Orações 4

202 visualizações

Publicada em

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
202
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
1
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
2
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Orações 4

  1. 1. ORAÇÕES 4 Por Gladston LevyAi dos que querem esconderprofundamente o seu propósito doSENHOR, e fazem as suas obras àsescuras, e dizem: Quem nos vê? Equem nos conhece?
  2. 2. Vede irmãos, que nunca haja emqualquer de vós um coração mau einfiel, para se apartar do Deus vivo. Salmos 53[Masquil de Davi para o músico-mor,sobre Maalate] Disse o néscio no seucoração: Não há Deus. Têm-se
  3. 3. corrompido, e cometido abomináveliniqüidade; não há ninguém que faça obem.Deus olhou desde os céus para osfilhos dos homens, para ver se haviaalgum que tivesse entendimento ebuscasse a Deus.Desviaram-se todos, e juntamente sefizeram imundos; não há quem faça obem, não, nem sequer um.
  4. 4. Acaso não têm conhecimento os quepraticam a iniqüidade, os quais comemo meu povo como se comessem pão?Eles não invocaram a Deus.Ali se acharam em grande temor, ondenão havia temor, pois Deus espalhouos ossos daquele que te cercava; tu osconfundiste, porque Deus os rejeitou.
  5. 5. Oh! se já de Sião viesse a salvação deIsrael! Quando Deus fizer voltar oscativos do seu povo, então seregozijará Jacó e se alegrará Israel. Salmos 73
  6. 6. [Salmo de Asafe] Verdadeiramentebom é Deus para com Israel, para comos limpos de coração.Quanto a mim, os meus pés quase quese desviaram; pouco faltou para queescorregassem os meus passos.Pois eu tinha inveja dos néscios,quando via a prosperidade dos ímpios.
  7. 7. Porque não há apertos na sua morte,mas firme está a sua força.Não se acham em trabalhos comooutros homens, nem são afligidos comooutros homens.Por isso a soberba os cerca como umcolar; vestem-se de violência como deadorno.
  8. 8. Os olhos deles estão inchados degordura; eles têm mais do que ocoração podia desejar.São corrompidos e tratammaliciosamente de opressão; falamarrogantemente.Põem as suas bocas contra os céus, eas suas línguas andam pela terra.
  9. 9. Por isso o povo dele volta aqui, eáguas de copo cheio se lhesespremem.E eles dizem: Como o sabe Deus? Háconhecimento no Altíssimo?
  10. 10. Eis que estes são ímpios, e prosperamno mundo; aumentam em riquezas.Na verdade que em vão tenhopurificado o meu coração; e lavei asminhas mãos na inocência.Pois todo o dia tenho sido afligido, ecastigado cada manhã.
  11. 11. Se eu dissesse: Falarei assim; eis queofenderia a geração de teus filhos.Quando pensava em entender isto, foipara mim muito doloroso;Até que entrei no santuário de Deus;então entendi eu o fim deles.Certamente tu os puseste em lugaresescorregadios; tu os lanças emdestruição.
  12. 12. Como caem na desolação, quasenummomento! Ficam totalmenteconsumidos de terrores.Como um sonho, quando se acorda,assim, ó Senhor, quando acordares,desprezarás a aparência deles.
  13. 13. Assim o meu coração se azedou, esinto picadas nos meus rins.Assim me embruteci, e nada sabia;fiquei como um animal perante ti.Todavia estou de contínuo contigo; tume sustentaste pela minha mão direita.
  14. 14. Guiar-me-ás com o teu conselho, edepois me receberás na glória.Quem tenho eu no céu senão a ti? e naterra não há quem eu deseje além de ti.A minha carne e o meu coraçãodesfalecem; mas Deus é a fortaleza domeu coração, e a minha porção parasempre.
  15. 15. Pois eis que os que se alongam de ti,perecerão; tu tens destruído todosaqueles que se desviam de ti.Mas para mim, bom é aproximar-me deDeus; pus a minha confiança noSenhor DEUS, para anunciar todas astuas obras.

×