Energia fotovoltaica

322 visualizações

Publicada em

Apresentação Cehap - PB

Publicada em: Economia e finanças
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
322
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
95
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
12
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Energia fotovoltaica

  1. 1. Apresentação Energia Solar Fotovoltaica em empreendimentos de Habitação Popular na Paraíba
  2. 2. Provar que era possível a implantação do sistema de geração solar fotovoltaico em habitação popular; Substituição do sistema de aquecimento pelo sistema de microgeração distribuída utilizando painéis solares fotovoltaicos; Motivos
  3. 3. Temperaturas superam a média de 30º, podendo chegar até a 38º no sertão do estado; Tecnologia para substituir de maneira consciente o sistema de aquecimento solar. Motivos
  4. 4. A Paraíba é um dos melhores lugares do Brasil em relação à incidência dos raios solares. Motivos
  5. 5. Utilização racional dos recursos naturais. Preservação das fontes de energia. Economia para a coletividade, visto que a utilização de termoelétricas aumenta os custos para toda a população. Utilizar a tecnologia no PMCMV. Objetivos
  6. 6. A implantação do projeto se deu na Capital, João Pessoa; Oito famílias vindas do aluguel social foram contempladas com o sistema de geração fotovoltaica. Intervenção
  7. 7. A intenção da Companhia é expandir esse modelo de geração de energia para todas as unidades habitacionais construídas. Intervenção
  8. 8. Sistema de microgeração implantado: - 3 painéis fotovoltaicos de 200Wp; - Potência total instalada de 600Wp; - Microinversor de frequência de 600W; - Geração mensal de 60 a 70 kWh. Intervenção
  9. 9. Intervenção
  10. 10. Intervenção
  11. 11. Nas instalações residenciais conectadas à rede, pode-se utilizar tanto a energia fotogerada como a convencional. Estratégia
  12. 12. Não há a necessidade de acumuladores de energia (baterias) Consumo elétrico maior que o produzido: A rede irá fornecer a energia necessária. Estratégia
  13. 13. Consumo elétrico baixo: O excesso de energia elétrica produzida é injetada na rede. Estratégia
  14. 14. No período das 18h às 5h, o consumidor irá utilizar a energia da concessionária. No restante do dia a residência irá consumir a energia que produz, e o excedente será injetado na rede. Estratégia
  15. 15. Nesse tipo de utilização se faz necessário o uso de um medidor bidirecional de energia elétrica. Sua finalidade é de medir tanto a energia elétrica consumida como a injetada na rede pelo consumidor. Estratégia
  16. 16. No final de cada mês o morador recebe um relatório informando o balanço energético. Estratégia
  17. 17. 1 unidade habitacional – R$ 6.000,00 Recursos próprios CEHAP (2013). Atualmente seria gasto apenas 60% desse valor. (popularização dos sistemas fotovoltaicos) Resumo dos Investimentos
  18. 18. Nossa equipe realiza visitas periódicas para acompanhamento dos resultados. Monitoramento e Pós-Ocupação
  19. 19. Desempenho do sistema, em termos de geração, conforme projetado; Impacto de aproximadamente 60% no consumo médio; Economia para o usuário; Economia para a coletividade. Resultados
  20. 20. presidencia@cehap.pb.gov.br

×