Quadros Multimédia Interactivos : impacto no contexto de aprendizagem Orientação: Prof. Doutor José Reis Lagarto Miguela F...
<ul><li>1- Contextualização </li></ul><ul><li>2- Problema de investigação </li></ul><ul><li>3- Objectivos da investigação ...
1- Contextualização <ul><li>Escola Secundária da Batalha está localizada no concelho da Batalha, distrito de Leiria; </li>...
2- Problema da investigação <ul><li>Conhecer melhor o impacto dos quadros multimédia interactivos nos contextos de aprendi...
3- Objectivos do estudo <ul><li>Compreender as alterações na dinâmica no contexto de aprendizagem aquando da integração de...
3.1-  Objectivos do estudo:   Questões (1) <ul><li>Compreender as alterações da dinâmica no contexto de aprendizagem aquan...
3.1-  Objectivos do estudo:   Questões (2) <ul><li>Conhecer a influência da introdução desta tecnologia no que diz respeit...
4- Revisão da literatura <ul><li>4.1- Quadro Multimédia Interactivo. </li></ul><ul><li>4.2- Algumas funções do quadro. </l...
4.1- Quadro Multimédia Interactivo  (1) <ul><li>Um quadro interactivo é uma superfície que pode reconhecer a escrita elect...
4.1- Quadro Multimédia Interactivo  (2) <ul><li>Equipamentos necessários: </li></ul><ul><ul><li>Um quadro multimédia inter...
4.2- Algumas funções do quadro <ul><li>Uso da cor; </li></ul><ul><li>Anotações no quadro; </li></ul><ul><li>Inclusão de so...
4.3- QMI´s nos contextos de aprendizagem <ul><li>BECTA, num dos seus estudos, identifica as potencialidades do quadro para...
4.4- Benefícios do QMI  (1) <ul><li>Flexibilidade e versatilidade; </li></ul><ul><li>Aumento do tempo para o ensino, possi...
4.4- Benefícios do QMI  (2) <ul><li>Suporte na planificação e desenvolvimento de conteúdos, devido à facilidade de produçã...
5- Metodologias de Investigação <ul><li>5.1- Metodologias de Estudo. </li></ul><ul><li>5.2- Instrumentos de recolha. </li>...
5.1- Metodologias de Estudo  (1) <ul><li>Esta investigação decorreu ao longo do ano lectivo 2007/2008, em duas turmas, uma...
5.1- Metodologias de Estudo  (2) <ul><li>A principal metodologia a utilizar nesta investigação é o  Estudo de Caso ; </li>...
5.2- Instrumentos de recolha  (1) <ul><li>1ª Fase (pré-teste): </li></ul><ul><ul><li>Observação de aulas: </li></ul></ul><...
5.2- Instrumentos de recolha  (2) Instrumentos Descrição Questionário Questionário entregue ao Órgão de Gestão para preenc...
6- Conclusões <ul><li>6.1- Compreender as alterações na dinâmica no contexto de aprendizagem aquando da integração de quad...
6.1- Conclusões  (1) <ul><li>A análise dos dados permite-nos apontar para um conjunto de aspectos que visam contribuir par...
6.1- Conclusões  (2) <ul><li>Algum alunos referiram que “ O QMI torna as aulas mais interessantes, porque torna as aulas m...
6.1- Conclusões  (3) <ul><li>O professor de Matemática salienta “ A principal vantagem é a enorme facilidade e rapidez com...
6.1- Conclusões  (3) Ideias-chave <ul><li>Aulas mais interactivas </li></ul><ul><li>Mais agradável aprender </li></ul><ul>...
6.2- Conclusões  (1) <ul><li>Conhecer a influência da introdução desta tecnologia no trabalho do docente  implicou investi...
6.2- Conclusões  (2) <ul><li>O professor de Inglês salienta “ utilizo mais som, vídeo, imagens ilustrativas, o que no caso...
6.2- Conclusões  (3) <ul><li>Alguns alunos mencionaram: </li></ul><ul><li>“ Nem todos os professores alteram as suas práti...
6.2- Conclusões  (4) <ul><li>Glover e Miller (2001) referem  “que há alteração de práticas pedagógicas, através da elabora...
6.2- Conclusões  (5) Ideias-chave <ul><li>As aulas são mais preparadas e organizadas </li></ul><ul><li>Gráficos mais perfe...
<ul><li>“ A aprendizagem é mais bem sucedida quando o aprendiz participa voluntária e empenhadamente”  e “a melhor aprendi...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Defesa da tese na UCP

6.197 visualizações

Publicada em

Apresentação da defesa da tese de Dissertação apresentada à Universidade Católica Portuguesa para obtenção do grau de mestre em Ciências da Educação

Publicada em: Educação, Tecnologia
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Defesa da tese na UCP

  1. 1. Quadros Multimédia Interactivos : impacto no contexto de aprendizagem Orientação: Prof. Doutor José Reis Lagarto Miguela Fernandes 20 de Outubro de 2009 UNIVERSIDADE CATOLICA PORTUGUESA Mestrado em Ciências da Educação Especialização em Informática Educacional
  2. 2. <ul><li>1- Contextualização </li></ul><ul><li>2- Problema de investigação </li></ul><ul><li>3- Objectivos da investigação </li></ul><ul><li>4- Revisão da literatura </li></ul><ul><li>5- Metodologias de Investigação </li></ul><ul><li>6- Conclusões </li></ul>Sumário da apresentação
  3. 3. 1- Contextualização <ul><li>Escola Secundária da Batalha está localizada no concelho da Batalha, distrito de Leiria; </li></ul><ul><li>É uma escola ligada às Tecnologias de Informação e Comunicação desde o Projecto Minerva, Projecto Nónio Século XXI, ENIS, etc.; </li></ul><ul><li>Adquiriu o 1º Quadro Multimédia Interactivo, em 1999, no âmbito do Projecto Nónio Século XXI “Uma Escola para a Sociedade da Informação”. </li></ul>
  4. 4. 2- Problema da investigação <ul><li>Conhecer melhor o impacto dos quadros multimédia interactivos nos contextos de aprendizagem, numa turma do 3º ciclo, 7º ano, na disciplina de Inglês e numa turma do 10º ano do Ensino Secundário, na disciplina de Matemática. </li></ul>
  5. 5. 3- Objectivos do estudo <ul><li>Compreender as alterações na dinâmica no contexto de aprendizagem aquando da integração de quadros interactivos multimédia; </li></ul><ul><li>Conhecer a influência da introdução desta tecnologia no que diz respeito ao trabalho do docente. </li></ul>
  6. 6. 3.1- Objectivos do estudo: Questões (1) <ul><li>Compreender as alterações da dinâmica no contexto de aprendizagem aquando da integração de quadros interactivos multimédia: </li></ul><ul><ul><li>Os QMI tornam as aprendizagens mais agradáveis e interessantes? </li></ul></ul><ul><ul><li>A versatilidade do QMI permite a utilização de aplicações diversas, aumentando o grau de envolvimento/participação dos alunos? </li></ul></ul><ul><ul><li>Haverá alguma diferença em termos motivacionais relativamente à utilização dos QMI, em contexto de aprendizagem, entre alunos do sexo feminino e masculino? </li></ul></ul>
  7. 7. 3.1- Objectivos do estudo: Questões (2) <ul><li>Conhecer a influência da introdução desta tecnologia no que diz respeito ao trabalho do docente </li></ul><ul><ul><li>A planificação das aulas é efectuada de uma forma mais estruturada? </li></ul></ul><ul><ul><li>A introdução do QMI altera as práticas pedagógicas e estratégias de ensino do docente? </li></ul></ul><ul><ul><li>Os conteúdos produzidos pelos docentes para utilização em QMI, têm em conta um maior nível de interacção relativamente a outros conteúdos que não visem a utilização do QMI? </li></ul></ul>
  8. 8. 4- Revisão da literatura <ul><li>4.1- Quadro Multimédia Interactivo. </li></ul><ul><li>4.2- Algumas funções do quadro. </li></ul><ul><li>4.3- QMI nos contextos de aprendizagem. </li></ul><ul><li>4.4- Benefícios do QMI. </li></ul>
  9. 9. 4.1- Quadro Multimédia Interactivo (1) <ul><li>Um quadro interactivo é uma superfície que pode reconhecer a escrita electrónica e manual e que precisa de um computador para funcionar. Permite também a interacção com uma imagem de computador projectada. </li></ul>
  10. 10. 4.1- Quadro Multimédia Interactivo (2) <ul><li>Equipamentos necessários: </li></ul><ul><ul><li>Um quadro multimédia interactivo; </li></ul></ul><ul><ul><li>Um PC, Multimédia, com ligação USB; </li></ul></ul><ul><ul><li>Um projector de vídeo. </li></ul></ul>
  11. 11. 4.2- Algumas funções do quadro <ul><li>Uso da cor; </li></ul><ul><li>Anotações no quadro; </li></ul><ul><li>Inclusão de som e vídeo; </li></ul><ul><li>Arrastar e largar; </li></ul><ul><li>Realçar objectos específicos do quadro; </li></ul><ul><li>Copiar, cortar e colar; </li></ul><ul><li>Páginas flipchart; </li></ul><ul><li>Dividir o ecrã; </li></ul><ul><li>Rodar objectos; </li></ul><ul><li>Ligar um microscópio digital no ecrã. </li></ul>
  12. 12. 4.3- QMI´s nos contextos de aprendizagem <ul><li>BECTA, num dos seus estudos, identifica as potencialidades do quadro para: </li></ul><ul><ul><li>Enriquecer espaços de demonstração modelação. </li></ul></ul><ul><ul><li>Promover a qualidade das interacções e facilitar momentos informais de avaliação, que resultam da efectividade e clareza das questões colocadas. </li></ul></ul><ul><ul><li>Restabelecer o balanço entre a produção de recursos educativos e o planeamento das estratégias de ensino. </li></ul></ul><ul><ul><li>Aumentar o ritmo e a profundidade das aprendizagens. </li></ul></ul>
  13. 13. 4.4- Benefícios do QMI (1) <ul><li>Flexibilidade e versatilidade; </li></ul><ul><li>Aumento do tempo para o ensino, possibilitando aos professores utilizar de uma forma mais eficiente recursos baseados na web e outros; </li></ul><ul><li>Maior oportunidade para interacção e discussão em sala de aula; </li></ul><ul><li>Eficiência, facilidade em manipular o computador através do toque no ecrã; </li></ul>
  14. 14. 4.4- Benefícios do QMI (2) <ul><li>Suporte na planificação e desenvolvimento de conteúdos, devido à facilidade de produção de recursos, modificação e reutilização; </li></ul><ul><li>Interactividade e participação nas aulas; </li></ul><ul><li>Motivação e afecto, devido às aulas mais divertidas e interessantes e, consequentemente, melhor a atenção e comportamento dos alunos; </li></ul><ul><li>Apresentações multimédia e multi-sensoriais através do estímulo visual. </li></ul>
  15. 15. 5- Metodologias de Investigação <ul><li>5.1- Metodologias de Estudo. </li></ul><ul><li>5.2- Instrumentos de recolha. </li></ul>
  16. 16. 5.1- Metodologias de Estudo (1) <ul><li>Esta investigação decorreu ao longo do ano lectivo 2007/2008, em duas turmas, uma de 3º ciclo, 7º ano, e outra do Ensino Secundário, 10º ano, nas disciplinas de Inglês e Matemática, respectivamente. Os dois professores intervenientes na investigação contribuíram recorrendo à utilização do quadro interactivo multimédia SMART Board. </li></ul>
  17. 17. 5.1- Metodologias de Estudo (2) <ul><li>A principal metodologia a utilizar nesta investigação é o Estudo de Caso ; </li></ul><ul><li>Foram observadas as aulas de 2 turmas: </li></ul><ul><ul><li>7º ano  26 alunos, na disciplina de Inglês; </li></ul></ul><ul><ul><li>10º ano  19 alunos, na disciplina de Matemática. </li></ul></ul>
  18. 18. 5.2- Instrumentos de recolha (1) <ul><li>1ª Fase (pré-teste): </li></ul><ul><ul><li>Observação de aulas: </li></ul></ul><ul><ul><ul><li>Fase pré-teste: uma aula de 90 minutos, na turma do 10º ano, disciplina de Matemática e uma aula de 45 minutos, na turma de 7º ano a Inglês; </li></ul></ul></ul><ul><ul><li>Questionários efectuados aos 5 alunos de cada ano de escolaridade; </li></ul></ul><ul><ul><li>Entrevista exploratória efectuada a um grupo de dois alunos de 7º ano. </li></ul></ul>
  19. 19. 5.2- Instrumentos de recolha (2) Instrumentos Descrição Questionário Questionário entregue ao Órgão de Gestão para preenchimento sobre a quantidade de quadros que a escola possui. Questionário Questionário aplicado às duas turmas. Grelha de observação de aulas Grelha de registo do investigador durante as aulas, categorias e dimensões a serem observadas (Maio e Junho de 2008). Documentação Documentos consultados na escola para identificar “em que” e “quando”esteve envolvida em projectos relacionados com a introdução da tecnologias de informação (Fevereiro de 2008). Entrevista semi-estruturada professores Entrevista semi-estruturada com as questões de pesquisa, como: planificação da aula, trabalho na preparação de conteúdos, práticas pedagógicas e estratégias de aprendizagem, entre outras (Julho de 2008). Entrevista semi-estruturada alunos (Focus Group) Entrevistas semi-estruturadas com algumas questões de pesquisa, como: Participação/envolvimento, organização da aula, prática pedagógica, entre outras (Junho de 2008).
  20. 20. 6- Conclusões <ul><li>6.1- Compreender as alterações na dinâmica no contexto de aprendizagem aquando da integração de quadros multimédia interactivos. </li></ul><ul><li>6.2- Conhecer a influência da introdução desta tecnologia no trabalho do docente. </li></ul>
  21. 21. 6.1- Conclusões (1) <ul><li>A análise dos dados permite-nos apontar para um conjunto de aspectos que visam contribuir para a compreensão da forma como os QMI podem alterar a dinâmica do contexto de aprendizagem. </li></ul>
  22. 22. 6.1- Conclusões (2) <ul><li>Algum alunos referiram que “ O QMI torna as aulas mais interessantes, porque torna as aulas mais interactivas, há maior interacção com os alunos e com o professor… ”. </li></ul><ul><li>O professor de Inglês refere que: “ A utilização de cor, som, vídeo, flash, imagens, e podia continuar… ”. </li></ul>
  23. 23. 6.1- Conclusões (3) <ul><li>O professor de Matemática salienta “ A principal vantagem é a enorme facilidade e rapidez com que desenho e manipulo objectos de modo a facilitar a compreensão de certos conceitos e a clarificar a resolução de determinadas actividades. “ </li></ul><ul><li>Alguns alunos salientam “Pode-se voltar atrás, perde-se menos tempo.” </li></ul>
  24. 24. 6.1- Conclusões (3) Ideias-chave <ul><li>Aulas mais interactivas </li></ul><ul><li>Mais agradável aprender </li></ul><ul><li>Aula mais atractiva </li></ul><ul><li>Facilita a visualização de esquemas e diagramas </li></ul><ul><li>Maior oportunidade para passar os apontamentos do quadro </li></ul><ul><li>Aulas mais divertidas </li></ul><ul><li>Mais interessante </li></ul><ul><li>Aulas mais apelativas </li></ul><ul><li>Aulas menos monótonas </li></ul><ul><li>Mais interesse em ir ao quadro </li></ul><ul><li>Facilidade de revisão da matéria </li></ul><ul><li>Cativa mais os alunos </li></ul><ul><li>Aulas e participação mais interessante </li></ul><ul><li>Facilidade de recapitulação (avançar, recuar e gravar) </li></ul><ul><li>Jogos </li></ul><ul><li>Aulas menos chatas </li></ul>
  25. 25. 6.2- Conclusões (1) <ul><li>Conhecer a influência da introdução desta tecnologia no trabalho do docente implicou investigar questões relacionadas com a planificação das aulas, se há ou não alteração de práticas pedagógicas e estratégias de ensino por parte do docente e, finalmente, se os conteúdos produzidos pelos docentes para utilização em QMI, têm em conta um maior nível de interacção relativamente a outros conteúdos que não visem a sua utilização. </li></ul>
  26. 26. 6.2- Conclusões (2) <ul><li>O professor de Inglês salienta “ utilizo mais som, vídeo, imagens ilustrativas, o que no caso do Inglês é TUDO. ” </li></ul><ul><li>Os alunos referem “ a explicação até se torna mais clara e menos cansativa ”; “ altera as práticas, porque com o QMI o professor fica com um maior leque de possibilidades ” e “ em casa tem o professor tem mais trabalho, no Smartboard é mais complicado ”; </li></ul>
  27. 27. 6.2- Conclusões (3) <ul><li>Alguns alunos mencionaram: </li></ul><ul><li>“ Nem todos os professores alteram as suas práticas pedagógicas, até mesmo por causa da questão da formação muitos têm medo de usar o QMI, de estragar. Aqueles que o utilizam e sabem utilizar, acho que têm uma preparação diferente, prepararam as aulas de maneira diferente, para que sejam mais interactivas.” </li></ul>
  28. 28. 6.2- Conclusões (4) <ul><li>Glover e Miller (2001) referem “que há alteração de práticas pedagógicas, através da elaboração de recursos didácticos de elevada qualidade, previamente preparados por um ou mais professores, conjugando a utilização de software próprio, integração de materiais multimédia…” </li></ul>
  29. 29. 6.2- Conclusões (5) Ideias-chave <ul><li>As aulas são mais preparadas e organizadas </li></ul><ul><li>Gráficos mais perfeitos </li></ul><ul><li>Mais espaço para escrever </li></ul><ul><li>Maior oportunidade dos alunos tomarem apontamentos </li></ul><ul><li>Recursos de grande qualidade do ponto de vista gráfico </li></ul><ul><li>Melhor visualização dos conteúdos </li></ul><ul><li>Diversidade de exercícios: arrastar e largar, ligar, mover, preencher espaços, elaboração de gráficos, entre outros </li></ul><ul><li>Recursos mais atractivos: cor, imagens, sons, vídeos, links para a Internet </li></ul><ul><li>Mais tempo na preparação recursos </li></ul><ul><li>Professor não perde tempo a escrever no quadro porque já está tudo escrito e guardado </li></ul><ul><li>Ir à internet ver e resolver exercícios ligado à matéria </li></ul><ul><li>Diversidade de formas de apresentar a matéria </li></ul><ul><li>Possibilidade de recuperar os conteúdos anteriormente leccionado </li></ul><ul><li>Lecciona-se mais depressa </li></ul><ul><li>Com o QMI o professor está mais preocupado com a produção dos conteúdos </li></ul><ul><li>Permite utilizar várias técnicas </li></ul><ul><li>Em caso de avaria cria destabilização </li></ul><ul><li>Mais professores formados para utilizar os quadros </li></ul>
  30. 30. <ul><li>“ A aprendizagem é mais bem sucedida quando o aprendiz participa voluntária e empenhadamente” e “a melhor aprendizagem é a que se compreende e dá prazer”. </li></ul><ul><li>(Papert, 1997) </li></ul>

×