Inovação

873 visualizações

Publicada em

Apresentação evento NIT + UPs julho de 2011

Publicada em: Tecnologia
0 comentários
1 gostou
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
873
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
0
Comentários
0
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Inovação

  1. 1. Inovação Gleice Cristina Ramos da Silva
  2. 2. <ul><li>Atualmente há o reconhecimento da importância da ciência para os avanços da tecnologia e da inovação; </li></ul><ul><li>Como a inovação vem se tornando um elemento central na estratégia de crescimento econômico e de competitividade das empresas, o governo federal vem incentivando intensamente a cultura de inovação no país; </li></ul><ul><li>Com a criação da Lei de Inovação (2004), por exemplo, que estimula o relacionamento das empresas com instituições de pesquisas; </li></ul><ul><li>A Lei do Bem (2005), que incentiva as empresas a investirem em P&D por meio de isenções fiscais; e </li></ul><ul><li>Através do financiamento direto de pesquisas nas empresas. </li></ul>www.nitrio.org.br
  3. 3. www.nitrio.org.br O Nit Rio, Núcleo de Inovação Tecnológica, surgiu da estratégia do governo de difundir a cultura de propriedade intelectual com empresas, instituições governamentais e outras organizações da sociedade, criando oportunidades para transferir à sociedade serviços e produtos singulares, resultantes de suas atividades de pesquisa e desenvolvimento de tecnologia. “ Inovação é a exploração, com sucesso, de novas ideias no mercado”
  4. 4. <ul><li>Inovação; </li></ul><ul><li>Inovação no Brasil; e </li></ul><ul><li>Estratégia Governamental. </li></ul>www.nitrio.org.br Sumário
  5. 5. Inovação é a introdução no mercado, de produtos, serviços, processos, métodos ou sistemas que não existiam anteriormente, ou que contenham alguma característica nova e diferente do padrão em vigor. www.nitrio.org.br Inovação
  6. 6. www.nitrio.org.br <ul><li>Joseph Schumpeter (1934) propôs 5 tipos de inovação: </li></ul><ul><li>Introdução de novos produtos; </li></ul><ul><li>Introdução de novos métodos de produção; </li></ul><ul><li>Abertura de novos mercados; </li></ul><ul><li>Desenvolvimento de novas fontes provedoras de matérias-prima e outros insumos; e </li></ul><ul><li>Criação de novas estruturas de mercado em uma indústria. </li></ul><ul><li>Mas, atualmente, o Manual de Oslo, editado pela Organização para a Cooperação e o Desenvolvimento Econômico – OCDE, define quatro tipos de inovação, a saber: </li></ul><ul><li>Inovação em produtos; </li></ul><ul><li>Inovação em processos; </li></ul><ul><li>Inovação em marketing; e </li></ul><ul><li>Inovação em sistemas organizacionais. </li></ul>
  7. 7. www.nitrio.org.br Inovação em produtos Consiste em modificações nos atributos do produto, com mudança na forma como ele é percebido pelos consumidores. Ex: automóvel com câmbio automático em comparação ao câmbio manual. Imagem 1: Robôs em fábrica automobilística.
  8. 8. www.nitrio.org.br Inovação em processos Trata de mudanças no processo de produção ou serviço. Não gera necessariamente impacto no produto final, mas produz benefícios no processo de produção, geralmente com aumento da produtividade e redução de custos. Ex: automóvel produzido por robôs em comparação ao produzido por operários humanos. Imagem 2: Processo de fabricação.
  9. 9. <ul><li>Aborda um novo método em marketing, que significa um melhoramento do fluxo de bens e serviços do produtor ao consumidor, com mudanças significativas na concepção do produto ou na embalagem. </li></ul><ul><li>As inovações em marketing são voltadas para melhor atender as necessidades dos consumidores, abrindo novos mercados, ou reposicionando o produto de uma empresa no mercado, com o objetivo de aumentar as vendas. </li></ul>www.nitrio.org.br Inovação em marketing Imagem 3: evoluções do leite condensado, da Nestlé.
  10. 10. <ul><li>É um método organizacional nas práticas de negócios da empresa, na organização do seu local de trabalho ou em suas relações externas . </li></ul><ul><li>Ex: Introdução pela primeira vez de padrões de controle de qualidade para fornecedores e subcontratados. </li></ul>www.nitrio.org.br Inovação em sistemas organizacionais Imagem 4: ISO 9001. Imagem 5: INMETRO
  11. 11. <ul><li>Inovação; </li></ul><ul><li>Inovação no Brasil; e </li></ul><ul><li>Estratégia Governamental. </li></ul>www.nitrio.org.br Sumário
  12. 12. www.nitrio.org.br Inovação no Brasil O objetivo dos indicadores gerados é monitorar o desempenho das políticas púbicas, oferecendo informações que auxiliem na revisão das metas para C&T. Também cria base para a comparação com o desempenho de outros países e para as agências de fomento monitorarem suas políticas. O desafio de desenvolver indicadores
  13. 13. Indicadores <ul><li>Insumo </li></ul><ul><li>Resultado </li></ul><ul><li>Incluem os gastos em P&D e atividades científicas e correlatas realizados pelo governo federal, estados e empresas, além dos recursos humanos dedicados a essas atividades. </li></ul><ul><li>Consiste na produção científica, verificada pelo número de artigos publicados, e na quantidade de patentes pedidas e concedidas. </li></ul>www.nitrio.org.br
  14. 14. Indicadores de Insumo www.nitrio.org.br Imagem 6: Gasto governamental em P&D por objetivo socioeconômico, 2000 e 2008 (%)
  15. 15. www.nitrio.org.br Imagem 7: Investimento global em P&D em termos absolutos e relativos, 2007. Em países e regiões selecionadas. Brasil
  16. 16. Indicadores de Resultado www.nitrio.org.br Imagem 8: Relação de mestres e doutores no Brasil.
  17. 17. www.nitrio.org.br Imagem 9: Distribuição de pesquisadores e engenheiros ativos em P&D.
  18. 18. www.nitrio.org.br Imagem 10: Artigos científicos escritos por autores de instituições brasileiras, 1992 – 2008.
  19. 19. www.nitrio.org.br Imagem 11: Artigos científicos publicados em periódicos brasileiros, 2000 e 2008.
  20. 20. www.nitrio.org.br Tabela 1: Artigos científicos publicados pelas principais universidades de pesquisa no Brasil, 2000-2009.
  21. 21. www.nitrio.org.br Imagem 12: Patentes reconhecidas a inventores brasileiros, 2000-2009. Dados dos demais países a título de comparação. Brasil
  22. 22. www.nitrio.org.br INPI – Pedidos de patentes de 1992 - 2008 Imagem 13: Pedidos de patentes no INPI no período de 1992 a 2008.
  23. 23. <ul><li>Inovação; </li></ul><ul><li>Inovação no Brasil; e </li></ul><ul><li>Estratégia Governamental. </li></ul>www.nitrio.org.br Sumário
  24. 24. <ul><li>Número de patentes baixo e atividades de P&D lentas no setor empresarial; </li></ul><ul><li>A maioria dos pesquisadores estão presentes nas universidades; </li></ul><ul><li>Criação da Lei de Inovação, Lei nº 10.973/04, que reflete a necessidade do país contar com dispositivos legais e eficientes que contribuam para um cenário favorável ao desenvolvimento científico, tecnológico e ao incentivo à inovação; e </li></ul><ul><li>Objetivos do governo: aumentar o número de pesquisadores ativos no setor privado quanto o número de incubadoras de negócios e parques tecnológicos. </li></ul>www.nitrio.org.br
  25. 25. Incentivos fiscais para P&D <ul><li>As leis que proporcionam incentivos fiscais para P&D foram criadas como forma de benefício fiscal como, por exemplo, a suspensão do imposto de importações sobre equipamentos e materiais científicos; </li></ul><ul><li>Lei nº 11.196/05, Lei do Bem, redução do IPI na compra de máquinas e equipamentos para P&D; </li></ul><ul><li>Lei nº 11.077/04, Lei de Informática, redução do IPI para bens de informática; e </li></ul><ul><li>A redução de impostos em 2008 correspondeu à US$ 3.643 bilhões, ou 37% dos gastos empresariais em P&D. </li></ul>www.nitrio.org.br
  26. 26. www.nitrio.org.br Gleice Cristina Ramos da Silva Iniciação Científica, 2011.

×