Pps p-delz@-fortaleza-ce

516 visualizações

Publicada em

Publicada em: Arte e fotografia
0 comentários
1 gostou
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
516
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
19
Comentários
0
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Pps p-delz@-fortaleza-ce

  1. 1. Ceará Fortaleza
  2. 2. Fortaleza
  3. 3. Há alguns muitos anos, podia afirmar que me encontrava exatamente como esta embarcação que desprendeu as precárias amarras do ancoradouro onde estava atracada. À deriva, o navio – Mara Hope – encalhou nas areias do mar cearense da linda Fortaleza, enquanto
  4. 4. enquanto eu, que não conseguia dar o salto acima para o mar da vida, tive a sorte de ser socorrida e conduzida por um a outro dos ilustres e muito humanos filhos do Ceará, a quem pedi algo parecido com versos da canção “Beatriz”: “Me ensina a não andar com os pés no chão, para sempre é sempre por um triz ...” “Diz se é perigoso a gente ser feliz ...”
  5. 5. Ao descobrir o significado do nome de uma de suas praias – a do Futuro – decidi formatar esta apresentação para quem, como eu, não conhece de perto a alegria de viver do povo cearense nem as belezas da capital do Ceará, Fortaleza.
  6. 6. Fortaleza
  7. 7. Próximo à Sé situa-se o Forte Nossa Senhora da Assunção , onde a história de Fortaleza começou – 1649. O próprio nome da cidade é uma referência a essa antiga fortificação.
  8. 8. Praça do Ferreira – primeira referência do centro de Fortaleza, conhecida como o coração da cidade; faz parte de sua história há 172 anos. Para os fortalezenses é tradição ir até lá para rever amigos, conversar, e sentar em seus bancos nem que seja apenas para apreciar o movimento.
  9. 9. Na Praça do Ferreira – o Excelsior Hotel , da década de 1930, é considerado a maior construção em alvenaria do Brasil – em vez das armações em concreto, foram usados como vigas trilhos de estrada de ferro.
  10. 10. Praça do Ferreira a esta hora deserta mas, deste ângulo, fazendo uma bela composição com o verde-mar da praia Formosa, onde está situada uma elegante marina particular.
  11. 11. Estação Central da R.V.C. Professor João Felipe – construída em estilo dórico-romano, é um dos marcos arquitetônicos da cidade desde 1880.
  12. 12. A partir de 1978, Fortaleza passou a ter a décima Catedral do mundo e a segunda do Brasil em tamanho. De destaque, a pia batismal de origem portuguesa, datada de 1637, e os sinos de bronze, de 1680, que badalam em suas torres de 75 m de altura.
  13. 13. Mercado Central – especializado em produtos artesanais, abriga 553 boxes distribuídos em 5 pavimentos, sendo um deles destinado a estacionamento.
  14. 14. Baobá centenário na Praça dos Mártires, mais conhecida como Passeio Público . É a mais antiga praça da cidade, que entre outros atrativos tem uma bela vista para o mar.
  15. 15. Fortaleza é uma cidade que apresenta vasta rede de hotéis, com alto requinte nos especiais catalogados como “five stars”. É o caso do Marina Park Hotel, na região central, que além de todos os itens próprios da categoria, oferece heliponto, bosque particular à beira-mar, e marina com infra-estrutura necessária para atender às tripulações.
  16. 16. Ainda no centro, na Praça General Tibúrcio – ou Praça dos Leões, como é conhecida – situa-se o antigo Palácio da Luz, que foi sede do Governo do Estado e hoje abriga a Academia Cearense de Letras, entidade literária máxima do Ceará. A ACL é a mais antiga do Brasil, fundada em 1894, três anos antes da Academia Brasileira de Letras.
  17. 17. Também na Praça General Tibúrcio – ou Praça dos Leões – foi erigida homenagem a outra especial criatura dentre os filhos ilustres do Ceará – Raquel de Queiróz.
  18. 18. Palácio José de Alencar, hoje Museu do Ceará – tem acervo com peças distribuídas em três importantes coleções que contam a história do Ceará: Paleontologia, Arqueologia/Antropologia Indígena e Mobiliário.
  19. 19. Museu do Ceará – está instalado no antigo palácio de estilo neoclássico . O Museu tem por principal missão promover a reflexão crítica sobre a História do Ceará por meio de programas integrados de pesquisas museológicas, exposições, cursos, publicações e práticas pedagógicas.
  20. 20. Museu do Farol , longe do centro – porque na ponta do Mucuripe – foi construído nos idos de 1840. Depois de reformado, abrigou o Museu do Jangadeiro, atual Museu do Farol, cujo acervo faz referência a Fortaleza Colônia, e ao Ceará província do Brasil Império.
  21. 21. Theatro José de Alencar – com fachada no melhor estilo “art nouveau”, foi tombado como patrimônio histórico nacional e é um dos mais significativos monumentos artísticos da cidade.
  22. 22. O Theatro José de Alencar é uma das mais notáveis obras caracterizadas por apresentar fachada interna em estruturas metálicas de estilo coríntio importadas da Escócia.
  23. 23. De se ressaltar que o belo painel sobre a boca de cena retrata aspectos alusivos à mitologia grega e à obra de José de Alencar, bem como o fato de todos os camarotes levarem os nomes das grandes obras desse imortal escritor cearense.
  24. 24. Aldeota – bairro nobre localizado próximo ao centro. Possui grandes e arborizadas avenidas. Na foto, a Torre Quixadá (marrom, redonda) que tem uma das melhores vistas de Fortaleza.
  25. 25. Praça Portugal – é o coração do elegante bairro Aldeota. Com seu formato circular, funciona como rotatória e faz o encontro de duas das maiores e mais movimentadas avenidas do bairro: Dom Luiz e Desembargador Moreira.
  26. 26. Atravessando a cidade em direção ao leste, encontra-se o Parque Ecológico do Cocó – áreas verdes, bosques, quadras esportivas, pista para cooper, anfiteatro, lanchonetes, um imenso mangue, e flora e fauna características.
  27. 27. Pouco além do Cocó, entre as muitas lagoas de Fortaleza, encontra-se a Casa de José de Alencar – onde viveu sua infância na então cidade de Messejana, hoje bairro de Fortaleza.
  28. 28. Do Cocó em direção a Aquiraz – município na região metropolitana de Fortaleza – e já em praia de Porto das Dunas, se encontra o Beach Park Resort, hotel ligado ao maior parque aquático da América Latina.
  29. 29. No Beach Park se encontra altas emoções e diversões moderadas, mas para quem tem “nervos de aço” o Insano oferece uma queda de 41 metros de altura, equivalente a um prédio de 14 andares. Deslizar sobre ele corresponde a se entregar a uma descida capaz de alcançar a velocidade de 105 quilômetros por hora. É considerado o equipamento mais radical do gênero no planeta.
  30. 30. Criada como Biblioteca Provincial do Ceará, hoje está integrada arquitetonicamente ao Centro Cultural Dragão do Mar. Recebe uma frequência média de 10.000 usuários/mês.
  31. 31. Centro DRAGÃO DO MAR de Arte e Cultura – CDMAC – espaço de cultura e lazer da cidade na Praia de Iracema. Congrega vários espaços onde o lazer urbano, a produção e difusão da arte e da cultura são o foco principal. Em sua vasta área de convivência, inclui espaços como o Memorial da Cultura Cearense, o Museu de Arte Contemporânea do Ceará, a Biblioteca Pública Menezes Pimentel, uma moderna sala teatro, duas salas de cinema, o Planetário Rubens de Azevedo, o Anfiteatro Sérgio Mota, um auditório e salas de aula.
  32. 32. CDMAC - Planetário Rubens de Azevedo – construído com tecnologia alemã, está entre os mais modernos do mundo, é o único no Brasil a projetar o arco-íris, através de 20 projetores multimídia.
  33. 33. Um dos espaços de lazer do CDMAC – barzinhos noturnos com convidativas mesas ao ar livre.
  34. 34. Avenida Monsenhor Tabosa – o chamado corredor da moda, abrange 700 metros de comércio de artigos “fashion” e também artesanato, toda arborizada com carnaubeiras.
  35. 35. E antes de destacar cada praia, geral da famosa Beira-Mar com um mar que até dói de tão lindo!
  36. 36. Praia de Iracema, contígua ao centro da cidade, é uma dentre as quatro praias urbanas.
  37. 37. Praia de Iracema – a mais recente estátua da personagem de José de Alencar que dá o nome à praia está assinada pelo escultor cearense Zenon Barreto.
  38. 38. A Ponte dos Ingleses, também conhecida por "Ponte Metálica", situa-se na Praia de Iracema.
  39. 39. Ponte Metálica – além de abrigar um observatório marinho, constitui-se no melhor ponto para se apreciar o por do sol na cidade, razão pela qual nesse horário é muito visitada.
  40. 40. Da praia de Iracema em direção ao leste, tem início a famosa Beira-Mar com seus calçadões que convidam a um passeio sentindo a brisa do começo da noite... (esta foto me faz adivinhar o cheiro de Fortaleza)
  41. 41. Na praia do bairro Meireles, além da vista que se tem para e dos belos edifícios que lá se encontram, estão muitos dos bons hotéis de Fortaleza e também as melhores opções de lazer.
  42. 42. Um passeio de barco ou veleiro por toda a orla marítima de Fortaleza, especialmente no fim de tarde, é uma forma emocionante de apreciar o pôr-do-sol e, possivelmente, ver golfinhos.
  43. 43. Meireles - tanto o luxo de suas construções como a beleza natural de sua praia, constituem belos postais da cidade e ponto de atração turística, para o que concorre também a feira de artesanato que lá se realiza todos os dias.
  44. 44. Próxima a muitos dos bons hotéis da cidade, praticamente em frente a um dos nababescos, se realiza a Feirinha da Beira-Mar, ao ar livre. Nela se encontra vestuário, rendas, redes, artigos de cama, mesa e banho; entalhes em madeira, artigos em couro, além produtos regionais.
  45. 45. Dentre diversos expostos na feirinha da Beira-Mar, exemplo de artesanato em que se destaca a profusão de cores tão representativas da alegria do povo do nordeste em geral.
  46. 46. Rendeira trabalhando em renda de bilro, técnica trazida pelos padres jesuitas que ensinavam as índias a ornamentar o altar das igrejas nos aldeamentos com mantos de renda no algodão.
  47. 47. Continuando pela Beira-Mar, o antigo monumento em homenagem à Iracema, personagem do escritor José de Alencar, nos confirma onde chegamos porque diz a lenda que foi no Mucuripe que Iracema esperava pela volta do guerreiro branco, o colonizador Martins Soares Moreno.
  48. 48. ... e o espetáculo não podia ser de nenhum outro encanto de Fortaleza, que não o de Mucuripe.
  49. 49. A visão dos barcos emborcados na areia de Mucuripe fez lembrar que quando me encontrava à deriva, numa jangada assim nua,
  50. 50. o cearense timoneiro dos barcos da vida me guiou na descoberta da arte de tecer velas para evitar novos naufrágios e também, com minha jangada então já equipada, a levar minhas mágoas para as águas fundas do mar. Desde então, ao longo dos anos, continua sendo ele quem me orienta, apóia e incentiva quando consigo navegar em direção a alguma conquista em minha nova rota de vida...
  51. 51. ...da mesma forma que no fim de cada dia, de volta ao Mucuripe , os mastros das jangadas envoltos em suas velas continuam também, ano após ano, a apontar para o cardume de estrelas dos céus do Ceará...
  52. 52. Imagens: Todas extraídas da Net com indicação dos respectivos autores Músicas: Beatriz (editada) – de Edu Lobo e Chico Buarque – por André Mehmari No Ceará é assim – de R.Teles Evangelista – por Raimundo Fagner – cearenses As velas do Mucuripe (editada) – de Belchior e Raimundo Fagner – cearenses – – por Oswaldo Montenegro Criação, pesquisa, compilação e formatação de Delza Dias Ferreira delzadfer@hotmail.com Versão para o Inglês – Flavio Musa de Freiras Guimarães www.culturesandart.com São Paulo, III - 2011

×