O slideshow foi denunciado.
Utilizamos seu perfil e dados de atividades no LinkedIn para personalizar e exibir anúncios mais relevantes. Altere suas preferências de anúncios quando desejar.
FIGUEIRA
Fig. - 5
Ficha de Caracterização – Figueira Bebera Branca
Legenda das figuras
1 - ÁRVORE - aspecto geral no Verão...
FIGUEIRA
Árvore
UPOV
IPGRI
Fruto (Figos vindimos)
UPOV
IPGRI
Folha
APRECIAÇÃO GLOBAL
Grupo Comum
Biologia Floral – Vindimo...
FIGUEIRA
Fig. - 1
Fig. - 3
Ficha de Caracterização – Figueira Belmandil
Legenda das figuras
1 - ÁRVORE - aspecto geral no ...
FIGUEIRA
Árvore
UPOV
IPGRI
Fruto (Figos vindimos)
UPOV
IPGRI
Folha
APRECIAÇÃO GLOBAL
Grupo Smyrna
Biologia Floral – Vindim...
FIGUEIRA
Fig. - 1
Fig. - 3
Ficha de Caracterização – Figueira Burjassote Branco
Legenda das figuras
1 - ÁRVORE - aspecto g...
FIGUEIRA
Árvore
UPOV
IPGRI
Fruto (figos vindimos)
UPOV
IPGRI
Folha
APRECIAÇÃO GLOBAL
Grupo Comum
Biologia Floral – Vindimo...
FIGUEIRA
Ficha de Caracterização – Figueira Castelhana Branca
Legenda das figuras
1 - ÁRVORE - aspecto geral no Verão
2 - ...
FIGUEIRA
Árvore
UPOV
IPGRI
Fruto (Figos vindimos)
UPOV
IPGRI
Folha
APRECIAÇÃO GLOBAL
Grupo Smyrna
Biologia Floral – Vindim...
FIGUEIRA
Fig. - 1
Fig. - 3
Ficha de Caracterização – Figueira Côtia
Legenda das figuras
1 - ÁRVORE - aspecto geral no Verã...
FIGUEIRA
Árvore
UPOV
IPGRI
Fruto (figos vindimos)
UPOV
IPGRI
Folha
APRECIAÇÃO GLOBAL
Grupo Comum
Biologia Floral – Vindimo...
FIGUEIRA
Fig. - 1 Fig. - 2
Fig. - 3
Fig. - 4 Fig. - 5 Fig. - 6
Ficha de Caracterização – Figueira Da Ponte de Quarteira
Le...
FIGUEIRA
Árvore
UPOV
IPGRI
Fruto – Figos lampos (L) / Figos
vindimos (V)
UPOV
IPGRI
Folha
APRECIAÇÃO GLOBAL
Grupo Cachopo
...
FIGUEIRA
Legenda das figuras:
1 - ÁRVORE - aspecto geral no Verão.
2 - FRUTO - inteiros e em corte transversal e
longitudi...
FIGUEIRA
Árvore
UPOV
IPGRI
Fruto (Figos vindimos)
UPOV
IPGRI
Folha
APRECIAÇÃO GLOBAL
Grupo Smyrna
Biologia Floral – Vindim...
FIGUEIRA
Ficha de Caracterização – Figueira Eucharia Preta
Legenda das figuras
1 - ÁRVORE - aspecto geral no Verão
2 - FRU...
FIGUEIRA
Árvore
UPOV
IPGRI
UPOV
IPGRI
Folha
APRECIAÇÃO GLOBAL
Grupo Smyrna
Biologia Floral – Vindimos
Variedade de vigor m...
FIGUEIRA
Legenda das figuras
1 - ÁRVORE - aspecto geral no Verão
2 - FRUTO (lampos) - inteiros e em corte
transversal e lo...
FIGUEIRA
Árvore
UPOV
IPGRI
UPOV
IPGRI
Folha
APRECIAÇÃO GLOBAL
Grupo Cachopo
Biologia Floral – Lampos e Vindimos
Variedade ...
FIGUEIRA
Legenda das figuras
1 - ÁRVORE - aspecto geral no Verão
2 - FRUTO (lampos) - inteiros e em corte
transversal e lo...
FIGUEIRA
Árvore
UPOV
IPGRI
UPOV
IPGRI
Folha
APRECIAÇÃO GLOBAL
Grupo São Pedro
Biologia Floral – Lampos e Vindimos
Variedad...
FIGUEIRA
Legenda das figuras
1 - ÁRVORE - aspecto geral no Verão
2 - FRUTO – (vindimos) inteiros e em corte
transversal e ...
FIGUEIRA
Árvore
UPOV
IPGRI
Fruto – Figos lampos (L) / Figos
vindimos (V)
UPOV
IPGRI
Folha
APRECIAÇÃO GLOBAL
Grupo Cachopo
...
FIGUEIRA
Fig. - 1
Fig. - 3
Ficha de Caracterização – Figueira Pingo de Mel
Legenda das figuras:
1 - ÁRVORE - aspecto geral...
FIGUEIRA
Árvore
UPOV
IPGRI
Fruto (Figos vindimos)
UPOV
IPGRI
Folha
APRECIAÇÃO GLOBAL
Grupo Comum
Biologia Floral – Vindimo...
FIGUEIRA
Fig. - 1
Fig. - 3
Ficha de Caracterização – Figueira Princesa
Fig. - 2
Fig. - 4 Fig. - 5 Fig. - 6
Legenda das fig...
FIGUEIRA
Árvore
UPOV
IPGRI
UPOV
IPGRI
Folha
APRECIAÇÃO GLOBAL
Grupo Cachopo
Biologia Floral – Lampos e Vindimos
Variedade ...
FIGUEIRA
Ficha de Caracterização – Figueira Verdeal
Legenda das figuras
1 - ÁRVORE - aspecto geral no Verão
2 - FRUTO - in...
FIGUEIRA
Árvore
UPOV
IPGRI
Fruto (Figos vindimos)
UPOV
IPGRI
Folha
APRECIAÇÃO GLOBAL
Grupo Comum
Biologia Floral – Vindimo...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Figueiras

1.603 visualizações

Publicada em

Fichas de caracterização de algumas das principais variedades de figueira instaladas no CEAT / DRAPALG.

Publicada em: Ciências

Figueiras

  1. 1. FIGUEIRA Fig. - 5 Ficha de Caracterização – Figueira Bebera Branca Legenda das figuras 1 - ÁRVORE - aspecto geral no Verão 2 - FRUTO - inteiros e em corte transversal e longitudinal 3 - ÁRVORE - aspecto geral no final do Inverno e 1ªs folhas 4 e 5 - FOLHA - página superior e inferior 6 - RAMO do ANO Fig. - 1 Fig. - 3 Fig. - 4 Fig. - 6 Fig. - 2
  2. 2. FIGUEIRA Árvore UPOV IPGRI Fruto (Figos vindimos) UPOV IPGRI Folha APRECIAÇÃO GLOBAL Grupo Comum Biologia Floral – Vindimos Variedade de vigor médio, com uma boa produção de figos vindimos, os quais não necessitam caprificação. Os frutos de fácil colheita, têm forma cucurbiforme, epiderme verde com bandas regulares purpúreas, por vezes com fendilhamento longitudinal, polpa rosa escuro, apresentando muito bom sabor e média resistência ao manuseamento e transporte. A sua maturação ocorre a partir de meados de Agosto. Trata-se de uma variedade de elevado interesse para fresco. Caracterização realizada com base nos seguintes documentos: UPOV – Union Internationale pour la Protection des Obtentions Végétales IPGRI – International Plant Genetic Resources Institute Origem do material – Brancanes / Olhão Período de Caracterização – 2003 / 2004 / 2005 / 2011 Bêbera Branca Quadro de Caracteres Morfológicos Porte – semi-erecto 2 2 Tendência para formação de rebentos de raiz (polas) – baixa 3 1 Vigor – médio 5 2 Cones radicíferos – poucos 3 1 Posição dos cones radicíferos – tronco e ramos primários 2 3 Cones radicíferos – muito salientes 9 - Ramos de 1 ano: porte – semi-erecto 2 - Ramos de 2 anos: porte – semi-erecto 2 - Ramos de 1 ano: tendência – sinuosa 7 - Ramos de 2 anos: tendência – sinuosa 7 - Ramos de 1 ano: espessura – fina 3 3 Ramos de 2 anos: espessura – fina 3 - Ramos de 1 ano: fissuras – estreitas 3 - Ramos de 1 ano: cor da casca – castanha 3 3 Ramos de 1 ano: comprimento dos entre nós - curto 3 - Ramos de 1 ano: lentículas – evidentes 1 - Gomo terminal: tamanho – pequeno 3 3 Gomo terminal: forma – cónica 1 a Gomo terminal: cor das escamas – castanho rosado 3 c Limbo : comprimento – médio (22,5 cm) 5 5 Limbo : largura - média (22,4 cm) 5 5 Limbo : relação comp./ largura – médio (1,00) 5 2 Limbo : pubescência da pág. sup. - média 5 5 Limbo : pubescência da pág.. inf. – média 5 5 Limbo : brilho da página superior – pouco 3 - Limbo : cor da página superior – verde 2 2 Limbo : cor da página inferior – pouco mais clara que página superior 1 - Limbo : predominância do número de lóbulos - três (lobada) 2 1 Limbo : forma dos lóbulos – latata 3 3 Limbo: margens – serrada 4 3 Limbo: forma da base – – cordiforme 2 2 Pecíolo: comprimento – médio (8,3 cm) 5 5 Pecíolo: cor – verde claro 1 1 - Tamanho e forma do pedúnculo – curto e espesso 3 2 Abcisão do pedúnculo – fácil 1 3 Forma da secção transversal do pedúnculo - circular 1 - Tamanho – grande 7 3 Forma – cucurbiforme 6 - Simetria segundo o eixo vertical – assimétrico 1 - Estrias – médias 5 3 Tamanho do ostíolo – grande 7 3 Abertura ostiolar – presente 2 9 Gota ostiolar – ausente 1 - Escamas ostiolares – pequenas 3 3 Cor das escamas ostiolares – com a mesma cor da pele do fruto 1 1 Fendilhamento da pele – fendas longitudinais 2 2 Brilho da pele – presente 2 1 Tamanho das lentículas – grandes 7 7 Pilosidade do fruto – ausente 1 - Cor principal da pele – verde 4 4 Cor secundária da pele – com bandas regulares purpúreas 4 3 Textura da pele – média 5 2 Cor do receptáculo – branca 1 1 Cor da polpa – rosa escuro 4 3 Suculência da polpa – média 5 7 Cavidade – estreita 3 5 Quantidade de aquénios – muitos 7 - Tamanho dos aquénios – médio 5 - Sabor – muito bom 9 4 Resistência ao manuseamento – média 5 5 Peso – pesado (92,0 g) 7 - Número médio de frutos por lançamento – médio 5 - Tipo de produção predominante – vindimos 2 - Exigências de caprificação – não exigente 3 - Início da maturação - precoce 3 3 Plena maturação (50% dos figos maduros) – média 5 5 Mês - Ano 11 - 2011 Local da colecção – Centro de Experimentação Agrária de Tavira; Altitude - 12 m; Latitude – 37º 06’ 47,1’’ N; Longitude – 07º 39’ 27,2’’ W) Entidades Responsáveis pela Caracterização – Direcção Regional de Agricultura e Pescas do Algarve (DRAPALG) Técnicos responsáveis pela caracterização: Catarina Pica, Vasco Branco, Eduarda Basílio, João Costa, Armindo Rosa, António Marreiros
  3. 3. FIGUEIRA Fig. - 1 Fig. - 3 Ficha de Caracterização – Figueira Belmandil Legenda das figuras 1 - ÁRVORE - aspecto geral no Verão 2 - FRUTO - inteiros e em corte transversal e longitudinal 3 - ÁRVORE - aspecto geral no final do Inverno e 1ªs folhas 4 e 5 - FOLHA - página superior e inferior 6 - RAMO do ANO Fig. - 4 Fig. - 5 Fig. - 6 Fig. - 2
  4. 4. FIGUEIRA Árvore UPOV IPGRI Fruto (Figos vindimos) UPOV IPGRI Folha APRECIAÇÃO GLOBAL Grupo Smyrna Biologia Floral – Vindimos Variedade de vigor médio, com uma boa produção de figos vindimos os quais exigem caprificação. Os frutos de fácil colheita, têm forma oblonga, epiderme verde com bandas purpúreas, fendilhamento longitudinal e polpa rosa escuro, apresentando fraco sabor e razoável resistência ao manuseamento e transporte. A sua maturação ocorre a partir do início de Agosto. Trata-se de uma variedade com pouco interesse comercial. Caracterização realizada com base nos seguintes documentos: UPOV - Union Internationale pour la Protection des Obtentions Végétales IPGRI - International Plant Genetic Resources Institute Sinonímia - Belamandil Origem do material – Boliqueime / Loulé Período de Caracterização - 2008 / 2009 / 2010 / 2011 Belmandil Quadro de Caracteres Morfológicos Porte – semi-erecto 2 2 Tendência para formação de rebentos de raiz (polas) – baixa 3 1 Vigor – médio 5 2 Cones radicíferos – poucos 3 1 Posição dos cones radicíferos – tronco e ramos primários 2 3 Cones radicíferos – muito salientes 9 - Ramos de 1 ano: porte – erecto 1 - Ramos de 2 anos: porte – erecto 1 - Ramos de 1 ano: tendência – curva 5 - Ramos de 2 anos: tendência – curva 5 - Ramos de 1 ano: espessura – fina 3 3 Ramos de 2 anos: espessura – média 5 - Ramos de 1 ano: fissuras – estreitas 3 - Ramos de 1 ano: cor da casca – cinzenta 2 2 Ramos de 1 ano: comprimento dos entre nós - médio 5 - Ramos de 1 ano: lentículas – não evidentes 2 - Gomo terminal: tamanho – médio 5 5 Gomo terminal: forma – cónica 1 a Gomo terminal: cor das escamas – castanho rosado 3 c Limbo : comprimento – pequeno (18,6 cm) 3 3 Limbo : largura - estreita (19,7 cm) 3 3 Limbo : relação comp./ largura –média (0,94) 5 2 Limbo : pubescência da pág. sup. - pouca 3 3 Limbo : pubescência da pág. inf. – pouca 3 3 Limbo : brilho da página superior – médio 5 - Limbo : cor da página superior – verde 2 2 Limbo : cor da página inferior – pouco mais clara que página a superior 1 - Limbo : predominância do número de lóbulos – cinco (lobada) 3 2 Limbo : forma dos lóbulos – lira 4 4 Limbo: margem – crenada 3 1 Limbo: forma da base – calcarada - 3 Pecíolo: comprimento – curto (4,7 cm) 3 3 Pecíolo: cor – rosada 3 3 Tamanho e forma do pedúnculo – curto e espesso 3 2 Abcisão do pedúnculo – fácil 1 3 Forma da secção transversal do pedúnculo – circular 1 - Tamanho – pequeno 3 1 Forma – oblonga 2 1 Simetria segundo o eixo vertical – simétrico 0 0 Estrias – proeminentes 7 5 Tamanho do ostíolo – grande 7 3 Abertura ostiolar – presente 2 9 Gota ostiolar – ausente 1 - Escamas ostiolares – pequenas 3 3 Cor das escamas ostiolares – contrastante com a pele do fruto 2 2 Fendilhamento da pele – fendas longitudinais 2 2 Brilho da pele – ausente 1 0 Tamanho das lentículas – médias 5 5 Pilosidade do fruto – ausente 1 - Cor principal da pele – verde 4 4 Cor secundária da pele – com bandas regulares purpúreas 4 3 Textura da pele – média 5 2 Cor do receptáculo – âmbar 2 2 Cor da polpa – rosa escuro 4 3 Suculência da polpa – média 5 7 Cavidade – média 5 7 Quantidade de aquénios – média 5 - Tamanho dos aquénios – médio 5 - Sabor – fraco 3 2 Resistência ao manuseamento – média 5 5 Peso – leve (36,7 g) 3 3 Número médio de frutos por lançamento – médio 5 - Tipo de produção predominante – vindimos 2 - Exigência de caprificação – muito exigente 1 - Início da maturação – precoce 3 2 Plena maturação (50% dos figos maduros) – média 5 5 Mês - Ano 10 2011 Local da colecção – Centro de Experimentação Agrária de Tavira; Altitude - 12 m; Latitude – 37º 06’ 47,1’’ N; Longitude – 07º 39’ 27,2’’ W) Entidades Responsáveis pela Caracterização – Direcção Regional de Agricultura e Pescas do Algarve (DRAPALG) Técnicos responsáveis pela caracterização: João Costa, Armindo Rosa e António Marreiros.
  5. 5. FIGUEIRA Fig. - 1 Fig. - 3 Ficha de Caracterização – Figueira Burjassote Branco Legenda das figuras 1 - ÁRVORE - aspecto geral no Verão 2 - FRUTO - inteiros e em corte transversal e longitudinal 3 - ÁRVORE - aspecto geral no final do Inverno e 1ªs folhas 4 e 5 - FOLHA - página superior e inferior 6 - RAMO do ANO Fig. - 6 Fig. - 2 Fig. - 4 Fig. - 5
  6. 6. FIGUEIRA Árvore UPOV IPGRI Fruto (figos vindimos) UPOV IPGRI Folha APRECIAÇÃO GLOBAL Grupo Comum Biologia Floral – Vindimos Variedade de vigor médio, com uma boa produção de figos vindimos, os quais não necessitam de caprificação. Os frutos de colheita difícil, têm forma piriforme, epiderme vede claro, pele resistente, polpa rosa, apresentando bom sabor e razoável resistência ao manuseamento e transporte. A sua maturação ocorre a partir de inicio de Agosto. Variedade para consumo em fresco, tendo pouco interesse para passa. Caracterização realizada com base nos seguintes documentos: UPOV – Union Internationale pour la Protection des Obtentions Végétales IPGRI – International Plant Genetic Resources Institute Origem do material – Alcantarilha / Silves Período de Caracterização - 2008 / 2009 / 2010 / 2011 Burjassote Branco Quadro de Caracteres Morfológicos Porte – aberto 4 4 Tendência para formação de rebentos de raiz (polas) – baixa 3 1 Vigor – médio 5 2 Cones radicíferos – médios 5 3 Posição dos cones radicíferos – tronco e ramos primários 2 3 Cones radicíferos – muito salientes 9 - Ramos de 1 ano: porte – semi-erecto 2 - Ramos de 2 anos: porte – semi-erecto 2 - Ramos de 1 ano: tendência – curva 5 - Ramos de 2 anos: tendência – curva 5 - Ramos de 1 ano: espessura – fina 3 3 Ramos de 2 anos: espessura – média 5 - Ramos de 1 ano: fissuras – estreitas 3 - Ramos de 1 ano: cor da casca – castanha 3 3 Ramos de 1 ano: comprimento dos entre nós - curto 3 - Ramos de 1 ano: lentículas – não evidentes 2 - Gomo terminal: tamanho –pequeno 3 3 Gomo terminal: forma – cónica 1 a Gomo terminal: cor das escamas – verde 2 b Limbo : comprimento – pequeno (19,4 cm) 3 3 Limbo: largura – estreita (20,1 cm) 3 3 Limbo : relação comp./ largura – média (0,97) 5 2 Limbo : pubescência da pág. sup. - pouca 3 3 Limbo : pubescência da pág. inf. – pouca 3 3 Limbo: brilho da página superior – intenso 7 - Limbo: cor da página superior – verde 2 2 Limbo : cor da página inferior – pouco mais clara que a página superior 1 - Limbo: predominância do número de lóbulos – três (lobada) 2 1 Limbo : forma dos lóbulos – espatulada 2 1 Limbo : margem – crenada 3 1 Limbo: forma da base – cordiforme 2 2 Pecíolo: comprimento – longo (10,6 cm) 7 7 Pecíolo: cor – verde claro 1 1 Tamanho e forma do pedúnculo – curto e espesso 3 2 Abcisão do pedúnculo – difícil 2 2 Forma da secção transversal do pedúnculo - triangular 4 - Tamanho – pequeno 3 1 Forma – piriforme 5 - Simetria segundo o eixo vertical – simétrico 0 0 Estrias – médias 5 3 Tamanho do ostíolo – pequeno 3 1 Abertura ostiolar – presente 2 9 Gota ostiolar – ausente 1 - Escamas ostiolares – pequenas 3 3 Cor das escamas ostiolares – contrastante com a pele do fruto 2 2 Fendilhamento da pele – resistente 1 1 Brilho da pele – ausente 1 0 Tamanho das lentículas – pequenas 3 3 Pilosidade dos frutos – ausente 1 - Cor principal da pele – verde claro 3 5 Cor secundária da pele – nenhuma 1 0 Textura da pele - média 5 2 Cor do receptáculo – branca 1 1 Cor da polpa – rosa 3 2 Suculência da polpa – média 5 7 Cavidade – muito estreita 2 3 Quantidade de aquénios – rudimentar 1 - Tamanho dos aquénios – pequeno 1 - Sabor – bom 7 3 Resistência ao manuseamento – média 5 5 Peso – leve (36,6 g) 3 3 Número médio de frutos por lançamento – médio 5 - Tipo de produção predominante – vindimos 2 - Exigência de caprificação – não exigente 3 - Início da maturação – precoce 3 2 Plena maturação (50% dos figos maduros) – média 5 5 Mês - Ano 10 - 2011 Local da colecção – Centro de Experimentação Agrária de Tavira; Altitude - 12 m; Latitude – 37º 06’ 47,1’’ N; Longitude – 07º 39’ 27,2’’ W) Entidades Responsáveis pela Caracterização – Direcção Regional de Agricultura e Pescas do Algarve (DRAPALG) Técnicos responsáveis pela caracterização: João Costa, Armindo Rosa e António Marreiros
  7. 7. FIGUEIRA Ficha de Caracterização – Figueira Castelhana Branca Legenda das figuras 1 - ÁRVORE - aspecto geral no Verão 2 - FRUTO - inteiros e em corte transversal e longitudinal 3 - ÁRVORE - aspecto geral no final do Inverno e 1ªs folhas 4 e 5 - FOLHA - página superior e inferior. 6 - RAMO do ANO Fig. - 1 Fig. - 2 Fig. - 3 Fig. - 4 Fig. - 5 Fig. - 6
  8. 8. FIGUEIRA Árvore UPOV IPGRI Fruto (Figos vindimos) UPOV IPGRI Folha APRECIAÇÃO GLOBAL Grupo Smyrna Biologia Floral – Vindimos Variedade vigorosa, com uma boa produção de figos vindimos, exigindo caprificação. Os frutos de colheita difícil, têm forma piriforme, epiderme verde claro, com bandas purpúreas, fendilhamento longitudinal e polpa âmbar, apresentando bom sabor e pouca resistência ao manuseamento e transporte. A maturação ocorre a partir de inícios de Agosto. Trata-se de uma variedade com interesse para passa. Origem do material – Pisa Barro de Baixo / Castro-Marim Período de Caracterização - 2008 / 2009 / 2010 / 2011 Castelhana Branca Quadro de Caracteres Morfológicos Porte – compacto 3 3 Tendência para formação de rebentos de raiz (polas) – alta 7 5 Vigor – forte 7 3 Cones radicíferos – poucos 3 1 Posição dos cones radicíferos – só no tronco 1 1 Cones radicíferos – muito salientes 9 - Ramos de 1 ano: porte – semi erecto 2 - Ramos de 2 anos: porte – semi-erecto 2 - Ramos de 1 ano: tendência – linear 3 - Ramos de 2 anos: tendência – linear 3 - Ramos de 1 ano: espessura – fina 3 3 Ramos de 2 anos: espessura – média 5 - Ramos de 1 ano: fissuras – estreitas 3 - Ramos de 1 ano: cor da casca – castanha 3 3 Ramos de 1 ano: comprimento dos entre nós - curto 3 - Ramos de 1 ano: lentículas – não evidentes 2 - Gomo terminal: tamanho – grande 7 7 Gomo terminal: forma – cónica 1 a Gomo terminal: cor das escamas – verde 2 b Limbo : comprimento - médio (21,8 cm) 5 5 Limbo : largura - estreita (20,7 cm) 3 3 Limbo : relação comp./ largura - grande (1,05) 7 3 Limbo : pubescência da pág. sup. - pouca 3 3 Limbo : pubescência da pág. inf. – média 5 5 Limbo : brilho da página superior – pouco 3 - Limbo : cor da página superior – verde 2 2 Limbo : cor da página inferior – pouco mais clara que a página superior 1 - Limbo : predominância do número de lóbulos – três (lobada) 2 1 Limbo : forma dos lóbulos – latata 3 3 Limbo: margem – crenada 3 1 Limbo: forma da base – cordiforme 2 2 Pecíolo: comprimento – médio (8,5 cm) 5 5 Pecíolo: cor – verde claro 1 1 Tamanho e forma do pedúnculo – curto e espesso 3 2 Abcisão do pedúnculo – difícil 2 2 Forma da secção transversal do pedúnculo – circular 1 - Tamanho – médio 5 2 Forma – piriforme 5 - Simetria segundo o eixo vertical – simétrico 0 0 Estrias – médias 5 3 Tamanho do ostíolo – grande 7 3 Abertura ostiolar – presente 2 9 Gota ostiolar – ausente 1 - Escamas ostiolares – pequenas 3 3 Cor das escamas ostiolares – contrastante com a pele do fruto 2 2 Fendilhamento da pele – fendas longitudinais 2 2 Brilho da pele – presente 2 1 Tamanho das lentículas – médio 5 5 Pilosidade do fruto – ausente 1 - Cor principal da pele – verde claro 3 5 Cor secundária da pele – com bandas regulares purpúreas 4 3 Textura da pele – fina 3 1 Cor do receptáculo – âmbar 2 2 Cor da polpa – âmbar 2 1 Suculência da polpa – média 5 7 Cavidade – média 5 7 Quantidade de aquénios – média 5 - Tamanho dos aquénios – médio 5 - Sabor – bom 7 3 Resistência ao manuseamento – pouco resistente 3 3 Peso – leve (44,8 g) 3 3 Número médio de frutos por lançamento – médio 5 - Tipo de produção predominante – vindimos 2 - Exigência de caprificação – muito exigente 1 - Início da maturação – precoce 3 2 Plena maturação (50% dos figos maduros) – média 5 5 Mês - Ano 10 2011 Local da colecção – Centro de Experimentação Agrária de Tavira; Altitude - 12 m; Latitude – 37º 06’ 47,1’’ N; Longitude – 07º 39’ 27,2’’ W) Entidades Responsáveis pela Caracterização – Direcção Regional de Agricultura e Pescas do Algarve (DRAPALG) Técnicos responsáveis pela caracterização: João Costa, Armindo Rosa, António Marreiros Caracterização realizada com base nos seguintes documentos: UPOV – Union Internationale pour la Protection des Obtentions Végétales IPGRI – International Plant Genetic Resources Institute
  9. 9. FIGUEIRA Fig. - 1 Fig. - 3 Ficha de Caracterização – Figueira Côtia Legenda das figuras 1 - ÁRVORE - aspecto geral no Verão 2 - FRUTO - inteiros e em corte transversal e longitudinal 3 - ÁRVORE - aspecto geral no final do Inverno e 1ªs folhas 4 e 5 - FOLHA - página superior e inferior 6 - RAMO do ANO Fig. - 6 Fig. - 2 Fig. - 4 Fig. - 5
  10. 10. FIGUEIRA Árvore UPOV IPGRI Fruto (figos vindimos) UPOV IPGRI Folha APRECIAÇÃO GLOBAL Grupo Comum Biologia Floral – Vindimos A variedade mais difundida no Algarve, de forte vigor, com uma boa produção de figos vindimos, os quais não necessitam de caprificação. Os frutos de colheita difícil , com forma oblonga, têm epiderme verde claro por vezes com fendilhamento longitudinal pouco extenso, polpa rosa escuro, apresentando fraco sabor e média resistência ao manuseamento e transporte. A sua maturação ocorre a partir de inicio de Agosto. Trata-se de uma variedade com interesse para a produção de figo para passa. Caracterização realizada com base nos seguintes documentos: UPOV - Union Internationale pour la Protection des Obtentions Végétales IPGRI – International Plant Genetic Resources Institute Sinonímia – Côtea, Branco Origem do material – Castro-Marim Período de Caracterização - 2008 / 2009 / 2010 / 2011 Côtia Quadro de Caracteres Morfológicos Porte – semi-erecto 2 2 Tendência para formação de rebentos de raiz (polas) – alta 7 5 Vigor – forte 7 3 Cones radicíferos – ausentes 1 - Ramos de 1 ano: porte – erecto 1 - Ramos de 2 anos: porte – semi-erecto 2 - Ramos de 1 ano: tendência – linear 3 - Ramos de 2 anos: tendência – linear 3 - Ramos de 1 ano: espessura – média 5 5 Ramos de 2 anos: espessura – média 5 - Ramos de 1 ano: fissuras – estreitas 3 - Ramos de 1 ano: cor da casca – cinzenta 2 2 Ramos de 1 ano: comprimento dos entre nós - médio 5 - Ramos de 1 ano: lentículas – não evidentes 2 - Gomo terminal: tamanho – médio 5 5 Gomo terminal: forma – cónica 1 a Gomo terminal: cor das escamas – castanho rosada 3 c Limbo: comprimento – médio (21,8 cm) 5 5 Limbo: largura -estreita (19,4 cm) 3 3 Limbo: relação comp./ largura – grande (1,12) 7 3 Limbo: pubescência da pág. sup. - pouca 3 3 Limbo: pubescência da pág. inf. – pouca 3 3 Limbo: brilho da página superior – médio 5 - Limbo: cor da página superior – verde 2 2 Limbo: cor da página inferior – pouco mais clara que a página superior 1 - Limbo: predominância do número de lóbulos – três (lobada) 2 1 Limbo: forma dos lóbulos – latata 3 3 Limbo: margem – crenada 3 1 Limbo: forma da base – cordiforme 2 2 Pecíolo: comprimento – médio (8,2 cm) 5 5 Pecíolo: cor – verde claro 1 1 Tamanho e forma do pedúnculo – curto e espesso 3 2 Abcisão do pedúnculo – difícil 2 2 Forma da secção transversal do pedúnculo – circular 1 - Tamanho - médio 5 2 Forma – oblonga 2 1 Simetria segundo o eixo vertical - simétrico 0 0 Estrias - salientes 7 5 Tamanho do ostíolo - médio 5 2 Abertura ostiolar - presente 2 9 Gota ostiolar - ausente 1 - Escamas ostiolares - pequenas 3 3 Cor das escamas ostiolares – contrastante com a pele do fruto 2 2 Fendilhamento da pele – fendas mínimas 3 3 Brilho da pele - ausente 1 0 Tamanho das lentículas - pequenas 3 3 Pilosidade do fruto - ausente 1 - Cor principal da pele – verde claro 3 5 Cor secundária da pele – com bandas regulares verdes 3 2 Textura da pele - média 5 2 Cor do receptáculo - branca 1 1 Cor da polpa – rosa escuro 4 3 Suculência da polpa - pouca 3 5 Cavidade - estreita 3 5 Quantidade de aquénios – média 5 - Tamanho dos aquénios - pequeno 1 - Sabor - fraco 3 2 Resistência ao manuseamento - média 5 5 Peso – leve (41,1 g) 3 3 Número médio de frutos por lançamento - médio 5 - Tipo de produção predominante – vindimos 2 - Exigência de caprificação – não exigente 3 - Início da maturação – precoce 3 2 Plena maturação (50% dos figos maduros) – média 5 5 Mês - Ano 10 2011 Local da colecção – Centro de Experimentação Agrária de Tavira; Altitude - 12 m; Latitude – 37º 06’ 47,1’’ N; Longitude – 07º 39’ 27,2’’ W) Entidades Responsáveis pela Caracterização – Direcção Regional de Agricultura e Pescas do Algarve ( DRAPALG) Técnicos responsáveis pela caracterização: João Costa, Armindo Rosa, António Marreiros.
  11. 11. FIGUEIRA Fig. - 1 Fig. - 2 Fig. - 3 Fig. - 4 Fig. - 5 Fig. - 6 Ficha de Caracterização – Figueira Da Ponte de Quarteira Legenda das figuras 1 - ÁRVORE - aspecto geral no Verão 2 - FRUTO – (lampos) inteiros e em corte transversal e longitudinal 3 - ÁRVORE - aspecto geral no final do Inverno e 1ªs folhas 4 e 5 - FOLHA - página superior e inferior 6 - RAMO do ANO
  12. 12. FIGUEIRA Árvore UPOV IPGRI Fruto – Figos lampos (L) / Figos vindimos (V) UPOV IPGRI Folha APRECIAÇÃO GLOBAL Grupo Cachopo Biologia Floral – Lampos e Vindimos Variedade de vigor médio, com razoável produção de figos lampos e de figos vindimos os quais não necessitam de caprificação. Os lampos, de fácil colheita, têm forma turbinada, epiderme verde claro com manchas irregulares com sectores purpúrea, fendilhamento pequeno e polpa rosa, apresentando fraco sabor e boa resistência ao manuseamento e transporte. Amadurecem na primeira quinzena de Junho. Os vindimos têm forma oblonga, epiderme amarelo claro, fendilhamento pequeno e polpa rosa, com bom sabor e razoável resistência ao manuseamento e transporte. Amadurecem em fins de Julho/inicio de Agosto. Variedade sem interesse para produção de lampos, com algum interesse para produção de vindimos para consumo em fresco. Caracterização realizada com base nos seguintes documentos: UPOV - Union Internationale pour la Protection des Obtentions Végétales IPGRI – International Plant Genetic Resources Institute Sinonímia – Pão de Quarteira, Ponte de Quarteira Origem do material – Boliqueime / Loulé Período de Caracterização – 2008 / 2009 / 2010 / 2011 Da Ponte de Quarteira Quadro de Caracteres Morfológicos Porte – semi-erecto 2 2 Tendência para formação de rebentos de raiz (polas) – baixa 3 1 Vigor – médio 5 2 Cones radicíferos – muitos 7 5 Posição dos cones radicíferos – tronco e ramos primários 2 3 Cones radicíferos – muito salientes 9 - Ramos de 1 ano: porte – semi-erecto 2 - Ramos de 2 anos: porte – semi-erecto 2 - Ramos de 1 ano: tendência – linear 3 - Ramos de 2 anos: tendência – linear 3 - Ramos de 1 ano: espessura – fina 3 3 Ramos de 2 anos: espessura – fina 3 - Ramos de 1 ano: fissuras – estreitas 3 - Ramos de 1 ano: cor da casca – castanha 3 3 Ramos de 1 ano: comprimento dos entre nós - curto 3 - Ramos de 1 ano: lentículas – não evidentes 2 - Gomo terminal: tamanho – pequeno 3 3 Gomo terminal: forma – cónica 1 a Gomo terminal: cor das escamas – verde 2 b Limbo: comprimento – pequeno (20,4 cm) 3 3 Limbo: largura - estreita (17,6 cm) 3 3 Limbo: relação comp./ largura – grande (1,16) 7 3 Limbo: pubescência da pág. sup. - pouca 3 3 Limbo: pubescência da pág. inf. – média 5 5 Limbo: brilho da página superior – pouco 3 - Limbo: cor da página superior – verde clara 1 1 Limbo: cor da página inferior – pouco mais clara que a página superior 1 - Limbo: predominância do número de lóbulos – três (lobada) 2 1 Limbo: forma dos lóbulos – latata 3 3 Limbo: margem – crenada 3 1 Limbo: forma da base – cordiforme 2 2 Pecíolo: comprimento – médio (7,0 cm) 5 5 Pecíolo: cor – verde claro 1 1 Tamanho e forma do pedúnculo – curto e espesso (L/V) 3/3 2/2 Abcisão do pedúnculo – fácil (L) / difícil (V) 1/2 3/2 Forma da secção transversal do pedúnculo – triangular (L/V) 4/4 -/- Tamanho – médio (L/V) 5/5 2/2 Forma – turbinada (L) / oblonga (V) 3/2 -/1 Simetria segundo o eixo vertical – assimétrico (L) / simétrico (V) 1/0 1/0 Estrias – médias (L/V) 5/5 3/3 Tamanho do ostíolo – grande (L/V) 7/7 3/3 Abertura ostiolar – presente (L/V) 2/2 9/9 Gota ostiolar – ausente (L/V) 1/1 -/- Escamas ostiolares – médias (L/V) 5/5 5/5 Cor das escamas ostiolares – contrastante com a pele do fruto (L/V) 2/2 2/2 Fendilhamento da pele – fendas mínimas (L/V) 3/3 3/3 Brilho da pele – presente (L) / ausente (V) 2/1 1/0 Tamanho das lentículas – pequenas (L/V) 3/3 3/3 Pilosidade do fruto – esparsa (L/V) 3/3 -/- Cor principal da pele – verde claro (L) / amarelo claro (V) 3/2 5/- Cor secundária da pele – manchas irregulares com sectores purpúrea (L) / nenhuma (V) 7/1 3/0 Textura da pele – elástica (L) / média (V) 9/5 4/2 Cor do receptáculo – branca (L/V) 1/1 1/1 Cor da polpa – rosa (L/V) 3/3 3/2 Suculência da polpa – baixa (L) / média (V) 3/5 5/7 Cavidade – estreita (L/V) 3/3 5/5 Quantidade de aquénios – muitos (L/V) 7/7 -/- Tamanho dos aquénios – médio (L/V) 5/5 -/- Sabor – fraco (L) / bom (V) 3/7 2/3 Resistência ao manuseamento – resistentes (L) / média (V) 7/5 7/5 Peso – leve (47,2 g) (L) / leve (38,5 g) (V) 3/3 3/3 Número médio de frutos por lançamento – médio (L/V) 5/5 -/- Tipo de produção predominante – vindimos 2 - Exigência de caprificação – não exigente -/3 -/- Início da maturação – média (L) / muito precoce (V) 5/1 3/1 Plena maturação (50% dos figos maduros) – tardia (L) / média (V) 7/5 7/5 Mês - Ano 10 - 2011 Local da colecção – Centro de Experimentação Agrária de Tavira; Altitude - 12 m; Latitude – 37º 06’ 47,1’’ N; Longitude – 07º 39’ 27,2’’ W) Entidades Responsáveis pela Caracterização – Direcção Regional de Agricultura e Pescas do Algarve (DRAPALG) Técnicos responsáveis pela caracterização: João Costa, Armindo Rosa e António Marreiros. L/V L/V
  13. 13. FIGUEIRA Legenda das figuras: 1 - ÁRVORE - aspecto geral no Verão. 2 - FRUTO - inteiros e em corte transversal e longitudinal 3 - ÁRVORE - aspecto geral no final do Inverno e 1ªs folhas 4 e 5 - FOLHA - página superior e inferior. 6 - RAMO do ANO Ficha de Caracterização – Figueira Eucharia Branca Fig. - 3 Fig. - 1 Fig. - 4 Fig. - 6 Fig. - 2 Fig. - 5
  14. 14. FIGUEIRA Árvore UPOV IPGRI Fruto (Figos vindimos) UPOV IPGRI Folha APRECIAÇÃO GLOBAL Grupo Smyrna Biologia Floral – Vindimos Variedade de vigor médio, com uma boa produção de figos vindimos, os quais exigem caprificação. Os frutos de colheita difícil, têm forma piriforme, epiderme verde com bandas regulares verdes, polpa vermelho escuro, fendilhamento pouco extenso, bom sabor e boa resistência ao manuseamento e transporte. A maturação ocorre a partir de finais de Julho. Trata-se de uma variedade com alguma expressão no Algarve, com muito interesse para passa. Caracterização realizada com base nos seguintes documentos: UPOV - Union Internationale pour la Protection des Obtentions Végétales IPGRI – International Plant Genetic Resources Institute Origem do material – Alcantarilha / Silves Período de Caracterização - 2008 / 2009 / 2010 / 2011 Euchária Branca Quadro de Caracteres Morfológicos Porte – erecto 1 1 Tendência para formação de rebentos de raiz (polas) – baixa 3 1 Vigor – médio 5 2 Cones radicíferos – poucos 3 1 Posição dos cones radicíferos – tronco e ramos primários 2 3 Cones radicíferos – muito salientes 9 - Ramos de 1 ano: porte – semi-erecto 2 - Ramos de 2 anos: porte – semi-erecto 2 - Ramos de 1 ano: tendência – linear 3 - Ramos de 2 anos: tendência – curva 5 - Ramos de 1 ano: espessura – fina 3 3 Ramos de 2 anos: espessura – fina 3 - Ramos de 1 ano: fissuras – estreitas 3 - Ramos de 1 ano: cor da casca – castanha 3 3 Ramos de 1 ano: comprimento dos entre nós - médio 5 - Ramos de 1 ano: lentículas – evidentes 1 - Gomo terminal: tamanho – pequeno 3 3 Gomo terminal: forma – cónica 1 a Gomo terminal: cor das escamas – verde 2 b Limbo: comprimento – pequeno (20,7 cm) 3 3 Limbo: largura - estreita (19,7 cm) 3 3 Limbo: relação comp./ largura - grande (1,05) 7 3 Limbo: pubescência da pág. sup. - pouca 3 3 Limbo: pubescência da pág. inf. – média 5 5 Limbo: brilho da página superior – médio 5 - Limbo: cor da página superior – verde 2 2 Limbo: cor da página inferior – pouco mais clara que a página superior 1 - Limbo: predominância do número de lóbulos – três (lobada) 2 1 Limbo: forma dos lóbulos – latata 3 3 Limbo: margem – crenada 3 1 Limbo: forma da base – cordiforme 2 2 Pecíolo: comprimento – médio ( 8,3 cm) 5 5 Pecíolo: cor – verde claro 1 1 Tamanho e forma do pedúnculo – curto e espesso 3 2 Abcisão do pedúnculo – difícil 2 2 Forma da secção transversal do pedúnculo – circular 1 - Tamanho – médio 5 2 Forma – piriforme 5 - Simetria segundo o eixo vertical – simétrico 0 0 Estrias – salientes 7 5 Tamanho do ostíolo – grande 7 3 Abertura ostiolar – presente 2 9 Gota ostiolar – ausente 1 - Escamas ostiolares – pequenas 3 3 Cor das escamas ostiolares – contrastante com a pele do fruto 2 2 Fendilhamento da pele – fendas mínimas 3 3 Brilho da pele – ausente 1 0 Tamanho das lentículas – grandes 7 7 Pilosidade do fruto – ausente 1 - Cor principal da pele – verde 4 4 Cor secundária da pele – com bandas regulares verdes 3 2 Textura da pele – elástica 9 4 Cor do receptáculo – branca 1 1 Cor da polpa – vermelho escuro 6 3 Suculência da polpa – média 5 7 Cavidade – estreita 3 5 Quantidade de aquénios – muitos 7 - Tamanho dos aquénios – grande 7 - Sabor – bom 7 3 Resistência ao manuseamento – resistentes 7 7 Peso – médio (55,3 g) 5 5 Número médio de frutos por lançamento – médio 5 - Tipo de produção predominante – vindimos 2 - Exigência de caprificação – muito exigente 1 - Início da maturação – muito precoce 1 1 Plena maturação (50% dos figos maduros) – precoce 3 3 Mês - Ano 10 2011 Local da colecção – Centro de Experimentação Agrária de Tavira; Altitude - 12 m; Latitude – 37º 06’ 47,1’’ N; Longitude – 07º 39’ 27,2’’ W) Entidades Responsáveis pela Caracterização – Direcção Regional de Agricultura e Pescas do Algarve (DRAPALG) Técnicos responsáveis pela caracterização: João Costa, Armindo Rosa e António Marreiros
  15. 15. FIGUEIRA Ficha de Caracterização – Figueira Eucharia Preta Legenda das figuras 1 - ÁRVORE - aspecto geral no Verão 2 - FRUTO - inteiros e em corte transversal e longitudinal 3 - ÁRVORE - aspecto geral no final do Inverno e 1ªs folhas 4 e 5 - FOLHA - página superior e inferior 6 - RAMO do ANO Fig. - 1 Fig. - 2 Fig. - 3 Fig. - 6Fig. - 4 Fig. - 5
  16. 16. FIGUEIRA Árvore UPOV IPGRI UPOV IPGRI Folha APRECIAÇÃO GLOBAL Grupo Smyrna Biologia Floral – Vindimos Variedade de vigor médio, com uma boa produção de figos vindimos exigindo caprificação. Os frutos de colheita fácil, têm forma oblonga, epiderme purpúrea com bandas regulares verdes, fendilhamento pouco extenso e polpa vermelho escuro, apresentando muito bom sabor e boa resistência ao manuseamento. A maturação ocorre a partir de inícios de Agosto. Variedade muito divulgada no Algarve para produção de passa, apesar da polpa demasiado escura. Caracterização realizada com base nos seguintes documentos: UPOV - Union Internationale pour la Protection des Obtentions Végétales IPGRI – International Plant Genetic Resources Institute Origem do material – Alcantarilha / Silves Período de Caracterização – 2003 / 2004 / 2005 / 2011 Eucharia Preta Quadro de Caracteres Morfológicos Porte – semi-erecto 2 2 Tendência para formação de rebentos de raiz (polas) – média 5 3 Vigor – médio 5 2 Cones radicíferos – poucos 3 1 Posição dos cones radicíferos – só no tronco 1 1 Cones radicíferos – muito salientes 9 - Ramos de 1 ano: porte – semi-erecto 2 - Ramos de 2 anos: porte – semi-erecto 2 - Ramos de 1ano: tendência– curva 5 - Ramos de 2 anos: tendência – curva 5 - Ramos de 1 ano: espessura – fina 3 3 Ramos de 2 anos: espessura – média 5 - Ramos de 1 ano: fissuras – estreitas 3 - Ramos de 1 ano: cor da casca – cinzenta 2 2 Ramos de 1 ano: comprimento dos entre nós - curto 3 - Ramos de 1 ano: lentículas – evidentes 1 - Gomo terminal: tamanho – médio 5 5 Gomo terminal: forma – cónica 1 a Gomo terminal: cor das escamas – verde claro 1 a Limbo: comprimento - pequeno – (19,9 cm) 3 3 Limbo: largura - estreita (20,1 cm) 3 3 Limbo: relação compr./ largura – média (0,99) 5 2 Limbo: pubescência da pág. sup. - pouca 3 3 Limbo: pubescência da pág. inf. - pouca 3 3 Limbo: brilho da página superior – médio 5 - Limbo: cor da página superior – verde 2 2 Limbo: cor da página inferior – pouco mais clara que a página superior 1 - Limbo: predominância do número de lóbulos – três (lobada) 2 1 Limbo: forma dos lóbulos – latata 3 3 Limbo: margem – serrada 4 3 Limbo: forma da base – sagitada 3 - Pecíolo: comprimento – médio (9,2 cm) 5 5 Pecíolo: cor – verde claro 1 1 Mês - Ano 11 - 2011 Tamanho e forma do pedúnculo – curto e espesso 3 2 Abcisão do pedúnculo – fácil 1 3 Forma da secção transversal do pedúnculo - triangular 4 - Tamanho – médio 5 2 Forma – oblonga 2 1 Simetria segundo o eixo vertical – assimétrica 1 1 Estrias – médias 5 3 Tamanho do ostíolo – grande 7 3 Abertura ostiolar – presente 2 9 Gota ostiolar – ausente 1 - Escamas ostiolares – pequenas 3 3 Cor das escamas ostiolares – com a mesma cor da pele do fruto 1 1 Fendilhamento da pele – fendas mínimas 3 3 Brilho da pele - presente 2 1 Tamanho das lentículas – médias 5 5 Pilosidade do fruto – ausente - Cor principal da pele – purpúrea 8 2 Cor secundária da pele – bandas regulares verdes 3 2 Textura da pele – média 5 2 Cor do receptáculo – branca 1 1 Cor da polpa – vermelho escuro 6 3 Suculência da polpa – alta 7 8 Cavidade – muito estreita 2 3 Quantidade de aquénios – muitos 7 - Tamanho dos aquénios – médio 5 - Sabor – muito bom 9 4 Resistência ao manuseamento – resistente 7 7 Peso – médio (56,9 g) 5 5 Número médio de frutos por lançamento - médio 5 - Tipo de produção predominante – vindimos 2 - Exigências de caprificação – muito exigente 1 - Início da maturação – precoce 3 2 Plena maturação (50% dos figos maduros) – média 5 5 Fruto (Figos vindimos) Local da colecção – Centro de Experimentação Agrária de Tavira; Altitude - 12 m; Latitude – 37º 06’ 47,1’’ N; Longitude – 07º 39’ 27,2’’ W) Entidades Responsáveis pela Caracterização – Direcção Regional de Agricultura e Pescas do Algarve (DRAPALG) Técnicos responsáveis pela caracterização: Catarina Pica, Vasco Branco, Eduarda Basílio, João Costa, Armindo Rosa, António Marreiros
  17. 17. FIGUEIRA Legenda das figuras 1 - ÁRVORE - aspecto geral no Verão 2 - FRUTO (lampos) - inteiros e em corte transversal e longitudinal 3 - ÁRVORE - aspecto geral no final do Inverno e 1ªs folhas 4 e 5 - FOLHA - página superior e inferior 6 - RAMO do ANO Ficha de Caracterização – Figueira Lampa Branca Fig. - 3 Fig. - 1 Fig. - 4 Fig. - 6 Fig. - 2 Fig. - 5
  18. 18. FIGUEIRA Árvore UPOV IPGRI UPOV IPGRI Folha APRECIAÇÃO GLOBAL Grupo Cachopo Biologia Floral – Lampos e Vindimos Variedade de forte vigor, produtora de figos lampos e vindimos dispensando caprificação. Os figos lampos apresentam forma piriforme e os vindimos forma oblonga ambos com epiderme verde clara com bandas amarelas, fendilhamento pouco extenso, tendo a polpa coloração âmbar e médio sabor. Os figos lampos têm média resistência ao manuseamento. Variedade muito precoce com interesse para produção de figos para consumo em fresco. Caracterização realizada com base nos seguintes documentos: UPOV - Union Internationale pour la Protection des Obtentions Végétales IPGRI – International Plant Genetic Resources Institute Origem do material – Cacela / Vila Real de Santo António Período de Caracterização – 2003 / 2004 / 2005 / 2011 Lampa Branca Quadro de Caracteres Morfológicos Porte – aberto 4 4 Tendência para formação de rebentos de raiz (polas) – baixa 3 1 Vigor – forte 7 3 Cones radicíferos – poucos 3 1 Posição dos cones radicíferos – tronco e ramos primários 2 3 Cones radicíferos – muito salientes 9 - Ramos de 1 ano: porte – semi-erecto 2 - Ramos de 2 anos: porte – semi-erecto 2 - Ramos de 1 ano: tendência – linear 3 - Ramos de 2 anos: tendência – curva 5 - Ramos de 1 ano: espessura – fina 3 3 Ramos de 2 anos: espessura – média 5 - Ramos de 1 ano: fissuras – médias 5 - Ramos de 1 ano: cor da casca – castanha 3 3 Ramos de 1 ano: comprimento dos entre nós - médio 5 - Ramos de 1 ano: lentículas – evidentes 1 - Gomo terminal: tamanho – pequeno 3 3 Gomo terminal: forma – cónica 1 a Gomo terminal: cor das escamas – verde 2 b Limbo : médio – (21, 8 cm) 5 5 Limbo : média - (23,0 cm) 5 5 Limbo : relação comp./ largura – média (0,95) 5 2 Limbo : pubescência da pág. sup. - pouca 3 3 Limbo : pubescência da pág. inf. – pouca 3 3 Limbo: brilho da página superior – médio 5 - Limbo: cor da página superior – verde 2 2 Limbo : cor da página inferior – muito mais clara que a página superior 2 - Limbo : predominância do número de lóbulos – cinco (lobada) 3 2 Limbo: forma dos lóbulos – latata 3 3 Limbo: margem – serrada 4 3 Limbo: forma da base – sagitada 3 - Pecíolo: comprimento – médio (8,7 cm) 5 5 Pecíolo: cor – verde claro 1 1 Mês - Ano 11 - 2011 Tamanho e forma do pedúnculo – curto e espesso (L/V) 3/3 2/2 Abcisão do pedúnculo – fácil (L) / difícil (V) 1/2 3/2 Forma da secção transversal do pedúnculo – triangular (L/V) 4/4 -/- Tamanho – grande (L) / grande (V) 7/7 3/3 Forma – piriforme (L) / oblonga (V) 5/2 -/1 Simetria segundo o eixo vertical – assimétrico (L/V) 1/1 1/1 Estrias – médias (L/V) 5/5 3/3 Tamanho do ostíolo – grande (L) / muito grande (V) 7/- 3/4 Abertura ostiolar – presente (L/V) 2/2 9/9 Gota ostiolar – ausente (L/V) 1/1 -/- Escamas ostiolares – médias (L/V) 5/5 5/5 Cor das escamas ostiolares – contrastante com a pele do fruto (L/V) 2/2 2/2 Fendilhamento da pele – fendas mínimas (L/V) 3/3 3/3 Brilho da pele – presente (L) / ausente (V) 2/1 1/0 Tamanho das lentículas – médias (L/V) 5/5 5/5 Pilosidade do fruto – esparsa (L/V) 3/3 -/- Cor principal da pele – verde clara (L/V) 3/3 5/5 Cor secundária da pele – bandas amarelas regulares (L/V) 2/2 1/1 Textura da pele – fina (L/V) 3/3 1/1 Cor do receptáculo – branca (L/V) 1/1 1/1 Cor da polpa – âmbar (L/V) 2/2 2/2 Suculência da polpa – média (L/V) 5/5 7/7 Cavidade – estreita (L/V) 3/3 5/5 Quantidade de aquénios – média (L/V) 5/5 -/- Tamanho dos aquénios – médio (L/V) 5/5 -/- Sabor – médio (L/V) 5/5 -/- Resistência ao manuseamento – média (L) / pouco resistentes (V)5/3 5/3 Peso – médio (70,5 g) (L) / médio (62,0 g) (V) 5/3 5/3 Número médio de frutos por lançamento – médio (L/V) 5/5 -/- Tipo de produção predominante – ambas (L/V) 1/2 -/- Exigência de caprificação – não exigente (V) -/3 -/- Início da maturação – muito precoce (L/V) 1/1 1/1 Plena maturação (50% dos figos maduros) - precoce (L/V) 3/3 3/3 Fruto – Figos lampos (L) / Figos vindimos (V) Local da colecção – Centro de Experimentação Agrária de Tavira; Altitude - 12 m; Latitude – 37º 06’ 47,1’’ N; Longitude – 07º 39’ 27,2’’ W) Entidades Responsáveis pela Caracterização – Direcção Regional de Agricultura e Pescas do Algarve (DRAPALG) Técnicos responsáveis pela caracterização: Catarina Pica, Vasco Branco, Eduarda Basílio, João Costa, Armindo Rosa, António Marreiros
  19. 19. FIGUEIRA Legenda das figuras 1 - ÁRVORE - aspecto geral no Verão 2 - FRUTO (lampos) - inteiros e em corte transversal e longitudinal 3 - ÁRVORE - aspecto geral no final do Inverno e 1ªs folhas 4 e 5 - FOLHA - página superior e inferior 6 - RAMO do ANO Ficha de Caracterização – Figueira Lampa Preta Fig. - 1 Fig. - 3 Fig. - 6 Fig. - 2 Fig. - 4 Fig. - 5
  20. 20. FIGUEIRA Árvore UPOV IPGRI UPOV IPGRI Folha APRECIAÇÃO GLOBAL Grupo São Pedro Biologia Floral – Lampos e Vindimos Variedade de vigor médio, produtora de figos lampos e figos vindimos exigindo caprificação. Os figos lampos apresentam forma piriforme e os vindimos forma oblonga, ambos de epiderme verde com bandas regulares purpúreas, fendilhamento pouco extenso, polpa âmbar, com bom sabor, resistentes ao manuseamento. Variedade muito precoce com grande interesse para produção de lampos para consumo em fresco. Caracterização realizada com base nos seguintes documentos: UPOV - Union Internationale pour la Protection des Obtentions Végétales IPGRI – International Plant Genetic Resources Institute Sinonímia – Lampeira Origem do material – Cacela / Vila Real de Santo António Período de Caracterização – 2003 / 2004 / 2005 / 2011 Lampa Preta Quadro de Caracteres Morfológicos Porte – fechado 3 3 Tendência para formação de rebentos de raiz (polas) – baixa 3 1 Vigor – médio 5 2 Cones radicíferos – poucos 3 1 Posição dos cones radicíferos – tronco e ramos primários 2 3 Cones radicíferos – muito salientes 9 - Ramos de 1 ano: postura – erecto 1 - Ramos de 2 anos: postura – semi-erecto 2 - Ramos de 1ano: tendência – linear 3 - Ramos de 2 anos: tendência – curva 5 - Ramos de 1 ano: espessura – fina 3 3 Ramos de 2 anos: espessura – média 5 - Ramos de 1 ano: fissuras – estreitas 3 - Ramos de 1 ano: cor da casca – castanha 3 3 Ramos de 1 ano: comprimento dos entre nós - curto 3 - Ramos de 1 ano: lentículas – evidentes 1 - Gomo terminal: tamanho – médio 5 5 Gomo terminal: forma – cónica 1 a Gomo terminal: cor das escamas – castanho rosado 3 c Limbo: comprimento – médio (21,2 cm) 5 5 Limbo: largura - estreita (19,9 cm) 3 3 Limbo: relação comp./ largura – médio (1,07) 5 2 Limbo: pubescência da pág. sup. - pouca 3 3 Limbo: pubescência da pág. inf. - média 5 5 Limbo: brilho da página superior – médio 5 - Limbo: cor da página superior – verde 2 2 Limbo: cor da página inferior – pouco mais clara que a página superior 1 - Limbo: predominância do número de lóbulos – três - lobada 2 1 Limbo: forma dos lóbulos – latata 3 3 Limbo: margem – serrada 4 3 Limbo: forma da base – truncada 1 1 Pecíolo: comprimento – médio (7,4 cm) 5 5 Pecíolo: cor – verde claro 1 1 Mês - Ano 11 - 2011 Tamanho e forma do pedúnculo – curto e espesso (L/V) 3/3 2/2 Abcisão do pedúnculo – difícil (L/V) 2/2 2/2 Forma da secção transversal do pedúnculo – triangular (L/V) 4/4 -/- Tamanho – grande (L) / médio (V) 7/5 3/2 Forma – piriforme (L) / oblonga (V) 5/2 -/1 Simetria segundo o eixo vertical – assimétrico (L) / simétrico (V) 1/0 1/0 Estrias – médias (L/V) 5/5 3/3 Tamanho do ostíolo – grande (L/V) 7/7 3/3 Abertura ostiolar – presente (L/V) 2/2 9/9 Gota ostiolar – ausente (L/V) 1/1 -/- Escamas ostiolares – pequenas (L/V) 3/3 3/3 Cor das escamas ostiolares – com a mesma cor da pele do fruto (L/V) 1/1 1/1 Fendilhamento da pele – fendas mínimas (L/V) 3/3 3/3 Brilho da pele – presente (L/V) 2/2 1/1 Tamanho das lentículas – pequenas (L/V) 3/3 3/3 Pilosidade do fruto – esparsa (L/V) 3/3 -/- Cor principal da pele – verde (L/V) 4/4 4/4 Cor secundária da pele – com bandas regulares purpúreas (L/V) 4/4 3/3 Textura da pele – média (L/V) 5/5 2/2 Cor do receptáculo – branca (L/V) 1/1 1/1 Cor da polpa – âmbar (L/V) 2/2 1/1 Suculência da polpa – média (L/V) 5/5 7/7 Cavidade – estreita (L/V) 3/3 5/5 Quantidade de aquénios – média (L/V) 5/5 -/- Tamanho dos aquénios – grande (L/V) 7/7 -/- Sabor – bom (L/V) 5/5 -/- Resistência ao manuseamento – resistentes (L/V) 7/7 7/7 Peso – médio (70,9 g) (L) / leve (47,3 g) (V) 5/3 5/3 Número médio de frutos por lançamento – médio (L/V) 5/5 -/- Tipo de produção predominante – lampos 1/- -/- Exigência de caprificação – pouco exigente (V) -/2 -/- Início da maturação – muito precoce (L/V) 1/1 1/1 Plena maturação (50% dos figos maduros)- precoce (L/V) 3/3 3/3 Fruto – Figos lampos (L) / Figos vindimos (V) Local da colecção – Centro de Experimentação Agrária de Tavira; Altitude - 12 m; Latitude – 37º 06’ 47,1’’ N; Longitude – 07º 39’ 27,2’’ W) Entidades Responsáveis pela Caracterização – Direcção Regional de Agricultura e Pescas do Algarve (DRAPALG) Técnicos responsáveis pela caracterização: Catarina Pica, Vasco Branco, Eduarda Basílio, João Costa, Armindo Rosa, António Marreiros
  21. 21. FIGUEIRA Legenda das figuras 1 - ÁRVORE - aspecto geral no Verão 2 - FRUTO – (vindimos) inteiros e em corte transversal e longitudinal 3 - ÁRVORE - aspecto geral no final do Inverno e 1ªs folhas 4 e 5 - FOLHA - página superior e inferior 6 - RAMO do ANO Ficha de Caracterização – Figueira Moscatel Fig. - 3 Fig. - 1 Fig. - 4 Fig. - 6 Fig. - 2 Fig. - 5
  22. 22. FIGUEIRA Árvore UPOV IPGRI Fruto – Figos lampos (L) / Figos vindimos (V) UPOV IPGRI Folha APRECIAÇÃO GLOBAL Grupo Cachopo Biologia Floral – Lampos e Vindimos Variedade de vigor médio, produtora de figos lampos e vindimos, dispensando caprificação. Os figos lampos apresentam forma piriforme, e os vindimos forma oblonga, ambos com epiderme verde clara e fendilhamento pouco extenso, sendo a polpa âmbar nos lampos e rosa nos vindimos. Ambos apresentam sabor médio, os lampos com média resistência ao manuseamento e transporte, os vindimos pouco resistentes. A maturação dos lampos ocorre entre meados de Maio e principio de Junho e a dos vindimos, em fim de Julho inicio de Agosto. Trata-se de uma variedade sem interesse para a produção de lampos, sendo a produção de vindimos interessante quer para fresco, quer para passa. Caracterização realizada com base nos seguintes documentos: UPOV - Union Internationale pour la Protection des Obtentions Végétales IPGRI – International Plant Genetic Resources Institute Origem do material – Alcantarilha / Silves Período de Caracterização – 2008 / 2009 / 2010 / 2011 Moscatel Quadro de Caracteres Morfológicos Porte – semi-erecto 2 2 Tendência para formação de rebentos de raiz (polas) – alta 7 5 Vigor – médio 5 2 Cones radicíferos – médios 5 3 Posição dos cones radicíferos – tronco e ramos primários 2 3 Cones radicíferos – muito salientes 9 - Ramos de 1 ano: porte – semi-erecto 2 - Ramos de 2 anos: porte – semi-erecto 2 - Ramos de 1 ano: tendência – linear 3 - Ramos de 2 anos: tendência – curva 5 - Ramos de 1 ano: espessura – fina 3 3 Ramos de 2 anos: espessura – média 5 - Ramos de 1 ano: fissuras – estreitas 3 - Ramos de 1 ano: cor da casca – castanha 3 3 Ramos de 1 ano: comprimento dos entre nós - médio 5 - Ramos de 1 ano: lentículas – não evidentes 2 - Gomo terminal: tamanho – médio 5 5 Gomo terminal: forma – cónica 1 a Gomo terminal: cor das escamas – verde 2 b Limbo: comprimento – pequeno (20,7 cm) 3 3 Limbo: largura - média (23,0 cm) 5 5 Limbo: relação comp./ largura - média (0,90) 5 2 Limbo: pubescência da pág. sup. - pouca 3 3 Limbo: pubescência da pág. inf. – pouca 3 3 Limbo: brilho da página superior – médio 5 - Limbo: cor da página superior – verde 2 2 Limbo: cor da página inferior – muito mais clara que a página superior 2 - Limbo: predominância do número de lóbulos – cinco (lobada) 3 2 Limbo: forma dos lóbulos – espatulada 2 1 Limbo: margem – crenada 3 1 Limbo: forma da base – cordiforme 2 2 Pecíolo: comprimento – médio (7,4 cm) 5 5 Pecíolo: cor – verde claro 1 1 Tamanho e forma do pedúnculo – curto e espesso (L/V) 3/3 2/2 Abcisão do pedúnculo – difícil (L/V) 2/2 2/2 Forma da secção transversal do pedúnculo – triangular (L/V) 4/4 -/- Tamanho – grande (L) / grande (V) 7/7 3/3 Forma – piriforme (L) / oblonga (V) 5/2 -/1 Simetria segundo o eixo vertical – assimétrico (L) / simétrico (V) 1/0 1/0 Estrias – médias (L/V) 5/5 3/3 Tamanho do ostíolo – grande (L) / muito grande (V) 7/- 3/4 Abertura ostiolar – presente (L/V) 2/2 9/9 Gota ostiolar – ausente (L/V) 1/1 -/- Escamas ostiolares – médias (L/V) 5/5 5/5 Cor das escamas ostiolares – contrastante com a pele do fruto (L/V) 2/2 2/2 Fendilhamento da pele – fendas mínimas (L/V) 3/3 3/3 Brilho da pele – presente (L) / ausente (V) 2/1 1/0 Tamanho das lentículas – pequenas (L/V) 3/3 3/3 Pilosidade do fruto – esparsa (L/V) 3/3 -/- Cor principal da pele – verde claro (L/V) 3/3 5/5 Cor secundária da pele – bandas amarelas regulares (L) / nenhuma (V) 2/1 1/0 Textura da pele – fina (L/V) 3/3 1/1 Cor do receptáculo – branca (L/V) 1/1 1/1 Cor da polpa – âmbar (L) / rosa (V) 2/3 2/2 Suculência da polpa – média (L/V) 5/5 7/7 Cavidade – média (L) / larga (V) 5/7 7/9 Quantidade de aquénios – médios (L/V) 5/5 -/- Tamanho dos aquénios – médio (L/V) 5/5 -/- Sabor – médio (L/V) 5/5 -/- Resistência ao manuseamento – média (L) / pouco resistentes (V) 5/3 5/3 Peso – médio (65,8 g) (L) / médio (51,1 g) (V) 5/5 5/5 Número médio de frutos por lançamento – médio (L/V) 5/5 -/- Tipo de produção predominante – vindimos 2 - Exigência de caprificação – não exigente (V) -/3 -/- Início da maturação – precoce (L) / muito precoce (V) 3/1 2/1 Plena maturação (50% dos figos maduros) – média (L) / precoce (V) 5/3 5/3 Mês - Ano 10 - 2011 Local da colecção – Centro de Experimentação Agrária de Tavira; Altitude - 12 m; Latitude – 37º 06’ 47,1’’ N; Longitude – 07º 39’ 27,2’’ W) Entidades Responsáveis pela Caracterização – Direcção Regional de Agricultura e Pescas do Algarve (DRAPALG) Técnicos responsáveis pela caracterização: João Costa, Armindo Rosa, António Marreiros. L/V L/V
  23. 23. FIGUEIRA Fig. - 1 Fig. - 3 Ficha de Caracterização – Figueira Pingo de Mel Legenda das figuras: 1 - ÁRVORE - aspecto geral no Verão. 2 - FRUTO - inteiros e em corte transversal e longitudinal 3 - ÁRVORE - aspecto geral no final do Inverno e 1ªs folhas 4 e 5 - FOLHA - página superior e inferior 6 - RAMO do ANO Fig. - 6 Fig. - 2 Fig. - 4 Fig. - 5
  24. 24. FIGUEIRA Árvore UPOV IPGRI Fruto (Figos vindimos) UPOV IPGRI Folha APRECIAÇÃO GLOBAL Grupo Comum Biologia Floral – Vindimos Variedade de vigor médio, com uma boa produção de figos vindimos, os quais dispensam caprificação. Os frutos de fácil colheita têm forma piriforme, epiderme verde com bandas amarelas, fendilhamento pouco extenso e polpa de cor rosa. Apresentam bom sabor e resistência ao manuseamento e transporte. A maturação ocorre a partir de finais de Julho . Trata-se de uma variedade com muito interesse, quer para fresco, quer para passa. Caracterização realizada com base nos seguintes documentos: UPOV - Union Internationale pour la Protection des Obtentions Végétales IPGRI – International Plant Genetic Resources Institute Origem do material – Alcantarilha / Silves Período de Caracterização - 2008 / 2009 / 2010 / 2011 Pingo de Mel Quadro de Caracteres Morfológicos Porte – semi-erecto 2 2 Tendência para formação de rebentos de raiz (polas) – alta 7 5 Vigor – médio 5 2 Cones radicíferos – médios 5 3 Posição dos cones radicíferos – tronco e ramos primários 2 3 Cones radicíferos – muito salientes 9 - Ramos de 1 ano: porte – semi-erecto 2 - Ramos de 2 anos: porte – semi-erecto 2 - Ramos de 1 ano: tendência – linear 3 - Ramos de 2 anos: tendência – curva 5 - Ramos de 1 ano: espessura – fina 3 3 Ramos de 2 anos: espessura – média 5 - Ramos de 1 ano: fissuras – estreitas 3 - Ramos de 1 ano: cor da casca – castanha 3 3 Ramos de 1 ano: comprimento dos entre nós - curto 3 - Ramos de 1 ano: lentículas – não evidentes 2 - Gomo terminal: tamanho – médio 5 5 Gomo terminal: forma – cónica 1 a Gomo terminal: cor das escamas – verde 2 b Limbo: comprimento – pequeno (19,4 cm) 3 3 Limbo: largura - estreita (18,0 cm) 3 3 Limbo: relação comp./ largura - grande (1,07) 7 3 Limbo: pubescência da pág. sup. - pouca 3 3 Limbo: pubescência da pág. inf. – pouca 3 3 Limbo: brilho da página superior – intenso 7 - Limbo: cor da página superior – verde 2 2 Limbo: cor da página inferior – pouco mais clara que a página superior 1 - Limbo: predominância do número de lóbulos – três (lobada) 2 1 Limbo: forma dos lóbulos – espatulada 2 1 Limbo: margem – crenada 3 1 Limbo: forma da base – cordiforme 2 2 Pecíolo: comprimento – médio (7,5 cm) 5 5 Pecíolo: cor – verde claro 1 1 Tamanho e forma do pedúnculo – curto e espesso 3 2 Abcisão do pedúnculo – fácil 1 3 Forma da secção transversal do pedúnculo - circular 1 - Tamanho – médio 5 2 Forma – piriforme 5 - Simetria segundo o eixo vertical – simétrico 0 0 Estrias – médias 5 3 Tamanho do ostíolo – grande 7 3 Abertura ostiolar – presente 2 9 Gota ostiolar – presente 2 - Escamas ostiolares – médias 5 5 Cor das escamas ostiolares – contrastante com a pele do fruto 2 2 Fendilhamento da pele – fendas mínimas 3 3 Brilho da pele – presente 2 1 Tamanho das lentículas – médias 5 5 Pilosidade do fruto – ausente 1 - Cor principal da pele – verde 4 4 Cor secundária da pele – com bandas amarelas regulares 2 1 Textura da pele – elástica 9 4 Cor do receptáculo – branca 1 1 Cor da polpa – rosa 3 2 Suculência polpa – média 5 7 Cavidade – estreita 3 5 Quantidade de aquénios – média 5 - Tamanho dos aquénios – médio 5 - Sabor – bom 7 3 Resistência ao manuseamento – resistente 7 7 Peso – médio (51,3 g) 5 5 Número médio de frutos por lançamento – médio 5 - Tipo de produção predominante – vindimos 2 - Exigência de caprificação – não exigente 3 - Início da maturação – muito precoce 1 1 Plena maturação (50% dos figos maduros) – precoce 3 3 Mês - Ano 10 2011 Local da colecção – Centro de Experimentação Agrária de Tavira; Altitude - 12 m; Latitude – 37º 06’ 47,1’’ N; Longitude – 07º 39’ 27,2’’ W) Entidades Responsáveis pela Caracterização – Direcção Regional de Agricultura e Pescas do Algarve (DRAPALG) Técnicos responsáveis pela caracterização: João Costa, Armindo Rosa e António Marreiros.
  25. 25. FIGUEIRA Fig. - 1 Fig. - 3 Ficha de Caracterização – Figueira Princesa Fig. - 2 Fig. - 4 Fig. - 5 Fig. - 6 Legenda das figuras 1 - ÁRVORE - aspecto geral no Verão 2 - FRUTO (lampos) - inteiros e em corte transversal e longitudinal 3 - ÁRVORE - aspecto geral no final do Inverno e 1ªs folhas 4 e 5 - FOLHA - página superior e inferior 6 - RAMO do ANO
  26. 26. FIGUEIRA Árvore UPOV IPGRI UPOV IPGRI Folha APRECIAÇÃO GLOBAL Grupo Cachopo Biologia Floral – Lampos e Vindimos Variedade de forte vigor, produtora de figos lampos e vindimos, dispensando caprificação. Os figos lampos apresentam forma piriforme e os vindimos forma oblonga, ambos com epiderme verde claro com bandas amarelas, fendilhamento pouco extenso, tendo a polpa cor rosa, médio sabor e média resistência ao manuseamento. Variedade muito precoce com interesse quer para consumo em fresco quer para passa. Caracterização realizada com base nos seguintes documentos: UPOV - Union Internationale pour la Protection des Obtentions Végétales IPGRI – International Plant Genetic Resources Institute Sinonímia - Marquesa Origem do material – Bemposta / Portimão Período de Caracterização – 2003 / 2004 / 2005 / 2011 Princesa Quadro de Caracteres Morfológicos Porte – aberto 4 4 Tendência para formação de rebentos de raiz (polas) – alta 7 5 Vigor – forte 7 3 Cones radicíferos – médios 5 3 Posição dos cones radicíferos – tronco e ramos primários 2 3 Cones radicíferos – muito salientes 9 - Ramos de 1 ano: porte – semi-erecto 2 - Ramos de 2 anos: porte – semi-erecto 2 - Ramos de 1 ano: tendência – linear 3 - Ramos de 2 anos: tendência – curva 5 - Ramos de 1 ano: espessura – fina 3 3 Ramos de 2 anos: espessura – média 5 - Ramos de 1 ano: fissuras – médias 5 - Ramos de 1 ano: cor da casca castanha 3 3 Ramos de 1 ano: comprimento dos entre nós - médio 5 - Ramos de 1 ano: lentículas – evidentes 1 - Gomo terminal: tamanho – médio 5 5 Gomo terminal: forma – cónica 1 a Gomo terminal: cor das escamas – verde claro 1 a Limbo: comprimento – grande (23,1 cm) 7 7 Limbo: largura - larga (25,8 cm) 7 7 Limbo: relação comp./ largura - pequeno (0,89) 3 1 Limbo: pubescência da pág. sup. - pouca 3 3 Limbo: pubescência da pág. inf. – pouca 3 3 Limbo: brilho da página superior – médio 5 - Limbo: cor da página superior – verde 2 2 Limbo: cor da página inferior – muito mais clara que a página superior 2 - Limbo: predominância do número de lóbulos – cinco – lobada 3 2 Limbo: forma dos lóbulos – latata 3 3 Limbo: margens – crenada 3 1 Limbo: forma da base – sagitada 3 - Pecíolo: comprimento – médio (8,9 cm) 5 5 Pecíolo: cor – verde claro 1 1 Mês - Ano 11 - 2011 Fruto – Figos lampos (L) / Figos vindimos (V) Tamanho e forma do pedúnculo – curto e espesso (L/V) 3/3 2/2 Abcisão do pedúnculo – fácil (L) / difícil (V) 3/3 2/2 Forma da secção transversal do pedúnculo – triangular (L/V) 4/4 -/- Tamanho – grande (L/V) 7/7 3/3 Forma – piriforme (L) / oblonga (V) 3/2 -/1 Simetria segundo o eixo vertical – assimétrico (L/V) 1/1 1/1 Estrias – proeminentes (L) / médias (V) 7/5 5/3 Tamanho do ostíolo – grande (L) / muito grande (V) 7/- 3/4 Abertura ostiolar – presente (L/V) 2/2 9/9 Gota ostiolar – ausente (L/V) 1/1 -/- Escamas ostiolares – médias (L/V) 5/5 5/5 Cor das escamas ostiolares – contrastante com a pele do fruto (L/V) 2/2 2/2 Fendilhamento da pele – fendas mínimas (L/V) 3/3 3/3 Brilho da pele – presente (L) / ausente (V) 2/1 1/0 Tamanho das lentículas – médias (L/V) 5/5 5/5 Pilosidade do fruto – esparsa (L/V) 3/3 -/- Cor principal da pele – verde claro (L/V) 3/3 5/5 Cor secundária da pele – bandas amarelas regulares (L/V) 2/2 1/1 Textura da pele – fina (L/V) 3/3 1/1 Cor do receptáculo – branca (L/V) 1/1 1/1 Cor da polpa – rosa (L/V) 3/3 3/3 Suculência da polpa – média (L/V) 5/5 7/7 Cavidade – média (L/V) 5/5 7/7 Quantidade de aquénios – médios (L/V) 5/5 -/- Tamanho dos aquénios – médio (L/V) 5/5 -/- Sabor – médio (L/V) 5/5 -/- Resistência ao manuseamento – média (L/V) 5/5 5/5 Peso – médio (75,5 g) (L) / médio (63,2 g) (V) 5/5 5/5 Número médio de frutos por lançamento – médio (L/V) 5/5 -/- Tipo de produção predominante – (L/V) 1/2 -/ - Exigência de caprificação – não exigente (V) -/3 -/- Início da maturação – muito precoce (L/V) 1/1 1/1 Plena maturação (50% dos figos maduros) – precoce (L/V) 3/3 3/3 Local da colecção – Centro de Experimentação Agrária de Tavira; Altitude - 12 m; Latitude – 37º 06’ 47,1’’ N; Longitude – 07º 39’ 27,2’’ W) Entidades Responsáveis pela Caracterização – Direcção Regional de Agricultura e Pescas do Algarve (DRAPALG) Técnicos responsáveis pela caracterização: Catarina Pica, Vasco Branco, Eduarda Basílio, João Costa, Armindo Rosa, António Marreiros
  27. 27. FIGUEIRA Ficha de Caracterização – Figueira Verdeal Legenda das figuras 1 - ÁRVORE - aspecto geral no Verão 2 - FRUTO - inteiros e em corte transversal e longitudinal 3 - ÁRVORE - aspecto geral no final do Inverno e 1ªs folhas 4 e 5 - FOLHA - página superior e inferior. 6 - RAMO do ANO Fig. - 3 Fig. - 4 Fig. - 5 Fig. - 6 Fig. - 1 Fig. - 2
  28. 28. FIGUEIRA Árvore UPOV IPGRI Fruto (Figos vindimos) UPOV IPGRI Folha APRECIAÇÃO GLOBAL Grupo Comum Biologia Floral – Vindimos Variedade de vigor médio, com uma boa produção de figos vindimos, os quais não necessitam de caprificação. Os frutos de colheita difícil, têm forma oblonga, epiderme verde claro, polpa rosa, apresentando bom sabor e média resistência ao manuseamento e transporte. A sua maturação ocorre a partir de meados de Agosto. Trata-se de uma variedade com interesse para fresco. Caracterização realizada com base nos seguintes documentos: UPOV - Union Internationale pour la Protection des Obtentions Végétales IPGRI – International Plant Genetic Resources Institute Origem do material – S. Bartolomeu de Messines / Silves Período de Caracterização - 2008 / 2009/ 2010 / 2011 Verdeal Quadro de Caracteres Morfológicos Porte – compacto 3 3 Tendência para formação de rebentos de raiz (polas) – alta 7 5 Vigor – médio 5 2 Cones radicíferos – ausentes 1 - Ramos de 1 ano: porte – erecto 1 - Ramos de 2 anos: porte – semi-erecto 2 - Ramos de 1 ano: tendência – linear 3 - Ramos de 2 anos: tendência – linear 3 - Ramos de 1 ano: espessura – fina 3 3 Ramos de 2 anos: espessura – média 5 - Ramos de 1 ano: fissuras – estreitas 3 - Ramos de 1 ano: cor da casca – cinzenta 2 2 Ramos de 1 ano: comprimento dos entre nós - curto 3 - Ramos de 1 ano: lentículas – evidentes 1 - Gomo terminal: tamanho – médio 5 5 Gomo terminal: forma – cónica 1 a Gomo terminal: cor das escamas – castanho rosada 3 c Limbo: comprimento – pequeno (20,0 cm) 3 3 Limbo: largura - estreita (18,2 cm) 3 3 Limbo: relação comp./ largura - grande (1,09) 7 3 Limbo: pubescência da pág./ sup./ - pouca 3 3 Limbo: pubescência da pág./ inf. – média 5 5 Limbo: brilho da página superior – médio 5 - Limbo: cor da página superior – verde 2 2 Limbo: cor da página inferior – pouco mais clara que a página superior 1 - Limbo: predominância do número de lóbulos – três (lobada) 2 1 Limbo: forma dos lóbulos – latata 3 3 Limbo: margem – crenada 3 1 Limbo: forma da base – cordiforme 2 2 Pecíolo: comprimento – médio (9,7 cm) 5 5 Pecíolo: cor – verde claro 1 1 Tamanho e forma do pedúnculo – curto e espesso 3 2 Abcisão do pedúnculo – difícil 2 2 Forma da secção transversal do pedúnculo – circular 1 - Tamanho – médio 5 2 Forma – oblonga 2 1 Simetria segundo o eixo vertical – simétrico 0 0 Estrias – salientes 7 5 Tamanho do ostíolo – grande 7 3 Abertura ostiolar – presente 2 9 Gota ostiolar – ausente 1 - Escamas ostiolares – pequenas 3 3 Cor das escamas ostiolares – contrastante com a pele do fruto 2 2 Fendilhamento da pele – resistente 1 1 Brilho da pele – ausente 1 0 Tamanho das lentículas – médias 5 5 Pilosidade do fruto – ausente 1 - Cor principal da pele – verde claro 3 5 Cor secundária da pele – nenhuma 1 0 Textura da pele – média 5 2 Cor do receptáculo – branca 1 1 Cor da polpa – rosa 3 3 Suculência da polpa – média 5 7 Cavidade – média 5 7 Quantidade de aquénios – média 5 - Tamanho dos aquénios – médios 5 - Sabor – bom 7 3 Resistência ao manuseamento – média 5 5 Peso – médio (57,1 g) 5 5 Número médio de frutos por lançamento – médio 5 - Tipo de produção predominante – vindimos 2 - Exigência de caprificação – não exigente 3 - Início da maturação – precoce 3 2 Plena maturação (50% dos figos maduros) – média 5 5 Mês - Ano 10 2011 Local da colecção – Centro de Experimentação Agrária de Tavira; Altitude - 12 m; Latitude – 37º 06’ 47,1’’ N; Longitude – 07º 39’ 27,2’’ W) Entidades Responsáveis pela Caracterização – Direcção Regional de Agricultura e Pescas do Algarve (DRAPALG) Técnicos responsáveis pela caracterização: João Costa, Armindo Rosa e António Marreiros.

×