Argila Argila
A argila é uma substância terrosa formada por sílica, alumina e água, sendo também frequente o óxido ferroso e o manganês.
A  “Grande Revolução”  no fabrico de objectos que usam a argila como matéria prima foi o aparecimento da  Roda de Oleiro .
Argila Origem do barro A crosta terrestre - Litosfera - é em grande parte constituída por argila, encontrando-se esta a um...
Extracção O local de  extracção dos  barros tem o  nome de  Barreiras e faz-se a céu  aberto.
Argila Propriedades COR Branca, cinzenta,  vermelha ou  amarela.
VISCOSIDADE O estado de agregação das partículas é tanto menor quanto  a quantidade de líquido que lhe adicionarmos.
CONTRACÇÃO Contrai-se pela evaporação da água e pela cozedura.
TIXOTROPIA Comporta-se  como os líquidos quando agitada e como os sólidos em repouso.
Argila PLASTICIDADE Torna-se moldável após a absorção de uma certa quantidade de água.
RESISTÊNCIA Adquire após a secagem e depois da cozedura, sem deformações do seu aspecto.
PERMEABILIDADE É impermeável, menos às águas marinhas
MODELAÇÃO MODELAR , significa dar forma a qualquer material, modificando-o de modo a que venha a  apresentar, depois de tr...
APLICAÇÕES Tijolos e telhas
Azulejos
Objectos de cozinha e artesanato
Louças sanitárias
OLARIA Olaria  designa um conjunto de técnicas para o fabrico artesanal de peças em barro.
INSTRUMENTOS Os  teques  são a principal ferramenta que se utiliza na modelação do barro, são geralmente feitos de madeira...
Além dos  teques  utiliza-se: O  garrote O  rolo de   madeira   O  pano A  esponja   Os marcadores
TÉCNICAS DE MODELAÇÃO Ao conjunto de métodos e processos de modelação chamamos,  "técnicas de modelação".
TÉCNICAS TÉCNICA DA BOLA
Utilizando os polegares, abrir um buraco na bola de barro, rodando e dando a forma do objecto que se pretende.
As paredes da peça são trabalhadas de forma  a ficarem com a mesma espessura podendo-se usar o teque como auxiliar.
TÉCNICA DO ROLO O rolo é uma técnica muito antiga, ainda hoje utilizada para o levantamento de peças de barro.
Em cima de uma superfície lisa e com o auxílio das palmas das mãos, efectuamos movimentos de vaivém, procurando fazer rolo...
Para o inicio da execução enrola-se em espiral um rolo de barro tendo o cuidado de fazer algumas incisões e pincelar com u...
Após enrolar o rolo deve-se achatar o barro criando uma superfície lisa e de igual espessura.
Vão-se colocando rolos uns por cima dos outros, não esquecendo de os colar com a barbotina.
À medida que a parede vai subindo e com o auxílio dos dedos vai-se alisando não esquecendo de ter o cuidado de as paredes ...
Finalmente temos a nossa obra de arte que nesta altura deverá ser acabada e decorada, seguindo-se a secagem.
TÉCNICA DA LASTRA É uma técnica geralmente usada para a execução de peças em barro de forma cúbica ou cilíndrica.
Com o auxílio de umas tabuinhas e de um rolo de madeira executa-se a lastra de barro que terá a espessura igual à altura d...
Com um esquadro, uma régua ou um molde, em cartão, e utilizando uma faca, a lastra é cortada à medida do nosso trabalho.
Podemos executar o nosso trabalho mediante um projecto previamente elaborado.
SECAGEM Antes de serem cozidas as peças, estas devem ser posta a  secar  para perderem a maior parte da água que contêm. A...
ENFORNAMENTO Enfornar  é arrumar as peças a cozer dentro do forno ou mufla. As peças tem que estar bem secas antes de entr...
COZEDURA A primeira cozedura de uma peça de barro chama-se  chacotagem . É durante esta operação que se liberta toda a águ...
DECORAÇÃO As peças terminadas e depois de secas vão ao forno para cozer e pode-se nesta altura efectuar a decoração.
ALGUMAS PEÇAS
ALGUMAS PEÇAS
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Power point argila

16.530 visualizações

Publicada em

1 comentário
3 gostaram
Estatísticas
Notas
Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
16.530
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
46
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
357
Comentários
1
Gostaram
3
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Power point argila

  1. 1. Argila Argila
  2. 2. A argila é uma substância terrosa formada por sílica, alumina e água, sendo também frequente o óxido ferroso e o manganês.
  3. 3. A “Grande Revolução” no fabrico de objectos que usam a argila como matéria prima foi o aparecimento da Roda de Oleiro .
  4. 4. Argila Origem do barro A crosta terrestre - Litosfera - é em grande parte constituída por argila, encontrando-se esta a uma profundidade não superior a 10 metros.
  5. 5. Extracção O local de extracção dos barros tem o nome de Barreiras e faz-se a céu aberto.
  6. 6. Argila Propriedades COR Branca, cinzenta, vermelha ou amarela.
  7. 7. VISCOSIDADE O estado de agregação das partículas é tanto menor quanto a quantidade de líquido que lhe adicionarmos.
  8. 8. CONTRACÇÃO Contrai-se pela evaporação da água e pela cozedura.
  9. 9. TIXOTROPIA Comporta-se como os líquidos quando agitada e como os sólidos em repouso.
  10. 10. Argila PLASTICIDADE Torna-se moldável após a absorção de uma certa quantidade de água.
  11. 11. RESISTÊNCIA Adquire após a secagem e depois da cozedura, sem deformações do seu aspecto.
  12. 12. PERMEABILIDADE É impermeável, menos às águas marinhas
  13. 13. MODELAÇÃO MODELAR , significa dar forma a qualquer material, modificando-o de modo a que venha a  apresentar, depois de trabalhado, o aspecto que queremos.
  14. 14. APLICAÇÕES Tijolos e telhas
  15. 15. Azulejos
  16. 16. Objectos de cozinha e artesanato
  17. 17. Louças sanitárias
  18. 18. OLARIA Olaria designa um conjunto de técnicas para o fabrico artesanal de peças em barro.
  19. 19. INSTRUMENTOS Os teques são a principal ferramenta que se utiliza na modelação do barro, são geralmente feitos de madeira ou plástico, com um comprimento aproximado de quinze centímetros e servem para dar forma ao barro.
  20. 20. Além dos teques utiliza-se: O garrote O rolo de madeira O pano A esponja Os marcadores
  21. 21. TÉCNICAS DE MODELAÇÃO Ao conjunto de métodos e processos de modelação chamamos,  "técnicas de modelação".
  22. 22. TÉCNICAS TÉCNICA DA BOLA
  23. 23. Utilizando os polegares, abrir um buraco na bola de barro, rodando e dando a forma do objecto que se pretende.
  24. 24. As paredes da peça são trabalhadas de forma  a ficarem com a mesma espessura podendo-se usar o teque como auxiliar.
  25. 25. TÉCNICA DO ROLO O rolo é uma técnica muito antiga, ainda hoje utilizada para o levantamento de peças de barro.
  26. 26. Em cima de uma superfície lisa e com o auxílio das palmas das mãos, efectuamos movimentos de vaivém, procurando fazer rolos finos e uniformes de barro.
  27. 27. Para o inicio da execução enrola-se em espiral um rolo de barro tendo o cuidado de fazer algumas incisões e pincelar com um pouco de barro líquido que se chama barbotina ou lambuge.
  28. 28. Após enrolar o rolo deve-se achatar o barro criando uma superfície lisa e de igual espessura.
  29. 29. Vão-se colocando rolos uns por cima dos outros, não esquecendo de os colar com a barbotina.
  30. 30. À medida que a parede vai subindo e com o auxílio dos dedos vai-se alisando não esquecendo de ter o cuidado de as paredes ficarem sempre com a mesma espessura. Deve-se continuar a usar a barbotina para uma melhor união dos rolos de barro.
  31. 31. Finalmente temos a nossa obra de arte que nesta altura deverá ser acabada e decorada, seguindo-se a secagem.
  32. 32. TÉCNICA DA LASTRA É uma técnica geralmente usada para a execução de peças em barro de forma cúbica ou cilíndrica.
  33. 33. Com o auxílio de umas tabuinhas e de um rolo de madeira executa-se a lastra de barro que terá a espessura igual à altura das tabuinhas.
  34. 34. Com um esquadro, uma régua ou um molde, em cartão, e utilizando uma faca, a lastra é cortada à medida do nosso trabalho.
  35. 35. Podemos executar o nosso trabalho mediante um projecto previamente elaborado.
  36. 36. SECAGEM Antes de serem cozidas as peças, estas devem ser posta a secar para perderem a maior parte da água que contêm. A secagem deve ser feita numa zona ao abrigo de correntes de ar e do sol directo, a secagem deve ser lenta.
  37. 37. ENFORNAMENTO Enfornar é arrumar as peças a cozer dentro do forno ou mufla. As peças tem que estar bem secas antes de entrarem. As peças a cozer não podem estar em contacto umas com as outras.
  38. 38. COZEDURA A primeira cozedura de uma peça de barro chama-se chacotagem . É durante esta operação que se liberta toda a água que não foi libertada pela secagem e onde se dá a vitrificação. A temperatura depende do barro, mas o normal será uma primeira cozedura a 800 graus.
  39. 39. DECORAÇÃO As peças terminadas e depois de secas vão ao forno para cozer e pode-se nesta altura efectuar a decoração.
  40. 40. ALGUMAS PEÇAS
  41. 41. ALGUMAS PEÇAS

×