Simulado i

1.859 visualizações

Publicada em

0 comentários
1 gostou
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.859
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
891
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
33
Comentários
0
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Simulado i

  1. 1. 06/06/2011 - Simulado - Concursos 2011 - parte pedagógica CURRÍCULOS E PROGRAMAS: (Quino, Dez anos de Mafalda) 1 . Do ponto de vista de Lerner quando o professor utiliza em sala de aula diversos portadores de textos (manuais de instrução, jornais, rótulos, cartas, bulas, livros, etc..) está proporcionando ao aluno a oportunidade de: (A) se apropriar da leitura de acordo com a abordagem condutista. (B) aprender linguagem emotiva. (C) compreender as funções metalingüísticas da escrita no estilo coloquial. (D) entender o circuito da comunicação num processo cumulativo e graduado. (E) compreender as funções sociais da escrita. 2. Uma das formas básicas de organização social, isto é trabalhos em grupo cooperativos são especialmente importantes durante o processo de aprendizagem porque: (A) os objetivos dos participantes estão relacionados, mas de forma excludente. (B) os participantes são recompensados com base nos resultados de seus trabalhos pessoais com total independência dos resultados dos outros participantes. (C) a competição intergrupos é um fator que incrementa a aprendizagem. (D) a cooperação intragrupo é superior à competição interpessoal quanto rendimento e à produtividade dos participantes. (E) nenhuma das anteriores 3. A programação do planejamento da leitura na escola deve partir de três eixos, segundo Teresa Colomer e Anna Camps: I. que os alunos leiam diferentes tipos de textos e com diferentes intenções e funções. II. que o prof. ajude os alunos a interpretar textos de dificuldade progressiva para avançar em sua autonomia leitora. III. que o professor desenvolva atividades de decodificação para aprender a grafia correta das palavras.
  2. 2. IV. exercitar habilidades para que tome consciência de sua importância da leitura para chegar a automatizá-las V. que o professor desenvolva atividades que substitua o nível coloquial de linguagem dos alunos pela norma culta da língua. Assinale a resposta correta: (A) Apenas I, II e IV (B) Apenas I, II e III (C) Apenas III e IV. (D) Apenas IV (E) Apenas I e V. 4. O professor Carlos, do 6º ano, propõe a um grupo de alunos que produza um texto teatral para ser encenado pelos alunos do 5º ano. Esta é uma situação em que os alunos autores precisam estar atentos às características textuais, gramaticais e ortográficas, pois (A) esta escrita não é objeto de ensino, mas de avaliação e deveriam escrever para o professor, único capaz de fazer a revisão do texto. (B) é uma atividade difícil pois a maioria não domina a escrita. (C) escrevem para leitores reais, pois sendo produtores de língua escrita, vão vivenciando a pertinência e a importância de emitir a mensagem em determinado tipo de situação social. (D) como atividade mecânica e desprovida de sentido seria conveniente solicitar que escrevessem uma redação. (E) é uma rica atividade possibilitando que demonstrem o que sabem sobre gramática. 5. Cidadão - cantor e compositor Zé Geraldo Tá vendo aquele edifício moço? Ajudei a levantar Foi um tempo de aflição Eram quatro condução Duas pra ir, duas pra voltar Hoje depois dele pronto olho pra cima e fico tonto Mas me chega um cidadão e me diz desconfiado, tu tá aí admirado ou tá querendo roubar? Refletir sobre como os jovens e adultos pensam e aprendem envolve, portanto, transitar pelo menos por três campos que contribuem para a definição de seu lugar social: a condição de “não-crianças”, a condição de excluídos da escola e a condição de membros de determinados grupos culturais. (Marta Kohl de Oliveira) Neste contexto, Marta Khol afirma que lecionar em Programas de Educação de Jovens e Adultos é afirmar que:
  3. 3. (A) tratar o adulto de forma abstrata, universal, ajuda a não remeter a um certo estereótipo de adulto. (B) os altos índices de evasão e repetência nos programas de educação de jovens e adultos indicam falta de sintonia entre a escola e os alunos que dela se servem, embora há fatores de ordem socioeconômica que impedem que os alunos se dediquem plenamente a esses programas de educação. (C) os alunos que são objeto das práticas e reflexões sobre a educação de pessoas jovens e adultas pertencem ao grupo social dominante. (D) esses jovens e adultos não pensam de forma apropriada ou não são capazes de aprender adequadamente e isso se deve a sua pertinência a um grupo cultural específico. (E) todas as afirmações acima estão corretas. 6. “A progressão continuada é herdeira da concepção conservadora-liberal, e os ciclos de formação estão mais ligados às propostas transformadoras e progressivas.” Freitas faz essa afirmação apoiando-se nos seguintes argumentos: A) os ciclos configuram-se em uma unidade curricular e metodológica de estudos em torno de aspectos da vida, respeitando as experiências significativas para a idade (ensino por complexos, por exemplo). B) a progressão continuada pressupõe a retirada da aprovação do âmbito profissional do professor, mantendo inalterada a avaliação informal com característica classificatória. C) apenas os ciclos pressupõem a educação como direito de todos e obrigação do estado. D) na concepção de ciclos os tempos e espaços da escola são colocados a serviço de novas relações de poder entre o estudante e o professor, com a tarefa de formar para a vida, na atualidade, propiciando o desenvolvimento de novas relações entre as pessoas e as coisas. E) os ciclos não podem ser vistos como uma “mera solução pedagógica” visando superar a seriação. Devem ser vistos como instrumentos de resistência. Registre abaixo qual a alternativa correta: 1. A, D e E são corretas 2. B e C são incorretas 3. todas são corretas 4. todas são incorretas 7. “A Pedagogia da autonomia de Paulo Freire é um livro de poucas páginas, mas de uma densidade de idéias pouco vista em qualquer outra de suas obras. (...) Sugere práticas e mostra a possibilidade dos educadores/as estabelecerem novas relações e condições de educabilidade deles/as entre si, dentro de cada deles/as mesmos e com os seus educandos/as”. Ana Maria Araujo Freire (2006) p. 388
  4. 4. Diante do exposto não é correto afirmar sobre o pensamento de Freire: A) ensinar não é transferir conhecimento, mas criar as possibilidades para a sua produção ou a sua construção. B) pensar certo, do ponto de vista do professor, tanto implica o respeito ao senso comum no processo de sua necessária superação quanto o respeito e o estímulo à capacidade criadora do educando. C) o respeito devido à dignidade do educando não me permite subestimar, pior ainda, zombar do saber que ele traz consigo. D) a história é determinada e assim a existência humana também, de modo que, a adaptação a certas situações é sempre necessária, ainda que exija certa resignação. E) o ensino dos conteúdos implica o testemunho ético do professor. 8. Nos últimos anos, a educação de jovens e adultos (EJA) vem experimentando um crescimento ímpar, tendo se popularizado junto aos mais diversos segmentos das comunidades, rompendo com os limites de idade, de classe social, de gênero e outras tantas categorizações, ao reunir, sob um mesmo teto, jovens e idosos, homens e mulheres, com as mais diversas motivações. Nelci Ehrhardt Ser professor na modalidade de EJA exige do professores certos saberes indispensáveis ao desenvolvimento das aulas. Assinale abaixo qual a alternativa que explicitam alguns desses saberes: A) a experiência pessoal do aluno não é um fator relevante para o planejamento da prática pedagógica com adultos B) ao analisar o processo de desenvolvimento cognitivo do aluno é preciso considerar o seu déficit cognitivo de modo a garantir situações de interação significativas na sala de aula. C) é importante destacar o uso de novas tecnologias junto aos jovens da EJA, pois a cultura digital pode ajudar a criar um novo espaço de aprendizagem e de desenvolvimento para eles. D) professores e professoras que atuam em classes da EJA não precisam exercer um papel motivador e nem tampouco organizador uma vez que os alunos são em sua maioria adultos. E) nenhuma das anteriores. 9. Segundo o documento do ensino fundamental de nove anos - Orientações para a Inclusão da Criança de seis anos de idade, pode-se afirmar que: A) o ingresso da criança de seis anos de idade na instituição escolar , no ensino fundamental pode constituir uma medida meramente administrativa. B) é urgente a construção de uma escola cidadã, inclusiva, solidária e de qualidade social para as crianças de seis anos.
  5. 5. C) a ampliação do ensino fundamental para nove anos exige tratamento político, administrativo e pedagógico assegurando a todas as crianças um tempo mais longo de convívio escolar com maiores oportunidades de aprendizagem. 10. Na obra de Walter Benjamin, encontramos interessantes contribuições para compreender a infância e sua singularidade, considerando que a criança cria cultura e produz historia. A) Esta ideia explica o entendimento da categoria social da infância. B) Esta ideia explica o entendimento da categoria da historia humana. C) Esta ideia explica ambas categoria social e da historia humana. 11. A proposição de expectativas de aprendizagem para as crianças surdas Libras, considera que: I) o fato de ter acesso ao mundo pela visão e não pela audição caracteriza as pessoas surdas como diferentes e não deficientes em relação às ouvintes. II) a pessoa surda compreende e interage com o mundo por meio de experiências visuais, manifestando sua cultura principalmente pelo uso da Língua Brasileira de Sinais. III) os alunos surdos devam ter uma educação Bilíngüe, na qual a Língua Brasileira de Sinais (língua de instrução ) é a primeira e a Língua Portuguesa na modalidade escrita, a segunda. A) Todas as afirmações são corretas B) Apenas a afirmação I e II é correta C) Apenas a afirmação II e III é correta 12. Na perspectiva da inclusão, os documentos institucionais publicados pela SME evidenciam as seguintes ideias: I) O desenvolvimento da criança é um processo conjunto e recíproco. II) Educar e cuidar: dimensões indissociáveis de toda a ação educacional. III) O professor mediador da criança em sua aprendizagem. A) todas as afirmações são verdadeiras B) apenas a afirmação II é falsa C) afirmação II e III é falsa 13. O documento Orientações Curriculares Expectativas de Aprendizagem para a Educação Étnico-Racial, requer uma reflexão sobre alguns conceitos tais como: I) racismo, raça, auto-estima II) cidadania, ações afirmativas (III) identidade, gênero e sexualidade A) nenhuma das alternativas anteriores B) todas as alternativas anteriores
  6. 6. C) apenas a alternativa I é a correta. 14. Em relação à educação de jovens e adultos, adverte-se para que a ação educativa não caia no vazio, submetendo-se à lógica do ajustamento das demandas do mercado.Isto significa: A) não existe possibilidade de uma proposta pedagógica conscientizadora limitada a um ensino cuja finalidade seja a adequação à realidade imediata. B) é preciso adotar a pedagogia do aprender a aprender. C) são necessárias monitoração e ação planejada para realização de tarefas. 15. Para desenvolver um trabalho consistente com a ampliação das competências leitora e escritora ,é importante conhecer as características do letramento da comunidade a que pertence a escola. A) A investigação é um ponto de partida importante para organizar a escola na implementação do referencial de expectativa para o desenvolvimento da capacidade leitora e escritora por mobilizar a todos em torno de um projeto comum. B) A avaliação diagnóstica é importante por identificar o conhecimento prévio dos alunos C) Diagnosticar para oferecer aos estudantes o ensino que de fato os alunos precisam. 16. O projeto toda força ao primeiro ano, contemplando as especificidades dos alunos surdos visa basicamente: A) apresentar aos alunos o maior número possível de textos e o professor deve ser capaz de traduzi-los para a linguagem de sinais. B) propiciar às crianças surdas inserção ao universo dos textos que circulam socialmente, considerando que a principal fonte de informação para a criança surda adquirir a linguagem escrita é a leitura. C) demonstrar que a surdez não impede que os alunos surdos atribuam sentido ao que leem 17. A proposta educacional anunciada nos diversos documentos publicados pela SME apresenta prioridade para a leitura e escrita como meta da política educacional pelo fato de entender a leitura como: A) uma habilidade que internaliza o diálogo do leitor com o texto B) um processo que se antecipa e se alonga na inteligência do mundo e se realiza como interação entre leitores e textos. C) um processo que internaliza o dialogo do leitor com o texto. 18. A escola em uma era da comunicação, frente às tecnologias da informação e da comunicação, pressupõe revolução no referencial prático metodológico e na circulação social dos textos verbais e não verbais. Disto pode-se concluir que:
  7. 7. A) aprender em rede supõe um paradigma educativo individualista, educação em rede supõe conectividade, companheirismo, solidariedade. B) aprender em rede supõe um paradigma educativo oposto ao paradigma individualista ,Educação em rede supõe conectividade, companheirismo,solidariedade. C) nos letramentos digitais novas práticas letradas surgem como valorização dos saberes individuais. 19. De acordo com o texto, quais são as implicações no âmbito educacional da inserção das TIC como instrumentos de uso pedagógico? Assinale a alternativa CORRETA. A) As TICs implicam novas maneiras de trabalhar, de aprender, de pensar, que são introduzidas no âmbito educacional como complementares, ou seja, o uso desses instrumentos ocorre fora do contexto escolar. B) As TICs englobam a capacidade de representar e transmitir informação que auxiliam organizar a compreensão e transmiti-la para outras pessoas de maneira mais rápida e eficiente e, em diversos meios de comunicação. O papel do professor aparece com menor freqüência diante dessa autonomia oferecida aos alunos através das TICs. C) As TICs romperam as barreiras espaciais fazendo com que o contexto escolar se questionasse sobre a importância e relevância da escola e do papel do professor no processo de ensino e aprendizagem. D) Através das TICs é possível obter simulações de todo tipo de objetos, fenômenos, situações e processos fazem da internet uma imitação da realidade. Por conseguir essa aproximação rápida e clara com a realidade os alunos acabam se interessando mais pelo processo de aprendizagem fora do contexto escolar. E) O aumento espetacular da quantidade e do fluxo de informação requer o papel do professor para auxiliar os alunos como adquirir o conhecimento fora do âmbito escolar. 20. Quais competências deveriam ser adquiridas pelos cidadãos para que haja o uso instrumental das TIC como complementaridade da ação pedagógica? I. Autonomia, interação e flexibilidade. II. Utilizar recursos e instrumentos de maneira interativa e filtrar informações. III. Discernimento, habilidade manual e capacidade de representação. Quais afirmações estão corretas? A) apenas I B) apenas III C) I e III D) II e III E) I e II
  8. 8. 21. Relacione corretamente as três etapas-chave no desenvolvimento das tecnologias da comunicação e seu respectivo efeito na educação. A) Primeira etapa - dominada pela linguagem natural (fala e gestualidade). B) Segunda etapa - representa a clara hegemonia do ser humano sobre o restante das espécies. C) Terceira etapa – rompimento definitivo das barreiras espaciais. ( ) meios audiovisuais entram nos centros educacionais, embora ainda não como complemento da documentação escrita. ( ) origem de algumas modalidades educacionais como a imitação, a declamação e a transmissão e reprodução do informado. ( ) ensino centrado em textos e no nascimento dos livros didáticos e do ensino à distância, por correspondência. Aprendizagem dos conteúdos de maneira significativa para utilizá-los. 22. De acordo com Salmon (2002), que competências o professorado deve adquirir para administração das TICs como ferramentas auxiliares da prática pedagógica de ensino e aprendizagem? I. Administrador, “bombeiro”, editor, gerenciador, filtro. II. Especialista, explorador, selecionador, agente de marketing. III. Suporte, líder de discussão, facilitador. Quais afirmações estão corretas? A) I e II B) I, II e III C) III e II D) Apenas III E) III e I 23. Quais aspectos relacionados às competências gerais do professorado são necessários considerar para que a utilização das TICs no contexto escolar seja feita com eficácia? Assinale a alternativa INCORRETA: A) a atuação competente supõe dispor dos conhecimentos e das capacidades necessárias para identificar e caracterizar contextos relevantes de atividade. B) é necessário levar em consideração a natureza construtiva, social e comunicacional da mediação. C) considerar o papel do professorado nos seguintes âmbitos: pedagógico; social; organização e gestão; técnico. D) compreender que a chave para caracterizar o papel do professor está na atividade do aluno, considerado como protagonista principal e responsável último pelo aprendizado mediado pelas TIC. E) compreender o papel do professorado como moderador na criação, manutenção e desenvolvimento de cursos virtuais.
  9. 9. 24. As diversas teorias do desenvolvimento se apóiam em diferentes concepções de homem e do modo como ele desenvolve o conhecimento. Uma dessas teorias concebe o homem como um ser de extrema capacidade de adaptação, que desenvolve suas características em função das condições presentes no meio em que se encontra, vencendo desafios através da mobilização de esquemas desenvolvidos como resposta a situações desconhecidas. Um dos grandes defensores desta concepção é: A) Piaget B) Skiner C) Vygotsky D) Köhler E) Freud 25. Perrenoud relaciona a avaliação formativa com os programas e objetivos. Para ele, A) a importância está no programa a ser ensinado, que deve ser cumprido integralmente. B) a avaliação tenta superar dificuldades dos alunos mais fracos, para que passem despercebidas. C) contra o fracasso escolar, é fundamental enfocar o essencial, o núcleo dos programas, naquilo que for saber indispensável para todos os alunos. D) apresentar os programas de ensino em forma de listas de conteúdo é uma forma facilitadora. E) a regulação individualizada expressa na avaliação formativa, suprime a revisão do planejamento ou a necessidade de relacioná-lo ao que já tenha sido aprendido. 26) Um grupo de professores estudou os textos de Hadji e percebeu que muitas de suas ações e idéias eram coerentes com as do autor, mas que outras precisariam ser revistas. No geral, o grupo percebeu que, num processo de avaliação formativa, o que mais importa é: A) que avaliar é julgar com critério e coerência, por isso, deve-se utilizar adequadamente cada um dos momentos metodológicos descritos pelo autor. B) buscar avaliar o processo de aprendizagem do aluno como um todo, utilizando muitas ações avaliativas C) formar o aluno para a auto-avaliação, para assumir e corrigir seus erros e aprender a aprender D) esclarecer atores, variar práticas, dar transparência aos critérios e não abusar do poder de julgar. E) cuidar para não desviar do objetivo e da justificativa (sentido) das ações. 27. Assinale a alternativa INCORRETA. De acordo com Sacristán, algumas prioridades na formação de professores são indispensáveis e só serão atendidas quando a formação de professores estiver: A) desenvolvendo conhecimento nos níveis e áreas que o professor irá trabalhar; B) estabelecendo fundamentação e justificativa das análises do saber prático;
  10. 10. C) gerando pontuação necessária para a promoção funcional por titulação e especialização; D) colaborando com o desenvolvimento de análise das condições de trabalho E) ajustando as ações com os modelos educativos mais adequados às necessidades dos alunos. 28. Para Mônica Thurler, um sistema escolar descentralizado e profissionalizado, com interação entre comando estratégico e operacional, apresenta as seguintes características: I – O comando estratégico oferece cenários e consulta os envolvidos II – O comando operacional estabelece objetivos e se organiza para atende-los III – O comando estratégico é um órgão de controle e inspeção IV – O comando operacional explora sua autonomia V – O comando estratégico fixa seus próprios padrões São corretas as afirmações: A) I, II, III e IV B) I, III, IV E V C) I, II, IV E V D) II, III, IV E V E) I, III, IV E V 29. Em uma perspectiva construtivista de avaliação, segundo Hoffman, a qualidade do ensino deve ser analisada em função dos objetivos previstos. Dessa forma, pode-se afirmar que qualidade do ensino significa: A) padrões preestabelecidos em bases comparativas com padrões de comportamento ideal. B) quantidade informada pelo sistema de médias estatísticas e índices numéricos. C) desenvolvimento máximo do estudante, por meio de uma ação educativa voltada para a autonomia moral e intelectual. D) capacidade de selecionar os mais aptos à aquisição de conhecimento E) capacidade de garantir a alteração da hierarquia social. 30. As Tecnologias de Informação e Comunicação (TICs) permitem ampliar o conceito do que seja aula, de espaço e tempo de comunicação audiovisual e ainda estabelecer conexões entre o presencial e o virtual. Um dos grandes desafios postos aos educadores pela sociedade do conhecimento é: A) responsabilizar os estudantes pela busca de informações por meio de estudos individualizados, com vistas a promover a superação de suas limitações, resultantes da formação escolar recebida. B) possibilitar aos estudantes uma formação mais rápida, visando a compensar o tempo perdido com possíveis reprovações e prover o ingresso no mercado de trabalho. C) viabilizar resultados imediatos, levando a conclusões previsíveis em detrimento da compreensão de temas abstratos de longa duração.
  11. 11. D) ajudar os estudantes a tornar a informação significativa, a filtrar as informações verdadeiramente importantes entre tantas possibilidades, a compreendê-las de forma abrangente e profunda, tornando-as parte de seus referenciais. E) facilitar a simples compilação de conteúdo da multiplicidade de ofertantes, visando o desenvolvimento ético do educando. 31. O ciberespaço permitiu a formação de uma perspectiva não linear de pensamento, ou uma cibercultura, segundo Pierre Lévy. Nela, as TICs (tecnologias de informação e de comunicação) passam a fazer parte dos processos educativos e, como elementos de cultura, possibilitam: A) os modos de transmissão que objetivam a retenção e reprodução de informações pelo aluno- usuário; B) uma criação e colaboração intensa, através de redes de contato virtuais, p. ex. articulando rede com escolas, professores e alunos; C) treinamento para o mercado de trabalho, com treino de uso de programas e planilhas específicas; D) a simplificação da informação, somada aos mecanismos lineares de retenção na memória, por isso a necessidade da configuração de senhas que os facilitem; E) um espaço dialógico de inserção e inclusão, que une alunos-treinandos a empresas em busca de mão de obra qualificada. 32. Uma visão pedagógica inovadora pressupõe a participação dos alunos no processo educativo e o uso de ferramentas da WEB para promover a interação presencial-virtual na produção do conhecimento. Dentre as redes sociais na WEB, que hoje são parte da vida da maioria dos alunos, destacam-se Orkut, MySpace, Facebook, que se configuram como: A) caminhos para suprimir a falha da educação em promover interações, cooperação e colaboração com os pares, independente da cultura escolar. B) estratégias para resolver o problema do tempo reduzido dos encontros escolares presenciais, possibilitando que todos os alunos de uma turma expressem suas opiniões e verbalizem suas dúvidas, as quais serão discutidas e respondidas por todos os professores. C) espaços para a comunicação, para o relacionamento, para o diálogo, para a troca de informações, socialização de ideias, produções individuais e coletivas. D) mecanismos para reverter o fracasso do atual modelo de escola denunciado pelas avaliações oficiais, modificando as concepções pedagógicas dos professores que aderirem ao uso das ferramentas virtuais E) um processo de inserção social do próprio professor, que, apesar da diferença de idade, é aceito como par nas ferramentas Web. 33. Ao final de um bloco de conteúdo, utilizando uma perspectiva de avaliação formativa, o professor, ao avaliar sua turma, identificou que um número elevado de alunos não apresentou bom desempenho. Preocupado, questionou a eficácia de seu trabalho didático tecendo as seguintes considerações:
  12. 12. A) independente de tudo, devo manter sempre os conteúdos programáticos. B) preciso utilizar procedimentos o mais simples possível, para trabalhar os conteúdos. C) posso fazer um trabalho de recuperação contínuo e sistemático. D) espero que a coordenação me dê elementos para redefinir meu fazer pedagógico. E) devo concluir que meus procedimentos não foram de todo inadequados e que os alunos é que não estavam preparados para uma nova aprendizagem. GABARITO: 1 (E) 2 (D) 3 (A) 4 (C) 5 (B) 6 (3) 7 (D) 8 (C) 9 (C) 10 (C) 11 (A) 12 (A) 13 (B) 14 (A) 15 (A) 16 (B) 17 (B) 18 (B) 19 (C) 20 (E) 21 (c-a-b) 22 (D) 23 (D) 24 (A) 25 (C) 26 (E) 27 (C) 28 (A) 29 (C) 30 (D) 31 (B) 32 (C) 33 (C)

×