Centro Social e Bem Estar de Ouca_Ana_Raquel_e_Valentina

2.332 visualizações

Publicada em

Trabalho de Práticas de Acção Social 10º ano no 1º período.
Com o tema - Apresentação de uma IPSS - Instituição Particular de Solidariedade Social.

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
2.332
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
19
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
0
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Centro Social e Bem Estar de Ouca_Ana_Raquel_e_Valentina

  1. 1. Ana Almeida e Valentina Dionísio Práticas de Acção Social 10ºC Instituições de Solidariedade Social
  2. 2. O logótipo da Instituição que vamos apresentar… Ana Almeida e Valentina Dionísio Práticas de Acção Social 10ºC
  3. 3. <ul><li>Como podem ver, a partir do logótipo que vos mostrámos, a instituição que vamos apresentar é o Lar de São Martinho ou Centro Social e Bem Estar de Ouca. </li></ul>Ana Almeida e Valentina Dionísio Práticas de Acção Social 10ºC
  4. 4. O Centro Social e Bem Estar de Ouca (ou Lar de São Martinho) … <ul><li>… é uma I.P.S.S. (Instituição Particular de Solidariedade Social) sem fins lucrativos… </li></ul><ul><li>… com sede na freguesia de Ouca, concelho de Vagos… </li></ul><ul><li>… foi fundada em Dezembro de 1984 pelo Padre António Correia Martins… </li></ul><ul><li>… tem como objectivos principais dar resposta aos inúmeros problemas que afectam a população idosa daquela zona e ajudar no desenvolvimento integrado da comunidade local… </li></ul><ul><li>… a pessoa responsável é o Sr. Daniel Conceição Amaral que é o administrador e contabilista da instituição. </li></ul>Ana Almeida e Valentina Dionísio Práticas de Acção Social 10ºC
  5. 5. Em relação à estrutura da instituição, o Centro Social e Bem Estar … <ul><li>… tem 4 andares (Cave, Rés-do-chão, 1º Piso e 2º Piso) … </li></ul><ul><li>… é uma construção nova … </li></ul><ul><li>… tem espaços verdes … </li></ul><ul><li>… tem capacidade para apoiar 40 pessoas … </li></ul><ul><li>… possui quites de primeiros socorros … </li></ul><ul><li>… e Ecopontos para defesa do ambiente. </li></ul><ul><li>Para além de terem uma instituição cuja estrutura é uma construção nova, o responsável, Daniel Conceição Amaral, diz-nos que “Satisfeitos nunca estamos, mas penso que isto é o mal de todos nós … Somos uns eternos insatisfeitos. Queremos sempre mais e mais…” </li></ul>Ana Almeida e Valentina Dionísio Práticas de Acção Social 10ºC
  6. 6. O Centro Social e Bem Estar possui as Valências de … <ul><li>ATL </li></ul><ul><li>Lar de idosos </li></ul><ul><li>Apoio domiciliário (SAD) </li></ul><ul><li>Mas com a construção do Novo Lar vai passar a disponibilizar as valências de : </li></ul><ul><li>Lar para acamados </li></ul><ul><li>Centro de Convívio </li></ul><ul><li>Alojamento temporário </li></ul><ul><li>Apoio domiciliário </li></ul><ul><li>Creche </li></ul><ul><li>Jardim de Infância </li></ul><ul><li>Formação profissional </li></ul>Ana Almeida e Valentina Dionísio Práticas de Acção Social 10ºC
  7. 7. Ainda assim, a instituição disponibiliza … <ul><li>Alimentação cuidada e conforme a recomendação do médico </li></ul><ul><li>Cuidados de Saúde: </li></ul><ul><li>  - Acompanhamento médico sempre que necessário e com um dia marcado por semana; </li></ul><ul><li>- Cuidados de enfermagem diários, a administração de medicamentos por profissionais de saúde. </li></ul><ul><li>- Encaminhamento e marcação de consultas de especialidade sempre que o médico aconselha; </li></ul><ul><li>Actividades da Vida diária: </li></ul><ul><li>- Apoio nos cuidados de higiene; </li></ul><ul><li>- Ajuda na alimentação; </li></ul><ul><li>- Cuidados de conforto e carinho; </li></ul><ul><li>- Apoio e incentivo à locomoção; </li></ul><ul><li>- Serviço de cabeleireira; </li></ul><ul><li>- Assistência Religiosa; </li></ul>Ana Almeida e Valentina Dionísio Práticas de Acção Social 10ºC
  8. 8. <ul><li>Tratamento da Roupa: </li></ul><ul><li>- Lavagem e passagem a ferro; </li></ul><ul><li>- Costura e pequenos arranjos; </li></ul><ul><li>Todo o tipo de electrodomésticos necessários para o bom funcionamento da Instituição: </li></ul><ul><li>- Televisores </li></ul><ul><li>- Vídeo </li></ul><ul><li>- Câmara de filmar </li></ul><ul><li>- Máquina fotográfica </li></ul><ul><li>- Computadores </li></ul><ul><li>- Telefones </li></ul><ul><li>- Fax </li></ul><ul><li>- Fotocopiadora </li></ul><ul><li>- Impressoras </li></ul><ul><li>- DVD </li></ul><ul><li>Entre outros. </li></ul>Ana Almeida e Valentina Dionísio Práticas de Acção Social 10ºC
  9. 9. Em termos de recursos materiais a instituição tem: <ul><li>1 Secretaria </li></ul><ul><li>Salas de recepção </li></ul><ul><li>Salas de convívio e de trabalhos manuais </li></ul><ul><li>1 Gabinete de serviço social </li></ul><ul><li>1 Gabinete de contabilidade </li></ul><ul><li>1 Bar </li></ul><ul><li>1 Refeitório </li></ul><ul><li>1 Cozinha </li></ul><ul><li>1 Lavandaria </li></ul><ul><li>1 Despensa </li></ul><ul><li>Quartos (individuais, casal, duplos e triplos) </li></ul><ul><li>1 Consultório médico e de enfermagem </li></ul><ul><li>1 Gabinete de Informática </li></ul><ul><li>1 Capela no exterior </li></ul><ul><li>1 Sala de formação profissional no exterior </li></ul><ul><li>1 Carpintaria </li></ul>Ana Almeida e Valentina Dionísio Práticas de Acção Social 10ºC
  10. 10. <ul><li>A instituição disponibiliza também aos seus utentes: </li></ul><ul><li>- Um autocarro de 46 lugares; </li></ul><ul><li>- Uma carrinha de 20 lugares; </li></ul><ul><li>- Três carrinhas de 9 lugares; </li></ul><ul><li>- Uma carrinha de 2 lugares; </li></ul><ul><li>De todas as viaturas, apenas uma das carrinhas de 9 lugares é que teve o contributo estatal, tudo o resto foi adquirido com as verbas da instituição, sendo a carrinha de 2 lugares em segunda mão. </li></ul>Ana Almeida e Valentina Dionísio Práticas de Acção Social 10ºC
  11. 11. Existem 43 funcionários nesta instituição, entre eles: <ul><li>1 Técnica de Serviço Social </li></ul><ul><li>1 Contabilista </li></ul><ul><li>1 Médico (2 vezes por semana)      </li></ul><ul><li>2 Enfermeiras </li></ul><ul><li>1 Escriturário </li></ul><ul><li>1 Operador de Computadores </li></ul><ul><li>3 Animadoras </li></ul><ul><li>1 Encarregado </li></ul><ul><li>1 Encarregada de Serviços Gerais </li></ul><ul><li>1 Jardineiro </li></ul><ul><li>3 Cozinheiras </li></ul><ul><li>1 Ajudante de Cozinha </li></ul><ul><li>14 Ajudantes de lar </li></ul><ul><li>3 Ajudantes Familiares </li></ul><ul><li>1 Ajudante de Lavandaria </li></ul><ul><li>1 Auxiliar de Ocupação </li></ul><ul><li>6 Auxiliares de Serviço Geral </li></ul><ul><li>1 Auxiliar de Educação </li></ul>Ana Almeida e Valentina Dionísio Práticas de Acção Social 10ºC
  12. 12. Para um utente ser admitido nesta instituição é necessário cumprir os seguintes critérios de admissão: <ul><li>A admissão será precedida do preenchimento de uma ficha própria; </li></ul><ul><li>No Centro são admitidas pessoas com idade igual ou superior a 65 anos, cuja situação social, familiar e económica e/ou de saúde não lhes permita permanecer em casa; </li></ul><ul><li>Em condições excepcionais, o centro admite pessoas com idade inferior a 65 anos, considerando caso a caso; </li></ul><ul><li>No Centro são admitidos idosos ou pessoas dependentes desde que o mesmo tenha condições físicas e humanas; </li></ul><ul><li>A admissão será precedida de análise por parte da direcção do Centro em conjunto com o(s) interessado(s) e seus familiares, pessoas responsáveis ou Serviços de Segurança Social, tendo em vista as razões apresentadas para o internamento; </li></ul><ul><li>A admissão no Centro será feita por deliberação da Direcção mediante um estudo sócio familiar, dando-se prioridade aos idosos e pessoas que se encontrem em situação de risco social; </li></ul><ul><li>No acto de admissão deve ser entregue a documentação de identificação referente ao idoso, bem como o relatório clínico que contenha informações pormenorizadas sobre o seu estado de saúde; </li></ul><ul><li>Deverão constar na ficha de inscrição os elementos de identificação da pessoa responsável pelo idoso, nomeadamente familiares; </li></ul><ul><ul><ul><li>Tratando-se de idosos sem família ou com família demissionária, cujo internamento seja promovido pelo Serviço de Segurança Social não se aplica o constante no item anterior. </li></ul></ul></ul>Ana Almeida e Valentina Dionísio Práticas de Acção Social 10ºC
  13. 13. Admissão de Utentes no ano 2006 <ul><li>Durante o ano 2006 foram admitidos, no Centro Social e Bem Estar, 19 utentes: </li></ul><ul><li>- 17 do sexo feminino </li></ul><ul><li>- 2 do sexo masculino. </li></ul><ul><li>A proveniência destes utentes foi sobretudo do distrito de Aveiro.   </li></ul><ul><li>  </li></ul><ul><li>Lista de Espera </li></ul><ul><li>  </li></ul><ul><li>Vários são os pedidos que diariamente chegam à Instituição para admissão de utentes dos mais diversos pontos do país. </li></ul><ul><li>Actualmente essa lista é de 90 pessoas de ambos os sexos e dos quais constam :  </li></ul><ul><li>48 mulheres </li></ul><ul><li>30 homens </li></ul><ul><li>13 casais </li></ul>Ana Almeida e Valentina Dionísio Práticas de Acção Social 10ºC
  14. 14. <ul><li>Os recursos financeiros da instituição são : </li></ul><ul><li>- O subsídio mensal atribuído através dos acordos de Cooperação com o Centro Regional de Segurança Social de Aveiro; </li></ul><ul><li>- A comparticipação mensal dos utentes; </li></ul><ul><li>- Os donativos de emigrantes e amigos .     </li></ul>Ana Almeida e Valentina Dionísio Práticas de Acção Social 10ºC
  15. 15. <ul><li>Na Instituição não existem utentes subsidiados; </li></ul><ul><li>Ainda assim, existem utentes que exigem um atendimento especial, dadas as suas condições físicas, mentais e de locomoção. </li></ul><ul><li>Daniel Amaral, responsável da Instituição, diz-nos que “Estou convicto que se a maioria das pessoas recorrem a estas “casas” é porque, de alguma forma, as pessoas precisam de um apoio especial que a família não pode dar. Obviamente que há razões e excepções! Convém frisar.” </li></ul><ul><li>A instituição é procurada por pessoas que vêm de muito longe a fim de encontrarem uma vaga. </li></ul><ul><li>As principais dificuldades são “as incompreensões a que estamos sujeitos”, como nos diz Daniel Amaral. </li></ul><ul><li>O pagamento é feito através de transferência bancária, mensalmente. </li></ul>Ana Almeida e Valentina Dionísio Práticas de Acção Social 10ºC
  16. 16. Condições do meio económico-social envolvente <ul><li>“ As condições do meio económico-social que envolve a instituição não é muito favorável. Vejamos: O Centro Social e Bem Estar está implantado numa das onze freguesias do concelho de Vagos, numa zona particularmente desfavorecida e de maior incidência de população idosa em situação de exclusão social, fortemente envelhecida e com fraca capacidade de resposta à procura deste tipo de equipamento para idosos. </li></ul><ul><li>É constituída por gente que se dedica preferencialmente à agricultura e não dispõe de estruturas preparadas para enfrentar e suportar as transformações sociais de que o país necessita. </li></ul><ul><li>Conclusão, a nível económico a instituição está num meio precário”, diz-nos Daniel Amaral. </li></ul>Ana Almeida e Valentina Dionísio Práticas de Acção Social 10ºC
  17. 17. Actividades <ul><li>As actividades no exterior são, por exemplo: </li></ul><ul><li>- Na época de escapelar, levam os idosos para essa actividade; </li></ul><ul><li>- No verão vão à praia; </li></ul><ul><li>- Fazem lanches em parques, em convívio com outras instituições, onde jogam os jogos tradicionais; </li></ul><ul><li>- Fazem ginástica no átrio da instituição; </li></ul><ul><li>- Participam em diversas actividades em dias festivos; </li></ul><ul><li>“ Dentro das limitações de cada um procuramos, sempre, pô-los em movimento com diversas actividades lúdicas.” diz-nos Daniel Amaral. </li></ul><ul><li>Na instituição fazem trabalhos e actividades de acordo com cada data festiva. </li></ul>Ana Almeida e Valentina Dionísio Práticas de Acção Social 10ºC
  18. 18. Para o futuro … <ul><li>… apenas querem continuar a fazer os possíveis e os impossíveis para cumprir com todos os objectivos, entre eles: </li></ul><ul><li>- O acompanhamento do utente e promoção da sua integração social; </li></ul><ul><li>- A ajuda psico – social; </li></ul><ul><li>- O aconselhamento; </li></ul><ul><li>- A prestação de informação; </li></ul><ul><li>- A promoção do bem estar de cada um. </li></ul><ul><li>“ Não podemos perspectivar o futuro … nós vivemos um dia de cada vez na esperança de que Deus nos dará dias melhores.”, assim nos diz Daniel Amaral, para concluir a nossa entrevista. </li></ul>Ana Almeida e Valentina Dionísio Práticas de Acção Social 10ºC
  19. 19. <ul><li>Achámos a Instituição bastante agradável e acolhedora. </li></ul><ul><li>Fomos muito bem recebidas pelos funcionários e apesar de não estarem presentes queremos agradecer a disponibilidade. </li></ul><ul><li>Esperamos que tenham gostado do nosso trabalho. </li></ul><ul><li>Para mais informações podem explorar o site da nossa instituição: </li></ul><ul><li>www.larouca.com </li></ul>Ana Almeida e Valentina Dionísio Práticas de Acção Social 10ºC
  20. 20. <ul><li>Trabalho realizado por : </li></ul><ul><li>Ana Almeida nº4 </li></ul><ul><li>Valentina Dionísio nº24 </li></ul><ul><li>10ºC </li></ul><ul><li>Práticas de Acção Social </li></ul>Ana Almeida e Valentina Dionísio Práticas de Acção Social 10ºC Bibliografia Dados recolhidos na entrevista ao responsável Daniel Amaral; www.larouca.com

×