueça o tom dialogal que a entrevista requer - no caso de lançamento de um disco ou livro, os detalhes técnicos podem ser obtidos com a assessoria de imprensa. Reserve perguntas interessantes para a entrevista - a gravação de uma entrevista é indispensável no caso de uma pingue - durante a entrevista, anote os pontos principais para facilitar a hora da edição - não é necessário transcrever toda a entrevista. Transcreva apenas o que for relevante, tanto na parte das perguntas como na das respostas. Cobrindo coletivas - se o repórter for a um evento em que não conhece o entrevistado é recomendável que pesquise imagens dele para saber de quem se trata - no caso de cobrir um congresso ou seminário em que várias pessoas terão de ser ouvidas, procure um folder informativo sobre os participantes - ouça a pergunta dos outros colegas de profissão - se não conseguir se aproximar do entrevistado, passe o gravador para um colega de profissão mais próximo da fonte - em determinadas situações, o discurso do entrevistado é liberado pela assessoria antes da coletiva. Isso facilita o trabalho do repórter - fique atento à platéia: dimensão do público, personalidades presentes etc. Perguntas que jamais devem ser feitas: - Como o senhor vê tal questão? (ele tem todo direito de responder: “- Com os olhos”)
  4. 4. - Como você se sente (após ganhar uma medalha, após a morte de uma pessoa) - Quando o senhor foi eleito prefeito? (não demonstre ignorância em público) - Para crianças, não formule perguntas cuja resposta esperada é um sim ou não. - O que você acha... (é muito amplo e genérico. Pergunte ao entrevistado o que ele pensa sobre o assunto) CONSTRUINDO PERFIS Primeiro é necessário fazer uma distinção entre biografia e um perfil. As biografias são completas e tendem a ser mais duradouras. Elas mostram passo a passo a trajetória de uma pessoa. Já o perfil é um retrato do momento. Não carrega o arsenal de informações de uma biografia, além de ter um caráter mais efêmero. Os perfis servem para ilustrar como aquela pessoa é no seu dia a dia, revelando faces de seu cotidiano e de sua forma de pensar. Como exemplo na construção de perfis, deixamos como dica o livro “O Segredo de Joe Gould”, de Joseph MItchel. MItchel foi considerado um dos maiores construtores de perfis jornalísticos do século 20. Ao se preparar para uma entrevista para a construção de um perfil, atente para o tipo de pergunta: - qual o seu escritor favorito? - qual o seu ator ou atriz favoritos? - se você fosse um animal seria o quê? - qual o filme que você levaria para uma ilha deserta? - se não fizesse o que você faz, o que você faria? - qual a maior alegria de sua vida? E a maior tristeza? - como você se vê daqui a dez anos? E não custa lembrar: - Cheque sempre pilhas, o estado do gravador, tenha pinhas reservas, se possível tenha um gravador reserva e teste-o sempre antes de uma entrevista.

×